120926 12-wbeef-associacoes-euvaldo-foroni

128 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
128
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

120926 12-wbeef-associacoes-euvaldo-foroni

  1. 1. Cooperativa Rondoniense de Carne Ltda Euvaldo Foroni - Presidente
  2. 2. SITUAÇÃO 2002O estado tinha se tornado zona livre de aftosa com vacinaçãoRebanho de RO - nº de cabeças...............................8.800.000 Em pleno crescimento 7% a.a.Nº de frigoríficos 4 Capacidade instalada ano ...........750.000Necessidade de abate ano ...........................................900.000Diferencial de preço entre praças do MT e RO ........R$ 6,00/@OU SEJA 10% DO VALOR DA ÉPOCALei de ICMS cobrando na saída animal em pé e não créditono MT 12%
  3. 3. OBJETIVOS DO PROJETO•  Valorizar nosso rebanho;•  Credibilidade e transparência;•  Resultado da indústria distribuído entre os produtores;•  Desenvolver e difundir tecnologia de produção em toda a cadeia e aprimoramento da qualidade dos produtos (carne e couro);•  Construir uma indústria apta a fornecer carne e derivados, para os mais exigentes mercados.
  4. 4. CUSTO – ORIGEM DOS RECURSOSCUSTO DO PROJETO............R$33.000CAPTITAL DE GIRO................R$12.000TOTAL......................................R$45.000ORIGEMFINANCIAMENTO..........................R$19.000RECURSOS PROPRIOS................R$26.000TOTAL..............................................R$45.000
  5. 5. Constituição CAPITAL SOCIAL DATA COOPERADOS INTEGRALIZADO MIL R$07/12/2003 168 12531/12/2008 574 10.531
  6. 6. Perfil dos cooperados•  Em 2008 tínhamos 574 cooperados com um rebanho de 700.000 cabeças•  85% do rebanho localizado num raio de 200 Km•  Cooperado com rebanho médio de 1500 cabeças•  Faixa etária de 40 a 50 anos, todos migrantes de outros estados.
  7. 7. Dificuldade do processo1. Conscientização e comprometimento dos cooperados2. Receio dos agentes financeiros em financiar cooperativas.3. Morosidade na análise e aprovação do crédito.4. Dificuldade em viabilizar garantias de maneira equânime.5. Tempo para aprovação do projeto financeiro, 34 meses, levou a um aumento de custo da obra de 20%6. Apenas 40% das cotas, das 80% necessárias, foram vendidas.
  8. 8. Início das operações•  Iniciado o abate em outubro de 2007, somente abate enquanto terminávamos a desossa.•  Terminamos já em 31/12/2007 com resultado positivo de R$ 169.643,98•  Rendimento de carcaça em torno de 2% maior que os outros frigoríficos. ( isto representa hoje R$ 3,56/@)
  9. 9. Foto do frigorífico
  10. 10. 2008 – virada do mercado - SPFonte:Scot Consultoria
  11. 11. 2008 – virada do mercado - RO Fonte:Scot Consultoria
  12. 12. Venda da Indústria
  13. 13. Pontos positivos•  Aumentou o número de indústrias no estado, melhorou a concorrência.•  Hoje RO tem preço melhor que o MT•  Criou em Pimenta Bueno mais de 600 empregos diretos, alem dos indiretos.•  Estabeleceu parâmetro técnico de limpeza e rendimento de carcaça;•  É viável os produtores terem seu próprio frigorífico
  14. 14. PONTOS NEGATIVOS•  Falta de visão de longo prazo dos cooperados•  Dificuldade dos dirigentes em mostrar a cooperativa como agente balizador do mercado. Foi enfatizado mais o potencial de lucro da indústria, do que sua importância em corrigir distorções do mercado e dos ganhos indiretos que ela proporciona.

×