SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
O JORNAL IMPRESSO EM
TEMPOS DE MÍDIAS DIGITAIS
Professor:
Andrey Martins
INTRODUÇÃO
Do impresso ao digital
1 - JORNALISMO IMPRESSO
Breve Histórico eTécnicas do Jornal Impresso
BREVE HISTÓRICO
Surge em Roma
a Acta Diurna,
criada por Júlio
César. Eram
folhas de notícias
da vida romana
afixadas em toda
a cidade.
Chineses inventam
o papel, suporte
fundamental para o
desenvolvimento
da imprensa.
Gutenberg inventa
a tipografia
(Estrasburgo,
França). A
reprodução
tipográfica
permitiu a edição
de cadernos de até
16 páginas.
A Bíblia, de
Gutenberg, é o
primeiro livro
impresso em
tipografia.
A Revolução
Francesa dá
impulso
extraordinário à
imprensa. Questões
políticas eram o
principal foco da
época.
A chegada da Família Real
Portuguesa ao Brasil possibilitou os
primórdios da notícia no país.
A extraordinária criação
de Gutenberg
desencadeou as
condições para o
surgimento da indústria
jornalística.
Pré-Jornalismo
Liberdade de Imprensa
BREVE HISTÓRICO
• Conforme a internet avançava, o jornalismo online também teve que evoluir.
• O impresso passou a adaptar recursos multimídia para elaboração das notícias.
• Para diferenciar da versão em papel, os sites de jornais passam a utilizar
ferramentas que permitem a interatividade com seus leitores, como links ou e-
mail, além de áudios, vídeos e infográficos animados.
1995 - O primeiro
periódico a ter sua
versão online foi o
Jornal do Brasil, que era
na verdade uma cópia
do impresso e só ficava
disponível no site
depois que o impresso
fosse para as ruas.
INTERNATIONAL NETWORK
A Internet é uma rede mundial de computadores conectados
entre si, destinada à troca de informações.
1990 - SURGIMENTO DA INTERNET
MUDANÇA DO PARADIGMA JORNALÍSTICO
BREVE HISTÓRICO
TÉCNICAS DO JORNAL IMPRESSO
• Reestruturação do
Jornal Impresso ao
longo do tempo
• Surgimento de
diferentes meios de
comunicação
(telégrafo, telefone,
rádio, televisão,
internet)
Apuração e
hierarquização dos
fatos propensos ao
seu valor notícia.
TÉCNICA DO
LEAD
2 - JORNALISMO E CULTURA DIGITAL
Era Digital (Internet e suas Mutações)
Jornalismo e Mídias Digitais
INTERNET E SUAS MUTAÇÕES
• A Internet surgiu na época da GUERRA FRIA através de um
projeto militar norte-americano chamadoARPANET.
O que começou como um projeto de estratégia
militar acabou transformado na Internet atual.
REVOLUÇÃO DA COMUNICAÇÃO
• Troca de informações / mensagens ganha velocidade.
• Grandes distâncias se encurtam.
• Acesso a interfaces que transmitiam e ao mesmo tempo
trocavam informações.
• Espaço para a interação e produção de conteúdos
WEB 1.0
As pessoas começam a
despertar o interesse,
conhecer a Internet e a lidar
com a nova ferramenta.
• Anos 90
• Sites básicos, apenas
Leitura de conteúdo
• Não existe interatividade
WEB 2.0
Internet torna-se mais
dinâmica deixando de ser um
espaço fechado.
• Anos 2000
• Interatividade total
• Pessoas passam a
produzir/criar, modificar
conteúdo
• Redes Sociais
EVOLUÇÃO DA INTERNET
CIBERCULTURA OU CULTURA DIGITAL
Novo meio de comunicação que se constrói por meio de uma
interconexão de computadores mundial.
NOVA REALIDADE
 Os meios de comunicação já existentes tiveram que se
adaptar e modificar seus padrões.
 Inovar tornou-se cada vez mais preciso, o que resultou
cada vez mais no uso mídias digitais.
JORNALISMO E AS MÍDIAS DIGITAIS
Informações jornalísticas em Multiplataforma
O Jornalismo Digital redefiniu o Jornal Impresso
• Multimidialidade/convergência,
• Interatividade,
• Hipertextualidade,
• Personalização e memória
UMA NOVA REVOLUÇÃO
CHAMADA INTERATIVIDADE
Com a interatividade, a
notícia online passa ao leitor
a sensação de aproximação e
ligação direta no processo
jornalístico.
NOVOS RECURSOS
E-mails, blogs, redes sociais,
chats, envio de fotografias, textos,
vídeos... O público é convidado a
dar sua contribuição
3 - DO IMPRESSO AO DIGITAL
Uma análise do Jornal O Globo
BREVE HISTÓRICO
Em sua estreia foram
lançadas duas edições
do jornal, totalizando
33.435 exemplares,
distribuídos por
vendedores, os
jornaleiros, que naquela
época eram chamados
de “gazeteiros”.
Página 1 - Edição de 29 de
Julho de 1925
• O jornal O Globo foi fundado em
1925, pelo jornalista Irineu Marinho.
LINHA DOTEMPO
O lançamento do site do GLOBO no início era apenas uma
duplicação da versão impressa. Mas esse feito foi um
“divisor de águas” do Globo na internet, anos seguintes
foram lançadas diversas plataformas digitais, como a edição
digital do jornal, site para celular/tablets e apps
(aplicativos).
TRANSFORMAÇÕES DAS REDAÇÕES
Anos 2000 – Separação
Divisão entre redação off-line e online.
Foram 9 anos assim.
2007 – Início da integração das redações.
ESTRATÉGIA DE MARKETING
“O Globo faz a
diferença”
“O Globo, muito além
do papel de um jornal”
“Hoje a informação precisa estar onde você quiser. Aprofundada. Analisada.Comentada. Por nós.
Por seu vizinho. Por você. Por isso, um jornal tem que estar no papel. Na tela. Na sua mão.Tem
que estar na cidade. No país. No planeta. On line. On time. Full time”
Acentuar a ideia de que o impresso não era o único meio de propagar as notícias.
SELEÇÃO E ELABORAÇÃO DAS NOTÍCIAS
1. Conteúdo das notícias
2. Disponibilidade do material e critérios relativos
ao produto informativo
3. Interesse do público
4. Notícias da concorrência.
O conteúdo das notícias pode ser escolhido
por seu grau de importância ou interesse.
TEORIA DO GATEKEEPER
PRESENÇA NA INTERNET
• As versões online trouxeram complementação para as informações, essas que
podem ser atualizadas a qualquer momento conforme o desdobramento dos
fatos que acaba possibilitando maior retorno de feedbacks.
• O Globo aderiu aoTwitter em 2009.
• Em 2010 lançou sua página no Facebook.
CONCLUSÃO
Qual é o futuro do jornal?
CONCLUSÃO
• O jornalismo, de um modo geral, passou por diversas transformações
ao longo da sua história. Desde a criação da prensa de Gutenberg, a
chegada do rádio, TV e a Internet
• A Internet causou grande impacto e levou os jornais à necessidade de
reestruturação.
• CIBERCULTURA – Modificações da vida moderna
• Jornalista na rede – Interação com o público leitor
• Constata-se que O Globo reforçou o seu nome como marca, assim
passou a ser uma “usina de informação”. Sua migração ao digital está
cada vez mais forte.
• Ainda são necessários alguns ajustes como trabalhar de forma mais
intensiva nas Redes Sociais.
• Quanto ao futuro do jornal, creio que em partes, já esteja diante dos
nossos olhos, pois já é vivido algo que era temido desde o surgimento
da internet – se sobreviveria. E vem sobrevivendo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

