SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 48
Importância:
Viabilizar a ocupação
territorial,
a circulação de pessoas e
produtos e escoar a produção.
Eficiência + baixo custo
Maior competitividade.
Lucro
Os meios de
transportes estão
intimamente ligados
ao desenvolvimento
econômico de uma
nação.
Nos países
desenvolvidos os
meios de
transportes estão
interligados o que
não ocorre nos
países
subdesenvolvidos.
Matriz de
transporte de um
país corresponde
ao conjunto dos
principais modais
utilizados para
transportar
mercadorias e
pessoas.
A melhor matriz para um país deve ser considerada a
distância a serem percorridas e as necessidades
econômicas, coordenando os três mais importantes
modais.
CONSUMO DE ÓLEO DIESEL
(1 LITRO)
VIAS TONELADAS
TRANSPORTADA POR
KM
RODOVIA 30
FERROVIA 125
HIDROVIA 575
Meios de
Transportes
Pontos Positivos Pontos
Negativos
Hidroviário Grande capacidade
de carga
Alto custo com
manutenção de
portos
Ferroviário Elevada capacidade
de carga
Baixo custo com
combustível
Depende de um
transporte
complementar
Rodoviário Entrega diretamente
ao consumidor
Ideal para curtas
distâncias
Alto custo com
combustível
Elevada poluição
Aéreo Rapidez
Segurança
Alto custo
Transporte Rodoviário
Transporte Rodoviário
Criado como sistema complementar.
As maiores malhas rodoviárias são:
Eua, Índia e Brasil.
No Brasil:
Inicio: 1926
Intensificação: Década de 50
Apogeu: Década de 70
Obs – A importância de Vargas
Obs – O papel de FHC
Principais Rodovias:
VIA DUTRA – SÃO PAULO – RIO
VIA ANCHIETA E DOS IMIGRANTES – SP - SANTOS;
RIO – BAHIA - BR 116 (PORTO ALEGRE – FORTALEZA);
LITORÂNEA - BR 101 – (NATAL PORTO ALEGRE);
BELÉM - BRASÍLIA
CUABÁ – SANTARÉM
TRANSAMAZÔNICA
CUIABÁ – PORTO VELHO – BR 364;
SALVADOR - BRASÍLIA – BR-242.
Transporte Ferroviário
CARGA DESLOCADA DE ACORDO COM O TIPO DE
TRANSPORTE (%)
VIAS PAÍSES
ALEMANHA JAPÃO EUA FRANÇA BRASIL
RODOVIÁRIO
18 20 25 28 70
FERROVIÁRIO
53 38 50 55 20
HIDROVIÁRIO
29 42 25 17 10
CIRCULAÇÃO INTERNA
EUA - 50% Rússia – 80%
OBS.: EUROTÚNEL FRANÇA - INGLATERRA (CANAL DA MANCHA 50,5 KM)
FRANÇA E JAPÃO – TGV (TREM DE GRANDE VELOCIDADE - 515 KM/hora).
Maior Malha Maior ferrovia
No Brasil
Inicio: 1854
Apogeu:
1870 a 1920
Declínio:
Década de 50
A transnordestina é uma ferrovia que liga o Porto de Suape,
no Recife, ao Porto de Pecém em Fortaleza, cruzando
praticamente todo o território do estado de Pernambuco.
Ferrovia Oeste-Leste
Ferrovia Bioceânica
As ferrovias no Brasil estão geograficamente
concentradas:
a) na região Nordeste, como resultado das políticas
coloniais de transportes das commodities aqui
cultivadas pela metrópole.
b) na região Sudeste, em razão das estruturas
instaladas no auge da economia cafeeira.
c) no Centro-Oeste, como uma obra de promoção da
política da Marcha para o Oeste.
d) no Sul, para atender os interesses das oligarquias
gaúchas.
e) em todo o litoral, como herança da concentração
populacional nessa faixa do país.
B
Transporte Aéreo
Principais rotas do mundo
O fluxo aéreo está cada vez mais intenso
o que vem causando uma grande
preocupação no que diz respeito a
segurança.
Transporte Aéreo
Surge como transporte comercial de
passageiros na década de 20 do século
passado.
No Brasil:
O setor foi marcado historicamente
pela fundação da Via Aérea Rio-
Grandense (Varig) em 1927, pela
criação da Empresa Brasileira de
Aeronáutica (EMBRAER) em 1969
(privatizada nos anos 90) e pela
criação da Empresa Brasileira de Infra-
Estrutura Aeroportuária (INFRAERO),
em 1972, com o objetivo de
administrar o setor.
Principais
problemas:
Transporte Hidroviário
Marítimo
É considerado o elo de comunicação
entre os continentes, pois é por meio
