Professora: Gisa EneidaAluno: Andrey Carvalho
A seleção natural é a “força” que atua sobre adiversidade fenotípica e que seleciona os melhoresgenes, ou seja, os que pro...
Processo pelo qual os seres vivos dão origem aseres vivos semelhantes.A reprodução pode ser: assexuada ou sexuada
Na reprodução assexuada, o animal temcapacidade de se dividir e dar origem a outrosanimais iguais a si próprio.
Na reprodução sexuada, dois animais, de sexosdiferentes, dão origem a animais diferentesgeneticamente.
Mas, afinal, qual seria a vantagem dessareprodução para o indivíduo?1975- Willians: Diversidade genética favorece adispers...
Na maioria das espécies o comportamento ésazonal e dependente de maturação. Asazonalidade é regulada principalmente peladu...
1. Variação nos Traços Comportamentais Dentro da EspécieInstinto: comportamentos que aparecem em formacompletamente funcio...
2. Diferenças Entre EspéciesDiferenças entre comportamentos típicos de espécies têmbases genéticas. Em muitos casos, exist...
São responsáveis pela ativação dos circuitoscerebrais envolvidos na programação eorganização dos padrões de comportamentos...
Envolvem três sequências comportamentaisespecíficas de cada espécie, as das primeirasdismórficas: corte sexual e acasalame...
Sequências comportamentais complexas, estereotipadas que envolvem um dos parceirossexuais ou ambos. Também pode ser respon...
O acasalamento no comportamento sexual e dividido de um modogeral em três mecanismos, que são eles: os padrões modais deco...
Em muitas espécies de invertebrados, peixes,reptes e, praticamente, em todas as aves emamíferos, os pais despendem grande ...
Nem todos os mamíferos copulam de forma igual. Com isso, Dewsbury(1972) propôs uma classificação dos modelos de cópula em ...
Comportamento reprodutivo
Comportamento reprodutivo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Comportamento reprodutivo

4.716 visualizações

Publicada em

Características dos comportamentos reprodutivos dos animais.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.716
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
68
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Comportamento reprodutivo

  1. 1. Professora: Gisa EneidaAluno: Andrey Carvalho
  2. 2. A seleção natural é a “força” que atua sobre adiversidade fenotípica e que seleciona os melhoresgenes, ou seja, os que produzem as adaptaçõesmorfofisiológicas ou os comportamentos quepermitem a um indivíduo superar a concorrênciana dura tarefa de sobreviver e deixar seusdescendentes.
  3. 3. Processo pelo qual os seres vivos dão origem aseres vivos semelhantes.A reprodução pode ser: assexuada ou sexuada
  4. 4. Na reprodução assexuada, o animal temcapacidade de se dividir e dar origem a outrosanimais iguais a si próprio.
  5. 5. Na reprodução sexuada, dois animais, de sexosdiferentes, dão origem a animais diferentesgeneticamente.
  6. 6. Mas, afinal, qual seria a vantagem dessareprodução para o indivíduo?1975- Willians: Diversidade genética favorece adispersão no ambiente.1982- Bell: Indivíduos geneticamente distintosocupam nichos também diferentes.
  7. 7. Na maioria das espécies o comportamento ésazonal e dependente de maturação. Asazonalidade é regulada principalmente peladuração do fotoperíodo diário.
  8. 8. 1. Variação nos Traços Comportamentais Dentro da EspécieInstinto: comportamentos que aparecem em formacompletamente funcional na primeira vez que eles sãoexecutados (Alcock1998). Supõe-se que eles sejam determinadosgeneticamente.Aprendizagem: modificações de um comportamento emresposta a experiências específicas.Essa dicotomia é simplificada. A expressão de uma característicacomportamental pode variar entre genótipos, e dentro de umgenótipo ela pode variar devido a variações na experiênciaprévia (aprendizagem) e a outros fatores ambientais. Ou seja, ogenótipo pode variar a extensão na qual ele se expressa emresposta a aprendizagem ou a outros fatores.
  9. 9. 2. Diferenças Entre EspéciesDiferenças entre comportamentos típicos de espécies têmbases genéticas. Em muitos casos, existe pouco ounenhuma oportunidade de aprendizagem.Exemplo, algumas espécies de pássaros só aprendem ocanto típico de sua espécie ouvindo-o quando jovens.Alguns comportamentos de uma espécie podem sermodificados pela aprendizagem.A extensão na qual o comportamento de uma espécie podeser apreendido parece ser adaptativo. P. ex., opássaro Nucifraga columbianaestoca sementes em centenasde lugares e, assim, possui uma grande habilidade paraaprender e recordar localizações.
  10. 10. São responsáveis pela ativação dos circuitoscerebrais envolvidos na programação eorganização dos padrões de comportamentosexual dismórficos. Também estão envolvidos namaturação sexual periférica.
  11. 11. Envolvem três sequências comportamentaisespecíficas de cada espécie, as das primeirasdismórficas: corte sexual e acasalamento e oscuidados parentais.
  12. 12. Sequências comportamentais complexas, estereotipadas que envolvem um dos parceirossexuais ou ambos. Também pode ser responsável pela ativação da resposta sexual porparte do parceiro, podendo tomar papel de persuasão ou apaziguamento, e por fim, estárelacionado com a seleção sexual.
  13. 13. O acasalamento no comportamento sexual e dividido de um modogeral em três mecanismos, que são eles: os padrões modais decomportamento sexual, os reflexos genitais e a fecundação. Os padrõesmodais de comportamento sexual compreendem posturas quepermitem a penetração peniana. Os reflexos genitais são modificaçõesreflexas das estruturas genitais que permitem a cópula. A fecundaçãoenvolve a fertilização do óvulo pelo espermatozoide, dependendo,portanto, da ovulação.
  14. 14. Em muitas espécies de invertebrados, peixes,reptes e, praticamente, em todas as aves emamíferos, os pais despendem grande quantidadede tempo e energia cuidando da prole, até que osfilhotes possam sobreviver sozinhos.
  15. 15. Nem todos os mamíferos copulam de forma igual. Com isso, Dewsbury(1972) propôs uma classificação dos modelos de cópula em função dacombinação de quatro fatores:1° Presença de mecanismo de fixação mecânica (lock) do pênis navagina durante a cópula.2° Ocorrência de movimentos de vaivém (thrusting) do pênis navagina.3° Ocorrência de múltiplas penetrações antes da ejaculação (cadapenetração aumenta o estímulo sexual, levando o macho a ultrapassaro limiar ejaculatório).4° Ocorrência de múltiplas ejaculações durante um episódio de cópula.

×