Pompeia

548 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
548
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pompeia

  1. 1. Música: Torna a Surriento Luciano Pavarotti
  2. 2. A cidade de Pompéia f oi uma cidade da Ant iga Roma sit uada na região de Campania (pert o da cidade de Nápoles). Foi sepult ada por uma erupção do Vesúvio no ano de 79d.c. No ano da erupção, calcula-se que a população de Pompéia rondaria as 20.000 pessoas. A cidade est ava sit uada numa zona onde abundavam as aldeias para f érias e cont ava com numerosos serviços: un grande mercado de aliment os, moínhos, t abernas , um anf it eat ro, pequenos rest aurant es e at é mesmo um prost íbulo. Graças à capa de rochas vulcânicas que se abat eu sobre ela, as escavações levadas a cabo nos últ imos séculos permit em-nos imaginar como era est a grande cidade romana há vint e séculos.
  3. 3. POMPEI A E O VESÚVI O AO FUNDO
  4. 4. Est á t udo como no día da er upção, uma vez que os seus habit ant es não t iveram t empo de escapar , o que f oi demonst rado pelo enor me número de cadáver es encont r ados, em per f eit o est ado de conser vação, uma vez que a lava os conser vou, caso cont rár io, t er iam desaparecido. O cer t o é que a lava ao ar ref ecer consolidou o molde per f eit o de cada pessoa, e at é mesmo a posição em que f oi apanhada, pelo que apenas t iveram de encher esses moldes com gesso.
  5. 5. VI STA AÉREA DAS ESCAVAÇÕES
  6. 6. GRANDE TEATRO DE POMPEI A
  7. 7. A BASI LI CA SEDE DA ADMI NI STRAÇÃO DA
  8. 8. A BASI LI CA. I MAGEM RECONSTRUÍ DA POR UM PROGRAMA DE COMPUTADOR
  9. 9. TEMPLO DA FORTUNA AUGUSTA
  10. 10. O FORUM CENTRO CÍ VI CO E O CORAÇÃO DA VI DA COMERCI AL DE POMPEI A
  11. 11. TEMPLO DE APOLO
  12. 12. Uma, do gr ande númer o de casas par t icular es que conser var am as suas f ormas, j ar dins e át rios. Muit as dest as vivendas t ambém apr esent am impor t ant es r est os de pint ur a mural e de mosaicos.
  13. 13. . AFRESCOS NA PAREDE DE ALGUMA VI VENDA
  14. 14. I NTERI OR DE UMA CASA
  15. 15. VI LA I MPERI AL - ENTRADA
  16. 16. CASA FONTE GRANDE
  17. 17. CASA FONTE GRANDE MOSAI COS
  18. 18. VI TÍ MAS DA ERUPÇÃO VULCÂNI CA
  19. 19. Rua de Pompeia per f eit ament e delimit ada como as act uais, com passeios. Tudo ist o est á t al e qual como f oi desent er rado das cinzas do Vesúvio, uma aut ênt ica mar avilha arqueológica.
  20. 20. RUA COM BUEI ROS
  21. 21. FONTE DE ÁGUA NA RUA
  22. 22. ANFI TEATRO
  23. 23. MERCADO DA FRUTA
  24. 24. TEMPLO DE VESPASI ANO COM UM ALTAR EM MÁRMORE.
  25. 25. O TEMPLO DE J ÚPI TER
  26. 26. EDI FI CI O DE EUMAQUI A (ALBERGAVA TI NTUREI ROS E LAVADEI ROS)
  27. 27. As Ter mas St abianas, as mais ant igas da cidade, do século I V A.C.. Er am compost as por uma secção masculina e out ra f eminina. Tinham um sof ist icado sist ema de aqueciment o: o ar quent e cir culava debaixo do piso e ent r e as paredes. Tant o a secção masculina como a f eminina est avam compost as por uma sala de vest ir , uma sala com piscina de água f r ía, de uma sala t emper ada e de uma sala muit o aquecida equipada de uma banheir a par a água quent e e de uma f ont e par a ablucções com água t épida. Par a além disso havia uma gr ande piscina par a nadar ao ar livr e.
  28. 28. TERMAS STABI ANAS
  29. 29. TERMAS: I MAGEM RECONSTRUÍ DA POR UM PROGRAMA DE COMPUTADOR
  30. 30. PRAÇA DA PALESTRA – TERMAS STABI ANAS
  31. 31. MOÍ NHO E FORNO
  32. 32. A Casa do Fauno é uma das mais luxuosas const ruções de Pompéia
  33. 33. CASA DO FAUNO I MAGEM RECONSTRUÍ DA POR UM PROGRAMA DE COMPUTADOR
  34. 34. CASA DO FAUNO – MOSAI CO BATALHA DE I SSO- ALEXANDRE MAGNO
  35. 35. RUA DO SEPULCRO
  36. 36. A CASA DO POETA TRÁGI CO Sobre o piso encont rava-se a inscrição: “Cuidado com o cão” e a imagem de um cão preso por uma correia.
  37. 37. Falo esculpido na vía pública indicando a direção do pr ost íbulo ou lupanar .
  38. 38. A Roma ant iga, era um aut ênt ico enxame de cult uras de quase t odas as par t es do mundo; devido haver uma grande quant idade de idiomas, a única maneir a que as pr ost it ut as t inham como vender os seus f avor es sexuais, era est acionar j unt o à port a dest es r ecint os. Daí o seu nome LUPA (loba) e LUPANAR (onde habit a a loba). As paredes est avam cober t as de pint ur as que expr essavam dist int as posições erót icas. O client e ent rava no lupanar e sem necessidade de f alar escolhia a post ur a que queria f azer com a lupa. PROSTÍ BULO OU LUPANAR
  39. 39. PI NTURAS NAS PAREDES DE UM LUPANAR.
  40. 40. Est a é uma das "blandit as“; camas que os romanos usavam nos lupanar es e segur ament e nas habit ações.
  41. 41. PI NTURAS NAS PAREDES DA “VI LLA DEL MI STERI O”
  42. 42. At ualment e, Pompéia é um dos grandes at rat ivos t uríst icos de I t ália e uma mar avilha ar queológica única. Faz part e do Parque Nacional do Vesúvio e em 1997 f oi declar ada Pat r imônio da Humanidade.
  43. 43. ATÉ À PROXIMAATÉ À PROXIMA jueves 29 de enero de 2015

×