História da mídia no Brasil
História da mídia no BrasilHistória da mídia no Brasil
História da mídia no BrasilLaércio Góes
 
Gêneros jornalísticos
Gêneros jornalísticosGêneros jornalísticos
Gêneros jornalísticosRenally Arruda
 
Texto jornalístico
Texto jornalístico Texto jornalístico
Texto jornalístico escrevermais
 
Aula: Jornalismo de revista - Laboratório de Jornalismo Impresso II - Revista...
Aula: Jornalismo de revista - Laboratório de Jornalismo Impresso II - Revista...Aula: Jornalismo de revista - Laboratório de Jornalismo Impresso II - Revista...
Aula: Jornalismo de revista - Laboratório de Jornalismo Impresso II - Revista...Revista Curinga Ufop
 
Passos para uma boa redação
Passos para uma boa redaçãoPassos para uma boa redação
Passos para uma boa redaçãoSinara Lustosa
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTOMarcelo Cordeiro Souza
 
Limites Legais Para o Jornalismo Investigativo
Limites Legais Para o Jornalismo InvestigativoLimites Legais Para o Jornalismo Investigativo
Limites Legais Para o Jornalismo InvestigativoLorena Vieira
 
Breve história do jornalismo
Breve história do jornalismoBreve história do jornalismo
Breve história do jornalismoDaniela Ribeiro
 
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAMarcelo Cordeiro Souza
 
Generos e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptGeneros e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptpnaicdertsis
 

Mais procurados (20)

História da mídia no Brasil
História da mídia no BrasilHistória da mídia no Brasil
História da mídia no Brasil
 
Notícia e reportagem
Notícia e reportagemNotícia e reportagem
Notícia e reportagem
 
