A tensão nossa de cada dia
Em função da tensão presente no nosso dia-a-dia, é comum surgirem comportamentosirritantes ou mesmo hostis por parte denos...
Muito embora a hostilidade pareça dirigidaa nós, é provável que a pessoa hostilesteja simplesmente descarregando opróprio ...
Estamos apenas no ligar errado nahora errada? Dependendo damaneira de como reagiremospoderemos estar acalmando ouagravando...
É raro comunicarmos de formasincera e clara o que honestamentesentimos. E aí, os conflitos podemnos confundir e cegar, a p...
Qual é a melhor solução? ESCUTE oque o outro tem a dizer. Não discutacom ele. Deixe que desabafe. Separarmos para escutar ...
Vale notar também que apostura que adotamos comrelação à vida, ao trabalho e aolazer pode afetar o tipo detrabalho que esc...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A tensão nossa de cada dia

211 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
211
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A tensão nossa de cada dia

  1. 1. A tensão nossa de cada dia
  2. 2. Em função da tensão presente no nosso dia-a-dia, é comum surgirem comportamentosirritantes ou mesmo hostis por parte denossos colegas, companheiros, vizinhos oupessoas com quem nunca tivemos qualquerrelacionamento. São pessoas que nos olhamcom o olhar provocativo; Fechadas quelevamos no carro sem mais e nem menos;Brigas que começam sem que entendamos oporque? Pessoas que vendo que estamosquerendo entrar no elevador fechamrapidamente a porta; Pessoas que passam nanossa frente na fila da padaria ou do banco, epor aí segue.
  3. 3. Muito embora a hostilidade pareça dirigidaa nós, é provável que a pessoa hostilesteja simplesmente descarregando opróprio estresse e a frustração em nós. Aprofessora briga com o aluno e essedescarrega sua raiva na faxineira; omotorista descarrega sua raiva no guardade trânsito e esse descarrega no próximomotorista; o garçom leva uma bronca dofreguês e descarrega no cozinheiro; ooperário é chamado à atenção pelo fiscalda obra e descarrega sua raiva nocompanheiro de trabalho.
  4. 4. Estamos apenas no ligar errado nahora errada? Dependendo damaneira de como reagiremospoderemos estar acalmando ouagravando a situação. Poderemosestar encerrando um problema comum “desculpe-me”, ou “foi semquerer”, ou então chamando parauma briga.
  5. 5. É raro comunicarmos de formasincera e clara o que honestamentesentimos. E aí, os conflitos podemnos confundir e cegar, a ponto deacharmos que a única alternativa éa confrontação, ou a briga. É a horada decisão. “É o tudo ou nada”. É omomento em que “pode-se matarou morrer...bestamente!!!
  6. 6. Qual é a melhor solução? ESCUTE oque o outro tem a dizer. Não discutacom ele. Deixe que desabafe. Separarmos para escutar de verdade oque as pessoas de quem discordamostêm a nos dizer poderemos nosacalmar, e, em vez de entrarmos emconflito descobriremos soluções. Esse éum bom conselho para impedir quedesacordos ou mal-entendidosaumentem e se transformem emgrandes conflitos.
  7. 7. Vale notar também que apostura que adotamos comrelação à vida, ao trabalho e aolazer pode afetar o tipo detrabalho que escolhemos enossa atitude.Pense nisso!!!

×