SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 41
Baixar para ler offline
“Liderança em idéias, métodos e resultados em BPM no Brasil”
Como estamos agregando valor
com a Gestão por Processos?
Leandro Jesus
Sócio-Diretor
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 2
Agenda
2
11 O conceito: geração de valor com a gestão por processosO conceito: geração de valor com a gestão por processos
22 A prática: casos de aplicação em empresas nacionaisA prática: casos de aplicação em empresas nacionais
• Caso: Executando Projetos de Melhoria e Inovação
• Caso: Mobilizando para a Gestão à Vista
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 3
Toda organização entrega valor para
seus clientes e stakeholders
Todas as organizações são sistemas que existem para gerar resultados
de valor - por exemplo, produtos e serviços para clientes e retorno
econômico aos acionistas
3
VALOR
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 4
Processos são a maneira pela qual
agregamos valor
Insumos Resultados
Uma organização é composta de insumos, produtos e processos internos
que transformam os insumos em produtos com valor.
Definimos processos de negócio como uma coleção de atividades que
possuem um ou mais insumos e geram um ou mais resultados que
representam agregação de valor ao cliente” (Hammer and Champy, 1993).
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 5
Gestão por Processos é simplesmente promover
Melhorias e Inovações que Aumentem o Valor
entregue pela Organização
5
VALOR
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 6
A atual onda da Gestão por Processos
Qualidade, Six Sigma, Lean
Gestão Estratégica do Negócio
BPMSTecnologia da Informação
Especialização do Trabalho
BPM
• Gestão Estratégica do Negócio: Cadeia de Valor (Porter), Balanced Scorecard (Kaplan-Norton),
Reengenharia (Hammer)
Fonte: Harmon, 2010
• Especialização do Trabalho: SistemaToyota/Lean (Ohno), Qualidade Total (Juran, Deming), Six Sigma
• Tecnologia da Informação: sistemas ERP, workflows, integração de aplicativos (EAI), regras de
negócio, arquiteturas orientadas a serviço (SOA)6
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 7
A adoção de BPM
é cada vez
maior...
...e nós somos
apaixonados pelo
tema!
A bola da vez?
Nós, profissionais de BPM,
conhecemos e estamos convencidos
de que nossas empresas precisam da
gestão por processos!
Contudo....
... como as demais pessoas em
nossas organizações (nossos
clientes!) enxergam a gestão
por processos?
Qual feedback recebemos?
ELO Group © 2011 10
NAO AGUENTO MAIS...
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 11
Vamos repensar a maneira pela qual estamos
aplicando a Gestão por Processos?
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 12
Mensagem No 1 : Gestão por Processos não vem
funcionando como gostaríamos e nós estamos
ignorando isto
• “Agora eu tenho que ter todos os
meus fluxos atualizados?”
• “Isso não é prioridade para nós
agora”
• “Lá vem a área de processos
novamente nos entrevistar”
• “Eu tenho que gerenciar a minha
organização e ainda fazer a gestão
por processos?”
Falta de foco e alinhamento
estratégico
Ênfase excessiva em atividades
operacionais (ex: mapeamento de
processos)
Poucos resultados concretos gerados e
demonstrados para a organização
Alguns trabalhos de BPM começando a
ser questionados dentro das
organizações (“Para que a área de
processos existe?”)
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 13
Mensagem Número 2: Precisamos mudar o foco atual
da Gestão por Processos!
Não foque em BPM!
• Nosso objetivo não é
implantar BPM.
• Nosso objetivo é reduzir
custos, aumentar
qualidade, fomentar
inovação etc.
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 14
- MENOS ESFORÇO- MENOS ESFORÇO + MAIS ESFORÇO+ MAIS ESFORÇO
DOCUMENTAÇÃO:
Paradigma de descrever
Como uma organização
funciona
TRANSFORMAÇÃO E
GERAÇÃO DE VALOR
Paradigma de juntar as
Pessoaspara PROMOVER
MELHORIAS E INOVAÇÕES
A necessidade de mudança de paradigma
14
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 15
MELHORIAS
GANHOS
Mensagem 3: Comece por Projetos de Melhoria e Inovação
que entregam valor a partir de ganhos e melhorias
VALOR =
GANHOS
INVESTIMENTO
PARA
MELHORIA
CUSTOS E
DESPESAS
COM MELHORIA
+
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 16
Mensagem 4: Crie seu próprio processo de Promover
Melhoria e Inovação a partir das técnicas de gestão
existentes
Análise de Investimento
Risk Analsys
Kanban Dashboards
Roadmap
Bechmarking
Value Stream
Map
CEP Analsys
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 17
Pensando esse “processo da Gestão por
Processos”
O ‘processo da gestão por processos’ agrega valor quando promove
melhorias e inovações nas rotinas de trabalho da organização.
17
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 18
PROCESSOS EM AÇÃO
ESTRATÉGIA CORPORATIVA
REDUÇÃO DE CUSTOS, TEMPO DE EXECUÇÃO, AUMENTO DE SATISFAÇÃO
DO CLIENTE, AUMENTO DE CONFIABILIDADE, ETC..
Tempo
Performance
GESTÃO DO DIA-A-DIA
PROCESSOS
MELHORADOS
METAS
OPERACIONAIS
Melhoria
Contínua
INDICADORES, NOVAS
IDÉIAS, ERROS, FALHAS
• Problemas pontuais
• Poucos atores envolvidos
• Abordagens simplificadas
• Custo e riscos controlados
• Baixo impacto
EXECUÇÃO DOS
PROJETOS DE PROCESSOS
• Problemas complexos
• Múltiplos atores envolvidos
• Abordagem customizada
• Custo e riscos significativos
• Alto impacto e inovação
Tempo
Performance
PROJETOS DE PROCESSOS PRIORIZADOS
Melhoria e
Inovação
Organizacional
NOVOS PROCESSOS IMPLANTANDOS (ROTINAS,
COMPETÊNCIAS, SISTEMAS, REGRAS, INTERFACE)
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 19
PROCESSOS EM AÇÃO
EXECUÇÃO DOS
PROJETOS DE PROCESSOS
ESTRATÉGIA CORPORATIVA
Tempo
Performance
REDUÇÃO DE CUSTOS, TEMPO DE EXECUÇÃO, AUMENTO DE SATISFAÇÃO
