Rally da Pecuária 2012

3.277 visualizações

Publicada em

Publicada em: Notícias e política
  • Seja o primeiro a comentar

Rally da Pecuária 2012

  1. 1. São Paulo– SP 23/10/2012Apoio Realização
  2. 2. APRESENTAÇÃO DO PROJETOObjetivos Avaliar as condições daspastagens e das fazendas pecuáriasdo Brasil. Avaliar índices zootécnicos e aqualidade do rebanho brasileiro. Calibrar índices para melhorar abase estatística.
  3. 3. APRESENTAÇÃO DO PROJETOFORMATO 5 equipes, totalizando 52 mil kmrodados 9 Estados, que representam 75% dorebanho bovino e 85% da produção decarne 13 Eventos Regionais e 5 Encontroscom pecuaristas, com público estimadode 1.400 pessoas 97 visitas a produtoresAVALIAÇÕES REALIZADAS Amostras e avaliações aleatórias de pastagens Visitas e entrevistas com produtores Jantares ou Eventos Regionais com produtores e convidados.
  4. 4. ROTEIROEquipe 1 (GO / TO) São Félix do 22 a 25/ago XinguEventos Palmas e Araguaína/TO XINGUARA ARAGUAINAEquipe 2 (TO / PA / MT) Santana do Araguaia PALMAS TO 26/ago a 02/set JI PARANÁ JuínaEventos Xinguara/PA e RO MT Gurupi QuerênciaÁgua Boa/MT Vilhena ÁGUA BOA Nova CrixásEquipe 3 (MT / RO) Pontes e Lacerda 03 a 08/set GOEventos Cuiabá/MT e Ji Paraná/RO CUIABÁ GOIÂNIA Paracatu(Extra em Pimenta Bueno/RO) Corumbá MS UBERABAMGEquipe 4 (MS / PR) CAMPO 23 a 26/set GRANDEEventos Campo Grande/MS e Dourados ARAÇATUBA SPLondrina/PR (Extra em Aquidauana/MS) LONDRINAEquipe 5 (PR / SP / MG / GO) Umuarama PR 27/set a 01/outEventos Araçatuba/SP, Uberaba/MG eGoiânia/GO
  5. 5. RALLY NA MÍDIA Veículos que cobriram o Rally da Pecuária 2012www.rallydapecuaria.com.br Emissoras de TV/afiliadasInternacionais• Reuters• Dow Jones• Financial TimesAgência de Notícias• Agência EstadoCirculação Nacional• Valor Econômico• Revista Dinheiro Rural• Revista Globo Rural• DBOPortais• UOL • Terra• G1 • R7
  6. 6. AGRICULTURA VS. PECUÁRIA
  7. 7. DETERMINANTES DA OFERTA Expansão da Área Plantada no Brasil (milhões de ha) 9,5 15,3 7,1 15,3 Pastagem Pastagem 10,3 12,5 12.464 82% 82% 58,6 Área Nova Área Nova 50,9 2,8 2.801 18% 2012/13 2022/23 Grãos Cana ReflorestamentoFonte: Agroconsult, Bigma
  8. 8. DEMANDA POR TERRA A agricultura avança…. Mas a pecuária vem liberando área num ritmo insuficiente... 178 178 1,39 1,25 1,36 173 Área de Pastagens (milhões ha) 171 Ocupação Bovina (cab/ha) 1,21 165 0,96 163 0,82 8,6 milhões de haFonte: Agroconsult, Bigma
  9. 9. POTENCIAL DE PRODUTIVIDADE Produtividade média e algumas situações…. Produtividades médias das pastagens em diferentes condições 35,0 (@ / ha / ano) 25,0 10,4 7,0 3,7 Pecuária nacional Rally da Pecuária Renda da década Renda média na Pacote tecnológico - atual 2012 de 70 agricultura soja/milhoFonte: Agroconsult, Bigma
  10. 10. POTENCIAL DAS PASTAGENS Com tecnologia, facilmente atende-se a demanda por terra…. Evolução da área de pastagens de acordo com o nível de tecnologia, considerando atual produção de carne bovina 171 (Milhões de hectares) 90 60 25 18 Pecuária nacional Rally da Pecuária Renda da década Renda média na Pacote tecnológico atual 2012 de 70 agricultura - soja/milhoFonte: Agroconsult, Bigma
