SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Baixar para ler offline
Análise Integrada dos Cenários:
Riscos de implantação de empreendimentos
Engº Antonio Fernando Navarro, Professor da Universidade Federal Fluminense
Classificação dos eventos quanto às categorias de freqüência de ocorrência de perdas e danos
Categoria Cor indicativa Características (freqüência de eventos possíveis que possam se manifestar ao longo do tempo do empreendimento)
A Conceitualmente possível, extremamente improvável que ocorra
B Não esperado que ocorra
C Pouco provável que ocorra
D Esperado que ocorra durante a vida útil da instalação
E Esperado que ocorra várias vezes durante a vida útil da instalação (até o descomissionamento)
No
Cenários / Riscos Impactos prováveis nos vários ambientes
Interno/Interno Interno/Externo Externo/Interno Externo/Externo
1. Acidentes com veículos com colisões com objetos fixos
2. Acidentes com veículos com colisões de veículos X veículos
3. Acidentes com veículos por tombamento de cargas perigosas e ou outras
4. Acidentes com veículos envolvendo atropelamentos múltiplos
5. Acidentes com veículos por queda de cargas transportadas sobre pessoas
6. Acidentes com veículos por queda de cargas transportadas sobre veículos
7. Acidentes com veículos com queda de cargas transportadas sobre bens
8.
Acidentes com veículos por excesso de cargas provocando danos à pista de
rolamento, instalações subterrâneas (água, luz, esgoto, dados, sinalização, e
outras)
1. Acidentes múltiplos devido a queda de materiais movimentados
2. Acidentes múltiplos causados durante a execução das obras
3. Acidentes múltiplos ocorridos durante o transporte dos trabalhadores
4. Acidentes múltiplos causados por intoxicação alimentar
1.
Acidentes de construção e montagem por falha de material ou de projeto,
afetando equipamentos críticos
2.
Acidentes de construção e montagem por falhas de montagem de
equipamentos críticos
1. Atos de sabotagens envolvendo equipamentos críticos
2.
Atos de sabotagens envolvendo danos aos sistemas de lógica ou de controle
de equipamentos críticos
1.
Acidentes devido a aumento de queda de raios em função das estruturas
metálicas do empreendimento
2.
Acidentes devido a restrições geotécnicas que possam não ter sido
adequadamente avaliadas na fase de projeto e que tenham potencial para
causar perdas ou danos a equipamentos críticos durante a fase de operação
1.
Acidentes operacionais por fadiga de materiais envolvendo equipamentos
críticos
2. Acidentes operacionais durante a operação das instalações por explosões
3. Acidentes operacionais devidos a vazamentos de produtos químicos
4.
Acidentes operacionais com equipamentos ou instalações, em operação,
testes, comissionamento, gerando danos ambientais ou pessoais
5.
Acidentes operacionais com equipamentos por explosões de vasos de
pressão que possam afetar equipamentos ou terceiros por ondas de choque
6. Acidentes operacionais por causas diversas
1.
Danos ambientais por poeiras, fumaças, material particulado lançado
durante a fase de construção, atingindo pessoas, e bens
2.
Danos ambientais por poeiras, fumaças, material particulado lançado
durante a operação, atingindo pessoas e bens
3.
Danos ambientais causados por tombamento de cargas perigosas nas
proximidades de leitos de rios ou canais
4.
Danos ambientais por fogo no mato, em lixo, material armazenado,
espontâneo, acidental ou proposital
5. Danos ambientais causados a cursos d`água ou manguezais
6.
Danos ambientais por manifestação de pragas infestativas naturais ou
alienígenas
7.
Danos ambientais por contaminação de lençóis freáticos por vazamento de
produtos perigosos
8. Danos ambientais por contaminação do meio ambiente por contato com
produtos acidentalmente lançados no ar, em cursos d`água, ruas
9.
Danos ambientais por alagamento ou inundação causados nas vizinhanças
cuja responsabilidade possa ser atribuída ao empreendimento, por
assoreamento ou obstruções nos cursos d`água ou estuários dos mesmos
10.
Danos ambientais por alterações climáticas provocados pela implantação do
empreendimento, mudança da temperatura, regime de ventos, pluviosidade e
umidade
1.
Danos sociais por ações criminosas ou produzidas por sabotadores que
possam afetar pessoas ou bens patrimoniais
2.
Danos sociais por perdas patrimoniais ou pessoais causados a torres de
transmissão
3.
Danos sociais por perdas patrimoniais ou pessoais causados a dutos ou
dispositivos de controle
1.
Danos à imagem da Instituição por atrasos no cronograma devido a falha de
fornecimento de insumos por questões econômico financeiras que
independam do Empreendimento
2.
Danos à imagem da Instituição em função da poeira gerada e do barulho que
afetem os moradores na vizinhança do empreendimento
3.
Danos à imagem da Instituição em função de prejuízos que os pescadores
possam ter em função de vazamentos que atinjam áreas de rios e manguezais
4.
Danos à imagem da Instituição por acidentes que ocorram em faixas de
dutos ou em linhas de transmissão e que possam ser atribuídos à
responsabilidade do Empreendimento