DO CLIENTE, AUMENTO DE CONFIABILIDADE, ETC..
Tempo
Performance
GESTÃO DO DIA-A-DIA
PROCESSOS
MELHORADOS
ESTRATÉGIA DE MELHORIA E INOVAÇÃO ORGANIZACIONAL
METAS
OPERACIONAIS
PROJETOS DE PROCESSOS PRIORIZADOS
PROJETOS E
METAS ESTRATÉGICAS
NOVAS
DEMANDAS
Melhoria
Contínua
Melhoria e
Inovação
Organizacional
INDICADORES, NOVAS
IDÉIAS, ERROS, FALHAS
NOVOS PROCESSOS IMPLANTANDOS (ROTINAS,
COMPETÊNCIAS, SISTEMAS, REGRAS, INTERFACE)
ESTRATÉGIA
IMPLANTADA
Governança
&
Maturidade
Governança
&
Maturidade
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 20
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 21
Mensagem 5: Redefina o MARKETING de sua
abordagem de BPM
O que pretendemos com BPM
esse ano é...
E o que já
alcançamos com
BPM esse ano foi...
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 22
Agenda
22
11 O conceito: geração de valor com a gestão por processosO conceito: geração de valor com a gestão por processos
22 A prática: casos de aplicação em empresas nacionaisA prática: casos de aplicação em empresas nacionais
• Caso 1: Redefinindo o Marketing de BPM
• Caso 2: Revisando a Arquitetura de Processos “de fora para dentro”
• Caso 3: Executando Projetos de Melhoria e Inovação
• Caso 4: Mobilizando para a Gestão à Vista
• Caso 5: Integrando Processos e Tecnologia
• Caso 6: Ativando a Gestão do Portfólio de BPM
• Caso 7: :Integrando a Gestão de Portfólio a Gestão Corporativa de Projetos
• Caso 8: Integrando a Gestão do Portfólio e Gestão da Inovação
• Caso 9: Ativando o papel do Líder de Melhoria e Inovação
“Liderança em idéias, métodos e resultados em BPM no Brasil”
Case – Executando
Projetos de Melhoria e
Inovação
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 24
Case: Exeutando Projetos de Melhoria e
Inovação de alto impacto para a organização
• Como criar uma visão de futuro que ilustre como
os processos deveriam ser realizados nos
próximos 24 meses?
• Como mobilizar todos os envolvidos para viabilizar
esta visão de futuro?
• Como comunicar o valor gerado para a alta
organização?
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 25
MELHORIAS
GANHOS
O escopo do Projeto de Melhoria e
Inovação
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 26
26
“Liderança em idéias, métodos e resultados em BPM no Brasil”
Abordagem genérica
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 28
Produtos Gerados – Visão Geral
Visão de Futurodo
processo
Planilha de Melhorias
Radar de Melhorias
Indicadores de processos
Planos de
Implementação
Diagramas de processo
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 29
RADAR DE MELHORIAS
Mapa de
Priorização de
Melhorias
Mapa de
Priorização de
Melhorias
Melhorias agrupadas por
processos, de acordo com a
priorização
Escala de priorização de
melhorias em termos de
relevância e prazo
Legenda de cor por processo
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 30
MEMÓRIA DE GANHOS
Ganhos em
processos
Ganhos em
processos
Especificação dos ganhos
em potencial no processo
Apuração mensal de
ganho em potencial
Potencial de ganho
no processo
Acompanhamento de
indicadores para controle
de riscos
“Liderança em idéias, métodos e resultados em BPM no Brasil”
Case - Mobilizando
para a Gestão à Vista
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 32
Identificando Etapas de um Processo
1 2 3 4 5
Estrutura geral do
processo, separado
por etapas
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 33
Identificando Atores, Interfaces e
Sistemas
1 2 3 4 5
Áreas envolvidas e
sistemas utilizados
em cada etapa do
processo
Principais interfaces
entre processos e
produtos que são
trocados nas
interfaces
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 34
Definindo Ganhos Esperados e Melhorias
1 2 3 4 5
CONSOLIDAÇÃO E DETALHAMENTO EM PLANILHA AUXILIAR
Estimativas de
ganhos esperados
são adicionados ao
painel após análise
das melhorias
Melhorias levantadas
durante a reunião
de visão de futuro
do processo
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 35
Complementando e Refinando as
Melhorias
1 2 3 4 5
Melhorias adicionais
identificadas durante
análise
Melhorias
adicionadas durante
as reuniões de
modelagem do
processo
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 36
Classificando Melhorias em Prazo e
Prioridade
1 2 3 4 5
201120122013
Prazos para
implementação
das melhorias
PRIORIDADEPRIORIDADE
+
_
+
_
Prioridade
atribuída a cada
melhoria, dentro
de cada faixa de
tempo
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 37
Diferenciando as Melhorias de Maior
Impacto
1 2 3 4 5
As melhorias
prioritários, de maior
impacto, passam a ser
escritos em
post-it rosa
201120122013
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 38
Identificando o Início da Implementação
das Melhorias
1 2 3 4 5
O início da
Implementação é
representado com
marcadores,
estimando a
quantidade de horas
para sua implantação
20112012
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 39
Controlando a Implementação das
Melhorias
1 2 3 4 5
Periodicamente, são
adicionados
marcadores para
ilustrar o avanço da
implementação
da melhoria
Marcação adicional de
horas restantesapós
novo ponto de
controle
Melhoria
implementada!
2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 40
Melhorias Implementadas
1 2 3 4 5
Melhorias
implementadas
“Liderança em idéias, métodos e resultados em BPM no Brasil”
Leandro Jesus
leandro.jesus@elogroup.com.br
www.elogroup.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Avaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no Brasil
Avaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no BrasilAvaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no Brasil
Avaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no Brasil
EloGroup
 
