O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Rios aula 8

1.664 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Rios aula 8

  1. 1. Ética e Competência Teresinha Rios
  2. 2. A competência do educador olhar da ética
  3. 3. O que é ser competente?  É fazer bem o seu dever. (saber/querer/poder)  Poder = vontade política
  4. 4. “A qualidade da educação tem sido constantemente prejudicada por educadores preocupados em fazer o bem, sem questionar criticamente sua ação” ética Competência???
  5. 5. O que ética?  Filosofia da Educação Ética: é uma reflexão crítica sobre a moralidade. Cabe a ela procurar ver os valores, problematizá-los... Ela procura o fundamento dos valor que norteia o comportamento. Moral: é o comportamento que deve ser considerado bom ou mau.
  6. 6. Competência do Professor  1. 2. 3. 4.  Competência = Dimensões Técnica Política Ética Estética Maior Problema: dicotomia entre a dimensão técnica e a dimensão política. O problema só pode ser evitado se o educador tomar a consciência de que há uma dimensão ética articulada a dimensão técnica e política.
  7. 7. “Os próprios educadores não têm uma clareza da dimensão política de seu trabalho. Ao interpretarem política como envolvimento partidário, ou mesmo sindical, alguns procuram até negar que tenham algo a ver com isso, invocando uma posição de apoliticidade em sua prática”
  8. 8. “Tal atitude demonstra um desconhecimento do significado da presença do político na ação educativa, e também do ético, em sua forma autêntica, pois este aparece reduzido ao sentimento, e isso, sem dúvida, contribui para reforçar o espontaneísmo e para manter as falhas da instituição escolar”
  9. 9. “ Ter um compromisso político significa que o que o professor decidir fazer com o saber é extremamente relevante para que sua ação seja qualificada como competente”
  10. 10. “Na sociedade capitalista, a escola enquanto instituição tem sido espaço de inserção dos sujeitos nos valores e crenças da classe dominante. Ao me referir a valores e crenças, já devo fazer referência a ideologia que está presente na sociedade e que encontra na escola um campo privilegiado para instalar-se no bojo do saber a ser transmitido”
  11. 11. Ideologia “caracteriza-se por dissimular a realidade, apresentando como “naturais” elementos que na verdade são determinados pelas relações econômicas de produção, por interesses a classe economicamente dominante”
  12. 12. Ética como reflexão crítica  A reflexão deve partir da situação do contexto social que envolve a educação;  A relação escola-sociedade deve ser analisada de modo crítico;  O olhar crítico desvenda, aponta coisas que podem incomodar, desinstalar, exigir mudança para os quais muitas vezes não se está preparado.
  13. 13. “É a perspectiva política presente na ação educativa que nos permite captar melhor a ingenuidade [...] a partir dessa perspectiva política é possível apreender a autonomia relativa da escola diante do sistema social como um todo”
  14. 14. “A escola tem funcionado como um aparelho privilegiado para inculcação ideológica” Impôr-se como vantajoso, indispensável
  15. 15. O que é ser um educador competente? “[...] é um educador comprometido com a construção de uma sociedade justa, democrática, na qual saber e poder tenham equivalência enquanto elementos de interferência e não de dominação entre os homens”
  16. 16. Profissão  Respeito (princípio nuclear da ética)  Justiça;  Solidariedade;  Cidadania.
  17. 17. O profissional competente “terá que ser exigente. Não se contentará com pouco, não procurará o fácil, sua formação deverá ser a formação de um sujeito atuante no contexto social e no processo de transformação de um sistema autoritário e repressivo, o rigor será a exigência para sua prática”
  18. 18. Para refletir  “ A escola não está fora da sociedade, com uma autonomia absoluta diante dos fatores que estimulam as mudanças sociais, nem muito menos numa relação de subordinação absoluta[...]  A escola tem uma função contraditória- ao mesmo tempo em que é fator de manutenção, ela transforma a cultura.  Temos, portanto, uma dimensão de poder na escola!
  19. 19. COMPETÊNCIA E UTOPIA: PRÁTICA PROFISSIONAL E PROJETO  O educador terá de ser exigente!  Apesar das dificuldades, não devemos ter, nem gerar imobilismo;  Pensar no possível para superar os problemas. “A parte que nos cabe”;
  20. 20. VISÃO QUE PARECE MAIS CORRETA PARA A AUTORA EM RELAÇÃO AOS PROFESSORES.

×