Roma

6.414 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.414
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
99
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
332
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Roma

  1. 1. Antigüidade Clássica Roma Profª. Auxiliadora
  2. 2. Características geográficas/ Primeiros habitantes <ul><li>Localização – Península Itálica </li></ul><ul><li>Solo mais fértil que o da Grécia </li></ul><ul><li>Era ocupada por: italiotas – gauleses -sabinos - ETRUSCOS e LATINOS, gregos . </li></ul>
  3. 3. Origem Lendária -753 a.C. Irmãos Rômulo e Remo Rômulo e Remo História de Roma
  4. 4. Origem Histórica – Fundada pelos latinos, por volta do ano 1.000 a.C.
  5. 5. Periodização Romana <ul><li>Monarquia (fundação – 509 a.C.) </li></ul><ul><li>República (509 - 27 a.C.) </li></ul><ul><li>Império (27 a.C. – 476 d.C.) </li></ul><ul><li>Alto Império – (27 a.C. - 235 d.C.) </li></ul><ul><li>Baixo Império – (235 – 476) </li></ul>
  6. 6. Período da Monarquia (fundação até 509 a.C.) Organização Política <ul><li>Rei (REX) – Exercia funções executivas, religiosa e judiciária </li></ul><ul><li>Senado ou Conselho dos Anciãos – Composto por 300 patrícios. Legislavam e fiscalizavam o Rei. </li></ul>
  7. 7. Sociedade - Monarquia Clientes – agregados dos patrícios (grau de parentesco distante) PLEBEUS – pequenos proprietários, artesãos, comerciantes e camponeses PATRÍCIOS – proprietários de terras (fundadores de Roma) ESCRAVOS (EM NÚMERO REDUZIDO)
  8. 8. Economia <ul><li>Predomínio da Agricultura </li></ul><ul><li>Mão-de-obra – Livre </li></ul><ul><li>Neste período o número de escravos era reduzido </li></ul>
  9. 9. PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA <ul><li>509 a.C. Tarqüínio, o Soberbo é deposto pelos patrícios (causa - beneficiava os plebeus) </li></ul>
  10. 10. República (509 - 27 a.C.) <ul><li>A República romana nasceu totalmente oligárquica e elitista, uma vez que, todos os cargos políticos eram exercidos pelos patrícios </li></ul>
  11. 11. ESTRUTURA ADMINISTRATIVA - REPÚBLICA SENADO – formado por patrícios CÔNSULES- eleitos por um ano DITADOR PRETOR Justiça CENSOR Censo populacional A. CENTURIAL QUESTOR Administração EDIL Conservação pública PONTÍFICE Culto religiosos ASS. CURIAL Assuntos religiosos ASS. TRIBAL Nomeava edis E questores
  12. 12. CONFLITOS ENTRE: Patrícios X Plebeus <ul><li>494 a.C. – Revolta Monte Sagrado - 2 tribunos da plebe - em 471 a.C. passaram para 10 tribunos </li></ul><ul><li>450 a.C. – Lei das 12 Tábuas (leis escritas) </li></ul><ul><li>445 a.C. – Lei Canuléia (união matrimonial entre Patrícios e Plebeus) </li></ul><ul><li>367 a.C. – Leis Licínias (Abolição da escravidão por dívidas/acesso ao consulado/plebeus acesso as terras do estado) </li></ul><ul><li>300 a.C. – Lei Olgúnia (acesso as todas as magistraturas) </li></ul><ul><li>287 a.C. – Lei do Plebiscito (decisões tomadas pelos plebeus em assembleia teriam força p/ todo Estado Romano) </li></ul><ul><li>286 a.C. Lei Hortência (equiparação entre patrícios e plebeus) </li></ul>
  13. 13. As conquistas Romanas <ul><li>1ª Fase (V a.C. – III a.C.) – Marcou a conquista da Península Itálica </li></ul>
  14. 14. A Expansão Romana 2ª Fase (Séc. III a.C. – II a.C.)
