Dhiônatan e Gibran                        Linguagem cinematográfica:                                           Possibilida...
Dhiônatan e Gibran                        Linguagem cinematográfica:                                           Possibilida...
Dhiônatan e Gibran                      Linguagem cinematográfica:                                         Possibilidade e...
Dhiônatan e Gibran                     Linguagem cinematográfica:                                        Possibilidade em ...
Dhiônatan e Gibran                         Linguagem cinematográfica:                                            Possibili...
Dhiônatan e Gibran                        Linguagem cinematográfica:                                           Possibilida...
Dhiônatan e Gibran                        Linguagem cinematográfica:                                           Possibilida...
Dhiônatan e Gibran                      Linguagem cinematográfica:                                         Possibilidade e...
Dhiônatan e Gibran                         Linguagem cinematográfica:                                            Possibili...
Dhiônatan e Gibran                       Linguagem cinematográfica:                                          Possibilidade...
Dhiônatan e Gibran                      Linguagem cinematográfica:                                         Possibilidade e...
Dhiônatan e Gibran                                        Linguagem cinematográfica:                                      ...
Dhiônatan e Gibran                     Linguagem cinematográfica:                                        Possibilidade em ...
Dhiônatan e Gibran                    Linguagem cinematográfica:                                       Possibilidade em ge...
Dhiônatan e Gibran                       Linguagem cinematográfica:                                          Possibilidade...
Dhiônatan e Gibran                      Linguagem cinematográfica:                                         Possibilidade e...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto linguagem cinematográfica possibilidade em geografia

2.390 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.390
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
32
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto linguagem cinematográfica possibilidade em geografia

  1. 1. Dhiônatan e Gibran Linguagem cinematográfica: Possibilidade em geografiaSumárioResumo _______________________________________________________3Introdução _____________________________________________________4Fundamentação teórica ___________________________________________5Justificativa ____________________________________________________6Objetivos ______________________________________________________7 Objetivo Geral _____________________________________________7 Objetivos específicos _______________________________________7Metodologia ____________________________________________________7Resultados esperados ___________________________________________8Cronograma ___________________________________________________9Equipe Executora _______________________________________________10Referências bibliográficas ________________________________________11 2|Página
  2. 2. Dhiônatan e Gibran Linguagem cinematográfica: Possibilidade em geografiaResumo Este projeto propõe maximizar a aprendizagem através daimplementação de linguagem cinematográfica no ensino dageografia, a partir de artefatos de interesse do público jovem, comofilmes de curta e longa metragem. Com a finalidade de agregarqualidade no processo de construção de conhecimento geográficono âmbito da Educação técnica e profissional, atualizando einovando práticas de ensino, como as citadas anteriormente, esteprojeto visa também a conferir aplicabilidade aos conteúdos queintegram a formação geral dos alunos das instituições de ensino daregião de Itapetinga. Para tanto, pretende-se, inicialmente, fazer umlevantamento das temáticas que oferecem maior dificuldade decompreensão para os alunos. A partir desse levantamento, serãofeita a construção de experimentos didáticos, preparação eexecução de atividades escolares e oficinas de estudo. Cada etapaserá devidamente registrada e avaliada. 3|Página
