120926 18-wbeef-associacoes-miguel-cavalcanti

148 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
148
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

120926 18-wbeef-associacoes-miguel-cavalcanti

  1. 1. Wednesday, October 3, 2012
  2. 2. Wednesday, October 3, 2012
  3. 3. Wednesday, October 3, 2012
  4. 4. A UNIÃO faz a FORÇA 2Wednesday, October 3, 2012
  5. 5. ( Quantos peixes há ? ) 4Wednesday, October 3, 2012
  6. 6. FASE DE CRIAÇÃO 1. Possuímos  um  Plano  de  Negócio  e  uma  Estratégia  de   Consolidação   Núcleo Fundador 2.          Nossos  centros  de  Lucro  indicam  a  necessidade  para  obter   “economias  de  escala  externas” 3. Conhecemos  outros  produtores  em  situação    igual   4.            Abordamos  20  a  25  colegas  individualmente 5.            Escolhemos  5  a  6  produtores  com  perfis  complementares  para   criar  uma  Aliança  Estratégica 6. Cada  Membro  Fundador  possui  realidades  de  negócio   compaMveis,  mas  talentos  diferentes 7.            A  soma  da  habilidades  pessoais  e  empresariais  representa  a   plataforma  para  a  expansão  posterior 8. Cada  Membro  Fundador  exerce  funções  diferentes  e  entre  em   cena  em  momentos  disSntos   O  INSPIRADOR  junta  os  membros  do  núcleo  inicial   O  COMPETENTE  planeja  o  modelo  associaSvo   O  PESO  POLÍTICO  empresta  sua  imagem     O  COOPERADO  contribui  com  a  experiência  coleSva   O  ATIVO  divulga  o  projeto  e  capta  outros  interessados 9. O  núcleo  se  reúne  1  vez  por  mês  para  energizar  o  projeto  e  para   ajustar  a  linha  de  atuação   10.   A  iniciaSva  é  apoiada  por  uma  pesquisa  qualitaSva  e  por   consultoria  especializada  (nos  objeSvos) 13Wednesday, October 3, 2012
  7. 7. Fase de Implantação Programar  Projetos •        claros  e  bem  dimensionados  (PPT) •        com  boa  chance  de  êxito  (baixo  risco) •        primeiro  inicia9vas  simples •        iniciar  com  projetos  de  rápida  realização •        com  prêmios  para  seus  realizadores O  ó9mo  é  o  inimigo  do  bom 22Wednesday, October 3, 2012
  8. 8. CRIADO O PQNN  Visita a Embrapa Campo Grande – Nelore Gado de Corte. Luiz Otávio Campos da Silva  Visita a FEA UNICAMP. Professor Pedro E. de Felício  Contratado Eduardo K Pedroso  Supermercado Andorinha – Amauri Gouveia  Frigovira – Rondonia  Pecuarista – Liderança: Carla de Freitas  Conceito: Nelore, marca forte – Luís Salles, mais forte que Mac Donald’s  Interessar grupo para comprar a marca Nelore Natural, pagando royalties para ACNBWednesday, October 3, 2012
  9. 9. COMEÇA A CAMPANHA. VACA LOUCA – CANADÁ (GUERRA DOS AVIÕES) Anúncio no JN. Maior mobilização nacional a favor da pecuária brasileira O boi das bandeiras O boi de capimWednesday, October 3, 2012
  10. 10. Wednesday, October 3, 2012
  11. 11. Programa Carne Angus Certificada Últimos elos .Abril’2012 Cooperaliança de Guarapuava/PR Lançamento: Paraná Início dos abates – outubro’2012 .Novembro’2011 Linha Angus Premium McDonalds: Bacon e Deluxe Lançamento: SP e DF Atualmente: Todos os estados Abragência: Mais de 600 lojas espalhadas por todo BrasilWednesday, October 3, 2012
  12. 12. Concorrentes sim, mas... Não inimigosWednesday, October 3, 2012
  13. 13. Perfil das integrantes  Vencedoras, histórico de superação  Independentes  Utilizam consultorias  Abertas a inovações  Críticas!  Caprichosas  Trabalham questões de equipe  LíderesWednesday, October 3, 2012
