SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
Olá, aluno(a)! Está com dificuldade ou sem tempo para elaborar
essa MAPA? Iremos te ajudar!
Entre em contato
(63) 99129-5554
MAPA – GFIN - GESTÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DO
PREÇO DE VENDA - 53/2023
Chegou o momento de explorar, de forma PRATICA, os conteúdos aprendidos na disciplina
Gestão de Custos e Formação do Preço de Venda! Para isso, você precisa cumprir três eta-
pas, a saber:
Primeira etapa: LER atentamente o texto de apoio.
Segunda etapa: CONSIDERAR a e REALIZAR a atividade.
Terceira etapa: ENVIAR a atividade solicitada.
PRIMEIRA ETAPA: AQUECIMENTO: leitura do texto de apoio
Ontem, pelo WhatsApp, um amigo entrou em contato com você para conversar sobre um
assunto e tirar algumas dúvidas. Ele acredita que você, por estar estudando na disciplina de
Gestão de Custos e Formação de Preços de Venda, pode contribuir com uma decisão que
ele precisa tomar.
Atualmente, esse seu amigo é funcionário em uma empresa, trabalha das 4 horas da ma-
nhã até as 13 horas (uma jornada de 40 horas semanais) e não está contente com o seu
desgaste físico e emocional e busca uma nova oportunidade de modificar sua fonte de gera-
ção de renda. Ele tem a remuneração líquida (valor líquido depois de todos os descontos e
acrescido o vale alimentação) de R$ 1.800,00 ao mês.
Surgiu para ele a oportunidade de assumir a produção de uma artesanal de brownies, a
qual está estruturada e, inclusive, com comércio garantido, pois o dono da indústria quer
alugar a estrutura para alguém e garante a compra de uma determinada quantia da produ-
ção.
SEGUNDA ETAPA:
Dentre os custos fixos dessa , já estão estabelecidos e não variarão de acordo com a pro-
dução realizada (pois são pagos diretamente ao proprietário da estrutura) R$ 1.500,00 de
aluguel da estrutura, com todos os equipamentos; R$ 500,00 de energia elétrica (indepen-
dente do uso); R$ 200,00 de conta de uso de água (independente do uso); e R$ 400,00 de
limpeza (fixo, independente do uso). Para formalizar essa atividade, o seu amigo terá que
registrar um CNPJ MEI, o qual tem a contribuição mensal de R$ 67,00, que corresponde ao
INSS, ICMS e ISS. O proprietário da (que está alugando-a) garante a compra de 300 unida-
des de brownies por mês no valor de R$ 10,00 a unidade.
A receita, que rende 10 unidades, já está estabelecida em um manual chamado de POP
(Procedimento Operacional Padrão) e, resumidamente, é assim: 2 xícaras de achocolatado
em pó (180g); 1 xícara de farinha de trigo (160 g); 1 xícara de açúcar (120 g); 1 xícara de
manteiga (200 g); e 4 ovos. O tempo de preparo da receita (manuseio dos ingredientes) é
de 30 minutos, e o tempo de forno a gás é de 30 minutos, o que corresponde a, aproxima-
damente, R$ 1,00 por receita. No período em que uma receita está no forno, o trabalhador
deverá limpar os itens utilizados no seu preparo e organizar os itens da próxima receita, o
que lhe permite fazer uma receita por hora.
Essa receita rende 10 pedaços, e o custo de embalagens para essas 10 unidades é de R$
3,00. O custo dos ingredientes no dia de hoje são: chocolate em pó, R$ 45,00/kg; farinha de
trigo, R$ 9,00/kg; açúcar, R$ 6,00/kg; manteiga, R$ 25,00/kg; ovos, R$ 12,00 a dúzia.
A dúvida que o seu amigo tem é se, ao assumir essa , ele terá condições, com o contrato
assumido de venda (300 unidades por mês = 30 receitas), de sanar todas os custos e as
despesas do processo produtivo e, ainda, obter a mesma renda (sobra ou lucro) que recebe
enquanto empregado (ele não está levando em consideração férias, 13º, INSS, FGTS, e ou-
tras contribuições que o seu cargo com carteira assinada lhe proporciona). Para poder
aconselhá-lo, você precisará fazer as seguintes análises:
1. Qual é o gasto (custo e despesa) fixo que ele terá com essa atividade? (Sistematize as
informações, faça o cálculo de forma detalhada, classifique os gastos como Custo ou Des-
pesa e justifique por que você chegou a esse resultado).
2. Qual é o gasto (custo e despesa) variável vinculado à cada receita? (Sistematize as infor-
mações, faça o cálculo de forma detalhada e justifique por que você chegou a esse resul-
tado).
3. Qual é o rendimento financeiro (receita bruta) de cada receita, levando em consideração
o valor de oportunidade dado pelo contrato de venda.
4. Qual é a margem de contribuição de cada receita? Qual é a margem de contribuição do
contrato, (Faça o cálculo de forma detalhada e justifique por que você chegou a esse resul-
tado).
5. Com o contrato, o seu amigo conseguirá atingir o ponto de equilíbrio contábil? (Responda
essa questão apresentando o cálculo de forma detalhada e justifique por que você chegou a
esse resultado).
6. Qual é o volume de produção que seu amigo terá que operacionalizar para que ele obte-
nha uma sobra (ou lucro), no mínimo, igual ao salário líquido que ele tem como empregado?
(Indique qual ponto de equilíbrio será utilizado para chegar a esse cálculo, realize o cálculo
e justifique suas escolhas). Ele deve largar o seu emprego e assumir a produção dessa. Se
não, por quê? Se sim, em quais condições comerciais?

