SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 22
Baixar para ler offline
BPM GLOBAL TRENDS
& EXECUTIVE FORUM
BRASILIA
07/11/2013
O MODELO DE GESTÃO DE MINAS
GERAIS
POR MINAS GERAIS
CAMINHO PERCORRIDO
2003 2004 2005 2006
CHOQUE DE
GESTÃO
Equilíbrio Fiscal
POR MINAS GERAIS
CAMINHO PERCORRIDO
2003
CHOQUE DE
GESTÃO
 Déficit Zero.
 Revitalização do Planejamento, com
alinhamento das prioridades de Curto,
Médio e Longo prazos.
 Integração Planejamento-Orçamento.
 Criação do Escritório Central de
Projetos.
 Implantação dos Acordos de
Resultados atrelados a remuneração
variável.Equilíbrio Fiscal
POR MINAS GERAIS
CAMINHO PERCORRIDO
R$ 2,4 bilhões – 12% do orçamento
de previsão de déficit em 2003
Precariedade da
infra-estrutura
e serviços públicos
Dificuldades para
cumprir em dia
as obrigações
Dificuldades para captação
de recursos
As vinculações
comprometiam 103% da RCL:
Constitucionais – 63%
Dívida – 13%
Demais – 27%
R$1,3 bi ( US$ 550 milhões)
de dívida com fornecedores
Repasses do Governo
Federal Suspensos
Inadimplência com o
Governo Federal resultando
em multas
72% da RCL comprometida
com
pagamento de pessoal
Ausência de recursos para
gratificação natalina
Dificuldade para pagamento
em dia dos servidores
Ausência de Crédito
Internacional
Economia sem dinamismo
POR MINAS GERAIS
CAMINHO PERCORRIDO
Premissas
ESTRATÉGIA DUAL
 Combinação de ajuste fiscal
subordinado à iniciativas vigorosas
voltadas para o desenvolvimento.
 Adoção de medidas duras e
necessárias de curto prazo
subordinadas ao planejamento de longo
prazo.
 Estratégias abrangentes e coerentes de
transformação da gestão versus
estratégias focadas e fragmentárias.
2003
CHOQUE DE
GESTÃO
Equilíbrio Fiscal
POR MINAS GERAIS
CAMINHO PERCORRIDO
Medidas de Curto Prazo
MEDIDAS EMERGENCIAIS
 Extinção de 6 Secretarias, 43
Superintendências, 16 Diretorias e de
3.000 cargos e funções comissionados.
 Fixação de teto remuneratório em R$
10.500,00.
 Renegociação de débitos – LEILÃO.
 Contingenciamento de 20% das
despesas financiadas com Recursos do
Tesouro.
NOVO MODELO DE GESTÃO
 Extinção do Apostilamento.
 Centralização da folha de pagamento.
 Substituição dos benefícios por tempo
de serviço por Adicionais de
Desempenho - Acordos de Resultados e
Prêmio de Produtividade.
2003
CHOQUE DE
GESTÃO
Equilíbrio Fiscal
POR MINAS GERAIS
CAMINHO PERCORRIDO
Medidas Inovadoras
PLANEJAMENTO
 Planejamento Estratégico de longo
prazo.
 Integração Planejamento-Orçamento.
 Gerenciamento intensivo dos Projetos
Estruturadores.
GESTÃO
 Alinhamento das Organizações –
Acordo de Resultados/OSCIP/Parceria
Público-Privadas.
 Alinhamento das pessoas – Avaliação
de Desempenho
Individual/Reestruturação das
Carreiras/Realinhamento de
Competências/Certificação Ocupacional.
 Alinhamento dos Sistemas
Administrativos – Gestão de
2003
CHOQUE DE
GESTÃO
Equilíbrio Fiscal
2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012*
FINANÇAS PÚBLICAS
940,5 milhões
2,1 bilhões *
DÉFICIT ZERO
em 2004
90,7 milhões
Resultado Fiscal
(R$ milhões – valores correntes)
Fonte: SEF-MG
Nota: (*) Resultado final de 2012 após internalização das Operações de Crédito.
90,5 milhões
O déficit implícito no
Orçamento inicial de
2003 era de R$ 2,4
bilhões.
Em 2012, Minas foi alçado à categoria de
Grau de Investimento por agências
internacionais de classificação de risco
(Standard & Poors, Moody’s).
EM MINAS GERAIS
O CONTEXTO
89%
84%
77% 75% 77% 74% 75% 78%
85% 88% 85%
11%
16%
23% 25% 23% 26% 25%
22%
15% 12% 15%
0% 0% 0% 1% 1% 2% 4% 3% 1% 0% 9%
0%
20%
40%
60%
80%
100%
2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
EVOLUÇÃO DAS DESPESAS DE CUSTEIO E DE INVESTIMENTO
2003 - 2013
Custeio
Investimento
Investimento - Operações
de Crédito
POR MINAS GERAIS
CAMINHO PERCORRIDO
2007 2008 2009 2010
GESTÃO PARA
RESULTADOS
Melhoria do Desempenho
Gerencial visando Resultados
POR MINAS GERAIS
CAMINHO PERCORRIDO
2007
 Consolidação do Escritório Central
de Projetos e da metodologia de
Monitoramento Intensivo de
Projetos.
 Aprimoramento dos Instrumentos
de Gestão para aumentar o foco
Resultados, como:
 Consolidação do Acordo de
Resultados.
 Desdobramento do Acordo de
Resultados para as Equipes.
 Surgimento dos primeiros
Escritórios Setoriais de Projetos.
GESTÃO PARA
RESULTADOS
Melhoria do Desempenho
Gerencial visando Resultados
POR MINAS GERAIS
CAMINHO PERCORRIDO
2011 2012 2013 2014
GESTÃO PARA A
CIDADANIA
Estado em Rede
POR MINAS GERAIS
CAMINHO PERCORRIDO
2011
 Instituição do conceito de Estado em
Rede e Aberto das Políticas Públicas.
 Regionalização da Estratégia e
Projetos com participação da
Sociedade Civil Organizada na
priorização.
 Criação das Assessorias de Gestão
Estratégica e Inovação setoriais.
 O Plano Mineiro de Desenvolvimento
Integrado foi revisto para ao horizonte
de 2030.
 Constituída uma nova Carteira de
Programas Estruturadores.
 Desenvolvida a Metodologia de Gestão
de Processos Estratégicos.
GESTÃO PARA A
CIDADANIA
Estado em Rede