  14. 14. Como funciona?  Reuniões mensais com palestras internas ou por vezes públicas com formadores de opinião  Almoços informais  Viagens temáticas, dias de campo e exposições  Estilo intensamente participativo  Todas expõe suas idéias  Não há diferenças entre as que tem muito ou pouco  Modelo não expansível, mas multiplicávelWednesday, October 3, 2012
  15. 15. Razões para o sucesso  Mulheres são minoria na área (certo isolamento)  Não tem oportunidade de conversar sobre suas atividades no dia a dia  Companheirismo, união e força  Criação de conhecimento coletivo  Novas idéias  Visão global do negócio  Importante para tomada de decisõesWednesday, October 3, 2012
  16. 16. MídiaWednesday, October 3, 2012
  17. 17. Ações 2011-2012, experiência, aprendizados e planos 2013-2014 Cassiano Roberto Pelle Zootecnista – Assistente Técnico Conexão Delta G NorteWednesday, October 3, 2012
  18. 18. Proposta de trabalhoWednesday, October 3, 2012
  19. 19. Consumidor   interno  ou   VANTAGENSProposta de trabalho externo BUSCAR   Varejo Cadeia  Produ+va  da  Carne Atacado Industria  de   beneficiamento CONVERSAR Produtores ENTENDER Wednesday, October 3, 2012 Industria  de   insumos
  20. 20. Regras = CritériosWednesday, October 3, 2012
  21. 21. Regras = Critérios • Estação  de  monta  (max.  120  dias)Wednesday, October 3, 2012
  22. 22. Regras = Critérios • Estação  de  monta  (max.  120  dias) • Descartar  vacas  falhadas  (opcional  chance    para  as   primíparas)Wednesday, October 3, 2012
  23. 23. Regras = Critérios • Estação  de  monta  (max.  120  dias) • Descartar  vacas  falhadas  (opcional  chance    para  as   primíparas) • Grupo  de  manejoWednesday, October 3, 2012
  24. 24. Regras = Critérios • Estação  de  monta  (max.  120  dias) • Descartar  vacas  falhadas  (opcional  chance    para  as   primíparas) • Grupo  de  manejo • JejumWednesday, October 3, 2012
  25. 25. Regras = Critérios • Estação  de  monta  (max.  120  dias) • Descartar  vacas  falhadas  (opcional  chance    para  as   primíparas) • Grupo  de  manejo • Jejum • Datas  para  entrega  de  dadosWednesday, October 3, 2012
  26. 26. Regras = Critérios • Estação  de  monta  (max.  120  dias) • Descartar  vacas  falhadas  (opcional  chance    para  as   primíparas) • Grupo  de  manejo • Jejum • Datas  para  entrega  de  dados • Somente  26%  poderão  ser  touros  (CEIP)Wednesday, October 3, 2012
  27. 27. Regras = Critérios • Estação  de  monta  (max.  120  dias) • Descartar  vacas  falhadas  (opcional  chance    para  as   primíparas) • Grupo  de  manejo • Jejum • Datas  para  entrega  de  dados • Somente  26%  poderão  ser  touros  (CEIP) • Revisão  dos  candidatos  feito  pelo  técnico  responsávelWednesday, October 3, 2012
  28. 28. Regras = Critérios • Estação  de  monta  (max.  120  dias) • Descartar  vacas  falhadas  (opcional  chance    para  as   primíparas) • Grupo  de  manejo • Jejum • Datas  para  entrega  de  dados • Somente  26%  poderão  ser  touros  (CEIP) • Revisão  dos  candidatos  feito  pelo  técnico  responsável • Usar  Touros  Jovens  (10%  dos  nascidos)Wednesday, October 3, 2012
  29. 29. Regras = Critérios • Estação  de  monta  (max.  120  dias) • Descartar  vacas  falhadas  (opcional  chance    para  as   primíparas) • Grupo  de  manejo • Jejum • Datas  para  entrega  de  dados • Somente  26%  poderão  ser  touros  (CEIP) • Revisão  dos  candidatos  feito  pelo  técnico  responsável • Usar  Touros  Jovens  (10%  dos  nascidos) • Treinamento  (obrig.)  dos  avaliadores  a  cada  2  anosWednesday, October 3, 2012