Gêneros jornalísticos
Gêneros jornalísticosGêneros jornalísticos
Gêneros jornalísticos
 
Texto jornalístico
Texto jornalístico Texto jornalístico
Texto jornalístico
 
AULA 4 - ENTREVISTA
AULA 4 - ENTREVISTAAULA 4 - ENTREVISTA
AULA 4 - ENTREVISTA
 
Aula: Jornalismo de revista - Laboratório de Jornalismo Impresso II - Revista...
Aula: Jornalismo de revista - Laboratório de Jornalismo Impresso II - Revista...Aula: Jornalismo de revista - Laboratório de Jornalismo Impresso II - Revista...
Aula: Jornalismo de revista - Laboratório de Jornalismo Impresso II - Revista...
 
Podcast
PodcastPodcast
Podcast
 
Passos para uma boa redação
Passos para uma boa redaçãoPassos para uma boa redação
Passos para uma boa redação
 
Aula 3 PAUTA
Aula 3   PAUTAAula 3   PAUTA
Aula 3 PAUTA
 
Cordel
CordelCordel
Cordel
 
A reportagem
A reportagemA reportagem
A reportagem
 
Aula 2 jornalismo impresso
Aula 2   jornalismo impressoAula 2   jornalismo impresso
Aula 2 jornalismo impresso
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
 
Entrevistas
EntrevistasEntrevistas
Entrevistas
 
Limites Legais Para o Jornalismo Investigativo
Limites Legais Para o Jornalismo InvestigativoLimites Legais Para o Jornalismo Investigativo
Limites Legais Para o Jornalismo Investigativo
 
Breve história do jornalismo
Breve história do jornalismoBreve história do jornalismo
Breve história do jornalismo
 
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
 
Slides sobre reportagem
Slides sobre reportagemSlides sobre reportagem
Slides sobre reportagem
 
Generos e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptGeneros e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais ppt
 
A reportagem
A reportagemA reportagem
A reportagem
 

Destaque

Blogs e jornalismo no Brasil: um estudo da relação entre instituições e profi...
Blogs e jornalismo no Brasil: um estudo da relação entre instituições e profi...Blogs e jornalismo no Brasil: um estudo da relação entre instituições e profi...
Blogs e jornalismo no Brasil: um estudo da relação entre instituições e profi...Universidade Federal do Paraná
 
Comunicação comparada - Aula 5
Comunicação comparada -  Aula 5Comunicação comparada -  Aula 5
Comunicação comparada - Aula 5Cláudia
 
Comunicação comparada - Aula 2
 Comunicação comparada -  Aula 2 Comunicação comparada -  Aula 2
Comunicação comparada - Aula 2Cláudia
 
Webjornalismo: características
Webjornalismo: característicasWebjornalismo: características
Webjornalismo: característicasMayara de Araújo
 
Comunicação comparada - Aula 6
Comunicação comparada -  Aula 6Comunicação comparada -  Aula 6
Comunicação comparada - Aula 6Cláudia
 
Comunicação comparada - Aula 4
Comunicação comparada -  Aula 4Comunicação comparada -  Aula 4
Comunicação comparada - Aula 4Cláudia
 
Comunicação comparada - Aula 7
Comunicação comparada - Aula 7Comunicação comparada - Aula 7
Comunicação comparada - Aula 7Cláudia
 
Convergência midiática e narrativa jornalística: um modelo de análise para a ...
Convergência midiática e narrativa jornalística: um modelo de análise para a ...Convergência midiática e narrativa jornalística: um modelo de análise para a ...
Convergência midiática e narrativa jornalística: um modelo de análise para a ...Emerson Campos
 
Analise do discurso politico
Analise do discurso politicoAnalise do discurso politico
Analise do discurso politicoCicero Araujo
 
Publieditoriais - Por que fazer?
Publieditoriais - Por que fazer?Publieditoriais - Por que fazer?
Publieditoriais - Por que fazer?Tiago Cordeiro
 
Convergência midiática e comunicação:cenários, atores e práticas
Convergência midiática e comunicação:cenários, atores e práticasConvergência midiática e comunicação:cenários, atores e práticas
Convergência midiática e comunicação:cenários, atores e práticasCláudia
 
Entre o real e a ficção - as marcas literárias no jornalismo de Eliane Brum
Entre o real e a ficção - as marcas literárias no jornalismo de Eliane BrumEntre o real e a ficção - as marcas literárias no jornalismo de Eliane Brum
Entre o real e a ficção - as marcas literárias no jornalismo de Eliane BrumMárcio Eduardo Borges
 
Comunicação comparada
Comunicação comparadaComunicação comparada
Comunicação comparadaPatricia Azzi
 