dele que a maior parte do comércio
internacional é realizado.
O transporte
marítimo de longo
curso é
responsável por
81% das
exportações
brasileiras;
o Porto de Santos
responde por 32%
do total.
Faltam navios O país tem 120 navios, aluga
180 navios estrangeiros.
Faltam contêineres Déficit de 60%
Engarrafamento no cais 2 meses para serem
embarcadas.
O que é preciso fazer Construir ao menos 60 navios
e reformular os portos.
Principais problemas da navegação de
longo curso
Navegação de Cabotagem
“A soma do tempo gasto por todos os navios de carga na espera para
atracar no porto de Santos é igual a 11 anos — isso, contando
somente o intervalo de janeiro a outubro de 2011. O problema não foi
registrado somente neste ano. Desde 2006 a perda de tempo supera
uma década.”
Folha de S. Paulo, 25 dez. 2011 (adaptado).
A situação descrita gera consequências em cadeia, tanto para a
produção quanto para o transporte. No que se refere à
territorialização da produção no Brasil contemporâneo, uma dessas
consequências é a
a) realocação das exportações para o modal aéreo em função da
rapidez.
b) dispersão dos serviços financeiros em função da busca de novos
pontos de importação.
c) redução da exportação de gêneros agrícolas em função da
dificuldade para o escoamento.
d) priorização do comércio com países vizinhos em função da
existência de fronteiras terrestres.
e) estagnação da indústria de alta tecnologia em função da
concentração de investimentos na infraestrutura de circulação.
C
Transporte Hidroviário
Fluvial
No Brasil ainda é
pouco utilizado
Rios de destaque:
Amazonas
Paraguai
Tocantins
São Francisco
Tietê-Paraná
Principais Portos Fluviais:
Manaus
Corumbá
A análise das vias de circulação no Brasil revela
a) a expansão da rede ferroviária, em relação às décadas
anteriores, como medida prioritária para a redução de custos
b) o investimento maciço em hidrovias, em função do Mercosul,
embora o custo do transporte fluvial de cargas supere o do
transporte ferroviário.
c) o descaso com a modernização de seus portos marítimos,
considerados os mais baratos do mundo para o transporte de
carga internacional.
d) o subaproveitamento das potencialidades naturais do país,
pois em áreas de rios navegáveis o transporte rodoviário, mais
caro, supera o fluvial.
e) a opção pela rodovia como principal meio de transporte de
carga, seguindo o padrão dominante nos EUA, Japão a Europa
Ocidental.
D
Transporte Dutoviário
Importante:
Transporte de Informação
O tempo, as distâncias, a distribuição geográfica,
vêm sendo abolidas na sociedade globalizada em
que vivemos e a tecnologia de informação,
oferece a mais vasta possibilidade de
participação global e acessibilidade pessoal ou
empresarial.
“De todas as transformações impostas pelo meio técnico-científico-
informacional à logística de transportes, interessa-nos mais de perto
a intermodalidade. E por uma razão muito simples: o potencial que tal
“ferramenta logística” ostenta permite que haja, de fato, um sistema
de transportes condizente com a escala geográfica do Brasil.”
HUERTAS, D. M. O papel dos transportes na expansão recente da
fronteira agrícola brasileira. Revista Transporte y Territorio,
Universidade de Buenos Aires, n.3, 2010 (adaptado).
A necessidade de modais de transporte interligados, no território
brasileiro, justifica-se pela(s)
a) variações climáticas no território, associadas à interiorização da
produção.
b) grandes distâncias e a busca da redução dos custos de transporte.
c) formação geológica do país, que impede o uso de um único modal.
d) proximidade entre a área de produção agrícola intensiva e os
portos.
e) diminuição dos fluxos materiais em detrimento de fluxos imateriais.
B