POR MINAS GERAIS
CAMINHO PERCORRIDO
2011
 Desdobramento da Carteira de
Programas Estruturadores em Projetos
Estratégicos e na primeira Carteira de
Processos Estratégicos.
 Redesenho e extensão da metodologia
de Monitoramento Intensivo para a
Carteira de Processos Estratégicos até
então voltada apenas para Projetos.
GESTÃO PARA A
CIDADANIA
Estado em Rede
TORNAR MINAS O MELHOR ESTADO PARA SE VIVER
EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO
HUMANO
População com amplo acesso à educação de
qualidade e com maior empregabilidade
ATENÇÃO EM SAÚDE
População com maior qualidade e
expectativa de vida
DEFESA E SEGURANÇA
Minas com alta sensação de segurança,
menos violência e criminalidade
DESENVOLVIMENTO SOCIAL E PROTEÇÃO
Minas sem pobreza e com baixa desigualdade social
GOVERNO INTEGRADO, EFICIENTE E EFICAZ
Gestão pública efetiva e próxima da sociedade
Qualidade e Produtividade do Gasto Gestão para a Cidadania
PROSPERIDADE QUALIDADE DE VIDA SUSTENTABILIDADE CIDADANIA
Gestão para Resultados
CIDADES
Cidades com mais qualidade de vida e
ordenamento territorial
CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
Ciência, tecnologia e inovação para o
desenvolvimento e cidadania
INFRAESTRUTURA
Infraestrutura adequada proporcionando
mais competitividade e qualidade de vida
IDENTIDADE MINEIRA
Minas singular, diversa e criativa na cultura, no esporte e no turismo
DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO SUSTENTÁVEL
Economia dinâmica, mais diversificada, competitiva, com crescimento sustentável e inclusivo
DESENVOLVIMENTO RURAL
Mais produção e qualidade na agricultura familiar e no agronegócio
de Minas Gerais
Resultados
Finalísticos
Objetivos e
Estratégias
Redes de Governo
Marcos Metas
Programas Estruturadores
(Gerente de Programa)
Projeto Estratégico A
(Gerente de Projeto)
Processo Estratégico A
(Gerente de Processo)
Sub-Projeto
1
Sub-Projeto
2
Atividades e
Recursos
Nível de
Serviço
Programas
Associados
Programas
Especiais
Sub-Processo
1
Sub-Processo
2
Planos de Melhoria
POR MINAS GERAIS
CAMINHO PERCORRIDO
POR MINAS GERAIS
CAMINHO PERCORRIDO
GOVERNANÇA DO MODELO
DIMENSÕESFERRAMENTAS
[5]
Governança
[4]
Pessoas
[3]
Pactuação e Gestão
de Desempenho
[1]
Definição de
Prioridades
[2]
Monitoramento e
apoio à Execução
Plano Mineiro de
Desenvolvimento
Integrado - PMDI
Plano Plurianual
- PPAG
Lei Orçamentária
Anual - LOA
 Escritório Central
de Estratégia, Projetos
e Processos
 Escritórios Setoriais
de Estratégia, Projetos
e Processos
 Monitoramento
Intensivo
 Status Report mensal
para Alta Gerência
 Acordo de
Resultados
- Indicadores
- Portifólio
Estratégico
- Caderno de Gestão
Integrada e Eficiente
- Qualidade do Gasto
 Desenvolvimento
permanente dos
Servidores
 Desenvolvimento
dos Gestores
 Carreira de Estado
Para absorção do
Modelo (EPPGG)
 Avaliação de
Desempenho
 Câmara de
Coordenação Geral
 Comitês de
Resultado
 Junta de
Programação
Orçamentária
[4]
Pessoas
[3]
Pactuação e Gestão
de Desempenho
[5]
Governança
[4]
Pessoas
[3]
Pactuação e Gestão
de Desempenho
[1]
Definição de
Prioridades
[2]
Monitoramento e
apoio à Execução
[3]
Pactuação e Gestão
de Desempenho
[1]
Definição de
Prioridades
[2]
Monitoramento e
apoio à Execução
[4]
Pessoas
[3]
Pactuação e Gestão
de Desempenho
[1]
Definição de
Prioridades
[2]
Monitoramento e
apoio à Execução
[5]
Governança
[4]
Pessoas
[3]
Pactuação e Gestão
de Desempenho
[1]
Definição de
Prioridades
[2]
Monitoramento e
apoio à Execução
Consolidação da profissionalização do serviço
público
 Cultura aberta e ampliada de gestão de pessoas
no setor público
 Fortalecimento das carreiras estratégicas de
Estado
 Intensificação dos processos de avaliação de
desempenho
Ampliação da eficácia da gestão pública
 Combate a dispersão dos meios financeiros,
humanos e do tempo dos gestores.
 Escolha clara de prioridades e alocação
estratégica de recursos.
 Integração dos instrumentos de
planejamento, orçamento, finanças e gestão.
PRINCIPAIS
DESAFIOS
EM MINAS GERAIS
GESTÃO DE PROCESSOS
Ampliação da eficiência da gestão pública
 Inovação institucional para viabilizar e operar
os empreendimentos, como: concessões,
PPPs, empresas de propósito específico,
organizações sociais, etc.
 Redução de tempo e custo de investimentos
públicos.
Ampliação da efetividade da gestão pública
 Interação do governo com a capacidade
criativa da sociedade.
 Aproximação das decisões de alocação de
recursos e entrega de serviços para mais
perto dos usuários.
 Ampliação da integração entre níveis de
governo e setores, com foco em ações
intersetoriais e programas transversais.
Disseminar a cultura da estratégia da esfera
estadual para a esfera municipal
PRINCIPAIS
DESAFIOS
EM MINAS GERAIS
GESTÃO DE PROCESSOS
“A COMPETÊNCIA E
DETERMINAÇÃO, ALIADAS A
UMA BOA DOSE DE
INTELIGÊNCIA, PODEM TORNAR
QUALQUER RESULTADO
POSSÍVEL.”
EM MINAS GERAIS
GESTÃO DE PROCESSOS
OBRIGADA!
Adriane Ricieri Brito
Subsecretária de Gestão da Estratégia
Governamental

