Ética e Competência

Teresinha Rios
A competência do educador
olhar da ética
O que é ser competente?
 É fazer bem o seu dever.

(saber/querer/poder)
 Poder = vontade política
“A qualidade da educação tem sido
constantemente prejudicada por educadores
preocupados em fazer o bem, sem
questionar cri...
O que ética?
 Filosofia da Educação

Ética: é uma reflexão crítica sobre a
moralidade. Cabe a ela procurar ver os
valores...
Competência do Professor

1.
2.
3.
4.


Competência = Dimensões
Técnica
Política
Ética
Estética
Maior Problema: dicotomi...
“Os próprios educadores não têm uma clareza da
dimensão política de seu trabalho. Ao
interpretarem política como envolvime...
“Tal atitude demonstra um desconhecimento do
significado da presença do político na ação
educativa, e também do ético, em ...
“ Ter um compromisso político significa que o que
o professor decidir fazer com o saber é
extremamente relevante para que ...
“Na sociedade capitalista, a escola enquanto
instituição tem sido espaço de inserção dos
sujeitos nos valores e crenças da...
Ideologia
“caracteriza-se por dissimular a realidade,
apresentando como “naturais” elementos que
na verdade são determinad...
Ética como reflexão crítica
 A reflexão deve partir da situação do contexto

social que envolve a educação;

 A relação ...
“É a perspectiva política presente na ação
educativa que nos permite captar melhor a
ingenuidade [...] a partir dessa pers...
“A escola tem funcionado como um aparelho
privilegiado para inculcação ideológica”

Impôr-se como vantajoso, indispensável
O que é ser um educador
competente?
“[...] é um educador comprometido com a
construção de uma sociedade justa,
democrática...
Profissão
 Respeito (princípio nuclear da ética)
 Justiça;
 Solidariedade;
 Cidadania.
O profissional competente
“terá que ser exigente. Não se contentará com
pouco, não procurará o fácil, sua formação
deverá ...
Para refletir
 “ A escola não está fora da sociedade, com

uma autonomia absoluta diante dos fatores
que estimulam as mud...
COMPETÊNCIA E UTOPIA: PRÁTICA
PROFISSIONAL E PROJETO
 O educador terá de ser exigente!
 Apesar das dificuldades, não dev...
VISÃO QUE PARECE MAIS CORRETA PARA A
AUTORA EM RELAÇÃO AOS PROFESSORES.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Rios aula 8

1.566 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.566
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
66
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • {}
  • Rios aula 8

    1. 1. Ética e Competência Teresinha Rios
    2. 2. A competência do educador olhar da ética
    3. 3. O que é ser competente?  É fazer bem o seu dever. (saber/querer/poder)  Poder = vontade política
    4. 4. “A qualidade da educação tem sido constantemente prejudicada por educadores preocupados em fazer o bem, sem questionar criticamente sua ação” ética Competência???
    5. 5. O que ética?  Filosofia da Educação Ética: é uma reflexão crítica sobre a moralidade. Cabe a ela procurar ver os valores, problematizá-los... Ela procura o fundamento dos valor que norteia o comportamento. Moral: é o comportamento que deve ser considerado bom ou mau.
    6. 6. Competência do Professor  1. 2. 3. 4.  Competência = Dimensões Técnica Política Ética Estética Maior Problema: dicotomia entre a dimensão técnica e a dimensão política. O problema só pode ser evitado se o educador tomar a consciência de que há uma dimensão ética articulada a dimensão técnica e política.
    7. 7. “Os próprios educadores não têm uma clareza da dimensão política de seu trabalho. Ao interpretarem política como envolvimento partidário, ou mesmo sindical, alguns procuram até negar que tenham algo a ver com isso, invocando uma posição de apoliticidade em sua prática”
    8. 8. “Tal atitude demonstra um desconhecimento do significado da presença do político na ação educativa, e também do ético, em sua forma autêntica, pois este aparece reduzido ao sentimento, e isso, sem dúvida, contribui para reforçar o espontaneísmo e para manter as falhas da instituição escolar”
    9. 9. “ Ter um compromisso político significa que o que o professor decidir fazer com o saber é extremamente relevante para que sua ação seja qualificada como competente”
    10. 10. “Na sociedade capitalista, a escola enquanto instituição tem sido espaço de inserção dos sujeitos nos valores e crenças da classe dominante. Ao me referir a valores e crenças, já devo fazer referência a ideologia que está presente na sociedade e que encontra na escola um campo privilegiado para instalar-se no bojo do saber a ser transmitido”
    11. 11. Ideologia “caracteriza-se por dissimular a realidade, apresentando como “naturais” elementos que na verdade são determinados pelas relações econômicas de produção, por interesses a classe economicamente dominante”
    12. 12. Ética como reflexão crítica  A reflexão deve partir da situação do contexto social que envolve a educação;  A relação escola-sociedade deve ser analisada de modo crítico;  O olhar crítico desvenda, aponta coisas que podem incomodar, desinstalar, exigir mudança para os quais muitas vezes não se está preparado.
    13. 13. “É a perspectiva política presente na ação educativa que nos permite captar melhor a ingenuidade [...] a partir dessa perspectiva política é possível apreender a autonomia relativa da escola diante do sistema social como um todo”
    14. 14. “A escola tem funcionado como um aparelho privilegiado para inculcação ideológica” Impôr-se como vantajoso, indispensável
    15. 15. O que é ser um educador competente? “[...] é um educador comprometido com a construção de uma sociedade justa, democrática, na qual saber e poder tenham equivalência enquanto elementos de interferência e não de dominação entre os homens”
    16. 16. Profissão  Respeito (princípio nuclear da ética)  Justiça;  Solidariedade;  Cidadania.
    17. 17. O profissional competente “terá que ser exigente. Não se contentará com pouco, não procurará o fácil, sua formação deverá ser a formação de um sujeito atuante no contexto social e no processo de transformação de um sistema autoritário e repressivo, o rigor será a exigência para sua prática”
    18. 18. Para refletir  “ A escola não está fora da sociedade, com uma autonomia absoluta diante dos fatores que estimulam as mudanças sociais, nem muito menos numa relação de subordinação absoluta[...]  A escola tem uma função contraditória- ao mesmo tempo em que é fator de manutenção, ela transforma a cultura.  Temos, portanto, uma dimensão de poder na escola!
    19. 19. COMPETÊNCIA E UTOPIA: PRÁTICA PROFISSIONAL E PROJETO  O educador terá de ser exigente!  Apesar das dificuldades, não devemos ter, nem gerar imobilismo;  Pensar no possível para superar os problemas. “A parte que nos cabe”;
    20. 20. VISÃO QUE PARECE MAIS CORRETA PARA A AUTORA EM RELAÇÃO AOS PROFESSORES.

    ×