Mais conteúdo relacionado

Mais de AzulAssessoriaAcadmi7

2.f) Calcule a corrente eficaz na carga para a situação 2.c).
2.f) Calcule a corrente eficaz na carga para a situação 2.c).2.f) Calcule a corrente eficaz na carga para a situação 2.c).
2.f) Calcule a corrente eficaz na carga para a situação 2.c).AzulAssessoriaAcadmi7
 
2.d) Para a situação descrita em 2.c), calcule a corrente média na carga.
2.d) Para a situação descrita em 2.c), calcule a corrente média na carga.2.d) Para a situação descrita em 2.c), calcule a corrente média na carga.
2.d) Para a situação descrita em 2.c), calcule a corrente média na carga.AzulAssessoriaAcadmi7
 
2.d) Para a situação descrita em 2.c), calcule a corrente média na carga.
2.d) Para a situação descrita em 2.c), calcule a corrente média na carga.2.d) Para a situação descrita em 2.c), calcule a corrente média na carga.
2.d) Para a situação descrita em 2.c), calcule a corrente média na carga.AzulAssessoriaAcadmi7
 
1.2.d) Calcule a potência média dissipada na chave em relação ao ciclo de cha...
1.2.d) Calcule a potência média dissipada na chave em relação ao ciclo de cha...1.2.d) Calcule a potência média dissipada na chave em relação ao ciclo de cha...
1.2.d) Calcule a potência média dissipada na chave em relação ao ciclo de cha...AzulAssessoriaAcadmi7
 
1.2.d) Calcule a potência média dissipada na chave em relação ao ciclo de cha...
1.2.d) Calcule a potência média dissipada na chave em relação ao ciclo de cha...1.2.d) Calcule a potência média dissipada na chave em relação ao ciclo de cha...
1.2.d) Calcule a potência média dissipada na chave em relação ao ciclo de cha...AzulAssessoriaAcadmi7
 
1.2.c) Calcule a potência máxima dissipada durante a ligação da chave;
1.2.c) Calcule a potência máxima dissipada durante a ligação da chave;1.2.c) Calcule a potência máxima dissipada durante a ligação da chave;
1.2.c) Calcule a potência máxima dissipada durante a ligação da chave;AzulAssessoriaAcadmi7
 