Impressões de BPM no Brasil
Impressões de BPM no BrasilImpressões de BPM no Brasil
Impressões de BPM no Brasil
EloGroup
 
Inovação - Parte 4 - Maturidade em Processos - De Boas Ideias para uma Gestão...
Inovação - Parte 4 - Maturidade em Processos - De Boas Ideias para uma Gestão...Inovação - Parte 4 - Maturidade em Processos - De Boas Ideias para uma Gestão...
Inovação - Parte 4 - Maturidade em Processos - De Boas Ideias para uma Gestão...
EloGroup
 
Aquecimento
AquecimentoAquecimento
Aquecimento
EloGroup
 
Os três direcionadores da inovação
 Os três direcionadores da inovação Os três direcionadores da inovação
Os três direcionadores da inovação
EloGroup
 
Elo Group EscritóRio De Processos AtuaçõEs PossíVeis E Arranjos Organizac...
Elo Group   EscritóRio De Processos   AtuaçõEs PossíVeis E Arranjos Organizac...Elo Group   EscritóRio De Processos   AtuaçõEs PossíVeis E Arranjos Organizac...
Elo Group EscritóRio De Processos AtuaçõEs PossíVeis E Arranjos Organizac...
EloGroup
 
Investigando o papel da gestão por processos nos sistemas verdes
 Investigando o papel da gestão por processos nos sistemas verdes Investigando o papel da gestão por processos nos sistemas verdes
Investigando o papel da gestão por processos nos sistemas verdes
EloGroup
 
Elo Group OrganizaçãO Orientada A Processos (Abpmp)
Elo Group   OrganizaçãO Orientada A Processos (Abpmp)Elo Group   OrganizaçãO Orientada A Processos (Abpmp)
Elo Group OrganizaçãO Orientada A Processos (Abpmp)
EloGroup
 
ELO Group IQPC 2011
ELO Group IQPC 2011ELO Group IQPC 2011
ELO Group IQPC 2011
EloGroup
 
Michael Rosemann & ELO Group - Um Framework para Operação do Escritório de Pr...
Michael Rosemann & ELO Group - Um Framework para Operação do Escritório de Pr...Michael Rosemann & ELO Group - Um Framework para Operação do Escritório de Pr...
Michael Rosemann & ELO Group - Um Framework para Operação do Escritório de Pr...
EloGroup
 

Mais procurados (17)

Avaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no Brasil
Avaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no BrasilAvaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no Brasil
Avaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no Brasil
 
[IQPC] 4ª Pesquisa de Iniciativas de BPM – 2011
[IQPC] 4ª Pesquisa de Iniciativas de BPM – 2011[IQPC] 4ª Pesquisa de Iniciativas de BPM – 2011
[IQPC] 4ª Pesquisa de Iniciativas de BPM – 2011
 
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2012
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2012[IQPC] Apresentação - EloGroup 2012
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2012
 
Impressões de BPM no Brasil
Impressões de BPM no BrasilImpressões de BPM no Brasil
Impressões de BPM no Brasil
 
Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégia Recurso
Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégia RecursoLeandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégia Recurso
Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégia Recurso
 
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2010
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2010[IQPC] Apresentação - EloGroup 2010
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2010
 
Inovação - Parte 4 - Maturidade em Processos - De Boas Ideias para uma Gestão...
Inovação - Parte 4 - Maturidade em Processos - De Boas Ideias para uma Gestão...Inovação - Parte 4 - Maturidade em Processos - De Boas Ideias para uma Gestão...
Inovação - Parte 4 - Maturidade em Processos - De Boas Ideias para uma Gestão...
 
Aquecimento
AquecimentoAquecimento
Aquecimento
 
Os três direcionadores da inovação
 Os três direcionadores da inovação Os três direcionadores da inovação
Os três direcionadores da inovação
 
Elo Group EscritóRio De Processos AtuaçõEs PossíVeis E Arranjos Organizac...
Elo Group   EscritóRio De Processos   AtuaçõEs PossíVeis E Arranjos Organizac...Elo Group   EscritóRio De Processos   AtuaçõEs PossíVeis E Arranjos Organizac...
Elo Group EscritóRio De Processos AtuaçõEs PossíVeis E Arranjos Organizac...
 
EloGroup BPT - Ebook Business Process Transformation
EloGroup BPT - Ebook Business Process Transformation EloGroup BPT - Ebook Business Process Transformation
EloGroup BPT - Ebook Business Process Transformation
 
Investigando o papel da gestão por processos nos sistemas verdes
 Investigando o papel da gestão por processos nos sistemas verdes Investigando o papel da gestão por processos nos sistemas verdes
Investigando o papel da gestão por processos nos sistemas verdes
 
Insights e lições aprendidas
Insights e lições aprendidasInsights e lições aprendidas
Insights e lições aprendidas
 
Elo Group OrganizaçãO Orientada A Processos (Abpmp)
Elo Group   OrganizaçãO Orientada A Processos (Abpmp)Elo Group   OrganizaçãO Orientada A Processos (Abpmp)
Elo Group OrganizaçãO Orientada A Processos (Abpmp)
 
ELO Group IQPC 2011
ELO Group IQPC 2011ELO Group IQPC 2011
ELO Group IQPC 2011
 
Como utilizar a visão por processos para transformar a organização
Como utilizar a visão por processos para transformar a organizaçãoComo utilizar a visão por processos para transformar a organização
Como utilizar a visão por processos para transformar a organização
 
Michael Rosemann & ELO Group - Um Framework para Operação do Escritório de Pr...
Michael Rosemann & ELO Group - Um Framework para Operação do Escritório de Pr...Michael Rosemann & ELO Group - Um Framework para Operação do Escritório de Pr...
Michael Rosemann & ELO Group - Um Framework para Operação do Escritório de Pr...
 

