Projeto de adimministração rural

359 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
359
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto de adimministração rural

  1. 1. PROJETO DE ADMINISTRAÇÃO RURAL (FAZENDA OURO BRANCO - GRUPO AGROMAPI AGRICOLA - PRODUÇÃO DE ALGODÃO, SOJA E MILHO). Discente: ANTONIO AUGUSTO DOS S. SOUSA CLEIDISMAR BARBOSA DE OLIVEIRA FELIPE AUGUSTO DA SILVA COSTA WELLSON LOPES DE CARVALHO WVISVALDO PEREIRA DE SOUSA Bom Jesus-PI, Novembro de 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CAMPUS CINOBELINA ELVAS – BOM JESUS (PI) CURSO DE ENGENHARIA AGRÔNOMA DISCIPLINA: ADMINISTRAÇÃO RURAL PROFº: PAULO RODRIGO XAVIER
  2. 2. Sumário INTRODUÇÃO ............................................................................................................. 3 IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO ................................................................................. 6 CARACTERISTICA DAS VARIEDADES UTILIZADAS ................................................. 7 Característica da Variedade da Soja (P99R01) ......................................................... 7 Característica da Variedade do Algodão (CNPA ITA 90)........................................... 9 Característica da Variedade do Milho (DKB 390 YG) ................................................ 9 IDENTIFICAÇÃO DO PROPONENTE ......................................................................... 9 JUSTIFICATIVA DO PROJETO.................................................................................... 9 OBJETIVOS .............................................................................................................. 10 METAS ...................................................................................................................... 10 PERÍODO DE EXECUÇÃO ........................................................................................ 11 CONCLUSÃO ............................................................................................................ 12 REFERNCIA BIBLIOGRAFICO ................................................................................. 13
  3. 3. INTRODUÇÃO A cultura do algodão (Gossypium hirsutum L.Malvácea) é uma das mais tradicionais do Brasil e tem dado sinais de forte avanço nos últimos anos. A sua cadeia produtiva gera riquezas superiores a US$25 bilhões de dólares anualmente, representando cerca de 4% do PIB nacional e mais de 13,5% do PIB industrial (TÊXTIL 2004). Escolhemos o algodão por que além dos fatores tecnológicos, há um bom desempenho da cultura nos últimos anos que se deu pelo à melhoria do preço e ao aumento das exportações. O Brasil está no terceiro ano de exportações com quantidade significativa de algodão em pluma para o mercado externo, principalmente China e Europa. Em 2002, foram exportadas 110 mil toneladas; no ano de 2003, foram 175 mil; em 2004, os agricultores fecharam contratos para venda de 331 mil toneladas; e, em 2005, as exportações alcançaram 391 mil toneladas. Essa garantia de mercado foi o fator determinante para o aumento da produção, via expansão da área colhida e incrementos no rendimento médio da cultura, principalmente nos estados de Mato Grosso, Goiás e Bahia, que respondem por, aproximadamente, 71% da área colhida e 80% da produção nacional. A Bahia manteve sua liderança, passando de 62,4% da área colhida da Região, em 1995/96, para 79,3%, em 2006. No Maranhão, esse percentual evoluiu de 0,6% para 13,5%. Observa-se ainda que todos os estados onde o algodão era tradicionalmente cultivado no semiárido tiveram redução do percentual regional da área colhida. Destacando-se a queda relativa dos Estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Piauí e Ceará, cujasáreas em 1996 alcançavam 10,3%, 8,8%, 8,7% e 5,1%, respectivamente, e em 2006 passaram a 1,1%, 1,8%, 2,2% e 1,0%, respectivamente. Esses dados evidenciam o declínio do cultivo do algodão no semiárido e avanço da cultura nas regiões de cerrado do Maranhão e Bahia. Ouve uma época em que o estado do Maranhão foi um dos maiores produtores de algodão de todo o Brasil. Em seu período de, o algodão chegou a representar 24% da riqueza produzida na colônia, perdendo apenas para o açúcar, dominava mais de um terço da economia colonial. A partir do século XIX, o governo incentivou a construção de fábricas têxteis que empreendessem a manutenção dos benefícios fiscais provenientes da exploração do chamado do ouro branco. E hoje esta voltando ter uma atividade produtora de algodão novamente com isso nos ficamos a critério de fazer parte dessa produção e desse crescimento nesse setor agrário. No Brasil, o
