SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
A FORMA E A ESTRUTURA

 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

 FORMA               e            ESTRUTURA




         Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA

                 COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS

- Identificar FORMAS

- Identificar ESTRUTURAS

- Distinguir as FORMAS NATURAIS das FORMAS ARTIFICIAIS

- Distinguir as ESTRUTURAS NATURAIS das ESTRUTURAS ARTIFICIAIS

- Distinguir as FORMAS e as ESTRUTURAS

- Compreender a relação entre a ESTRUTURA e FORMA


                           Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA

       OBSERVAR não é só olhar. É VER e COMPREENDER.




→ Observar é ver o todo das coisas que nos rodeiam e os seus pormenores.
→ Observando os pormenores compreendemos o porquê da FORMA das coisas.
→ Às coisas que nos rodeiam chamamos-lhe FORMAS.
                             Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA

 → Na Natureza existe uma diversidade de FORMAS.




→ As FORMAS variam no tamanho e estão adaptadas ao seu ambiente natural.

                            Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA
     Observa !




                       Forma Artificial             Forma Natural
   Forma Natural                                                        Forma Artificial




   Forma Artificial     Forma Natural                Forma Artificial   Forma Natural

→ Umas FORMAS são NATURAIS e outras ARTIFICIAIS (criadas pelo Homem).
                             Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA

                   Classificação das FORMAS

As FORMAS podem ser:

 → FORMAS NATURAIS - Quando já existem na Natureza.
      Por exemplo: Árvore; Ser Humano; Folhas de árvore; Ave; Peixe;…

                                        e
 → FORMAS ARTIFICIAIS - São os objectos que o Homem cria.
                  Por exemplo: Avião; robot; telemóveis;…




                           Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA

   Observa !




                            FORMA                           ESTRUTURA

→ A laranja é uma FORMA.
→ A metade da laranja mostra-nos a sua ESTRUTURA.
→ Todas as FORMAS têm uma ESTRUTURA.

                            Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA
→ Na Natureza existe também uma diversidade de ESTRUTURAS.




→ As ESTRUTURAS são o suporte das FORMAS.
                      Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA
      Observa !




                    Estrutura Artificial           Estrutura Artificial




Estrutura Natural                 Estrutura Artificial                    Estrutura Natural


→ Umas ESTRUTURAS são NATURAIS e outras ARTIFICIAIS (criadas pelo Homem).
                                    Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA

                   Classificação das ESTRUTURAS


As ESTRUTURAS podem ser:

→ ESTRUTURAS NATURAIS - Quando já existem na Natureza.
Por exemplo: Esqueleto Humano; interior da laranja; nervuras das folhas de árvore;
           tronco de árvore e ramos; ninho de pássaro; teia de aranha;…
                           e
→ ESTRUTURAS ARTIFICIAIS – São criadas pelo Homem.
                Por exemplo: Bicicleta; cadeira; ponte metálica;…


                               Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA
        Distinção entre FORMAS e ESTRUTURAS




                                                    Estrutura
Forma

            Forma
                                                                  Estrutura



Forma
                                                      Estrutura

                    FORMA e ESTRUTURA
          Forma                                                     Estrutura
                    Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA
  Distinção entre FORMAS e ESTRUTURAS NATURAIS



                     Forma Natural



Forma Natural
                                                 Estrutura Natural




Forma Natural      Estrutura Natural             Estrutura Natural
                 Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA
      Distinção entre FORMAS e ESTRUTURAS ARTIFICIAIS




 Forma Artificial       Estrutura Artificial
                                                       Forma Artificial




Estrutura Artificial      Forma Artificial             Estrutura Artificial
                       Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA

            Relação entre a ESTRUTURA e a FORMA

         ESTRUTURA NATURAL                            FORMA NATURAL




→ A ESTRUTURA de uma FORMA permite que essa FORMA se mantenha firme.
→ Uma ESTRUTURA resistente mantém organizados os seus elementos!
                           Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA
Observa !




