Prof. Andretty Coimbra
Origem do Trigo <ul><li>6000 a.C. </li></ul><ul><li>História </li></ul>Vídeo Gladiador Prof. Andretty Coimbra
Taxonomia  Trigo Comum  - ( Triticum aestivum ) Uma espécie hexaplóide que é a mais cultivada no mundo. Prof. Andretty Coi...
Panorama Mundial Fonte: USDA Prof. Andretty Coimbra
Ranking de Produção Total da produção mundial:  563,2 milhões de Toneladas. Dados de 2002. Prof. Andretty Coimbra
Panorama Nacional Maior Produtor Brasileiro de Trigo: Produ ç ão: 1,9 milhões de toneladas Á rea plantada: 821,3 mil de he...
Estrutura do Grão de Trigo Prof. Andretty Coimbra
Estrutura do Grão de Trigo <ul><li>Casca:  Representa 14,5 % do peso do grão. Está  presente na farinha integral, dando a ...
Estrutura do Grão de Trigo Prof. Andretty Coimbra
<ul><li>Gliadina:  Proteína responsável pela extensibilidade de glúten,ficando dispersa entre a glutenina, desenvolvendo u...
Ligações Intermoleculares Prof. Andretty Coimbra
Glúten Prof. Andretty Coimbra
Gliadina + Glutenina Prof. Andretty Coimbra
Doença Celíaca Prof. Andretty Coimbra
<ul><li>É um polissacarídeo, sintetizado pelos vegetais para ser utilizado como reserva energética. Sua função, portanto, ...
Amido Prof. Andretty Coimbra
Amilose Prof. Andretty Coimbra
Amilose Prof. Andretty Coimbra
Amilopectina Prof. Andretty Coimbra
Amilopectina Prof. Andretty Coimbra
Amilopectina Prof. Andretty Coimbra
Vídeo Maria Betânia cantando  Cio da Terra Cio da Terra “ Debulhar o trigo Recolher cada bago do trigo Forjar do trigo o m...
Origem do Pão <ul><li>6000 a.C. </li></ul><ul><li>História </li></ul><ul><li>Mesopotâmia (atual Iraque) </li></ul><ul><li>...
Definição de Pão <ul><li>É um alimento elaborado com farinha, geralmente de trigo ou outro cereal, água e sal, formando um...
Dois tipos básicos de Pão <ul><li>Pão levedado: é o pão que sofreu acréscimo à massa levedura ou fermento, geralmente  coz...
Consumo de Pão no Brasil <ul><li>Média Brasileira de Consumo :  26 Kg/pax/ano </li></ul><ul><li>Sudeste & Sul :  35 Kg/pax...
Informação Nutricional do Pão Francês Porção: 100g  ~  Unidade: 2 pães  Valor Calórico: 300 Kcal Prof. Andretty Coimbra Nu...
Pão Francês de cada dia!!! Prof. Andretty Coimbra
Ingredientes do Pão <ul><li>Farinha de Trigo </li></ul><ul><li>Água </li></ul><ul><li>Açúcar </li></ul><ul><li>Fermento Bi...
Farinha de Trigo <ul><li>Ingrediente principal na massa. </li></ul><ul><li>Construtor da estrutura primária </li></ul><ul>...
Água <ul><li>pH neutro, ideal para o pão </li></ul><ul><li>pH alcalino: água dura – [ker] </li></ul><ul><li>Reduz a fermen...
Água <ul><li>Hidratação do Glúten </li></ul><ul><li>Solvente ou dispersante para  </li></ul><ul><li>O sal, fermento e açúc...
Açúcar <ul><li>Sabor </li></ul><ul><li>Coloração da Casca </li></ul><ul><li>Retentor da saída de umidade </li></ul><ul><li...
Açúcar <ul><li>Retarda a gelatinização do AMIDO. </li></ul><ul><li>Carameliza à altas  θ   </li></ul><ul><li>[ker] Cor e A...
Fermento Biológico <ul><li>Fermentação alcoólica anaeróbica </li></ul><ul><li>Saprótrofo unicelular </li></ul>Prof. Andret...
Fermento Biológico <ul><li>Saprótrofo unicelular </li></ul><ul><li>Levedura (fungo) </li></ul><ul><li>Saccharomyces cerevi...