5.
Danos à imagem da Instituição por acidentes ambientais provocados por
vazamentos de oleodutos e polidutos durante a operação dos mesmos, ou
sabotagens ou movimentações de terreno
6.
Danos à imagem da por acidentes pessoais ou materiais envolvendo terceiros
que tenham invadido faixas de dutos ou de linhas de transmissão do
Empreendimento
1. Danos pessoais por manifestação de doenças infecto contagiosas
2.
Danos pessoais ou patrimoniais ocorridos durante greves, piquetes ou
lockouts
3. Danos pessoais ou materiais causados a terceiros que tenham,
intencionalmente ou não, tido acesso às instalações do empreendimento
4.
Danos pessoais pelo surgimento de doenças respiratórias crônicas ou não,
por produtos químicos liberados na atmosfera no entorno do empreendimento
5.
Danos pessoais causados a terceiros por animais, insetos que possam ser
atribuídos à responsabilidade do empreendimento
6.
Danos pessoais causados a terceiros ou ao patrimônio desses devido a
desavenças entre a população local e prestadores de serviços do
empreendimento
7.
Danos pessoais por brigas em alojamentos ou repúblicas de prestadores de
serviços
1. Impactos sociais causados por atraso na programação da obra
2.
Impactos sociais por ações de empregados do empreendimento ou de
terceiros afetando pessoas da comunidade
3.
Impactos sociais por perdas ou danos causados às comunidades por pânico
causado por acidentes no interior do empreendimento, mesmo que esses
acidentes não tenham gerado danos às comunidades
4. Impactos sociais causados pelo aumento da mendicância ou prostituição
5.
Impactos sociais causados em função do aumento do consumo de álcool em
bares e botequins que tenham sido abertos para atender aos prestadores de
serviços do empreendimento
6.
Impactos sociais causados pela emissão de cheques sem fundo ou calotes no
comércio local por prestadores de serviços do empreendimento, identificados
como tal
7.
Impactos sociais provocados pela disseminação de doenças sexualmente
transmissíveis, por contato entre os prestadores de serviços eventuais e a
população local
8.
Impactos sociais provocados pelo aumento do desemprego com o fim das
obras
9. Impactos sociais provocados por desníveis financeiros
10. Impactos sociais por aumento dos níveis de criminalidade, tráfico de drogas
11.
Impactos sociais por desestruturação urbana nas cidades próximas devido a
construções irregulares, surgimento de favelas, aumento do fluxo de veículos,
saturação das vias urbanas
12.
Impactos sociais por sobrecarga de atendimentos em postos de saúde ou
hospitais da rede municipal, para atendimento a trabalhadores do
empreendimento
13.
Impactos sociais causados pela paralisação ou diminuição dos investimentos
por razões políticas ou econômicas da Instituição
14.
Impactos sociais causados pela redução do escopo do projeto por razões
políticas ou econômicas
15.
Impactos sociais por atrasos no andamento das obras por atrasos de
fornecimento de equipamentos críticos ao processo
16.
Impactos sociais provocados por atrasos ou não pagamento de salários pelos
fornecedores
17.
Impactos sociais em função de autuações ou fiscalizações de higiene de
trabalho em repúblicas ou alojamentos de trabalhadores contratados
18.
Impactos sociais causados por atrasos nas obras por má gestão financeira das
contratadas ou pelo atraso dos pagamentos pelo Empreendimento por causas
diversas
19.
Impactos sociais provocados pela permanência de empregados de
prestadoras de serviços ou de contratadas que permaneçam na região após as
obras, em licença ou auxílio doença ou acidente
20.
Impactos Sociais com a saída dos trabalhadores e suas famílias após a
conclusão dos serviços (em função de grandes contingentes deslocados)
Cenários Propostos:
Com base em uma avaliação preliminar do Empreendimento e suas circunvizinhanças, levantou-se os cenários mais prováveis, conforme indicado na
tabela I e a quantidade de eventos com a categoria “D” e “E” esperadas para cada situação específica, conforme indicado na tabela II (especificamente
neste caso somam-se as freqüências das classes “D” e “E” e divide-se o resultado pela quantidade de impactos versus cenários propostos).
Ações necessárias:
Tendo como parâmetro os cenários propostos, o passo seguinte será o da validação dos mesmos, com eventuais acréscimos e supressões, e a seguir,
definir as estratégias melhor indicadas para cada caso.
Cenários Propostos
0
5
10
15
20
25
Acidentes
comveículos
Acidentes
múltiplos
Acidentesde
construção
Atosde
sabotagem
Acidentes
Acidentes
operacionais
Danos
ambientais
Danos
sociais
Danosà
imagem
Danos
pessoais
Impactos
sociais
Itens
Tabela I – Quantidade de itens observados por cenários prováveis propostos
Percentuaus de ocorrências D e E
0
0,1
0,2
0,3
0,4
0,5
0,6
Acidentes
comveículos
Acidentes
múltiplos
Acidentesde
construção
Atosde
sabotagem
Acidentes
Acidentes
operacionais
Danos
ambientais
Danos
sociais
Danosà
imagem
Danos
pessoais
Impactos
sociais
%
Série1
Série2
Tabela II – Percentuais de acidentes “D” e “E” avaliados para cada categoria de eventos sugerida

