Estratégia e Arquitetura de Processos 
A experiência da Defesa 
Alexandre Guimarães
“Precisávamosmuitodosprocessos.UmpresidentedaRepúblicaouumpresidentedeempresasentanocomandoediz: “acelera,viraparaadireita...
O desafio da consecução... 
Estratégia 
Operação da Organização 
Cerca de 50% das ideias enunciadas nos planos estratégico...
O objetivo 
Compreenderaabordagemdaarquiteturadeprocessoscomofatordeviabilizaçãodosobjetivosestratégicosemgrandesorganizaç...
O contexto estratégico do MD 
A prospecção de iniciativas estratégicas com base na cadeia de valor 
O ciclo de gestão estr...
O Contexto do Ministério da Defesa –Administração CentralMISSÃO
Planejamento de Defesa e o Planejamento de Governo 
Planejamento Estratégico de Defesa e o Planejamento Governamental 
Aná...
Processo de compras -Pregão Eletrônico Processo de manutenção de aeronavesProcesso de reabastecimento em voo 
Projetos de ...
A perspectiva de Geração de Valor na Defesa 
Construção da Cadeia de Valor 
Ministério da Defesa
Preparo e Emprego Finalístico das Forças Armadas 
Preparo e Emprego Subsidiário das Forças Armadas 
Soberania e Defesa dos...
A perspectiva de Geração de Valor na Defesa 
Construção da Cadeia de Valor 
Ministério da Defesa
SEORI SEPESD SEPROD DPCN CENSIPAM CAE CHELOG CHOC ADL 
Planejamento, 
Orçamento, 
Finanças e 
Contabilidade 
Fomento aos e...
Secretaria-Geral/NúcleodoEscritóriodeProcessoseProjetos(NuEPP) 
24/11/2014 
PROCESSOS 
FINALÍSTICOS 
MISSÃO 
GestãoEstraté...
A reflexão sobre iniciativas estratégicas
Produto ou Serviço 
Cliente 
Valor 
Parâmetros de mensuração 
Diagnóstico 
Visão 
Alternativas de melhoria 
Objetivos Estr...
Plano de Gestão Estratégica 
Projetos 
Estratégicos 
ADMINISTRAÇÃO CENTRAL 
Autoridade certificadora da Defesa (AC Defesa...
Rever Processos Rever a cadeia de valor e o alinhamento estratégicoDiscutir lacunas de desempenho e oportunidades de melho...
Reuniões de Processos (Cadeia de Valor) no nível estratégico
Objetivos Estratégicos 
Ganho de desempenho da organização 
Processos 
evidenciam “como a organização opera e produz valor...
Indicadores de Macroprocessos(Desempenho Institucional da Administração Central do MD)
Equipe do Projeto 
Estrutura de Trabalho 
VISÃO FUNCIONAL 
Secretaria A 
Secretaria B 
Chefia A 
Chefia B 
Assessoria A 
S...
MacroprocessoIndicador de MacroprocessoDesempenho institucionalVisão Outside-In
Emprego Conjunto das Forças Armadas
Comunicação Social de Defesa 
Favorabilidade 
Volume
Uso de índices para decisões no nível estratégico 
ICOFAB –Índice de capacidade operacional da FAB 
INCEAB –Índice de cont...
Preparo e Emprego da Força Aérea 
Segurança e Controle do Espaço AéreoMISSÃOVISÃO DOS GRANDES PROCESSOS –CADEIA DE VALOR A...
Domíniodo 
AmbienteAeroespacial 
Prontidão 
Controleda 
Informaçãono 
Campo de Batalha 
Logística 
Mobilidade 
Precisão 
C...
Capacidadede 
Comunicação 
(CapCom) 
Espaço Aéreo Efetivo 
(EEF) 
Aderência às Normas 
ICAO 
( AN-ICAO) 
Incidentes de 
Tr...