Jornalismo On-line vs Jornalismo Impresso
Jornalismo On-line vs Jornalismo ImpressoJornalismo On-line vs Jornalismo Impresso
Jornalismo On-line vs Jornalismo Impressozuquinhaaa
 
Comunicação Comparada - A Real Diferença entre os Sites de Notícias Brasileiros
Comunicação Comparada - A Real Diferença entre os Sites de Notícias BrasileirosComunicação Comparada - A Real Diferença entre os Sites de Notícias Brasileiros
Comunicação Comparada - A Real Diferença entre os Sites de Notícias BrasileirosEverton Souza
 
Aula 04 ética e legislação Jornalismo
Aula 04   ética e legislação JornalismoAula 04   ética e legislação Jornalismo
Aula 04 ética e legislação JornalismoElizeu Nascimento Silva
 

Destaque (18)

Blogs e jornalismo no Brasil: um estudo da relação entre instituições e profi...
Blogs e jornalismo no Brasil: um estudo da relação entre instituições e profi...Blogs e jornalismo no Brasil: um estudo da relação entre instituições e profi...
Blogs e jornalismo no Brasil: um estudo da relação entre instituições e profi...
 
Comunicação comparada - Aula 5
Comunicação comparada -  Aula 5Comunicação comparada -  Aula 5
Comunicação comparada - Aula 5
 
Jornalismo Digital - tendências do jornalismo no mundo 2.0
Jornalismo Digital - tendências do jornalismo no mundo 2.0Jornalismo Digital - tendências do jornalismo no mundo 2.0
Jornalismo Digital - tendências do jornalismo no mundo 2.0
 
Comunicação comparada - Aula 2
 Comunicação comparada -  Aula 2 Comunicação comparada -  Aula 2
Comunicação comparada - Aula 2
 
Webjornalismo: características
Webjornalismo: característicasWebjornalismo: características
Webjornalismo: características
 
Comunicação comparada - Aula 6
Comunicação comparada -  Aula 6Comunicação comparada -  Aula 6
Comunicação comparada - Aula 6
 
Comunicação comparada - Aula 4
Comunicação comparada -  Aula 4Comunicação comparada -  Aula 4
Comunicação comparada - Aula 4
 
Comunicação comparada - Aula 7
Comunicação comparada - Aula 7Comunicação comparada - Aula 7
Comunicação comparada - Aula 7
 
Estratégias Digitais para o Público Feminino - Alan Fontevecchia (Editora Caras)
Estratégias Digitais para o Público Feminino - Alan Fontevecchia (Editora Caras)Estratégias Digitais para o Público Feminino - Alan Fontevecchia (Editora Caras)
Estratégias Digitais para o Público Feminino - Alan Fontevecchia (Editora Caras)
 
Convergência midiática e narrativa jornalística: um modelo de análise para a ...
Convergência midiática e narrativa jornalística: um modelo de análise para a ...Convergência midiática e narrativa jornalística: um modelo de análise para a ...
Convergência midiática e narrativa jornalística: um modelo de análise para a ...
 
Analise do discurso politico
Analise do discurso politicoAnalise do discurso politico
Analise do discurso politico
 
Publieditoriais - Por que fazer?
Publieditoriais - Por que fazer?Publieditoriais - Por que fazer?
Publieditoriais - Por que fazer?
 
Convergência midiática e comunicação:cenários, atores e práticas
Convergência midiática e comunicação:cenários, atores e práticasConvergência midiática e comunicação:cenários, atores e práticas
Convergência midiática e comunicação:cenários, atores e práticas
 
Entre o real e a ficção - as marcas literárias no jornalismo de Eliane Brum
Entre o real e a ficção - as marcas literárias no jornalismo de Eliane BrumEntre o real e a ficção - as marcas literárias no jornalismo de Eliane Brum
Entre o real e a ficção - as marcas literárias no jornalismo de Eliane Brum
 
Comunicação comparada
Comunicação comparadaComunicação comparada
Comunicação comparada
 
Jornalismo On-line vs Jornalismo Impresso
Jornalismo On-line vs Jornalismo ImpressoJornalismo On-line vs Jornalismo Impresso
Jornalismo On-line vs Jornalismo Impresso
 
Comunicação Comparada - A Real Diferença entre os Sites de Notícias Brasileiros
Comunicação Comparada - A Real Diferença entre os Sites de Notícias BrasileirosComunicação Comparada - A Real Diferença entre os Sites de Notícias Brasileiros
Comunicação Comparada - A Real Diferença entre os Sites de Notícias Brasileiros
 
Aula 04 ética e legislação Jornalismo
Aula 04   ética e legislação JornalismoAula 04   ética e legislação Jornalismo
Aula 04 ética e legislação Jornalismo
 