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Aula de hidrografia do brasil
Aula de hidrografia do brasilAula de hidrografia do brasil
Aula de hidrografia do brasil
 
Transportes geografia Ensino Médio
Transportes geografia Ensino MédioTransportes geografia Ensino Médio
Transportes geografia Ensino Médio
 
Europa aspectos gerais
Europa aspectos geraisEuropa aspectos gerais
Europa aspectos gerais
 
Bacias hidrograficas do brasil
Bacias hidrograficas do brasilBacias hidrograficas do brasil
Bacias hidrograficas do brasil
 
Questão Curda
Questão CurdaQuestão Curda
Questão Curda
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
Guianas e Suriname
Guianas e SurinameGuianas e Suriname
Guianas e Suriname
 
ÁFRICA
ÁFRICAÁFRICA
ÁFRICA
 
Setor terciário
Setor terciárioSetor terciário
Setor terciário
 
Tipos de Transportes
Tipos de TransportesTipos de Transportes
Tipos de Transportes
 
Modais no brasil
Modais no brasilModais no brasil
Modais no brasil
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
Transportes
TransportesTransportes
Transportes
 
Recursos energéticos
Recursos energéticosRecursos energéticos
Recursos energéticos
 
Geopolítica da América Latina .
Geopolítica da América Latina .Geopolítica da América Latina .
Geopolítica da América Latina .
 
Região sudeste parte 1
Região sudeste parte 1Região sudeste parte 1
Região sudeste parte 1
 
Meios de transportes
Meios de transportesMeios de transportes
Meios de transportes
 
Litoral brasileiro
Litoral brasileiroLitoral brasileiro
Litoral brasileiro
 
Oriente Medio
Oriente MedioOriente Medio
Oriente Medio
 
Os grandes projetos de mineração do Brasil
Os grandes projetos de mineração do BrasilOs grandes projetos de mineração do Brasil
Os grandes projetos de mineração do Brasil
 

Semelhante a Os meios de transporte e o desenvolvimento econômico

Geografiados transportes
Geografiados transportesGeografiados transportes
Geografiados transporteseeeppacatuba
 
Meios de transportes Brazileiros lais - lmcr
Meios de transportes Brazileiros  lais - lmcrMeios de transportes Brazileiros  lais - lmcr
Meios de transportes Brazileiros lais - lmcrlaismoura
 
Infraestrutura e desenvolvimento
Infraestrutura e desenvolvimentoInfraestrutura e desenvolvimento
Infraestrutura e desenvolvimentoWander Junior
 
2º ano geografia brasil economica_transportes_comunicacoes_exercicios
2º ano geografia brasil economica_transportes_comunicacoes_exercicios2º ano geografia brasil economica_transportes_comunicacoes_exercicios
2º ano geografia brasil economica_transportes_comunicacoes_exerciciosMaria Inedi Leite
 
Mobilidade e Redes de Transportes
 Mobilidade e Redes de Transportes Mobilidade e Redes de Transportes
Mobilidade e Redes de TransportesIdalina Leite
 
Slides sistema de transportes
Slides sistema de transportesSlides sistema de transportes
Slides sistema de transportesOberlania Alves
 
Meios de transportes
Meios de transportesMeios de transportes
Meios de transportesDébora Sales
 
Meios de transportes
Meios de transportesMeios de transportes
Meios de transportesDébora Sales
 
Meios de transportes
Meios de transportesMeios de transportes
Meios de transportesDébora Sales
 
Geografia A 11 ano - Transportes
Geografia A 11 ano - TransportesGeografia A 11 ano - Transportes
Geografia A 11 ano - TransportesRaffaella Ergün
 