Fermento Biológico <ul><li>Seco (Liofilizado): x Kg </li></ul><ul><li>Fresco: x-20%x Kg </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
Sal <ul><li>Sal de cozinha: NaCl </li></ul><ul><li>Sabor </li></ul><ul><li>Co-adjuvante na Fermentação </li></ul><ul><li>F...
Sal <ul><li>Excesso de Sal - [ker] </li></ul><ul><li>Retarda a fermentação – [ker] </li></ul><ul><li>Redução de Volume </l...
FICHA TÉCNICA Prof. Andretty Coimbra Ingredientes Unid. (SI) Medidas Caseiras PB F C =PB/PL PL FCY=PAC/PL PAC Valor unitár...
FICHA TÉCNICA <ul><li>RECEITA </li></ul><ul><li>INGREDIENTES </li></ul><ul><li>MODO DE PREPARO  Usar Verbos no Infinitivo ...
Fatores: Correção & Cocção
Escala de pH Prof. Andretty Coimbra
Prof. Andretty Coimbra
Prof. Andretty Coimbra
Prof. Andretty Coimbra
Prof. Andretty Coimbra
INDICADORES NATURAS <ul><li>Os corantes obtidos das frutas e vegetais, como pêras, cebolas e repolho roxo, podem também se...
Prof. Andretty Coimbra
Tipos de Pães Prof. Andretty Coimbra
Pão Português <ul><li>O pão português é um alimento popular feito com massa pouco consistente, sendo acrescentado de ovos ...
Pão Francês <ul><li>O pão francês das padarias brasileiras, na verdade, não tem tanto a ver com os pães feitos na França. ...
Pão Forma <ul><li>O  pão de forma  é um produto obtido a partir da cocção da massa doce da farinha de trigo. A massa é mol...
Pão Ázimo <ul><li>Pão ázimo ou asmo ,  matzo  (ídiche)  matzá  (hebraico),  מַצָּה , é um tipo de  pão  assado sem ferment...
Chapati <ul><li>Chapati  é um pão típico da culinária indo-portuguesa de Goa, Damão e Diu, outrora pertencentes ao Estado ...
Pita ou Pão Sírio <ul><li>Pita  ( khubz adi  em árabe )ou  pão sírio  é um pão de trigo usado no Oriente Médio para a alim...
Döner Kebab <ul><li>Döner kebab  (em  turco :  döner kebap , literalmente &quot;espeto giratório&quot;) é um prato naciona...
Ciabatta <ul><li>Pão branco de origem italiana. Normalmente a sua receita inclui a preparação da biga ou esponja. O seu no...
“ Se não têm pão, que comam brioches”  <ul><li>Maria Antonieta, rainha da França desde  1774 , movida pelo comentário de u...
Brioche <ul><li>É uma enriquecida massa de panificação francesa, na qual são utilizados ovos de alta qualidade e manteiga,...
Croissant <ul><li>Croissant  é uma palavra francesa que significa  crescente . Identifica um pão característico, de massa ...
Pretzel <ul><li>O  pretzel  ( Brezel , em  alemão ) é um pão tradicional alemão, em forma de nó, seco, estaladiço, habitua...
Doughnut <ul><li>É uma massa frita (bem sequinha) e muito populara em vários países e é preparada de várias formas, sabori...
Prof. Andretty Coimbra
Andretty Coimbra <ul><li>Professor Assistente da  UCSal – Universidade Católica do Salvador  </li></ul><ul><li>Pós-Graduan...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

UCSal Gastronomia Panificação e Confeitaria 4° sem

7.450 visualizações

Publicada em

UCSal - Universidade Católica do Salvador
Componente Curricular: Panificação e Confeitaria
Docente: Andretty Coimbra
Semestre: 4°
Curso: Gastronomia

Publicada em: Educação
6 comentários
59 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.450
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
6
Gostaram
59
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

UCSal Gastronomia Panificação e Confeitaria 4° sem

  1. 1. Prof. Andretty Coimbra
  2. 2. Origem do Trigo <ul><li>6000 a.C. </li></ul><ul><li>História </li></ul>Vídeo Gladiador Prof. Andretty Coimbra
  3. 3. Taxonomia Trigo Comum - ( Triticum aestivum ) Uma espécie hexaplóide que é a mais cultivada no mundo. Prof. Andretty Coimbra Classificação Científica Reino: Plantae Superdivisão: Spermatophyta Divisão: Magnoliophyta Classe: Liliopsida Ordem: Poales Família: Poaceae Gênero: Triticum, L.