  30. 30. Assembléias e Reunião TécnicaWednesday, October 3, 2012
  31. 31. Assembléias e Reunião Técnica • Março  e  SetembroWednesday, October 3, 2012
  32. 32. Assembléias e Reunião Técnica • Março  e  Setembro • Assembléia  –  obrigatória  para  todos  os  associadosWednesday, October 3, 2012
  33. 33. Assembléias e Reunião Técnica • Março  e  Setembro • Assembléia  –  obrigatória  para  todos  os  associados • Reunião  Técnica  –  obrigatória  para  todos  os  técnicosWednesday, October 3, 2012
  34. 34. Assembléias e Reunião Técnica • Março  e  Setembro • Assembléia  –  obrigatória  para  todos  os  associados • Reunião  Técnica  –  obrigatória  para  todos  os  técnicos • IntegraçãoWednesday, October 3, 2012
  35. 35. Assembléias e Reunião Técnica • Março  e  Setembro • Assembléia  –  obrigatória  para  todos  os  associados • Reunião  Técnica  –  obrigatória  para  todos  os  técnicos • IntegraçãoWednesday, October 3, 2012
  36. 36. Assembléias e Reunião Técnica • Março  e  Setembro • Assembléia  –  obrigatória  para  todos  os  associados • Reunião  Técnica  –  obrigatória  para  todos  os  técnicos • IntegraçãoWednesday, October 3, 2012
  37. 37. AÇÕES DE FPR E PS • 5.022 AÇÕES • 45.735 PARTICIPANTES • 133.022 HORAS AULAWednesday, October 3, 2012
  38. 38. Programas de Responsabilidade Social e ambiental 22Wednesday, October 3, 2012
  39. 39. Ações  Pecuária  de  Corte EVOLUÇÃO  NA  COMERCIALIZAÇÃO  DE  BOVINOS 23Wednesday, October 3, 2012
  40. 40. Aliança Mercadológica PRODUTORES Administradora INDÚSTRIA VAREJISTASWednesday, October 3, 2012
  41. 41. VANTAGENS PARA OS PRODUTORESWednesday, October 3, 2012
  42. 42. VANTAGENS PARA OS PRODUTORES Macho com Valor diferencial a mais: 5 à 10% do Valor de @Wednesday, October 3, 2012
  43. 43. VANTAGENS PARA OS PRODUTORES Macho com Valor diferencial a mais: 5 à 10% do Valor de @ Fêmea a preço de MachoWednesday, October 3, 2012
  44. 44. VANTAGENS PARA OS PRODUTORES Macho com Valor diferencial a mais: 5 à 10% do Valor de @ Fêmea a preço de Macho Maior rendimento de carcaças: Machos: 56 - 58%Wednesday, October 3, 2012
  45. 45. VANTAGENS PARA OS PRODUTORES Macho com Valor diferencial a mais: 5 à 10% do Valor de @ Fêmea a preço de Macho Maior rendimento de carcaças: Machos: 56 - 58% Fêmeas: 51 - 53%Wednesday, October 3, 2012
  46. 46. VANTAGENS PARA OS PRODUTORES Macho com Valor diferencial a mais: 5 à 10% do Valor de @ Fêmea a preço de Macho Maior rendimento de carcaças: Machos: 56 - 58% Fêmeas: 51 - 53% Couro fica para os ProdutoresWednesday, October 3, 2012
  47. 47. VANTAGENS PARA OS PRODUTORES Macho com Valor diferencial a mais: 5 à 10% do Valor de @ Fêmea a preço de Macho Maior rendimento de carcaças: Machos: 56 - 58% Fêmeas: 51 - 53% Couro fica para os ProdutoresSegurança na Negociação:Wednesday, October 3, 2012
  48. 48. VANTAGENS PARA OS PRODUTORES Macho com Valor diferencial a mais: 5 à 10% do Valor de @ Fêmea a preço de Macho Maior rendimento de carcaças: Machos: 56 - 58% Fêmeas: 51 - 53% Couro fica para os ProdutoresSegurança na Negociação: - Contrato formal entre Produtores, Indústria e Varejista.Wednesday, October 3, 2012
  49. 49. OusadiaWednesday, October 3, 2012
  50. 50. O mais importante para assistência técnica é conseguir ensinar a comercializar.Wednesday, October 3, 2012
