Revista Eletrônica das Faculdadesa Ipiranga
Pesquisa: Ciências, Tecnologias & Humanidades
ISSN 2317-7233
Vol. 3 - Nº 1 / 2...
Daniel dos Santos Fernandes
Ipiranga Pesquisa, Belém/Pará, v. 3, n. 1, p.173 , jan. /jul. 2015
DO MAR AO TRAPICHE: RELAÇÕE...
Daniel dos Santos Fernandes
Ipiranga Pesquisa, Belém/Pará, v. 3, n. 1, p.174 , jan. /jul. 2015
O presente ensaio objetiva ...
Daniel dos Santos Fernandes
Ipiranga Pesquisa, Belém/Pará, v. 3, n. 1, p.175 , jan. /jul. 2015
2
3
Daniel dos Santos Fernandes
Ipiranga Pesquisa, Belém/Pará, v. 3, n. 1, p.176 , jan. /jul. 2015
4
5
Daniel dos Santos Fernandes
Ipiranga Pesquisa, Belém/Pará, v. 3, n. 1, p.177 , jan. /jul. 2015
6
7
Daniel dos Santos Fernandes
Ipiranga Pesquisa, Belém/Pará, v. 3, n. 1, p.178 , jan. /jul. 2015
8
9
Daniel dos Santos Fernandes
Ipiranga Pesquisa, Belém/Pará, v. 3, n. 1, p.179 , jan. /jul. 2015
10
11
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Fernandes, daniel dos santos. do mar ao trapiche relações interpesca

142 visualizações

Publicada em

Antropologia Visual

Publicada em: Ciências
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
142
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fernandes, daniel dos santos. do mar ao trapiche relações interpesca

  1. 1. Revista Eletrônica das Faculdadesa Ipiranga Pesquisa: Ciências, Tecnologias & Humanidades ISSN 2317-7233 Vol. 3 - Nº 1 / 2015
  2. 2. Daniel dos Santos Fernandes Ipiranga Pesquisa, Belém/Pará, v. 3, n. 1, p.173 , jan. /jul. 2015 DO MAR AO TRAPICHE: RELAÇÕES INTERPESCA Daniel dos Santos Fernandes 1 O trapiche de Bragança/PA é um local onde pode -se perceber as relações complexas entre as relações econômicas da pesca industrial e aspectos do cotidiano de comunidades de pesca artesanal, em um espaço social que visualiza-se as modificações que a economia impõem como um modelo de vida. Para além das categorias institucionais os pescadores ar- tesanais que poderiam ser aqueles que no seu ofício trabalhariam sozinhos e/ou com familiares ou não assalariados, apresentam quebras nesta lógica, transitando por vezes entre o seu universo e o universo da pesca industrial. Este trânsito está relacionado com novas performances merca- dológicas que tendem a influenciar nas práticas destas populaçõe s, porém sem quebrar por completo o sistema de pesca/comercialização e muito menos a regra de orientação por parentesco da pesca artesanal. Desta forma, não é raro termos uma família extensa na qual alguns parentes diretos são pescadores, outros são proprietários de embarcação de porte médio, enquanto parentes por afinidade são atravessadores na prática de comercialização. A necessidade de observarmos a questão do cotidiano e as inter- relações neste espaço de transição, uma espécie de território com múltiplas características, leva-nos a confirmar que, Outro aspecto fundamental da territorialidade humana é que ela tem uma multiplicidade de expressões, o que produz um leque muito amplo de tipos de territórios, cada um com suas particularidades so- cioculturais. Assim, a análise antropológica da territorialidade também precisa de abordagens etnográficas para entender as formas específi- cas dessa diversidade de territórios. (LITTLE, 2002, p.4) O que pede para além do texto escrito a inserção do texto imagétic o que complementando-se ajudariam em discussões que auxiliariam na investigação, analise e sistematização do detalhado conhecimento das populações tradicionais. 1 Doutor em Ciências Sociais – Antropologia, coordenador do Núcleo de Pesquisa das FaculdadesIntegradas Ipiranga. Email: dasafe@msn.com
  3. 3. Daniel dos Santos Fernandes Ipiranga Pesquisa, Belém/Pará, v. 3, n. 1, p.174 , jan. /jul. 2015 O presente ensaio objetiva mostrar através de uma relação textual escrita e imagética um momento de relações mercadológicas no cotidiano de um espaço inter-relacional entre agentes sociais da pesca comercial e artesanal na sede do município de Bragança, estado do Pará. REFERÊNCIAS LITTLE, Paul E. TERRITÓRIOS SOCIAIS E POVOS TRADI- CIONAIS NO BRASIL: POR UMAANTROPOLOGIA DA TERRITO- RIALIDADE. 2002 Disponível em: http://www.direito.mppr.mp.br/arquivos/File/PaulLittle.pdf Acesso: 19mai2015 1
  4. 4. Daniel dos Santos Fernandes Ipiranga Pesquisa, Belém/Pará, v. 3, n. 1, p.175 , jan. /jul. 2015 2 3
  5. 5. Daniel dos Santos Fernandes Ipiranga Pesquisa, Belém/Pará, v. 3, n. 1, p.176 , jan. /jul. 2015 4 5
  6. 6. Daniel dos Santos Fernandes Ipiranga Pesquisa, Belém/Pará, v. 3, n. 1, p.177 , jan. /jul. 2015 6 7
  7. 7. Daniel dos Santos Fernandes Ipiranga Pesquisa, Belém/Pará, v. 3, n. 1, p.178 , jan. /jul. 2015 8 9
  8. 8. Daniel dos Santos Fernandes Ipiranga Pesquisa, Belém/Pará, v. 3, n. 1, p.179 , jan. /jul. 2015 10 11

×