0    UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA – UNEB          LICENCIATURA EM HISTÓRIA          ANA LUCIA CORREIA DA SILVALevantame...
1         ANA LUCIA CORREIA DA SILVALevantamento Documental da Série Civil           Sub-série Família Agrupamento Tipológ...
2                               Componentes da Banca examinadora:                                          Orientador: Ald...
3                                AGRADECIMENTOS       Agradeço a Deus por todos os momentos vividos, mesmo em horas difíce...
4                                        RESUMOEste texto tem por objetivo tratar das possibilidades de aplicação dos docu...
5                           SUMÁRIOINTRODUÇÃO                                   6ESTRUTURA DAS HABILITAÇÕES PARA CASAMENTO...
6                                     INTRODUÇÃO       Para cada profissão existe uma ferramenta e um material de trabalho...
7alforria, testamentos, inventários, casamentos e processos crimes de antes da emancipação deConceição de Coité como també...
8        Assim, essa coletânea comporta as leituras da tipologia Habilitação para Casamento,datados entre 1899 a 1910, que...
9Confirmação da idade dos nubentes: Do mesmo modo como a confirmação de naturalidade éfacultada por falta de documentos pe...
10o documento de Habilitação para Casamento sofre alterações em sua estrutura. Assim, seuconteúdo passa a ter a seguinte f...
11           O estudo sobre família tem sido tema de vários autores brasileiros falando das uniõesexistentes na história d...
12ajudem no estudo sobre a discriminação racial de modo explícito, como acontece com omesmo tipo de documento da década de...
13                                                                                     69                                 ...
14declarações de testemunhas, que confirmam a ausência de parentesco em grau proibido,mesmo quando é notória a similaridad...
15de 14 anos para mulher e 16 para o homem,19 de modo que os documentos não mostram umaruptura dessa norma, mesmo quando a...
16        Outro dado constante é a ausência do nome dos pais nas Habilitações paraCasamentos. Nas páginas que correspondem...
17       Em diversos momentos algumas informações dos nubentes estão ausentes ou nãopodem ser identificados por conta do d...
18REFERÊNCIASANDRADE, Manuel Correia de. O Nordeste e a questão regional. 2.ed. São Paulo: Ática,1993.COUTO, Clari Alves F...
19SENADO FEDERAL. Decreto N° 181 - De 24 de Janeiro de 1890. Disponível emhttp://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaPublic...
20Nubentes     ABDIAS ALMEIDA RAMOS                      JOSEFA FERREIRA DA SILVAIdade        24 anos                     ...
21Nubentes     AMBROZIO JOAQUIM DE                       BERTULINA MARIA DE JESUS             ALMEIDAIdade        35 anos ...
22Nubentes     ANSELMO JOSÉ DA SILVA                     MARIA MOTTA SILVAIdade        40 anos                            ...
23Nubentes     ANTONIO AUGUSTO LIMA                     RICHARDA FERREIRA DE LIMAIdade        30 anos                     ...
24Nubentes     ANTÔNIO FELIS DE ARAÚJO                   PORCINA ROSA DE ARAÚJOIdade        Idade não identificada        ...
25Nubentes     ANTONIO FRANCISCO DA MOTTA                  MARIA JOSEPHA DE JESUSIdade        29 anos                     ...
26Nubentes     ANTONIO JOSÉ DOS SANTOS                   CANDIDA MARIA DO                                                 ...
27Nubentes     ANTONIO MILITÃO RODRIGUES                 OTILLIA FLORENCIA DE JESUSIdade        23 anos                   ...
28Nubentes     ANTÔNIO THIBURCIO DA SILVA                ENEDINA JOAQUINA DE OLIVEIRAIdade        19 anos                 ...
29Nubentes     BEATO JOSÉ DE SANT’ANNA                  MARIA DOS SANTOSIdade        37 anos                              ...
30Nubentes     BERTHOLDO BARRETO DE                      MARIA FRANCISCA DE JESUS             ALMEIDAIdade        38 anos ...
31Nubentes     CLEMENTINO FERREIRA DA                    GRACINDA JUVENCIA DE JESUS             SILVAIdade        25 anos,...
32Nubentes     DELFINO ALVES DA SILVA                     MARIA EULALIA DE JESUSIdade        19 anos                      ...
33Nubentes     EUZEBIO DE SOUZA SANTOS                   JULIA CARNEIRO DE OLIVEIRAIdade        29 anos                   ...
34Nubentes     FELIX ALEXANDRINO DOS                     JOSEPHA PAULINA DE JESUS             SANTOSIdade        26 anos  ...
35Nubentes     FURTUNATO SALUSTRIANO COPA               MARIA DOS SANTOSIdade        23 anos                              ...
36Nubentes     IGNACIO ALVES DE OLIVEIRA                 ANNA JOSEPHA DOS REISIdade        22 anos                        ...
37Nubentes     JACINTO HELIODORO DOS REIS                CYRILLA MARIA DE JESUSIdade        33 anos                       ...
38Nubentes      JOÃO DE DEUS LIMA                          MAGDALENA BAPTISTA DE JESUSIdade         36 anos               ...
39Nubentes     JOÃO FELIX DE SOUZA                       FRANCISCA FLORENCIA DE JESUSIdade        41 anos                 ...
40Nubentes      JOÃO FRANCISCO TEIXEIRA                   DOÇELINA MARIA DE JESUSIdade         58 anos                    ...
41Nubentes     JOÃO MARTINS DE OLIVEIRA                   COLETA MARIA DE JESUSIdade        28 anos                       ...
42Nubentes     JOÃO RICARDO DA CUNHA                     FRANCISCA BIBIANA DA CUNHAIdade        24 anos                   ...
43Nubentes     JOAQUIM ANTONIO DA SILVA                  SENHORINHA MARIA DE JESUSIdade        25 anos                    ...
44Nubentes     JOAQUIM FRANCISCO DE                      SENHORINHA MARIA DE JESUS             OLIVEIRAIdade        26 ano...
45Nubentes     JOAQUIM LOPES DE SANT’ANNA                JOSEPHA LOPES DE JESUSIdade        24 anos                       ...
46Nubentes     JOAQUIM VIDAL DIAS                        MARIA ANUNCIAÇÃO DE                                              ...
47Nubentes     JOSÉ ANTONIO DA SILVA                     MARIA GUILHERMINA DE JESUSIdade        25 anos                   ...
48Nubentes     JOSÉ BRAZ DOS SANTOS                      EDUVIRGES MARIA LIMAIdade        33 anos                         ...
49Nubentes     JOSÉ CANDIDO DO CARMO                      BERTULINA MARIA DO CARMOIdade        27 anos                    ...
50Nubentes     JOSÉ ELIAS DOS SANTOS                      JOSEPHA SOPHIA DE JESUSIdade        29 anos                     ...
51Nubentes     JOSÉ FERREIRA DOS REIS                    JULIANA MARIA DE JESUSIdade        22 anos                       ...
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910

2.707 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.707
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Levantamento documental da série civil sub serie família agrupamento tipológico casamentos 1899 1910

  1. 1. 0 UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA – UNEB LICENCIATURA EM HISTÓRIA ANA LUCIA CORREIA DA SILVALevantamento Documental da Série Civil Sub-série Família Agrupamento Tipológico Casamentos 1899-1910 Conceição do Coité 2010
  2. 2. 1 ANA LUCIA CORREIA DA SILVALevantamento Documental da Série Civil Sub-série Família Agrupamento Tipológico Casamentos 1899-1910 Trabalho apresentado a Universidade do Estado da Bahia – Campus XIV como requisito parcial para obtenção do título de graduado em Licenciatura em História sob a orientação do Professor Doutor Aldo Morais. Conceição do Coité 2010
  3. 3. 2 Componentes da Banca examinadora: Orientador: Aldo Morais__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
  4. 4. 3 AGRADECIMENTOS Agradeço a Deus por todos os momentos vividos, mesmo em horas difíceis, pois Eleme concedeu artifícios para que eu pudesse transpor os obstáculos. Agradeço a minha mãe Terezinha Correia da Silva, a meu pai Antonio Souza da Silva(in memorian) e a minha filha Hellen Correia Marinho, pois sem vocês, certamente eu teriaabandonado essa trajetória, mas que valeu por estar sempre cercada pelo amor que mededicam. E também ao meu amor Guilherme Viana, que sempre respondeu com paciência ecompreensão nas minhas horas de ausência. Dedico a vocês esse trabalho. Aos meus amigos que sempre estiveram ao meu lado dando-me apoio ao meupropósito. De todas contribuições agradeço principalmente por não permitirem que eudesistisse quanto me sentia cansada, confortando-me com alguma palavra carinho e deincentivo. Aos meus colegas da Turma de História 2006.1 do Campus XIV da UNEB quedividiram comigo essa luta. Entre os mais próximos cito Kécia Dayana Carneiro, DogivaneMarques, Alaudja Sousa e Jair Junqueira, amigos e companheiros de equipe. Tayla, Sinara,Mayara, Fabiane, Edcarla, Samara por compartilharem comigo os conteúdos e as dificuldadescomuns aos trabalhos no Centro de Documentação, digo que com vocês as leituras puderamser mais prazerosas e levarei lindas lembranças de nossos dias juntas em minha nova trajetóriaem 2010. E ainda a Cristian Barreto por sua dedicação e carinho constantes dedicados a mim. Aos professores que fizeram seus trabalhos de maneira exemplar de tal modo que devoa vocês não somente meu conhecimento sobre História, mas também a paixão que nasceu pelaprofissão no decorrer do curso, principalmente o trabalho com documentaçao. Especialmenteagradeço a Suzana Servers o primeiro passo rumo aos estudos sobre familia e o incentivo paratabalhar com documentos históricos; Ao meu professor e orientador Aldo Morais por suas tãocuidadosas colocações que me ensinaram buscar o ofício de historiador com esmero; Aoprofessor Rogério Souza que esteve ao meu lado na hora mais difícil, mostrando ser aindamaior no espirito, agradeço por cada instante em que pude tê-lo como meu mestre, seutrabalho com indicações de leituras foram decisivas para meu entendimento sobre História.Por fim, agradeço aos demais docentes que participaram da minha formação acadêmica:Sharyse, Sheila, Marluce, Jorge, Ilzimar, Carlos, Eide, Eduardo, Augusto e Iris Verena.