  51. 51. Lições  aprendidas... Uma  Associação:Wednesday, October 3, 2012
  52. 52. Lições  aprendidas... Uma  Associação: ...Deve  manter  os  sócios  mo+vados  através  de  ações  promocionais  que   resultem  em  retorno  financeiro  ao  associado.Wednesday, October 3, 2012
  53. 53. Lições  aprendidas... Uma  Associação: ...Deve  manter  os  sócios  mo+vados  através  de  ações  promocionais  que   resultem  em  retorno  financeiro  ao  associado. ...Não  é  Sindicado  nem  Coopera9va...Wednesday, October 3, 2012
  54. 54. Lições  aprendidas... Uma  Associação: ...Deve  manter  os  sócios  mo+vados  através  de  ações  promocionais  que   resultem  em  retorno  financeiro  ao  associado. ...Não  é  Sindicado  nem  Coopera9va... ...Precisa  de  sócios...Wednesday, October 3, 2012
  55. 55. Lições  aprendidas... Uma  Associação: ...Deve  manter  os  sócios  mo+vados  através  de  ações  promocionais  que   resultem  em  retorno  financeiro  ao  associado. ...Não  é  Sindicado  nem  Coopera9va... ...Precisa  de  sócios... ...As  vezes  a  solução  mais  recomendada  não  é  a  melhor  para  a  Associação,   mas  é  a  que  viabiliza  a  manutenção  ou  aumento  do  quadro  social,  pois...Wednesday, October 3, 2012
  56. 56. Lições  aprendidas... Uma  Associação: ...Deve  manter  os  sócios  mo+vados  através  de  ações  promocionais  que   resultem  em  retorno  financeiro  ao  associado. ...Não  é  Sindicado  nem  Coopera9va... ...Precisa  de  sócios... ...As  vezes  a  solução  mais  recomendada  não  é  a  melhor  para  a  Associação,   mas  é  a  que  viabiliza  a  manutenção  ou  aumento  do  quadro  social,  pois... ...Associação  precisa  ter  sócios...  e  sócio  produtor  de  gené+ca...consumidor  de  gené+caWednesday, October 3, 2012
  57. 57. Lições  aprendidas... Uma  Associação: ...Deve  manter  os  sócios  mo+vados  através  de  ações  promocionais  que   resultem  em  retorno  financeiro  ao  associado. ...Não  é  Sindicado  nem  Coopera9va... ...Precisa  de  sócios... ...As  vezes  a  solução  mais  recomendada  não  é  a  melhor  para  a  Associação,   mas  é  a  que  viabiliza  a  manutenção  ou  aumento  do  quadro  social,  pois... ...Associação  precisa  ter  sócios...  e  sócio  produtor  de  gené+ca...consumidor  de  gené+ca ...Fomentar  a  JuventudeWednesday, October 3, 2012
  58. 58. Wednesday, October 3, 2012
  59. 59. Prepare-­‐se  para  ficar  mais  exigente! Prove  Carne  Cer9ficada  Pampa® Med.  Vet.  Guilherme  Dias Associação  Brasileira  de  Hereford  e  Braford guilherme@carnepampa.com.br Celular:  53  9971-­‐2718Wednesday, October 3, 2012
  60. 60. Wednesday, October 3, 2012
  61. 61. Parceria JBS  Começou em 2009 com o Bertin  Abate de 100.000 animais ano...*  Premiação : ◦ Boi Acima 225 Kg Boi Esalq + 1 ou 2% ◦ Vaca de 210 acima Vaca Esalq +1,2 ou 3 % ◦ Novilha Mesma premiação que Carrefour !! *projeção 2012Wednesday, October 3, 2012
  62. 62. SHOW DA CARCAÇA 2012 Competição entre associados com animais à pasto Frigorífico JBS – Campo Grande/MSWednesday, October 3, 2012
  63. 63. 4° SEMINÁRIO TÉCNICO NOVILHO PRECOCE MS 23 a 25 de março de 2012 – Zagaia Eco Resort – Bonito/MSWednesday, October 3, 2012
  64. 64. Cooperativa Rondoniense de Carne Ltda Euvaldo Foroni - PresidenteWednesday, October 3, 2012
  65. 65. SITUAÇÃO 2002Wednesday, October 3, 2012