  15. 15. Guerras Púnicas : Roma x Cartago (264 a.C. – 146 a.C.) <ul><li>Cartago era uma ex-colônia fenícia situada no norte da África. Tinha uma população de 250 mil habitantes e controlava o comércio no Mediterrâneo ocidental. </li></ul><ul><li>A vitória romana ocasionou o controle do Mediterrâneo ocidental que passou a ser chamado de Mare Nostrum </li></ul>
  16. 16. III Fase (II a.C. – II d.C.) Apogeu do expansionismo romano
  17. 17. Consequências da Expansão Romana <ul><li>Econômicas </li></ul><ul><li>Economia romana tornou-se mercantil </li></ul><ul><li>Escravismo adotado em grande escala </li></ul><ul><li>Concentração fundiária </li></ul><ul><li>Dependente da mão-de-obra escrava </li></ul>
  18. 18. Consequências da Expansão Romana <ul><li>Culturais </li></ul><ul><li>Importação de cultura, hábitos e valores orientais </li></ul><ul><li>Desintegração das famílias (divórcio) </li></ul><ul><li>Cosmopolitismo </li></ul>
  19. 19. CONSEQÜÊNCIAS DA EXPANSÃO <ul><li>Novas Classes sociais </li></ul>Camada Senatorial - Aristocracia Cavaleiros e ou homens novos (plebeus enriquecidos) Clientes e proletários Escravos (em grande quantidade)
  20. 20. Consequências da Expansão Romana <ul><li>Políticas </li></ul><ul><li>Enfraquecimento do Senado e das Instituições Republicanas </li></ul><ul><li>Fortalecimento do Exército e dos generais </li></ul>
  21. 21. A CRISE REPUBLICANA <ul><li>Os irmãos Graco </li></ul><ul><li>133 a.C. Tibério Graco – Reforma Agrária (limitava a posse das terras em 310 acres) </li></ul><ul><li>123 aC. Caio Graco – Reforma Agrária / Lei Frumentária (venda do trigo mais barato aos plebeus) </li></ul><ul><li>Ambos executados </li></ul>República (509 - 27 a.C.)
  22. 22. As Lutas Civis <ul><li>Gal. Mário (defensor da plebe) eleito cônsul por seis vezes : exército de assalariados </li></ul><ul><li>Gal. Sila (defensor da aristocracia) – estabeleceu uma ditadura militar, expulsando e perseguindo os antigos seguidores de Mário (Proscrições de Sila) </li></ul>República (509 - 27 a.C.)
  23. 23. PRIMEIRO TRIUNVIRATO- 60 a.C. Pompeu – Crasso – Júlio César VENI, VIDI,VICI República (509 - 27 a.C.)
  24. 24. O assassinato de Júlio César <ul><li>Júlio César fez a redistribuição de terras </li></ul><ul><li>Organizou um novo calendário – Juliano </li></ul><ul><li>Reduziu os poderes do senado </li></ul>
  25. 25. SEGUNDO TRIUNVIRATO - 44 a.C. Lépido – Marco Antônio - Otávio
  26. 26. O grande problema de Roma Cleópatra – Otávio – Marco Antônio
  27. 27. O IMPÉRIO ROMANO 27 a.C – 476 d. C. <ul><li>Alto Império – Século I ao III </li></ul><ul><li>Otávio Augusto (27 a.C. – 14 d.C.) </li></ul><ul><li>Século de Ouro da Literatura Latina </li></ul><ul><li>Embelezou Roma – Guarda Pretoriana </li></ul><ul><li>Sob seu governo nasceu Jesus Cristo, em Belém de Judá </li></ul><ul><li>E para distrair o povo criou a prática do “Panis et Circenses” – Pão e Circo </li></ul>
  28. 28. Sociedade Imperial critério censitário <ul><li>Camada Senatorial – possuía privilégios políticos </li></ul><ul><li>Camada Eqüestre – permitia o acesso aos cargos públicos </li></ul><ul><li>Camada Inferior – abrangia a maioria dos cidadãos </li></ul>
  29. 29. <ul><li>14 -68 Dinastia Júlio-Claudiana (Tibério – morte de Cristo / Calígula e Nero desmoralização governamental) </li></ul><ul><li>69 – 96 Dinastia dos Flávios </li></ul><ul><li>97 – 192 Dinastia dos Antoninos (Trajano e Marco Aurélio) </li></ul><ul><li>193 – 235 Dinastia dos Severos </li></ul>