Semelhante a O Jornal Impresso na Era Digital

Mudanças do Jornalismo
Mudanças do JornalismoMudanças do Jornalismo
Mudanças do Jornalismojulioparco
 
O jornalismo ingressa na era da produção colaborativa
O jornalismo ingressa na era da produção colaborativaO jornalismo ingressa na era da produção colaborativa
O jornalismo ingressa na era da produção colaborativajoaquimoresko
 
Meios e linguagens jornal
Meios e linguagens   jornalMeios e linguagens   jornal
Meios e linguagens jornalLDutra20
 
Uni. 5 - Cap. 2 - Redes de Comunicação e Informação I.pptx
Uni. 5 - Cap. 2 - Redes de Comunicação e Informação I.pptxUni. 5 - Cap. 2 - Redes de Comunicação e Informação I.pptx
Uni. 5 - Cap. 2 - Redes de Comunicação e Informação I.pptxKelvin Sousa
 
AnáLise SemióTica Do Webjornalismo Na RegiãO De Ijuí
AnáLise SemióTica Do Webjornalismo Na RegiãO De IjuíAnáLise SemióTica Do Webjornalismo Na RegiãO De Ijuí
AnáLise SemióTica Do Webjornalismo Na RegiãO De IjuíJosé Augusto Fiorin
 
Novas Tecnologias da Comunicação
Novas Tecnologias da ComunicaçãoNovas Tecnologias da Comunicação
Novas Tecnologias da ComunicaçãoSuzana Cohen
 
Revolução do consumismo
Revolução do consumismoRevolução do consumismo
Revolução do consumismoMatheus Brasil
 
Jornalismo - História de 1985 à 2015
Jornalismo - História de 1985 à 2015Jornalismo - História de 1985 à 2015
Jornalismo - História de 1985 à 2015Diego Stedile
 
Meios de Comunicação
Meios de ComunicaçãoMeios de Comunicação
Meios de ComunicaçãoIsabel Cabral
 
Os media nos últimos 25 anos (Forum Estudante)
Os media nos últimos 25 anos (Forum Estudante)Os media nos últimos 25 anos (Forum Estudante)
Os media nos últimos 25 anos (Forum Estudante)Rogério Santos
 
A ultima batalha de gutemberg
A ultima batalha de gutembergA ultima batalha de gutemberg
A ultima batalha de gutembergSibele Andrade
 
Webjornalismo Participativo: sua digital na era digital
Webjornalismo Participativo: sua digital na era digitalWebjornalismo Participativo: sua digital na era digital
Webjornalismo Participativo: sua digital na era digitaliaravilela
 
Tic´s e a Revolução da Comunicação
Tic´s e a Revolução da ComunicaçãoTic´s e a Revolução da Comunicação
Tic´s e a Revolução da ComunicaçãoBeto Ribeiro
 
Diogo internet pdf.
Diogo internet pdf.Diogo internet pdf.
Diogo internet pdf.dimoine
 
Evolucao da Comunicação Humana e dos Meios de Comunicacao
Evolucao da Comunicação Humana e dos Meios de ComunicacaoEvolucao da Comunicação Humana e dos Meios de Comunicacao
Evolucao da Comunicação Humana e dos Meios de ComunicacaoGabriela Barros
 
Evolução da Comunicação Humana e dos Meios de Comunicação.
Evolução da Comunicação Humana e dos Meios de Comunicação.Evolução da Comunicação Humana e dos Meios de Comunicação.
Evolução da Comunicação Humana e dos Meios de Comunicação.Núcleo de Tecnologia educacional
 

Semelhante a O Jornal Impresso na Era Digital (20)

Mudanças do Jornalismo
Mudanças do JornalismoMudanças do Jornalismo
Mudanças do Jornalismo
 
O jornalismo ingressa na era da produção colaborativa
O jornalismo ingressa na era da produção colaborativaO jornalismo ingressa na era da produção colaborativa
O jornalismo ingressa na era da produção colaborativa
 
Meios e linguagens jornal
Meios e linguagens   jornalMeios e linguagens   jornal
Meios e linguagens jornal
 
Uni. 5 - Cap. 2 - Redes de Comunicação e Informação I.pptx
Uni. 5 - Cap. 2 - Redes de Comunicação e Informação I.pptxUni. 5 - Cap. 2 - Redes de Comunicação e Informação I.pptx
Uni. 5 - Cap. 2 - Redes de Comunicação e Informação I.pptx
 
AnáLise SemióTica Do Webjornalismo Na RegiãO De Ijuí
AnáLise SemióTica Do Webjornalismo Na RegiãO De IjuíAnáLise SemióTica Do Webjornalismo Na RegiãO De Ijuí
AnáLise SemióTica Do Webjornalismo Na RegiãO De Ijuí
 