Alexandre Guimarães 
guima1500@uol.com.br 
61 81950715
Estratégia e arquitetura de processos   a experiência da defesa - Alexandre Guimarães (MD)
Estratégia e arquitetura de processos   a experiência da defesa - Alexandre Guimarães (MD)
Estratégia e arquitetura de processos   a experiência da defesa - Alexandre Guimarães (MD)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Estratégia e arquitetura de processos a experiência da defesa - Alexandre Guimarães (MD)

1.886 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.886
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.067
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
42
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estratégia e arquitetura de processos a experiência da defesa - Alexandre Guimarães (MD)

  1. 1. Estratégia e Arquitetura de Processos A experiência da Defesa Alexandre Guimarães
  2. 2. “Precisávamosmuitodosprocessos.UmpresidentedaRepúblicaouumpresidentedeempresasentanocomandoediz: “acelera,viraparaadireita,paraaesquerda”.Masnadadaquiloestáconectadocomnada.” “Umacoisaébrincarcom250pessoas, comonobancoGarantia.OutraébrincarnaBrahmaenaAmbev,onderealmentesenãoexistiremprocessos,senãohouverumdesdobramentodemetasprimoroso,nadaacontece.”
  3. 3. O desafio da consecução... Estratégia Operação da Organização Cerca de 50% das ideias enunciadas nos planos estratégicos nunca vê a luz do dia ou sofre atrasos e desalinhamentos crônicos. Roger Burlton
  4. 4. O objetivo Compreenderaabordagemdaarquiteturadeprocessoscomofatordeviabilizaçãodosobjetivosestratégicosemgrandesorganizações. Fonte: MD
  5. 5. O contexto estratégico do MD A prospecção de iniciativas estratégicas com base na cadeia de valor O ciclo de gestão estratégica e o escritório de gestão O desafio da mensuração do desempenho PRATICALIDADES
  6. 6. O Contexto do Ministério da Defesa –Administração CentralMISSÃO
  7. 7. Planejamento de Defesa e o Planejamento de Governo Planejamento Estratégico de Defesa e o Planejamento Governamental Análise de cenários Politica Nacional de Defesa (PND) Estratégia Nacional de Defesa (END) Politica Setorial de Defesa (PSD) Objetivos Estratégicos do MD Estratégia Setorial de Defesa (ESD) Ações Estratégicas do MD Plano Estratégico de Defesa Planos Estratégicos da Administração Central e das Forças Armadas PROJETOS Planejamento de Defesa Planejamento Governamental Plano Plurianual (PPA) Objetivos do PPA Iniciativas do PPA Programas Leis do Orçamento Anual (LOA) Ações PROJETOS ATIVIDADES Políticas Públicas Arquitetura de Processos
  8. 8. Processo de compras -Pregão Eletrônico Processo de manutenção de aeronavesProcesso de reabastecimento em voo Projetos de Natureza Estratégica Complexos Custo mais significativo Capacidade transformadora
  9. 9. A perspectiva de Geração de Valor na Defesa Construção da Cadeia de Valor Ministério da Defesa
  10. 10. Preparo e Emprego Finalístico das Forças Armadas Preparo e Emprego Subsidiário das Forças Armadas Soberania e Defesa dos Interesses Nacionais Ciência, Tecnologia e Inovação Gestão de Pessoas Logística Ensino e Capacitação Inteligência Saúde e Assistência Social Orçamento e Finanças Planejamento e Coordenação do Emprego das Forças Armadas Governança Planejamento e Gestão Estratégicas Defesa -Perspectiva Consolidada de Geração de Valor
  11. 11. A perspectiva de Geração de Valor na Defesa Construção da Cadeia de Valor Ministério da Defesa