Destaque

El Otono De La Vida
El Otono De La VidaEl Otono De La Vida
El Otono De La Vida
home
 
Evolucion de linux
Evolucion de linuxEvolucion de linux
Evolucion de linux
Miguel Parra
 
Evolucion de linux
Evolucion de linuxEvolucion de linux
Evolucion de linux
Miguel Parra
 
Estrategia salud sexual y reproductiva flor valenzuela
Estrategia salud sexual y reproductiva   flor valenzuelaEstrategia salud sexual y reproductiva   flor valenzuela
Estrategia salud sexual y reproductiva flor valenzuela
PSG Pilar
 
Componentes bsicos internos de una computadora
Componentes bsicos internos de una computadoraComponentes bsicos internos de una computadora
Componentes bsicos internos de una computadora
juannicomatidani
 
4837850 jerusalem-um-calice-de-tontear-dave-hunt
4837850 jerusalem-um-calice-de-tontear-dave-hunt4837850 jerusalem-um-calice-de-tontear-dave-hunt
4837850 jerusalem-um-calice-de-tontear-dave-hunt
Antonio Ferreira
 
Lessons learned 3.0 equipa43 week3
Lessons learned 3.0 equipa43 week3Lessons learned 3.0 equipa43 week3
Lessons learned 3.0 equipa43 week3
plan4women
 
Unitat didàctica
Unitat didàcticaUnitat didàctica
Unitat didàctica
Terejoan
 
youtube- frias y seballos
youtube- frias y seballosyoutube- frias y seballos
youtube- frias y seballos
Noelia
 
Individual lps-3q-weeks-1-5
Individual lps-3q-weeks-1-5Individual lps-3q-weeks-1-5
Individual lps-3q-weeks-1-5
EDITHA HONRADEZ
 
Empresyo
EmpresyoEmpresyo
Empresyo
hafize
 
Propuesta autofinanciada de los negocios online
Propuesta autofinanciada de los negocios onlinePropuesta autofinanciada de los negocios online
Propuesta autofinanciada de los negocios online
César Quintanilla
 

Destaque (20)

El Otono De La Vida
El Otono De La VidaEl Otono De La Vida
El Otono De La Vida
 
Smart target - Brošura marketing treninga Kako uspešno lansirati nov proizvod?
Smart target -  Brošura marketing treninga Kako uspešno lansirati nov proizvod?Smart target -  Brošura marketing treninga Kako uspešno lansirati nov proizvod?
Smart target - Brošura marketing treninga Kako uspešno lansirati nov proizvod?
 
Evolucion de linux
Evolucion de linuxEvolucion de linux
Evolucion de linux
 
Sss
SssSss
Sss
 
Evolucion de linux
Evolucion de linuxEvolucion de linux
Evolucion de linux
 
Estrategia salud sexual y reproductiva flor valenzuela
Estrategia salud sexual y reproductiva   flor valenzuelaEstrategia salud sexual y reproductiva   flor valenzuela
Estrategia salud sexual y reproductiva flor valenzuela
 
E mail writing-ettiquettes_146 23
E mail writing-ettiquettes_146 23E mail writing-ettiquettes_146 23
E mail writing-ettiquettes_146 23
 
Componentes bsicos internos de una computadora
Componentes bsicos internos de una computadoraComponentes bsicos internos de una computadora
Componentes bsicos internos de una computadora
 
วิจัยแท้
วิจัยแท้วิจัยแท้
วิจัยแท้
 
Marketing cultural e captação de recursos (manoel marcondes)
Marketing cultural e captação de recursos (manoel marcondes) Marketing cultural e captação de recursos (manoel marcondes)
Marketing cultural e captação de recursos (manoel marcondes)
 
4837850 jerusalem-um-calice-de-tontear-dave-hunt
4837850 jerusalem-um-calice-de-tontear-dave-hunt4837850 jerusalem-um-calice-de-tontear-dave-hunt
4837850 jerusalem-um-calice-de-tontear-dave-hunt
 
Tips for Podcasting
Tips for PodcastingTips for Podcasting
Tips for Podcasting
 
Lessons learned 3.0 equipa43 week3
Lessons learned 3.0 equipa43 week3Lessons learned 3.0 equipa43 week3
Lessons learned 3.0 equipa43 week3
 
Ind mesopotámica esquemas din a3
Ind mesopotámica esquemas din a3Ind mesopotámica esquemas din a3
Ind mesopotámica esquemas din a3
 
Unitat didàctica
Unitat didàcticaUnitat didàctica
Unitat didàctica
 
Pmp processes summary
Pmp processes summaryPmp processes summary
Pmp processes summary
 
youtube- frias y seballos
youtube- frias y seballosyoutube- frias y seballos
youtube- frias y seballos
 
Individual lps-3q-weeks-1-5
Individual lps-3q-weeks-1-5Individual lps-3q-weeks-1-5
Individual lps-3q-weeks-1-5
 
Empresyo
EmpresyoEmpresyo
Empresyo
 
Propuesta autofinanciada de los negocios online
Propuesta autofinanciada de los negocios onlinePropuesta autofinanciada de los negocios online
Propuesta autofinanciada de los negocios online
 

Semelhante a 2011| ELO Group – Apresentação Curitiba Recurso

ELO Group - Entendendo, mensurando e comunicando o valor gerado pelo BPM
 ELO Group - Entendendo, mensurando e comunicando o valor gerado pelo BPM ELO Group - Entendendo, mensurando e comunicando o valor gerado pelo BPM
ELO Group - Entendendo, mensurando e comunicando o valor gerado pelo BPM
EloGroup
 
BPM Global Trends 2010 - Leandro Jesus
BPM Global Trends 2010 - Leandro JesusBPM Global Trends 2010 - Leandro Jesus
BPM Global Trends 2010 - Leandro Jesus
EloGroup
 
IQPC Workshop Implantando a Governança de BPM com o Escritório de Processos
IQPC Workshop Implantando a Governança de BPM com o Escritório de ProcessosIQPC Workshop Implantando a Governança de BPM com o Escritório de Processos
IQPC Workshop Implantando a Governança de BPM com o Escritório de Processos
EloGroup
 

Semelhante a 2011| ELO Group – Apresentação Curitiba Recurso (20)