Novas Tecnologias da Comunicação
Novas Tecnologias da ComunicaçãoNovas Tecnologias da Comunicação
Novas Tecnologias da Comunicação
 
Revolução do consumismo
Revolução do consumismoRevolução do consumismo
Revolução do consumismo
 
Jornalismo
JornalismoJornalismo
Jornalismo
 
Jornalismo - História de 1985 à 2015
Jornalismo - História de 1985 à 2015Jornalismo - História de 1985 à 2015
Jornalismo - História de 1985 à 2015
 
Meios de Comunicação
Meios de ComunicaçãoMeios de Comunicação
Meios de Comunicação
 
John pavlik democracia digital
John pavlik democracia digitalJohn pavlik democracia digital
John pavlik democracia digital
 
Os media nos últimos 25 anos (Forum Estudante)
Os media nos últimos 25 anos (Forum Estudante)Os media nos últimos 25 anos (Forum Estudante)
Os media nos últimos 25 anos (Forum Estudante)
 
Liana vidigal mobilidade
Liana vidigal   mobilidadeLiana vidigal   mobilidade
Liana vidigal mobilidade
 
A ultima batalha de gutemberg
A ultima batalha de gutembergA ultima batalha de gutemberg
A ultima batalha de gutemberg
 
Webjornalismo Participativo: sua digital na era digital
Webjornalismo Participativo: sua digital na era digitalWebjornalismo Participativo: sua digital na era digital
Webjornalismo Participativo: sua digital na era digital
 
Tic´s e a Revolução da Comunicação
Tic´s e a Revolução da ComunicaçãoTic´s e a Revolução da Comunicação
Tic´s e a Revolução da Comunicação
 
Diogo internet pdf.
Diogo internet pdf.Diogo internet pdf.
Diogo internet pdf.
 
Evolucao da Comunicação Humana e dos Meios de Comunicacao
Evolucao da Comunicação Humana e dos Meios de ComunicacaoEvolucao da Comunicação Humana e dos Meios de Comunicacao
Evolucao da Comunicação Humana e dos Meios de Comunicacao
 
Evolução da Comunicação Humana e dos Meios de Comunicação.
Evolução da Comunicação Humana e dos Meios de Comunicação.Evolução da Comunicação Humana e dos Meios de Comunicação.
Evolução da Comunicação Humana e dos Meios de Comunicação.
 
Contextualizando Jornalismo Digital
Contextualizando Jornalismo DigitalContextualizando Jornalismo Digital
Contextualizando Jornalismo Digital
 

Mais de Andrey Martins

Técnicas Organizacionais
Técnicas OrganizacionaisTécnicas Organizacionais
Técnicas OrganizacionaisAndrey Martins
 
Informática na Educação 3
Informática na Educação 3Informática na Educação 3
Informática na Educação 3Andrey Martins
 
Informática na Educação 1 e 2
Informática na Educação 1 e 2Informática na Educação 1 e 2
Informática na Educação 1 e 2Andrey Martins
 
Economia Fundamentos Básicos
Economia Fundamentos BásicosEconomia Fundamentos Básicos
Economia Fundamentos BásicosAndrey Martins
 
Logística 4 análises e tendências
Logística 4 análises e tendênciasLogística 4 análises e tendências
Logística 4 análises e tendênciasAndrey Martins
 
Logística 3 transportes
Logística 3 transportesLogística 3 transportes
Logística 3 transportesAndrey Martins
 
Logística 2 fundamentos
Logística 2 fundamentosLogística 2 fundamentos
Logística 2 fundamentosAndrey Martins
 
Logística 1 introdução
Logística 1 introduçãoLogística 1 introdução
Logística 1 introduçãoAndrey Martins
 
Informática aplicada à administração 2
Informática aplicada à administração 2Informática aplicada à administração 2
Informática aplicada à administração 2Andrey Martins
 
Informática aplicada à administração 1
Informática aplicada à administração 1Informática aplicada à administração 1
Informática aplicada à administração 1Andrey Martins
 
Fundamentos de administração 3
Fundamentos de administração 3Fundamentos de administração 3
Fundamentos de administração 3Andrey Martins
 
Fundamentos de administração 2
Fundamentos de administração 2Fundamentos de administração 2
Fundamentos de administração 2Andrey Martins
 

Mais de Andrey Martins (20)

Técnicas Organizacionais
Técnicas OrganizacionaisTécnicas Organizacionais
Técnicas Organizacionais
 