1.2.c) Calcule a potência máxima dissipada durante a ligação da chave;
1.2.c) Calcule a potência máxima dissipada durante a ligação da chave;1.2.c) Calcule a potência máxima dissipada durante a ligação da chave;
1.2.c) Calcule a potência máxima dissipada durante a ligação da chave;AzulAssessoriaAcadmi7
 
1.1.d) Calcule a eficiência da transferência de potência.
1.1.d) Calcule a eficiência da transferência de potência.1.1.d) Calcule a eficiência da transferência de potência.
1.1.d) Calcule a eficiência da transferência de potência.AzulAssessoriaAcadmi7
 
1.1.d) Calcule a eficiência da transferência de potência.
1.1.d) Calcule a eficiência da transferência de potência.1.1.d) Calcule a eficiência da transferência de potência.
1.1.d) Calcule a eficiência da transferência de potência.AzulAssessoriaAcadmi7
 
1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...
1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...
1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...AzulAssessoriaAcadmi7
 
1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...
1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...
1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...AzulAssessoriaAcadmi7
 
1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...
1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...
1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...AzulAssessoriaAcadmi7
 
1.1.b) Ainda considerando a chave Q1 ideal, calcule o valor médio da potência...
1.1.b) Ainda considerando a chave Q1 ideal, calcule o valor médio da potência...1.1.b) Ainda considerando a chave Q1 ideal, calcule o valor médio da potência...
1.1.b) Ainda considerando a chave Q1 ideal, calcule o valor médio da potência...AzulAssessoriaAcadmi7
 
1.1.b) Ainda considerando a chave Q1 ideal, calcule o valor médio da potência...
1.1.b) Ainda considerando a chave Q1 ideal, calcule o valor médio da potência...1.1.b) Ainda considerando a chave Q1 ideal, calcule o valor médio da potência...
1.1.b) Ainda considerando a chave Q1 ideal, calcule o valor médio da potência...AzulAssessoriaAcadmi7
 
1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...
1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...
1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...AzulAssessoriaAcadmi7
 
1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...
1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...
1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...AzulAssessoriaAcadmi7
 
1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...
1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...
1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...AzulAssessoriaAcadmi7
 
1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;
1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;
1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;AzulAssessoriaAcadmi7
 
1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;
1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;
1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;AzulAssessoriaAcadmi7
 
1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;
1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;
1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;AzulAssessoriaAcadmi7
 

Mais de AzulAssessoriaAcadmi7 (20)

2.f) Calcule a corrente eficaz na carga para a situação 2.c).
2.f) Calcule a corrente eficaz na carga para a situação 2.c).2.f) Calcule a corrente eficaz na carga para a situação 2.c).
2.f) Calcule a corrente eficaz na carga para a situação 2.c).
 
2.d) Para a situação descrita em 2.c), calcule a corrente média na carga.
2.d) Para a situação descrita em 2.c), calcule a corrente média na carga.2.d) Para a situação descrita em 2.c), calcule a corrente média na carga.
2.d) Para a situação descrita em 2.c), calcule a corrente média na carga.
 
2.d) Para a situação descrita em 2.c), calcule a corrente média na carga.
2.d) Para a situação descrita em 2.c), calcule a corrente média na carga.2.d) Para a situação descrita em 2.c), calcule a corrente média na carga.
2.d) Para a situação descrita em 2.c), calcule a corrente média na carga.
 
1.2.d) Calcule a potência média dissipada na chave em relação ao ciclo de cha...
1.2.d) Calcule a potência média dissipada na chave em relação ao ciclo de cha...1.2.d) Calcule a potência média dissipada na chave em relação ao ciclo de cha...
1.2.d) Calcule a potência média dissipada na chave em relação ao ciclo de cha...
 
1.2.d) Calcule a potência média dissipada na chave em relação ao ciclo de cha...
1.2.d) Calcule a potência média dissipada na chave em relação ao ciclo de cha...1.2.d) Calcule a potência média dissipada na chave em relação ao ciclo de cha...
1.2.d) Calcule a potência média dissipada na chave em relação ao ciclo de cha...
 
