02 marcelo-pimenta-workshop-cria-beefpoint 2012

328 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
328
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
50
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

02 marcelo-pimenta-workshop-cria-beefpoint 2012

  1. 1. Planejamento  e  Tecnologias  Superando  as  Limitações  da  Cria  
  2. 2. Resultados  da  Cria  e  dos  Outros   Sistemas  de  Produção     Scot  Consultoria  -­‐  Rentabilidade  sobre  o  patrimônio,  com  adoção  de  tecnologia  (2011):  Benchmarking  Exagro  –  dados  de  2011   2  
  3. 3. Características  da  fase  de  Cria  •  O  sistema  de  cria  convencional,  mesmo  com  bons  índices  reprodutivos,   apresenta   produção   de   arrobas   /   ha   e  rentabilidade   inferiores   ao   de   recria   e   engorda,   devido  principalmente  a:     -­‐  Alto  estoque  de  animais  adultos,  e  produção  pouco  signiSicativa  em  peso  por  matriz  alojada/ano.     -­‐  Pouca  capacidade  de  alívio  de  carga  com  venda  de  animais  (bezerros  e  matrizes  descarte)  no  Sinal  das  águas,  o  que  exige  cargas  moderadas  nas  águas  para  suportar  o  rebanho  na  seca.       3  
  4. 4. Características  da  fase  de  Cria  •   A   menor   produção   e   rentabilidade   da   cria   são   muito  comumente  agravados  por  falta  de  estratégia  na  condução  do  rebanho:     -­‐  Estação  de  monta  longa,  ou  mais  de  uma  ao  ano.     -­‐  Estação  em  época  inadequada,  com  os  nascimentos  ocorrendo  na  época  de  menor  oferta  e  menor  qualidade  de  pasto.     -­‐  “Chance”  para  matrizes  vazias,  com  permanência  de  categoria  improdutiva  por  dois  anos  no  rebanho.     -­‐  Engorda  e  venda  de  matrizes  vazias  somente  na  próxima  safra  de  capim,  aumentando  a  carga  e  diminuindo  o  suporte  da  fazenda.     -­‐  Suplementação  volumosa  e  concentrada  para  matrizes,  na  tentativa  de  “corrigir”  as  falhas  anteriores.         4  
  5. 5. Estratégias  para  Cria  mais  Rentável   5  
  6. 6. Estratégias  para  Cria  mais  Rentável   •  Estação  de  monta  CURTA   -­‐  Permite  conciliar   demanda  com  oferta  de   capim     -­‐  IdentiSica  prontamente  as   vazias  para  descarte   6  
  7. 7. Estratégias  para  Cria  mais  Rentável   •  Cruzamento  Industrial   -­‐  Aumenta  peso  e  valor   do  produto  (bezerros).   -­‐  Elimina  uma  categoria   de  recria,  adiantando  12   meses  na  primeira   gestação  das  novilhas.    Mais  matrizes  na     mesma  área.    Maior  receita.      Maior  produção  por     hectare.   7  
  8. 8. Estratégias  para  Cria  mais  Rentável   •  Desmama  precoce  das  vacas  vazias   -­‐  Libera  as  vacas  vazias  para   engorda  antes  do  início  da   seca.   8  
  9. 9. Estratégias  para  Cria  mais  Rentável   •  Desmama  precoce  das  vacas  vazias   -­‐  Libera  as  vacas  vazias  para   engorda  antes  do  início  da   seca.   -­‐  Torna  possível  um  alívio   signiSicativo  da  carga   animal  no  Sinal  das  águas.   9  
  10. 10. Estratégias  para  Cria  mais  Rentável   •  Desmama  precoce  das  vacas  vazias   -­‐  Libera  as  vacas  vazias  para   engorda  antes  do  início  da   seca.   -­‐  Torna  possível  um  alívio   signiSicativo  da  carga   animal  no  Sinal  das  águas.   -­‐  Permite  aumento  da  carga   nas  águas,  com  maior   aproveitamento  do  capim,  e   maior  produção  por   hectare.   10  
  11. 11. Estratégias  para  Cria  mais  Rentável   •  Manter  indice  de  concepção  entre  70%  e  75%     -­‐  Mais  vacas  a  venda  signiSica  maior  alívio  para  a  seca   e  menor  necessidade  de  reserva  de  capim  nas  águas.  O  suporte  das   águas  aumenta,  permitindo  o  alojamento  de  mais  vacas.   11  
  12. 12. Estratégias  para  Cria  mais  Rentável   •  Manter  indice  de  concepção  entre  70%  e  75%       -­‐  A  proporção  entre  as  diferentes  categorias  é   alterada,  aumentando  a  produção  de  arrobas  com  o  ganho  de  peso   das  matrizes.     Ex:  Fazenda  de  3.000  ha  capim  e  8,5  Ton.  MS/Ha/ano       12  
  13. 13. Estratégias  para  Cria  mais  Rentável   •  Manter  indice  de  concepção  entre  70%  e  75%       -­‐  A  receita  aumenta  mesmo  nos  anos  de   maior  ágio  da  arroba  do  bezerro  em  relação  ao  boi:   Valor  @  boi  =  R$  88,00   Valor  @  vaca  =  R$  80,00   Peso  macho  desmama  =  6  @   13  
  14. 14. Estratégias  para  Cria  mais  Rentável   •  Manter  indice  de  concepção  entre  70%  e  75%       -­‐  A  receita  aumenta  mesmo  nos  anos  de   maior  ágio  da  arroba  do  bezerro  em  relação  ao  boi:   Valor  @  boi  =  R$  88,00   Valor  @  vaca  =  R$  80,00   Peso  macho  desmama  =  6  @   14  
  15. 15. Resultados  da  Cria  e  dos  Outros   Sistemas  de  Produção     Benchmarking  Exagro  –  Dados  de  2011   15  
  16. 16. Muito  Obrigado!  EXAGRO  –  Excelência  em  Agronegócios   (31)  3542-­‐9888   www.exagro.com.br   Marcelo  Pimenta  Mascarenhas   marcelopimenta@exagro.com.br     (31)  9213-­‐7145   16  

×