Oportunidades e Estratégiaspara Ampliação da AtuaçãoBrasileira no Oriente MédioUnidade de Inteligência Comercial e Competi...
PanoramaPaíses contemplados para a missãoArábia Saudita e Emirados Árabes Unidos
Países do GCC Fonte: ONU
Concentração das Exportações Brasileiras no Oriente Médio (2010)           Os três principais destinos das           expor...
Corrente de Comércio Brasil – Emirados Árabes                                                                             ...
Corrente de Comércio Brasil – Arábia Saudita                                                                              ...
Comércio exterior e PIB - Brasil, Arábia Saudita e EmiradosÁrabes Unidos em US$ (2010)                                    ...
Comparação entre países do Oriente Médio pelo PIB epelas importações da região (2009)     45%                             ...
PIB de setores selecionados como proporção do PIB total(2010, %)             50             45             40             ...
PIB da construção como percentual do PIB total                                                  Kuwait                    ...
PIB da construção                   (em US$ milhões)            25.000            20.000            15.000            10.0...
População e PIB per Capita – Brasil, Arábia Saudita e EmiradosÁrabes Unidos (2010)                                        ...
Índice de Gini (concentração de renda, 2010)       60,0                          51,8       50,0                          ...
Classes A e B – número de domicílios e representatividade napopulação total (2010)              2                         ...
Arábia Saudita                   PERSPECTIVA SOCIOECONÔMICA                                        2008       2009      20...
Arábia Saudita                         DESTAQUES E TENDÊNCIAS 2011 - 2015        Despesas governamentais de US$ 129 bilhõe...
Arábia Saudita                          PONTOS DE INTERESSE NO MERCADO         Finais de semana: quinta e sexta. No mês do...
Emirados Árabes                    PERSPECTIVA SOCIOECONÔMICA                                           2008      2009    ...
Emirados Árabes                         DESTAQUES E TENDÊNCIAS 2011 - 2015        Principal setor da economia continuará s...
Emirados Árabes Unidos                          PONTOS DE INTERESSE NO MERCADO         São sete os emirados: Abu Dhabi (ca...
OPORTUNIDADES NOSPAÍSES SELECIONADOS DO    ORIENTE MÉDIO    Arábia Saudita, Emirados Árabes,            Catar, Kuwait, Irã
PERFIL DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS PARA A ARÁBIA SAUDITA (2010)                                                           ...
PERFIL DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS PARA OS EMIRADOS ÁRABES (2010)                                                         ...
CONSOLIDAÇÃO DAS OPORTUNIDADES NOS PAÍSES DO ORIENTE MÉDIOSELECIONADOSAGRONEGÓCIOS, ALIMENTOS E BEBIDAS                   ...
CONSOLIDAÇÃO DAS OPORTUNIDADES NOS PAÍSES DO ORIENTE MÉDIOSELECIONADOSCASA E CONSTRUÇÃO                                   ...
CONSOLIDAÇÃO DAS OPORTUNIDADES NOS PAÍSES DO ORIENTE MÉDIOSELECIONADOSMÁQ. E EQUIPAMENTOS                                 ...
CONSOLIDAÇÃO DAS OPORTUNIDADES NOS PAÍSES DO ORIENTE MÉDIOSELECIONADOS MODA                                               ...
Aspectos comerciais – alguns pontos destacados  • Como resultado da informatização, a demora do desembaraço aduaneiro em D...
Aspectos comerciais – alguns pontos destacados  • Empresas que desejam exportar alimentos para os EAU devem obter aprovaçã...