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A visão sistêmica da estratégia, gestão e processos Rodolfo Cardoso DSc (UFF)
A visão sistêmica da estratégia, gestão e processos   Rodolfo Cardoso DSc (UFF)A visão sistêmica da estratégia, gestão e processos   Rodolfo Cardoso DSc (UFF)
A visão sistêmica da estratégia, gestão e processos Rodolfo Cardoso DSc (UFF)EloGroup
 
Café da manhã ciclo de gestão de serviços públicos
Café da manhã   ciclo de gestão de serviços públicosCafé da manhã   ciclo de gestão de serviços públicos
Café da manhã ciclo de gestão de serviços públicosMarcelo Gaio
 
Workshop Automação de Processos
Workshop  Automação de ProcessosWorkshop  Automação de Processos
Workshop Automação de ProcessosEloGroup
 
Apresentação nutri saude
Apresentação nutri saudeApresentação nutri saude
Apresentação nutri saudeEloGroup
 
Workshop gestao publica desafios e solucoes para entrega de melhores result...
Workshop gestao publica   desafios e solucoes para entrega de melhores result...Workshop gestao publica   desafios e solucoes para entrega de melhores result...
Workshop gestao publica desafios e solucoes para entrega de melhores result...EloGroup
 
Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...
Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...
Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...EloGroup
 
BPM Global Trends 2012 - Elo Group II
BPM Global Trends 2012 - Elo Group IIBPM Global Trends 2012 - Elo Group II
BPM Global Trends 2012 - Elo Group IIEloGroup
 
Workshop dimensionamento
Workshop   dimensionamentoWorkshop   dimensionamento
Workshop dimensionamentoEloGroup
 
[BPM Global Trends 2014] Davison Ferreira (EBSERH) – O Papel de BPM na Constr...
[BPM Global Trends 2014] Davison Ferreira (EBSERH) – O Papel de BPM na Constr...[BPM Global Trends 2014] Davison Ferreira (EBSERH) – O Papel de BPM na Constr...
[BPM Global Trends 2014] Davison Ferreira (EBSERH) – O Papel de BPM na Constr...EloGroup
 
[Café com BPM Setor Público] Estratégia
[Café com BPM Setor Público] Estratégia[Café com BPM Setor Público] Estratégia
[Café com BPM Setor Público] EstratégiaEloGroup
 
Elo Group EscritóRio De Processos Vs EscritóRio De Projetos DiferençAs E Te...
Elo Group   EscritóRio De Processos Vs EscritóRio De Projetos DiferençAs E Te...Elo Group   EscritóRio De Processos Vs EscritóRio De Projetos DiferençAs E Te...
Elo Group EscritóRio De Processos Vs EscritóRio De Projetos DiferençAs E Te...EloGroup
 
BACEN - A cadeia de valor como elemento de centralidade da gestão
BACEN - A cadeia de valor como elemento de centralidade da gestãoBACEN - A cadeia de valor como elemento de centralidade da gestão
BACEN - A cadeia de valor como elemento de centralidade da gestãoEloGroup
 
[BPM Day] Alexandre Feitosa (Emprel) - Aprimorando os Processos de Suporte
[BPM Day] Alexandre Feitosa (Emprel) - Aprimorando os Processos de Suporte[BPM Day] Alexandre Feitosa (Emprel) - Aprimorando os Processos de Suporte
[BPM Day] Alexandre Feitosa (Emprel) - Aprimorando os Processos de SuporteEloGroup
 
[BPM DAY SP 2013] Unimed – Alinhamento entre Estratégia e Processos
[BPM DAY SP 2013] Unimed – Alinhamento entre Estratégia e Processos [BPM DAY SP 2013] Unimed – Alinhamento entre Estratégia e Processos
[BPM DAY SP 2013] Unimed – Alinhamento entre Estratégia e Processos EloGroup
 
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...EloGroup
 
[BPM Day Porto Alegre] Leandro Jesus (ABPMP) - BPM como estratégia para o cre...
[BPM Day Porto Alegre] Leandro Jesus (ABPMP) - BPM como estratégia para o cre...[BPM Day Porto Alegre] Leandro Jesus (ABPMP) - BPM como estratégia para o cre...
[BPM Day Porto Alegre] Leandro Jesus (ABPMP) - BPM como estratégia para o cre...EloGroup
 
Escritório de transformação organizacional juliana solheiro
Escritório de transformação organizacional   juliana solheiroEscritório de transformação organizacional   juliana solheiro
Escritório de transformação organizacional juliana solheiroEloGroup
 
Elo Group O EscritóRio De Processos Mecanismo De GovernançA E InovaçãO Orga...
Elo Group   O EscritóRio De Processos Mecanismo De GovernançA E InovaçãO Orga...Elo Group   O EscritóRio De Processos Mecanismo De GovernançA E InovaçãO Orga...
Elo Group O EscritóRio De Processos Mecanismo De GovernançA E InovaçãO Orga...EloGroup
 

Mais procurados (20)

A visão sistêmica da estratégia, gestão e processos Rodolfo Cardoso DSc (UFF)
A visão sistêmica da estratégia, gestão e processos   Rodolfo Cardoso DSc (UFF)A visão sistêmica da estratégia, gestão e processos   Rodolfo Cardoso DSc (UFF)
A visão sistêmica da estratégia, gestão e processos Rodolfo Cardoso DSc (UFF)
 
Café da manhã ciclo de gestão de serviços públicos
Café da manhã   ciclo de gestão de serviços públicosCafé da manhã   ciclo de gestão de serviços públicos
Café da manhã ciclo de gestão de serviços públicos
 
Workshop Automação de Processos
Workshop  Automação de ProcessosWorkshop  Automação de Processos
Workshop Automação de Processos
 
Apresentação nutri saude
Apresentação nutri saudeApresentação nutri saude
Apresentação nutri saude
 
Workshop gestao publica desafios e solucoes para entrega de melhores result...
Workshop gestao publica   desafios e solucoes para entrega de melhores result...Workshop gestao publica   desafios e solucoes para entrega de melhores result...
Workshop gestao publica desafios e solucoes para entrega de melhores result...
 
Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...
Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...
Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...
 
BPM Global Trends 2012 - Elo Group II
BPM Global Trends 2012 - Elo Group IIBPM Global Trends 2012 - Elo Group II
BPM Global Trends 2012 - Elo Group II
 
Workshop dimensionamento
Workshop   dimensionamentoWorkshop   dimensionamento
Workshop dimensionamento
 
[BPM Global Trends 2014] Davison Ferreira (EBSERH) – O Papel de BPM na Constr...
[BPM Global Trends 2014] Davison Ferreira (EBSERH) – O Papel de BPM na Constr...[BPM Global Trends 2014] Davison Ferreira (EBSERH) – O Papel de BPM na Constr...
[BPM Global Trends 2014] Davison Ferreira (EBSERH) – O Papel de BPM na Constr...
 
[Café com BPM Setor Público] Estratégia
[Café com BPM Setor Público] Estratégia[Café com BPM Setor Público] Estratégia
[Café com BPM Setor Público] Estratégia
 
Elo Group EscritóRio De Processos Vs EscritóRio De Projetos DiferençAs E Te...
Elo Group   EscritóRio De Processos Vs EscritóRio De Projetos DiferençAs E Te...Elo Group   EscritóRio De Processos Vs EscritóRio De Projetos DiferençAs E Te...
Elo Group EscritóRio De Processos Vs EscritóRio De Projetos DiferençAs E Te...
 
BACEN - A cadeia de valor como elemento de centralidade da gestão
BACEN - A cadeia de valor como elemento de centralidade da gestãoBACEN - A cadeia de valor como elemento de centralidade da gestão
BACEN - A cadeia de valor como elemento de centralidade da gestão
 
[BPM Day] Alexandre Feitosa (Emprel) - Aprimorando os Processos de Suporte
[BPM Day] Alexandre Feitosa (Emprel) - Aprimorando os Processos de Suporte[BPM Day] Alexandre Feitosa (Emprel) - Aprimorando os Processos de Suporte
[BPM Day] Alexandre Feitosa (Emprel) - Aprimorando os Processos de Suporte
 
[BPM DAY SP 2013] Unimed – Alinhamento entre Estratégia e Processos
[BPM DAY SP 2013] Unimed – Alinhamento entre Estratégia e Processos [BPM DAY SP 2013] Unimed – Alinhamento entre Estratégia e Processos
[BPM DAY SP 2013] Unimed – Alinhamento entre Estratégia e Processos
 
Apresentação Oportunitta Consultoria
Apresentação Oportunitta ConsultoriaApresentação Oportunitta Consultoria
Apresentação Oportunitta Consultoria
 
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
 
[BPM Day Porto Alegre] Leandro Jesus (ABPMP) - BPM como estratégia para o cre...
[BPM Day Porto Alegre] Leandro Jesus (ABPMP) - BPM como estratégia para o cre...[BPM Day Porto Alegre] Leandro Jesus (ABPMP) - BPM como estratégia para o cre...
[BPM Day Porto Alegre] Leandro Jesus (ABPMP) - BPM como estratégia para o cre...
 
Bsc
BscBsc
Bsc
 
Escritório de transformação organizacional juliana solheiro
Escritório de transformação organizacional   juliana solheiroEscritório de transformação organizacional   juliana solheiro
Escritório de transformação organizacional juliana solheiro
 
Elo Group O EscritóRio De Processos Mecanismo De GovernançA E InovaçãO Orga...
Elo Group   O EscritóRio De Processos Mecanismo De GovernançA E InovaçãO Orga...Elo Group   O EscritóRio De Processos Mecanismo De GovernançA E InovaçãO Orga...
Elo Group O EscritóRio De Processos Mecanismo De GovernançA E InovaçãO Orga...
 

Semelhante a Adriane Ricieri Brito (SEPLAG) - O Modelo de Gestão de Minas Gerais

Governança na Gestão Pública
Governança na Gestão PúblicaGovernança na Gestão Pública
Governança na Gestão PúblicaLuis Nassif
 
Agenda da eficiência resumo do Governo Federal - 31/01/2005
Agenda da eficiência resumo do Governo Federal - 31/01/2005Agenda da eficiência resumo do Governo Federal - 31/01/2005
Agenda da eficiência resumo do Governo Federal - 31/01/2005Paulo Emerson Pereira
 
Gestão para resultados. Como fazer?
Gestão para resultados. Como fazer?Gestão para resultados. Como fazer?
Gestão para resultados. Como fazer?Macroplan
 
Apresentacao evento de adm
Apresentacao evento de admApresentacao evento de adm
Apresentacao evento de admfonacrj
 
Apresentacao evento de adm
Apresentacao evento de admApresentacao evento de adm
Apresentacao evento de admfonacrj
 
Gestão estratégica antaq upload
Gestão estratégica antaq uploadGestão estratégica antaq upload
Gestão estratégica antaq uploadPeter Dostler
 
Orçamento para resultados a estrutura do modelo do governo de minas gerais ...
Orçamento para resultados   a estrutura do modelo do governo de minas gerais ...Orçamento para resultados   a estrutura do modelo do governo de minas gerais ...
Orçamento para resultados a estrutura do modelo do governo de minas gerais ...conseplansp
 