2011| ELO Group – Apreentação São Paulo Recurso Curitiba_ELOGROUP
2011| ELO Group – Apreentação São Paulo Recurso Curitiba_ELOGROUP2011| ELO Group – Apreentação São Paulo Recurso Curitiba_ELOGROUP
2011| ELO Group – Apreentação São Paulo Recurso Curitiba_ELOGROUP
 
2011| ELO Group – Apresentação Belo Horizonte Recurso
2011| ELO Group – Apresentação Belo Horizonte Recurso2011| ELO Group – Apresentação Belo Horizonte Recurso
2011| ELO Group – Apresentação Belo Horizonte Recurso
 
ELO Group - Entendendo, mensurando e comunicando o valor gerado pelo BPM
 ELO Group - Entendendo, mensurando e comunicando o valor gerado pelo BPM ELO Group - Entendendo, mensurando e comunicando o valor gerado pelo BPM
ELO Group - Entendendo, mensurando e comunicando o valor gerado pelo BPM
 
ELO Group – Entendendo, mensurando e comunicando o valor gerado pelo BPM
ELO Group – Entendendo, mensurando e comunicando o valor gerado pelo BPMELO Group – Entendendo, mensurando e comunicando o valor gerado pelo BPM
ELO Group – Entendendo, mensurando e comunicando o valor gerado pelo BPM
 
[IQPC] 4ª Pesquisa de Iniciativas de BPM – 2011
[IQPC] 4ª Pesquisa de Iniciativas de BPM – 2011[IQPC] 4ª Pesquisa de Iniciativas de BPM – 2011
[IQPC] 4ª Pesquisa de Iniciativas de BPM – 2011
 
Michael Rosemann - Progredindo com BPM
 Michael Rosemann - Progredindo com BPM Michael Rosemann - Progredindo com BPM
Michael Rosemann - Progredindo com BPM
 
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2010
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2010[IQPC] Apresentação - EloGroup 2010
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2010
 
UFPE - Metodologia de Gestão de Processos_UFPE.pdf
UFPE - Metodologia de Gestão de Processos_UFPE.pdfUFPE - Metodologia de Gestão de Processos_UFPE.pdf
UFPE - Metodologia de Gestão de Processos_UFPE.pdf
 
BPM Global Trends 2010 - Leandro Jesus
BPM Global Trends 2010 - Leandro JesusBPM Global Trends 2010 - Leandro Jesus
BPM Global Trends 2010 - Leandro Jesus
 
Business Process Management - (Disciplina: Gerência da Informação - Ciência d...
Business Process Management - (Disciplina: Gerência da Informação - Ciência d...Business Process Management - (Disciplina: Gerência da Informação - Ciência d...
Business Process Management - (Disciplina: Gerência da Informação - Ciência d...
 
IQPC Workshop Implantando a Governança de BPM com o Escritório de Processos
IQPC Workshop Implantando a Governança de BPM com o Escritório de ProcessosIQPC Workshop Implantando a Governança de BPM com o Escritório de Processos
IQPC Workshop Implantando a Governança de BPM com o Escritório de Processos
 
Leandro Jesus – 4º Encontro ABPMP CBPP – Brasília – Como criar valor com BPM ...
Leandro Jesus – 4º Encontro ABPMP CBPP – Brasília – Como criar valor com BPM ...Leandro Jesus – 4º Encontro ABPMP CBPP – Brasília – Como criar valor com BPM ...
Leandro Jesus – 4º Encontro ABPMP CBPP – Brasília – Como criar valor com BPM ...
 
Leandro Jesus – 4º Encontro ABPMP CBPP – Brasília – Como criar valor com BPM ...
Leandro Jesus – 4º Encontro ABPMP CBPP – Brasília – Como criar valor com BPM ...Leandro Jesus – 4º Encontro ABPMP CBPP – Brasília – Como criar valor com BPM ...
Leandro Jesus – 4º Encontro ABPMP CBPP – Brasília – Como criar valor com BPM ...
 
Apresentação- transformação organizacional com bpm
Apresentação-  transformação organizacional com bpmApresentação-  transformação organizacional com bpm
Apresentação- transformação organizacional com bpm
 
[BPM DAY RJ 2013] Globosat – Negociação e desenvolvimento do conceito e da co...
[BPM DAY RJ 2013] Globosat – Negociação e desenvolvimento do conceito e da co...[BPM DAY RJ 2013] Globosat – Negociação e desenvolvimento do conceito e da co...
[BPM DAY RJ 2013] Globosat – Negociação e desenvolvimento do conceito e da co...
 
[BPM DAY RJ 2013] Globosat – Negociação e desenvolvimento do conceito e da co...
[BPM DAY RJ 2013] Globosat – Negociação e desenvolvimento do conceito e da co...[BPM DAY RJ 2013] Globosat – Negociação e desenvolvimento do conceito e da co...
[BPM DAY RJ 2013] Globosat – Negociação e desenvolvimento do conceito e da co...
 
Pensando processos(1)
Pensando processos(1)Pensando processos(1)
Pensando processos(1)
 
[BPM Day PE 2014] Leandro Jesus (ABPMP) – BPM como estratégia para o crescim...
 [BPM Day PE 2014] Leandro Jesus (ABPMP) – BPM como estratégia para o crescim... [BPM Day PE 2014] Leandro Jesus (ABPMP) – BPM como estratégia para o crescim...
[BPM Day PE 2014] Leandro Jesus (ABPMP) – BPM como estratégia para o crescim...
 
[BPM Day PE 2014] Claudia Bazan & Ana Cristina Silva (Energisa) – Estruturaç...
 [BPM Day PE 2014] Claudia Bazan & Ana Cristina Silva (Energisa) – Estruturaç... [BPM Day PE 2014] Claudia Bazan & Ana Cristina Silva (Energisa) – Estruturaç...
[BPM Day PE 2014] Claudia Bazan & Ana Cristina Silva (Energisa) – Estruturaç...
 