Oportunidades e Estratégias para Ampliação da Atuação Brasileira no Oriente Médio
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Oportunidades e Estratégias para Ampliação da Atuação Brasileira no Oriente Médio

641 visualizações

Publicada em

Oportunidades e Estratégias para Ampliação da Atuação Brasileira no Oriente Médio

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
641
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Oportunidades e Estratégias para Ampliação da Atuação Brasileira no Oriente Médio

  1. 1. Oportunidades e Estratégiaspara Ampliação da AtuaçãoBrasileira no Oriente MédioUnidade de Inteligência Comercial e Competitiva
  2. 2. PanoramaPaíses contemplados para a missãoArábia Saudita e Emirados Árabes Unidos
  3. 3. Países do GCC Fonte: ONU
  4. 4. Concentração das Exportações Brasileiras no Oriente Médio (2010) Os três principais destinos das exportações brasileiras no Oriente Médio representaram quase 70% do valor exportado na região: • Arábia Saudita: 29,4% • Irã: 20,2% • Emirados Árabes: 17,6% Fonte: UICC Apex-Brasil, a partir de dados do MDIC
  5. 5. Corrente de Comércio Brasil – Emirados Árabes 2.032 1.916 1.882 1.855 1.772 1.517 1.393 1.323 1.197 1.046 772 805 744 570 707 728 593 543 653 551 294 347 320 440 177 229 104 91 77 110 19 64 65 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 Exp. Brasileiras - US$ milhões FOB Imp. Brasileiras - US$ milhões FOB Corrente de Comércio - US$ milhões Fonte: UICC Apex-Brasil, a partir de dados do MDIC
  6. 6. Corrente de Comércio Brasil – Arábia Saudita 5.474 5.158 3.550 3.128 3.187 3.099 2.910 2.543 2.058 2.564 1.953 1.567 1.709 1.642 2.059 1.386 1.340 1.193 1.213 1.232 1.597 1.486 1.478 816 895 779 655 1.204 826 570 558 673 413 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 Exp. Brasileiras - US$ milhões FOB Imp. Brasileiras - US$ milhões FOB Corrente de Comércio - US$ milhões Fonte: UICC Apex-Brasil, a partir de dados do MDIC
  7. 7. Comércio exterior e PIB - Brasil, Arábia Saudita e EmiradosÁrabes Unidos em US$ (2010) Grau de Abertura Comercial [(EXP+IMP)/PIB] *100 2 trilhões Brasil: 23% Arábia Saudita: 98% Emirados Árabes: 160% 447 bilhões 253 bilhões 278 bilhões 174 bilhões 221 bilhões Brasil Arábia Saudita Emirados Árabes PIB Exportações (bens e serviços) Importações (bens e serviços)Fonte: Euromonitor. Elaboração UICC/Apex-Brasil
  8. 8. Comparação entre países do Oriente Médio pelo PIB epelas importações da região (2009) 45% Representatividade: 39,1% PIB: 86% 40% Importações: 84% 35% 32,2% 30% 25% 23,6% 22,9% 20% 15,1% 15% 12,4% 10% 8,3% 7,2% 5,1% 6,0% 5,3% 4,5% 4,4% 5,2% 5% 0% Irã Arábia Saudita Emirados Árabes Israel Catar Kuwait Iraque Part. no PIB da Região Part. nas Importações da RegiãoFonte: FMI
  9. 9. PIB de setores selecionados como proporção do PIB total(2010, %) 50 45 40 35 30 25 20 15 10 5 0 Kuwait Catar Arábia Saudita Emirados Árabes Indústria Extrativa Serviços Indústria Manufatureira Fonte: Euromonitor. Elaboração Apex-Brasil/UICCFonte: Euromonitor. Elaboração UICC Apex-Brasil
  10. 10. PIB da construção como percentual do PIB total Kuwait Bahrein 1,6 Emirados 3,3 Árabes 7,2 Arábia Saudita 5,0 Catar 6,5 Fonte: Euromonitor. Elaboração Apex-Brasil/UICCFonte: Euromonitor. Elaboração UICC Apex-Brasil
  11. 11. PIB da construção (em US$ milhões) 25.000 20.000 15.000 10.000 5.000 - 2005 2006 2007 2008 2009 2010 Arábia Saudita Emirados Árabes Catar Kuwait Bahrein Fonte: Euromonitor. Elaboração Apex-Brasil/UICCFonte: Euromonitor. Elaboração UICC Apex-Brasil
