Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Pra você dizer
Poesia e imagem
Texto e arte por Aud D’Angelo Dias
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Pra você dizerPra você dizerPra você dizerPra você dizer
PoesiaPoesiaPoesia...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Primeiro atoPrimeiro atoPrimeiro atoPrimeiro ato
Deixo aos pés o peso, à me...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Arquitetura UrbanaArquitetura UrbanaArquitetura UrbanaArquitetura Urbana
Qu...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Por mim (Mar vermelho de amar)
Por mim haveria
Um único mar do início ao fi...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Outros tempos, sua vida inteira,
Profunda respiração,
No preparo lamento,
A...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Alegrias de gentil trovador
Que não ousa dizer,
Não ousa calar,
Desejos na ...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Madeira e traça
João sentado na calçada abraça Maria,
Poderia Maria ser Déb...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
DDDDiasiasiasias memoráveismemoráveismemoráveismemoráveis
Dias memoráveis d...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Dias presentes, presentes para a eternidade,
No novo pensamento que já é,
P...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Um caminho
Com zelo, feito à luz
Na luz de todas as palavras
Por sinais bem...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Segredo
Algo rondando sentimentos,
Ideias e planos inexplicáveis.
Algo insó...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Amor de amante
Espaços
Não são os mesmos entre tais.
De onde estou até tua ...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Cala pretendo
Por ter do mesmo cenário
Outro igual pensamento.
Ouço a difer...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Espigas
- Você me lembra duma linda pessoa que conhecemos há
alguns anos e ...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Passado
Estranho
Olhar e não reconhecer-te.
Não ver o que um dia acreditou ...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Paz
Que a vida pulse serenamente
Ainda que descompassada,
O ser possa estar...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Criança
Já reparou que a praia é um jardim na porta do mar?
Acompanhou a pr...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Dormiu na rede e acordou com enxaqueca lombar?
Exertos
- Ensinar o inensiná...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Tela
Ou todos os impulsos serão a parte errada,
Ou tua voz e riso fará eco ...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Palmeira Imperial
Parado,
Enquanto é tempo de chuva,
Recolhido em um canto ...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
De uma robusta forma que se suporta
E ao pequeno passarinho
Que por ventura...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Tendo crescido tanto e desenvolvido pouco, (ai, que
pensamento louco),
Requ...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Novidades
Passa a vida e tudo fica
De novo novidade
Mistérios são
Sonho exc...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
O boteco, a pinga, a treta,
Elucidação…
Mulher pintando unha,
Mulher lavand...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Na rotação do mundo
Pensar em quem pensa
A vontade servil do anonimato,
Sec...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Reza ao vento
Quanto vale perder
o estatuto da cidadania, crescer te vendo ...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Artefato
Incluir na poética do medo
O preço da fuga
Retirar da luz a clarid...
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
Pra você Dizer
‘ Pra você dizer - poesia e imagem - é a busca de conexão en...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pra voce dizer poesia e imagem

387 visualizações

Publicada em

‘ Pra você dizer - poesia e imagem - é a busca de conexão entre
verdades insurgentes, da concepção de uma nova inusitada vida
cotidiana derradeira e infinita, expressa por palavras e imagens,
como artifício sagrado entre metades que comungam
pressentimentos de futuro no passado adivinhado. Menina e
mulher deslocam e se desbotam no espelho tempo.
Caminho, feito de pedras e palavras, pronto a oferecer minutos
de semi material pensamento por meio de signos e sonhos, na
intenção de fazer resurgir ampla felicidade em uma
deslumbrante e obscura paisagem. Íntima paisagem pra você
dizer ‘.


Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
387
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pra voce dizer poesia e imagem

  1. 1. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Pra você dizer Poesia e imagem Texto e arte por Aud D’Angelo Dias
  2. 2. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Pra você dizerPra você dizerPra você dizerPra você dizer PoesiaPoesiaPoesiaPoesia &&&& ImagemImagemImagemImagem
  3. 3. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Primeiro atoPrimeiro atoPrimeiro atoPrimeiro ato Deixo aos pés o peso, à mente o passo. No branco o traço é marco longe Do minuto ao primeiro ato. Cedo já ao ímpeto errante Posto encanta-me o largo. Digo-te em gestos impressionistas, ao papel, Personagem gasto. Roxo cravado sê-lo? Pudico verto, aveludado observo, Escravizo-me em ter-te derramado ao mar, Sonho de mulher. Teu substrato feminino apuro, Que não me cabe ao peito. Teu segredo sobrevém Do prelúdio ao pelourinho de irresoluta decisão. Pressinto-te, verdade persistente encoberta de razão, Retornar teu não meu sim Teu sim meu não. Concordo transformado em querer-te ser, E ser-te mais, no comando dos sentidos A integra de saber melhor viver-te Com alegria percorrido.