  66. 66. SITUAÇÃO 2002 O estado tinha se tornado zona livre de aftosa com vacinaçãoWednesday, October 3, 2012
  67. 67. SITUAÇÃO 2002 O estado tinha se tornado zona livre de aftosa com vacinação Rebanho de RO - nº de cabeças...............................8.800.000 Em pleno crescimento 7% a.a.Wednesday, October 3, 2012
  68. 68. SITUAÇÃO 2002 O estado tinha se tornado zona livre de aftosa com vacinação Rebanho de RO - nº de cabeças...............................8.800.000 Em pleno crescimento 7% a.a. Nº de frigoríficos 4 Capacidade instalada ano ...........750.000Wednesday, October 3, 2012
  69. 69. SITUAÇÃO 2002 O estado tinha se tornado zona livre de aftosa com vacinação Rebanho de RO - nº de cabeças...............................8.800.000 Em pleno crescimento 7% a.a. Nº de frigoríficos 4 Capacidade instalada ano ...........750.000 Necessidade de abate ano ...........................................900.000Wednesday, October 3, 2012
  70. 70. SITUAÇÃO 2002 O estado tinha se tornado zona livre de aftosa com vacinação Rebanho de RO - nº de cabeças...............................8.800.000 Em pleno crescimento 7% a.a. Nº de frigoríficos 4 Capacidade instalada ano ...........750.000 Necessidade de abate ano ...........................................900.000 Diferencial de preço entre praças do MT e RO ........R$ 6,00/@ OU SEJA 10% DO VALOR DA ÉPOCAWednesday, October 3, 2012
  71. 71. SITUAÇÃO 2002 O estado tinha se tornado zona livre de aftosa com vacinação Rebanho de RO - nº de cabeças...............................8.800.000 Em pleno crescimento 7% a.a. Nº de frigoríficos 4 Capacidade instalada ano ...........750.000 Necessidade de abate ano ...........................................900.000 Diferencial de preço entre praças do MT e RO ........R$ 6,00/@ OU SEJA 10% DO VALOR DA ÉPOCA Lei de ICMS cobrando na saída animal em pé e não crédito no MT 12%Wednesday, October 3, 2012
  72. 72. Dificuldade do processoWednesday, October 3, 2012
  73. 73. Dificuldade do processo1.Conscientização e comprometimento dos cooperadosWednesday, October 3, 2012
  74. 74. Dificuldade do processo1.Conscientização e comprometimento dos cooperados2.Receio dos agentes financeiros em financiar cooperativas.Wednesday, October 3, 2012
  75. 75. Dificuldade do processo1.Conscientização e comprometimento dos cooperados2.Receio dos agentes financeiros em financiar cooperativas.3.Morosidade na análise e aprovação do crédito.Wednesday, October 3, 2012
  76. 76. Dificuldade do processo1.Conscientização e comprometimento dos cooperados2.Receio dos agentes financeiros em financiar cooperativas.3.Morosidade na análise e aprovação do crédito.4.Dificuldade em viabilizar garantias de maneira equânime.Wednesday, October 3, 2012
  77. 77. Dificuldade do processo1.Conscientização e comprometimento dos cooperados2.Receio dos agentes financeiros em financiar cooperativas.3.Morosidade na análise e aprovação do crédito.4.Dificuldade em viabilizar garantias de maneira equânime.5.Tempo para aprovação do projeto financeiro, 34 meses, levou a um aumento de custo da obra de 20%Wednesday, October 3, 2012
  78. 78. Dificuldade do processo1.Conscientização e comprometimento dos cooperados2.Receio dos agentes financeiros em financiar cooperativas.3.Morosidade na análise e aprovação do crédito.4.Dificuldade em viabilizar garantias de maneira equânime.5.Tempo para aprovação do projeto financeiro, 34 meses, levou a um aumento de custo da obra de 20%6.Apenas 40% das cotas, das 80% necessárias, foram vendidas.Wednesday, October 3, 2012