Marketing aula 4
Marketing aula 4Marketing aula 4
Marketing aula 4
 
Marketing aula 3
Marketing aula 3Marketing aula 3
Marketing aula 3
 
Marketing aula 2
Marketing aula 2Marketing aula 2
Marketing aula 2
 
Marketing aula 1
Marketing aula 1Marketing aula 1
Marketing aula 1
 
Informática na Educação 3
Informática na Educação 3Informática na Educação 3
Informática na Educação 3
 
Informática na Educação 1 e 2
Informática na Educação 1 e 2Informática na Educação 1 e 2
Informática na Educação 1 e 2
 
Gestão Empresarial
Gestão EmpresarialGestão Empresarial
Gestão Empresarial
 
Economia Fundamentos Básicos
Economia Fundamentos BásicosEconomia Fundamentos Básicos
Economia Fundamentos Básicos
 
Logística 4 análises e tendências
Logística 4 análises e tendênciasLogística 4 análises e tendências
Logística 4 análises e tendências
 
Logística 3 transportes
Logística 3 transportesLogística 3 transportes
Logística 3 transportes
 
Logística 2 fundamentos
Logística 2 fundamentosLogística 2 fundamentos
Logística 2 fundamentos
 
Logística 1 introdução
Logística 1 introduçãoLogística 1 introdução
Logística 1 introdução
 
Informática aplicada à administração 2
Informática aplicada à administração 2Informática aplicada à administração 2
Informática aplicada à administração 2
 
Informática aplicada à administração 1
Informática aplicada à administração 1Informática aplicada à administração 1
Informática aplicada à administração 1
 
Economia e mercado 3
Economia e mercado 3Economia e mercado 3
Economia e mercado 3
 
Economia e mercado 2
Economia e mercado 2Economia e mercado 2
Economia e mercado 2
 
Economia e mercado 1
Economia e mercado 1Economia e mercado 1
Economia e mercado 1
 
Fundamentos de administração 3
Fundamentos de administração 3Fundamentos de administração 3
Fundamentos de administração 3
 
Fundamentos de administração 2
Fundamentos de administração 2Fundamentos de administração 2
Fundamentos de administração 2
 

