O e-mail marketing morreu? Não, ele está se reinventando
o uso indiscriminado do E-mail.
Com a popularização da Internet e do e-mail nos
anos 90, várias empresas descobriram o pod...
o e-mail marketing no Brasil.

O e-mail marketing começou a ser utilizado no
Brasil por volta do ano 2000, segundo a
Assoc...
Posteriormente, empresas de comércio
eletrônico (e-commerce) começaram a utilizá-lo
sem moderação.
Seu uso teve início de ...
a volta do e-mail Marketing.

Atualmente esse cenário, que no início era
promissor e decaiu perante o público,
começou a c...
Além disso, o avanço da tecnologia anti-spam
vem ajudando esse usuário a filtrar o que ele
não quer ter em sua caixa de en...
o e-commerce e o e-mail Marketing.

Outro ponto que vem gerando resultados
positivos ao e-mail marketing é o número
cresce...
crie o seu Mailing.

Com relação ao mailing, nunca compre ou
troque essa lista de e-mails. Ela deve ser
montada por meio d...
sim! O título faz Diferença.

Além de possuir um conteúdo que seja
relevante a esse usuário, antes mesmo que
ele abra sua ...
propaganda X Conteúdo.

Se depois de criar sua lista, elaborar conteúdo
específico e relevante no e-mail, dar um título
at...
O uso exagerado de conteúdo comercial pode
fazer com que todo esse trabalho não gere os
resultados esperados. Dito isso, a...
o acesso Mobile.

Outro fator que tem aumentado o índice de
alcance do e-mail marketing é o crescente
número de smartphone...
e Agora?

Não existe uma fórmula pronta para o
sucesso em sua campanha de e-mail
marketing, mas após apresentar o cenário
...
Engajamento.
Portanto, daqui pra frente gere engajamento
e interação que os resultados virão de forma
satisfatória para su...
Valeu pessoal,

grande Abraço!

Para saber mais, acesse.

b2mdigital.com.br
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O e-mail marketing morreu? Não, ele está se reinventando.

333 visualizações

Publicada em

O e-mail marketing morreu? Não, ele está se reinventando

Uso indiscriminado do e-mail
Com a popularização da Internet e do e-mail nos anos 90, várias empresas descobriram o poder que o envio de uma mensagem instantânea para várias pessoas, com apenas um clique, poderia representar no aumento de seus resultados.
Dessa forma o e-mail marketing começou a ser utilizado sem critérios e de maneira indiscriminada, o que fez com que essa importante ferramenta perdesse sua credibilidade e eficiência com o passar dos anos, criando rejeição por parte de muitos usuários.
O e-mail marketing no Brasil
O e-mail marketing começou a ser utilizado no Brasil por volta do ano 2000, segundo a Associação Brasileira de Marketing Direto (ABEMD), estimulado por portais que começaram a compartilhar sua base de e-mails para qualquer empresa que quisesse adquiri-los.
Posteriormente, empresas de comércio eletrônico (e-commerce) começaram a utilizá-lo sem moderação. Seu uso teve início de forma generalizada, sendo utilizada como meio de comunicação de massa e sem o pensamento de criar relacionamento mais próximo com o público.
A volta do e-mail marketing
Atualmente esse cenário, que no início era promissor e decaiu perante o público, começou a crescer novamente pautado em uma comunicação que faz uso de e-mails marketing com mensagens personalizadas, tendo como base os interesses e o perfil de cada usuário. Além disso, o avanço da tecnologia anti-spam vem ajudando esse usuário a filtrar o que ele não quer ter em sua caixa de entrada e fazendo com que o criador do e-mail se esforce para ser mais relevante. Para que a mensagem não seja considerada um spam, um dos critérios que os filtros utilizam é o nível de interação, ou seja, caso você não gere engajamento, provavelmente sua mensagem será encaminhada para a lixeira do usuário.
O e-commerce e o e-mail marketing
Outro ponto que vem gerando resultados positivos ao e-mail marketing é o número crescente de e-consumidores, que no Brasil já somam 37,6 milhões de pessoas. A divulgação personalizada de produtos e serviços a esses usuários está gerando um taxa de conversão enorme para muitas empresas que possuem e-commerce.
Crie o seu mailing
Com relação ao mailing, nunca compre ou troque essa lista de e-mails. Ela deve ser montada por meio de autorização dos próprios usuários, ou seja, em algum momento ele tem que ter aceitado receber essa mensagem em sua caixa de entrada.
Sim! O título faz diferença.
Além de possuir um conteúdo que seja relevante a esse usuário, antes mesmo que ele abra sua mensagem, o título do e-mail deve resumir de forma simples e atrativa o que ele vai encontrar ao abri-lo. Dica importante, gere curiosidade no seu futuro cliente a partir do título do e-mail.

Publicada em: Marketing
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
333
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
0
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O e-mail marketing morreu? Não, ele está se reinventando.