  4. 4. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
  5. 5. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Arquitetura UrbanaArquitetura UrbanaArquitetura UrbanaArquitetura Urbana Querida, Não que me desagradem janelas, É que prefiro os corredores, Estes convenientes labirintos Advertem-me da sucessão de amores. Também gosto de templos gregos e Selvas líricas com fantásticas ideias e evasões baratas, Como me aprazem fendas, calçadas e escadas, Estes invertidos precipícios Nos quais Início e fim ficam meramente iguais. Lembre-se, amo os mirantes com distantes ternuras Inclinações e dissabores, inusitadas quedas voos, Lutas e resoluções. Fixam-me tuas tulipas como mordidas em úmidas veredas, Conclusivos afagos ao peito arfante feminino. Desejo neste vértice o sabor mágico das luzes renascentistas, Que mostra com entusiasmo e intensidade de vagalume Entanto, no ocidente, o amanhecer nas estradas encerra Alegrias coloridas, como bolsas de mulher.
  6. 6. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
  7. 7. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Por mim (Mar vermelho de amar) Por mim haveria Um único mar do início ao fim, Que fosse vermelho carmim… Sem distinção Entre o real e o sonho. Tudo e todo Seria hoje partida e memória. Por mim, Ao tempo caberia a missão De se desmentir, Fazer ressurgir deste fundo No corpo inteiro O único amor abissal verdadeiro. Por mim, Nos teus olhos a sombra Seria brilhante vermelha, Porque rubra é a dor De sonhar e não ter Nenhum chão pra pisar, Ter as asas molhadas No teu sal de pudor, Cristalizadas, Ao sol vermelho de amar. Por mim, Tempestades seriam apenas Certos dias do mês,
  8. 8. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Outros tempos, sua vida inteira, Profunda respiração, No preparo lamento, A comum conjugal persistência do sim Na dureza do não. Por mim, Adormecer Avistando este mar Vermelho na cor da esperança, Primeiro manto que cobre a criança. Por mim, Unidos no abraço, Veleiro De sentidos vastos, Barca de verdades contidas, Com memórias pintadas levando Ao canto calado Palavras Para expor a nudez Da azul solidão, Tempestades, vermelhas, talvez… Por mim, O vermelho mar é Singular imensidão. Mas, Como nada sozinho decido Fico aqui recolhido Curtindo pequeno
  9. 9. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Alegrias de gentil trovador Que não ousa dizer, Não ousa calar, Desejos na primavera da flor… Engole o beijo, Lágrima batismal Temperada no sal deste Mar, Vermelho de amar.
  10. 10. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Madeira e traça João sentado na calçada abraça Maria, Poderia Maria ser Débora, João ser Tiago, ao longo deste mesmo dia, em tempo de ressurreição. Pedro parado na ponte espera Helena, Pedro ser Teteco poderia? Ou Isolda, ao longo deste mesmo singular entardecer de Inconfidência. Teria qualquer forma um nome qualquer, outra percepção. .. Poderia ser o Cristo, ser vara, Judas, cruz e pedra no exercício de exatidão. Hoje sendo quem é, encarregado de amanhecer Para João, Maria, Tiago, Pedro, aos tantos que espera e abraça. Traz o som da alvorada, o horizonte para quem quiser horizontes e ser motivo de viver. Mas, sendo João, Maria, ponte, calçada, Sendo mastro, vela, vê-la não ser nada; triste no dia que passavas planejando obsolências? Amparo só se gasta, desdenhando dos amantes sem pensar qual quer! Vai, Apenas por um tempo, Ser Madeira e traça, Madeira e traça, Madeira e traça.
  11. 11. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
  12. 12. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) DDDDiasiasiasias memoráveismemoráveismemoráveismemoráveis Dias memoráveis dizem Todos devem ser. Diga ao menos este por Todos os que recebem No peito um feixe de luz. Diga pelos errantes, Por muitos peregrinos, Aos que se acham hoje no Coro dos sonhadores, Diga a estes que partem ou, No lenço branco da saudade Estendem a mão. Gerando esperanças que se unam Feito vento e embarcação, Fazendo crer em Deus ao menos por um momento. Um dia, um dia memorável Que ressurja diminuto no entardecer Ou sustenido na alvorada, Expondo a vista interior dos horizontes sãos Entre as frestas das cortinas estampadas, Trazendo o canto dos pássaros no fim da madrugada, Recolhidos em arvoredos floridos plantados A frente das janelas. Dias impressos nas retinas Nas almas dos moços, Dos senhores, das crianças, das donzelas.