Implantação de PMO em Lisarb
Implantação de PMO em LisarbImplantação de PMO em Lisarb
Implantação de PMO em LisarbMarco Coghi
 
Implantação de PMO em Lisarb
Implantação de PMO em LisarbImplantação de PMO em Lisarb
Implantação de PMO em LisarbMarco Coghi
 
Apresentação Laureate 1T21_PORT_final.pdf
Apresentação Laureate 1T21_PORT_final.pdfApresentação Laureate 1T21_PORT_final.pdf
Apresentação Laureate 1T21_PORT_final.pdfManuelGonalves74
 
Renata Inovatec
Renata InovatecRenata Inovatec
Renata InovatecPeabirus
 
Novos governos
Novos governosNovos governos
Novos governosMacroplan
 

Semelhante a Adriane Ricieri Brito (SEPLAG) - O Modelo de Gestão de Minas Gerais (20)

PPP SUMMIT 2013_Andre Marques
PPP SUMMIT 2013_Andre MarquesPPP SUMMIT 2013_Andre Marques
PPP SUMMIT 2013_Andre Marques
 
Governança na Gestão Pública
Governança na Gestão PúblicaGovernança na Gestão Pública
Governança na Gestão Pública
 
Agenda da eficiência resumo do Governo Federal - 31/01/2005
Agenda da eficiência resumo do Governo Federal - 31/01/2005Agenda da eficiência resumo do Governo Federal - 31/01/2005
Agenda da eficiência resumo do Governo Federal - 31/01/2005
 
Gestão para resultados. Como fazer?
Gestão para resultados. Como fazer?Gestão para resultados. Como fazer?
Gestão para resultados. Como fazer?
 
06 evol gestao-glauciamacedo
06 evol gestao-glauciamacedo06 evol gestao-glauciamacedo
06 evol gestao-glauciamacedo
 
Apresentacao evento de adm
Apresentacao evento de admApresentacao evento de adm
Apresentacao evento de adm
 
Apresentacao evento de adm
Apresentacao evento de admApresentacao evento de adm
Apresentacao evento de adm
 
Gestão estratégica antaq upload
Gestão estratégica antaq uploadGestão estratégica antaq upload
Gestão estratégica antaq upload
 
Orçamento para resultados a estrutura do modelo do governo de minas gerais ...
Orçamento para resultados   a estrutura do modelo do governo de minas gerais ...Orçamento para resultados   a estrutura do modelo do governo de minas gerais ...
Orçamento para resultados a estrutura do modelo do governo de minas gerais ...
 
Implantação de PMO em Lisarb
Implantação de PMO em LisarbImplantação de PMO em Lisarb
Implantação de PMO em Lisarb
 
Implantação de PMO em Lisarb
Implantação de PMO em LisarbImplantação de PMO em Lisarb
Implantação de PMO em Lisarb
 
Apresentação Laureate 1T21_PORT_final.pdf
Apresentação Laureate 1T21_PORT_final.pdfApresentação Laureate 1T21_PORT_final.pdf
Apresentação Laureate 1T21_PORT_final.pdf
 
Renata Inovatec
Renata InovatecRenata Inovatec
Renata Inovatec
 
Movimento Brasil Competitivo
Movimento Brasil CompetitivoMovimento Brasil Competitivo
Movimento Brasil Competitivo
 
Aula planejamento
Aula planejamentoAula planejamento
Aula planejamento
 
Novos governos
Novos governosNovos governos
Novos governos
 
Apresentação maria cristina de sá oliveira matos brito - seminário cianobac...
Apresentação   maria cristina de sá oliveira matos brito - seminário cianobac...Apresentação   maria cristina de sá oliveira matos brito - seminário cianobac...
Apresentação maria cristina de sá oliveira matos brito - seminário cianobac...
 
Curriculum Vitae_ RS_2016
Curriculum Vitae_ RS_2016Curriculum Vitae_ RS_2016
Curriculum Vitae_ RS_2016
 
Diálogos Transversais 2: Solange Leite (Renova Energia)
Diálogos Transversais 2: Solange Leite (Renova Energia)Diálogos Transversais 2: Solange Leite (Renova Energia)
Diálogos Transversais 2: Solange Leite (Renova Energia)
 
Currículo monique
Currículo moniqueCurrículo monique
Currículo monique
 

Mais de EloGroup

Ementa produtividade sensei
Ementa produtividade sensei   Ementa produtividade sensei
Ementa produtividade sensei EloGroup
 
Infográfico - Perdas no varejo alimentício e como os processos podem ser ot...
Infográfico  -  Perdas no varejo alimentício e como os processos podem ser ot...Infográfico  -  Perdas no varejo alimentício e como os processos podem ser ot...
Infográfico - Perdas no varejo alimentício e como os processos podem ser ot...EloGroup
 
Sistemas case ERP
Sistemas case ERP Sistemas case ERP
Sistemas case ERP EloGroup
 
Insights e lições aprendidas
Insights e lições aprendidasInsights e lições aprendidas
Insights e lições aprendidasEloGroup
 
Desperdicios case perdas
Desperdicios case perdas Desperdicios case perdas
Desperdicios case perdas EloGroup
 
Pesquisa Nacional em Gerenciamento de Processos de Negócio – 2013
Pesquisa Nacional em Gerenciamento de Processos de Negócio – 2013Pesquisa Nacional em Gerenciamento de Processos de Negócio – 2013
Pesquisa Nacional em Gerenciamento de Processos de Negócio – 2013EloGroup
 
[IQPC] 3ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2010
[IQPC] 3ª Pesquisa Iniciativas em BPM –  2010 [IQPC] 3ª Pesquisa Iniciativas em BPM –  2010
[IQPC] 3ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2010 EloGroup
 
[IQPC] 4ª Pesquisa de Iniciativas de BPM – 2011
[IQPC] 4ª Pesquisa de Iniciativas de BPM – 2011[IQPC] 4ª Pesquisa de Iniciativas de BPM – 2011
[IQPC] 4ª Pesquisa de Iniciativas de BPM – 2011EloGroup
 