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Análise integrada de cenários: implantação de empreendimentos industriais

Análise integrada dos cenários riscos de implantação de empreendimentos
Análise integrada dos cenários   riscos de implantação de empreendimentosAnálise integrada dos cenários   riscos de implantação de empreendimentos
Análise integrada dos cenários riscos de implantação de empreendimentosUniversidade Federal Fluminense
 
Análise integrada dos cenários riscos de implantação de empreendimentos
Análise integrada dos cenários   riscos de implantação de empreendimentosAnálise integrada dos cenários   riscos de implantação de empreendimentos
Análise integrada dos cenários riscos de implantação de empreendimentosUniversidade Federal Fluminense
 
SEGUROS EM TELECOMUNICAÇÕES
SEGUROS EM TELECOMUNICAÇÕESSEGUROS EM TELECOMUNICAÇÕES
SEGUROS EM TELECOMUNICAÇÕESFLEX SEGUROS
 
Explosion life
Explosion lifeExplosion life
Explosion lifestoc3214
 
Cartilha Gt Fiscalização
Cartilha Gt FiscalizaçãoCartilha Gt Fiscalização
Cartilha Gt FiscalizaçãoJorge Samaha
 
Projeto Final De Simone Tavares Da Silva.
Projeto Final De Simone Tavares Da Silva.Projeto Final De Simone Tavares Da Silva.
Projeto Final De Simone Tavares Da Silva.Simone
 
GESTAO DE RISCOS OPERACOES PORTUARIAS.pdf
GESTAO DE RISCOS OPERACOES PORTUARIAS.pdfGESTAO DE RISCOS OPERACOES PORTUARIAS.pdf
GESTAO DE RISCOS OPERACOES PORTUARIAS.pdfZELOURENCO
 