  11. 11. NÍVEL DE TECNOLOGIA Lucro estimado da pecuária de corte em diversos níveis de produtividade* 732 501 (R$/ha/ano) 208 139 74 3,67 6,96 10,4 25,0 35,0 Pacote Pecuária Rally da Renda da Renda média tecnológico – nacional atual Pecuária 2012 década de 70 da agricultura soja/milho Arrobas / hectare / ano * Estimativas simuladas, considerando ciclo completoFonte: Agroconsult, Bigma
  12. 12. APTIDÃO PARA A AGRICULTURA Distribuição das altitudes das Inclinação do terreno pastagens amostradas Muito inclinado 6,9% Pouco Planoinclinado 58,2% 34,8% Apenas 17,8% das pastagens amostradas acima dos 500 m de altitude. Histórico do Rally da Safra indica que 63% das lavouras de soja e milho amostradas estão acima dos 500 metros.Fonte: Rally da Pecuária
  13. 13. MENSAGEM DOS EVENTOS REGIONAIS• Perspectivas favoráveis para a pecuária brasileira;• Necessidade de investimentos em tecnologia e aumento de produtividade;• Recuperação da renda via tecnificação;• Necessidade de investir em levantamento de informações no setor; • O sucesso depende: • Genética; • Estratégias de nutrição; • Sanidade; • Reprodução; • Manejo e fertilização das pastagens; • Integração com lavoura e florestas; • Gestão e sucessão;
  14. 14. Mensagem nos eventos MENSAGEM PASSADA NOS EVENTOS Perspectivas para a carne brasileira são favoráveis. Nos próximos 10anos, Brasil deverá ofertar 30% do total acrescido na demanda global porcarne bovina. Aplicação de tecnologia e aumento de produtividade são a únicamaneira de o pecuarista se manter na pecuária dos próximos anos,competindo com a agricultura. Tecnificação também é a única alternativa de recuperar a renda perdidada pecuária nos últimos anos. Da década de 1970 até agora, o resultadomédio do pecuarista recuou em torno de 80%, considerando o mesmo níveltecnológico. Genética, estratégias de nutrição, sanidade, reprodução, manejo efertilização das pastagens, integração com lavoura e florestas, gestão esucessão são pontos fundamentais para o sucesso do produtor.
  15. 15. Desafios da pecuária INVESTIR EM CONHECIMENTO NA PECUÁRIA É imprescindível criarmos projetos e pesquisa com o objetivo deaprofundar as análises, pesquisas e conhecimento na pecuária. A falta de informações na pecuária e o excesso de números contraditóriosbaseados no “pode ser” e no “talvez” representam um risco enorme naformulação de decisões por quem opera no setor; antes, dentro e depois daporteira. A experiência dos últimos dois anos, com o Rally da Pecuária, nos mostrouque é viável melhorar as estatísticas do campo. As informações estão lá e“querem ser encontradas”. Da mesma maneira que sabemos e divulgamos que o produtor precisainvestir em tecnologia, o setor todo deve investir em conhecimento. Este é um desafio que continuaremos encarando tanto com o Rally daPecuária, como em outros projetos que serão lançados e conduzidos nopróximo ano.