[BPM Day] Leandro Jesus (ABPMP) - BPM como estratégia para o crescimento sust...
[BPM Day] Leandro Jesus (ABPMP) - BPM como estratégia para o crescimento sust...[BPM Day] Leandro Jesus (ABPMP) - BPM como estratégia para o crescimento sust...
[BPM Day] Leandro Jesus (ABPMP) - BPM como estratégia para o crescimento sust...
 

Mais de EloGroup

Cap 7 – Transformação – Monica Moreira, CBPP Recurso
Cap 7 – Transformação – Monica Moreira, CBPP RecursoCap 7 – Transformação – Monica Moreira, CBPP Recurso
Cap 7 – Transformação – Monica Moreira, CBPP Recurso
EloGroup
 
Cap 8 – Organização de Gerenciamento de Processos – Samyra Salomão, CBPP
Cap 8 – Organização de Gerenciamento de Processos – Samyra Salomão, CBPPCap 8 – Organização de Gerenciamento de Processos – Samyra Salomão, CBPP
Cap 8 – Organização de Gerenciamento de Processos – Samyra Salomão, CBPP
EloGroup
 
Cap 6 – Gerenciamento de desempenho – Nicir Chaves, CBPP Recurso
Cap 6 – Gerenciamento de desempenho – Nicir Chaves, CBPP RecursoCap 6 – Gerenciamento de desempenho – Nicir Chaves, CBPP Recurso
Cap 6 – Gerenciamento de desempenho – Nicir Chaves, CBPP Recurso
EloGroup
 
Cap 3 – Modelagem de Processos – Antonio Braquehais, CBPP
Cap 3 – Modelagem de Processos – Antonio Braquehais, CBPPCap 3 – Modelagem de Processos – Antonio Braquehais, CBPP
Cap 3 – Modelagem de Processos – Antonio Braquehais, CBPP
EloGroup
 

Mais de EloGroup (20)

Ementa produtividade sensei
Ementa produtividade sensei   Ementa produtividade sensei
Ementa produtividade sensei
 
Infográfico - Perdas no varejo alimentício e como os processos podem ser ot...
Infográfico  -  Perdas no varejo alimentício e como os processos podem ser ot...Infográfico  -  Perdas no varejo alimentício e como os processos podem ser ot...
Infográfico - Perdas no varejo alimentício e como os processos podem ser ot...
 
Sistemas case ERP
Sistemas case ERP Sistemas case ERP
Sistemas case ERP
 
Desperdicios case perdas
Desperdicios case perdas Desperdicios case perdas
Desperdicios case perdas
 
[IQPC] 3ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2010
[IQPC] 3ª Pesquisa Iniciativas em BPM –  2010 [IQPC] 3ª Pesquisa Iniciativas em BPM –  2010
[IQPC] 3ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2010
 
[IQPC] 1ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2008
[IQPC] 1ª Pesquisa Iniciativas em BPM –  2008 [IQPC] 1ª Pesquisa Iniciativas em BPM –  2008
[IQPC] 1ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2008
 
[IQPC] 2ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2009
[IQPC] 2ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2009 [IQPC] 2ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2009
[IQPC] 2ª Pesquisa Iniciativas em BPM – 2009
 
Integrando o diagnóstico financeiro à Gestão por Processos
Integrando o diagnóstico financeiro à Gestão por ProcessosIntegrando o diagnóstico financeiro à Gestão por Processos
Integrando o diagnóstico financeiro à Gestão por Processos
 
Evolução na gestão por processos na CSP
Evolução na gestão por processos na CSPEvolução na gestão por processos na CSP
Evolução na gestão por processos na CSP
 
Road Show _Oracle BPM Suite Do Negócio à Tecnologia Recurso
Road Show _Oracle BPM Suite Do Negócio à Tecnologia RecursoRoad Show _Oracle BPM Suite Do Negócio à Tecnologia Recurso
Road Show _Oracle BPM Suite Do Negócio à Tecnologia Recurso
 
Road Show_Abordagem da Oracle Consulting para BPM Recurso
Road Show_Abordagem da Oracle Consulting para BPM RecursoRoad Show_Abordagem da Oracle Consulting para BPM Recurso
Road Show_Abordagem da Oracle Consulting para BPM Recurso
 
Road Show BPM_Uma questão de método
Road Show BPM_Uma questão de métodoRoad Show BPM_Uma questão de método
Road Show BPM_Uma questão de método
 
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2009
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2009[IQPC] Apresentação - EloGroup 2009
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2009
 
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2013
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2013[IQPC] Apresentação - EloGroup 2013
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2013
 
Cap 10 – Tecnologia BPM – Bruno Lima,CBPP
Cap 10 – Tecnologia BPM – Bruno Lima,CBPPCap 10 – Tecnologia BPM – Bruno Lima,CBPP
Cap 10 – Tecnologia BPM – Bruno Lima,CBPP
 
Cap 7 – Transformação – Monica Moreira, CBPP Recurso
Cap 7 – Transformação – Monica Moreira, CBPP RecursoCap 7 – Transformação – Monica Moreira, CBPP Recurso
Cap 7 – Transformação – Monica Moreira, CBPP Recurso
 
Cap 8 – Organização de Gerenciamento de Processos – Samyra Salomão, CBPP
Cap 8 – Organização de Gerenciamento de Processos – Samyra Salomão, CBPPCap 8 – Organização de Gerenciamento de Processos – Samyra Salomão, CBPP
Cap 8 – Organização de Gerenciamento de Processos – Samyra Salomão, CBPP
 
Cap 5 – Desenho – Guido Prantoni,CBPP
Cap 5 – Desenho – Guido Prantoni,CBPPCap 5 – Desenho – Guido Prantoni,CBPP
Cap 5 – Desenho – Guido Prantoni,CBPP
 
Cap 6 – Gerenciamento de desempenho – Nicir Chaves, CBPP Recurso
Cap 6 – Gerenciamento de desempenho – Nicir Chaves, CBPP RecursoCap 6 – Gerenciamento de desempenho – Nicir Chaves, CBPP Recurso
Cap 6 – Gerenciamento de desempenho – Nicir Chaves, CBPP Recurso
 