Sintomas de problemas patológicos em autovistoria de edificações
Sintomas de problemas patológicos em autovistoria de edificaçõesSintomas de problemas patológicos em autovistoria de edificações
Sintomas de problemas patológicos em autovistoria de edificaçõesclubedeengenharia
 
PCMAT MGQ Construtora e Incorporadora de Imóveis Ltda. 2015 2019.doc
PCMAT MGQ Construtora e Incorporadora de Imóveis Ltda. 2015 2019.docPCMAT MGQ Construtora e Incorporadora de Imóveis Ltda. 2015 2019.doc
PCMAT MGQ Construtora e Incorporadora de Imóveis Ltda. 2015 2019.docBrunnoSantana4
 
346238 3-confiabilidade [modo-de_compatibilidade]
346238 3-confiabilidade [modo-de_compatibilidade]346238 3-confiabilidade [modo-de_compatibilidade]
346238 3-confiabilidade [modo-de_compatibilidade]Paulo Figueiredo
 

Semelhante a Análise integrada de cenários: implantação de empreendimentos industriais (14)

Análise integrada dos cenários riscos de implantação de empreendimentos
Análise integrada dos cenários   riscos de implantação de empreendimentosAnálise integrada dos cenários   riscos de implantação de empreendimentos
Análise integrada dos cenários riscos de implantação de empreendimentos
 
Análise integrada dos cenários riscos de implantação de empreendimentos
Análise integrada dos cenários   riscos de implantação de empreendimentosAnálise integrada dos cenários   riscos de implantação de empreendimentos
Análise integrada dos cenários riscos de implantação de empreendimentos
 
SEGUROS EM TELECOMUNICAÇÕES
SEGUROS EM TELECOMUNICAÇÕESSEGUROS EM TELECOMUNICAÇÕES
SEGUROS EM TELECOMUNICAÇÕES
 
Explosion life
Explosion lifeExplosion life
Explosion life
 
Cartilha Gt Fiscalização
Cartilha Gt FiscalizaçãoCartilha Gt Fiscalização
Cartilha Gt Fiscalização
 
Dossie tec aval ag quimicos
Dossie tec aval ag quimicosDossie tec aval ag quimicos
Dossie tec aval ag quimicos
 
Trabalhos em altura nr 35
Trabalhos em altura nr 35Trabalhos em altura nr 35
Trabalhos em altura nr 35
 
Projeto Final De Simone Tavares Da Silva.
Projeto Final De Simone Tavares Da Silva.Projeto Final De Simone Tavares Da Silva.
Projeto Final De Simone Tavares Da Silva.
 
Construção Civil
Construção CivilConstrução Civil
Construção Civil
 
GESTAO DE RISCOS OPERACOES PORTUARIAS.pdf
GESTAO DE RISCOS OPERACOES PORTUARIAS.pdfGESTAO DE RISCOS OPERACOES PORTUARIAS.pdf
GESTAO DE RISCOS OPERACOES PORTUARIAS.pdf
 
Sintomas de problemas patológicos em autovistoria de edificações
Sintomas de problemas patológicos em autovistoria de edificaçõesSintomas de problemas patológicos em autovistoria de edificações
Sintomas de problemas patológicos em autovistoria de edificações
 
PCMAT MGQ Construtora e Incorporadora de Imóveis Ltda. 2015 2019.doc
PCMAT MGQ Construtora e Incorporadora de Imóveis Ltda. 2015 2019.docPCMAT MGQ Construtora e Incorporadora de Imóveis Ltda. 2015 2019.doc
PCMAT MGQ Construtora e Incorporadora de Imóveis Ltda. 2015 2019.doc
 
Fenaseg: Análise de riscos na construção civil
Fenaseg: Análise de riscos na construção civilFenaseg: Análise de riscos na construção civil
Fenaseg: Análise de riscos na construção civil
 
346238 3-confiabilidade [modo-de_compatibilidade]
346238 3-confiabilidade [modo-de_compatibilidade]346238 3-confiabilidade [modo-de_compatibilidade]
346238 3-confiabilidade [modo-de_compatibilidade]
 

