Século xx

103 visualizações

Publicada em

Feito por: Arlene Alves

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
103
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Século xx

  1. 1. Século XX Arlene
  2. 2. Século de intensas transformações • Transportes mais velozes (automóveis, trens e aviões) • Era Espacial (foguetes e televisão) • Comunicação evoluída (rádio e televisão) • Era da Informação (aumento da utilização de computadores com a criação da Internet => avanço das informações => telefones celulares • Desenvolvimento na Medicina (remédios e aparelhos médicos • Aparelho de raio x • Aprofundamento da Psicologia e seus estudos sobre a mente humana • Desenvolvimento das máquinas causando o desemprego • Conquistas na Cidadania (Constituição, Organização da Nações Unidas - ONU e a declaração Universal dos Direitos Humanos
  3. 3. • Conflitos Armados – Duas Guerras Mundiais • Armas químicas, biológicas e nucleares – Após a Segunda Guerra Mundial • Desigualdades Sociais – Onde os países ricos ficaram mais ricos e os pobres mais pobres. Algumas pessoas enriqueceram e outras ficaram na mesma situação • Prejuízos ao meio ambiente (poluição, esgotamento dos recursos naturais) precisando de um desenvolvimento sustentável) • Xix Segunda Revolução Industrial ( inovações tecnológicas, aumento da capacidade produtiva das indústrias) • Motores a Combustão Interna => Substituição de motores a vapor, pela queima de carvão por combustão externa (fora da máquina), por motores internos potentes ligados ao petróleo • Substituição do ferro pelo aço (mais maleável, leve ... ) • Desenvolvimento da eletricidade por meio de geradores de cargas elétricas, que possibilitaram a transmissão a longa distância. Além de possibilitar o aproveitamento do uso da noite, para ler por exemplo e ao uso de novos eletrodomésticos, e também de máquinas fotográficas, aparecimento dos cinemas ...
  4. 4. Capitalismo Financeiro Fruto da unificação do capitalismo industrial (reinvestimento dos próprios lucros) com o capitalismo bancário, onde empresas gigantes monopolizavam certos ramos da indústria. Caracterização do Capitalismo Financeiro • Truste: Fusão de várias empresas em uma, assumindo o controle. • Holding: Empresas de médio porte são controladas por empresas de grande porte para ajustar o mercado em seu favor. • Cartel: Acordo entre empresas do mesmo ramo, para evitar concorrência e o estabelecimento de preços fixos. Monopólio: concentração do capital e a eliminação da livre concorrência.
  5. 5. Cotidiano dos burgueses x operários • Burgueses: Muitas vezes proprietários de grandes indústrias ou de instituições bancárias, que moravam em casas amplas com saneamento básico, eletricidade ...e eram consumidores dos novos produtos industrializados. • Operários: Classe pobre, sem rede de esgoto, com sérios problemas de saúde, sem abastecimento de água e localizados próximos as fábricas sendo sujeitos a poluição industrial.
  6. 6. Propostas de reorganização Social (Ocasionada devido as condições de trabalho impostas aos operários) • Socialismo (Karl Marx e Friedrick Engels): Teorias marcadas pela crítica ao sistema capitalista, também conhecida como marxismo. Defendiam a extinção da propriedade privada acreditando que a fábrica pertencia aos que nela trabalhavam. • Anarquismo: Intelectuais que defendiam mudanças políticas, econômicas e morais como a eliminação do Estado, capitalismo e da Igreja. Para eles a educação é fundamental para o conhecimento da realidade. • Positivismo (Auguste Comte): Onde o desenvolvimento social deveria passar por três fases: a fase teológica (poder religioso e militar), fase metafísica (supremacia de filósofos e juristas) e a fase positiva (conhecimento cientifico de sociólogos e o poder econômico dos burgueses). Teve influência na bandeira do Brasil, “o amor por princípio e a ordem por base; o progresso por fim”.
  7. 7. Imperialismo (séc. XIX para o séc. XX) Levou a grandes potências mundiais a colonização de vários territórios na África, Ásia e Oceania, que além do poder econômico contavam com a força militar (área bélica). • Imperialismo na África: Com o objetivo de expandir seus continentes e aumentar as matérias-primas iniciaram a disputa pelo continente africano e se instalaram lá. • Imperialismo na Ásia e Oceania: O interesse das potências imperialistas era vender seus produtos industrializados á esses povos e comprar matéria-prima á preços baixos.  Oposições ao Imperialismo => A África, Oceania e Ásia resistiam de várias maneiras a invasão de seus territórios. Essas resistências não ocorreram somente pela luta armada mas também por sabotagens de equipamentos europeus, destruição de meios de transporte, plantações e armazéns.