  12. 12. SEORI SEPESD SEPROD DPCN CENSIPAM CAE CHELOG CHOC ADL Planejamento, Orçamento, Finanças e Contabilidade Fomento aos estudos e difusão de conhecimentos de Defesa junto à sociedade Consolidação e sustentação da BID Apoio às ações da defesa civil na Amazônia Planejamento Político Estratégico de Defesa (PND e END) Processo Seletivo para o Serviço Militar Obrigatório Doutrina Conjunta de C2 Normatização de Assuntos de Defesa Divulgação das ações de Defesa Estruturação de eventos sobre Defesa Comunicação Social Assessoramento do Ministro da Defesa Legislação, PPP e Patrimônio Imobiliário Coordenação do Projeto Rondon Normatização de produtos, tecnologias e empresas de defesa Apoio às políticas públicas na Amazônia Planejamento Político Estratégico Militar (PMD e EMiD) Capacitação para o Mercado de Trabalho Gerenciamento do SISMC2 Gestão do processo de Planejamento Estratégico de Defesa Produção e divulgação de conhecimento sobre defesa Comunicação Social de Defesa Gestão de Pessoas Legislação de Ensino de Defesa Gerenciamento das compensações comerciais, tecnológicas e industriais de interesse da defesa Integração e Divulgação de Informações sobre a Amazônia Apoio às iniciativas e atividades do CDS Planejamento de Mobilização Nacional e Setorial de Mobilização Militar Produção de Conhecimentos Institucionais de Interesse da Defesa Produção de informações gerenciais de Defesa Fomento do diálogo sobre defesa Assessoria Parlamentar Logística de bens e de serviços Gerenciamento de Programas Desportivos Coordenação do fomento das atividades de PD&I de interesse da defesa Proteção Ambiental por meio de dados de sensoriamento remoto Acompanhamento de Políticas Setoriais Gestão da Interoperab. Logística Gestão do Sistema de Inteligência Operacional (SIOP) Ouvidoria Governança e Gerenciamento de TIC Gerenciamento de Programas de Inclusão Social pelo Esporte Assessoramento estratégico sobre produtos e empresas de Defesa Cooperação Internacional Planejamento Estratégico de Defesa (Plano Int. Defesa) Coordenação de Projetos de Modernização Informações gerenciais sobre PD&I na área de Inteligência Tecnológica de Defesa Remuneração dos Militares das Forças Armadas Gerenciamento da Legislação Militar de Saúde e de Assistência Social Articulação com a BID e instituições interessadas no setor de defesa Gestão de Dados e Conhecimentos de Inteligência para a proteção da Região Amazônica Planejamento Estratégico de Defesa - Inteligência (PMD e EMiD) Planejamento logístico para Emprego Conjunto Gestão de Inteligência de Defesa para as Operações Conjuntas Lei de Acesso à Informação Força de trabalho civil (exceto remuneração) Promoção comercial do setor de defesa Apoio à Atividade de inteligência de Defesa Coordenação das atividades de alimentação nas Forças Armadas Gestão de Inteligência de Defesa para as Operações Interagências e Grandes Eventos Carreira de Pessoal Militar (exceto LRM) Catalogação de PRODE e credenciamento de ED Gerenciamento da Atividade de Inteligência dos Adidos de Defesa Credenciamento e autorização para aerolevanamento em território nacional Gestão de Inteligência de Defesa para as Operações de Paz da ONU Apoio às Políticas de Saúde e de Assistência Social Domínio de tecnologias de interesse da defesa Assessoramento ao EMCFA e Ministro da Defesa em Inteligência de Defesa Requisitos de Apoio Logístico às atividades de Defesa Civil Coordenação de Operações de Adestramento Combinado das FA brasileiras e estrangeiras Coordenação do SINDE Coordenação de Operações de Adestramento Conjunto das FA Lei de Acesso à Informação Coordenação de Operações Conjuntas Interagências Participação brasileira em Op. de Paz sob a égide da ONU Planejamento Estratégico de Emprego Conjunto Criação e Acreditação de Representações Militares no exterior Coordenação de Operações Complementares Autorização de voo Coordenação do apoio das atividades de Defesa Civil Rel. internacional com Ministérios de Defesa Congêneres Coordenação de Ações de Ajuda Humanitária Internacional Coordenação da participação brasileira em Operações de Paz GABINETE Planejamento e Coordenação do Programa Calha Norte PROCESSOS ASSESSORIA ESPECIAL SETORES SECRETARIA-GERAL ASPLAN IPC EMCFA