  12. 12. População e PIB per Capita – Brasil, Arábia Saudita e EmiradosÁrabes Unidos (2010) US$ 200.000 50.000 Milhares de habitantes 47.439 180.000 45.000 160.000 40.000 140.000 35.000 120.000 30.000 100.000 25.000 22.607 80.000 20.000 60.000 15.000 40.000 10.000 11.273 20.000 5.000 - - Brasil Arábia Saudita Emirados Árabes População total (milhares) População urbana (milhares) PIB per capita (US$)Fonte: FMI e Euromonitor. Elaboração UICC Apex-Brasil
  13. 13. Índice de Gini (concentração de renda, 2010) 60,0 51,8 50,0 40,5 39,3 38,0 38,8 40,0 36,3 30,0 20,0 10,0 0,0 Brasil Barein Kuwait Catar Arábia EAU SauditaFonte: UICC Apex-Brasil, a partir de dados do Euromonitor
  14. 14. Classes A e B – número de domicílios e representatividade napopulação total (2010) 2 100 Milhões 1,8 95,1 1,8 90 92,7 87,8 1,6 80 1,4 70 1,2 60 57 1 50 0,8 0,7 40 37,3 0,6 30 0,4 0,3 0,3 20 0,2 0,1 10 0 0 Arábia Saudita Barein Catar Kuwait EAU Número de domicílios das classes A e B (renda anual acima de US$35 mil) Porcentagem de domícilios das classes A e B na população total (em %)Fonte: UICC Apex-Brasil, a partir de dados do Euromonitor
  15. 15. Arábia Saudita PERSPECTIVA SOCIOECONÔMICA 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 PIB PPC (cresc.) 4,23 0,60 3,81 3,89 4,21 4,23 4,28 Consumo Privado (cresc.) 7,3 4,1 3,5 4,2 4,5 4,6 4,6 Taxa de Investimento 22,2 27,3 22,0 19,2 21,4 22,5 23,7 (FBKF/PIB) 20,4 e 20,5 e 21,7 e 23,1 e Importações (cresc.) 27,6 -22,2 17,9 24,1 24,6 25,8 27,3 IED (US$ bilhões) 39,46 35,51 37,29 39,15 40,72 41,94 42,78Fonte: UICC/Apex-Brasil, a partir de dados do The Economist e do Euromonitor
  16. 16. Arábia Saudita DESTAQUES E TENDÊNCIAS 2011 - 2015 Despesas governamentais de US$ 129 bilhões. US$ 67 bilhões para construção de 500 mil moradias. Estímulo do governo saudita às parcerias com SABIC (petroquímica), Al Zamil (químicos e manufatura), petrolíferas privadas (Petro Rabigh, SIPC e SPC) Água: Grain Silos and Flour Mills Organization (redução de plantações) e Saline Water Conversion Corporation Apoio do governo para reforço dos blocos OPEP e CCG pelos acordos com Cingapura, Nova Zelândia, EFTA e negociação com Mercosul. Entre 2012-15, investimento estrangeiros externos devem propiciar reformas industriais e de infraestrutura com IED. O setor de serviços deve ter forte crescimento.Fontes: The Economist, Euromonitor e ONU
  17. 17. Arábia Saudita PONTOS DE INTERESSE NO MERCADO Finais de semana: quinta e sexta. No mês do Ramadã (agosto), trabalha-se 36 horas por semana ou 6 horas-dia. Feriados: Eid Al-Fitr (fim do Ramadã 30/8/11) e Eid Al-Adha (Festa do Sacrifício 6/11/11, 10° dia de peregrinação) O dia nacional é 23 de setembro (dia em que o Reino foi constituído). 30% da população estão em Riad e Jedá. Representa 20% da população total dos países selecionados do Oriente Médio. Cerca de 46% da população compõe-se de estrangeiros (8 milhões). População jovem (entre 25/26 anos) O país no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) 2011: 56ª posição de 187 países (Brasil 84º).Fontes: The Economist, Euromonitor e ONU
  18. 18. Emirados Árabes PERSPECTIVA SOCIOECONÔMICA 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 PIB PPC (cresc.) 7,42 -2,66 2,11 3,14 4,64 4,98 5,65 Consumo Privado (cresc.) 18,43 -1,19 4,75 5,88 7,16 7,57 7,75 Taxa de Investimento 21,2 22,3 23,8 20,5 19,9 19,8 19,5 (FBKF/PIB) 13 e 17,5 e 19,5 e 20,7 e Importações (cresc.) 33,4 -14,9 6,0 16,1 22,1 24,5 26,3 IED (US$ bilhões) 13,70 4,00 6,20 8,50 11,50 12,20 13,50Fonte: UICC/Apex-Brasil, a partir de dados do The Economist e do Euromonitor.