Semelhante a Os meios de transporte e o desenvolvimento econômico (20)

Geografiados transportes
Geografiados transportesGeografiados transportes
Geografiados transportes
 
Modais (Transportes)
Modais (Transportes)Modais (Transportes)
Modais (Transportes)
 
Geografia 2ano3bim
Geografia 2ano3bimGeografia 2ano3bim
Geografia 2ano3bim
 
Meios de transportes Brazileiros lais - lmcr
Meios de transportes Brazileiros  lais - lmcrMeios de transportes Brazileiros  lais - lmcr
Meios de transportes Brazileiros lais - lmcr
 
Infraestrutura e desenvolvimento
Infraestrutura e desenvolvimentoInfraestrutura e desenvolvimento
Infraestrutura e desenvolvimento
 
Transportes e logistica
Transportes e logisticaTransportes e logistica
Transportes e logistica
 
Transporte
TransporteTransporte
Transporte
 
2º ano geografia brasil economica_transportes_comunicacoes_exercicios
2º ano geografia brasil economica_transportes_comunicacoes_exercicios2º ano geografia brasil economica_transportes_comunicacoes_exercicios
2º ano geografia brasil economica_transportes_comunicacoes_exercicios
 
Transportes No Brasil
Transportes No BrasilTransportes No Brasil
Transportes No Brasil
 
Aut 265
Aut 265Aut 265
Aut 265
 
Mobilidade e Redes de Transportes
 Mobilidade e Redes de Transportes Mobilidade e Redes de Transportes
Mobilidade e Redes de Transportes
 
Slides sistema de transportes
Slides sistema de transportesSlides sistema de transportes
Slides sistema de transportes
 
Trabalho De Geografia Transportes
Trabalho De Geografia   TransportesTrabalho De Geografia   Transportes
Trabalho De Geografia Transportes
 
230813 transportes
230813 transportes230813 transportes
230813 transportes
 
Meios de transportes
Meios de transportesMeios de transportes
Meios de transportes
 
Meios de transportes
Meios de transportesMeios de transportes
Meios de transportes
 
Meios de transportes
Meios de transportesMeios de transportes
Meios de transportes
 
Modal rodovi rio (comex)
Modal rodovi rio (comex)Modal rodovi rio (comex)
Modal rodovi rio (comex)
 
Geografia A 11 ano - Transportes
Geografia A 11 ano - TransportesGeografia A 11 ano - Transportes
Geografia A 11 ano - Transportes
 
gps8_transportes.pptx
gps8_transportes.pptxgps8_transportes.pptx
gps8_transportes.pptx
 

Mais de Rogério Bartilotti

Agentes externos e Relevo Brasileiro
Agentes externos e Relevo BrasileiroAgentes externos e Relevo Brasileiro
Agentes externos e Relevo BrasileiroRogério Bartilotti
 
Treinamento - Climatologia - parte II
Treinamento - Climatologia - parte IITreinamento - Climatologia - parte II
Treinamento - Climatologia - parte IIRogério Bartilotti
 
Fatores e elementos do clima parte ii
Fatores e elementos do clima   parte iiFatores e elementos do clima   parte ii
Fatores e elementos do clima parte iiRogério Bartilotti
 
Treinamento: Geologia, Geomorfologia e Solos
Treinamento: Geologia, Geomorfologia e SolosTreinamento: Geologia, Geomorfologia e Solos
Treinamento: Geologia, Geomorfologia e SolosRogério Bartilotti
 
Treinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. Ambientais
Treinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. AmbientaisTreinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. Ambientais
Treinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. AmbientaisRogério Bartilotti
 
Treinamento do Bartinho - Fatores e Elementos do Clima
Treinamento do Bartinho - Fatores e Elementos do ClimaTreinamento do Bartinho - Fatores e Elementos do Clima
Treinamento do Bartinho - Fatores e Elementos do ClimaRogério Bartilotti
 
