SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Objetivos
• Apresentar aspectos históricos dos guindastes
• Mostrar alguns aspectos construtivos
importantes dos guindastes
• Conhecer alguns atributos básicos dos
guindastes
3
Unidade 1: Histórico e características dos
Guindastes
Introdução
• Os guindastes são equipamentos antigos
• Surgiram da necessidade de deslocamento de grandes massas e em
grandes alturas.
4
Unidade 1: Histórico e características dos
Guindastes
Introdução
• São imprescindíveis nas
atividades atuais de
movimentação de cargas, sejam
em portos, armazéns, ou até
mesmo na construção civil.
5
Unidade 1: Histórico e características dos
Guindastes
Breve histórico dos guindastes
• O guindaste é considerado uma invenção romana, da qual não existem
registros anteriores ao século I a.C.
6
Unidade 1: Histórico e características dos
Guindastes
Breve histórico dos guindastes
• Os primeiros guindastes eram formados
apenas de um único poste fincado no chão,
erguido e sustentado por duas cordas
amarradas em seu topo.
•A corda era normalmente enrolada em um
molinete fixo na base da estaca.
7
Unidade 1: Histórico e características dos
Guindastes
Breve histórico dos guindastes
Os guindastes romanos apresentavam algumas
limitações
• a altura alcançada era limitada pelo
comprimento da estaca
• não possuíam grande estabilidade
• o ângulo de giro do guindaste era muito
restrito
• por serem fixos no solo não apresentavam
mobilidade
• a força utilizada para fazer funcionar o
molinete era a humana, isso acabava
limitando a capacidade de carga dos
guindastes.
8
Unidade 1: Histórico e características dos
Guindastes
Breve histórico dos guindastes
Guindastes maiores foram desenvolvidos
posteriormente usando engrenagens movidas
por tração animal, permitindo a elevação de
cargas mais pesadas.
9
Unidade 1: Histórico e características dos
Guindastes
Breve histórico dos guindastes
É incrível imaginar, mas os
grandes monumentos de pedra
anteriores ao século I a.C,
como as pirâmides do Egito,
por exemplo, foram
construídos sem auxílio de
nenhum mecanismo de
suspensão.
10
Unidade 1: Histórico e características dos
Guindastes
Aspectos Construtivos
Guindaste é uma máquina usada
para erguer, movimentar e baixar
materiais pesados.
11
Unidade 1: Histórico e características dos
Guindastes
Aspectos Construtivos
•Os primeiros guindastes eram feitos
de madeira
•Com a Revolução Industrial,
passaram a ser produzidos com ferro
fundido e aço
•O guindaste é constituído
normalmente por uma torre equipada
com cabos e roldanas
12
Unidade 1: Histórico e características dos
Guindastes
Aspectos Construtivos
O tipo mais comum de guindaste é de
torre treliçada de aço podendo ser
montado em plataforma móvel como:
• trilhos
• rodas
• acoplados a caminhões
• sobre esteiras
13
Unidade 1: Histórico e características dos
Guindastes
Aspectos Construtivos
•Os cabos são movimentados através de
motores
•Os motores podem ser a vapor,
elétricos, ou ainda de combustão interna
•O uso de motores de combustão interna
permitiu combinar a característica dos
motores de vapor "torque máximo em
velocidade zero" pela adição de um
elemento hidráulico, criando com isso um
bom controle de torque.
14
Unidade 1: Histórico e características dos
Guindastes
Atribuídos dos guindastes
Um guindaste é basicamente
constituído de uma torre
equipada com cabos e roldanas.
15
Unidade 1: Histórico e características dos
Guindastes
Atribuídos dos guindastes
O funcionamento do guindaste depende
de uma relação matemática entre a força
utilizada no cabo de aço e o ângulo em
que se encontra o material a ser erguido.
A segurança de toda a operação
depende do conhecimento dessa relação
matemática.
16
Unidade 1: Histórico e características dos
Guindastes
Atribuídos dos guindastes
Os guindastes podem ser
utilizados em diferentes setores,
tanto de forma temporária como
de forma permanente.
Aplicação de forma temporária:
•Construção Civil
•Instalação de outdoors
17
Unidade 1: Histórico e características dos
Guindastes
Atribuídos dos guindastes
Aplicação de forma permanente:
•Indústria de equipamentos pesados
•Armazéns
•Portos
•Terminais de carga
18
Unidade 1: Histórico e características dos
Guindastes
Atribuídos dos guindastes
Os guindastes podem ser controlados
por um operador na cabine, ou ainda por
uma pequena unidade de controle
remoto que pode comunicar-se via rádio,
infra-vermelho ou por cabo.
19
Unidade 1: Histórico e características dos
Guindastes
Conclusões
• A necessidade e utilização do guindaste são bem antigas
•Esse equipamento surgiu em função da necessidade do homem em
transportar e movimentar grandes produtos pesados.
•Ao longo do tempo o guindaste sofreu alterações, tanto no que se refere aos
materiais utilizados na sua construção, como na capacidade de carga.
•Passou de um equipamento fixo e estático, para equipamentos móveis que
permitem não só movimentarem grandes pesos, mas também a grandes
alturas.
•Tais características tornaram o guindaste tão essencial e importante nos dias
de hoje, passando a ser indispensável em várias atividades humanas.
20
Unidade 1: Histórico e características dos
Guindastes