  5. 5. 4 RESUMOEste texto tem por objetivo tratar das possibilidades de aplicação dos documentos datados noinício do século XX, para pesquisas em história que visem temas como família, genealogia,história local e casamentos entre outros. Estes documentos estão no Centro de Documentaçãodo Campus XIV da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), em Conceição do Coité. Paraa finalidade desse trabalho foram utilizados documentos judiciais da Série Civil, na Sub-sérieFamília e sua Tipologia Habilitação para Casamento, que estarão sendo catalogados sob opropósito de um aproveitamento para trabalhos futuros.PALAVRAS – CHAVES: Família – Casamentos – Documento Histórico
  6. 6. 5 SUMÁRIOINTRODUÇÃO 6ESTRUTURA DAS HABILITAÇÕES PARA CASAMENTOS 8OS PRIMEIROS CASAMENTOS CIVIS 10AS PARTICULARIDADES DA FONTE 13REFERÊNCIAS 17ANEXO 19
  7. 7. 6 INTRODUÇÃO Para cada profissão existe uma ferramenta e um material de trabalho específico para oprofissional que nela atua. Em História não é diferente. O historiador se utiliza dashabilidades da escrita, usando as diversas ferramentas disponíveis, e seu material de trabalho,sem dúvida, é o documento histórico. Isso é claro, considerando sobre documento, umaextensão diversificada de produções cujos conteúdos colaboram com o conhecimento dopassado, independente da forma física como esse documento possa estar estruturado. (LEGOFF, 1996.) Muitas vezes o historiador pode ser comparado a um garimpeiro, pois as minúcias desuas buscas podem levá-lo a distâncias geográficas e a uma extensão de tempo ainda maiorque a do garimpeiro, afinal o historiador também viaja no tempo, sem contar que, como emum garimpo, a preciosidade do historiador pode estar onde ninguém procurou. Outro pontocomum é que as “minas” para ambos são, muitas vezes, de difícil acesso. Um acervo de documentos é uma “mina” de local conhecido, mas de potencial a serexplorado pelo historiador, pois, mesmo quando o departamento já existe há vários anos, eteoricamente as documentações tenham sido vistas por vários outros historiadores, cadadocumento precisa ser cuidadosamente lido, interpretado e correlacionado com outros textos,o que leva, geralmente, a um entendimento diverso sobre o documento. Isto porque, aqueledado, aquela informação cujo “brilho” não foi importante para um historiador, pode ser paraoutro a “pepita” tão buscada para a sua pesquisa. A analogia é justamente para que se pense em Centros de Documentação comocampos de trabalhos com grande potencial para se conhecer a história local e regional,apresentando suas particularidades, que dão forma as identidades e diversidades da populaçãotão bem colocadas por pesquisadores que abordam as questões locais. Os documentos que serão trabalhados aqui provêm de um Centro de Documentação.Um convênio entre a Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e o Tribunal de Justiça daBahia, através do Instituto Pedro Ribeiro de Administração Judiciária (IPRAJ), viabilizou, pormeio de uma guarda compartilhada dos documentos, bem como a criação da unidade depesquisa de documentos históricos no Campus XIV da Uneb. Com isso, documentos queremontam o século XIX, quando a cidade de hoje era uma pequena vila da cidade vizinha,Serrinha, estão disponíveis em diversas varas forenses. Por isso encontramos desde cartas de
  8. 8. 7alforria, testamentos, inventários, casamentos e processos crimes de antes da emancipação deConceição de Coité como também outros do período pós-emancipação. Existe uma premissa em estudos de história e o uso de fontes que compreende quenenhum documento fala por si. A fonte por si só não se explica. O documento não foiproduzido em seu tempo para servir na atualidade como fonte para o pesquisador. Ao discutira concepção do documento/monumento, Jaques Le Goff defende a idéia de que aquilo quesobrevive depende das escolhas das forças que operam no desenvolvimento temporal domundo e da humanidade e também depende dos historiadores.( LE GOFF, 1996.) A este trabalho cabe a apresentação de uma coletânea dos registros de Habilitação paraCasamento, realizados na primeira década do século XX, fornecendo uma quantificação euma descrição das partes envolvidas. Entretanto, o interesse desse texto foi além da coletânea,quando, no decorrer das leituras dos documentos, somados a estudos das questões sociais daépoca, no mundo, no Brasil e principalmente na Bahia, surgiram indagações a respeito daspeculiaridades coiteenses, de suas famílias, suas formas de consolidação de poder, aorganização do lar, as preocupações e os interesses dos cidadãos para com o casamentolegalizado. Ressaltando que este texto se limitará a relacionar os documentos, mencionandoalguns dados que possam ser retirados dos mesmos, como possibilidades de estudos futuros. Tais questionamentos surgem ao se verificar que o casamento civil, como se conheceno século XXI, passa pelos mesmos trâmites jurídicos do início do século XX. A existênciadessa modalidade de casamento que surge no Brasil republicano era justificada pelo Decreto181 de 24 de janeiro de 1890, como é dito nas habilitações, cujo regimento trata nos capítulosdas formalidades preliminares do casamento; dos impedimentos do casamento; das pessoasque podem oppor impedimentos; do tempo e do modo de opô-los, e dos meios de solvê-los;da celebração do casamento; do casamento dos brasileiros no estrangeiro e dos estrangeirosno Brasil; das provas do casamento; dos efeitos do casamento; do casamento nulo e doanulável; do divórcio; da dissolução do casamento; da posse dos filhos; disposições penais edisposições gerais11 BRASIL. Decreto 181 de 24 de Janeiro de 1890. O Marechal Manoel Deodoro da Fonseca, Chefe do GovernoProvisório da República dos Estados Unidos do Brasil, constituído pelo Exercito e Armada, em nome da Nação,tendo ouvido o Conselho de Ministros, resolve Promulga a lei sobre o casamento civil. Senado Federal.Subsecretaria de Informações. Disponível emhttp://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaPublicacoes.action?id=65368. Último acesso
  9. 9. 8 Assim, essa coletânea comporta as leituras da tipologia Habilitação para Casamento,datados entre 1899 a 1910, que é o início da série neste arquivo, somando um volume de 231documentos. Essa tipologia faz parte da Sub-série Casamentos que por sua vez pertence aSérie Civil. Esta agrega várias sub-séries que podem ser organizadas por agrupamentostipológicos, ordem alfabética ou cronológica. O agrupamento tipológico refere-se adocumentos com a mesma semelhança jurídica com algumas modificações de nomenclatura(SILVA, 2005). Outros documentos também são encontrados na Série Civil, como alvarás,escrituras, inventários, livro de proclamas, testamentos entre outros, que oportunamenteestarão apoiando pesquisas em diversas áreas de estudos históricos.2 ESTRUTURA DAS HABILITAÇÕES PARA CASAMENTOS No caso específico da Habilitação para Casamento tem-se a seguinte estrutura emcumprimento do Decreto 181 de 24 de Janeiro de 1890.3Autuação: Apresenta-se aqui os interessados, suas idades, localidade, a data e o nome doescrivão que apresenta a solicitação ao Juiz. Além disso, essa página cumpre a função de capado documento.Requerimento: Neste item descreve-se o pedido, sua filiação e em alguns casos os motivosque levam os apresentados a se casarem.Confirmação de naturalidade dos nubentes: Trata-se de uma solicitação ao Juiz para que seconfirme a naturalidade de cada um, separadamente, quando a ausência de documentos quesejam suficientes para tal. Em vários desses documentos, a ausência de registro é suprida pelafala de uma testemunha que confirme as respectivas filiações e naturalidades.Legitimidade das naturalidades: Embora ausente em muitos documentos trata-se de umalauda que admite através de testemunhos as suas origens de cada parte envolvida.42 A tempo da produção desse texto o referido centro de documentação encontrava-se em fase de organização ecatalogação do acervo e por isso o acesso a comunidade acadêmica ainda não havia sido possível. Esse trabalhoé resultado de uma monitoria voluntária no período de julho a dezembro de 2009.3 Decreto N° 181 - De 24 de Janeiro de 1890. Capitulo I – Das Formalidades Preliminares do Casamento.Disponível em: http://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaPublicacoes.action?id=65368. Último acesso02/10/2009.
  10. 10. 9Confirmação da idade dos nubentes: Do mesmo modo como a confirmação de naturalidade éfacultada por falta de documentos pessoais, a alegação das idades também precisa de respaldopara que haja uma conformidade com a lei sobre a menor idade para o casamento 5. Muitosdesses nubentes não têm registro de nascimento e outros nasceram antes da obrigatoriedadedo registro de natalidade.6Declaração do Estado Civil: Aponta a pré-condição de solteiro, viúvo ou casadoreligiosamente respeitando o princípio da monogamia.7Declaração de não parentesco: Relata por meio de testemunhas o grau não proibido deparentesco dos nubentes.8Certidão do Edital Data de Recebimento, Confirmação dos Autos e Conclusas: São tópicos dedesfecho do documento que citam a aceitação dos documentos pessoais a aprovação dacelebração do casamento pela autorização do Juiz ou do escrivão responsável.9 Porém, váriosdocumentos têm esse encerramento destruído por conta das más condições de armazenamentoao longo dos anos. Entretanto, existem ainda alguns casamentos que não foram escritos seguindo essaestrutura, por conta das condições de urgência para a celebração do matrimônio. Dessa forma4 Decreto N° 181 - De 24 de Janeiro de 1890. Capitulo I – Das Formalidades Preliminares do Casamento. Art. 1º§ 2º A declaração do estado e da residência de cada um deles, assim como a do estado e residência de seus pais.Disponível em: http://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaPublicacoes.action?id=65368. Último acesso02/10/2009.5 Decreto N°181 - De 24 de Janeiro de 1890. Capitulo II – Dos Impedimentos do casamento. Art. 7º Sãoproibidos de casar-se: § 8º As mulheres menores de 14 anos e os homens menores de 16. Disponível em:http://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaPublicacoes.action?id=65368. Último acesso 02/10/20096 Decreto N° 181 - De 24 de Janeiro de 1890. Capitulo I – Das Formalidades Preliminares do Casamento. Art. 1º§ 1º A certidão da idade de cada um dos contraentes, ou prova que a supra. Disponível em:http://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaPublicacoes.action?id=65368. Último acesso 02/10/2009 .7 Decreto N° 181 - De 24 de Janeiro de 1890. Capitulo II – Dos Impedimentos do casamento. Art. 7º Sãoproibidos de casar-se: § 2º As pessoas que estiverem ligadas por outro casamento, ainda não dissolvido.Disponível em: http://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaPublicacoes.action?id=65368. Último acesso02/10/200.8 Decreto N° 181 - De 24 de Janeiro de 1890. Capitulo I – Das Formalidades Preliminares do Casamento. Art. 1º§ 4º A declaração de duas testemunhas, maiores, parentes ou estranhos, que atestem conhecer ambos oscontraentes, e que não são parentes em grau proibido nem tem outro impedimento, conhecido, que os iniba decasar-se um com o outro. Disponível em:http://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaPublicacoes.action?id=65368. Último acesso 02/10/2009.9 Decreto N° 181 - De 24 de Janeiro de 1890. Capitulo IV - Da Celebração do Casamento. Art. 23. Habilitadosos contraentes, e com a certidão do art. 3º, pedirão á autoridade, que tiver de presidir ao casamento, a designaçãodo dia, hora e logar da celebração do mesmo. Disponível em:http://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaPublicacoes.action?id=65368. Último acesso 02/10/2009.