  13. 13. Secretaria-Geral/NúcleodoEscritóriodeProcessoseProjetos(NuEPP) 24/11/2014 PROCESSOS FINALÍSTICOS MISSÃO GestãoEstratégicadoProfissionaldeDefesa GestãodoConhecimentodeDefesa ComunicaçãoSocialdeDefesa PlanejamentoEstratégico,OrçamentoeFinanças PlanejamentoeCoordenaçãodoEmpregoConjunto GestãoEstratégicadeC,T&I,LogísticaeMobilização AssuntosInternacionaisdeDefesa ApoioaPolíticasPúblicas Processos de Gestão Governança do Ciclo de Gestão Assessoramento ao Ministro Ouvidoria e Controle Interno Gestão de Sistemas de Informação Processos de Suporte Segurança Orgânica Gestão de Pessoas Logística de Bens e de Serviços Gestão de TI Consultoria Jurídica e Normas Comunicação Social CadeiadeValor MINISTÉRIO DA DEFESA Administração Central
  14. 14. A reflexão sobre iniciativas estratégicas
  15. 15. Produto ou Serviço Cliente Valor Parâmetros de mensuração Diagnóstico Visão Alternativas de melhoria Objetivos Estratégicos MACROPROCESSO
  16. 16. Plano de Gestão Estratégica Projetos Estratégicos ADMINISTRAÇÃO CENTRAL Autoridade certificadora da Defesa (AC Defesa) Perfil do Profissional de Defesa Centro de Coordenação de Logística e Mobilização Geoinformaçãode Defesa Sistema de Planejamento de Operações Militares Captação e difusão de pesquisas em Defesa Centro de medicina operativa
  17. 17. Rever Processos Rever a cadeia de valor e o alinhamento estratégicoDiscutir lacunas de desempenho e oportunidades de melhoriaFormular projetosPriorizar e selecionar projetosMonitorar e avaliar Desempenho e Projetos A agenda de gestão consolidada (rito de gestão) ESCRITÓRIO DE PROCESSOS E PROJETOS
  18. 18. Reuniões de Processos (Cadeia de Valor) no nível estratégico
  19. 19. Objetivos Estratégicos Ganho de desempenho da organização Processos evidenciam “como a organização opera e produz valor” Indicadores Orientação Estratégica -Visão Operação –Cumprimento da Missão
  20. 20. Indicadores de Macroprocessos(Desempenho Institucional da Administração Central do MD)
  21. 21. Equipe do Projeto Estrutura de Trabalho VISÃO FUNCIONAL Secretaria A Secretaria B Chefia A Chefia B Assessoria A SG EMCFA GM EQUIPES MACROS Macro 1 Macro 2 Macro 3 Macro 4 Macro 5 GERÊNCIA DO PROJETO
  22. 22. MacroprocessoIndicador de MacroprocessoDesempenho institucionalVisão Outside-In
  23. 23. Emprego Conjunto das Forças Armadas
  24. 24. Comunicação Social de Defesa Favorabilidade Volume
  25. 25. Uso de índices para decisões no nível estratégico ICOFAB –Índice de capacidade operacional da FAB INCEAB –Índice de controle do espaço aéreo brasileiro
  26. 26. Preparo e Emprego da Força Aérea Segurança e Controle do Espaço AéreoMISSÃOVISÃO DOS GRANDES PROCESSOS –CADEIA DE VALOR AERONÁUTICA
  27. 27. Domíniodo AmbienteAeroespacial Prontidão Controleda Informaçãono Campo de Batalha Logística Mobilidade Precisão Ciênciae Tecnologia Interoperabilidade Capacitação ICOFAB = Índice de Capacidade Operacional da FAB
  28. 28. Capacidadede Comunicação (CapCom) Espaço Aéreo Efetivo (EEF) Aderência às Normas ICAO ( AN-ICAO) Incidentes de Tráfego Aéreo (NIT) Efetividade de Controle de Espaço Aéreo (EFT) InCEAB= Índice de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro
  29. 29. Alexandre Guimarães guima1500@uol.com.br 61 81950715

×