  13. 13. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Dias presentes, presentes para a eternidade, No novo pensamento que já é, Para que persista amor e amizade, Ainda que desperte em pranto Se o pranto irrigar a pradaria, Trouxer fertilidade ao solo Produzir sabor, textura, aroma E a cor rubra da íntima infinita alegria.
  14. 14. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Um caminho Com zelo, feito à luz Na luz de todas as palavras Por sinais bem postos Ao longo deste precipício, quase escada Para todos os caminhantes Que hoje se sabem e mais querem saber, Um que vê outro que escuta Dos cimos às margens procura nos braços abrigo e pão. Insaciáveis por palavras e diálogos Concretizam sentimentos desenhados, coloridos, Pedras incrustadas nas encostas e nos trilhos. Risco mérito e graça Marcos do dia de hoje ao dia infinito que ultrapassa. Nesta terra íngreme por Deus suplantada Semeiam a casa das alturas. Rolam sementes verbo encantadas escritas Erguendo patamares e texturas. Dois viajantes são apenas um caminho, Uma trilha ornamentada na montanha, Decorada na memória, ninho, Parede rochosa aveludada, Na graça do Supremo Cimo.
  15. 15. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
  16. 16. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Segredo Algo rondando sentimentos, Ideias e planos inexplicáveis. Algo insólito, inseguro, improvável preenchendo esperanças. Tal que se esconde da razão e ignora efeitos. Segredos fazem do tempo Longo breve por atalhos e trechos. Exaure tira o sono ou ocupa sonhos de querer acordar. Tua personalidade é adereço e vive Vagando despencando no ar. Arma a forca, elimina a gravidade, Pede e termina por oferecer Turbilhão do que disse e do querer dizer. Deixa tanto feliz quanto invoca o pranto. Crédulo duvido, porém, ser amor Este enigma imerso no medo Obvio espontâneo segredo.
  17. 17. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
  18. 18. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Amor de amante Espaços Não são os mesmos entre tais. De onde estou até tua presença, A métrica não conta sonhos desejos e fuga. Quem é não te custa, Quantos igualmente não. Ao sono dos astros supero a emenda, Para ti tanto faz. Dou-te meu amor, Quer muito mais e suporta contenda, Contenta com menos E me intitula capaz de grande insensatez. Pesado de choro, fico À beira de um precipício Prestes a desintegrar. Teu nome posto Diminui o perigo, Meu nome, Único em tempo seguro. Tua alma atrai grave condução, Teu cânone é abismo, prazer, aérea sandice, Amor sem perdição. Traz a silhueta breve considerando horizontes, Murmura não posso
  19. 19. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Cala pretendo Por ter do mesmo cenário Outro igual pensamento. Ouço a diferença em tua face. Pressinto ordenado caos, Espaços... Os mesmos; Trancados num ponto qualquer, Universos com nome de coisas, homens meninos, consorte. Mulher! Muitas há entre ti e ti mesma, Nas perguntas sem resposta que ecoam Da população de segredos que habitam Lugar qualquer. Dentro é fora Permaneço singular nenhum a repetir Contando estrelas, Versos para sustentar solidão. Amo-te ainda, escassa e toda, Amo-te mesmo assim, pura e tola, E continuo te amando, Meu plano te pede Absolvição.
  20. 20. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
  21. 21. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Espigas - Você me lembra duma linda pessoa que conhecemos há alguns anos e que, infelizmente, partiu. Tinha planos demais, e assim esquecemos-nos das curvas e aclives. De aprender a maior lição da vida, a lição da diferença, da necessidade de aceitar diferenças para vir a ser bons amigos. - Esquecida de que o amor não nos faz donos de nada e ninguém, ficava de prontidão para defender o que julgava ser posse. Travou a pior batalha, contra seres invisíveis, só existentes em sua imaginação, na batalha contra si mesma não teve tempo de perder. ‘ A chuva interrompeu nosso passeio a pé, entanto, protegidos por um telhado antigo apreciamos a serra coberta de neblina. As fotos ficaram para outro dia, Vila Operária. Agradecem os grãos de milho plantados no fundo do amplo quintal que, a termo nos oferecerão a oportunidade de assar espigas ’.
