A origem da dança circular e de roda

28.020 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
28.020
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
44
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
226
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A origem da dança circular e de roda

  1. 1. A ORIGEM DA DANÇA CIRCULAR E DE RODA
  2. 2. As Danças Circulares sempre estiveram presentes  na história da humanidade, seja no nascimento, casamento, plantio, colheita, chegada das chuvas, primavera, morte - e refletiam a necessidade de comunhão, celebração e união entre as pessoas. 
  3. 3. O círculo é uma forma geométrica perfeita. Na sociedade, estar em círculo simboliza fraternidade, igualdade, além de todos poderem estar se olhando, enxergando o próximo. Uma sensação de “estarmos juntos”, de mãos dadas, passando e sentindo a energia do grupo. As culturas antigas utilizavam a roda para se confraternizar, conversar e educar ora praticando rituais ora dançando. Origem
  4. 4. A dança de roda como é transmitida até hoje no folclore, é uma riqueza cultural das mais antigas do ocidente. Até os primeiros séculos da era cristã estava inserida nas práticas religiosas e na vida em comunidade; à margem da história cultural e espiritual, ela se manteve viva até os tempos modernos. Esta tradição, em sua grande multiplicidade, permite, ainda hoje, uma oferta inesgotável para os esforços na vida religiosa e na prática pedagógica e terapêutica, de encontrar as bases de uma comunhão plena de sentido. Bernhard Woisen, 1996
  5. 5. As danças circulares tem um contexto mais religioso, as danças de roda por sua vez, abordam mais o folclore. É muito comum algumas pessoas se referirem à dança de roda como circular, mas existe essa pequena diferença.
  6. 6. As danças circulares: * Trazem a leveza, a alegria , a beleza, a serenidade e o bem estar; * Proporcionam o trabalho em grupo sem que a pessoa perca sua individualidade; * Mostra a diferença entre as pessoas; * Desenvolvem o apoio mútuo, a integração, a comunhão e a cooperação; * São instrumentos suaves de auto-conhecimento e auto-cura; * Harmonizam o grupo antes e depois de praticar suas tarefas cotidianas; * Trazem musicalidade e ritmo para a vida diária; * Equilibram o corpo fisico, mental, emocional e espiritual; * Ampliam a percepção, a concentração e a atenção; * Encorajam as pessoas a ocupar o seu lugar e o seu espaço; * Trazem flexibilidade e auto-confiança para a vida; * Ajudam a combater o estresse e a depressão.

×