Edifício fidalga 727

8.529 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.529
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.932
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Edifício fidalga 727

  1. 1. Edifício Fidalga 727Triptyque
  2. 2. UNIP – Universidade PaulistaArquitetura e UrbanismoP.A. – Habitação ColetivaProfessoras: Maria Claudia Oliveira e Paula Francisca  Alunos : Antônio Flávio Longo Filho – RA: B038CH-7 Felipe Augusto Silva Higino – RA: B04513-2
  3. 3. Arquitetos  Foi desenvolvido por 4 arquitetos: Carolina Bueno, Guillaume Sibaud, Gregory Bousquet e Olivier Raffaelli, do escritório Triptyque. O Fidalga carrega fortes conceitos de urbanidade e industrialização, com recortes enquadrados por uma simplicidade formal, tubulações aparentes e um elemento a mais de diferenciação: sua cor.
  4. 4. Localização  O Edifício Fidalga 727 está localizado em São Paulo no bairro da Vila Madalena, em uma rua sem saída. É um projeto novo. Foi lançado em 2007 e concluído em 2010.  Localização na rua Fidalga.
  5. 5. Implantação O impensável terreno de 13m x 50m, estreito e comprido formado por 3 blocos: dois de apartamentos e uma torre central de circulação destacada e recoberta por um jardim vertical, unida por passarelas que se ancoram a cada andar.
  6. 6. Circulação e acessos  O Edifício é recuado da rua, criando uma praça de acesso e desafoga a vista de quem passa pela rua íngreme. Em vez de grades, vidros fazem a separação entre o espaço interno e externo. Essa intenção é reforçada pela seqüência de pilares de concreto em X que define um pé direito duplo livre de parede e areja a entrada. O impensável terreno de 13m x 50m, estreito e comprido formado por 3 blocos: dois de apartamentos e uma torre central de circulação destacada e recoberta por um jardim vertical, unida por passarelas que se ancoram a cada andar.
  7. 7. Apartamentos  Os dois blocos de apartamentos abrigam onze unidades com áreas que variam de 79m² a 281m² e desfrutam de ampla visão do exterior, possível exatamente por esse desmembramento do edifício e seu deslocamento do bloco da circulação. A estruturação dos blocos se afasta do racionalismo comum a edifícios residências, onde banheiros, salas e quartos se empilham no sentido vertical e se rebatem nos andares. Toda essa padronização foi trocada pela customização, o que para uma construção significa um tempo incrivelmente maior de projeto e construção. O resultado é que as fachadas não são coincidentes, e esse descontinuidade reflete os diferentes layouts definidos, em parte, pelos proprietários.  Cada comprador desfrutou da liberdade de locar os cômodos internos onde achassem necessários, e essa liberdade acarretou diferentes posições de aberturas, que tiveram que ser harmoniosamente organizadas pelos arquitetos.
  8. 8. Solução proposta para fugir dos modelostradicionais de prédios
  9. 9. Posição hidráulica
  10. 10. Corte transversal
  11. 11. Elevação
  12. 12. Imagens
  13. 13. Bibliografia  Revista aU  www.ideazarvos.com.br/site/projeto/perfil/7  www.eye4design.com.br/projects/fidalga-727  www.ec.vc/?p=50  www.archdaily.com.br/13719/fidalga-727-triptyque/

×