  3. 3. Dhiônatan e Gibran Linguagem cinematográfica: Possibilidade em geografiaIntrodução No começo era a natureza selvagem, que ao longo do tempoo homem a tornou artificial, pode-se registrar esta mudança em umalinha do tempo, todos os acontecimentos podem se datados eestudados, a geografia estuda principalmente é uma ciência quetem por objetivo o estudo da superfície terrestre e a distribuiçãoespacial de fenômenos significativos na paisagem, entrentato é umesteriótipo criado devido aos imutáveis métodos ancestrais deensino, entretanto, e somente uma das temáticas de geografia. Elatambém estuda as mudanças políticas e econômicas do mundo,relações entre seres humanos, climatização... Enfim, estuda osseres humanos e a relação entre si mesmos e o ambiente. Aquestão é que a geografia está sempre se atualizando, por issosendo necessária a inovação para ensinar o novo. Os programas de ensino voltados para a educação técnica eprofissional em geografia parecem esquecer que a formação para omercado de trabalho atual tem necessidades específicas: cuidar dosaber prático, da aplicação dos conhecimentos, sempre se tendoem vista o mercado de trabalho. Superar tal deficiência seráinequivocamente o diferencial na formação dos jovens estudantesdas instituições de ensino. Com o auxílio de novos materiais didáticos, o aproveitamentodas aulas de geografia será superior ao das aulas convencionais, àmedida que permitam ao professor suprir a dificuldade de abstraçãogeralmente apresentada pelos alunos, bem como auxiliá-los naobservação direta dos fatos e fenômenos dos quadros naturais ehumanos da geografia. Para isso existem os projetos de ensino, o nome “projeto” sedeve ao fato que ele não se realiza sem a qualificação dosprofessores, interesse dos alunos e um ambiente escolar. Levandoem consideração o fato da inovação de ensino ser necessária em 4|Página
  4. 4. Dhiônatan e Gibran Linguagem cinematográfica: Possibilidade em geografiageografia, foi feita a renovação da geografia na década de 70,porém pouco se verifica desta renovação no cotidiano escolar. Para uma boa construção de aprendizagem, tanto os alunosquantos os professores e educadores, necessitam de ler e criticaras temáticas diversas presentes em geografia, criando uma opniãoprópria, concreta e verdadeira sobre a geografia. 5|Página
  5. 5. Dhiônatan e Gibran Linguagem cinematográfica: Possibilidade em geografiaFundamentação teórica A falta de informação das pessoas diante os problemascitados e também da geografia se deve muitas vezes á falta deoportunidade. De acordo com Costa (2005, pág. 64): “ ...Aformulação do pensamento social em base científica dependeu doaparecimento de condições históricas, exigindo a análise da vidasocial. Dependeu também do amadurecimento do pensamentocientífico e do interesse pela vida material do homem...”. ...Resultou ainda do aprofundamento das análises filosóficas, especialmente as propostas pela ilustração e estimuladas pelas Revoluções burguesas...Esses movimentos trouxeram á tona dúvidas relativas às liberdades humanas, aos direitos individuais e à legitimidade dos movimentos sociais... De acordo com Tomazi(2010, pág. 18): “...Cada indivíduo, aofazer parte de uma sociedade, insere-se em múltiplos grupos einstituições, como a família, a escola e a igreja...” ...Ao nascer, chega-se a um mundo que já está pronto, e essa relação com o “novo” é de total estranheza. A criança vai sentir frio e calor, conforto e desconforto, vão sorrir e chorar; vai se relacionar e conviver com o mundo externo. Para viver nesse mundo, ela vai aprender a conhecer seu corpo, seja observando no espelho. Nesse momento ainda não se reconhece como pessoa, pois não domina os códigos sociais; é o “nenê”, um ser genérico... De acordo com o Idac (1986, pág. 18): “As reprovaçõescomeçam nos primeiros anos e continuam pela escolaridadeafora...” 6|Página
  6. 6. Dhiônatan e Gibran Linguagem cinematográfica: Possibilidade em geografia No Brasil a situação é ainda pior: de cada três crianças, uma não consegue entrar na escola, apesar da lei dizer que o ensino é obrigatório [...] Quanto aos que conseguem entrar, há uma afunilamento muito grande [...] Se considerarmos o conjunto da população com mais de 5 anos de idade veremos que no Brasil o número dos que ficam na escola menos do que um ano ou nem conseguiram entrar de mais ou menos 30 milhões... Na opinião de Vieira (pág. 5) a geografia é uma ciência rica,porém cabe aos educadores inovar e aprimorar as formas deensinar: “A geografia é uma ciência rica em seu conteúdo, sendo o espaço geográfico seu campo de abrangência. Assim, cabe aos educadores aprimorarem suas formas de ensinar, a fim de satisfazer os anseios dos alunos, pois em muitos casos somente levam textos enormes, os quais tem pouco haver com a realidade cotidiana destes, não exercendo suas capacidades de reflexão...”. De acordo com Fioravante e Rogalski (2011, pág. 28) Onúmero dos pesquisadores que se interessam por tramascinematográficas vem crescendo nos últimos anos, e que são uminteressante caminho para os interesses de geografia: “As tramas cinematográficas vêm despertando, nos últimos anos, o interesse de certo número de pesquisadores, os quais apontam que essas produções são um interessante caminho para expandirmos o hall de interesses de geografia. A Nova geografia cultural e as geografias feministas se apresentam enquanto uma das mais desafiadoras e inovadoras áreas do conhecimento 7|Página