1.2.c) Calcule a potência máxima dissipada durante a ligação da chave;
1.2.c) Calcule a potência máxima dissipada durante a ligação da chave;1.2.c) Calcule a potência máxima dissipada durante a ligação da chave;
1.2.c) Calcule a potência máxima dissipada durante a ligação da chave;
 
1.2.c) Calcule a potência máxima dissipada durante a ligação da chave;
1.2.c) Calcule a potência máxima dissipada durante a ligação da chave;1.2.c) Calcule a potência máxima dissipada durante a ligação da chave;
1.2.c) Calcule a potência máxima dissipada durante a ligação da chave;
 
1.1.d) Calcule a eficiência da transferência de potência.
1.1.d) Calcule a eficiência da transferência de potência.1.1.d) Calcule a eficiência da transferência de potência.
1.1.d) Calcule a eficiência da transferência de potência.
 
1.1.d) Calcule a eficiência da transferência de potência.
1.1.d) Calcule a eficiência da transferência de potência.1.1.d) Calcule a eficiência da transferência de potência.
1.1.d) Calcule a eficiência da transferência de potência.
 
1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...
1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...
1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...
 
1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...
1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...
1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...
 
1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...
1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...
1.1.c) A partir dos itens anteriores, qual o valor médio da potência na chave...
 
1.1.b) Ainda considerando a chave Q1 ideal, calcule o valor médio da potência...
1.1.b) Ainda considerando a chave Q1 ideal, calcule o valor médio da potência...1.1.b) Ainda considerando a chave Q1 ideal, calcule o valor médio da potência...
1.1.b) Ainda considerando a chave Q1 ideal, calcule o valor médio da potência...
 
1.1.b) Ainda considerando a chave Q1 ideal, calcule o valor médio da potência...
1.1.b) Ainda considerando a chave Q1 ideal, calcule o valor médio da potência...1.1.b) Ainda considerando a chave Q1 ideal, calcule o valor médio da potência...
1.1.b) Ainda considerando a chave Q1 ideal, calcule o valor médio da potência...
 
1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...
1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...
1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...
 
1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...
1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...
1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...
 
1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...
1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...
1.1.a) Considerando a chave Q1 como ideal calcule o valor médio da corrente n...
 
1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;
1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;
1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;
 
1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;
1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;
1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;
 
1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;
1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;
1.2.b) Calcule a potência média dissipada na chave durante o estado bloqueado;
 

Último

Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfSandra Pratas
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfRafaela Vieira
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonRosiniaGonalves
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.pptDaniloConceiodaSilva
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 

Último (20)

Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 

Análise da viabilidade de produção de brownies

  • 1. Olá, aluno(a)! Está com dificuldade ou sem tempo para elaborar essa MAPA? Iremos te ajudar! Entre em contato (63) 99129-5554 MAPA – GFIN - GESTÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA - 53/2023 Chegou o momento de explorar, de forma PRATICA, os conteúdos aprendidos na disciplina Gestão de Custos e Formação do Preço de Venda! Para isso, você precisa cumprir três eta- pas, a saber: Primeira etapa: LER atentamente o texto de apoio. Segunda etapa: CONSIDERAR a e REALIZAR a atividade. Terceira etapa: ENVIAR a atividade solicitada. PRIMEIRA ETAPA: AQUECIMENTO: leitura do texto de apoio Ontem, pelo WhatsApp, um amigo entrou em contato com você para conversar sobre um assunto e tirar algumas dúvidas. Ele acredita que você, por estar estudando na disciplina de Gestão de Custos e Formação de Preços de Venda, pode contribuir com uma decisão que ele precisa tomar.
  • 2. Atualmente, esse seu amigo é funcionário em uma empresa, trabalha das 4 horas da ma- nhã até as 13 horas (uma jornada de 40 horas semanais) e não está contente com o seu desgaste físico e emocional e busca uma nova oportunidade de modificar sua fonte de gera- ção de renda. Ele tem a remuneração líquida (valor líquido depois de todos os descontos e acrescido o vale alimentação) de R$ 1.800,00 ao mês. Surgiu para ele a oportunidade de assumir a produção de uma artesanal de brownies, a qual está estruturada e, inclusive, com comércio garantido, pois o dono da indústria quer alugar a estrutura para alguém e garante a compra de uma determinada quantia da produ- ção. SEGUNDA ETAPA: Dentre os custos fixos dessa , já estão estabelecidos e não variarão de acordo com a pro- dução realizada (pois são pagos diretamente ao proprietário da estrutura) R$ 1.500,00 de aluguel da estrutura, com todos os equipamentos; R$ 500,00 de energia elétrica (indepen- dente do uso); R$ 200,00 de conta de uso de água (independente do uso); e R$ 400,00 de limpeza (fixo, independente do uso). Para formalizar essa atividade, o seu amigo terá que registrar um CNPJ MEI, o qual tem a contribuição mensal de R$ 67,00, que corresponde ao INSS, ICMS e ISS. O proprietário da (que está alugando-a) garante a compra de 300 unida- des de brownies por mês no valor de R$ 10,00 a unidade. A receita, que rende 10 unidades, já está estabelecida em um manual chamado de POP (Procedimento Operacional Padrão) e, resumidamente, é assim: 2 xícaras de achocolatado em pó (180g); 1 xícara de farinha de trigo (160 g); 1 xícara de açúcar (120 g); 1 xícara de manteiga (200 g); e 4 ovos. O tempo de preparo da receita (manuseio dos ingredientes) é de 30 minutos, e o tempo de forno a gás é de 30 minutos, o que corresponde a, aproxima- damente, R$ 1,00 por receita. No período em que uma receita está no forno, o trabalhador deverá limpar os itens utilizados no seu preparo e organizar os itens da próxima receita, o que lhe permite fazer uma receita por hora. Essa receita rende 10 pedaços, e o custo de embalagens para essas 10 unidades é de R$ 3,00. O custo dos ingredientes no dia de hoje são: chocolate em pó, R$ 45,00/kg; farinha de trigo, R$ 9,00/kg; açúcar, R$ 6,00/kg; manteiga, R$ 25,00/kg; ovos, R$ 12,00 a dúzia. A dúvida que o seu amigo tem é se, ao assumir essa , ele terá condições, com o contrato assumido de venda (300 unidades por mês = 30 receitas), de sanar todas os custos e as despesas do processo produtivo e, ainda, obter a mesma renda (sobra ou lucro) que recebe enquanto empregado (ele não está levando em consideração férias, 13º, INSS, FGTS, e ou- tras contribuições que o seu cargo com carteira assinada lhe proporciona). Para poder aconselhá-lo, você precisará fazer as seguintes análises: 1. Qual é o gasto (custo e despesa) fixo que ele terá com essa atividade? (Sistematize as informações, faça o cálculo de forma detalhada, classifique os gastos como Custo ou Des- pesa e justifique por que você chegou a esse resultado). 2. Qual é o gasto (custo e despesa) variável vinculado à cada receita? (Sistematize as infor- mações, faça o cálculo de forma detalhada e justifique por que você chegou a esse resul- tado). 3. Qual é o rendimento financeiro (receita bruta) de cada receita, levando em consideração o valor de oportunidade dado pelo contrato de venda.
  • 3. 4. Qual é a margem de contribuição de cada receita? Qual é a margem de contribuição do contrato, (Faça o cálculo de forma detalhada e justifique por que você chegou a esse resul- tado). 5. Com o contrato, o seu amigo conseguirá atingir o ponto de equilíbrio contábil? (Responda essa questão apresentando o cálculo de forma detalhada e justifique por que você chegou a esse resultado). 6. Qual é o volume de produção que seu amigo terá que operacionalizar para que ele obte- nha uma sobra (ou lucro), no mínimo, igual ao salário líquido que ele tem como empregado? (Indique qual ponto de equilíbrio será utilizado para chegar a esse cálculo, realize o cálculo e justifique suas escolhas). Ele deve largar o seu emprego e assumir a produção dessa. Se não, por quê? Se sim, em quais condições comerciais?