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a MOD 1 historico e caracteristicas.pdf

Comboios de Mercadorias em Portugal
Comboios de Mercadorias em PortugalComboios de Mercadorias em Portugal
Comboios de Mercadorias em PortugalCláudio Carneiro
 
Titanic: como se constrói uma lenda
Titanic: como se constrói uma lendaTitanic: como se constrói uma lenda
Titanic: como se constrói uma lendaMove to Junk
 
Titanic -como_se_constroi_uma_lenda
Titanic  -como_se_constroi_uma_lendaTitanic  -como_se_constroi_uma_lenda
Titanic -como_se_constroi_uma_lendaGaspar Neto
 
Titanic - Como se constrói uma lenda
Titanic - Como se constrói uma lendaTitanic - Como se constrói uma lenda
Titanic - Como se constrói uma lendaUmberto Pacheco
 
Titanic - Como se constrói uma lenda
Titanic - Como se constrói uma lendaTitanic - Como se constrói uma lenda
Titanic - Como se constrói uma lendaBruno Dinardi
 
Titanic como se constr
Titanic   como se constr Titanic   como se constr
Titanic como se constr Ariana Martins
 

Semelhante a MOD 1 historico e caracteristicas.pdf (9)

Ponte rio
Ponte rioPonte rio
Ponte rio
 
12081371
1208137112081371
12081371
 
Comboios de Mercadorias em Portugal
Comboios de Mercadorias em PortugalComboios de Mercadorias em Portugal
Comboios de Mercadorias em Portugal
 
Titanic: como se constrói uma lenda
Titanic: como se constrói uma lendaTitanic: como se constrói uma lenda
Titanic: como se constrói uma lenda
 
Titanic -como_se_constroi_uma_lenda
Titanic  -como_se_constroi_uma_lendaTitanic  -como_se_constroi_uma_lenda
Titanic -como_se_constroi_uma_lenda
 
Titanic - Como se constrói uma lenda
Titanic - Como se constrói uma lendaTitanic - Como se constrói uma lenda
Titanic - Como se constrói uma lenda
 
TITANIC
TITANICTITANIC
TITANIC
 
Titanic - Como se constrói uma lenda
Titanic - Como se constrói uma lendaTitanic - Como se constrói uma lenda
Titanic - Como se constrói uma lenda
 
Titanic como se constr
Titanic   como se constr Titanic   como se constr
Titanic como se constr
 

Mais de Sérgio Alves

Definições espaço confinado.pdf
Definições espaço confinado.pdfDefinições espaço confinado.pdf
Definições espaço confinado.pdfSérgio Alves
 
MOD 9 segurança e sinalização.pdf
MOD 9 segurança e sinalização.pdfMOD 9 segurança e sinalização.pdf
MOD 9 segurança e sinalização.pdfSérgio Alves
 
MOD 8 aspectos operacionais dos guindastes.pdf
MOD 8 aspectos operacionais dos guindastes.pdfMOD 8 aspectos operacionais dos guindastes.pdf
MOD 8 aspectos operacionais dos guindastes.pdfSérgio Alves
 