Cap 3 – Modelagem de Processos – Antonio Braquehais, CBPP
Cap 3 – Modelagem de Processos – Antonio Braquehais, CBPPCap 3 – Modelagem de Processos – Antonio Braquehais, CBPP
Cap 3 – Modelagem de Processos – Antonio Braquehais, CBPP
 

Último

O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 

Último (20)

Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 

2011| ELO Group – Apresentação Curitiba Recurso

  • 1. “Liderança em idéias, métodos e resultados em BPM no Brasil” Como estamos agregando valor com a Gestão por Processos? Leandro Jesus Sócio-Diretor
  • 2. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 2 Agenda 2 11 O conceito: geração de valor com a gestão por processosO conceito: geração de valor com a gestão por processos 22 A prática: casos de aplicação em empresas nacionaisA prática: casos de aplicação em empresas nacionais • Caso: Executando Projetos de Melhoria e Inovação • Caso: Mobilizando para a Gestão à Vista
  • 3. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 3 Toda organização entrega valor para seus clientes e stakeholders Todas as organizações são sistemas que existem para gerar resultados de valor - por exemplo, produtos e serviços para clientes e retorno econômico aos acionistas 3 VALOR
  • 4. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 4 Processos são a maneira pela qual agregamos valor Insumos Resultados Uma organização é composta de insumos, produtos e processos internos que transformam os insumos em produtos com valor. Definimos processos de negócio como uma coleção de atividades que possuem um ou mais insumos e geram um ou mais resultados que representam agregação de valor ao cliente” (Hammer and Champy, 1993).
  • 5. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 5 Gestão por Processos é simplesmente promover Melhorias e Inovações que Aumentem o Valor entregue pela Organização 5 VALOR
  • 6. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 6 A atual onda da Gestão por Processos Qualidade, Six Sigma, Lean Gestão Estratégica do Negócio BPMSTecnologia da Informação Especialização do Trabalho BPM • Gestão Estratégica do Negócio: Cadeia de Valor (Porter), Balanced Scorecard (Kaplan-Norton), Reengenharia (Hammer) Fonte: Harmon, 2010 • Especialização do Trabalho: SistemaToyota/Lean (Ohno), Qualidade Total (Juran, Deming), Six Sigma • Tecnologia da Informação: sistemas ERP, workflows, integração de aplicativos (EAI), regras de negócio, arquiteturas orientadas a serviço (SOA)6
  • 7. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 7 A adoção de BPM é cada vez maior... ...e nós somos apaixonados pelo tema! A bola da vez?
  • 8. Nós, profissionais de BPM, conhecemos e estamos convencidos de que nossas empresas precisam da gestão por processos! Contudo....
  • 9. ... como as demais pessoas em nossas organizações (nossos clientes!) enxergam a gestão por processos? Qual feedback recebemos?
  • 10. ELO Group © 2011 10 NAO AGUENTO MAIS...
  • 11. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 11 Vamos repensar a maneira pela qual estamos aplicando a Gestão por Processos?
  • 12. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 12 Mensagem No 1 : Gestão por Processos não vem funcionando como gostaríamos e nós estamos ignorando isto • “Agora eu tenho que ter todos os meus fluxos atualizados?” • “Isso não é prioridade para nós agora” • “Lá vem a área de processos novamente nos entrevistar” • “Eu tenho que gerenciar a minha organização e ainda fazer a gestão por processos?” Falta de foco e alinhamento estratégico Ênfase excessiva em atividades operacionais (ex: mapeamento de processos) Poucos resultados concretos gerados e demonstrados para a organização Alguns trabalhos de BPM começando a ser questionados dentro das organizações (“Para que a área de processos existe?”)
  • 13. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 13 Mensagem Número 2: Precisamos mudar o foco atual da Gestão por Processos! Não foque em BPM! • Nosso objetivo não é implantar BPM. • Nosso objetivo é reduzir custos, aumentar qualidade, fomentar inovação etc.
  • 14. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 14 - MENOS ESFORÇO- MENOS ESFORÇO + MAIS ESFORÇO+ MAIS ESFORÇO DOCUMENTAÇÃO: Paradigma de descrever Como uma organização funciona TRANSFORMAÇÃO E GERAÇÃO DE VALOR Paradigma de juntar as Pessoaspara PROMOVER MELHORIAS E INOVAÇÕES A necessidade de mudança de paradigma 14
  • 15. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 15 MELHORIAS GANHOS Mensagem 3: Comece por Projetos de Melhoria e Inovação que entregam valor a partir de ganhos e melhorias VALOR = GANHOS INVESTIMENTO PARA MELHORIA CUSTOS E DESPESAS COM MELHORIA +
  • 16. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 16 Mensagem 4: Crie seu próprio processo de Promover Melhoria e Inovação a partir das técnicas de gestão existentes Análise de Investimento Risk Analsys Kanban Dashboards Roadmap Bechmarking Value Stream Map CEP Analsys
  • 17. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 17 Pensando esse “processo da Gestão por Processos” O ‘processo da gestão por processos’ agrega valor quando promove melhorias e inovações nas rotinas de trabalho da organização. 17
  • 18. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 18 PROCESSOS EM AÇÃO ESTRATÉGIA CORPORATIVA REDUÇÃO DE CUSTOS, TEMPO DE EXECUÇÃO, AUMENTO DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE, AUMENTO DE CONFIABILIDADE, ETC.. Tempo Performance GESTÃO DO DIA-A-DIA PROCESSOS MELHORADOS METAS OPERACIONAIS Melhoria Contínua INDICADORES, NOVAS IDÉIAS, ERROS, FALHAS • Problemas pontuais • Poucos atores envolvidos • Abordagens simplificadas • Custo e riscos controlados • Baixo impacto EXECUÇÃO DOS PROJETOS DE PROCESSOS • Problemas complexos • Múltiplos atores envolvidos • Abordagem customizada • Custo e riscos significativos • Alto impacto e inovação Tempo Performance PROJETOS DE PROCESSOS PRIORIZADOS Melhoria e Inovação Organizacional NOVOS PROCESSOS IMPLANTANDOS (ROTINAS, COMPETÊNCIAS, SISTEMAS, REGRAS, INTERFACE)