  4. 4. Maranhão despontou como o primeiro grande produtor da malvácea e em 1760 já exportava para a Europa 130 sacas de algodão para chegar em 1830 a 78.300 sacas. Devido à importância da cultura do milho (Zeamays – Poácea) na economia mundial e ao enorme potencial de crescimento do Brasil nesse campo. A importância econômica do milho é caracterizada pelas diversas formas de sua utilização, que vai desde a alimentação animal até a indústria de alta tecnologia. Na realidade, o uso do milho em grão como alimentação animal representa a maior parte do consumo desse cereal, isto é, cerca de 70% da produção do mundo. Nos Estados Unidos, cerca de 50% é destinado a esse fim, enquanto que no Brasil varia de 60 a 80%, dependendo da fonte da estimativa e de ano para ano. Apesar de não ter uma participação muito grande no uso de milho em grão, a alimentação humana, com derivados de milho, constitui fator importante de uso desse cereal em regiões com baixa renda. Em algumas situações, o milho constitui a ração diária de alimentação, por exemplo: no Nordeste do Brasil, o milho é a fonte de energia para muitas pessoas que vivem no semi-árido; outro exemplo está na população mexicana, que tem no milho o ingrediente básico para sua culinária. Associando o consumo humano ao consumo animal, além de se verificar também o crescimento do uso de milho em aplicações industriais, pode-se observar o aumento de sua importância no contexto da produção de cereais na esfera mundial. Nesse sentido, o milho passou a ser o cereal mais produzido no mundo. Esse crescimento acompanhou a demanda por milho para alimentação animal, isto é, enquanto que o trigo é usado basicamente para consumo humano, o milho é mais versátil, principalmente no que diz respeito à alimentação animal, aumentando o leque de aplicações desse cereal. Escolhemos produzir o milho também por que dentro da evolução mundial de produção de milho, o Brasil tem se destacado como terceiro maior produtor, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e da China. A produção mundial ficou em torno de 590 milhões de toneladas em 2000, enquanto que Estados Unidos, China e Brasil produziram aproximadamente 253 milhões de toneladas, 105 milhões de toneladas e 32,3 milhões de toneladas respectivamente. Em 2001, o Brasil apresentou a safra recorde de 41,5 milhões de toneladas. Apesar de estar entre os três maiores produtores, o Brasil não se destaca entre os países com maior nível de produtividade. Considerando que a produtividade média mundial está pouco acima de 4.000 kg/ha, nota-se que o Brasil está abaixo desta média, porém a produtividade brasileira tem
  5. 5. crescido sistematicamente, passando de 1.874 kg/ha, em 1990, para 3.352 kg/ha, em 2001. Também estamos produzindo a soja [Glycine Max (L.) Merrill(Fabácea] por ser considerada a mais importante oleaginosa cultivada no mundo. E que vem tendo para agricultura brasileira, importância significativa e cada vez maior, trata-se da principal cultura do país, em volume e geração de renda; são quase 250 mil produtores, entre pequenos, médios e grandes, distribuídos em cerca 17 estados, a produção nacional tem crescido à taxa media de 11%, nos últimos seis anos, e apresenta potencial para manter esse bom ritmo de desenvolvimento, nos próximos anos. Somos o segundo maior produtor e exportador mundial de soja em grãos, farelos e óleo de soja. A produção mundial, cujo volume participa do mercado internacional na formação da oferta e demanda pelo produto está restrita principalmente a três países: EUA, Brasil e Argentina, que participam com 80% da produção e 90% da comercialização mundial da soja. Seu alto teor de proteínas proporcionou múltiplas utilizações e a formação de um complexo industrial destinado ao seu processamento. O Brasil é o único país do mundo que pode triplicar a área de plantio, mas também é necessário investir no uso da tecnologia. Vários fatores têm contribuído para o bom desempenho da soja brasileira, o desenvolvimento de tecnologias próprias à região tropical, incluindo variedades adaptadas às diferentes regiões climáticas; novas técnicas de cultivo; o uso do manejo integrado de praga, doenças e plantas daninhas, com base na fisiologia das variedades e nas características edafoclimaticas; a adaptação de técnicas de aplicação e utilização de produtos seletivos. Todos esses fatores somados e entre outro fizeram do Brasil, em pouco mais de 30 anos, uma potencia na área.