  FORMA                                FORMA e ESTRUTURA

→ A ESTRUTURA das coisas define a sua FORMA.
→ Há FORMAS que têm visível a sua ESTRUTURA.
                      Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA

      ESTRUTURA                                   FORMA




→ A ESTRUTURA condiciona a FORMA!
                  Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA

      Estrutura Natural                            Forma Natural




→ A ESTRUTURA permite a estabilidade e a resistência da FORMA.
→ A ESTRUTURA suporta o seu próprio peso e equilibra a FORMA.

                        Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA
 COMPLETA …
- Às COISAS que existem na Natureza e no mundo que nos rodeia chamamos…
    FORMAS
- As FORMAS podem ser…
     NATURAIS - Quando já existem na Natureza
     ARTIFICIAIS – São as Formas criadas pelo Homem
- Todas as FORMAS têm uma…
    ESTRUTURA
- As ESTRUTURAS podem ser…
    NATURAIS – Quando já existem na Natureza
    ARTIFICIAIS – São as ESTRUTURAS criadas pelo Homem
 As ESTRUTURAS :
    - Definem a FORMA das coisas (Formas)
   - Dão ESTABILIDADE e RESISTÊNCIA às Formas
   - Suportam o seu próprio peso e equilibram as Formas
                               Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA

QUESTÕES ?




             Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA




Fontes de Informação

* Acesso Google - Imagens

* Cativo, Helena (2004). Educação Visual e Tecnológica – 5º e 6º Anos. Areal Editores.
                                  Educação Visual e Tecnológica

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Cor evt
Cor evtCor evt
Cor evt
 
A LINHA
A LINHAA LINHA
A LINHA
 
Educação visual e tecnológica ( o ponto e a linha)
Educação visual e tecnológica ( o ponto e a linha)Educação visual e tecnológica ( o ponto e a linha)
Educação visual e tecnológica ( o ponto e a linha)
 
Comunicacao Visual
Comunicacao VisualComunicacao Visual
Comunicacao Visual
 
Elementos visuais
Elementos visuaisElementos visuais
Elementos visuais
 
Geometria
GeometriaGeometria
Geometria
 
Meios riscadores
Meios riscadoresMeios riscadores
Meios riscadores
 
ESTRUTURAS
ESTRUTURASESTRUTURAS
ESTRUTURAS
 
Manual Educação Visual 789 Grupo Porto Editora.pdf
Manual Educação Visual 789 Grupo Porto Editora.pdfManual Educação Visual 789 Grupo Porto Editora.pdf
Manual Educação Visual 789 Grupo Porto Editora.pdf
 
Perspetiva cónica
Perspetiva cónicaPerspetiva cónica
Perspetiva cónica
 
A Letra
A LetraA Letra
A Letra
 
Texturas
TexturasTexturas
Texturas
 
Módulo padrão
Módulo padrãoMódulo padrão
Módulo padrão
 
Modulo E Padrao
Modulo E PadraoModulo E Padrao
Modulo E Padrao
 
Modulo / Padrao - Rotacao
Modulo / Padrao - RotacaoModulo / Padrao - Rotacao
Modulo / Padrao - Rotacao
 
Técnica e Tecnologia -5ºano
Técnica e Tecnologia -5ºanoTécnica e Tecnologia -5ºano
Técnica e Tecnologia -5ºano
 
Sistema de Projeção Axonométrica
Sistema de Projeção AxonométricaSistema de Projeção Axonométrica
Sistema de Projeção Axonométrica
 
Estudo do rosto humano
Estudo do rosto humanoEstudo do rosto humano
Estudo do rosto humano
 
Aula EE - composicao
Aula EE - composicaoAula EE - composicao
Aula EE - composicao
 
Elementos visuais
Elementos visuaisElementos visuais
Elementos visuais
 

Destaque

Estudo da Letra
Estudo da LetraEstudo da Letra
Estudo da LetraArtes Real
 
Como realizar um autocolante no Publisher
Como realizar um autocolante no PublisherComo realizar um autocolante no Publisher
Como realizar um autocolante no PublisherArtes Real
 