  4. 4. Panorama Mundial Fonte: USDA Prof. Andretty Coimbra
  5. 5. Ranking de Produção Total da produção mundial: 563,2 milhões de Toneladas. Dados de 2002. Prof. Andretty Coimbra
  6. 6. Panorama Nacional Maior Produtor Brasileiro de Trigo: Produ ç ão: 1,9 milhões de toneladas Á rea plantada: 821,3 mil de hectares Produtividade: 2.340 Kg/ha Fonte: CONAB. Prof. Andretty Coimbra
  7. 7. Estrutura do Grão de Trigo Prof. Andretty Coimbra
  8. 8. Estrutura do Grão de Trigo <ul><li>Casca: Representa 14,5 % do peso do grão. Está presente na farinha integral, dando a cor escura. Contém grande quantidade de vitaminas e de material celuloso. </li></ul><ul><li>Gérmen: Representa em torno de 2,5% do peso do grão. É o embrião da semente. Normalmente retirado da farinha pois a gordura que contém prejudica a sua conservação. </li></ul><ul><li>Endosperma: Representa 83 % do peso do grão. Nela está contida a maior parte da proteína do grão. Contém igualmente hidrocarbonatos, ferro e vitaminas do complexo B. É o principal constituinte da farinha branca de trigo. </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  9. 9. Estrutura do Grão de Trigo Prof. Andretty Coimbra
  10. 10. <ul><li>Gliadina: Proteína responsável pela extensibilidade de glúten,ficando dispersa entre a glutenina, desenvolvendo um filme elástico forte envolvendo os grânulos de amido. Por exibir apenas ligações dissulfeto (pontes de sulfeto) intramoleculares, resulta no seu baixo poder elástico. Solúvel em solução alcoólica (etanol 70%). </li></ul><ul><li>Glutenina: Proteína formadora do glúten. É insolúvel em álcool, porém solúvel em soluções ácidas diluídas. Tem alto peso molecular, baixa extensibilidade, alta elasticidade (porque tem ligações dissulfeto intra e intermoleculares) e massa elástica. </li></ul>Glúten Prof. Andretty Coimbra
  11. 11. Ligações Intermoleculares Prof. Andretty Coimbra
  12. 12. Glúten Prof. Andretty Coimbra
  13. 13. Gliadina + Glutenina Prof. Andretty Coimbra
  14. 14. Doença Celíaca Prof. Andretty Coimbra
  15. 15. <ul><li>É um polissacarídeo, sintetizado pelos vegetais para ser utilizado como reserva energética. Sua função, portanto, é análoga ao do glicogênio nos animais. Especialmente no Brasil e em algumas outras poucas regiões do mundo o amido difere da fécula. De acordo com a Legislação Brasileira o amido é a porção extraída da parte aérea das plantas e a fécula é a fração amilácea retirada de tubérculos, rizoma e raízes. </li></ul>Amido Prof. Andretty Coimbra
  16. 16. Amido Prof. Andretty Coimbra
  17. 17. Amilose Prof. Andretty Coimbra
  18. 18. Amilose Prof. Andretty Coimbra
  19. 19. Amilopectina Prof. Andretty Coimbra
  20. 20. Amilopectina Prof. Andretty Coimbra
  21. 21. Amilopectina Prof. Andretty Coimbra
  22. 22. Vídeo Maria Betânia cantando Cio da Terra Cio da Terra “ Debulhar o trigo Recolher cada bago do trigo Forjar do trigo o milagre do pão e se fartar de pão” Prof. Andretty Coimbra
  23. 23. Origem do Pão <ul><li>6000 a.C. </li></ul><ul><li>História </li></ul><ul><li>Mesopotâmia (atual Iraque) </li></ul><ul><li>Boulangeries </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  24. 24. Definição de Pão <ul><li>É um alimento elaborado com farinha, geralmente de trigo ou outro cereal, água e sal, formando uma massa com uma consistência elástica que permite dar-lhe várias formas. A esta mistura básica podem acrescentar-se vários ingredientes, desde gordura a especiarias, passando por carne (geralmente curada), frutas secas, oleaginosas ou frutas cristalizadas, etc.. </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  25. 