  11. 11. 10o documento de Habilitação para Casamento sofre alterações em sua estrutura. Assim, seuconteúdo passa a ter a seguinte formulação:Autuação: Com o mesmo objetivo e descrição dos envolvidos da habilitação convencional.Requerimento: Essa lauda traz os dados dos envolvidos, sua naturalidade, idades, filiação,juntamente com uma justificativa para a urgência na aprovação do casamento, geralmente porconta de práticas de delito sexual.Declaração de testemunhas: Tem-se aqui o desfecho do documento, diferentemente dasdemais solicitações, contendo declarações de cinco testemunhas que possam garantir afidelidade dos dados dos envolvidos. OS PRIMEIROS CASAMENTOS CIVIS As Habilitações para Casamento da Villa de Conceição do Coité denunciam um poucode uma sociedade do interior da Bahia no início do século XX, que começava a se adequar asnormas jurídicas sobre o estado civil do brasileiro, obedecendo assim ao Decreto 181 de 24 deJaneiro de 1890, que normatizava o casamento civil. Dessa forma, as instâncias competentesdo Estado para esse fim começam a documentar as uniões e, para isso, o Juiz de Paz daComarca de Serrinha delegava o cumprimento dos atos jurídicos aos escrivães responsáveispela Villa de Conceição do Coité, conhecidos nos documentos como Alfredo RodriguesCouto, Cyrillo Gonçalves Ramos, José Ramos de Oliveira, Leonel Lopes da Cunha FranciscoCandido da Silva, Maximiniano Lima Madureira, Melchiades Antonio de Oliveira, VictorGonçalves Ramos e Raymundo Nonato Couto. A quantidade e a utilidade dos dados dessa documentação pode ser melhor percebidaapós uma revisão bibliográfica dos estudos sobre família, que remontam desde pesquisas naEuropa até se chegar a estudos sobre o Brasil, nos quais percebe-se, segundo Sheila de CastroFaria10, as importantes contribuições dos estudos demográficos que contemplavam listasnominativas, dados sobre regiões, por profissão, idade, entre outros, o que seria de grandeestímulo para consolidar diversos trabalhos a respeito da localidade.10 REIS FILHO, Daniel Aarão; FERREIRA, Jorge; ZENHA, Celeste. O Século XX: o tempo das certezas daformação do capitalismo à primeira guerra mundial. 3ªed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006. p.245.
  12. 12. 11 O estudo sobre família tem sido tema de vários autores brasileiros falando das uniõesexistentes na história do Brasil onde destacam-se nomes Gilberto Freyre11 como um dospioneiros; Ronald Vainfas12, falando mais especificamente de casamentos; Mary Del Priori13discutindo os rituais, modismos, sentimentos, regras e os descumprimentos delas; Maria LuizaMarcílio14 que utilizou registros paroquiais, batizados, casamentos e óbitos para sistematizarseu estudo sobre família; entre outros tão significativos para esse tipo de estudo. É da Maria Luiza Marcílio o prefácio do livro Família e sociedade na Bahia do séculoXIX,15 da historiadora grega Kátia de Queiroz Mattoso, onde ela comenta sobre o pioneirismodesta última, nos anos 80, ao estudar o tema família aqui no Brasil. Maria Luiza ressaltaainda, a preocupação de Mattoso em estudar família pelo critério sócio-econômico, discutindoa estrutura e as particularidades na formação dos vínculos familiares, verificando asinfluências e as conseqüências do modelo de sociedade escravista em que as famílias da épocaestavam inseridas. Atrelados a estudos com outros documentos forenses, foi possível para Kátia Mattoso,neste trabalho sobre a Bahia, ir além do estudo meramente demográfico, passassem aresponder importantes questões sobre a família baiana. O primeiro de seus quadros estatísticosresponderá justamente sobre a média anual de casamentos entre 1800 e 1889, vista de decênioem decênio, onde fora observado a crescente demanda de casamento partir de 1859, o queleva a autora a suspeitar das motivações que fazem tantos jovens irem ao altar. Osdocumentos Habilitação para Casamento da Villa de Conceição do Coité podem da mesmaforma contribuir para pesquisas que visem um estudo das famílias e do crescimentodemográfico do início do século XX, quando os dados disponíveis puderem construirinformações mais sólidas a partir das leituras de documentos como arrolamentos, inventários,etc. Para a época desses casamentos o valor da cor da pele era essencial na construção dafamília baiana. Infelizmente a documentação do período estudado não traz muitos dados que11 FREYRE, Gilberto. Casa-grande & senzala: formação da família brasileira sob o regime da economiapatriarcal. 29. Ed. Rio de Janeiro: Record, 1994.12 VAINFAS, Ronaldo. Casamento, amor e desejo no ocidente cristão. 2ª ed. São Paulo: Ática, 1992.13 PRIORI, Mary Del Historia do amor no Brasil. São Paulo. Contexto, 2006.14 MARCÍLIO, Maria Luiza. A cidade de São Paulo: povoamento e população, 1750 – 1850. São Paulo:Pioneira; EDUSP, 1974.15 MATTOSO, Kátia M. de Queiros. Família e sociedade na Bahia do século XIX. São Paulo: Corrupio, 1988.
  13. 13. 12ajudem no estudo sobre a discriminação racial de modo explícito, como acontece com omesmo tipo de documento da década de 30, por exemplo, já na Autuação, em que os dadossobre os indivíduos são mais apurados. Nessa documentação é muito marcante a ausência da designação da raça. Apenas umdocumento fora identificado como sendo a jovem noiva, filha de uma ex-escrava, citando oantigo senhor. Segundo Mary Del Priori “no século XIX, para efetivar seus casamentos osescravos continuavam precisando da anuência de seus senhores que, muitas vezes, decidiamlevando em conta o número de filhos que nasceria dessa união.” 16 Considerando a suposta ausência de negros nos registros civis, quais então seriam aspráticas de aliança conjugal dos negros? Se de fato eles não se casam no regime civil, o que osimpediam de fazê-lo? Kátia Mattoso alega para essas indagações o alto custo do casamento,que aqui custava “trezentos réis de selo de verba”, valor que necessitaria também de umestudo que compreendesse o poder aquisitivo das famílias da Villa de Conceição do Coité. Ronald Vainfas, em Casamento, amor e desejo no ocidente cristão, diz como essasuniões foram legalizadas pelo Estado e pela Igreja e burladas pela sociedade, 17 por isso,entender como os tipos de uniões ilegais circulam nesta Villa, tais como o concubinato e asuniões livres, é outra indagação que sobressai durante as leituras dos documentos, bem comoa postura da Igreja Católica sobre o assunto. E com isso, outro ponto importante para sediscutir seria os modos e costumes da Villa de Conceição do Coité, pensando como se dava acelebração do casamento, também muito discutida por autores como Mary Del Priori, pois,somente com a instauração da República o casamento tem um regulamento civil, que essaVilla somente vivenciará de modo mais crescente em 1907, dando entendimento que acelebração religiosa, nessa década, tinha uma procura maior do que a cerimônia jurídica. Vejamos o número de casamentos por ano no gráfico a seguir:16 PRIORI, Mary Del Historia do amor no Brasil. São Paulo. Contexto, 2006, p. 181.17 VAINFAS, Ronaldo. Casamento, amor e desejo no ocidente cristão. 2ª ed. São Paulo: Ática, 1992.
  14. 14. 13 69 47 Número de casamentos 42 23 16 14 12 6 1 2 1 0 1899 1900 1901 1902 1903 1904 Gráfico 1 - Quantidade de casamentos por ano Levando em consideração que os moradores desta Villa provavelmente vivia dotrabalho agrícola, a quantificação dos casamentos ao longo dos anos era razoavelmenteestável na primeira metade da década, tendo um aumento significativo na segunda metade.Desponta nesse crescimento o ano de 1907 em que o número de casamentos com relação aototal da década chega a 29,4%. Em compensação os anos de 1904 e 1905 praticamenteinexistem, pois, foi catalogado apenas um único documento datado em 09 de abril de 1904.Essa súbita estagnação dos casamentos certamente tem uma justificativa que pode serespeculada desde o desaparecimento dos documentos em virtude de algum descarte, ou estapoderia estar em posse de outro arquivo por conta de uma temporária desativação do serviçonesta Villa. Outro significativo aspecto é trazido por Eni de Mesquita Samara18 que ao tratar dessetema, diz da importância dos casamentos entre as famílias na luta para se manter no poder noséculo XVII. Eis aqui um importante ponto a ser explorado por pesquisadores, amarrando, éclaro, com outras leituras, pois, nas Habilitações para Casamentos existem uma grandequantidade de noivos que têm em comum os sobrenomes de seus familiares, dando margem aum entendimento de alianças matrimoniais com práticas de endogamia, que poderiam tercomo pano de fundo uma preocupação com o poder local ou mesmo com a posse depropriedade. Esse quesito dentro do documento pode ser rapidamente visualizado no itemidentificado de Declaração de não Parentesco, pois, 90% deles trazem essa colocação com18 SAMARA, Eni de Mesquita. Mulheres e povoamento no século XVII: historia da vida e conexão entre opúblico e o privado. São Paulo: EDUSC, 2003.