Módulo Padrão
Módulo PadrãoMódulo Padrão
Módulo PadrãoArtes Real
 
Cores Secundárias
Cores SecundáriasCores Secundárias
Cores SecundáriasArtes Real
 
Escala - Técnica da quadrícula
Escala - Técnica da quadrícula Escala - Técnica da quadrícula
Escala - Técnica da quadrícula Artes Real
 
Técnica = Maneira de Fazer
Técnica = Maneira de FazerTécnica = Maneira de Fazer
Técnica = Maneira de FazerArtes Real
 
Espirais - Espiral Tricêntrica
Espirais - Espiral TricêntricaEspirais - Espiral Tricêntrica
Espirais - Espiral TricêntricaArtes Real
 
PowerPoint - origami
PowerPoint - origamiPowerPoint - origami
PowerPoint - origamiArtes Real
 
Ficha de trabalho método europeu
Ficha de trabalho   método europeuFicha de trabalho   método europeu
Ficha de trabalho método europeuruiseixas
 
Ficha nº 12 quadrado perspetiva obliqua 2 pontos de fuga
Ficha nº 12 quadrado  perspetiva obliqua 2 pontos de fugaFicha nº 12 quadrado  perspetiva obliqua 2 pontos de fuga
Ficha nº 12 quadrado perspetiva obliqua 2 pontos de fugaruiseixas
 
Ficha nº 17 planificação piramide triangular
Ficha nº 17 planificação piramide triangularFicha nº 17 planificação piramide triangular
Ficha nº 17 planificação piramide triangularruiseixas
 
Ficha nº 7 estudo dos triângulos
Ficha nº 7 estudo dos triângulosFicha nº 7 estudo dos triângulos
Ficha nº 7 estudo dos triângulosruiseixas
 
Ficha nº 27 sintetizações gráficas
Ficha nº 27 sintetizações gráficasFicha nº 27 sintetizações gráficas
Ficha nº 27 sintetizações gráficasruiseixas
 
Ficha nº 3 estudo dos círculos
Ficha nº 3 estudo dos círculosFicha nº 3 estudo dos círculos
Ficha nº 3 estudo dos círculosruiseixas
 
Ficha de trabalho escher simetria
Ficha de trabalho escher   simetriaFicha de trabalho escher   simetria
Ficha de trabalho escher simetriaruiseixas
 
Ficha nº 5 espirais
Ficha nº 5 espiraisFicha nº 5 espirais
Ficha nº 5 espiraisruiseixas
 
Ficha nº 14 perspetiva do círculo
Ficha nº 14 perspetiva do círculoFicha nº 14 perspetiva do círculo
Ficha nº 14 perspetiva do círculoruiseixas
 
Ficha nº 18 planificação piramide quadrangular
Ficha nº 18 planificação piramide quadrangularFicha nº 18 planificação piramide quadrangular
Ficha nº 18 planificação piramide quadrangularruiseixas
 

Destaque (20)

Estudo da Letra
Estudo da LetraEstudo da Letra
Estudo da Letra
 
O Cartaz
O CartazO Cartaz
O Cartaz
 
Como realizar um autocolante no Publisher
Como realizar um autocolante no PublisherComo realizar um autocolante no Publisher
Como realizar um autocolante no Publisher
 
Módulo Padrão
Módulo PadrãoMódulo Padrão
Módulo Padrão
 
Cores Secundárias
Cores SecundáriasCores Secundárias
Cores Secundárias
 
Escala - Técnica da quadrícula
Escala - Técnica da quadrícula Escala - Técnica da quadrícula
Escala - Técnica da quadrícula
 
Técnica = Maneira de Fazer
Técnica = Maneira de FazerTécnica = Maneira de Fazer
Técnica = Maneira de Fazer
 
Espirais - Espiral Tricêntrica
Espirais - Espiral TricêntricaEspirais - Espiral Tricêntrica
Espirais - Espiral Tricêntrica
 
Teoria da Cor
Teoria da CorTeoria da Cor
Teoria da Cor
 
PowerPoint - origami
PowerPoint - origamiPowerPoint - origami
PowerPoint - origami
 
Ficha de trabalho método europeu
Ficha de trabalho   método europeuFicha de trabalho   método europeu
Ficha de trabalho método europeu
 