  6. 6. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO A finalidade deste projeto é para a produção de grão de soja, milho e também pluma e caroço de algodão em uma área 8.500 ha, onde aproximadamente 30% sãodestinadosà reserva legal que estar em uma reserva de App, por ser uma área de montanha e proximidade de riachos, que essa área de reserva nós disponibilizamos para cooperativas de apicultores, e13 ha para benfeitorias como um galpão para armazenagem da soja e milho, um barracão para acondicionar as maquinas e equipamentos favorecendo uma maior vida útil, tendo também um refeitório e um dormitório, para proporcionar condições adequadas aos funcionários. Tendo 6.000 ha de área plantada no cerrado maranhense que á uma divisão entre as culturas onde3.000 ha sãodestinadapara o algodão, 2.000 ha para soja e 1.000 ha para milho,em uma fazenda do município deTasso Fragoso,é um município brasileiro situado no extremo sul do estado do Maranhão.Localizam-se emuma ”latitude 31º23’42” sul e em uma “longitude 52º40'32" oeste, estando a uma altitude de 290 metros. A produção soja serádestinada para a empresa ALGAR AGRO, uma empresa do agronegócio do país, que estar conquistando a liderança em originação de grãos e processamento de soja,na fabricação de produtos alimentícios. E por ser uma empresa que se localiza próximo de nossa fazenda com mais ou menos 20 km de distancia. É uma exportadora do Brasil, contribuindo de maneira substancial para o saldo positivo da balança comercial e para as divisas para a economia nacional. Pioneira na região do cerrado brasileiro, a Algar Agro atua no processamento de soja desde 1978. Quer fabricam o óleo de soja ABC e o farelo de soja RaçaFort, comercializado no mercado interno e externo. Hoje, a fábrica possuem duas fábricas, para isso temos os mais significativos parques industriais de armazenamento e processamento de soja localizada em Minas Gerais e no Maranhão. Além da produção, exportam soja e milho e produzem leite.Em 2008, o mix de Algar Agro ganhou novos produtos: azeite de oliva, óleo composto, extrato e molho de tomate da marca ABC de Minas. O Óleo de Soja ABC de Minas é líder de vendas em Minas Gerais com cerca de 27% de marketshare. Nós dogrupoAGROMAPI AGRICOLA da fazenda Ouro Branco conta hoje com a logística oferecida pelo porto de ITAQUI-MA, localizado em Ponta da Madeira, associada às ferrovias Carajás e Norte-Sul. As unidades de produção daAGROMAPI
  7. 7. AGRICOLA, localizadas mais a oeste estão a menos de 900 km do Porto de Itaqui, seguindo por rodovias pavimentadas em sua maioria ou alternativamente, via terminal multimodal, localizado em Porto Franco - MA, distante 476 km, onde a produção é transferida para o modal ferroviário até o porto. O algodão vai ser destinado para uma descaroçadora em Uruçuí na empresa SLCe posteriormente será encaminhado para os estados dePernambuco e Parnaíba.Nós daAGROMAPI AGRICOLAfazemos parceria com a SLC Agrícola que é a maior produtora de algodão do Brasil, com área plantada prevista de 76,3 mil hectares no ano-safra 2012/13. A SLC Agrícola produz algodão nos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Maranhão e Bahia. A SLC Agrícola possui usinas de beneficiamento de algodão em pluma em todas as unidades de produção. O regime de chuvas do Cerrado Brasileiro com chuvas abundantes entre setembro e maio e um período de estiagem entre junho e setembro é ideal para o plantio do algodão, pois não há chuvas no período da colheita. Acreditamos no potencial do caroço de algodão, um subproduto dessa cultura, como uma importante matéria-prima utilizada na produção de biocombustíveis