  15. 15. 14declarações de testemunhas, que confirmam a ausência de parentesco em grau proibido,mesmo quando é notória a similaridade nos nomes dos genitores dos nubentes. De qualquermodo, essas especulações poderão ser respondidas no seu tempo confrontando os dados dacoletânea com leituras de inventários e arrolamentos, também disponíveis no acervo doCentro de Documentação. AS PARTICULARIDADES DA FONTE Além de entender a relação desse material com a produção já existente, é importantetambém atentar para os dados que caracterizam esses casais, valorizando detalhes como afreqüência de idade nas Autuações. Neste item vê-se um número relevante de casamentos nafaixa etária condizente o período de fertilidade humana entre 21 e 30 anos (Ver Figura 2), oque pôde certamente contribuir para um crescimento populacional estável. Caso algum estudoqueira certificar-se do crescimento demográfico desta Villa seria interessante conhecer quaisforam interferências nas condições de saúde, ou ainda, como distribuição de renda pode estaratrelada ao processo. 120 101 100 95 80 60 40 40 34 36 33 20 14 11 4 2 0 15 - 20 anos 21 - 30 anos 31 - 40 anos 41 - 50 anos sem idade Homens Mulheres Gráfico 2 – Quantidade de pessoas casando. Verifica-se no gráfico 2 que essa média de idade das moças e rapazes contraírem omatrimônio é coerente com a menor idade para o casamento segundo a lei da época, que era
  16. 16. 15de 14 anos para mulher e 16 para o homem,19 de modo que os documentos não mostram umaruptura dessa norma, mesmo quando as motivações para a união fossem discordantes com ascondutas esperadas na época. Possivelmente, os jovens tinham uma prática de uniões compatível com as normasreligiosas, salvo os casos onde a celebração se dava por conta de raptos ou de defloramentos.Esses casos especiais deixam, como já foi dito, marcas na estrutura do documento, e podemguiar um estudo sobre crime de defloramento nesta localidade, aliando essas leituras dasHabilitações com as de Processos Crimes. Extrair um percentual de casos de habilitações apóso rapto ou pós-defloramento torna-se difícil porque geralmente a descrição do ato não é tãoexplicita, trazendo apenas a frase “pois com a menor demora possa causar danmo acontrahente”, ou “que ocorra em sigilo”, dando margem a interpretação do pesquisador. Embora se encontre diversas autuações descritas com essas cuidadosas palavras,existem também casos como a do militar José de Almeida Carvalho, de 33 anos, que sai coma jovem Agrippina Pulcheria de Jesus, de 14 anos, ao entardecer e se torna responsável pelahonra da moça a ponto de responder civilmente e militarmente pela sua conduta, de modo quea autorização da sua companhia, assinada pelo Sargento Comandante Benedicto de Britto do3º Batalhão em 03 de agosto de 1908. A alegação de Agrippina é de nada ter ocorrido além dopasseio, mas não deixa de instigar as perguntas sobre a participação dessas moças nos taiscrimes. Esse estudo pode ser bem contemporâneo, pois ainda pode-se conhecer senhoras quecontraíram matrimônio após o rapto consentido em períodos posteriores a esse recortetemporal.19 PRIORI, Mary Del Historia do amor no Brasil. São Paulo. Contexto, 2006, p. 148.
  17. 17. 16 Outro dado constante é a ausência do nome dos pais nas Habilitações paraCasamentos. Nas páginas que correspondem a descrição dos requerentes ao casamento,conhece-se também a sua filiação. Muito embora vários desses noivos não tenhamdocumentos adequados, a presença dos nomes dos genitores é sempre bem fundamentada aomenos com testemunhos. Caso um dos pais não esteja mais vivo, a citação do nome domesmo vem seguido da palavra falecido, dando assim firmamento a sua descendência. Então,abre-se aqui outra indagação para aqueles que pretenderem estudar essa temática: Quais asorigens daqueles cujos nomes dos pais não são citados? Aparecem nos registros 20,94% dosnoivos e 6,83% das noivas que não têm o nome de seu genitor declarado, nem mesmo comofalecido, o que faz parecer que sua genitora era uma mãe solteira. Essa resposta será de suma importância para aqueles que tentarem esclarecer comoocorria nesta Villa as uniões livres dos compromissos religiosos e civis. E talvez contar, sehouve e como se deu, algumas das inovações que Marina Maluf e Maria Lucia Mott contamem Recônditos do Mundo Feminino do livro História da Vida Privada, onde tratam dasprimeiras mudanças que ocorreram nas décadas iniciais do século XX, com mulheresdesertando do lar e com novas ocupações, de mulheres inovadoras discursavam sobre asreformas nas práticas sociais, necessárias para que pudessem ser figuras notáveis erespeitáveis dentro e fora de casa. Certamente não foi com as mesmas intenções eintensidades das mulheres dos grandes centros que as mulheres desta Villa viviam, mas simpor uma inevitável adaptação as condições de vida que a região oferecia, ainda mais se essenúmero significativo de filhos sem pais descendem de mulheres negras, ex-escravas ou delibertas. Antes da regulamentação do casamento civil, a sociedade coiteense, tal como asoutras, celebrava a união matrimonial apenas com ritual religioso católico, como pode seridentificado em 17,09% das Habilitações para Casamentos de indivíduos que declaram jáestarem casados no religioso. Esse dado deixa aflorar a preocupação desses casais emlegalizar sua união de acordo com o Decreto 181 de 24 de Janeiro 1890. Seria necessário oconfronto dessa documentação com os registros paroquiais de casamento com a mesmatemporalidade, para que se possa verificar o número de casamento civis que as partes jáconviviam perante a autorização eclesiástica, bem como, conhecer a demanda de casamentosem relação ao número de habitantes. Outra questão importante é discutir as motivações quelevam os indivíduos já casados no religioso a buscarem a regulação civil por conta depossíveis preocupações legais ligadas aos direitos de família, como herança, legitimidade dosfilhos, inventários e arrendamentos.
  18. 18. 17 Em diversos momentos algumas informações dos nubentes estão ausentes ou nãopodem ser identificados por conta do desgaste do documento. No caso da informação sersuprimida abre-se um leque de possibilidades para justificar tais faltas e, a exemplo disso,pode-se citar os 30,7% dos contraentes que não tem uma idade definida nas Habilitações, oque geralmente é justificada pela falta das certidões de nascimento. Em casos de viuvez aidentificação da origem do cônjuge é ligada somente ao nome do falecido ou falecida para quese possa encaminhar os tramites legais do inventário. A contribuição desse tipo de informaçãosó deve ser medida se realmente puder ser aliada a outra de igual valor. O tempo que uma Habilitação para Casamento levava para ficar pronta é definido pelaurgência da realização da cerimônia, podendo durar entre dois dias (no caso de defloramentose raptos) ou meses diante da ausência de comprovação das informações. Em todos os casosverifica-se a importante contribuição do depoimento oral para a fidelidade das informaçõescontidas nos textos, que em alguns casos podem ser decisivos para a execução do ato civil.Oposições não foram encontradas, o que insinua uma discreta preocupação do Estado emgarantir o acesso da população a esse serviço.
  19. 19. 18REFERÊNCIASANDRADE, Manuel Correia de. O Nordeste e a questão regional. 2.ed. São Paulo: Ática,1993.COUTO, Clari Alves Ferreira. Orar e Vigiar: O poder disciplinador da religião comorepresentação do pecado na Assembléia de Deus de Conceição do Coité, 1970 a 1990.UEFS, 2001.BRASIL. Decreto 181 de 24 de Janeiro de 1890. O Marechal Manoel Deodoro da Fonseca,Chefe do Governo Provisório da República dos Estados Unidos do Brasil, constituído peloExercito e Armada, em nome da Nação, tendo ouvido o Conselho de Ministros, resolvePromulga a lei sobre o casamento civil. Senado Federal.Subsecretaria de Informações.Disponível em http://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaPublicacoes.action?id=65368.Último acesso 02/10/2009.FREYRE, Gilberto. Casa-grande & senzala: formação da família brasileira sob o regimeda economia patriarcal. 29. Ed. Rio de Janeiro: Record, 1994.LE GOFF, Jacques. História e memória. 4.ed. Campinas, SP: Ed. da UNICAMP, 1996PINSKY, Carla Bassanezi. Fontes históricas. São Paulo: Contexto, 2005.MARCÍLIO, Maria Luiza. A cidade de São Paulo: povoamento e população, 1750 – 1850.São Paulo: Pioneira; EDUSP, 1974.MAUAD, Ana Maria. Domínios da historia: ensaios de teoria e metodologia. Rio deJaneiro: Campus, 1997.MATTOSO, Kátia M. de Queiros. Família e sociedade na Bahia do século XIX. São Paulo:Corrupio, 1988.PRADO, Danda. O que é família. 12ª ed. São Paulo: Brasiliense, 1991.PRIORI, Mary Del [Org.]. Historia das mulheres no Brasil. São Paulo. Contexto, 1997._____________________. Historia do amor no Brasil. São Paulo. Contexto, 2006.REIS FILHO, Daniel Aarão; FERREIRA, Jorge; ZENHA, Celeste. O Século XX: o tempodas certezas da formação do capitalismo à primeira guerra mundial. 3ªed. Rio de Janeiro:Civilização Brasileira, 2006.SAMARA, Eni de Mesquita. Mulheres e povoamento no século XVII: historia da vida econexão entre o público e o privado. São Paulo: EDUSC, 2003.______________________. A família brasileira. 4ª ed. São Paulo, Brasil: Brasiliense, 1993.
  20. 20. 19SENADO FEDERAL. Decreto N° 181 - De 24 de Janeiro de 1890. Disponível emhttp://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaPublicacoes.action?id=65368. Último acesso02/10/2009.SEVCENKO, Nicolau. História da vida privada no Brasil: república: da belle époque àera do rádio. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.SILVA, Maria Eugênia de Andrade Vieira da Silva [elab]. Diretrizes para identificação eclassificação de acervos judiciais permanentes. TJ: Gráfica J. Andrade. Aracajú. Sergipe,2005.VAINFAS, Ronaldo. Casamento, amor e desejo no ocidente cristão. 2ª ed. São Paulo:Ática, 1992.