  19. 19. Emirados Árabes DESTAQUES E TENDÊNCIAS 2011 - 2015 Principal setor da economia continuará sendo o de hidrocarbonetos. No entanto, há projetos para a diversificação dos produtos através de grandes investimentos em infra- estrutura, indústria e serviços. Abu Dhabi é o principal produtor de petróleo dos Emirados e está investindo para a ampliação em Fujairah. Dubai é o centro financeiro e turístico. Crescimento de serviços para os setores de saúde e bem estar. Segmento de alimentos saudáveis, naturais e orgânicos e a indústria de “fitness”. Aspectos ligados à energia renovável, reciclagem e sustentabilidade chamam a atenção com fortes investimentos, inclusive na criação de Masdar (localizada em Abu Dhabi), primeira cidade neutra em emissão de gases de carbonoFontes: The Economist, Euromonitor e ONU
  20. 20. Emirados Árabes Unidos PONTOS DE INTERESSE NO MERCADO São sete os emirados: Abu Dhabi (capital), Dubai , Sharjah , Ajman, Umm al- Qaiwain, Ras al-Khaimah e Fujeirah . Finais de semana: sextas e sábados O dia nacional é 02 de Dezembro (constituição da federação). Principais emirados são Abu Dhabi e Dubai Cerca de 80% da população é estrangeira (50% sul Ásia/23% árabe) O país no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) 2011: 30ª posição de 187 países (Brasil 84º).Fontes: The Economist, Euromonitor e ONU
  21. 21. OPORTUNIDADES NOSPAÍSES SELECIONADOS DO ORIENTE MÉDIO Arábia Saudita, Emirados Árabes, Catar, Kuwait, Irã
  22. 22. PERFIL DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS PARA A ARÁBIA SAUDITA (2010) Carne e pescado 1,6% 0,7% 0,5% Minério de ferro 0,4% 4,1% 2,2% Açúcar 7,1% 34,2% Lavouras temporárias 18,5% Aeronaves Máquinas e equipamentos de uso 27,4% na extração mineral e construção Óleos e gorduras vegetais e animais Siderurgia Papel, papelão liso, cartolina e cartão Calçados Fonte: UICC Apex-Brasil, a partir de dados do Comtrade
  23. 23. PERFIL DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS PARA OS EMIRADOS ÁRABES (2010) Açúcar 1,6% 1,2% 1,4% Carne e pescado 1,0% 2,2% Metalurgia de metais não-ferrosos 7,6% Minério de ferro 34,4% 8,0% Aeronaves 8,1% Máquinas e equipamentos de uso na extração mineral e construção Produtos do fumo 23,2% Produtos derivados do petróleo Lavouras temporárias Óleos e gorduras vegetais e animais Fonte: UICC Apex-Brasil, a partir de dados do Comtrade
  24. 24. CONSOLIDAÇÃO DAS OPORTUNIDADES NOS PAÍSES DO ORIENTE MÉDIOSELECIONADOSAGRONEGÓCIOS, ALIMENTOS E BEBIDAS Principal Valor Total Part. Brasil Produtos Selecionados Concorrente do Importado US$ 2009 Brasil (2009) Cereais em grão e esmagados (arroz e milho) Índia 4,58 bilhões 9% Café solúvel Alemanha 81 milhões 22% Carne de boi “in natura’ Índia 1 bilhão 53% Carne de boi industrializada Jordânia 89 milhões 45% Carne de frango “in natura” França 1,6 bilhão 84% Frutas e sucos Tailândia 107,3 milhões 12% Leite e derivados Nova Zelândia 405,1 milhões 8% Massas e preparações alimentícias EUA 1,3 bilhão 0,3% Alimentação para animais domésticos EUA 60 milhões 2% Fonte: UICC Apex-Brasil, a partir de dados do Comtrade