  7. 7. Dhiônatan e Gibran Linguagem cinematográfica: Possibilidade em geografia geográfico, trazendo temáticas ousadas e desafiadoras...”. A questão didático-pedagógica da geografia escolar passa porsérias críticas devido à tradicional postura da geografia e doprofessor, como diz Oliveira (2006, pág.11): “Falar da questão didático-pedagógica da geografia escolar nos remete à uma reflexão em torno das sérias críticas por qual passa seu ensino, como , aliás, acontece com o ensino em geral. Deve-se isto à tradicional postura da geografia e do professor, que consideram como importante, no processo educativo: os dados, as informações, o elenco de curiosidades, os conhecimentos gerais, as localizações, enfim, o conteúdo acessório...”. Aguiar (pág. 9) acha que a escola não deve repassarconteúdos: “A escola não deve repassar conteúdos, deve fazer com que o aluno se sinta parte integrante da sociedade e do mundo, de forma que possa melhor agir para o bem da comunidade (que de certa forma são todos os 6 bilhões de habitantes da nossa casa), e do meio ambiente (o lugar, a casa em que vivemos)...”. 8|Página
  8. 8. Dhiônatan e Gibran Linguagem cinematográfica: Possibilidade em geografiaJustificativa A execução deste projeto se justifica pela necessidade demelhorar o desempenho dos alunos na disciplina de geografia .Além de dispor de um material organizado para professores ealunos para o uso das produções cinematográficas como recursosdidáticos alternativos para o enfrentamento das concepções dageografia tradicional presentes no imaginário dos alunos,professores e pais. Considerando o baixo desempenho nas avaliações anuais dosalunos das instituições de ensino na região de Itapetinga, Chega aum questionamento: Quais são os temas de maior dificuldade dosalunos? O que ser feito para reverter esta realidade? A linguagemcinematográfica pode auxiliar como mediadora para umaaprendizagem eficaz? Apesar do movimento de renovação da geografia datar dadécada de 1970, pouco se verifica desta renovação no cotidianoescolar, marcado por concepções geográficas arcaicas eultrapassadas, que consideram a geografia como uma disciplinameramente descritiva e para o estudo de mapas. Para além dessaconstatação, é necessária a proposição de alternativas, sendo dalinguagem cinematográfica, uma delas.Objetivos Objetivo geral 9|Página
  9. 9. Dhiônatan e Gibran Linguagem cinematográfica: Possibilidade em geografia Maximizar a aprendizagem de geografia através das produções cinematográficas que agregam qualidade ao processo de construção do conhecimento geográfico no âmbito do Instituto Federal de educação, ciências e tecnologia Baiano de Itapetinga. Objetivos específicos 1. Identificar as dificuldades na aprendizagem de geografia dos estudantes do Instituto Federal de educação, ciências e tecnologia Baiano de Itapetinga; 2. Pesquisar em montar um acervo de filmes que possam ser utilizados como recursos didáticos nas aulas de geografia, facilitando a assimilação dos conteúdos e despertando o interesse dos alunos; 3. Elaborar uma apostila cinematográfica contendo um roteiro de estudo e discussão para cada filme elencado, viabilizando a divulgação do material pesquisado; 4. Oferecer minicurso para alunos e professores das instituições de ensino das redes publica e privada;Metodologia Este projeto de extensão se constitui em um trabalho derevisão bibliográfica e experimental (usar citações), em que oescopo teórico sustentará as proposições práticas. Será utilizado como instrumentos de pesquisa entrevistasfechadas aplicados junto ao corpo discente dos cursos técnicos emagropecuária integrado e concomitante do Instituto Federal Baiano 10 | P á g i n a
  10. 10. Dhiônatan e Gibran Linguagem cinematográfica: Possibilidade em geografiaCampus Itapetinga, no qual será selecionada uma amostrasignificativa da população em estudo. A entrevista é composta por 10 questões fechadas, que tempor objetivo identificar os assuntos que os discentes apresentammaior dificuldade de compreensão.Os produtos dos dados das entrevistas serão gráficos e tabelas, qserão analizados. Os dados das tabelas serão tabelados e produzidos gráficoscom o auxílio do software Microsoft Excel. O produto desta análisenorteará as ações na seleção do material cinematográfico. Em seguida, a revisão bibliográfica, parte importante desteprojeto estudará os autores que abordam sobre a aprendizagem degeografia, a linguagem cinematográfica, metodologia de ensino,baseados em livros, periódicos e artigos da área em questão. Mediante os apontamentos das entrevistas e da revisãobibliográfica serão selecionados produções cinamatográficas(explicar o que é) possíveis de serem utilizados no ensino e naaprendizagem de geografia. As produções cinematográficas serão assistidas por umaequipe multidisciplinar convidada a colaborar com a realização doprojeto. Participação dessa equipe: 1 técnico de audio-visuais, 1professor de sociologia, 1 professor de história, 1 professor degeografia, 1 pedagogo, o orientador e os alunos bolsistas. Estesprofissionais serão do Instituto Federal Baiano e das demaisinstituições de ensino da região de Itapetinga, favorecendo aintegração entre o campus do IF Baiano e a sociedade. O objetivo é elaborar um roteiro de observação das produçõescinematográficas e atividades didático-pedagógicas para cada filme.Lembrando que as produções cinematográficas selecionadas estãoassociadas com os temas de maior dificuldade de compreensão dosalunos apontadas nas entrevistas. Concluída esta etapa será elaborada uma apostilageocinematográfica, com as indicações dos filmes e objetivos, além 11 | P á g i n a