  79. 79. Foto do frigoríficoWednesday, October 3, 2012
  80. 80. Foto do frigoríficoWednesday, October 3, 2012
  81. 81. Venda da IndústriaWednesday, October 3, 2012
  82. 82. Pontos positivosWednesday, October 3, 2012
  83. 83. Pontos positivos • Aumentou o número de indústrias no estado, melhorou a concorrência.Wednesday, October 3, 2012
  84. 84. Pontos positivos • Aumentou o número de indústrias no estado, melhorou a concorrência. • Hoje RO tem preço melhor que o MTWednesday, October 3, 2012
  85. 85. Pontos positivos • Aumentou o número de indústrias no estado, melhorou a concorrência. • Hoje RO tem preço melhor que o MT • Criou em Pimenta Bueno mais de 600 empregos diretos, alem dos indiretos.Wednesday, October 3, 2012
  86. 86. Pontos positivos • Aumentou o número de indústrias no estado, melhorou a concorrência. • Hoje RO tem preço melhor que o MT • Criou em Pimenta Bueno mais de 600 empregos diretos, alem dos indiretos. • Estabeleceu parâmetro técnico de limpeza e rendimento de carcaça;Wednesday, October 3, 2012
  87. 87. Pontos positivos • Aumentou o número de indústrias no estado, melhorou a concorrência. • Hoje RO tem preço melhor que o MT • Criou em Pimenta Bueno mais de 600 empregos diretos, alem dos indiretos. • Estabeleceu parâmetro técnico de limpeza e rendimento de carcaça; • É viável os produtores terem seu próprio frigoríficoWednesday, October 3, 2012
  88. 88. PONTOS NEGATIVOSWednesday, October 3, 2012
  89. 89. PONTOS NEGATIVOS • Falta de visão de longo prazo dos cooperadosWednesday, October 3, 2012
  90. 90. PONTOS NEGATIVOS • Falta de visão de longo prazo dos cooperados • Dificuldade dos dirigentes em mostrar a cooperativa como agente balizador do mercado. Foi enfatizado mais o potencial de lucro da indústria, do que sua importância em corrigir distorções do mercado e dos ganhos indiretos que ela proporciona.Wednesday, October 3, 2012
  91. 91. PONTOS NEGATIVOS • Falta de visão de longo prazo dos cooperados • Dificuldade dos dirigentes em mostrar a cooperativa como agente balizador do mercado. Foi enfatizado mais o potencial de lucro da indústria, do que sua importância em corrigir distorções do mercado e dos ganhos indiretos que ela proporciona.Wednesday, October 3, 2012
  92. 92. PONTOS NEGATIVOS • Falta de visão de longo prazo dos cooperados • Dificuldade dos dirigentes em mostrar a cooperativa como agente balizador do mercado. Foi enfatizado mais o potencial de lucro da indústria, do que sua importância em corrigir distorções do mercado e dos ganhos indiretos que ela proporciona.Wednesday, October 3, 2012
  93. 93. PONTOS NEGATIVOS • Falta de visão de longo prazo dos cooperados • Dificuldade dos dirigentes em mostrar a cooperativa como agente balizador do mercado. Foi enfatizado mais o potencial de lucro da indústria, do que sua importância em corrigir distorções do mercado e dos ganhos indiretos que ela proporciona.Wednesday, October 3, 2012
  94. 94. Wednesday, October 3, 2012
  95. 95. Wednesday, October 3, 2012
  96. 96. Wednesday, October 3, 2012
  97. 97. .-/001&"-()* +,&-&"* !"#$%&()*Wednesday, October 3, 2012
  98. 98. Qualidade é uma constante em quem conseguiu relação diferenciada com frigorífico.Wednesday, October 3, 2012
  99. 99. O mundo mudou...Wednesday, October 3, 2012
  100. 100. O JBS faturava, em 1996, US$ 300 milhões. Em 2008, consolidando todas as empresas, o faturamento foi de US$ 28,7 bilhões.Wednesday, October 3, 2012