  21. 21. 20Nubentes ABDIAS ALMEIDA RAMOS JOSEFA FERREIRA DA SILVAIdade 24 anos 22 anosFiliação João Martins Ramos Feliciano Ferreira da Silva Leandra Florencia de Jesus Maria dos Anjos de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 07 de Fevereiro de 1907Nubentes ABIDIAS NUNES DE ALMEIDA JOSEPHA AGUSTINHA DE ALMEIDAIdade 22 anos 20 anosFiliação Primo Nunes Gordiano Serafim de Oliveira Maia Maria Lopes de Jesus Anna Agustinha de OliveiraLocal/data Villa de Conceição do Coité, 01 de Outubro de 1909Observação Os noivos já são casados no religiosoNubentes ALFREDO CAMÕES DE ARAÚJO SANCHA DA CUNHA ARAÚJOIdade 23 anos 18 anosFiliação Antônio Felix de Araújo Antônio Callixto da Cunha Maria Bernardina do Espírito Santo Maria Sancha da CunhaLocal/data Villa de Conceição do Coité, 28 de Janeiro de 1907Nubentes ALVINO GONÇALVES DE ANNA MARIA DE JESUS OLIVEIRAIdade 22 anos Idade não identificadaFiliação Innocencio Gonçalves de Oliveira José Francisco da Cunha Anna Francisca de Jesus Maria Roza de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 31 de Janeiro de 1907Observação Os noivos já são casados no religioso há mais de um ano e são parentes em segundo grau por direito civil
  22. 22. 21Nubentes AMBROZIO JOAQUIM DE BERTULINA MARIA DE JESUS ALMEIDAIdade 35 anos 28 anosFiliação Pai não declarado Manoel Francisco da Cunha Josepha Maria de Jesus Antonia Maria da CunhaLocal/data Villa de Conceição do Coité, 08 de agosto de 1908Nubentes AMERINO PAULINO DOS SANTOS JOSEPHA MARIA DE JESUSIdade Idade não identificada Idade não identificadaFiliação Antonio Paulino dos Santos Felix Paulino dos Santos Leonila Francisca de Jesus Marcolina Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 3 de Novembro de 1909Nubentes ANICETO FELLIPE DOS SANTOS MARIA LEOLPOLDINA DE JESUSIdade 42 anos 26 anosFiliação Antonio Felippe dos Santos Fernandes Martins dos Santos Candinha Guilhermina de Jesus Leolpodina Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 19 de outubro de 1908Nubentes ANNANIAS DE SOUZA PINTO SEZÁRIA OLYMPIA VALLADARESIdade 25 anos 22 anosFiliação Bartholomeu de Souza Pinto João Ferreira Valladares Maria da Conceição de Jesus Sebastiana Olympia de SouzaLocal/data Villa de Conceição do Coité, 20 de Maio de 1907Observação Os nubentes já são casados no religioso
  23. 23. 22Nubentes ANSELMO JOSÉ DA SILVA MARIA MOTTA SILVAIdade 40 anos 27 anosFiliação José Estevam da Cunha Eduardo Francisco Ferreira Joana Maria de Jesus Joana CarolinaLocal/data Villa de Conceição do Coité, 22 de Abril de 1909Nubentes ANTONIO CARNEIRO SILVA FRANCISCA LOPES DA SILVAIdade 23 anos 21 anosFiliação Manoel Pedro Carneiro Ricardo Lopes da Silva Leocádia Antonia de Oliveira Joanna Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 30 de Agosto de 1907Nubentes ANTÔNIO AFFONSO DOS SANTOS MARIA SÃO PEDRO DE JESUSIdade 26 anos 20 anosFiliação Manoel Luiz da Silva Pai não declarado Maria Luiza de Jesus Guilhermina de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 22 de Janeiro de 1907Nubentes ANTÔNIO ALVES DA SILVA ANTÔNIA CARNEIRO DE OLIVEIRAIdade 24 anos 18 anosFiliação Manoel Porphírio Alves Manoel Pedro Carneiro Maria Bernardina de Jesus Leocádia Antônia de OliveiraLocal/data Villa de Conceição do Coité, 08 de Abril de 1907Observação A idade da nubente foi confirmada pelo livro de registro do Padre Marcolino Madureira por falta de documentos dos mesmos.
  24. 24. 23Nubentes ANTONIO AUGUSTO LIMA RICHARDA FERREIRA DE LIMAIdade 30 anos 25 anosFiliação Maximiniano Gonçalves de Lima Agnelo Ferreira de Oliveira Porcina Luiza de Lima Maria Magdalena de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 28 de Maio de 1910Nubentes ANTÔNIO CORREIA DE ARAÚJO ANTÔNIA MARIA DE JESUSIdade 34 anos 26 anosFiliação Veríssimo Correia de Araújo Antônio Pedro da Silva Virgínia Maria de Jesus Maria Francisca de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 29 de Janeiro de 1907Nubentes ANTÔNIO DE ALMEIDA MARIA LEOLINA DE ALMEIDAIdade 18 anos 17 anosFiliação Pai não declarado Hermenegildo Gonçalves de Almeida Maria Francisca de Jesus Maria Marcolina de AlmeidaLocal/data Villa de Conceição do Coité, 16 de Agosto de 1907Observação Possível caso de defloramento. A nubente já tem uma filha de nome Estephânia.Nubentes ANTÔNIO FELIPPE DOS SANTOS MARIA MARTINS DO CARMOIdade 40 anos 38 anosFiliação Antônio Felippe dos Santos João Martins dos Santos Candida Maria de Jesus Justina Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 28 de Junho de 1907Observação Já são casados no religioso.
  25. 25. 24Nubentes ANTÔNIO FELIS DE ARAÚJO PORCINA ROSA DE ARAÚJOIdade Idade não identificada Idade não identificadaFiliação José Francisco de Araújo José Caetano Ferreira Crispiniana Maria de Jesus Rosa Lima de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 20 de Outubro de 1900Observação Faltam paginas de partes comuns ao tipo de documentoNubentes ANTONIO FELIX DOS REIS MARIA MAGDALENA DE JESUSIdade 36 anos 42 anosFiliação Pais não declarados Pais não declaradosLocal/data Villa de Conceição do Coité, 03 de Outubro de 1910Observação Antonio Felix dos Reis é viúvo de Maria do Carmo de Jesus, não houve arrolamento nem inventário por não ter o que partilhar. Quanto a Maria Magdalena ela não tem registro de nascimentoNubentes ANTONIO FERREIRA LIMA MARIA VIRGEM DA LUZIdade Idade não identificada Idade não identificadaFiliação José Paulino de Oliveira Pai não declarado Alexandrina Francisca de Jesus Mãe não declaradaLocal/data Villa de Conceição do Coité, 13 de junho de 1903.Observação Os dados estão incompletos por falta das paginas que compõem o documentoNubentes ANTONIO FRANCISCO DA CUNHA FRANCISCA MARIA DE JEZUSIdade 25 anos 24 anosFiliação Manoel Francisco da Cunha Manoel Pedro de Macedo Antonia Maria de Jesus Innocencia Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 08 de agosto de 1908
  26. 26. 25Nubentes ANTONIO FRANCISCO DA MOTTA MARIA JOSEPHA DE JESUSIdade 29 anos 20 anosFiliação Francisco Manoel da Motta João Cordeiro da Motta Maria Francisca de Jesus Josepha Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 04 Março de 1907Nubentes ANTÔNIO GONÇALVES JOANNA URSULINA DE JESUS D’OLIVEIRAIdade 24 anos 18 anosFiliação Innocencio Gonçalves de Oliveira Vicente Ferreira de Oliveira Anna Francisca de Jesus Urçulina Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 04 de fevereiro de 1907Observação Os nubentes já estavam casados no religioso há mais de 2 anosNubentes ANTONIO JOÃO AVELINO CONCESSAO DE SOUZA PINTOIdade 31 anos 22 anosFiliação João José Avelino José Jeronimo da Silva Jozuina Macularia de Jesus Ignez de Souza PintoLocal/data Villa de Conceição do Coité, 27 de fevereiro de 1908Observação Os noivos já são casados no religioso há dois anos.Nubentes ANTÔNIO JOÃO DE ARAÚJO MARIA PORCINA DE JESUSIdade 25 anos Idade não identificadaFiliação João Antônio de Araújo Izinio Ferreira de Sant’Anna Jovelina Maria de Jesus Porcina Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 19 de Agosto de 1901
  27. 27. 26Nubentes ANTONIO JOSÉ DOS SANTOS CANDIDA MARIA DO NASCIMENTOIdade Idade não identificada 26 anosFiliação Ricardo Correa dos Santos Domingos Porciano dos Reis Maria Theophila de Moura Sabina Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 30 de Junho de 1910Nubentes ANTONIO LUIZ DE ALMEIDA AVELINA FERREIRA DE GUIMARÃESIdade Idade não identificada Idade não identificadaFiliação Manoel Clementino de Almeida José dos Reis de Almeida Maria da Neves Guimarães Belmira Ferreira GuimarãesLocal/data Villa de Conceição do Coité, 12 de Janeiro de 1910Nubentes ANTONIO MANOEL D’ ALMEIDA MARIA GERTRUDES DE JESUSIdade 38 anos 20 anosFiliação Manoel Antonio de Almeida Joaquim Torquato d’Oliveira Anna Francisca de Jesus Maria José de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 18 de novembro de 1906Nubentes ANTONIO MANOEL DE MARTINHA EUGENIA DE SANT’ANNA SANT’ANNAIdade 36 anos 26 anosFiliação Manoel Filippe de Sant’anna Valentim José de Santana Maria Senhorinha de Jesus Virginia Eugenio de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 10 de agosto de 1908
  28. 28. 27Nubentes ANTONIO MILITÃO RODRIGUES OTILLIA FLORENCIA DE JESUSIdade 23 anos 22 anosFiliação Militão Rodrigues da Silva Francisco Ferreira da Costa Senhorinha Maria de Jesus Christina Florencia de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 17 de Fevereiro de 1907Nubentes ANTONIO RUFINO ALVES MARIA LUIZA DA CONCEIÇÃOIdade Idade não identificada Idade não identificadaFiliação Rufino Alves da Silva Victorino Antonio da Cunha Maria Felicidade de Jesus Joanna Martinha de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 31 de Maio de 1910Nubentes ANTONIO SEVERIANO DE CAPTULINA CARNEIRO DE SOUZA OLIVEIRAIdade 26 anos 21 anosFiliação Guilermino José de Oliveira Joaquim Carneiro de Oliveira Anna Maria de Jesus Antonia Leoncia CarneiroLocal/data Villa de Conceição do Coité, 20 de agosto de 1908Observação Os nubentes já são casados no religiosoNubentes ANTÔNIO SORIANO LOPES FRANCISCA ROZA DE JESUSIdade Idade não identificada Idade não identificadaFiliação Francisco Ferreira de Sant’Anna Virgino Ferreira de Sant’Anna Ludgera Joaquina de Oliveira Joanna Florinda de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 22 de Junho de 1907Observação Apesar dos pais dos noivos terem o mesmo sobrenome, existe uma declaração de não parentesco em grau proibido.