  • 19. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 19 PROCESSOS EM AÇÃO EXECUÇÃO DOS PROJETOS DE PROCESSOS ESTRATÉGIA CORPORATIVA Tempo Performance REDUÇÃO DE CUSTOS, TEMPO DE EXECUÇÃO, AUMENTO DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE, AUMENTO DE CONFIABILIDADE, ETC.. Tempo Performance GESTÃO DO DIA-A-DIA PROCESSOS MELHORADOS ESTRATÉGIA DE MELHORIA E INOVAÇÃO ORGANIZACIONAL METAS OPERACIONAIS PROJETOS DE PROCESSOS PRIORIZADOS PROJETOS E METAS ESTRATÉGICAS NOVAS DEMANDAS Melhoria Contínua Melhoria e Inovação Organizacional INDICADORES, NOVAS IDÉIAS, ERROS, FALHAS NOVOS PROCESSOS IMPLANTANDOS (ROTINAS, COMPETÊNCIAS, SISTEMAS, REGRAS, INTERFACE) ESTRATÉGIA IMPLANTADA Governança & Maturidade Governança & Maturidade
  • 20. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 20
  • 21. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 21 Mensagem 5: Redefina o MARKETING de sua abordagem de BPM O que pretendemos com BPM esse ano é... E o que já alcançamos com BPM esse ano foi...
  • 22. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 22 Agenda 22 11 O conceito: geração de valor com a gestão por processosO conceito: geração de valor com a gestão por processos 22 A prática: casos de aplicação em empresas nacionaisA prática: casos de aplicação em empresas nacionais • Caso 1: Redefinindo o Marketing de BPM • Caso 2: Revisando a Arquitetura de Processos “de fora para dentro” • Caso 3: Executando Projetos de Melhoria e Inovação • Caso 4: Mobilizando para a Gestão à Vista • Caso 5: Integrando Processos e Tecnologia • Caso 6: Ativando a Gestão do Portfólio de BPM • Caso 7: :Integrando a Gestão de Portfólio a Gestão Corporativa de Projetos • Caso 8: Integrando a Gestão do Portfólio e Gestão da Inovação • Caso 9: Ativando o papel do Líder de Melhoria e Inovação
  • 23. “Liderança em idéias, métodos e resultados em BPM no Brasil” Case – Executando Projetos de Melhoria e Inovação
  • 24. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 24 Case: Exeutando Projetos de Melhoria e Inovação de alto impacto para a organização • Como criar uma visão de futuro que ilustre como os processos deveriam ser realizados nos próximos 24 meses? • Como mobilizar todos os envolvidos para viabilizar esta visão de futuro? • Como comunicar o valor gerado para a alta organização?
  • 25. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 25 MELHORIAS GANHOS O escopo do Projeto de Melhoria e Inovação
  • 26. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 26 26
  • 27. “Liderança em idéias, métodos e resultados em BPM no Brasil” Abordagem genérica
  • 28. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 28 Produtos Gerados – Visão Geral Visão de Futurodo processo Planilha de Melhorias Radar de Melhorias Indicadores de processos Planos de Implementação Diagramas de processo
  • 29. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 29 RADAR DE MELHORIAS Mapa de Priorização de Melhorias Mapa de Priorização de Melhorias Melhorias agrupadas por processos, de acordo com a priorização Escala de priorização de melhorias em termos de relevância e prazo Legenda de cor por processo
  • 30. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 30 MEMÓRIA DE GANHOS Ganhos em processos Ganhos em processos Especificação dos ganhos em potencial no processo Apuração mensal de ganho em potencial Potencial de ganho no processo Acompanhamento de indicadores para controle de riscos
  • 31. “Liderança em idéias, métodos e resultados em BPM no Brasil” Case - Mobilizando para a Gestão à Vista
  • 32. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 32 Identificando Etapas de um Processo 1 2 3 4 5 Estrutura geral do processo, separado por etapas
  • 33. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 33 Identificando Atores, Interfaces e Sistemas 1 2 3 4 5 Áreas envolvidas e sistemas utilizados em cada etapa do processo Principais interfaces entre processos e produtos que são trocados nas interfaces
  • 34. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 34 Definindo Ganhos Esperados e Melhorias 1 2 3 4 5 CONSOLIDAÇÃO E DETALHAMENTO EM PLANILHA AUXILIAR Estimativas de ganhos esperados são adicionados ao painel após análise das melhorias Melhorias levantadas durante a reunião de visão de futuro do processo
  • 35. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 35 Complementando e Refinando as Melhorias 1 2 3 4 5 Melhorias adicionais identificadas durante análise Melhorias adicionadas durante as reuniões de modelagem do processo
  • 36. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 36 Classificando Melhorias em Prazo e Prioridade 1 2 3 4 5 201120122013 Prazos para implementação das melhorias PRIORIDADEPRIORIDADE + _ + _ Prioridade atribuída a cada melhoria, dentro de cada faixa de tempo
  • 37. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 37 Diferenciando as Melhorias de Maior Impacto 1 2 3 4 5 As melhorias prioritários, de maior impacto, passam a ser escritos em post-it rosa 201120122013
  • 38. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 38 Identificando o Início da Implementação das Melhorias 1 2 3 4 5 O início da Implementação é representado com marcadores, estimando a quantidade de horas para sua implantação 20112012
  • 39. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 39 Controlando a Implementação das Melhorias 1 2 3 4 5 Periodicamente, são adicionados marcadores para ilustrar o avanço da implementação da melhoria Marcação adicional de horas restantesapós novo ponto de controle Melhoria implementada!
  • 40. 2º Seminário Internacional de BPM ELO Group & MichaelRosemann © 2010 40 Melhorias Implementadas 1 2 3 4 5 Melhorias implementadas
  • 41. “Liderança em idéias, métodos e resultados em BPM no Brasil” Leandro Jesus leandro.jesus@elogroup.com.br www.elogroup.com.br