  22. 22. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
  23. 23. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Passado Estranho Olhar e não reconhecer-te. Não ver o que um dia acreditou ser. Tentar tentar e não encontrar Palavras. Pensar que teria sido diferente e constatar que jamais seria. Vasculhar as afinidades Sabendo que todas se foram. Duvidar das mudanças. Reconhecer que mudanças ocorreram. Muitas. De ambas as partes. Procurar no recôndito da alma e Não achar sentimentos. E com todas as ausências, sorrir e agradecer. Presente Somos dois "estranhos-conhecidos", Felizes com as escolhas (certas e erradas) que fizemos!
  24. 24. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
  25. 25. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Paz Que a vida pulse serenamente Ainda que descompassada, O ser possa estar sempre melhor Mesmo desamparado A pleno sol ou madrugada, para que A Paz possa ouvir impressionada semiquieta, Eficiente sussurro, grito ou Nítido ruído interior. A Paz alucinada convoca apenas mais um Sorriso em tua personalidade adverbial, Permitindo que dentro tua força estremeça Lírica bucólica Para além de todo carnaval.
  26. 26. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
  27. 27. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Criança Já reparou que a praia é um jardim na porta do mar? Acompanhou a primavera subindo a montanha, Parou entre o sim o não e a mistura do beijo? Deixou sem querer mãos no lugar do afago, Viu velho brincar no barro? Semente escondida na terra virar fruto de outro sabor, Carvão virar lápis e parede papel? Discordou da novena e da existência Palpável de Papai Noel? Reparou que nenhuma metade é perfeita, Branco não permanece branco, Que os laços viram nós, E os rios não voltam jamais? Já confundiu folha seca com adubo. Estrada com caminho, Pobreza com nobreza, Pé com espinho, Abelha com mel? Já viu o inferno e o céu embaixo do céu, E, esqueceu? Esquecer é o mais fácil e o mais difícil. Já sentiu improváveis reais esquentarem o plano Com outro artifício? Contou o tempo sem relógio, em segundos foi do riso ao pranto? Viu o gato, viu a pomba e o alimento querendo fugir?
  28. 28. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Dormiu na rede e acordou com enxaqueca lombar? Exertos - Ensinar o inensinável é mostrar, expor o indescritível é fazer sonhar. - Sonhar o inimaginável é não sonhar quase viver. - Na vida e no amor o certo é a dor, por isso se ama o risco.
  29. 29. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Tela Ou todos os impulsos serão a parte errada, Ou tua voz e riso fará eco em meu ouvido interior, Ou teu olhar perspicaz treinado para ir além da tela Serão pontos formando universos paralelos, Ou teu risco trará doses comedidas de adrenalina, Ou te divido te reparto, te encaderno, Ou leio todas as entrelinhas. Tantas opções para um fundo apenas; À tinta acrescentar teu rosto, Ao credo acrescentar teu nome, Ao lar acrescentar teu canto, A este tempo quem agradavelmente me consome.
  30. 30. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
  31. 31. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Palmeira Imperial Parado, Enquanto é tempo de chuva, Recolhido em um canto quente, Sem pensar que fazer Dos desejos impossíveis, Prazeres inacessíveis ao que Labora para sobreviver, Da janela Percorrida a distância, No olhar peguei Uma palmeira quieta Sem pestanejar do frio. Vida mais linda é uma palmeira, A dita Imperial, Cresce lentamente Para baixo e para cima Assim reto bem reto Na vertical Sem dar ouvidos, Resolvida, Que ousadia. Imagino que um dia Caia, entretanto nunca vi Palmeira caída. Não dá coco, nem adianta esperar, Pouca sombra dá,
  32. 32. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) De uma robusta forma que se suporta E ao pequeno passarinho Que por ventura pousar Agradar e fizer ninho. Também é raro se ver apenas uma, Singular, sozinha, Palmeira plantada. Parece pouca palmeira uma só? Com tão expressiva arquitetura? No tempo natural O homem empobrece, Perece, Apodrece E a palmeira fica, Palmeira não tem compaixão nem dó. A palmeira o que é, caro? Um vegetal, isso sim. Em qualquer lugar, Na beira da estrada, Ei de fincar uma palmeira um dia, E em segredo deixo o tempo passar. Gente ralha, grita, canta, Morre, mata, se consome e faz burrada. Mas a palmeira? Sei que um dia Vendo a terra lá de cima,
  33. 33. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Tendo crescido tanto e desenvolvido pouco, (ai, que pensamento louco), Requerido tanto espaço Na tua sina imperial, Vai desejar o impossível, Acho: Ser lenha e Esquentar meu tacho.
