SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
Baixar para ler offline
10 Profissão Mestre outubro 2014
C
rianças que são educadas por meio da força física, que são abu-
sadas ou negligenciadas tendem a ter dificuldades de apren-
dizagem por problemas emocionais e déficits no amadureci-
mento cognitivo-afetivo. Os professores devem observar as crianças,
avaliar como elas se relacionam consigo mesmas e com os colegas de
classe. Além disso, devem criar espaços para a expressão das emo-
ções e encaminhar os casos suspeitos aos profissionais de pedago-
gia e de psicologia, que devem atuar para que o caso tenha o devido
tratamento, seja por meio da formação de grupos de trabalho sobre
o tema, seja por encaminhamentos. Para lidar com o tema da vio-
lência doméstica, a gestão e os docentes podem promover encontros
mensais ou quinzenais com os pais dos alunos. As denúncias de vio-
lência e maus tratos contra crianças e adolescentes podem ser fei-
tas por qualquer pessoa; contudo, são obrigatórias para alguns pro-
fissionais, como os da saúde e da educação. Caso esses profissionais
tenham conhecimento de violência contra esse público e não a de-
nunciem, a legislação prevê multa de 3 a 20 salários de referência.
O Conselho Tutelar é o órgão responsável pelas denúncias e provi-
dências, mas também aceitam denúncias o Disque 100, a Vara da
Infância e da Juventude, a Promotoria de Justiça da Infância e da
Juventude e os conselhos de Defesa da Criança e do Adolescente.
“Como devo agir ao desconfiar que um aluno está
sendo vítima de violência familiar ou doméstica?
”
Precisa de ajuda em alguma situação do cotidiano escolar? Participe desta
seção: mande sua dúvida para o e-mail editorial@humanaeditorial.com.br
Bianca Acampora, psicopedagoga, professora e
coautora do livro Eduque sem bater (Wak Editora)
Beatriz Acampora, psicóloga, professora e coau-
tora do livro Eduque sem bater (Wak Editora).
ElaineBalata
Arquivopessoal

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Como professores devem agir em casos de violência contra crianças

O que são maus tratos e violência contra crianças e adolescentes?
O que são maus tratos e violência contra crianças e adolescentes?O que são maus tratos e violência contra crianças e adolescentes?
O que são maus tratos e violência contra crianças e adolescentes?Ellenpsicologia
 
Atps de politica social de atenção a criança, adolecente e idoso
Atps de politica social de atenção a criança, adolecente e idosoAtps de politica social de atenção a criança, adolecente e idoso
Atps de politica social de atenção a criança, adolecente e idosoFERNANDO SILVA VILHALVA
 
Sexualidade na Escola
Sexualidade na EscolaSexualidade na Escola
Sexualidade na EscolaLeandroFuzaro
 
Responsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentes
Responsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentesResponsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentes
Responsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentesCláudio Costa
 
Responsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentes
Responsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentesResponsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentes
Responsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentesCláudio Costa
 
Projeto saudavel crianca
Projeto saudavel criancaProjeto saudavel crianca
Projeto saudavel criancaprofpelizzer
 
Pilares da sexualidade encontro com professores mediadores 2013
Pilares da sexualidade   encontro com professores mediadores 2013Pilares da sexualidade   encontro com professores mediadores 2013
Pilares da sexualidade encontro com professores mediadores 2013Fernanda Rezende Pedroza
 
Violência em meio escolar
Violência em meio escolarViolência em meio escolar
Violência em meio escolarprojectopes
 
Projeto eproinfo 1
Projeto eproinfo 1Projeto eproinfo 1
Projeto eproinfo 1profpelizzer
 
Folhetim do Estudante - Ano VII - Núm. 60
Folhetim do Estudante - Ano VII - Núm. 60Folhetim do Estudante - Ano VII - Núm. 60
Folhetim do Estudante - Ano VII - Núm. 60Valter Gomes
 
Apresentação sobre Bulling - que fazemos com isso? Dra Daniela Vital Neurolog...
Apresentação sobre Bulling - que fazemos com isso? Dra Daniela Vital Neurolog...Apresentação sobre Bulling - que fazemos com isso? Dra Daniela Vital Neurolog...
Apresentação sobre Bulling - que fazemos com isso? Dra Daniela Vital Neurolog...Clínica Neurológica Vida Piracicaba
 
Por que as pessoas fazem bullying?
Por que as pessoas fazem bullying? Por que as pessoas fazem bullying?
Por que as pessoas fazem bullying? MuriloMorotti
 

Semelhante a Como professores devem agir em casos de violência contra crianças (20)

Bullying na escola
Bullying na escolaBullying na escola
Bullying na escola
 
CULMINÂNCIA.pptx
CULMINÂNCIA.pptxCULMINÂNCIA.pptx
CULMINÂNCIA.pptx
 
O que são maus tratos e violência contra crianças e adolescentes?
O que são maus tratos e violência contra crianças e adolescentes?O que são maus tratos e violência contra crianças e adolescentes?
O que são maus tratos e violência contra crianças e adolescentes?
 