  29. 29. 28Nubentes ANTÔNIO THIBURCIO DA SILVA ENEDINA JOAQUINA DE OLIVEIRAIdade 19 anos 19 anosFiliação Aleixo Rodrigues da Silva José Ferreira de Sant’Anna Clementina Roza do Espírito Santo Antônia de Oliveira e SilvaLocal/data Villa de Conceição do Coité, 6 de Março de 1901Nubentes ARTHUR MARTINS RIOS OLYMPIA LAURA DA SILVAIdade 24 anos 23 anosFiliação Jerônimo Martins Rios Manoel Francisco da Silva Clara Maria Rios Josepha Maria de OliveiraLocal/data Villa de Conceição do Coité, 14 de dezembro de 1906Observação Os noivos já são casados o religiosoNubentes AUGUSTO CARLOS DE OLIVEIRA ALANA ANNACLETA DE OLIVEIRAIdade 21 anos Idade não identificadaFiliação Manoel de Barros Manoel Cedraz de Oliveira Anna Carneiro de Oliveira Martina Maria de OliveiraLocal/data Villa de Conceição do Coité, 30 de outubro de 1906Nubentes AUGUSTINHO TEIXEIRA DOS AUTA MARIA DE JESUS SANTOSIdade 40 anos 21 anosFiliação Francisco Teixeira dos Santos Pedro Joaquim de Sant’Anna Francisca Maria de Jesus Izabel Maria da CruzLocal/data Villa de Conceição do Coité, 23 de julho de 1908
  30. 30. 29Nubentes BEATO JOSÉ DE SANT’ANNA MARIA DOS SANTOSIdade 37 anos 36 anosFiliação Camillo José de Sant’Anna Vicente Ferreira de Almeida Anna Delmira de Sant’Anna Maria José de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 29 de Agosto de 1910Nubentes BENEDICTO CARNEIRO DE IGNES DO CARMO DE OLIVEIRA OLIVEIRAIdade 21 anos 22 anosFiliação Manoel Pedro Carneiro Antônio João da Silva Leocádia Antônia de Jesus Maria do Carmo de OliveiraLocal/data Villa de Conceição do Coité, 30 de Outubro de 1901Nubentes BENEDITO CARNEIRO DE MELANIA MARIA DE JESUS OLIVEIRAIdade 32 anos 26 anosFiliação Manoel Pedro Carneiro Antônia João da Silva Leocádia Antônia de Jesus Maria do Carmo de OliveiraLocal/data Villa de Conceição do Coité, 07 de Junho de 1907Nubentes BENÍCIO LIMA DA SILVA ANTÔNIA AUGOSTINHA DA SILVAIdade 24 anos 21 anosFiliação Manoel Francisco da Silva Serafim Oliveira Maia Josepha Maria de Jesus Anna Augostinha de OliveiraLocal/data Villa de Conceição do Coité, 28 de Janeiro de 1907
  31. 31. 30Nubentes BERTHOLDO BARRETO DE MARIA FRANCISCA DE JESUS ALMEIDAIdade 38 anos 27 anosFiliação Ricardo Barreto de Almeida João Amario Barreto Antonia Maria do Espirito Santo Demenciana Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 30 de agosto de 1909Nubentes CASIMIRO FERREIRA DE FRANCILLINA BERNARDINA DE OLIVEIRA JESUSIdade 24 anos 20 anosFiliação Antônio Ferreira de Oliveira Antônio Nunes Gordiano Maria Polycarpia da Franca Anna Bernardina de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 26 de Março de 1907Nubentes CEZÁRIO FERREIRA DE LIMA ENEDINA FERREIRA DA SILVAIdade 29 anos 24 anosFiliação João José de Almeida Feliciano Ferreira da Silva Carolina Maria de Jesus Maria dos Anjos de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 29 de Janeiro de 1907Nubentes CHRISPIM EVARISTO DE JOSEPHA MARIA DE S. PEDRO OLIVEIRAIdade 24 anos 20 anosFiliação Martinho Alves de Oliveira Manoel José Baptista Justina Maria de Jesus Anna Joaquina de AlmeidaLocal/data Villa de Conceição do Coité, 15 de Setembro de 1907
  32. 32. 31Nubentes CLEMENTINO FERREIRA DA GRACINDA JUVENCIA DE JESUS SILVAIdade 25 anos, 23 anosFiliação Manoel Ferreira da Silva Manoel Morais de Lima Izabel Maria de Jesus Juvencia Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 08 de Julho de 1908Nubentes CYRILLO ALVES DE LIMA VICENCIA MARIA DE JESUSIdade 22 anos 22 anosFiliação João Pio Alves Militião Rodrigues da Silva Antônia Florencia de Jesus Senhorinha Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 18 de Fevereiro de 1907.Nubentes CYRILLO FERREIRA GUIMARÃES MARIANA IGNACIA DE JESUSIdade 43 anos 36 anosFiliação José Ferreira Guimarães Pimpão Rodrigues Mascarenhas Francisca Martinha Guimarães Antonia Ignacia de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 18 de Janeiro de 1909Nubentes CYRILLO PEREIRA LIMA JOSEFA URÇULINA MARIA DE JESUSIdade 33 anos 32 anosFiliação Ludigero Pereira Lima Vicente Ferreira de Oliveira Ana Lopes de Jesus Urçulina Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 28 de Janeiro de 1907
  33. 33. 32Nubentes DELFINO ALVES DA SILVA MARIA EULALIA DE JESUSIdade 19 anos 20 anosFiliação Pai não declarado Pai não declarado Maria Francisca de Jesus Maria Quaresma de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 20 de fevereiro 1907Observação O casamento fora apressado por se tratar de caso de defloramento.Nubentes DOMINGOS CECILIO DE ALMEIDA MARTINHA CANDIDA DE JESUSIdade 38 anos 16 anosFiliação Pai não declarado Antonio da Rocha Subrinho Justina Maria de Jesus Ignacia Candida de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 3 de Novembro de 1910Nubentes ESTEVÃO MIGUEL DO CARMO JANUARIA MARIA DE JESUSIdade 25 anos 23 anosFiliação Pai não declarado Pai não declarado Victoria Maria de Jesus Balbina Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 01 de Junho de 1907Nubentes EUSEBIO DIAS DE OLIVEIRA MARIA LUCIA DE JESUSIdade 27 anos 21 anosFiliação Simao Dias de Oliveira José Valeriano da Silva Candida Maria de Jesus Rozenda Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 18 de fevereiro de 1903
  34. 34. 33Nubentes EUZEBIO DE SOUZA SANTOS JULIA CARNEIRO DE OLIVEIRAIdade 29 anos 18 anosFiliação Nicolau de Souza Santos Francisco Manoel de Barros Balbina Maria de Jesus Anna Carneiro de OliveiraLocal/data Villa de Conceição do Coité, 18 de outubro de 1908Observação Os nubentes já são casados no religiosoNubentes FAUSTINO LOPES DA CUNHA ARTELINA ANNA DE JESUSIdade 28 anos 20 anosFiliação Joaquim da Cunha Araújo José Luiz de Araújo Thereira Lopes de Jesus Anna Porcina da CunhaLocal/data Villa de Conceição do Coité, 14 de Março de 1907.Nubentes FECILIANO MARTINS DE ANTONIA LEOPOLDINA DE JESUS OLIVEIRAIdade 40 anos 36 anosFiliação João Martins de Barros Eduardo Gomes Cerqueira Florentina Maria de Jesus Ritta Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 3 de Outubro de 1910Nubentes FELICIANO JOSÉ DE ALMEIDA JOANNA MARIA DE JESUSIdade 36 anos 22 anosFiliação Faustino José de Almeida Antonio Pedro da Silva Angela Florencia Maria Francisca de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 05 de Setembro de 1907Observação Já são casados no religioso
  35. 35. 34Nubentes FELIX ALEXANDRINO DOS JOSEPHA PAULINA DE JESUS SANTOSIdade 26 anos 25 anosFiliação Pedro Alexandrino dos Santos Simplício Alves Rodrigues Feliciana Maria de Jesus Maria Paulina de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 26 de Março de 1907Observação Os nubentes já são casados no religiosoNubentes FRANCISCO GONÇALVES PASTOR JULIA ANGELINA DE JESUSIdade Idade não identificada 19 anosFiliação José Estevam Pastor José Ferreira Lopes Maria Rita de Jesus Anna Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 18 de Novembro de 1901Nubentes FRANCISCO JOSÉ DE ALMEIDA FRANCISCA MARIA DE JESUSIdade 22 anos Idade não identificadaFiliação Pai não declarado Maurício José dos Santos Josefa Maria de Jesus Cahtarina Maria da PurificaçãoLocal/data Villa de Conceição do Coité, 16 de Fevereiro de 1907Nubentes FRANCOLINO BORGES DOS IZABEL MARTINHA DE JESUS SANTOSIdade 27 anos Idade não identificadaFiliação Joaquim Borges dos Santos Rozendo Mendes Maia Victoriana Maria de Jesus Francelina Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 30 de outubro de 1908
  36. 36. 35Nubentes FURTUNATO SALUSTRIANO COPA MARIA DOS SANTOSIdade 23 anos 15 anosFiliação João Salustriano Copa Mauricio Maia de Oliveira Maria Victoriana de Jesus Pulicarpia Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 10 de maio de 1909.Nubentes GRACILIANO JOSÉ DA SILVA FELIZARDA BALBINA MARIA DE JESUSIdade 21 anos 21 anosFiliação João José da Silva Pai não declarado Joanna Maria Jesus Balbina Maria Joaquim de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 22 de Abril de 1907Nubentes GREGORIO FERREIRA DA SILVA MARIA PATROCINA DE JESUSIdade Idade não identificada Idade não identificadaFiliação José Ferreira da Silva Candido Alves da Silva Anna Francisca de Jesus Bernardina Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 25 de julho de 1909Nubentes HONORATO MARTINS DE OLIVEIRA MARIA RITTA DE JESUSIdade 39 anos Idade não identificadaFiliação João Martins de Barros Felippe Nery dos Reis Florentina Maria de Jesus Igner Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 3 de Novembro de 1910.