Domínio: Caatinga, Araucária, Pradarias, Transição
Domínio: Caatinga, Araucária, Pradarias, TransiçãoDomínio: Caatinga, Araucária, Pradarias, Transição
Domínio: Caatinga, Araucária, Pradarias, TransiçãoRogério Bartilotti
 
Treinamento - Recursos Minerais e Fontes de Energia
Treinamento - Recursos Minerais e Fontes de EnergiaTreinamento - Recursos Minerais e Fontes de Energia
Treinamento - Recursos Minerais e Fontes de EnergiaRogério Bartilotti
 
Migrações internacionais Teoria e Questões
Migrações internacionais Teoria e QuestõesMigrações internacionais Teoria e Questões
Migrações internacionais Teoria e QuestõesRogério Bartilotti
 
Fases do crescimento populacional
Fases do crescimento populacionalFases do crescimento populacional
Fases do crescimento populacionalRogério Bartilotti
 

Mais de Rogério Bartilotti (20)

Agentes externos e Relevo Brasileiro
Agentes externos e Relevo BrasileiroAgentes externos e Relevo Brasileiro
Agentes externos e Relevo Brasileiro
 
Treinamento - Climatologia - parte II
Treinamento - Climatologia - parte IITreinamento - Climatologia - parte II
Treinamento - Climatologia - parte II
 
Fatores e elementos do clima parte ii
Fatores e elementos do clima   parte iiFatores e elementos do clima   parte ii
Fatores e elementos do clima parte ii
 
Treinamento blocos
Treinamento blocosTreinamento blocos
Treinamento blocos
 
Treinamento: Geologia, Geomorfologia e Solos
Treinamento: Geologia, Geomorfologia e SolosTreinamento: Geologia, Geomorfologia e Solos
Treinamento: Geologia, Geomorfologia e Solos
 
Pedologia
PedologiaPedologia
Pedologia
 
Revisao 2 - Aulas de Sexta
Revisao 2 - Aulas de SextaRevisao 2 - Aulas de Sexta
Revisao 2 - Aulas de Sexta
 
Da URSS a Rússia
Da URSS a RússiaDa URSS a Rússia
Da URSS a Rússia
 
Treinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. Ambientais
Treinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. AmbientaisTreinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. Ambientais
Treinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. Ambientais
 
Treinamento Cartografia
Treinamento CartografiaTreinamento Cartografia
Treinamento Cartografia
 
Treinamento do Bartinho - Fatores e Elementos do Clima
Treinamento do Bartinho - Fatores e Elementos do ClimaTreinamento do Bartinho - Fatores e Elementos do Clima
Treinamento do Bartinho - Fatores e Elementos do Clima
 
Eras Geológicas
Eras GeológicasEras Geológicas
Eras Geológicas
 
Ordens Mundiais
Ordens MundiaisOrdens Mundiais
Ordens Mundiais
 
Capitalismo
CapitalismoCapitalismo
Capitalismo
 
Domínio: Caatinga, Araucária, Pradarias, Transição
Domínio: Caatinga, Araucária, Pradarias, TransiçãoDomínio: Caatinga, Araucária, Pradarias, Transição
Domínio: Caatinga, Araucária, Pradarias, Transição
 
Treinamento - Recursos Minerais e Fontes de Energia
Treinamento - Recursos Minerais e Fontes de EnergiaTreinamento - Recursos Minerais e Fontes de Energia
Treinamento - Recursos Minerais e Fontes de Energia
 
Focos de tensão na Áfrcia
Focos de tensão na ÁfrciaFocos de tensão na Áfrcia
Focos de tensão na Áfrcia
 
Recursos Minerais
Recursos MineraisRecursos Minerais
Recursos Minerais
 
Migrações internacionais Teoria e Questões
Migrações internacionais Teoria e QuestõesMigrações internacionais Teoria e Questões
Migrações internacionais Teoria e Questões
 
Fases do crescimento populacional
Fases do crescimento populacionalFases do crescimento populacional
Fases do crescimento populacional
 

Último

Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024SamiraMiresVieiradeM
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxalessandraoliveira324
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 