  30. 30. O Baixo Império – Século III ao V <ul><li>Anarquia Militar – presença de mercenários (bárbaros) </li></ul><ul><li>Crise no modo de produção escravista </li></ul><ul><li>Crise financeira (emissão de papel moeda) </li></ul><ul><li>Disseminação do Cristianismo </li></ul>
  31. 31. Imperadores que se destacaram no BAIXO IMPÉRIO <ul><li>Diocleciano (284 -305) </li></ul><ul><li>Edito Máximo - congelamento geral de preços e salários </li></ul><ul><li>Tetrarquia – divisão de Roma para quatro generais governar </li></ul>
  32. 32. Imperadores que se destacaram no BAIXO IMPÉRIO <ul><li>Constantino ( 313 – 337) </li></ul><ul><li>Edito de Milão – Liberdade de culto aos cristãos </li></ul><ul><li>Lei do Colonato – obrigava o colono a se fixar nas terras em que trabalhava (para suprir a falta de escravos) </li></ul>
  33. 33. Imperadores que se destacaram no BAIXO IMPÉRIO <ul><li>Teodósio (378 – 395) </li></ul><ul><li>Edito de Tessalônica – 390 – Oficialização do Cristianismo como religião de Roma </li></ul>
  34. 34. Imperadores que se destacaram no BAIXO IMPÉRIO Teodósio Divisão do Império Romano – 395
  35. 35. O FIM DO IMPÉRIO ROMANO - OCIDENTE <ul><li>Bárbaro – não dominava o idioma de Roma “Latim” </li></ul><ul><li>476 – Odoacro (povo hérulo) derrubou o último rei de Roma – Rômulo Augusto </li></ul>
  36. 36. CULTURA ROMANA <ul><li>Jus Naturale – Direito natural – jurídico </li></ul><ul><li>Jus Gentium – Direito de todos os povos (sem discriminar o povo romano) </li></ul><ul><li>Jus Civile – direito civil </li></ul>
  37. 37. LITERATURA <ul><li>Cícero – maior orador de Roma </li></ul><ul><li>Virgílio – Autor de Eneida </li></ul><ul><li>Tito Lívio – História de Roma </li></ul><ul><li>Ovídio – Arte de amar </li></ul>
  38. 38. ARQUITETURA
  39. 39. Religião – Politeísta <ul><li>GRÉCIA </li></ul><ul><li>Zeus </li></ul><ul><li>Hera </li></ul><ul><li>Artemis </li></ul><ul><li>Dionísio </li></ul><ul><li>Afrodite </li></ul><ul><li>ROMA </li></ul><ul><li>Júpiter </li></ul><ul><li>Juno </li></ul><ul><li>Diana </li></ul><ul><li>Baco </li></ul><ul><li>Vênus </li></ul>
  40. 40. O Cristianismo <ul><li>A hostilidade do Estado Romano aos cristãos pode ser atribuída ao espírito exclusivista que os cristãos herdaram do judaísmo. </li></ul><ul><li>Eram monoteístas e pacifistas </li></ul><ul><li>Os cristãos mantinham-se separados dos pagãos, rejeitavam os seus cultos e evitavam os jogos circenses. </li></ul><ul><li>Não aceitavam a divindade do imperador </li></ul>
  41. 41. IMPÉRIO BIZANTINO – capital Constantinopla (atual – Istambul)
  42. 42. IMPÉRIO BIZANTINO <ul><li>Antiga colônia grega – desenvolveu um vasto comércio e uma forte agricultura </li></ul><ul><li>Cesaropapismo – Imperador responsável pelo Estado e pela Igreja </li></ul>
  43. 43. <ul><li>Justiniano (527 -565) principal imperador </li></ul>Igreja de Santa Sofia Corpus Juris Civilis Mosaico
  44. 44. <ul><li>Movimentos heréticos no Oriente </li></ul><ul><li>MONOFISISMO – não admitia a Santíssima Trindade </li></ul><ul><li>ICONOCLASTIA – não admitia a adoração de imagens </li></ul><ul><li>As disputas entre o Papa do Ocidente e o Imperador do Oriente gerou o – CISMA DO ORIENTE (1054 – divisão da Igreja em: Católica Apostólica Romana – Ocidente e Cristã Ortodoxa – Oriente) </li></ul><ul><li>Em 1453, Os turcos dominam Constantinopla, é o fim do Império Bizantino </li></ul>

×