Ficha nº 12 quadrado perspetiva obliqua 2 pontos de fuga
Ficha nº 12 quadrado  perspetiva obliqua 2 pontos de fugaFicha nº 12 quadrado  perspetiva obliqua 2 pontos de fuga
Ficha nº 12 quadrado perspetiva obliqua 2 pontos de fuga
 
Ficha nº 17 planificação piramide triangular
Ficha nº 17 planificação piramide triangularFicha nº 17 planificação piramide triangular
Ficha nº 17 planificação piramide triangular
 
Ficha nº 7 estudo dos triângulos
Ficha nº 7 estudo dos triângulosFicha nº 7 estudo dos triângulos
Ficha nº 7 estudo dos triângulos
 
Ficha nº 27 sintetizações gráficas
Ficha nº 27 sintetizações gráficasFicha nº 27 sintetizações gráficas
Ficha nº 27 sintetizações gráficas
 
Ficha nº 3 estudo dos círculos
Ficha nº 3 estudo dos círculosFicha nº 3 estudo dos círculos
Ficha nº 3 estudo dos círculos
 
Ficha de trabalho escher simetria
Ficha de trabalho escher   simetriaFicha de trabalho escher   simetria
Ficha de trabalho escher simetria
 
Ficha nº 5 espirais
Ficha nº 5 espiraisFicha nº 5 espirais
Ficha nº 5 espirais
 
Ficha nº 14 perspetiva do círculo
Ficha nº 14 perspetiva do círculoFicha nº 14 perspetiva do círculo
Ficha nº 14 perspetiva do círculo
 
Ficha nº 18 planificação piramide quadrangular
Ficha nº 18 planificação piramide quadrangularFicha nº 18 planificação piramide quadrangular
Ficha nº 18 planificação piramide quadrangular
 

Último

v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxAULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxrenatacolbeich1
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 

Último (20)

v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxAULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 