  16. 16. PATROCINADORESSão Paulo– SP 23/10/2012
  17. 17. PATROCINADORESSão Paulo– SP 23/10/2012
  18. 18. PATROCINADORESSão Paulo– SP 23/10/2012
  19. 19. PATROCINADORESSão Paulo– SP 23/10/2012
  20. 20. PATROCINADORESSão Paulo– SP 23/10/2012
  21. 21. PATROCINADORESSão Paulo– SP 23/10/2012
  22. 22. APOIADORES E REALIZAÇÃOAPOIADORES REALIZAÇÃO
  23. 23. AVALIAÇÃO DAS PASTAGENS
  24. 24. METODOLOGIA DE CAMPO Registro fotográfico e anotação do ponto GPS;  Avaliação das condições da pastagem:  Uso da pastagem  Stand de plantas  Homogeneidade do pasto  Volume de massa  Tipo de capim e invasoras Amostragem pelo método do metro quadrado:  Contagem de plantas  Pesagem da matéria original  Medição de altura do pasto  Coleta de amostra para medição de matéria seca  Avaliação do Rebanho (categoria animal, condição corporal, raça predominante etc) Objetivo é conhecer o pontoFonte: Rally da Pecuária
  25. 25. IMAGENS DE SATÉLITE Milho Reforma Pastagem renovada Pastagem em degradaçãoFonte: Inpe
  26. 26. IMAGENS DE SATÉLITE Adubação fosfatadaFonte: Inpe
  27. 27. Curva de degradação - Invasoras Nível de infestação das pastagens Baixíssima Até 0,35 pl/m2 0,35 a 0,70 pl/m2 0,70 a 1,4 pl/m2 mais de 1,4 pl/m2 54% 16% 13% 9% 8% Baixíssima até 0,35 pl/m2 0,35 a 0,70 pl/m2 0,70 a 1,40 pl/m2 mais de 1,40 pl/m2Fonte: Rally da Pecuária
  28. 28. Curva de degradação - Geral Nível da qualidade das pastagens observadas Ótima Boa “Meia vida” Em degradação Degradada 35% 31% 15% 16% 3% Ótima qualidade Boa Qualidade Meia Vida Degradação DegradadaFonte: Rally da Pecuária
  29. 29. Curva de degradação - Stand Stand e população de plantas Ótimo Bom Adequado Em degradação Degradado 32% 26% 18% 17% 7% Ótima qualidade Bom Adequado Degradação DegradadaFonte: Rally da Pecuária
  30. 30. OBSERVAÇÕES Matéria Seca média dos capins amostrados: 63,0% Resíduo de capim senescente: equivalente a 2 t/ha Matéria original nos pontos: equivalente a 5,05 t/ha Uma placa de fezes a cada 7,4 metros quadradosFonte: Rally da Pecuária
  31. 31. CONDIÇÃO DE USO NO MOMENTO Presença de animais nas pastagens Em pós pastejo, Sem gado, a com sinais de entrar em pastejo consumo recente 17,1% 43,4% Com gado em pastejo 39,5%Fonte: Rally da Pecuária
  32. 32. GADO NOS PONTOS AMOSTRADOS Presença de gado nas pastagens visitadas 42,0% 39,5% Presença de gado 2011 Presença de gado 2012Fonte: Rally da Pecuária
  33. 33. GADO NOS PONTOS AMOSTRADOS Zebus, cruzados e raças europeias Cruzado 18,6% Europeu 0,6% Zebu 80,8%Fonte: Rally da Pecuária
  34. 34. CONDIÇÃO DO GADO Condição corporal dos animais vistos a campo 2011 48,3% 46,1% 2012 35,8% 34,4% 13,3% 9,3% 5,3% 4,7% 1,3% 1,6% 0,0% 0,0% Muito magra Magra Moderada Boa Gorda Muito GordaFonte: Rally da Pecuária
  35. 35. CONDIÇÃO DO GADO Distribuição dos lotes vistos a campo 27,9% 2011 2012 20,4% 18,5% 18,5% 18,2% 17,9% 18,2% 17,3% 15,6% 9,7% 10,4% 7,4% Vacas solteiras Vacas com Bezerras/ Bezerros/ Bois magros/ Lotes bezerros Novilhas Garrotes gordos compostosFonte: Rally da Pecuária
  36. 36. Encontros, entrevistas e eventos
  37. 37. Perfil da amostra do RallyRebanho Médio - (cab.) 3.400Rebanho total - (milhão cab.) 1,3Área média da pecuária - (ha) 2.356Área total das propriedades - (mil ha) 841Ocupação média - (cab/ha) 1,44Rebanho confinado total - (mil cab.) 549Desfrute no ciclo completo 30,3%Produtividade média estimada - (@/ha/ano) 6,96Fonte: Rally da Pecuária
  38. 38. E o rebanho dos produtores vem... ...aumentando na média dos últimos cinco anos. Reduzindo 8,6% Aumentando 52,1% Estável 39,3%Fonte: Rally da Pecuária
  39. 39. CONFINAMENTO Capacidade estática e número de animais confinados Nº Confinamentos = 140 Giro médio = 1,41 Maior confinamento = 37 mil cab. Menor confinamento = 10 cab. -0,7% (estável) Capacidade Média = 2,7 mil cab. 5,9% Ocupação Média= 3,5 mil cab. 549 545 518 387 (mil Cabeças) Capacidade estática Confinados em 2011 Confinados em 2012 Intenção para 2013Fonte: Rally da Pecuária