MOD 7 conceitos operacionais do guindaste.pdf
MOD 7 conceitos operacionais do guindaste.pdfMOD 7 conceitos operacionais do guindaste.pdf
MOD 7 conceitos operacionais do guindaste.pdfSérgio Alves
 
MOD 6 plano de içamento e mov carga.pdf
MOD 6 plano de içamento e mov carga.pdfMOD 6 plano de içamento e mov carga.pdf
MOD 6 plano de içamento e mov carga.pdfSérgio Alves
 
MOD 5 estudo de rigging.pdf
MOD 5 estudo de rigging.pdfMOD 5 estudo de rigging.pdf
MOD 5 estudo de rigging.pdfSérgio Alves
 
MOD 4 caracteristica do operador.pdf
MOD 4 caracteristica do operador.pdfMOD 4 caracteristica do operador.pdf
MOD 4 caracteristica do operador.pdfSérgio Alves
 
MOD 3 componentes basicos.pdf
MOD 3 componentes basicos.pdfMOD 3 componentes basicos.pdf
MOD 3 componentes basicos.pdfSérgio Alves
 

Mais de Sérgio Alves (8)

Definições espaço confinado.pdf
Definições espaço confinado.pdfDefinições espaço confinado.pdf
Definições espaço confinado.pdf
 
MOD 9 segurança e sinalização.pdf
MOD 9 segurança e sinalização.pdfMOD 9 segurança e sinalização.pdf
MOD 9 segurança e sinalização.pdf
 
MOD 8 aspectos operacionais dos guindastes.pdf
MOD 8 aspectos operacionais dos guindastes.pdfMOD 8 aspectos operacionais dos guindastes.pdf
MOD 8 aspectos operacionais dos guindastes.pdf
 
MOD 7 conceitos operacionais do guindaste.pdf
MOD 7 conceitos operacionais do guindaste.pdfMOD 7 conceitos operacionais do guindaste.pdf
MOD 7 conceitos operacionais do guindaste.pdf
 
MOD 6 plano de içamento e mov carga.pdf
MOD 6 plano de içamento e mov carga.pdfMOD 6 plano de içamento e mov carga.pdf
MOD 6 plano de içamento e mov carga.pdf
 
MOD 5 estudo de rigging.pdf
MOD 5 estudo de rigging.pdfMOD 5 estudo de rigging.pdf
MOD 5 estudo de rigging.pdf
 
MOD 4 caracteristica do operador.pdf
MOD 4 caracteristica do operador.pdfMOD 4 caracteristica do operador.pdf
MOD 4 caracteristica do operador.pdf
 
MOD 3 componentes basicos.pdf
MOD 3 componentes basicos.pdfMOD 3 componentes basicos.pdf
MOD 3 componentes basicos.pdf
 

Último

CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceRonisHolanda
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...DominiqueFaria2
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSdjgsantos1981
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 

Último (20)