Mais de Universidade Federal Fluminense

Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personal
Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personalPunto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personal
Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personalUniversidade Federal Fluminense
 
Tipping point, accidents versus personal protective equipment
Tipping point, accidents versus personal protective equipmentTipping point, accidents versus personal protective equipment
Tipping point, accidents versus personal protective equipmentUniversidade Federal Fluminense
 
Pegadas hídricas água, o precioso líquido do presente e do futuro
Pegadas hídricas   água, o precioso líquido do presente e do futuroPegadas hídricas   água, o precioso líquido do presente e do futuro
Pegadas hídricas água, o precioso líquido do presente e do futuroUniversidade Federal Fluminense
 
Rc para executivos ganha destaque no mercado segurador ad corretora de seguros
Rc para executivos ganha destaque no mercado segurador   ad corretora de segurosRc para executivos ganha destaque no mercado segurador   ad corretora de seguros
Rc para executivos ganha destaque no mercado segurador ad corretora de segurosUniversidade Federal Fluminense
 
Percepção, compreensão e avaliação de riscos análise de resultados de pesqu...
Percepção, compreensão e avaliação de riscos   análise de resultados de pesqu...Percepção, compreensão e avaliação de riscos   análise de resultados de pesqu...
Percepção, compreensão e avaliação de riscos análise de resultados de pesqu...Universidade Federal Fluminense
 
Editora roncarati incêndio em áreas de tancagem de produtos diversos arti...
Editora roncarati   incêndio em áreas de tancagem de produtos diversos   arti...Editora roncarati   incêndio em áreas de tancagem de produtos diversos   arti...
Editora roncarati incêndio em áreas de tancagem de produtos diversos arti...Universidade Federal Fluminense
 
Editora roncarati cenários críticos que ampliam riscos artigos e notícias
Editora roncarati   cenários críticos que ampliam riscos   artigos e notíciasEditora roncarati   cenários críticos que ampliam riscos   artigos e notícias
Editora roncarati cenários críticos que ampliam riscos artigos e notíciasUniversidade Federal Fluminense
 
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015Universidade Federal Fluminense
 
Editora roncarati autovistoria de edificações - considerações gerais arti...
Editora roncarati   autovistoria de edificações - considerações gerais   arti...Editora roncarati   autovistoria de edificações - considerações gerais   arti...
Editora roncarati autovistoria de edificações - considerações gerais arti...Universidade Federal Fluminense
 
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscos
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscosUma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscos
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscosUniversidade Federal Fluminense
 

Mais de Universidade Federal Fluminense (20)

Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personal
Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personalPunto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personal
Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personal
 
Tipping point, accidents versus personal protective equipment
Tipping point, accidents versus personal protective equipmentTipping point, accidents versus personal protective equipment
Tipping point, accidents versus personal protective equipment
 
Pegadas hídricas água, o precioso líquido do presente e do futuro
Pegadas hídricas   água, o precioso líquido do presente e do futuroPegadas hídricas   água, o precioso líquido do presente e do futuro
Pegadas hídricas água, o precioso líquido do presente e do futuro
 
Rc para executivos ganha destaque no mercado segurador ad corretora de seguros
Rc para executivos ganha destaque no mercado segurador   ad corretora de segurosRc para executivos ganha destaque no mercado segurador   ad corretora de seguros
Rc para executivos ganha destaque no mercado segurador ad corretora de seguros
 
Liderança da gestão
Liderança da gestãoLiderança da gestão
Liderança da gestão
 
Percepção, compreensão e avaliação de riscos análise de resultados de pesqu...
Percepção, compreensão e avaliação de riscos   análise de resultados de pesqu...Percepção, compreensão e avaliação de riscos   análise de resultados de pesqu...
Percepção, compreensão e avaliação de riscos análise de resultados de pesqu...
 
Editora roncarati incêndio em áreas de tancagem de produtos diversos arti...
Editora roncarati   incêndio em áreas de tancagem de produtos diversos   arti...Editora roncarati   incêndio em áreas de tancagem de produtos diversos   arti...
Editora roncarati incêndio em áreas de tancagem de produtos diversos arti...
 
