1º BeefPoint Live Day - palestra - Amaury Valinote - Alltech

1.312 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.312
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
856
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
66
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1º BeefPoint Live Day - palestra - Amaury Valinote - Alltech

  1. 1. Dicas de nutrição para a vaca de corte Amaury Valinote e Fernando Franco
  2. 2. Lactação Gestação Baixo Alto AltoBaixo Nutrição materna x desempenho PN: 28,3 kg PN: 28,9 kg PN: 38,1 kg PN: 39,5 kg PD: 139 kg PD: 210 kg PD: 162 kg PD: 233 kg PR: 473 kg GPD: 0,602 kg PR: 509 kg GPD: 0,540 kg PR: 511 kg GPD: 0,628 kg PR: 553 kg GPD: 0,576 kg PT: 629 kg GPD: 1,465 kg PT: 666 kg GPD: 1,498 kg PT: 682 kg GPD: 1,598 kg PT: 723 kg GPD: 1,640 kg 24,09 @ 22,2 @ 25,54 @ 23,53 @ Fonte: Alford, 2009, APS
  3. 3. Sumário •Condição corporal •Nutrição protéica •Nutrição mineral •Considerações finais
  4. 4. Condição Corporal
  5. 5. Condição Corporal 1 5
  6. 6. Condição Corporal Fonte:Meneguetti & Vasconcelos (2008) •Vacas que parem de novembro a dezembro têm melhor condição corporal •Os meses de estação de monta são os que as vacas apresentam menor condição corporal
  7. 7. Condição Corporal Fonte:Meneguetti & Vasconcelos (2008) •Vacas com melhor condição corporal têm melhor taxa de concepção 5
  8. 8. Condição Corporal 0 10 Controle Beef Advantage 9.52 5.44 Perdadepesoda vaca,kg/45dias •Maior desafio é a qualidade do pasto •Usar tecnologias que aumentem o uso da pastagem •Aumento de energia para o animal, e menor perda de peso
  9. 9. Nutrição protéica
  10. 10. Nutrição protéica 0 2 4 6 8 10 12 Out Dez Jan Fev Mar Abr 5.63 5.78 5.75 5.86 5.98 5.86 2.86 3.14 3.52 2.97 3.05 3.78 1.61 1.59 0.98 1.52 1.36 1.75 PB,%daMS PB B2 N Solúvel Fonte: Balsalobre et al., 2002Meta da proteína das pastagens está indisponível
  11. 11. Nutrição protéica 550 730 750 950 0 100 200 300 400 500 600 700 800 900 1000 Sal Mineral Amiréia Uréia Optigen GPD(g/dia) Tratamentos Ganho de Peso diário O uso de proteína durante as águas favorece o ganho de peso Fonte: Nassar et al., 2010
  12. 12. Nutrição mineral
  13. 13. Nutrição mineral Imunidade Cresc./Fertilidade Sinais clínicos Subclinical Clinical Consumodemicrominerais Time Wikse, 1992
  14. 14. Nutrição mineral Miller, 1979 Interação entre microminerais
  15. 15. Nutrição mineral Bioplex® Controle P 2 ondas/período, % 18 27 0,54 3 ondas/ período, % 83,33 63 0,21 4 ondas/ período, % 0 0,09 - Nº folículos recrutados/onda 16,36 14,46 0,21 Diâmetro do folículo, mm 11,00 10,80 0,08 Taxa de crescimento folicular 1,61 1,50 0,58 Fonte: Pasa, 2012, UFMT O uso de microminerais quelatos favorece os parâmetros reprodutivos
  16. 16. Considerações finais Para um bom desempenho reprodutivo as vacas de corte devem: •Estar em boa condição corporal •Receber suplementação protéica •Receber fontes de minerais quelatados •Receber produtos que melhorem o aproveitamento do pasto
  17. 17. Amaury Valinote avalinote@alltech.com OBRIGADO Foto da internet

×