  11. 11. Dhiônatan e Gibran Linguagem cinematográfica: Possibilidade em geografiadas atividades para cada um dos filmes. A apostilageocinematográfica será acompanhada de refencial bibliográfico eserá submetido à revisão gramatical. A “democratização do poder” acumulado com a experiência serealizará através da organização de minicursos direcionados,inicialmente, aos discentes do IF Baiano Campus Itapetinga emseguida as instituições da região cujos profissionais colaboram nasegunda etapa do projeto. Cada etapa do projeto será avaliada através de indicadoresde desempenho.Resultados esperados O projeto tem como metas principais: • Melhorar o desempenho dos alunos dos cursos técnicos e ensino médio de geografia das instituições de ensino da rede pública e privada; • Estimular os membros das comunidades acadêmicas e locais da região de Itapetinga a estudar a ciência geográfica de forma lúdica e relacionada aos fatos cotidianos; • Elevar o nível de qualidade na disciplina de geografia, estimulando os dicentes a se envolverem com esta área de conhecimento a partir de novas propostas de ensino; • Elevar o nível de qualificação do corpo docente de geografia em exercícios nos municípios da região de Itapetinga-Ba; • Constituir um grupo de estudo e pesquisa através da experiência conquistada no projeto, possibilitando o envolvimento de docentes e discentes, facilitando o desenvolvimento de novos trabalhos na área; • Contribuir para a consolidação de um futuro centro de referência em estudos de recursos didáticos de geografia e novos métodos de ensino nas instituições de ensino da rede 12 | P á g i n a
  12. 12. Dhiônatan e Gibran Linguagem cinematográfica: Possibilidade em geografia pública e privada da região de Itapetinga, atraindo novos investimentos na área. Cronograma MesesItem Atividades 1 2 3 4 5 6 7 1 Revisão bibliográfica x x 2 Pesquisa das dificuldades dos estudantes em geografia x x 3 Elaboração dos materiais a serem fornecidos aos professores e x x alunos 4 Montagem das apostilas x x 5 Elaboração das atividades didáticas x x x 6 Coleta de material x x 7 Execução das atividades didáticas x x x x 8 Divulgação do projeto x x x x 9 Execução dos minicursos para professores e alunos x x x x 10 Procura de apoio e patrocínio x x x x 11 Apresentação dos resultados x 13 | P á g i n a
  13. 13. Dhiônatan e Gibran Linguagem cinematográfica: Possibilidade em geografiaEquipe ExecutoraElis Angela Botton, professora de geografia. Função: Orientadorade elaboração do projeto.James ____________________, técnico em informática. Função:Fornecer suporte em tecnologia da informação (TI). 14 | P á g i n a
  14. 14. Dhiônatan e Gibran Linguagem cinematográfica: Possibilidade em geografiaDhiônatan de Souza da Rocha e Gibran Dhimitri Lopes MeloGalvão, alunos do curso concomitante em agropecuária do IFBA –campus Itapetinga. Função: autores do projeto.Crhistian Albert, _________________________.Função: Professororientador do projeto. 15 | P á g i n a
  15. 15. Dhiônatan e Gibran Linguagem cinematográfica: Possibilidade em geografiaReferências bibliográficasTOMAZI, Nelson Dacio. Sociologia para o ensino médio, volumeúnico. Editora Saraiva, 2010, págs. 7 a 55.COSTA, Cristina. Sociologia, introdução à ciência da sociedade.Editora moderna, 2005, págs. 11 a 93.Equipe do Idac. Cuidado! Escola. Editora brasileirense, 23o edição,1986, págs. 12 à 25.Magnoli, Demétrio; Araujo, Regina. Projeto de ensino de geografia.Editora moderna, 2000, páginas 4, 5, 71 à 73, 90 à 93.Sampaio, Fernandes dos Santos; Sucena, Ivone Silveira. Serprotagonista, manual do professor. Edições SM, 1a edição, volume3, 2010, pág 2, 70 à 74.Santos, Milton. A natureza do espaço. Editora Hucitec, 1996, pág.5,São Paulo.Oliveira, Marlene Macário de. A geografia escolar: reflexões sobre oprocesso didático-pedagógico de ensino. Revista discenteExpressões geográficas, 2006, UFRN. 16 | P á g i n a
  16. 16. Dhiônatan e Gibran Linguagem cinematográfica: Possibilidade em geografiaVieira, rejane. Metodologia de ensino utilizada nas aulas degeografia, UFP.Fioravante, Karina Eugenia; Rogalski, Sergio Ricardo. Da geografiaàs imagens do cinema: Uma discussão sobre espaço e gênero apartir de Pedro Almodóvar. Revista discente Expressõesgeográficas, 2011, UEPG.Aguiar, Luana Maria de. Uso da linguagem cinematográfica comorecursso didático nas aulas de geografia e no trabalho doscente dacidadania. UERJ/FFP/FAPERJ. 17 | P á g i n a

×