  25. 25. CONSOLIDAÇÃO DAS OPORTUNIDADES NOS PAÍSES DO ORIENTE MÉDIOSELECIONADOSCASA E CONSTRUÇÃO Principal Valor Total Part. Brasil Produtos Selecionados Concorrente do Importado US$ 2009 Brasil (2009) Vidro e suas obras China 429 milhões 1,7% Ferramentas e talheres China 331 milhões 2% Produtos metalúrgicos China 1,87 bilhão 0,2% Rochas ornamentais China 354 milhões 2% Produtos de madeira (exceto portas) China 173,7 milhões 5% Portas de madeira e seus complementos China 155 milhões 2,5% Cerâmica China 852 milhões 1% Plásticos e suas obras China 2,7 bilhões 0,4% Móveis de madeira Turquia 30 milhões 0,5% Fonte: UICC Apex-Brasil, a partir de dados do Comtrade
  26. 26. CONSOLIDAÇÃO DAS OPORTUNIDADES NOS PAÍSES DO ORIENTE MÉDIOSELECIONADOSMÁQ. E EQUIPAMENTOS Principal Valor Total Part. Brasil Produtos Selecionados Concorrente do Importado US$ 2009 Brasil (2009) Geradores e transformadores elétricos Alemanha 4,42 bilhões 2,7% Refrigeradores e congeladores Coreia do Sul 644 milhões 2,2% Compressores e bombas Alemanha 4,12 bilhões 0,6% Máquinas e aparelhos de terraplanagem China 1 bilhão 4% perfuração Tratores Alemanha 839 milhões 2,2% Instrumentos de precisão EUA 2,7 bilhões 0,3% Fonte: UICC Apex-Brasil, a partir de dados do Comtrade
  27. 27. CONSOLIDAÇÃO DAS OPORTUNIDADES NOS PAÍSES DO ORIENTE MÉDIOSELECIONADOS MODA Principal Concorrente Valor Total Importado Produtos Selecionados Part. Brasil 2009 do Brasil US$ (2009) Joalheria Índia 16 bilhões 0,8% Calçados China 4,45 bilhões 2,2% Fonte: UICC Apex-Brasil, a partir de dados do Comtrade
  28. 28. Aspectos comerciais – alguns pontos destacados • Como resultado da informatização, a demora do desembaraço aduaneiro em Dubai é conhecida como uma das mais curtas no mundo (alguns minutos). • Licenças apropriadas são requeridas para fazer comércio nos EAU. A licença comercial é válida apenas para o Emirado em que ela é liberada. • Agentes de desembaraço, que devem ser nacionais dos países do CCG, podem desembaraçar importados apenas em nome de importadores licenciados, e apenas aqueles produtos mencionados na licença. • É difícil distribuir produtos importados sem um agente local. • Os EAU aplicam a Lei Aduaneira Comum do CCG. Sua tarifa é baseada na Tarifa Externa Comum do CCG, que consiste de uma taxa de 5% (regra geral). • Em princípio, os produtos de um membro do CCG circulam livres de impostos em toda a União Aduaneira, incluindo os EAU. • Há várias regulações na importação de álcool, tabaco, armas e produtos derivados de porco, por razões de segurança ou de religião. Fonte: OMC e Câmara de Comércio Árabe-Brasileira
  29. 29. Aspectos comerciais – alguns pontos destacados • Empresas que desejam exportar alimentos para os EAU devem obter aprovação de rotulagem da Seção de Controle de Alimentos de Dubai, e do Laboratório do Meio Ambiente e de Produtos Alimentícios da Administração Geral de Dubai. Todo produto deve ser acompanhado por um certificado sanitário do país de origem. • Todas as carnes importadas devem ser acompanhadas de dois certificados: (a) um certificado de saúde emitido pelo país de origem e (b) um certificado de abate Halal, emitido por um centro islâmico autorizado no país de origem. • Todos os documentos usados no processo devem ser autenticados pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira, e legalizados pela Embaixada dos EAU no Brasil. • Documentos e rótulos devem estar em idioma árabe ou inglês (preferencialmente os dois). • Cada país do CCG determina a sua própria lista de produtos proibidos ou restritos, embora os membros estejam atualmente desenvolvendo uma lista comum (ainda em 2010). Fonte: OMC e Câmara de Comércio Árabe-Brasileira

×