no Brasil. Nós como parceiros da SLC também produzimos 3000 hectares de algodão que depois de colhidos é destinado para a sede SLC que, é quem vai fazer a logística do produto mais nós repassamos para a empresa por um preço preestabelecido.O algodão em pluma é comercializado para as maiores indústrias têxtil do Brasil e para tradings globais no mercado interno e externo.Escolhemos a SLC por ser próximo da propriedade e facilita o transporte. A SLC Agrícola faz parte do Instituto Algodão Social (IAS), uma instituição que é direcionada para sensibilizar e conscientizar o produtor rural do setor algodoeiro a desenvolver os princípios da responsabilidade empresarial social, congregando a classe em torno de objetivos comuns como a regularização das relações do trabalho, a gestão ambiental e a busca da certificação de seus produtos para a correta adequação às novas exigências do comércio interno e internacional. A produção do milho será destinadapara ração para as granjas do maranhão e de estado visinho. CARACTERISTICA DAS VARIEDADES CULTIVADAS Característica da variedade da soja (P99R01)
  8. 8. AAGROMAPI AGRICOLAutilizarà semente da variedade P99R01 desoja, que tem presença do gene RoundupReady® com elevado potencial produtivo, a P99R01 é uma variedade de soja da Pioneer® com o gene RoundupReady® que confere resistência ao herbicida glifosato. Esta variedade apresenta elevado potencial produtivo, ciclo semitardio, é resistente ao Cancro da Haste, à Mancha Olho-de-rã e à Pústula Bacteriana e moderadamente resistente ao Oídio. É moderadamente suscetível às Doenças de Final de Ciclo, sendo recomendado o monitoramento da cultura para a aplicação de fungicidas. Por estas características foi que escolhemos essa variedade de soja. Característica da variedade do algodão (CNPA ITA 90) A AGROMAPI AGRICOLA utilizar a cultivar CNPA ITA 90 é a cultivar mais plantada no cerrado brasileiro, com mais de 50% da área cultivada. Em alguns Estados como Mato Grosso e Mato Grosso do Sul chega a ocupar mais de 85% da área. Com essa cultivar os produtores do cerrado tem obtido as mais altas produtividades, com rendimentos médios de 300 @/ha, podendo chegar, em algumas lavouras, a até 400 @/ha. O seu rendimento de fibras está em torno de 30 a 39%, além de apresentar excelentes características tecnológicas de fibras, com resistência forte (30,0 gf/tex), comprimento no HVI-SL 2,5% de 30,2 mm, finura de 4,2 a 4,5 mm, refletância de 72%, grau de amarelecimento de 7,9 e fiabilidade (CSP) entre 2.200 a 2.500. Possui resistência moderada a ramulose, mancha de ramularia e pinta preta. É medianamente susceptível a bacteriose e altamente susceptível a viroses (doença azul, vermelhão e mosaico comum), devendo-se usar o MIP, considerando o pulgão como vetor de viroses, ou seja, nunca permitir que a população de pulgões passe de 10% de plantas infestadas, até os 130 dias do ciclo, após o qual será permitida a elevação dessa população para 30% de plantas infestadas por pequenas colônias. Possui ciclo longo (170 a 180 dias), devendo ser plantada cedo de outubro a novembro no Estado de Mato Grosso do Sul, novembro nos Estados da Bahia, Goiás e Maranhão e 20 de novembro a 30 de dezembro no Estado de Mato Grosso. Exige a regulação do porte com reguladores de crescimento, que devem ser aplicados a partir dos 25 a 30 dias após emergência, além de adubação elevada. Essa cultivar é a mais indicada para produtores altamente tecnificados, inclusive dos chapadões de maior altitude dos Estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, resultando em excelentes rendimentos para chapadões de até 1.100m de altitude.