[IQPC] 1ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2008
[IQPC] 1ª Pesquisa Iniciativas em BPM –  2008 [IQPC] 1ª Pesquisa Iniciativas em BPM –  2008
[IQPC] 1ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2008 EloGroup
 
[IQPC] 2ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2009
[IQPC] 2ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2009 [IQPC] 2ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2009
[IQPC] 2ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2009 EloGroup
 
Avaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no Brasil
Avaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no BrasilAvaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no Brasil
Avaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no BrasilEloGroup
 
Integrando o diagnóstico financeiro à Gestão por Processos
Integrando o diagnóstico financeiro à Gestão por ProcessosIntegrando o diagnóstico financeiro à Gestão por Processos
Integrando o diagnóstico financeiro à Gestão por ProcessosEloGroup
 
Como utilizar a visão por processos para transformar a organização
Como utilizar a visão por processos para transformar a organizaçãoComo utilizar a visão por processos para transformar a organização
Como utilizar a visão por processos para transformar a organizaçãoEloGroup
 
Evolução na gestão por processos na CSP
Evolução na gestão por processos na CSPEvolução na gestão por processos na CSP
Evolução na gestão por processos na CSPEloGroup
 
Road Show _Oracle BPM Suite Do Negócio à Tecnologia Recurso
Road Show _Oracle BPM Suite Do Negócio à Tecnologia RecursoRoad Show _Oracle BPM Suite Do Negócio à Tecnologia Recurso
Road Show _Oracle BPM Suite Do Negócio à Tecnologia RecursoEloGroup
 
Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégia Recurso
Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégia RecursoLeandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégia Recurso
Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégia RecursoEloGroup
 
Road Show_Abordagem da Oracle Consulting para BPM Recurso
Road Show_Abordagem da Oracle Consulting para BPM RecursoRoad Show_Abordagem da Oracle Consulting para BPM Recurso
Road Show_Abordagem da Oracle Consulting para BPM RecursoEloGroup
 
Road Show BPM_Uma questão de método
Road Show BPM_Uma questão de métodoRoad Show BPM_Uma questão de método
Road Show BPM_Uma questão de métodoEloGroup
 
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2009
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2009[IQPC] Apresentação - EloGroup 2009
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2009EloGroup
 
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2010
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2010[IQPC] Apresentação - EloGroup 2010
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2010EloGroup
 

Mais de EloGroup (20)

Ementa produtividade sensei
Ementa produtividade sensei   Ementa produtividade sensei
Ementa produtividade sensei
 
Infográfico - Perdas no varejo alimentício e como os processos podem ser ot...
Infográfico  -  Perdas no varejo alimentício e como os processos podem ser ot...Infográfico  -  Perdas no varejo alimentício e como os processos podem ser ot...
Infográfico - Perdas no varejo alimentício e como os processos podem ser ot...
 
Sistemas case ERP
Sistemas case ERP Sistemas case ERP
Sistemas case ERP
 
Insights e lições aprendidas
Insights e lições aprendidasInsights e lições aprendidas
Insights e lições aprendidas
 
Desperdicios case perdas
Desperdicios case perdas Desperdicios case perdas
Desperdicios case perdas
 
Pesquisa Nacional em Gerenciamento de Processos de Negócio – 2013
Pesquisa Nacional em Gerenciamento de Processos de Negócio – 2013Pesquisa Nacional em Gerenciamento de Processos de Negócio – 2013
Pesquisa Nacional em Gerenciamento de Processos de Negócio – 2013
 
[IQPC] 3ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2010
[IQPC] 3ª Pesquisa Iniciativas em BPM –  2010 [IQPC] 3ª Pesquisa Iniciativas em BPM –  2010
[IQPC] 3ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2010
 
[IQPC] 4ª Pesquisa de Iniciativas de BPM – 2011
[IQPC] 4ª Pesquisa de Iniciativas de BPM – 2011[IQPC] 4ª Pesquisa de Iniciativas de BPM – 2011
[IQPC] 4ª Pesquisa de Iniciativas de BPM – 2011
 
[IQPC] 1ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2008
[IQPC] 1ª Pesquisa Iniciativas em BPM –  2008 [IQPC] 1ª Pesquisa Iniciativas em BPM –  2008
[IQPC] 1ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2008
 
[IQPC] 2ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2009
[IQPC] 2ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2009 [IQPC] 2ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2009
[IQPC] 2ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2009
 
Avaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no Brasil
Avaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no BrasilAvaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no Brasil
Avaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no Brasil
 
Integrando o diagnóstico financeiro à Gestão por Processos
Integrando o diagnóstico financeiro à Gestão por ProcessosIntegrando o diagnóstico financeiro à Gestão por Processos
Integrando o diagnóstico financeiro à Gestão por Processos
 
Como utilizar a visão por processos para transformar a organização
Como utilizar a visão por processos para transformar a organizaçãoComo utilizar a visão por processos para transformar a organização
Como utilizar a visão por processos para transformar a organização
 
Evolução na gestão por processos na CSP
Evolução na gestão por processos na CSPEvolução na gestão por processos na CSP
Evolução na gestão por processos na CSP
 
Road Show _Oracle BPM Suite Do Negócio à Tecnologia Recurso
Road Show _Oracle BPM Suite Do Negócio à Tecnologia RecursoRoad Show _Oracle BPM Suite Do Negócio à Tecnologia Recurso
Road Show _Oracle BPM Suite Do Negócio à Tecnologia Recurso
 
Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégia Recurso
Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégia RecursoLeandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégia Recurso
Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégia Recurso
 
Road Show_Abordagem da Oracle Consulting para BPM Recurso
Road Show_Abordagem da Oracle Consulting para BPM RecursoRoad Show_Abordagem da Oracle Consulting para BPM Recurso
Road Show_Abordagem da Oracle Consulting para BPM Recurso
 
Road Show BPM_Uma questão de método
Road Show BPM_Uma questão de métodoRoad Show BPM_Uma questão de método
Road Show BPM_Uma questão de método
 
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2009
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2009[IQPC] Apresentação - EloGroup 2009
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2009
 