  37. 37. 36Nubentes IGNACIO ALVES DE OLIVEIRA ANNA JOSEPHA DOS REISIdade 22 anos 21 anosFiliação Martinho Alves de Oliveira Antonio Izidoro da Silva Justina Maria de Jesus Maria Josepha dos ReisLocal/data Villa de Conceição do Coité, 25 de setembro de 1907Observação O contraente é natural de SerrinhaNubentes IGNÁCIO DA CUNHA ARAUJO JOANA MARIA DE JESUSIdade Idade não identificada 30 anosFiliação Caitano da Cunha Araujo José Ferreira d Oliveira Joanna Maria de Jesus Anna Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 10 de janeiro de 1903Nubentes ILDEFONSO DE OLIVEIRA JOSEPHA AVELINA DA CUNHA BARROSIdade 27 anos 22 anosFiliação João Francisco de Barros Pai não declarado Christina Maria de Jesus Eulalia Francisca de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 09 de Janeiro de 1903Nubentes INNOCENCIO LUIZ DE ARAUJO JOVELINA MARTINA DE ARAUJOIdade Idade não identificada Idade não identificadaFiliação Luiz Antonio de Araujo Pai não declarado Marcolina Lopes de Jesus Martina Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 06 de fevereiro de1908.Observação Documento corroído. Innocencio era viúvo de Josepha Maria de Jesus.
  38. 38. 37Nubentes JACINTO HELIODORO DOS REIS CYRILLA MARIA DE JESUSIdade 33 anos 25 anosFiliação Francisco dos Santos Reis Antonio de Barros Maria Senhorinha de Jesus Barbara Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 15 de novembro de 1908Nubentes JOÃO ANTONIO DE ARAUJO VITALINA LAURA DA SILVAIdade 21 anos Idade não identificadaFiliação João Antonio de Araujo Manoel Francisco da Silva Jovenilda Bernardina de Jesus Josepha Maria de OliveiraLocal/data Villa de Conceição do Coité, 18 de outubro de 1908Nubentes JOÃO AVÍDIO MASCARENHAS LUIZA MARIA DE JESUSIdade 32 anos 32 anosFiliação Manoel Eugenio Mascarenhas Hermógenes José da Silva Ana Juliana de Jesus Maria (C...) de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 08 de Janeiro de 1907Nubentes JOÃO CELESTINO DE AFFONSO FRANCISCA ROMANA DA SILVAIdade 33 anos 20 anosFiliação Pedro Celestino de Affonso João Cassimiro de Carvalho Anna Francisca da Conceição Antonia Emigdia da SilvaLocal/data Villa de Conceição do Coité, 25 de agosto de 1910.
  39. 39. 38Nubentes JOÃO DE DEUS LIMA MAGDALENA BAPTISTA DE JESUSIdade 36 anos 26 anosFiliação Antonio Marques de Almeida José Martins Baptista Margarida Maria de Jesus Maria Francisca de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 30 de dezembro de 1903.Nubentes JOAO ELIAS DA PAIXAO IZIDRA MARIA DE JESUSIdade 30 anos 25 anosFiliação Galdino Manoel da Paixão Inocencio Coutinho Anna Maria da Paixão Martinha Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 31 de julho de 1910Nubentes JOÃO EVANGELISTA CARNEIRO JOVINIANA FERREIRA PEIXINHOIdade 24 anos 23 anosFiliação Pai não declarado Pai não declarado Mãe não declarada Mãe não declaradaLocal/data Villa de Conceição do Coité, 8 de Janeiro de 1899.Observação Documentos extremamente deteriorados, impedindo a visualização dos dados de filiaçãoNubentes JOÃO FELIX DE OLIVEIRA ROMANA MARIA DE JESUSIdade 28 anos 27 anosFiliação Felix Gonçalves de Oliveira Vicente Manoel da Cunha Luíza Maria de Jesus Anna Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 04 de Fevereiro de 1907.Observação São casados no religioso há mais de 3 anos.
  40. 40. 39Nubentes JOÃO FELIX DE SOUZA FRANCISCA FLORENCIA DE JESUSIdade 41 anos 34 anosFiliação Manoel Felix de Souza Pai não declarado Bernardina Maria de Jesus Jozepha Florencia de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 04 de agosto de 1910.Nubentes JOÃO FERMINO DE LIMA MARIA CANDIDA DE JESUSIdade 23 anos 21 anosFiliação Fermino José de Lima Purcino Avelino da Rocha Antonia Francellina de Jesus Maria Clemencia de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 13 de outubro de 1908Nubentes JOÃO FRANCISCO DA SILVA THEODOLINA JULIA DE JESUSIdade 24 anos 23 anosFiliação Florentino José da Silva Manoel Eugenio Mascarenhas Maria Roza de Jesus Ana Julia de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 22 de junho de 1909Nubentes JOÃO FRANCISCO DE ARAUJO ANNA URÇULINA DE JESUSIdade 35 anos 30 anosFiliação José Francisco de Araujo Vicente Ferreira de Oliveira Maria Bernardina de Jesus Ursulina Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 18 de janeiro de 1909.
  41. 41. 40Nubentes JOÃO FRANCISCO TEIXEIRA DOÇELINA MARIA DE JESUSIdade 58 anos 30 anosFiliação Francisco Manoel Teixeira João Martins Francisca Maria de Jesus Justina Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 13 de julho de 1908Observação Francisco Manoel é viúvo há oito anos e o documento conta com o inventário desse casamentoNubentes JOÃO GONÇALVES GORDIANO MARIA JOSEPHA DA CUNHAIdade 23 anos 21 anosFiliação Manoel Gonçalves Gordiano João José da Cunha Joanna Bernardina de Jesus Maria Josefa de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 8 de Outubro de 1910Nubentes JOÃO JANUARIO DE SANT’ANNA THEREZA MARIA DE JESUSIdade 41 anos 24 anosFiliação Valentim José de Sant’ Anna Marcolino Gonçalves de Oliveira Virginia Januaria de Jesus Josefa Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 06 de outubro de 1908Nubentes JOÃO MANOEL DO NASCIMENTO LEOPODINA MARIA DE JESUSIdade Idade não identificada Idade não identificadaFiliação Manoel Nascimento da Silva João Ferreira Lima Maria Anna Jesus Isabel Roza de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 12 de Março de 1907
  42. 42. 41Nubentes JOÃO MARTINS DE OLIVEIRA COLETA MARIA DE JESUSIdade 28 anos 25 anosFiliação Joaquim Torquato d’Oliveira Antonio Justino de Jesus Tomazia Maria de Jesus Maria (Siana?) de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 28 de dezembro de 1903Nubentes JOÃO PAULO DA CRUZ MAIA ANGELA DE ALMEIDAIdade 35 anos 21 anosFiliação Severiano da Cruz Faustino José de Almeida Tereza Maria de Jesus Angela Maria de AlmeidaLocal/data Villa de Conceição do Coité, 19 de outubro de 1908Nubentes JOÃO PAULO DE OLIVEIRA JOVITA RITTA DE JESUSIdade Idade não identificada Idade não identificadaFiliação Marcolino Gonçalves de Oliveira Antônio Martins Gonçalves Maria Baptista do Livramento Ana Ritta de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 28 de Março de 1907.Observação Documento com avarias no cabeçalho e ausencia de páginas comuns ao tipo de documento, dificultando assim, o resgate das informações; Jovita, a nubente, era viúva de José Braz LopesNubentes JOÃO PIO DE ALMEIDA MARCIONILLA MARIA DA SILVAIdade 29 anos 22 anosFiliação Pai não declarado João Alberto da Silva Josepha Juliana de Jesus Malthiades Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 13 de novembro de 1908
  43. 43. 42Nubentes JOÃO RICARDO DA CUNHA FRANCISCA BIBIANA DA CUNHAIdade 24 anos 22 anosFiliação Ricardo Gonçalves da Cunha Manoel Casimiro Lopes Chrispiana Maria de Jesus Anna Lopes da CunhaLocal/data Villa de Conceição do Coité, 16 de Fevereiro de 1907Nubentes JOÃO SALUSTIANO ANNA HERMELINA DE JEUS MASCARENHASIdade 25 anos 37 anosFiliação José Salustiano Mascarenhas Antonio Julião de Mattos Maria dos Reis de Jesus Maria Guilhermina de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 22 de agosto 1908Observação Anna Hermelina é viúva de Manoel Bazilio de OliveiraNubentes JOÃO SATURNINO DE FERMINA PETRONILHA DOS SANT’ANNA SANTOSIdade Idade não identificada Idade não identificadaFiliação Juvenal Saturnino de Sant’Anna (_____) dos Santos Bastos Maria Francelina de Jesus Romana Francisca de JesusLocal/data Conceição do Coité, data não identificada, 1907Nubentes JOÃO TRABUCO DE LAZARO MARIA ROSA DE JESUSIdade Idade não identificada 22 anosFiliação Pai não declarado Antonio Julião Marquez Sabina das Neves Freitas Maria Antonia de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 16 de Outubro de 1902.
  44. 44. 43Nubentes JOAQUIM ANTONIO DA SILVA SENHORINHA MARIA DE JESUSIdade 25 anos 20 anosFiliação Antonio Juliao de Marthe Manoel Caitano de Almeida Antonia Maria de Jesus Maria Zifirina de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 01 de fevereiro de 1910Nubentes JOAQUIM DE ALMEIDA MARIA MARCELLINA DE MASCARENHAS ALMEIDAIdade 24 anos Idade não identificadaFiliação José Salustiano Mascarenhas Maria Marcellina de Almeida Maria dos Reis Lopes Antonio Nunes GordianoLocal/data Villa de Conceição do Coité, 03 de Dezembro de 1901Nubentes JOAQUIM FERNANDES DA SILVA AMERCA MARIA DE JESUSIdade 26 anos 22 anosFiliação Cassiano Rudrigues da Silva Luiz Gonzaga do Carmo Maria Gertrudes da Conceição Marculina Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 06 de outubro de 1910.Nubentes JOAQUIM FERREIRA DOS SANTOS MELANIA MARIA DE JESUSIdade 42 anos 32 anosFiliação Pai não declarado José Malaquias Roberto Porcina Maria de Jesus Esteva Justina de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 23 de Julho de 1909.