  9. 9. As sementes originais desta cultivar começou a ser distribuída em 1992, encontrando- se atualmente em franca degeneração. Atualmente a Embrapa e seus licenciados estão distribuindo uma nova semente genética, denominada CNPA ITA 90 II, que preserva todas as características da cultivar original, além de ser mais uniforme e apresentar produtividade 25 @/ha superior a cultivar original. Por estas característica foi que nos escolhemos essa variedade de algodão. Característica da variedade do milho (DKB 390 YG) A AGROMAPI AGRICULA utilizar a variedade DKB 390 YG com a Tecnologia YieldGard®, que promove o controle da broca-do-colmo e a supressão da lagarta-do- cartucho e da lagarta-da-espiga. O DKB 390 YG é um dos híbridos mais produtivos do mercado, fato comprovado nas últimas safras, na versão convencional. Nas regiões abaixo de 700m de altitude ele é imbatível. Por isso, o DKB 390 YG deve ser plantado com a melhor tecnologia de manejo e nos primeiros plantios de Verão e Safrinha. Além do alto teto produtivo, e que apresenta excelente qualidade de colmo e raiz.Por estas característica foi que nos utilizamos essa variedade de milho. IDENTIFICAÇÃO DO PROPONENTE A Fazenda Ouro Brancodo Grupo (AGROMAPI AGRICOLA), tem como sócio Antonio Augusto dos Sousa, Cleidismar Barbosa de Oliveira, Felipe Augusto da silva costa,Wellson Lopes de carvalho e Wvisvaldo Pereira de Sousa, localiza-seno município de Tasso Fragoso, Telefone da fazenda é (0**99) 3541-3534, telefone daadministração (0**89) 99752732; (0**89) 94364651; (**89) 81109692.Email: agromapiagricula@hotmail.com.O site da empresahttp:// Agromapiagricula.sitepx.com. JUSTIFICATIVA DO PROJETO Escolhemos estas três culturas por que se tratando da demanda que vem aumentando a cada ano no Brasil e em todo o mundo em relação as culturas, têm-se muitas vantagens em produzir estastrês culturas, por que a um grande crescimento na demanda da soja, milho e do algodão no Brasil e o mundo. A sojaé uma leguminosa (Farbácea) utilizada para diversos fins, como óleo, farelo para ração animal, carne, leite, cosmético, entre outros derivados, devido seu alto valor protéico, favorecendo assim a população que cada vez mais busca uma alimentação saudável.
  10. 10. O milho é uma graminha (Poácea) que também é utilizada para diversos fins no mundo inteiro como, por exemplo, ração para animais, óleo, farinha de milho, o próprio milho verde, milho enlatado, entre outros derivados, devido seu alto valor energético, ou seja, alto teor de amido. E o algodão (Malvácea) por ser também uma espécie que tem crescido e vem crescendo economicamente em todo o mundo, o algodão tem também diversos derivados,que a pluma é utilizada para tecidos, que há uma grande demanda mundial, linha, bolsas e roupas em geral e os caroçossão para ração como fonte de proteícapara silagem, produção de biocombustíveis, óleo dentre outros. OBJETIVOS O principal objetivo desse projeto é maximização do lucro, tendo em vista a comercialização dos grãos milho e soja, de pluma e de semente do algodão para outras empresas e mercado interno e exterior. Tendo uma maximização deprodutividade, e com o mínimo possível degastos, para tornar uma produção viável e com menores transtornos possíveis. Para poder alcançar o objetivo principal da empresa, busca-se realizar uma produção de qualidade, tem que se trabalhar de acordo com as exigências e necessidade das culturas, onde possamos ter um menor risco de perda da produção e um menor gasto na produção e entre outros riscos. Tendo como principal cultura de produção o algodão por ser a mais rentável,apesar de ser a que há mais gasto na produção, mais como há melhor preço de mercadonos seus produtos há uma lucratividade melhor em relação às outras culturas.Mais não deixamos de plantar a soja e o milho para teruma rentabilidade adicional, por que se ocorrer problemas na produção do algodão temos as outras culturas para pagar os gasto operacionais. METAS Pretendemos alcançar cada vez o crescimento de nossa empresa. Comos objetivos de maximizaçãode lucro, alta produtividade, comercialização e qualidade de produto e de produto produção, utilizar o mínimo possível de recursos não renovável, apartir da adoção novas tecnologias de produção.