25. Dois tipos básicos de Pão <ul><li>Pão levedado: é o pão que sofreu acréscimo à massa levedura ou fermento, geralmente cozido ( assado ) num forno, produzindo pães mais ou menos macios, em que a massa cozida tem espaços com ar. </li></ul><ul><li>Pão Ázimo: não fermentado, que produz pães geralmente achatados, mais consistentes; estes podem ser cozidos no forno ou assados numa chapa (ou frigideira), ou mesmo fritos. </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  26. 26. Consumo de Pão no Brasil <ul><li>Média Brasileira de Consumo : 26 Kg/pax/ano </li></ul><ul><li>Sudeste & Sul : 35 Kg/pax/ano: </li></ul><ul><li>Norte & Nordeste 10Kg/pax/ano </li></ul><ul><li>WHO (OMS): 60/pax/ano </li></ul><ul><li>FAO: 50 Kg/pax/ano </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  27. 27. Informação Nutricional do Pão Francês Porção: 100g ~ Unidade: 2 pães Valor Calórico: 300 Kcal Prof. Andretty Coimbra Nutrientes Quantidade Nutrientes Quantidade Água 28,5 % Cálcio (Ca) 16 mg Proteína 8,0 g Fósforo (P) 95 mg Carboidrato 58,6 g Ferro (Fe) 1 mg Fibras 2,3 g Potássio (K) 142mg Colesterol n/a mg Sódio (Na) 648 mg Lipídeos 3,1 g Tiamina (B 1 ) 0,39 mg AG Saturados 1,0 g Riboflavina (B 2 ) 0,67 mg AG Mono Insaturado 0,9 g Niacina (B 3 ; PP) 2,34 mg AG Poli Insaturado 0,7 g
  28. 28. Pão Francês de cada dia!!! Prof. Andretty Coimbra
  29. 29. Ingredientes do Pão <ul><li>Farinha de Trigo </li></ul><ul><li>Água </li></ul><ul><li>Açúcar </li></ul><ul><li>Fermento Biológico </li></ul><ul><li>Sal </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  30. 30. Farinha de Trigo <ul><li>Ingrediente principal na massa. </li></ul><ul><li>Construtor da estrutura primária </li></ul><ul><li>da massa. </li></ul><ul><li>Elasticidade (Gliadina) </li></ul><ul><li>Flexibilidade(Glutenina) </li></ul><ul><li>Deformação plástica </li></ul><ul><li>AMIDO [ker] fermentação </li></ul><ul><li>Enzima diástase – AMIDO [ker] </li></ul><ul><li>Açúcar e ativa o fermento. </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  31. 31. Água <ul><li>pH neutro, ideal para o pão </li></ul><ul><li>pH alcalino: água dura – [ker] </li></ul><ul><li>Reduz a fermentação </li></ul><ul><li>Endurece o glúten </li></ul><ul><li>pH ácido: não é problema </li></ul><ul><li>na panificação, pois os </li></ul><ul><li>Melhoradores são básicos </li></ul><ul><li>Hidratação, umidificação </li></ul><ul><li>Gera meio propício para </li></ul><ul><li>Atividade Enzimática e </li></ul><ul><li>Processo fermentativo </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  32. 32. Água <ul><li>Hidratação do Glúten </li></ul><ul><li>Solvente ou dispersante para </li></ul><ul><li>O sal, fermento e açúcar. </li></ul><ul><li>[Ker] Gelatinização do </li></ul><ul><li>AMIDO, durante a cocção. </li></ul><ul><li>Consistência da massa. </li></ul><ul><li>[ker] meio p/ fermento </li></ul><ul><li>Metabolizar açúcar e </li></ul><ul><li>[ker] CO 2 </li></ul><ul><li>Difusão equilibrada de </li></ul><ul><li>Nutrientes na massa. </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  33. 33. Açúcar <ul><li>Sabor </li></ul><ul><li>Coloração da Casca </li></ul><ul><li>Retentor da saída de umidade </li></ul><ul><li>Higroscópico </li></ul><ul><li>Auxilia na </li></ul><ul><li>Fermentação </li></ul><ul><li>Interação com </li></ul><ul><li>Proteínas ou amido </li></ul><ul><li>Amaciador </li></ul><ul><li>(absorção de água e inibição da formação do glúten) </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  34. 34. Açúcar <ul><li>Retarda a gelatinização do AMIDO. </li></ul><ul><li>Carameliza à altas θ </li></ul><ul><li>[ker] Cor e Aroma agradáveis. </li></ul><ul><li>Acelera fermentação. </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  35. 35. Fermento Biológico <ul><li>Fermentação alcoólica anaeróbica </li></ul><ul><li>Saprótrofo unicelular </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  36. 