  34. 34. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
  35. 35. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Novidades Passa a vida e tudo fica De novo novidade Mistérios são Sonho excitação e eternidade. Amor incondicional amor É a lente que engana o olho Faz do homem feminino Da mulher saudade. Quantos egos nessa Casa de madeira Uma casa só, Uma família só, Um furacão que te destelha. O verde , O mato , O jardim, Tons iguais da mesma cor. A porteira aberta Ou fechada. O gado manso Mesmo Homem que passa. Vida grilo e cerração, O menino, o leite, a teta.
  36. 36. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) O boteco, a pinga, a treta, Elucidação… Mulher pintando unha, Mulher lavando roupa, A mesma trouxa o mesmo animal Nessa lógica fatal. Sensualidade de vestido ao vento E o passarinho que cantou Coruja na madrugada do acento. Conta quebrada, Consórcio O telefone toca O rádio diz a hora E a menina Chora te esperando no sofá. Todo fim é um começo, Um impulso Um tropeço, Um abraço que te impede De cair ou de Voar. Outro ser que some Ou que te assume Te faz dormir Não faz sonhar.
  37. 37. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
  38. 38. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Na rotação do mundo Pensar em quem pensa A vontade servil do anonimato, Secreto impulso de concepção. Solidez e isolamento, Jeito raro de dizer a efetiva beleza Vários naturais, sobre conscientes, caminhos e a Ânsia de antever a gota flexível, Lágrima, dissipando olho adentro, Umedecer a infecundidade Por criar outro momento. Com abstrata ternura expedir, no orgânico do mundo A possível simetria, imposta visão. Pensar-te é modesto começo: Chave, porta única, para onde quero ou onde queres, Estes espaços quase lugares, semelhantes paralelos, Propícios a construir íntima capacidade e usufruto. Arco transposto, mãos dadas, na sina de trilhar Oposta direção ou mesmo sentido, Flutuantes talvez imersos, a busca e o encontro Da translação na rotação do mundo.
  39. 39. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
  40. 40. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Reza ao vento Quanto vale perder o estatuto da cidadania, crescer te vendo ver transformar saudade em poesia??? Quanto se deve pensar uma vida, a cada dia? E ter a fantasia de estar sempre sorrindo Vivendo a teu lado por engano? Amando e sendo observado? Percorrendo o céu de um momento, Discordar da sua falta de opinião, Conversando traços e melodias e paisagens, ou Trabalhando no porão? Possível então que o tempo Marque a toalha de pano, Que confirme os planos adiados, Impressione-te em cores puras. Concretiza-te hoje, em harmonia, Reza ao vento, peça que te projete Em outro canto bemolado mais espesso e intenso. Faça-te, novamente, tua, Menos minha, mais vida, menos saudade, Realidade e pensamento.
  41. 41. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
  42. 42. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Artefato Incluir na poética do medo O preço da fuga Retirar da luz a claridade Como do cenário o pano Eis-me assim olhando para o futuro, Observando o rasgo. O olho atenta o plano da parede, Inventa ilusões, perspectivas, Sobreposições e formas semi-quânticas Pseudo-feminimas Misteriosamente capazes da verdade. Para que tanto, Se fosse-nos possível Estancar o pensamento Venerar o silêncio e já não respirar A plena verdade surgiria: Relógio que não diz a hora, Calendário que não marca o tempo, Escada na horizontal, Ornamento e paixão que vira amor, Eis a arte, parte que me cabe, Constante ,seja a vida alegria ou dissabor.
  43. 43. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
  44. 44. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias)
  45. 45. Pravocêdizer-PoesiaeImagem(porAudD’AngeloDias) Pra você Dizer ‘ Pra você dizer - poesia e imagem - é a busca de conexão entre verdades insurgentes, da concepção de uma nova inusitada vida cotidiana derradeira e infinita, expressa por palavras e imagens, como artifício sagrado entre metades que comungam pressentimentos de futuro no passado adivinhado. Menina e mulher deslocam e se desbotam no espelho tempo. Caminho, feito de pedras e palavras, pronto a oferecer minutos de semi material pensamento por meio de signos e sonhos, na intenção de fazer resurgir ampla felicidade em uma deslumbrante e obscura paisagem. Íntima paisagem pra você dizer ‘. Aud D’Angelo Dias, Ouro Preto - dezembro de 2013. FIM

×