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2010
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2010[IQPC] Apresentação - EloGroup 2010
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2010
 

Adriane Ricieri Brito (SEPLAG) - O Modelo de Gestão de Minas Gerais

  • 1. BPM GLOBAL TRENDS & EXECUTIVE FORUM BRASILIA 07/11/2013
  • 2. O MODELO DE GESTÃO DE MINAS GERAIS
  • 3. POR MINAS GERAIS CAMINHO PERCORRIDO 2003 2004 2005 2006 CHOQUE DE GESTÃO Equilíbrio Fiscal
  • 4. POR MINAS GERAIS CAMINHO PERCORRIDO 2003 CHOQUE DE GESTÃO  Déficit Zero.  Revitalização do Planejamento, com alinhamento das prioridades de Curto, Médio e Longo prazos.  Integração Planejamento-Orçamento.  Criação do Escritório Central de Projetos.  Implantação dos Acordos de Resultados atrelados a remuneração variável.Equilíbrio Fiscal
  • 5. POR MINAS GERAIS CAMINHO PERCORRIDO R$ 2,4 bilhões – 12% do orçamento de previsão de déficit em 2003 Precariedade da infra-estrutura e serviços públicos Dificuldades para cumprir em dia as obrigações Dificuldades para captação de recursos As vinculações comprometiam 103% da RCL: Constitucionais – 63% Dívida – 13% Demais – 27% R$1,3 bi ( US$ 550 milhões) de dívida com fornecedores Repasses do Governo Federal Suspensos Inadimplência com o Governo Federal resultando em multas 72% da RCL comprometida com pagamento de pessoal Ausência de recursos para gratificação natalina Dificuldade para pagamento em dia dos servidores Ausência de Crédito Internacional Economia sem dinamismo
  • 6. POR MINAS GERAIS CAMINHO PERCORRIDO Premissas ESTRATÉGIA DUAL  Combinação de ajuste fiscal subordinado à iniciativas vigorosas voltadas para o desenvolvimento.  Adoção de medidas duras e necessárias de curto prazo subordinadas ao planejamento de longo prazo.  Estratégias abrangentes e coerentes de transformação da gestão versus estratégias focadas e fragmentárias. 2003 CHOQUE DE GESTÃO Equilíbrio Fiscal
  • 7. POR MINAS GERAIS CAMINHO PERCORRIDO Medidas de Curto Prazo MEDIDAS EMERGENCIAIS  Extinção de 6 Secretarias, 43 Superintendências, 16 Diretorias e de 3.000 cargos e funções comissionados.  Fixação de teto remuneratório em R$ 10.500,00.  Renegociação de débitos – LEILÃO.  Contingenciamento de 20% das despesas financiadas com Recursos do Tesouro. NOVO MODELO DE GESTÃO  Extinção do Apostilamento.  Centralização da folha de pagamento.  Substituição dos benefícios por tempo de serviço por Adicionais de Desempenho - Acordos de Resultados e Prêmio de Produtividade. 2003 CHOQUE DE GESTÃO Equilíbrio Fiscal
  • 8. POR MINAS GERAIS CAMINHO PERCORRIDO Medidas Inovadoras PLANEJAMENTO  Planejamento Estratégico de longo prazo.  Integração Planejamento-Orçamento.  Gerenciamento intensivo dos Projetos Estruturadores. GESTÃO  Alinhamento das Organizações – Acordo de Resultados/OSCIP/Parceria Público-Privadas.  Alinhamento das pessoas – Avaliação de Desempenho Individual/Reestruturação das Carreiras/Realinhamento de Competências/Certificação Ocupacional.  Alinhamento dos Sistemas Administrativos – Gestão de 2003 CHOQUE DE GESTÃO Equilíbrio Fiscal
  • 9. 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012* FINANÇAS PÚBLICAS 940,5 milhões 2,1 bilhões * DÉFICIT ZERO em 2004 90,7 milhões Resultado Fiscal (R$ milhões – valores correntes) Fonte: SEF-MG Nota: (*) Resultado final de 2012 após internalização das Operações de Crédito. 90,5 milhões O déficit implícito no Orçamento inicial de 2003 era de R$ 2,4 bilhões. Em 2012, Minas foi alçado à categoria de Grau de Investimento por agências internacionais de classificação de risco (Standard & Poors, Moody’s).
  • 10. EM MINAS GERAIS O CONTEXTO 89% 84% 77% 75% 77% 74% 75% 78% 85% 88% 85% 11% 16% 23% 25% 23% 26% 25% 22% 15% 12% 15% 0% 0% 0% 1% 1% 2% 4% 3% 1% 0% 9% 0% 20% 40% 60% 80% 100% 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 EVOLUÇÃO DAS DESPESAS DE CUSTEIO E DE INVESTIMENTO 2003 - 2013 Custeio Investimento Investimento - Operações de Crédito
  • 11. POR MINAS GERAIS CAMINHO PERCORRIDO 2007 2008 2009 2010 GESTÃO PARA RESULTADOS Melhoria do Desempenho Gerencial visando Resultados
  • 12. POR MINAS GERAIS CAMINHO PERCORRIDO 2007  Consolidação do Escritório Central de Projetos e da metodologia de Monitoramento Intensivo de Projetos.  Aprimoramento dos Instrumentos de Gestão para aumentar o foco Resultados, como:  Consolidação do Acordo de Resultados.  Desdobramento do Acordo de Resultados para as Equipes.  Surgimento dos primeiros Escritórios Setoriais de Projetos. GESTÃO PARA RESULTADOS Melhoria do Desempenho Gerencial visando Resultados
  • 13. POR MINAS GERAIS CAMINHO PERCORRIDO 2011 2012 2013 2014 GESTÃO PARA A CIDADANIA Estado em Rede
  • 14. POR MINAS GERAIS CAMINHO PERCORRIDO 2011  Instituição do conceito de Estado em Rede e Aberto das Políticas Públicas.  Regionalização da Estratégia e Projetos com participação da Sociedade Civil Organizada na priorização.  Criação das Assessorias de Gestão Estratégica e Inovação setoriais.  O Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado foi revisto para ao horizonte de 2030.  Constituída uma nova Carteira de Programas Estruturadores.  Desenvolvida a Metodologia de Gestão de Processos Estratégicos. GESTÃO PARA A CIDADANIA Estado em Rede
