16 mauro-doenças respiratórias beef point

366 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
366
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
19
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

16 mauro-doenças respiratórias beef point

  1. 1. Desafios e Controle de Problemas Respiratórios em Rebanhos Confinados Mauro Meneghetti Pfizer Saúde Animal
  2. 2. Importância  das  doenças  respiratórias  nos  EUA   •  Impacto  econômico  do  CRB    -­‐  mais  de  624  milhões  de  dólares  (US$)*.   •  Representa  7%  dos  custos  de  produção  **.   •  Elevadas  taxas  de  morbidade  e  mortalidade.   •  CRB  é  responsável  por  aprox.  60%  das  mortes  nos  confinamentos.   * Smith RA: Introduction. Bovine Respiratory Disease: Sourcebook for the Veterinary Professional. Trenton, NJ Veterinary Learning System, 1996, p 5 **Griffin D: Economic impact associated with respiratory disease in beff cattle. Vet Clin North Am Food Anim Pract 13:367-377, 1997.
  3. 3. Mortalidade / Casos clínicos CRB
  4. 4. Brasil  –  outra  realidade....  -­‐  Clima  -­‐  Gado  -­‐  Tempo  de  cocho  -­‐  Idade  de  entrada  -­‐  Distância  -­‐  Tipo  de  dieta  -­‐  Tamanho  dos   confinamentos  
  5. 5. Porém ainda é uma mudança dramática... • Transporte • Aglomeração • Poeira / Barro • Mistura de animais • Variações de Temperatura • Dieta diferente • Manejo intensoMudança no perfil:• Maiores• Escala no recebimento eprocessamento• Animais mais jovens• Distâncias maiores
  6. 6. Complexo  Respiratorio  Bovino   Principais  Fatores   Infecções Bacterianas SecundariasInfecções EstresseVirais imunosupressão Estado Nutricional
  7. 7. Patógenos  envolvidos  Vírus  respiratórios     Bactérias/micoplasmas  não  tratáveis   respiratórios  tratáveis   Primários Secundários  oportunistasHerpesvírus  bovino  1  (BHV-­‐1),   Mannheimia  (Pasteurella)  causador  da  IBR haemoly2caVírus  da  diarréia  viral  bovina-­‐BVD Pasteurella  multocidaVírus  respiratório  sincicial  bovino   Histophilus  somni  (an[go  BRSV Haemophilus  somnus)Vírus  Parainfluenza  3  -­‐  PI3 Micoplasmas  (Mycoplasma  bovis)  Adenovírus  bovino  -­‐  BAV Contra o que devo proteger meus animais?
  8. 8. O  que  fazer?   Prevenção  e/ou   Tratamento:   •  Diminuir  fatores   estressante  •  Aumentar  imunidade   contra  os  patógenos  •  Medicar  casos  clínicos   precocemente    
  9. 9. Confinamentos:    Pneumônias  acontecem  nas  priemiras  três  semanas  
  10. 10. Vacinação  contra  problemas  respiratórios   Modificada Proteção respiratóriaProteção   Termo + PreZent Termossens. Inativada Tempo  
  11. 11. Silva et al. (2007)
  12. 12. Prevenção  /  Tratamento        =>  Agentes  Primários  -­‐  Viroses                  -­‐  Prevenção  através  da  vacinação  /  CaKleMaster  4        =>  Agentes  Secundários  -­‐  Bacterianos                  -­‐  Amoxicilina  (Clamoxil  LA)  –  1mL  /  10  Kg    IM  –  duas   aplicações  c/      intervalo  de  48  horas                  -­‐  Tulatromicina  (Draxxin)  –  1mL  /  40  KG  IM  –    DOSE  ÚNICA                  -­‐  Isoflupredona  (Predef)  –  10  mL  IM  
  13. 13. Prevenção  da  Pneumonia  
  14. 14. Vacinação  com  CahleMaster  4  na  prevenção  da   Pneumonia  •  Confinamento  comercial  –  Uberlândia/MG  •  Curral  com  202  animais  =  101  testemunha  e   101  vacinados  •  Set/2009  à  Jan/2010  
  15. 15. Desempenho  dos  Animais  que  Apresentaram   Pneumonia  durante  o  Confinamento  
  16. 16. Vacinação  com  CahleMaster  4  na  prevenção  da   Pneumonia  –  Eficácia  
  17. 17. Vacinação  com  CahleMaster  4  na  prevenção  da   Pneumônia  –  Desempenho  no  Confinamento   + 15,3 Kg
  18. 18. Resumindo• O tamanho do risco com respiratórios é muito variável• Os problemas aparecem de forma concentrada no início doconfinamento• Não temos chance de prevenir depois do animal fechado –decisão é na chegada• Prevenção realmente efetivas (vacinas e manejo adequado)• Mão de obra altamente capaz de identificar animais doentesprecocemente• Medicação potente e com ação prolongada
  19. 19. OBRIGADO!  

×