  1. 1. O e-mail marketing morreu? Não, ele está se reinventando
  2. 2. o uso indiscriminado do E-mail. Com a popularização da Internet e do e-mail nos anos 90, várias empresas descobriram o poder que o envio de uma mensagem instantânea para várias pessoas, com apenas um clique, poderia representar no aumento de seus resultados. Dessa forma o e-mail marketing começou a ser utilizado sem critérios e de maneira indiscriminada, o que fez com que essa importante ferramenta perdesse sua credibilidade e eficiência com o passar dos anos, criando rejeição por parte de muitos usuários.
  3. 3. o e-mail marketing no Brasil. O e-mail marketing começou a ser utilizado no Brasil por volta do ano 2000, segundo a Associação Brasileira de Marketing Direto (ABEMD), estimulado por portais que começaram a compartilhar sua base de e-mails para qualquer empresa que quisesse adquiri-los.
  4. 4. Posteriormente, empresas de comércio eletrônico (e-commerce) começaram a utilizá-lo sem moderação. Seu uso teve início de forma generalizada, sendo utilizada como meio de comunicação de massa e sem o pensamento de criar relacionamento mais próximo com o público.
  5. 5. a volta do e-mail Marketing. Atualmente esse cenário, que no início era promissor e decaiu perante o público, começou a crescer novamente pautado em uma comunicação que faz uso de e-mails marketing com mensagens personalizadas, tendo como base os interesses e o perfil de cada usuário.
  6. 6. Além disso, o avanço da tecnologia anti-spam vem ajudando esse usuário a filtrar o que ele não quer ter em sua caixa de entrada e fazendo com que o criador do e-mail se esforce para ser mais relevante. Para que a mensagem não seja considerada um spam, um dos critérios que os filtros utilizam é o nível de interação, ou seja, caso você não gere engajamento, provavelmente sua mensagem será encaminhada para a lixeira do usuário.
  7. 7. o e-commerce e o e-mail Marketing. Outro ponto que vem gerando resultados positivos ao e-mail marketing é o número crescente de e-consumidores, que no Brasil já somam 37,6 milhões de pessoas. A divulgação personalizada de produtos e serviços a esses usuários está gerando um taxa de conversão enorme para muitas empresas que possuem e-commerce.
  8. 8. crie o seu Mailing. Com relação ao mailing, nunca compre ou troque essa lista de e-mails. Ela deve ser montada por meio de autorização dos próprios usuários, ou seja, em algum momento ele tem que ter aceitado receber essa mensagem em sua caixa de entrada.
  9. 9. sim! O título faz Diferença. Além de possuir um conteúdo que seja relevante a esse usuário, antes mesmo que ele abra sua mensagem, o título do e-mail deve resumir de forma simples e atrativa o que ele vai encontrar ao abri-lo. Dica importante, gere curiosidade no seu futuro cliente a partir do título do e-mail.
  10. 10. propaganda X Conteúdo. Se depois de criar sua lista, elaborar conteúdo específico e relevante no e-mail, dar um título atrativo à ele, após sua mensagem não ter ido para lixeira do usuário e enfim ele abrir essa mensagem, com certeza esse futuro cliente não vai querer ser bombardeado por apenas propagandas da sua empresa.
  11. 11. O uso exagerado de conteúdo comercial pode fazer com que todo esse trabalho não gere os resultados esperados. Dito isso, antes de encaminhar qualquer propaganda dos seus produtos ou serviços, crie um laço de confiança com o seu usuário, faça com que ele se sinta especial por receber conteúdo “exclusivo” da sua empresa, após isso você pode começar a fazer divulgação com um cunho mais comercial, mas lembre-se, faça isso com moderação.
  12. 12. o acesso Mobile. Outro fator que tem aumentado o índice de alcance do e-mail marketing é o crescente número de smartphones vendidos , pois segundo o International Data Corporation (IDC) as vendas de smartphones irão superar a quantidade de celulares simples no mundo em 2013, possibilitando acesso móvel (inclusive dos seus e-mails) a muitas pessoas em qualquer lugar que elas estejam. Mas, esse já é assunto para outro artigo.
  13. 13. e Agora? Não existe uma fórmula pronta para o sucesso em sua campanha de e-mail marketing, mas após apresentar o cenário (promissor e crescente após certa crise) em que essa ferramenta se encontra e algumas dicas, com certeza você já pode começar a se destacar na caixa de entrada dos seus usuários. Vale lembrar que o uso apenas dessa ferramenta não irá salvar sua campanha na web, ela deve complementar e estar ao lado de outras ações em outras mídias para alcançar seus objetivos.
  14. 14. Engajamento. Portanto, daqui pra frente gere engajamento e interação que os resultados virão de forma satisfatória para sua empresa.
  15. 15. Valeu pessoal, grande Abraço! Para saber mais, acesse. b2mdigital.com.br

×