  8. 8. • Imperialismo Japonês: Meiji assinou acordos econômicos com a Inglaterra e França (potências industrializadas da época) e comprou máquinas e ferramentas europeias. Passando por um período de mordernização, com a construção de navios e ferrovias, ampliação do acesso a educação, financiamento do exército japonês ... Deixou o período conhecido com Era Meiji, que transformou o Japão em uma potência imperialista. • Imperialismo norte-americano: Foi a dominação dos EUA pela Ámerica. Onde James Monroe mostra interesse pela terras americanas quando diz: “Ámerica para americanos”.
  9. 9. • Consequências do Imperialismo (África, Ásia e Oceania): Obrigação de trabalhar nas minas e plantações por salários baixos, a adesão de costumes e religião provocando uma aculturação, mortes ocasionadas pelas guerras, doenças e fome. • Consequências na África: Delimitação territorial feita por europeus (a “partilha da África”), provocando conflitos internos e atraso econômico ... O imperialismo se baseia na dominação de uma nação sobre a outra, principalmente por interesses políticos e econômicos.
  10. 10. A Primeira República • Séc. XIX Brasil monárquico (Imperador) • Brasil cultivador de café em meados do séc. XIX • Escravidão é extinta lentamente: Lei do Ventre Livre em 1871, que dizia que filhos de mulheres escravas nasceriam livres • Igreja X Estado: A queda do vínculo entre eles pela Igreja querer maior autonomia e controle • 15 de novembro de 1889, a monarquia é derrubada sob liderança de marechal Deodoro da Fonseca • Militares expulsam imperadores do país organizando um governo provisório • Nova Constituição 1891 (que falava sobre a ruptura da Igreja com Estado,casamento civil, províncias agora seriam chamadas de Estados, poderes executivos, legislativos e judiciários, mandato em 4 anos, voto aberto mas que só botavam maiores de 21 exceto mendigos, analfabetos, soldados, membros religiosos e mulheres)
  11. 11. República Velha • República da Espada (1889-1894): Governado por marechais sendo eles, Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto; • República Oligárquica (1894-1930): Predominando a política do “café com leite” (São Paulo e Minas Gerais) • Deodoro assumiu uma política autoritária e centralizadora causando o descontentamento que o fez ser pressionado levando a sua renúncia em 1891 • Floriano assume e se alia as oligarquias estagnando a insatisfação • Coronelismo: Estratégia dos governantes para continuar no poder era fazendo alianças com os coronéis para garantir seus votos. Estes tinham poder sobre seus camponeses que eram obrigados a votar no mesmo eleitor.
  12. 12. • Voto de Cabresto:Manipulação dos camponeses pelos coronéis que foi facilitado pelo voto aberto • Primeira República => Grande imigração => morar e trabalhar • Grupos migraram para o Brasil (italianos, portugueses, espanhóis, alemãs, japoneses, libaneses e sírios) • Colonato (contrato estabelecido entre imigrantes e proprietários) • Homens, mulheres e crianças trabalhavam • Em troca do trabalho recebiam parte do café colhido e pequena remuneração. Moravam em pequenas casas, tinham pequenos lotes para sua própria produção e eram proibidos de sair das fazendas sem autorização, além de sofrerem maus- tratos o que fez com que fugissem em busca de melhores condições de vida
  13. 13. • Atividades urbanas: Mais indústrias o que acarretou mais empregos e os mais contratados eram imigrantes trabalhando de 10 há 14 horas por dia. • Imigrantes se reuniam para ajudar um ao outro chamadas de Sociedades Beneficentes. • Primeiros sindicatos devido a insatisfação, guiados por anarquistas e socialistas. • Transformações => Mulheres: Com roupas mais ousadas, uso da maquiagem, cabelo curto, trabalho fora, autonomia e liberdade. Homens: Começam a fazer a barba, a usar cabelos curtos e penteados ... Além do começo ao incentivo ao consumismo.
  14. 14. • Transporte mais moderno • Meios de comunicação • Hábito a prática de esportes • Do séc. XIX para o XX as elites (industriais, bancários e cafeicultores) achavam viver em um país atrasado e queriam se alinhar a Europa e seus costumes. Para isso, no RJ aconteceu uma “regeneração”, onde subúrbios foram a baixo para trazer avenidas largas como as européias consideradas modernas e limpas. • Deixou muitos pobres desabrigados que logo foram para morros vizinhos com casas improvisadas chamadas de favelas.
  15. 15. • O presidente Rodrigues Alves realiza reformas sanitárias no Rio com o intuito de acabar com doenças que devastava a comunidade a mesma que duvidava da eficácia da vacina e se negava, causando um conflito chamado de “Revolta da Vacina”. • Guerra de Canudos: Antônio Conselheiro percorreu junto com seus seguidores organizando sociedades comunitárias onde pregavam o conforto aos necessitados baseado na bíblia. Eles plantavam o que precisavam, ou seja eram independentes o que gerou revolta no governo pelo não pagamento de impostos. Diante disso o governo realizou três expedições e massacrou a população. • Guerra do Contestado • A rebelião dos marinheiros

×