Editora roncarati cenários críticos que ampliam riscos artigos e notícias
Editora roncarati   cenários críticos que ampliam riscos   artigos e notíciasEditora roncarati   cenários críticos que ampliam riscos   artigos e notícias
Editora roncarati cenários críticos que ampliam riscos artigos e notícias
 
Cenários críticos que ampliam riscos
Cenários críticos que ampliam riscosCenários críticos que ampliam riscos
Cenários críticos que ampliam riscos
 
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015
 
Revista opinião.seg nº 7 maio de 2014
Revista opinião.seg nº 7   maio de 2014Revista opinião.seg nº 7   maio de 2014
Revista opinião.seg nº 7 maio de 2014
 
Editora roncarati autovistoria de edificações - considerações gerais arti...
Editora roncarati   autovistoria de edificações - considerações gerais   arti...Editora roncarati   autovistoria de edificações - considerações gerais   arti...
Editora roncarati autovistoria de edificações - considerações gerais arti...
 
Utilidade social e eficiência do mutualismo
Utilidade social e eficiência do mutualismoUtilidade social e eficiência do mutualismo
Utilidade social e eficiência do mutualismo
 
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscos
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscosUma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscos
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscos
 
Teste de adequação de passivos susep
Teste de adequação de passivos   susepTeste de adequação de passivos   susep
Teste de adequação de passivos susep
 
Teoria do risco
Teoria do riscoTeoria do risco
Teoria do risco
 
Teoria do risco tese de doutoramento
Teoria do risco   tese de doutoramentoTeoria do risco   tese de doutoramento
Teoria do risco tese de doutoramento
 
Teoria de utilidade e seguro
Teoria de utilidade e seguroTeoria de utilidade e seguro
Teoria de utilidade e seguro
 
Tecnicas atuariais dos seguros
Tecnicas atuariais dos segurosTecnicas atuariais dos seguros
Tecnicas atuariais dos seguros
 
Tábuas de mortalidade
Tábuas de mortalidadeTábuas de mortalidade
Tábuas de mortalidade
 

Último

TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaeliana862656
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 

Último (20)

TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escrita
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 