  • 15. POR MINAS GERAIS CAMINHO PERCORRIDO 2011  Desdobramento da Carteira de Programas Estruturadores em Projetos Estratégicos e na primeira Carteira de Processos Estratégicos.  Redesenho e extensão da metodologia de Monitoramento Intensivo para a Carteira de Processos Estratégicos até então voltada apenas para Projetos. GESTÃO PARA A CIDADANIA Estado em Rede
  • 16. TORNAR MINAS O MELHOR ESTADO PARA SE VIVER EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO HUMANO População com amplo acesso à educação de qualidade e com maior empregabilidade ATENÇÃO EM SAÚDE População com maior qualidade e expectativa de vida DEFESA E SEGURANÇA Minas com alta sensação de segurança, menos violência e criminalidade DESENVOLVIMENTO SOCIAL E PROTEÇÃO Minas sem pobreza e com baixa desigualdade social GOVERNO INTEGRADO, EFICIENTE E EFICAZ Gestão pública efetiva e próxima da sociedade Qualidade e Produtividade do Gasto Gestão para a Cidadania PROSPERIDADE QUALIDADE DE VIDA SUSTENTABILIDADE CIDADANIA Gestão para Resultados CIDADES Cidades com mais qualidade de vida e ordenamento territorial CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Ciência, tecnologia e inovação para o desenvolvimento e cidadania INFRAESTRUTURA Infraestrutura adequada proporcionando mais competitividade e qualidade de vida IDENTIDADE MINEIRA Minas singular, diversa e criativa na cultura, no esporte e no turismo DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO SUSTENTÁVEL Economia dinâmica, mais diversificada, competitiva, com crescimento sustentável e inclusivo DESENVOLVIMENTO RURAL Mais produção e qualidade na agricultura familiar e no agronegócio de Minas Gerais
  • 17. Resultados Finalísticos Objetivos e Estratégias Redes de Governo Marcos Metas Programas Estruturadores (Gerente de Programa) Projeto Estratégico A (Gerente de Projeto) Processo Estratégico A (Gerente de Processo) Sub-Projeto 1 Sub-Projeto 2 Atividades e Recursos Nível de Serviço Programas Associados Programas Especiais Sub-Processo 1 Sub-Processo 2 Planos de Melhoria POR MINAS GERAIS CAMINHO PERCORRIDO
  • 18. POR MINAS GERAIS CAMINHO PERCORRIDO GOVERNANÇA DO MODELO DIMENSÕESFERRAMENTAS [5] Governança [4] Pessoas [3] Pactuação e Gestão de Desempenho [1] Definição de Prioridades [2] Monitoramento e apoio à Execução Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado - PMDI Plano Plurianual - PPAG Lei Orçamentária Anual - LOA  Escritório Central de Estratégia, Projetos e Processos  Escritórios Setoriais de Estratégia, Projetos e Processos  Monitoramento Intensivo  Status Report mensal para Alta Gerência  Acordo de Resultados - Indicadores - Portifólio Estratégico - Caderno de Gestão Integrada e Eficiente - Qualidade do Gasto  Desenvolvimento permanente dos Servidores  Desenvolvimento dos Gestores  Carreira de Estado Para absorção do Modelo (EPPGG)  Avaliação de Desempenho  Câmara de Coordenação Geral  Comitês de Resultado  Junta de Programação Orçamentária [4] Pessoas [3] Pactuação e Gestão de Desempenho [5] Governança [4] Pessoas [3] Pactuação e Gestão de Desempenho [1] Definição de Prioridades [2] Monitoramento e apoio à Execução [3] Pactuação e Gestão de Desempenho [1] Definição de Prioridades [2] Monitoramento e apoio à Execução [4] Pessoas [3] Pactuação e Gestão de Desempenho [1] Definição de Prioridades [2] Monitoramento e apoio à Execução [5] Governança [4] Pessoas [3] Pactuação e Gestão de Desempenho [1] Definição de Prioridades [2] Monitoramento e apoio à Execução
  • 19. Consolidação da profissionalização do serviço público  Cultura aberta e ampliada de gestão de pessoas no setor público  Fortalecimento das carreiras estratégicas de Estado  Intensificação dos processos de avaliação de desempenho Ampliação da eficácia da gestão pública  Combate a dispersão dos meios financeiros, humanos e do tempo dos gestores.  Escolha clara de prioridades e alocação estratégica de recursos.  Integração dos instrumentos de planejamento, orçamento, finanças e gestão. PRINCIPAIS DESAFIOS EM MINAS GERAIS GESTÃO DE PROCESSOS
  • 20. Ampliação da eficiência da gestão pública  Inovação institucional para viabilizar e operar os empreendimentos, como: concessões, PPPs, empresas de propósito específico, organizações sociais, etc.  Redução de tempo e custo de investimentos públicos. Ampliação da efetividade da gestão pública  Interação do governo com a capacidade criativa da sociedade.  Aproximação das decisões de alocação de recursos e entrega de serviços para mais perto dos usuários.  Ampliação da integração entre níveis de governo e setores, com foco em ações intersetoriais e programas transversais. Disseminar a cultura da estratégia da esfera estadual para a esfera municipal PRINCIPAIS DESAFIOS EM MINAS GERAIS GESTÃO DE PROCESSOS
  • 21. “A COMPETÊNCIA E DETERMINAÇÃO, ALIADAS A UMA BOA DOSE DE INTELIGÊNCIA, PODEM TORNAR QUALQUER RESULTADO POSSÍVEL.” EM MINAS GERAIS GESTÃO DE PROCESSOS
  • 22. OBRIGADA! Adriane Ricieri Brito Subsecretária de Gestão da Estratégia Governamental