36. Fermento Biológico <ul><li>Saprótrofo unicelular </li></ul><ul><li>Levedura (fungo) </li></ul><ul><li>Saccharomyces cerevisae </li></ul><ul><li>Alimentam-se do AMIDO </li></ul><ul><li>O metaboliza em Álcool </li></ul><ul><li>Excretam CO 2 </li></ul><ul><li>Que provoca expansão da massa </li></ul><ul><li>Proporciona leveza e maciez à massa </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  37. 37. Fermento Biológico <ul><li>Seco (Liofilizado): x Kg </li></ul><ul><li>Fresco: x-20%x Kg </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  38. 38. Sal <ul><li>Sal de cozinha: NaCl </li></ul><ul><li>Sabor </li></ul><ul><li>Co-adjuvante na Fermentação </li></ul><ul><li>Formação da Crosta: Crocância </li></ul><ul><li>Propriedade plástica </li></ul><ul><li>Melhora Coesão </li></ul><ul><li>Melhora Elasticidade </li></ul><ul><li>Torna Glúten + firme </li></ul><ul><li>Na ausência deste, massa – [Ker] </li></ul><ul><li>Pegajosa e quebradiça </li></ul><ul><li>Higroscópico, logo </li></ul><ul><li>Retarda a fermentação - ≥ Vida </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  39. 39. Sal <ul><li>Excesso de Sal - [ker] </li></ul><ul><li>Retarda a fermentação – [ker] </li></ul><ul><li>Redução de Volume </li></ul><ul><li>Ausência de Sal – [ker] </li></ul><ul><li>Rápida multiplicação Fermento </li></ul><ul><li>Inativa-se precocemente. </li></ul><ul><li>Crosta pálida e sem brilho. </li></ul><ul><li>Coloração da Crosta – retarda- </li></ul><ul><li>mento da fermentação, </li></ul><ul><li>açúcar livre </li></ul><ul><li>Quantidade: 1% a 2% (farinha) </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  40. 40. FICHA TÉCNICA Prof. Andretty Coimbra Ingredientes Unid. (SI) Medidas Caseiras PB F C =PB/PL PL FCY=PAC/PL PAC Valor unitário Valor/pax
  41. 41. FICHA TÉCNICA <ul><li>RECEITA </li></ul><ul><li>INGREDIENTES </li></ul><ul><li>MODO DE PREPARO Usar Verbos no Infinitivo </li></ul><ul><li>FOTOS das Etapas da Preparação </li></ul><ul><li>FOTOS da Mise-en-place </li></ul><ul><li>FOTOS da Mise-en-oeuvre </li></ul><ul><li>FOTOS da Mise-en-scene </li></ul><ul><li>FOTO do Preparo </li></ul><ul><li>Rendimento da Receita </li></ul><ul><li>Tempo de Preparo </li></ul><ul><li>Grau de dificuldade </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  42. 42. Fatores: Correção & Cocção
  43. 43. Escala de pH Prof. Andretty Coimbra
  44. 44. Prof. Andretty Coimbra
  45. 45. Prof. Andretty Coimbra
  46. 46. Prof. Andretty Coimbra
  47. 47. Prof. Andretty Coimbra
  48. 48. INDICADORES NATURAS <ul><li>Os corantes obtidos das frutas e vegetais, como pêras, cebolas e repolho roxo, podem também ser indicadores. Eles mudam de cor conforme o pH. </li></ul><ul><li>O círculo interior é uma escala colorida de um indicador universal: cor-de-rosa no ácido forte (pH = 0), azul na base forte (pH = 14). Os círculos externos mostram como a cor dos sucos de repolho roxo, pêra, rabanete e beterraba mudam com o pH. </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  49. 49. Prof. Andretty Coimbra
  50. 50. Tipos de Pães Prof. Andretty Coimbra
  51. 51. Pão Português <ul><li>O pão português é um alimento popular feito com massa pouco consistente, sendo acrescentado de ovos e azeite (de azeitona). Em alguns casos, costuma-se acrescentar recheio de chouriço ou azeitonas verdes ou pretas sem caroço. </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  52. 52. Pão Francês <ul><li>O pão francês das padarias brasileiras, na verdade, não tem tanto a ver com os pães feitos na França. A receita do pãozinho hoje mais consumido no Brasil surgiu no início do século 20, provavelmente perto da 1ª Guerra Mundial, por encomenda de brasileiros endinheirados que voltavam de viagem a países da Europa. </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  53. 53. Pão Forma <ul><li>O pão de forma é um produto obtido a partir da cocção da massa doce da farinha de trigo. A massa é moldada em uma forma ou molde (geralmente com aspecto de paralelepípedo reto) antes de ser levada ao forno. Também é ideal para fazer misto-quente, que é um lanche muito popular no Brasil . </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  54. 