Análise integrada de cenários: implantação de empreendimentos industriais

  • 1. Análise Integrada dos Cenários: Riscos de implantação de empreendimentos Engº Antonio Fernando Navarro, Professor da Universidade Federal Fluminense Classificação dos eventos quanto às categorias de freqüência de ocorrência de perdas e danos Categoria Cor indicativa Características (freqüência de eventos possíveis que possam se manifestar ao longo do tempo do empreendimento) A Conceitualmente possível, extremamente improvável que ocorra B Não esperado que ocorra C Pouco provável que ocorra D Esperado que ocorra durante a vida útil da instalação E Esperado que ocorra várias vezes durante a vida útil da instalação (até o descomissionamento) No Cenários / Riscos Impactos prováveis nos vários ambientes Interno/Interno Interno/Externo Externo/Interno Externo/Externo 1. Acidentes com veículos com colisões com objetos fixos 2. Acidentes com veículos com colisões de veículos X veículos 3. Acidentes com veículos por tombamento de cargas perigosas e ou outras 4. Acidentes com veículos envolvendo atropelamentos múltiplos 5. Acidentes com veículos por queda de cargas transportadas sobre pessoas 6. Acidentes com veículos por queda de cargas transportadas sobre veículos 7. Acidentes com veículos com queda de cargas transportadas sobre bens 8. Acidentes com veículos por excesso de cargas provocando danos à pista de rolamento, instalações subterrâneas (água, luz, esgoto, dados, sinalização, e outras) 1. Acidentes múltiplos devido a queda de materiais movimentados 2. Acidentes múltiplos causados durante a execução das obras 3. Acidentes múltiplos ocorridos durante o transporte dos trabalhadores 4. Acidentes múltiplos causados por intoxicação alimentar 1. Acidentes de construção e montagem por falha de material ou de projeto, afetando equipamentos críticos
  • 2. 2. Acidentes de construção e montagem por falhas de montagem de equipamentos críticos 1. Atos de sabotagens envolvendo equipamentos críticos 2. Atos de sabotagens envolvendo danos aos sistemas de lógica ou de controle de equipamentos críticos 1. Acidentes devido a aumento de queda de raios em função das estruturas metálicas do empreendimento 2. Acidentes devido a restrições geotécnicas que possam não ter sido adequadamente avaliadas na fase de projeto e que tenham potencial para causar perdas ou danos a equipamentos críticos durante a fase de operação 1. Acidentes operacionais por fadiga de materiais envolvendo equipamentos críticos 2. Acidentes operacionais durante a operação das instalações por explosões 3. Acidentes operacionais devidos a vazamentos de produtos químicos 4. Acidentes operacionais com equipamentos ou instalações, em operação, testes, comissionamento, gerando danos ambientais ou pessoais 5. Acidentes operacionais com equipamentos por explosões de vasos de pressão que possam afetar equipamentos ou terceiros por ondas de choque 6. Acidentes operacionais por causas diversas 1. Danos ambientais por poeiras, fumaças, material particulado lançado durante a fase de construção, atingindo pessoas, e bens 2. Danos ambientais por poeiras, fumaças, material particulado lançado durante a operação, atingindo pessoas e bens 3. Danos ambientais causados por tombamento de cargas perigosas nas proximidades de leitos de rios ou canais 4. Danos ambientais por fogo no mato, em lixo, material armazenado, espontâneo, acidental ou proposital 5. Danos ambientais causados a cursos d`água ou manguezais 6. Danos ambientais por manifestação de pragas infestativas naturais ou alienígenas 7. Danos ambientais por contaminação de lençóis freáticos por vazamento de produtos perigosos 8. Danos ambientais por contaminação do meio ambiente por contato com
  • 3. produtos acidentalmente lançados no ar, em cursos d`água, ruas 9. Danos ambientais por alagamento ou inundação causados nas vizinhanças cuja responsabilidade possa ser atribuída ao empreendimento, por assoreamento ou obstruções nos cursos d`água ou estuários dos mesmos 10. Danos ambientais por alterações climáticas provocados pela implantação do empreendimento, mudança da temperatura, regime de ventos, pluviosidade e umidade 1. Danos sociais por ações criminosas ou produzidas por sabotadores que possam afetar pessoas ou bens patrimoniais 2. Danos sociais por perdas patrimoniais ou pessoais causados a torres de transmissão 3. Danos sociais por perdas patrimoniais ou pessoais causados a dutos ou dispositivos de controle 1. Danos à imagem da Instituição por atrasos no cronograma devido a falha de fornecimento de insumos por questões econômico financeiras que independam do Empreendimento 2. Danos à imagem da Instituição em função da poeira gerada e do barulho que afetem os moradores na vizinhança do empreendimento 3. Danos à imagem da Instituição em função de prejuízos que os pescadores possam ter em função de vazamentos que atinjam áreas de rios e manguezais 4. Danos à imagem da Instituição por acidentes que ocorram em faixas de dutos ou em linhas de transmissão e que possam ser atribuídos à responsabilidade do Empreendimento 5. Danos à imagem da Instituição por acidentes ambientais provocados por vazamentos de oleodutos e polidutos durante a operação dos mesmos, ou sabotagens ou movimentações de terreno 6. Danos à imagem da por acidentes pessoais ou materiais envolvendo terceiros que tenham invadido faixas de dutos ou de linhas de transmissão do Empreendimento 1. Danos pessoais por manifestação de doenças infecto contagiosas 2. Danos pessoais ou patrimoniais ocorridos durante greves, piquetes ou lockouts 3. Danos pessoais ou materiais causados a terceiros que tenham,