“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 

MOD 1 historico e caracteristicas.pdf

  • 1. Objetivos • Apresentar aspectos históricos dos guindastes • Mostrar alguns aspectos construtivos importantes dos guindastes • Conhecer alguns atributos básicos dos guindastes 3 Unidade 1: Histórico e características dos Guindastes
  • 2. Introdução • Os guindastes são equipamentos antigos • Surgiram da necessidade de deslocamento de grandes massas e em grandes alturas. 4 Unidade 1: Histórico e características dos Guindastes
  • 3. Introdução • São imprescindíveis nas atividades atuais de movimentação de cargas, sejam em portos, armazéns, ou até mesmo na construção civil. 5 Unidade 1: Histórico e características dos Guindastes
  • 4. Breve histórico dos guindastes • O guindaste é considerado uma invenção romana, da qual não existem registros anteriores ao século I a.C. 6 Unidade 1: Histórico e características dos Guindastes
  • 5. Breve histórico dos guindastes • Os primeiros guindastes eram formados apenas de um único poste fincado no chão, erguido e sustentado por duas cordas amarradas em seu topo. •A corda era normalmente enrolada em um molinete fixo na base da estaca. 7 Unidade 1: Histórico e características dos Guindastes
  • 6. Breve histórico dos guindastes Os guindastes romanos apresentavam algumas limitações • a altura alcançada era limitada pelo comprimento da estaca • não possuíam grande estabilidade • o ângulo de giro do guindaste era muito restrito • por serem fixos no solo não apresentavam mobilidade • a força utilizada para fazer funcionar o molinete era a humana, isso acabava limitando a capacidade de carga dos guindastes. 8 Unidade 1: Histórico e características dos Guindastes
  • 7. Breve histórico dos guindastes Guindastes maiores foram desenvolvidos posteriormente usando engrenagens movidas por tração animal, permitindo a elevação de cargas mais pesadas. 9 Unidade 1: Histórico e características dos Guindastes
  • 8. Breve histórico dos guindastes É incrível imaginar, mas os grandes monumentos de pedra anteriores ao século I a.C, como as pirâmides do Egito, por exemplo, foram construídos sem auxílio de nenhum mecanismo de suspensão. 10 Unidade 1: Histórico e características dos Guindastes
  • 9. Aspectos Construtivos Guindaste é uma máquina usada para erguer, movimentar e baixar materiais pesados. 11 Unidade 1: Histórico e características dos Guindastes
  • 10. Aspectos Construtivos •Os primeiros guindastes eram feitos de madeira •Com a Revolução Industrial, passaram a ser produzidos com ferro fundido e aço •O guindaste é constituído normalmente por uma torre equipada com cabos e roldanas 12 Unidade 1: Histórico e características dos Guindastes
  • 11. Aspectos Construtivos O tipo mais comum de guindaste é de torre treliçada de aço podendo ser montado em plataforma móvel como: • trilhos • rodas • acoplados a caminhões • sobre esteiras 13 Unidade 1: Histórico e características dos Guindastes
  • 12. Aspectos Construtivos •Os cabos são movimentados através de motores •Os motores podem ser a vapor, elétricos, ou ainda de combustão interna •O uso de motores de combustão interna permitiu combinar a característica dos motores de vapor "torque máximo em velocidade zero" pela adição de um elemento hidráulico, criando com isso um bom controle de torque. 14 Unidade 1: Histórico e características dos Guindastes
  • 13. Atribuídos dos guindastes Um guindaste é basicamente constituído de uma torre equipada com cabos e roldanas. 15 Unidade 1: Histórico e características dos Guindastes
  • 14. Atribuídos dos guindastes O funcionamento do guindaste depende de uma relação matemática entre a força utilizada no cabo de aço e o ângulo em que se encontra o material a ser erguido. A segurança de toda a operação depende do conhecimento dessa relação matemática. 16 Unidade 1: Histórico e características dos Guindastes
  • 15. Atribuídos dos guindastes Os guindastes podem ser utilizados em diferentes setores, tanto de forma temporária como de forma permanente. Aplicação de forma temporária: •Construção Civil •Instalação de outdoors 17 Unidade 1: Histórico e características dos Guindastes
  • 16. Atribuídos dos guindastes Aplicação de forma permanente: •Indústria de equipamentos pesados •Armazéns •Portos •Terminais de carga 18 Unidade 1: Histórico e características dos Guindastes
  • 17. Atribuídos dos guindastes Os guindastes podem ser controlados por um operador na cabine, ou ainda por uma pequena unidade de controle remoto que pode comunicar-se via rádio, infra-vermelho ou por cabo. 19 Unidade 1: Histórico e características dos Guindastes
  • 18. Conclusões • A necessidade e utilização do guindaste são bem antigas •Esse equipamento surgiu em função da necessidade do homem em transportar e movimentar grandes produtos pesados. •Ao longo do tempo o guindaste sofreu alterações, tanto no que se refere aos materiais utilizados na sua construção, como na capacidade de carga. •Passou de um equipamento fixo e estático, para equipamentos móveis que permitem não só movimentarem grandes pesos, mas também a grandes alturas. •Tais características tornaram o guindaste tão essencial e importante nos dias de hoje, passando a ser indispensável em várias atividades humanas. 20 Unidade 1: Histórico e características dos Guindastes