  11. 11. PERÍODO DE EXECUÇÃO Será realizado no período de Junho de 2012 a Junho de 2013 onde terá inicio com o preparo do solo, realizando todas as operações necessárias ao desenvolvimento da cultura, como: aração, gradagem, nivelamento. Aplicação de calcário e adubo de acordo com a analise do solo respeitando o período de reação do produto (+ou- 3 meses). Será realizado em plantio convencional, com sementes hibridas, se necessária aplicação de inseticidas, herbicida. Ate o momento da colheita.
  12. 12. CONCLUSÃO No presente projeto foi realizada a compra de uma área de 8.500 ha, localizada no município Tasso Fragoso, foi deixado 13 ha para benfeitorias. Desses 8.500 ha 30% deixado como reserva legal, tendo então uma área para produção de 6.000 ha. A soja estar sendo plantada em 2.000 há com uma produtividade media de 60 sacas por ha, com um valor unitário estimado à R$ 78,50 a saca, sendo que uma sacade 60 kg. O milho esta sendo plantado em 1.000 ha com uma produtividade de 180 sacas por há, com um valor unitário estimado de R$ 28,50 a saca. O algodão estar sendo plantada em 3.000 ha com uma produtividade de 300@ por ha com um valor unitário de R$ 60,50, uma unidade pesando 15 kg a @. Na cultura do algodão somando as despesas de custeio da atividade; despesas financeiras; despesas fixas; outros custos fixos; renda de fatores, totalizando um custo de R$ 21.973.215,51. Somando as despesas de custeio da atividade do milho com; despesas financeiras; despesas fixas; outros custos fixos; renda de fatores, totalizando um custo deR$ 4.589.923,05. Somando as despesas de custeio da atividade da soja com; despesas financeiras; despesas fixas; outros custos fixos; renda de fatores, totalizando um custo de R$ 5.553.825,73. O algodão com uma produção anual de R$ 900.000 @ onde tem um custo unitário de produção de R$ 24,41. Obtendo uma receita na mesma área com custo da @ de R$ 60,50 obtém uma receita total de Receita total de R$ 54.450.000,00, e um lucro liquido de R$ 27.516.330,52;O milho tem uma produção anual de 180.000 sacas onde tem um custo unitário de produção de R$26,98. Obtendo uma receita na mesma área com custo da saca de R$ 28,50 obtém uma receita total de Receita total de R$ 5.130.000,00, e um lucro liquido de R$370.129,11e;Com uma produção anual de 120.000 sacas de soja, sendo o custo unitário de produção de R$ 46,26. Obtendo a receita na mesma área com custo da saca a R$ 78,50, obtém uma receita total de Receita total deR$9.420.000,00, e um lucro liquido de R$ 3.197.311,83. Sendo um projeto elaborado para uma empresa jurídica.
  13. 13. REFERNCIA BIBLIOGRAFICO BIODISEL; Disponível em <htpp://www.biodiselbr.com/plantas/soja/soja.htm>acessado em 04 de Novembro 2012. ECONOMIA ALGODOEIRA; Disponível em <http://www.brasilescola.com/historiab/economia-algodoeira.htm> acessado em 07 de Novembro 2012. EMBRAPA: centro nacional de pesquisa de soja. Recomendações técnica para cultura da soja na região central do Brasil.1996/1997. Embrapa, 1996.164p. Pesquisado em 05 de Novembro 2012. EMBRAPA:<htpp://www.sistemadeproducao.cnptia.wembrapa.br/fontehtml/soja/sojace ntralbrasil2003/cultivares.htm>Acessado em 05 de Novembro 2012. SEMENTES FACÃO: Disponível em <htpp://www.sementesfacao.agr.br /índex.php?pg=421> Acessado em 04 de Novembro 2012. SISTEMAS DE PRODUÇÃO ALGODÃO CERRADO; Disponível em <http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/Algodao/AlgodaoCerrado/ cultivares.htm> Acessado 07 de Novembro 2012. SISTEMAS DE PRODUCAO ALGODÃO IRRIGADO; Disponível em <http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/Algodao/Algodaoirrigado_ 2ed/importancia.html>Acessado 06 de Novembro 2012. SISTEMAS DE PRODUCÃO CULTIVODO MILHO; Disponível em <http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/Milho/CultivodoMilho/imp ortancia.htm> Acessado. 06 de Novembro 2012.

×