  • 4. intencionalmente ou não, tido acesso às instalações do empreendimento 4. Danos pessoais pelo surgimento de doenças respiratórias crônicas ou não, por produtos químicos liberados na atmosfera no entorno do empreendimento 5. Danos pessoais causados a terceiros por animais, insetos que possam ser atribuídos à responsabilidade do empreendimento 6. Danos pessoais causados a terceiros ou ao patrimônio desses devido a desavenças entre a população local e prestadores de serviços do empreendimento 7. Danos pessoais por brigas em alojamentos ou repúblicas de prestadores de serviços 1. Impactos sociais causados por atraso na programação da obra 2. Impactos sociais por ações de empregados do empreendimento ou de terceiros afetando pessoas da comunidade 3. Impactos sociais por perdas ou danos causados às comunidades por pânico causado por acidentes no interior do empreendimento, mesmo que esses acidentes não tenham gerado danos às comunidades 4. Impactos sociais causados pelo aumento da mendicância ou prostituição 5. Impactos sociais causados em função do aumento do consumo de álcool em bares e botequins que tenham sido abertos para atender aos prestadores de serviços do empreendimento 6. Impactos sociais causados pela emissão de cheques sem fundo ou calotes no comércio local por prestadores de serviços do empreendimento, identificados como tal 7. Impactos sociais provocados pela disseminação de doenças sexualmente transmissíveis, por contato entre os prestadores de serviços eventuais e a população local 8. Impactos sociais provocados pelo aumento do desemprego com o fim das obras 9. Impactos sociais provocados por desníveis financeiros 10. Impactos sociais por aumento dos níveis de criminalidade, tráfico de drogas 11. Impactos sociais por desestruturação urbana nas cidades próximas devido a construções irregulares, surgimento de favelas, aumento do fluxo de veículos, saturação das vias urbanas
  • 5. 12. Impactos sociais por sobrecarga de atendimentos em postos de saúde ou hospitais da rede municipal, para atendimento a trabalhadores do empreendimento 13. Impactos sociais causados pela paralisação ou diminuição dos investimentos por razões políticas ou econômicas da Instituição 14. Impactos sociais causados pela redução do escopo do projeto por razões políticas ou econômicas 15. Impactos sociais por atrasos no andamento das obras por atrasos de fornecimento de equipamentos críticos ao processo 16. Impactos sociais provocados por atrasos ou não pagamento de salários pelos fornecedores 17. Impactos sociais em função de autuações ou fiscalizações de higiene de trabalho em repúblicas ou alojamentos de trabalhadores contratados 18. Impactos sociais causados por atrasos nas obras por má gestão financeira das contratadas ou pelo atraso dos pagamentos pelo Empreendimento por causas diversas 19. Impactos sociais provocados pela permanência de empregados de prestadoras de serviços ou de contratadas que permaneçam na região após as obras, em licença ou auxílio doença ou acidente 20. Impactos Sociais com a saída dos trabalhadores e suas famílias após a conclusão dos serviços (em função de grandes contingentes deslocados) Cenários Propostos: Com base em uma avaliação preliminar do Empreendimento e suas circunvizinhanças, levantou-se os cenários mais prováveis, conforme indicado na tabela I e a quantidade de eventos com a categoria “D” e “E” esperadas para cada situação específica, conforme indicado na tabela II (especificamente neste caso somam-se as freqüências das classes “D” e “E” e divide-se o resultado pela quantidade de impactos versus cenários propostos). Ações necessárias: Tendo como parâmetro os cenários propostos, o passo seguinte será o da validação dos mesmos, com eventuais acréscimos e supressões, e a seguir, definir as estratégias melhor indicadas para cada caso.
  • 6. Cenários Propostos 0 5 10 15 20 25 Acidentes comveículos Acidentes múltiplos Acidentesde construção Atosde sabotagem Acidentes Acidentes operacionais Danos ambientais Danos sociais Danosà imagem Danos pessoais Impactos sociais Itens Tabela I – Quantidade de itens observados por cenários prováveis propostos Percentuaus de ocorrências D e E 0 0,1 0,2 0,3 0,4 0,5 0,6 Acidentes comveículos Acidentes múltiplos Acidentesde construção Atosde sabotagem Acidentes Acidentes operacionais Danos ambientais Danos sociais Danosà imagem Danos pessoais Impactos sociais % Série1 Série2 Tabela II – Percentuais de acidentes “D” e “E” avaliados para cada categoria de eventos sugerida