Manual docentes
Manual docentesManual docentes
Manual docentes
 
Atps de politica social de atenção a criança, adolecente e idoso
Atps de politica social de atenção a criança, adolecente e idosoAtps de politica social de atenção a criança, adolecente e idoso
Atps de politica social de atenção a criança, adolecente e idoso
 
Setembro-Amarelo.pdf
Setembro-Amarelo.pdfSetembro-Amarelo.pdf
Setembro-Amarelo.pdf
 
Sexualidade na Escola
Sexualidade na EscolaSexualidade na Escola
Sexualidade na Escola
 
Responsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentes
Responsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentesResponsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentes
Responsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentes
 
Responsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentes
Responsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentesResponsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentes
Responsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentes
 
Projeto saudavel crianca
Projeto saudavel criancaProjeto saudavel crianca
Projeto saudavel crianca
 
Entrevista rosangela
Entrevista rosangelaEntrevista rosangela
Entrevista rosangela
 
Pilares da sexualidade encontro com professores mediadores 2013
Pilares da sexualidade   encontro com professores mediadores 2013Pilares da sexualidade   encontro com professores mediadores 2013
Pilares da sexualidade encontro com professores mediadores 2013
 
Violência em meio escolar
Violência em meio escolarViolência em meio escolar
Violência em meio escolar
 
Projeto eproinfo 1
Projeto eproinfo 1Projeto eproinfo 1
Projeto eproinfo 1
 
Folhetim do Estudante - Ano VII - Núm. 60
Folhetim do Estudante - Ano VII - Núm. 60Folhetim do Estudante - Ano VII - Núm. 60
Folhetim do Estudante - Ano VII - Núm. 60
 
Apresentação sobre Bulling - que fazemos com isso? Dra Daniela Vital Neurolog...
Apresentação sobre Bulling - que fazemos com isso? Dra Daniela Vital Neurolog...Apresentação sobre Bulling - que fazemos com isso? Dra Daniela Vital Neurolog...
Apresentação sobre Bulling - que fazemos com isso? Dra Daniela Vital Neurolog...
 
Por que as pessoas fazem bullying?
Por que as pessoas fazem bullying? Por que as pessoas fazem bullying?
Por que as pessoas fazem bullying?
 
Bullying liliana (1)
Bullying liliana (1)Bullying liliana (1)
Bullying liliana (1)
 
Bullying na adolescência
Bullying na adolescênciaBullying na adolescência
Bullying na adolescência
 
4 1887 violencia cr e adolesc
4 1887 violencia cr e adolesc4 1887 violencia cr e adolesc
4 1887 violencia cr e adolesc
 

Último

Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoSilvaDias3
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 

Último (20)

Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 

Como professores devem agir em casos de violência contra crianças

  • 1. 10 Profissão Mestre outubro 2014 C rianças que são educadas por meio da força física, que são abu- sadas ou negligenciadas tendem a ter dificuldades de apren- dizagem por problemas emocionais e déficits no amadureci- mento cognitivo-afetivo. Os professores devem observar as crianças, avaliar como elas se relacionam consigo mesmas e com os colegas de classe. Além disso, devem criar espaços para a expressão das emo- ções e encaminhar os casos suspeitos aos profissionais de pedago- gia e de psicologia, que devem atuar para que o caso tenha o devido tratamento, seja por meio da formação de grupos de trabalho sobre o tema, seja por encaminhamentos. Para lidar com o tema da vio- lência doméstica, a gestão e os docentes podem promover encontros mensais ou quinzenais com os pais dos alunos. As denúncias de vio- lência e maus tratos contra crianças e adolescentes podem ser fei- tas por qualquer pessoa; contudo, são obrigatórias para alguns pro- fissionais, como os da saúde e da educação. Caso esses profissionais tenham conhecimento de violência contra esse público e não a de- nunciem, a legislação prevê multa de 3 a 20 salários de referência. O Conselho Tutelar é o órgão responsável pelas denúncias e provi- dências, mas também aceitam denúncias o Disque 100, a Vara da Infância e da Juventude, a Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude e os conselhos de Defesa da Criança e do Adolescente. “Como devo agir ao desconfiar que um aluno está sendo vítima de violência familiar ou doméstica? ” Precisa de ajuda em alguma situação do cotidiano escolar? Participe desta seção: mande sua dúvida para o e-mail editorial@humanaeditorial.com.br Bianca Acampora, psicopedagoga, professora e coautora do livro Eduque sem bater (Wak Editora) Beatriz Acampora, psicóloga, professora e coau- tora do livro Eduque sem bater (Wak Editora). ElaineBalata Arquivopessoal