O Jornal Impresso na Era Digital

  • 1. O JORNAL IMPRESSO EM TEMPOS DE MÍDIAS DIGITAIS Professor: Andrey Martins
  • 3. 1 - JORNALISMO IMPRESSO Breve Histórico eTécnicas do Jornal Impresso
  • 4. BREVE HISTÓRICO Surge em Roma a Acta Diurna, criada por Júlio César. Eram folhas de notícias da vida romana afixadas em toda a cidade. Chineses inventam o papel, suporte fundamental para o desenvolvimento da imprensa. Gutenberg inventa a tipografia (Estrasburgo, França). A reprodução tipográfica permitiu a edição de cadernos de até 16 páginas. A Bíblia, de Gutenberg, é o primeiro livro impresso em tipografia.
  • 5. A Revolução Francesa dá impulso extraordinário à imprensa. Questões políticas eram o principal foco da época. A chegada da Família Real Portuguesa ao Brasil possibilitou os primórdios da notícia no país. A extraordinária criação de Gutenberg desencadeou as condições para o surgimento da indústria jornalística. Pré-Jornalismo Liberdade de Imprensa BREVE HISTÓRICO
  • 6. • Conforme a internet avançava, o jornalismo online também teve que evoluir. • O impresso passou a adaptar recursos multimídia para elaboração das notícias. • Para diferenciar da versão em papel, os sites de jornais passam a utilizar ferramentas que permitem a interatividade com seus leitores, como links ou e- mail, além de áudios, vídeos e infográficos animados. 1995 - O primeiro periódico a ter sua versão online foi o Jornal do Brasil, que era na verdade uma cópia do impresso e só ficava disponível no site depois que o impresso fosse para as ruas. INTERNATIONAL NETWORK A Internet é uma rede mundial de computadores conectados entre si, destinada à troca de informações. 1990 - SURGIMENTO DA INTERNET MUDANÇA DO PARADIGMA JORNALÍSTICO BREVE HISTÓRICO
  • 7. TÉCNICAS DO JORNAL IMPRESSO • Reestruturação do Jornal Impresso ao longo do tempo • Surgimento de diferentes meios de comunicação (telégrafo, telefone, rádio, televisão, internet) Apuração e hierarquização dos fatos propensos ao seu valor notícia. TÉCNICA DO LEAD
  • 8. 2 - JORNALISMO E CULTURA DIGITAL Era Digital (Internet e suas Mutações) Jornalismo e Mídias Digitais
  • 9. INTERNET E SUAS MUTAÇÕES • A Internet surgiu na época da GUERRA FRIA através de um projeto militar norte-americano chamadoARPANET. O que começou como um projeto de estratégia militar acabou transformado na Internet atual. REVOLUÇÃO DA COMUNICAÇÃO • Troca de informações / mensagens ganha velocidade. • Grandes distâncias se encurtam. • Acesso a interfaces que transmitiam e ao mesmo tempo trocavam informações. • Espaço para a interação e produção de conteúdos
  • 10. WEB 1.0 As pessoas começam a despertar o interesse, conhecer a Internet e a lidar com a nova ferramenta. • Anos 90 • Sites básicos, apenas Leitura de conteúdo • Não existe interatividade WEB 2.0 Internet torna-se mais dinâmica deixando de ser um espaço fechado. • Anos 2000 • Interatividade total • Pessoas passam a produzir/criar, modificar conteúdo • Redes Sociais EVOLUÇÃO DA INTERNET
  • 11. CIBERCULTURA OU CULTURA DIGITAL Novo meio de comunicação que se constrói por meio de uma interconexão de computadores mundial. NOVA REALIDADE  Os meios de comunicação já existentes tiveram que se adaptar e modificar seus padrões.  Inovar tornou-se cada vez mais preciso, o que resultou cada vez mais no uso mídias digitais.
  • 12. JORNALISMO E AS MÍDIAS DIGITAIS Informações jornalísticas em Multiplataforma O Jornalismo Digital redefiniu o Jornal Impresso • Multimidialidade/convergência, • Interatividade, • Hipertextualidade, • Personalização e memória UMA NOVA REVOLUÇÃO CHAMADA INTERATIVIDADE Com a interatividade, a notícia online passa ao leitor a sensação de aproximação e ligação direta no processo jornalístico. NOVOS RECURSOS E-mails, blogs, redes sociais, chats, envio de fotografias, textos, vídeos... O público é convidado a dar sua contribuição
  • 13. 3 - DO IMPRESSO AO DIGITAL Uma análise do Jornal O Globo
  • 14. BREVE HISTÓRICO Em sua estreia foram lançadas duas edições do jornal, totalizando 33.435 exemplares, distribuídos por vendedores, os jornaleiros, que naquela época eram chamados de “gazeteiros”. Página 1 - Edição de 29 de Julho de 1925 • O jornal O Globo foi fundado em 1925, pelo jornalista Irineu Marinho.
  • 15. LINHA DOTEMPO O lançamento do site do GLOBO no início era apenas uma duplicação da versão impressa. Mas esse feito foi um “divisor de águas” do Globo na internet, anos seguintes foram lançadas diversas plataformas digitais, como a edição digital do jornal, site para celular/tablets e apps (aplicativos). TRANSFORMAÇÕES DAS REDAÇÕES Anos 2000 – Separação Divisão entre redação off-line e online. Foram 9 anos assim. 2007 – Início da integração das redações.
  • 16. ESTRATÉGIA DE MARKETING “O Globo faz a diferença” “O Globo, muito além do papel de um jornal” “Hoje a informação precisa estar onde você quiser. Aprofundada. Analisada.Comentada. Por nós. Por seu vizinho. Por você. Por isso, um jornal tem que estar no papel. Na tela. Na sua mão.Tem que estar na cidade. No país. No planeta. On line. On time. Full time” Acentuar a ideia de que o impresso não era o único meio de propagar as notícias.
  • 17. SELEÇÃO E ELABORAÇÃO DAS NOTÍCIAS 1. Conteúdo das notícias 2. Disponibilidade do material e critérios relativos ao produto informativo 3. Interesse do público 4. Notícias da concorrência. O conteúdo das notícias pode ser escolhido por seu grau de importância ou interesse. TEORIA DO GATEKEEPER
  • 18. PRESENÇA NA INTERNET • As versões online trouxeram complementação para as informações, essas que podem ser atualizadas a qualquer momento conforme o desdobramento dos fatos que acaba possibilitando maior retorno de feedbacks. • O Globo aderiu aoTwitter em 2009. • Em 2010 lançou sua página no Facebook.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22. CONCLUSÃO Qual é o futuro do jornal?
  • 23. CONCLUSÃO • O jornalismo, de um modo geral, passou por diversas transformações ao longo da sua história. Desde a criação da prensa de Gutenberg, a chegada do rádio, TV e a Internet • A Internet causou grande impacto e levou os jornais à necessidade de reestruturação. • CIBERCULTURA – Modificações da vida moderna • Jornalista na rede – Interação com o público leitor • Constata-se que O Globo reforçou o seu nome como marca, assim passou a ser uma “usina de informação”. Sua migração ao digital está cada vez mais forte. • Ainda são necessários alguns ajustes como trabalhar de forma mais intensiva nas Redes Sociais. • Quanto ao futuro do jornal, creio que em partes, já esteja diante dos nossos olhos, pois já é vivido algo que era temido desde o surgimento da internet – se sobreviveria. E vem sobrevivendo.