  40. 40. OBJETIVO DO CONFINAMENTO Prestação de serviços Atividade 6,8% exclusiva 4,7% Estratégia de Estatégia de Terminação terminação 88,4% 88,4%Fonte: Rally da Pecuária
  41. 41. INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL Não, mas tenho interesse 6,9% Faz inseminação artificial? sim 44,8% 82,7% das fêmeas Não 48,3% Não, mas tenho Faz inseminação artificial em Tempo interesse Fixo? 12,5% sim 42,9% 87,3% das fêmeas Não 44,6% No público do Rally da Pecuária, 95% dos que inseminam estão usando IATFFonte: Rally da Pecuária
  42. 42. ADUBAÇÃO DE PASTAGENS Produtores que fertilizam pastagens em superfície - % 42 % dos produtores fertilizam pastagens em superfície.Fonte: Rally da Pecuária
  43. 43. CONTROLE DE INVASORAS Média ponderada da forma preferida do controle de invasorasFonte: Rally da Pecuária
  44. 44. PASTAGENS Tempo médio de duração das pastagens 86% dos produtores querem reformar 14,5% das pastagens ao ano Média ponderada do tempo de duração: 14,65% ao anoFonte: Rally da Pecuária
  45. 45. Pastagens 34,7% dos que pretendem reformar pastagens deverão usar agricultura no processoFonte: Rally da Pecuária
  46. 46. TIPOS DE CAPINS Pastagens e forragens na área Capins nativos 0,8% Outros capins Andropogon 5,8% 5,8% Panicuns Braquiarão 10,2% 68,2% Outras Braquiárias 9,1%Fonte: Rally da Pecuária
  47. 47. PASTAGENS E AGRICULTURA Amostragem 1.603 (mil hectares) 786 189 54 Área total (ha) Área de pastagens Área de Área de totais ha volumosos para a agricultura e seca - ha floresta - ha 52,4% pastagens + volumosos p/ seca 11,4% agricultura ou florestaFonte: Rally da Pecuária
  48. 48. Conclusões e observações O Rally da Pecuária 2012 atingiu uma amostragem melhor, quando comparado com o de 2011. Mesmo assim não é possível diagnosticar a pecuária nacional, estimando uma média. A resposta que conseguimos é “para onde a pecuária está indo” Os índices zootécnicos de 2012 ficaram bem próximos aos observados em 2011, embora um pouco inferiores. Essa inferioridade, no entanto, não deve ser interpretada como piora nos níveis tecnológicos, mas sim como uma melhora na amostragem e no rigor estatístico da formulação dos questionários. Embora as pastagens estejam sempre percorrendo a curva de degradação, apenas algo entre 3% e 7% das pastagens amostradas precisariam de reforma.Fonte: Rally da Pecuária
  49. 49. Conclusões e observações Mesmo assim os pecuaristas pretendem reformar, no mínimo, mais de 14% das pastagens ao ano, o que nos permite concluir que há um espaço enorme de oportunidades para o pecuarista economizar adotando técnicas economicamente mais eficientes para lidar com as pastagens. A integração Lavoura – Pecuária – Florestas é uma tendência que vem se confirmando na amostragem do Rally, tanto em intenções, como no que já está em campo. É importante ressaltar algumas limitações técnicas de produtividade em grande parte das pastagens. Essas considerações precisam ser apontadas aos produtores para evitar que frustrações acabem por gerar desconfiança quanto aos benefícios da integração. Apesar dos inquestionáveis benefícios da ILPF, as alternativas de melhorar diretamente as pastagens são viáveis e desejáveis.Fonte: Rally da Pecuária
  50. 50. Conclusões e observações Os produtores também se mostraram bem atentos aos benefícios das tecnologias zootécnicas, mostrando-se mais avançados em comparação com as tecnologias agronômicas. Além dos avanços já comentados no confinamento e na IATF, constatamos que 64% dos produtores entrevistados usam sal proteinado na seca e 44,5% usam no período chuvoso. A propensão dos pecuaristas em implementar tecnologias confirma o cenário traçado pela Agroconsult / Bigma para os próximos dez anos. O suporte das áreas de pastagens deverá aumentar na ordem de 12% a 15%, enquanto a produtividade por área aumentará na ordem de 40% a 45% no mesmo período. A intensificação zootécnica será mais rápida do que a agronômica.Fonte: Rally da Pecuária
  51. 51. Conclusões e observações Agradecemos a sua presença e oapoio de todos que possibilitaram a viabilização deste projeto.
  52. 52. Apoio Realização

×