54. Pão Ázimo <ul><li>Pão ázimo ou asmo , matzo (ídiche) matzá (hebraico), מַצָּה , é um tipo de pão assado sem fermento, feito somente de farinha de trigo (ou de outros cereais como aveia , cevada e centeio ) e água. Matzá , pão sem fermento utilizado na comemoração de Pessach . </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  55. 55. Chapati <ul><li>Chapati é um pão típico da culinária indo-portuguesa de Goa, Damão e Diu, outrora pertencentes ao Estado Português da Índia. Dado o número elevado de goeses radicados em Moçambique, é também um pão comum nas mesas nesse país africano. </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  56. 56. Pita ou Pão Sírio <ul><li>Pita ( khubz adi em árabe )ou pão sírio é um pão de trigo usado no Oriente Médio para a alimentação com as mãos. Serve para levar os legumes, saladas, pastas, carne e falafel à boca. Também usado para fazer o döner kebab . </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  57. 57. Döner Kebab <ul><li>Döner kebab (em turco : döner kebap , literalmente &quot;espeto giratório&quot;) é um prato nacional turco, feito de carne assada num espeto vertical e fatiada antes de ser servida. A carne pode ser de cordeiro, carneiro, bovina, caprina ou frango. </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  58. 58. Ciabatta <ul><li>Pão branco de origem italiana. Normalmente a sua receita inclui a preparação da biga ou esponja. O seu nome vem do signo italiano utilizado para designar chinelo , em alusão ao seu formato achatado. </li></ul><ul><li>Grande teor de água, este pão apresenta um miolo bem mole e aerado. </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  59. 59. “ Se não têm pão, que comam brioches” <ul><li>Maria Antonieta, rainha da França desde 1774 , movida pelo comentário de uma camareira em relação à falta de comida do povo na época, disse a célebre frase que anos depois ficaria famosa na gastronomia de todo o mundo, e moveria inúmeros camponeses a se revoltar e iniciar a revolução francesa. </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  60. 60. Brioche <ul><li>É uma enriquecida massa de panificação francesa, na qual são utilizados ovos de alta qualidade e manteiga, o que gera uma massa macia, vibrante, de textura agradabilíssima e paladar inigualável. </li></ul><ul><li>Viennoiserie. </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  61. 61. Croissant <ul><li>Croissant é uma palavra francesa que significa crescente . Identifica um pão característico, de massa folhada em formato de meia-lua, feito de farinha, açúcar, sal, leite, fermento, manteiga e ovo para pincelar. </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  62. 62. Pretzel <ul><li>O pretzel ( Brezel , em alemão ) é um pão tradicional alemão, em forma de nó, seco, estaladiço, habitualmente muito cozido e salgado. </li></ul><ul><li>Hoje em dia, temo-os nas versões doces e salgados, com variedade de recheios e corbeturas.   </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  63. 63. Doughnut <ul><li>É uma massa frita (bem sequinha) e muito populara em vários países e é preparada de várias formas, saborizando-os cobrindo-os e recheiando-os com o ingrediente doce desejado. Geralmente encontado em dois formatos: Toroidal ou Esferoidal. </li></ul>Prof. Andretty Coimbra
  64. 64. Prof. Andretty Coimbra
  65. 65. Andretty Coimbra <ul><li>Professor Assistente da UCSal – Universidade Católica do Salvador </li></ul><ul><li>Pós-Graduando em “Gestão de Qualidade em Gastronomia” / </li></ul><ul><li>Graduado em Gastronomia / </li></ul><ul><li> [email_address] </li></ul><ul><li> http://lattes.cnpq.br/7206626274708445 </li></ul><ul><li>    </li></ul>Prof. Andretty Coimbra

×