RESUMO COLETADO DO CURSO DE ATENÇÃO
DOMICILIAR 1
UNA SUS
Enfª Andréa Dantas
Gestora doTrabalho e
Educação em Saúde
Docente...
 É a baixa taxa de glicose no sangue,
podendo apresentar-se com ou sem
sintomas.
 Níveis de glicemia abaixo de 70 mg/dL
...
 Pela facilidade de diagnóstico, reversão do quadro e
gravidade, se não tratada, deve-se atentar a esta condição.
Fique a...
 São inespecíficos podendo ser
informados pelo paciente como:
 Percepção de mal-estar;
 Náuseas;
 Fraqueza ou desconfo...
 Os sinais de hipoglicemia podem ser
divididos em PROVÁVEL e CERTEZA.
 Provável: Instalação abrupta de sudorese fria,
tr...
 A hipoglicemia é ocasionada, geralmente, por iatrogenias,
decorrentes do uso de hipoglicemiantes orais e/ou insulina,
e ...
O tratamento da hipoglicemia está relacionado à
causa do distúrbio. Medidas glicêmicas que
demandam atitude são:
 < 60 mg...
 Em situações em que não houver glicosímetro,
mas com alta suspeita e com fatores de risco para
hipoglicemia, deve-se ofe...
 Paciente em coma hipoglicêmico;
 Torpor persistente após medidas adotadas;
 Alteração hemodinâmica;
 Insuficiência ve...
 Prevenção da queda de glicose no sangue:
 Ingerir alimentos em menor quantidade e
realizar refeições em menor intervalo...
 Queda brusca dos níveis de glicose no
sangue:
 Evitar a queda brusca de níveis de glicose no
sangue por meio de ativida...
 https://moodle.ufma.unasus.gov.br/file.php/1
6/livro/und_5/online/6.html
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Hipoglicemia: Diagnóstico e Manejo

1.336 visualizações

Publicada em

Resumo feito a partir do conteúdo do curso de Atenção Domiciliar da UNA SUS.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.336
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Hipoglicemia: Diagnóstico e Manejo

  1. 1. RESUMO COLETADO DO CURSO DE ATENÇÃO DOMICILIAR 1 UNA SUS Enfª Andréa Dantas Gestora doTrabalho e Educação em Saúde Docente HBL/SENAC
  2. 2.  É a baixa taxa de glicose no sangue, podendo apresentar-se com ou sem sintomas.  Níveis de glicemia abaixo de 70 mg/dL devem ser observados como limite nos pacientes diabéticos.
  3. 3.  Pela facilidade de diagnóstico, reversão do quadro e gravidade, se não tratada, deve-se atentar a esta condição. Fique atento às pessoas acamadas e às suas taxas de glicemia. Quase sempre a hipoglicemia severa pode ser revertida sem dano cerebral.  A hipoglicemia é comum em diabete tipo 1, especialmente em pacientes recebendo terapia intensiva, os quais podem ter em média dois episódios leves semanais, porém apenas um episódio com sintomas graves por ano.
  4. 4.  São inespecíficos podendo ser informados pelo paciente como:  Percepção de mal-estar;  Náuseas;  Fraqueza ou desconforto generalizado;  Palpitações eventuais.
  5. 5.  Os sinais de hipoglicemia podem ser divididos em PROVÁVEL e CERTEZA.  Provável: Instalação abrupta de sudorese fria, tremores, diminuição do sensório, taquicardia, palidez, convulsões, alteração comportamental (agressividade, delírio).  Certeza: Sinais e sintomas melhoram com administração de glicose. Se houver glicosímetro, servirá como diagnóstico inicial.
  6. 6.  A hipoglicemia é ocasionada, geralmente, por iatrogenias, decorrentes do uso de hipoglicemiantes orais e/ou insulina, e suspensão abrupta de corticoides. Também ocorre na administração de conteúdo calórico insuficiente aos portadores de sonda nasoenteral (SNE).  Considerada incomum em pacientes não diabéticos, os níveis para detecção de doenças hipoglicêmicas podem ser menores e dependem de outras definições e de elaboração de diagnósticos diferenciais.
  7. 7. O tratamento da hipoglicemia está relacionado à causa do distúrbio. Medidas glicêmicas que demandam atitude são:  < 60 mg/dL, mesmo sem sintomas: recomenda-se ingestão de bebidas adoçadas com açúcar ou mel (100 ml), repetir glicemia em 15 minutos; repetir dose do líquido adoçado até atingir glicemia acima de 100 mg/dL. É seguro que valores fiquem acima do normal por algum período, principalmente à noite, pelo risco de hipoglicemia noturna prolongada, ocasionando lesão neurológica grave.  < 70 mg/dL com sintomas: ingerir 100 ml de líquido adoçado.  > 70-100mg/dL com sintomas: ingerir 50 ml de líquido adoçado.
  8. 8.  Em situações em que não houver glicosímetro, mas com alta suspeita e com fatores de risco para hipoglicemia, deve-se oferecer líquido adoçado e observar se há melhora clínica.  Não havendo disponibilidade de via oral nem acesso venoso estabelecido ou viável: aplicar injeção de glucagon; ou fazer massagem na cavidade oral, na bochecha, com açúcar; ou solução adoçada com mel via retal até conseguir aplicação de glicose endovenosa.
  9. 9.  Paciente em coma hipoglicêmico;  Torpor persistente após medidas adotadas;  Alteração hemodinâmica;  Insuficiência ventilatória;  Alterações percebidas e que não seja adequado manter o manejo domiciliar por necessidade de controles intensivos.
  10. 10.  Prevenção da queda de glicose no sangue:  Ingerir alimentos em menor quantidade e realizar refeições em menor intervalo para contribuir com a prevenção da queda de glicose no sangue.  Como prevenir crises noturnas de hipoglicemia:  Realizar refeições leves, antes de dormir, à base de carboidratos e proteínas.
  11. 11.  Queda brusca dos níveis de glicose no sangue:  Evitar a queda brusca de níveis de glicose no sangue por meio de atividades físicas.
  12. 12.  https://moodle.ufma.unasus.gov.br/file.php/1 6/livro/und_5/online/6.html

×