Os meios de transporte e o desenvolvimento econômico

  • 1.
  • 2. Importância: Viabilizar a ocupação territorial, a circulação de pessoas e produtos e escoar a produção. Eficiência + baixo custo Maior competitividade. Lucro
  • 3. Os meios de transportes estão intimamente ligados ao desenvolvimento econômico de uma nação. Nos países desenvolvidos os meios de transportes estão interligados o que não ocorre nos países subdesenvolvidos. Matriz de transporte de um país corresponde ao conjunto dos principais modais utilizados para transportar mercadorias e pessoas.
  • 4.
  • 5. A melhor matriz para um país deve ser considerada a distância a serem percorridas e as necessidades econômicas, coordenando os três mais importantes modais.
  • 6. CONSUMO DE ÓLEO DIESEL (1 LITRO) VIAS TONELADAS TRANSPORTADA POR KM RODOVIA 30 FERROVIA 125 HIDROVIA 575
  • 7.
  • 8. Meios de Transportes Pontos Positivos Pontos Negativos Hidroviário Grande capacidade de carga Alto custo com manutenção de portos Ferroviário Elevada capacidade de carga Baixo custo com combustível Depende de um transporte complementar Rodoviário Entrega diretamente ao consumidor Ideal para curtas distâncias Alto custo com combustível Elevada poluição Aéreo Rapidez Segurança Alto custo
  • 10. Transporte Rodoviário Criado como sistema complementar. As maiores malhas rodoviárias são: Eua, Índia e Brasil. No Brasil: Inicio: 1926 Intensificação: Década de 50 Apogeu: Década de 70 Obs – A importância de Vargas Obs – O papel de FHC
  • 11.
  • 12.
  • 13. Principais Rodovias: VIA DUTRA – SÃO PAULO – RIO VIA ANCHIETA E DOS IMIGRANTES – SP - SANTOS; RIO – BAHIA - BR 116 (PORTO ALEGRE – FORTALEZA); LITORÂNEA - BR 101 – (NATAL PORTO ALEGRE); BELÉM - BRASÍLIA CUABÁ – SANTARÉM TRANSAMAZÔNICA CUIABÁ – PORTO VELHO – BR 364; SALVADOR - BRASÍLIA – BR-242.
  • 15. CARGA DESLOCADA DE ACORDO COM O TIPO DE TRANSPORTE (%) VIAS PAÍSES ALEMANHA JAPÃO EUA FRANÇA BRASIL RODOVIÁRIO 18 20 25 28 70 FERROVIÁRIO 53 38 50 55 20 HIDROVIÁRIO 29 42 25 17 10 CIRCULAÇÃO INTERNA EUA - 50% Rússia – 80% OBS.: EUROTÚNEL FRANÇA - INGLATERRA (CANAL DA MANCHA 50,5 KM) FRANÇA E JAPÃO – TGV (TREM DE GRANDE VELOCIDADE - 515 KM/hora). Maior Malha Maior ferrovia
  • 16. No Brasil Inicio: 1854 Apogeu: 1870 a 1920 Declínio: Década de 50
  • 17.
  • 18.
  • 19. A transnordestina é uma ferrovia que liga o Porto de Suape, no Recife, ao Porto de Pecém em Fortaleza, cruzando praticamente todo o território do estado de Pernambuco.
  • 21.
  • 23.
  • 24. As ferrovias no Brasil estão geograficamente concentradas: a) na região Nordeste, como resultado das políticas coloniais de transportes das commodities aqui cultivadas pela metrópole. b) na região Sudeste, em razão das estruturas instaladas no auge da economia cafeeira. c) no Centro-Oeste, como uma obra de promoção da política da Marcha para o Oeste. d) no Sul, para atender os interesses das oligarquias gaúchas. e) em todo o litoral, como herança da concentração populacional nessa faixa do país. B
  • 26. Principais rotas do mundo O fluxo aéreo está cada vez mais intenso o que vem causando uma grande preocupação no que diz respeito a segurança.
  • 27. Transporte Aéreo Surge como transporte comercial de passageiros na década de 20 do século passado. No Brasil: O setor foi marcado historicamente pela fundação da Via Aérea Rio- Grandense (Varig) em 1927, pela criação da Empresa Brasileira de Aeronáutica (EMBRAER) em 1969 (privatizada nos anos 90) e pela criação da Empresa Brasileira de Infra- Estrutura Aeroportuária (INFRAERO), em 1972, com o objetivo de administrar o setor.
  • 29.
  • 31. É considerado o elo de comunicação entre os continentes, pois é por meio dele que a maior parte do comércio internacional é realizado.