Formas e Estruturas Naturais vs Artificiais

  • 1. A FORMA E A ESTRUTURA CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS FORMA e ESTRUTURA Educação Visual e Tecnológica
  • 2. A FORMA E A ESTRUTURA COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS - Identificar FORMAS - Identificar ESTRUTURAS - Distinguir as FORMAS NATURAIS das FORMAS ARTIFICIAIS - Distinguir as ESTRUTURAS NATURAIS das ESTRUTURAS ARTIFICIAIS - Distinguir as FORMAS e as ESTRUTURAS - Compreender a relação entre a ESTRUTURA e FORMA Educação Visual e Tecnológica
  • 3. A FORMA E A ESTRUTURA OBSERVAR não é só olhar. É VER e COMPREENDER. → Observar é ver o todo das coisas que nos rodeiam e os seus pormenores. → Observando os pormenores compreendemos o porquê da FORMA das coisas. → Às coisas que nos rodeiam chamamos-lhe FORMAS. Educação Visual e Tecnológica
  • 4. A FORMA E A ESTRUTURA → Na Natureza existe uma diversidade de FORMAS. → As FORMAS variam no tamanho e estão adaptadas ao seu ambiente natural. Educação Visual e Tecnológica
  • 5. A FORMA E A ESTRUTURA Observa ! Forma Artificial Forma Natural Forma Natural Forma Artificial Forma Artificial Forma Natural Forma Artificial Forma Natural → Umas FORMAS são NATURAIS e outras ARTIFICIAIS (criadas pelo Homem). Educação Visual e Tecnológica
  • 6. A FORMA E A ESTRUTURA Classificação das FORMAS As FORMAS podem ser: → FORMAS NATURAIS - Quando já existem na Natureza. Por exemplo: Árvore; Ser Humano; Folhas de árvore; Ave; Peixe;… e → FORMAS ARTIFICIAIS - São os objectos que o Homem cria. Por exemplo: Avião; robot; telemóveis;… Educação Visual e Tecnológica
  • 7. A FORMA E A ESTRUTURA Observa ! FORMA ESTRUTURA → A laranja é uma FORMA. → A metade da laranja mostra-nos a sua ESTRUTURA. → Todas as FORMAS têm uma ESTRUTURA. Educação Visual e Tecnológica
  • 8. A FORMA E A ESTRUTURA → Na Natureza existe também uma diversidade de ESTRUTURAS. → As ESTRUTURAS são o suporte das FORMAS. Educação Visual e Tecnológica
  • 9. A FORMA E A ESTRUTURA Observa ! Estrutura Artificial Estrutura Artificial Estrutura Natural Estrutura Artificial Estrutura Natural → Umas ESTRUTURAS são NATURAIS e outras ARTIFICIAIS (criadas pelo Homem). Educação Visual e Tecnológica
  • 10. A FORMA E A ESTRUTURA Classificação das ESTRUTURAS As ESTRUTURAS podem ser: → ESTRUTURAS NATURAIS - Quando já existem na Natureza. Por exemplo: Esqueleto Humano; interior da laranja; nervuras das folhas de árvore; tronco de árvore e ramos; ninho de pássaro; teia de aranha;… e → ESTRUTURAS ARTIFICIAIS – São criadas pelo Homem. Por exemplo: Bicicleta; cadeira; ponte metálica;… Educação Visual e Tecnológica
  • 11. A FORMA E A ESTRUTURA Distinção entre FORMAS e ESTRUTURAS Estrutura Forma Forma Estrutura Forma Estrutura FORMA e ESTRUTURA Forma Estrutura Educação Visual e Tecnológica
  • 12. A FORMA E A ESTRUTURA Distinção entre FORMAS e ESTRUTURAS NATURAIS Forma Natural Forma Natural Estrutura Natural Forma Natural Estrutura Natural Estrutura Natural Educação Visual e Tecnológica
  • 13. A FORMA E A ESTRUTURA Distinção entre FORMAS e ESTRUTURAS ARTIFICIAIS Forma Artificial Estrutura Artificial Forma Artificial Estrutura Artificial Forma Artificial Estrutura Artificial Educação Visual e Tecnológica
  • 14. A FORMA E A ESTRUTURA Relação entre a ESTRUTURA e a FORMA ESTRUTURA NATURAL FORMA NATURAL → A ESTRUTURA de uma FORMA permite que essa FORMA se mantenha firme. → Uma ESTRUTURA resistente mantém organizados os seus elementos! Educação Visual e Tecnológica
  • 15. A FORMA E A ESTRUTURA Observa ! FORMA FORMA e ESTRUTURA → A ESTRUTURA das coisas define a sua FORMA. → Há FORMAS que têm visível a sua ESTRUTURA. Educação Visual e Tecnológica
  • 16. A FORMA E A ESTRUTURA ESTRUTURA FORMA → A ESTRUTURA condiciona a FORMA! Educação Visual e Tecnológica
  • 17. A FORMA E A ESTRUTURA Estrutura Natural Forma Natural → A ESTRUTURA permite a estabilidade e a resistência da FORMA. → A ESTRUTURA suporta o seu próprio peso e equilibra a FORMA. Educação Visual e Tecnológica
  • 18. A FORMA E A ESTRUTURA COMPLETA … - Às COISAS que existem na Natureza e no mundo que nos rodeia chamamos… FORMAS - As FORMAS podem ser… NATURAIS - Quando já existem na Natureza ARTIFICIAIS – São as Formas criadas pelo Homem - Todas as FORMAS têm uma… ESTRUTURA - As ESTRUTURAS podem ser… NATURAIS – Quando já existem na Natureza ARTIFICIAIS – São as ESTRUTURAS criadas pelo Homem As ESTRUTURAS : - Definem a FORMA das coisas (Formas) - Dão ESTABILIDADE e RESISTÊNCIA às Formas - Suportam o seu próprio peso e equilibram as Formas Educação Visual e Tecnológica
  • 19. A FORMA E A ESTRUTURA QUESTÕES ? Educação Visual e Tecnológica
  • 20. A FORMA E A ESTRUTURA Fontes de Informação * Acesso Google - Imagens * Cativo, Helena (2004). Educação Visual e Tecnológica – 5º e 6º Anos. Areal Editores. Educação Visual e Tecnológica