  45. 45. 44Nubentes JOAQUIM FRANCISCO DE SENHORINHA MARIA DE JESUS OLIVEIRAIdade 26 anos 25 anosFiliação João Francisco de Oliveira Francisco Manoel da Cunha Maria Margarida de Jesus Silveria Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 19 de Fevereiro de 1910Observação Os noivos já são casados no religiosoNubentes JOAQUIM GONÇALVES DE ARAUJO Luiza Bernardina de AraujoIdade Idade não identificada Idade não identificadaFiliação João Gonçalves de Araujo Luiz Amancio da Cunha Antonia Bernardina de Almeida Maria Bernardina de AlmeidaLocal/data Villa de Conceição do Coité, 19 de Outubro de 1910Observação Nota-se uma semelhança entre o nome das mãesNubentes JOAQUIM GONÇALVES PASTOR UMBELINA FRANCISCA DE JESUSIdade 24 anos 24 anosFiliação João Manoel da Motta José Alvino da Silva Umbelina Francisca de Jesus Maria Francisca de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 04 Fevereiro de 1907Nubentes JOAQUIM GONÇALVES PASTOR MARIA ANTONIA DE JESUSIdade 39 anos 28 anosFiliação Pai não declarado Pio Lyro de Andrade Maria Anastacia de Jesus Antonia Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 3 de Novembro de 1910
  46. 46. 45Nubentes JOAQUIM LOPES DE SANT’ANNA JOSEPHA LOPES DE JESUSIdade 24 anos 19 anosFiliação José Joaquim de Sant’Anna Primo Nunes Gordiano Maria Felippa de Jesus Maria Lopes de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 26 de outubro de 1908Nubentes JOAQUIM LINO DA MOTTA ANTÔNIA FRANCISCA DE OLIVEIRAIdade 24 anos 23 anosFiliação Manoel Tertuliano Bispo Manuel Estevam de Oliveira Antonia Maria de Jesus Francisca de OliveiraLocal/data Villa de Conceição do Coité, 06 de Dezembro de 1907Observação Os nubentes já são casados no religioso; o subdelegado João Francisco Sampaio na ausencia das respectivas certidões de nascimento, os declaram maiores de idade por eles terem sua opção própriaNubentes JOAQUIM PLACIDO JONQUEIRA MARIA EMILIA DE JESUSIdade Idade não identificada Idade não identificadaFiliação Manoel Paulo Junqueira Hermógenes José da Silva Antonia Maria de Jesus Maria Carmezinda de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 01 de julho de 1910Nubentes JOAQUIM PROFIRO DE ODILLA MUNIZ DE LIMA SANT’ANNAIdade 29 anos 21 anosFiliação Manoel Felipe de Sant’Anna Manoel Ferreira Lopes Maria Senhorinha de Jesus Maria Cirilla de LimaLocal/data Villa de Conceição do Coité, 14 de novembro de 1906
  47. 47. 46Nubentes JOAQUIM VIDAL DIAS MARIA ANUNCIAÇÃO DE ALMEIDAIdade 18 anos 18 anosFiliação Manoel Vidal Dias José Francisco de Almeida Vicencia Maria de Jesus Sabrina Januaria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 07 de Maio de 1907Observação O casamento foi realizado em sigilo, por conta do defloramentoNubentes JOAQUINO ARNÔR SENHORINHA MARIA DE JESUS MASCARENHASIdade 24 anos 27 anosFiliação Manoel Eugenio Mascarenhas Hermogenes José da Silva Anna Julia de Jesus Maria (C.) de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 10 de novembro de 1906Nubentes JOAQUINO FERREIRA LIMA MARIA HORACIA DE JESUSIdade 25 anos 23 anosFiliação Bernardino Ferreira da Silva Luiz Francisco de Jesus Maria Purificação de Jesus Antonia Horacia de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 06 de novembro de 1906Nubentes JOSÉ ALVES DA COSTA MARIA SILVA MENDESIdade 26 anos 25 anosFiliação José Nefico da Costa Juvencio da Silva Mendes Emilia Maria da Costa Delmira Epiphania MendesLocal/data Villa de Conceição do Coité, 20 de junho de 1910
  48. 48. 47Nubentes JOSÉ ANTONIO DA SILVA MARIA GUILHERMINA DE JESUSIdade 25 anos 23 anosFiliação Pai não declarado Pai não declarado Mãe não declarada Mãe não declaradaLocal/data Villa de Conceição do Coité, 16 de Outubro de 1902.Observação Não foi encontrada partes comuns do documentos.Nubentes JOSÉ BENTO DA SILVA ANTONIA IZABEL DE JESUSIdade 43 anos 40 anosFiliação Antonio Romão da Silva Pai não declarado Maria Margarida de Jesus Renovata Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 20 de Fevereiro de 1909.Nubentes JOSÉ BONIFACIO CARNEIRO MARIA FERREIRA DE MORAISIdade 22 anos 22 anosFiliação João Ambrozio Carneiro Sabino Ferreira de Morais Maria Guilhermina Carneiro Angelina Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 25 de julho de 1908Observação Os nubentes já são casados no religiosoNubentes JOSÉ BRAZ DA SILVA Jovita Ritta de JesusIdade Idade não identificada 19 anosFiliação José Braz Lopes Antônio Martins Gonçalves Delmira Bernardina do Espírito Santo Anna Ritta de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 10 de Março de 1901
  49. 49. 48Nubentes JOSÉ BRAZ DOS SANTOS EDUVIRGES MARIA LIMAIdade 33 anos 24 anosFiliação Antonio Affonço dos Santos Manoel Vicente de Lima Florinda Maria de Jes(abreviado) Izabel Rainha de PortugalLocal/data Villa de Conceição do Coité, 3 de Novembro de 1910Nubentes JOSÉ CAETANO MASCARENHAS ALCINA FERREIRA DA SILVAIdade 23 anos 17 anosFiliação Aleixo Rodrigues da Silva Feliciano Ferreira da Silva Clementina Roza do Espírito Santo Maria dos Anjos JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 30 de Janeiro de 1907Nubentes JOSÉ CAITANO DE ALMEIDA JOANNA MARIA DE JESUSIdade 46 anos 40 anosFiliação Joaquim Adriano de Almeida Manoel Francisco da Cunha Maria Bernadina de Jesus Antonia Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 03 de Outubro de 1910Observação Existem dois documentos de habilitação para esse casal, um do dia 03 outro do dia 18 de Outubro. Uma justificativa diz que o pedido de casamento foi apressado por conta do grave estado de saúde do noivo José Caitano, e por isso o documento tem sua estrutura original resumida.Nubentes JOSÉ CALIXTO DA SILVA ANTONIA GUILHERMINA DE JESUSIdade 32 anos 34 anosFiliação Pai não declarado Pai não declarado Mãe não declarada Mãe não declaradaLocal/data Villa de Conceição do Coité , 16 de Outubro de 1902.Observação Documento incompleto impossível de identifica os nomes dos pais
  50. 50. 49Nubentes JOSÉ CANDIDO DO CARMO BERTULINA MARIA DO CARMOIdade 27 anos 23 anosFiliação Candido Miguel do Carmo Pedro Miguel do Carmo Felismina Maria Lopes Jusepha Maria do NascimentoLocal/data Villa de Conceição do Coité, 30 de junho de 1908Observação Os nubentes já são casados; apesar do sobrenome dos pais serem comns, dizem-se não serem parentes em grau proibido.Nubentes JOSÉ DE ALMEIDA CARVALHO AGRIPPINA PULCHERIA DE JESUSIdade 33 anos 14 anosFiliação Pai não declarado Martinho de Almeida Mãe não declarada Pulcheria Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 03 de agosto de 1908Observação José de Almeida Carvalho, um soldado do regimento desta Villa cometeu crime de rapto e defloramento na noite anterior, contra a menor Agrippina, respondendo assim a intimação do Sargento Comandante Benedicto de Britto do 3º Batalhao, cujo documento está anexo ao processo da Habilitação de Casamento.Nubentes JOSÉ DE SOUZA PINTO MARIA CHRISTINA DE JESUSIdade 21 anos 22 anosFiliação Manoel André de Souza Pinto José Manoel de Oliveira Bernardina Antonia Maria de OliveiraLocal/data Villa de Conceição do Coité, 01 de fevereiro de 1908.Observação Documento com partes faltantes, dificultando a leitura.Nubentes JOSÉ ELIAS DA PAIXÃO IZIDRA MARIA DE JESUSIdade 30 anos 25 anosFiliação Galdino Manoel da Paixão Innocencio Coutinho Anna Maria da Paixão Martinha Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 31 de julho de 1910.
  51. 51. 50Nubentes JOSÉ ELIAS DOS SANTOS JOSEPHA SOPHIA DE JESUSIdade 29 anos 25 anosFiliação João Martins dos Santos João José Avelino Alexandrina Maria das Mercez Jezuina Macaria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 08 de dezembro de 1906Observação O noivo detinha o cargo de Capitão; os nubentes já são casados há sete anos no religiosoNubentes JOSÉ FERREIRA CARNEIRO ANNA MARIA LOPESIdade 22 anos 17 anosFiliação Manoel Teophilo Carneiro Joaquim Zacharias de Sant’Anna Victoriana Maria de Jesus Mãe não identificadaLocal/data Villa de Conceição do Coité, 07 de Outubro de 1907.Observação Os nubentes já são casados no religiosoNubentes JOSÉ FERREIRA CARNEIRO ANNA MARIA DE JESUSIdade 21 anos 21anosFiliação Pai não declarado Pai não declarado Maria de Jesus Sylvana Maria de jesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 21 de agosto de 1908Observação Os nubentes já são casados no religiosoNubentes JOSÉ FERREIRA CRUZ JULIA MARIA DE ALMEIDAIdade 23 anos 22 anosFiliação Ricardo Ferreira Quaresma Manoel José Baptista Manuella Maria de Jesus Anna Joaquina de AlmeidaLocal/data Villa de Conceição do Coité, 15 de Setembro de 1909.
  52. 52. 51Nubentes JOSÉ FERREIRA DOS REIS JULIANA MARIA DE JESUSIdade 22 anos 25 anosFiliação Saturnino Ferreira dos Reis Luiz França de Oliveira Amancia Maria de Jesus Prucina Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 22 de Novembro de 1910.Nubentes JOSÉ FIRMINO DE CARVALHO ANTONIA MARIA DE JESUSIdade 33 anos Idade não identificadaFiliação Tiburcio Firmino de Carvalho Martiniano Pereira dos Santos Maria Francisca de Carvalho Tomazia Maria de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 22 de janeiro de 1910Nubentes JOSÉ FIRMO DE SANT’ANNA JOVELINA CYRILLA LIMAIdade 26 anos 14 anosFiliação Manoel Felippe de Sant’Anna Manoel Gregorio Lopes Maria Senhorinha de Jesus Maria Cyrino LopesLocal/data Villa de Conceição do Coité, 13 de novembro de 1908Nubentes JOSÉ FRANCISCO DA ANTÔNIA ACÁCIO RODRIGUES ANUNCIAÇÃOIdade 25 anos 37 anosFiliação João Nepunuceno de Anunciação Manoel Soterio Acácio Marcolina Maria de Jesus Maria Francisca de JesusLocal/data Villa de Conceição do Coité, 07 de Janeiro de 1907

×