  • 32. O transporte marítimo de longo curso é responsável por 81% das exportações brasileiras; o Porto de Santos responde por 32% do total.
  • 33. Faltam navios O país tem 120 navios, aluga 180 navios estrangeiros. Faltam contêineres Déficit de 60% Engarrafamento no cais 2 meses para serem embarcadas. O que é preciso fazer Construir ao menos 60 navios e reformular os portos. Principais problemas da navegação de longo curso
  • 34.
  • 36. “A soma do tempo gasto por todos os navios de carga na espera para atracar no porto de Santos é igual a 11 anos — isso, contando somente o intervalo de janeiro a outubro de 2011. O problema não foi registrado somente neste ano. Desde 2006 a perda de tempo supera uma década.” Folha de S. Paulo, 25 dez. 2011 (adaptado). A situação descrita gera consequências em cadeia, tanto para a produção quanto para o transporte. No que se refere à territorialização da produção no Brasil contemporâneo, uma dessas consequências é a a) realocação das exportações para o modal aéreo em função da rapidez. b) dispersão dos serviços financeiros em função da busca de novos pontos de importação. c) redução da exportação de gêneros agrícolas em função da dificuldade para o escoamento. d) priorização do comércio com países vizinhos em função da existência de fronteiras terrestres. e) estagnação da indústria de alta tecnologia em função da concentração de investimentos na infraestrutura de circulação. C
  • 38. No Brasil ainda é pouco utilizado Rios de destaque: Amazonas Paraguai Tocantins São Francisco Tietê-Paraná Principais Portos Fluviais: Manaus Corumbá
  • 39.
  • 40. A análise das vias de circulação no Brasil revela a) a expansão da rede ferroviária, em relação às décadas anteriores, como medida prioritária para a redução de custos b) o investimento maciço em hidrovias, em função do Mercosul, embora o custo do transporte fluvial de cargas supere o do transporte ferroviário. c) o descaso com a modernização de seus portos marítimos, considerados os mais baratos do mundo para o transporte de carga internacional. d) o subaproveitamento das potencialidades naturais do país, pois em áreas de rios navegáveis o transporte rodoviário, mais caro, supera o fluvial. e) a opção pela rodovia como principal meio de transporte de carga, seguindo o padrão dominante nos EUA, Japão a Europa Ocidental. D
  • 42.
  • 43.
  • 46.
  • 47. O tempo, as distâncias, a distribuição geográfica, vêm sendo abolidas na sociedade globalizada em que vivemos e a tecnologia de informação, oferece a mais vasta possibilidade de participação global e acessibilidade pessoal ou empresarial.
  • 48. “De todas as transformações impostas pelo meio técnico-científico- informacional à logística de transportes, interessa-nos mais de perto a intermodalidade. E por uma razão muito simples: o potencial que tal “ferramenta logística” ostenta permite que haja, de fato, um sistema de transportes condizente com a escala geográfica do Brasil.” HUERTAS, D. M. O papel dos transportes na expansão recente da fronteira agrícola brasileira. Revista Transporte y Territorio, Universidade de Buenos Aires, n.3, 2010 (adaptado). A necessidade de modais de transporte interligados, no território brasileiro, justifica-se pela(s) a) variações climáticas no território, associadas à interiorização da produção. b) grandes distâncias e a busca da redução dos custos de transporte. c) formação geológica do país, que impede o uso de um único modal. d) proximidade entre a área de produção agrícola intensiva e os portos. e) diminuição dos fluxos materiais em detrimento de fluxos imateriais. B