  101. 101. Proporcionalmente ao faturamento, o pecuarista que vendia 1.000 bois/ano para o JBS, agora precisaria vender 95.600 bois/ano para ter o mesmo poder de barganha.Wednesday, October 3, 2012
  102. 102. O poder de barganha do pecuarista diminuiu muito.Wednesday, October 3, 2012
  103. 103. O pecuarista que era grande, agora é pequeno. O jogo de forças mudou muito, em pouco tempo.Wednesday, October 3, 2012
  104. 104. Entender, encarar a realidade e estudar o que pode ser feito é fundamental para que o negócio produção de gado de corte seja rentável hoje e no longo prazo.Wednesday, October 3, 2012
  105. 105. Wednesday, October 3, 2012
  106. 106. Wednesday, October 3, 2012
  107. 107. Indústria começando a “acordar” para relacionamentoWednesday, October 3, 2012
  108. 108. Wednesday, October 3, 2012
  109. 109. Wednesday, October 3, 2012
  110. 110. O setor produtivo precisa estar preparado para essa nova relação.Wednesday, October 3, 2012
  111. 111. Wednesday, October 3, 2012
  112. 112. A principal estratégia além porteira para aumento da lucratividade.Wednesday, October 3, 2012
  113. 113. Poder de barganha Liderança setorial Agregação de valorWednesday, October 3, 2012
  114. 114. EducaçãoWednesday, October 3, 2012
  115. 115. Preparar seus associados para o futuro.Wednesday, October 3, 2012
  116. 116. Wednesday, October 3, 2012
  117. 117. Aquacultura e pescado World fishery production Million tonnes 150 Aquaculture 120 Capture 90 60 30 0 1950 1960 1970 1980 1990 2000 2009Wednesday, October 3, 2012
  118. 118. Wednesday, October 3, 2012
  119. 119. Desafios Governança Foco e Objetivos claros Transparência GestãoWednesday, October 3, 2012
  120. 120. Métrica para instituição sem fins lucrativos.Wednesday, October 3, 2012
  121. 121. Alto impacto, sem fins lucrativos % do orçamento dedicado a custos operacionais, % do orçamento que vai diretamente para o objetivo da entidade, Competência do executivo contratado “Go big or go home”.Wednesday, October 3, 2012
  122. 122. Agregação real de valor para o pecuarista.Wednesday, October 3, 2012
  123. 123. O que o Brasil pode (e deve) aprender com a pecuária de corte da Austrália Miguel Cavalcanti BeefPoint www.beefpoint.com.brWednesday, October 3, 2012
  124. 124. Setor mais maduroWednesday, October 3, 2012
  125. 125. Wednesday, October 3, 2012
  126. 126. Podemos muito maisWednesday, October 3, 2012
  127. 127. “Para ter um negócio de sucesso, alguém, algum dia, teve que tomar uma atitude de coragem”. Peter Drucker, 1909-2005. 74Wednesday, October 3, 2012
  128. 128. Você é o único responsável por realizar seus sonhos.Wednesday, October 3, 2012
  129. 129. Um verdadeiro MBA em pecuária de corte de alto nível. workshop.beefpoint.com.brWednesday, October 3, 2012
  130. 130. Trocar experiências: maior velocidade e menos erros repetidos. Divulgar o trabalho dos pioneiros e atrair novos integrantes.Wednesday, October 3, 2012
  131. 131. Muito obrigado!Wednesday, October 3, 2012
  132. 132. Wednesday, October 3, 2012
  133. 133. Miguel Cavalcanti miguel@beefpoint.com.br www.beefpoint.com.br twitter: @beefpoint www.facebook.com/beefpointWednesday, October 3, 2012
  134. 134. Um verdadeiro MBA em pecuária de corte de alto nível. workshop.beefpoint.com.brWednesday, October 3, 2012
  135. 135. Wednesday, October 3, 2012
  136. 136. Wednesday, October 3, 2012

×