SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
Baixar para ler offline
Tipos de Rochas
As rochas são formadas por um conjunto de minerais.
Nelas podemos encontrar vidro, sal, dentre outros.
Para classificarmos as rochas, podemos dividi-las
em três diferentes grupos: Magmáticas,
Sedimentares, Metamórficas.
As rochas simples são
formadas por um único tipo
de mineral, como o mármore.
As rochas compostas
possuem mais de um
mineral, como o granito.
As Rochas ígneas, rochas magmáticas ou rochas eruptivas (derivado do latim ignis,
que significa fogo) são um dos três principais tipos de rocha. A formação das rochas
ígneas vem do resultado da consolidação devida ao resfriamento do magma derretido
ou parcialmente derretido oriundo de regiões profundas da Terra. O magma pode ser
obtido ainda a partir do derretimento parcial de rochas pré-existentes no manto ou na
crosta terrestre. São divididas em Intrusivas e Extrusivas.
Ígneas (Magmáticas)
No interior da Terra
encontramos uma camada
chamada magma, que é uma
rocha muito quente,
derretida em razão da alta
temperatura lá existente.
Esse magma são as lavas
que podemos ver saindo
dos vulcões. Quando o
magma chega à superfície
terrestre em forma de lava,
acontece seu resfriamento,
formando assim as rochas
magmáticas.
O granito e o basalto são
tipos de rochas magmáticas.
As rochas sedimentares são formadas a
partir da pressão exercida sobre as partículas
de sedimentos carregados e depositados pela
ação do ar (vento), gelo ou água acumulados
em áreas deprimidas. Conforme os sedimentos
se acumulam, eles vão sofrendo cada vez mais
pressão, se consolidando, num processo
conhecido como litificação (formação rochosa
sedimentar) e os fluidos originais acabam
sendo "expulsos".
Rochas sedimentares contêm informações
importantes sobre a história da Terra, como
por exemplo, os fósseis, os restos preservados
de antigas plantas e animais. A composição
dos sedimentos nos fornecem pistas sobre a
rocha original. As diferenças entre as
sucessivas camadas indicam mudanças de
ambiente que ocorreram ao longo do tempo.
Rochas sedimentares podem conter fósseis
porque, ao contrário da maioria das rochas
ígneas e metamórficas, elas se formam a
temperaturas e pressões que não destroem os
restos fósseis.
Esses fragmentos de outras pedras, pequenos pedacinhos, caem nas águas
dos rios e dos mares, se alojam e o acúmulo dos mesmos forma as rochas
sedimentares.
Os fósseis são restos de animais ou plantas que ficaram presos nas rochas e que
não foram destruídos devido à proteção das mesmas. Dessa forma, as bactérias
decompositoras não conseguem atingir os mesmos para se alimentarem e destruí-los,
o que mantém a preservação dos mesmos nas rochas como se tivessem sido
esculpidos ou desenhados.
INTRUSIVAS (OU PLUTÔNICAS)
As rochas ígneas intrusivas (conhecidas também como plutônicas) são formadas a
partir do resfriamento do magma no interior da crosta, nas partes profundas da litosfera,
sem contato com a superfície. Elas só apareceram à superfície depois de removido o
material (rocha/solo) que a recobria.
Em geral, o resfriamento é lento e ocorre a cristalização de todos os seus minerais,
apresentando então uma textura na qual os minerais podem ser observados a olho nu.
Normalmente as rochas ígneas intrusivas apresentam uma estrutura maciça. A sua
estrutura mais corrente é granular, isto é, os minerais apresentam-se equidimensionais
ligados entre si. Um exemplo desse tipo de rocha é o Granito.
EXTRUSIVAS (OU VULCÂNICAS)
As rochas ígneas extrusivas (conhecidas também como vulcânicas ou efusivas) são
formadas a partir do resfriamento do material expelido pelas erupções vulcânicas atuais
ou antigas. A consolidação do magma, então, acontece na superfície da crosta ou
próximo a ela. O resfriamento é rápido, o que faz a que estas rochas, por vezes,
apresentem uma textura na qual não é possível identificar os minerais a olho nu.
Como exemplo de rocha extrusiva temos o Basalto.
As rochas metamórficas são formadas por outros tipos de rocha
(magmáticas e sedimentares), que se modificam com o tempo. Essa
modificação acontece quando elas entram nas camadas profundas da Terra e,
devido ao calor existente, sofrem alterações ou ainda, porque estavam embaixo
de outras rochas mais pesadas que ajudaram na sua modificação.
Dessa maneira, origina-se uma nova rocha, com novas propriedades e outra composição
mineral.
Fonte: http://www.infoescola.com/geologia/rochas-metamorficas/
Na maioria dos casos as rochas metamórficas formam-se a partir de outras rochas, que
são submetidas a pressões intensas ou elevadas temperaturas. Tal processo ocorre
naturalmente devido ao movimento intenso e constante do núcleo terrestre, provocando o
movimento periódico da crosta do planeta.
O movimento da crosta, por sua vez, dá início a um rearranjo nas rochas localizadas na
parte superior, sendo, que quando as rochas magmáticas e as sedimentares são
empurradas a níveis inferiores, dando origem assim ao processo de formação da rocha
metamórfica.
O metamorfismo, nome dado ao fenômeno descrito acima, é passível de
desenvolvimento em diversos ambientes da crosta, variando na extensão, profundidade e
o grau de modificação das rochas. Os fatores determinantes para a ocorrência do
metamorfismo são:
São três os cenários de ocorrência do fenômeno metamórfico:
Metamorfismo regional ou dinamotermal – ocorre em grande extensões bem como em
grandes profundidades na crosta. Suas transformações estão relacionadas à ação
combinada da temperatura, pressão litosférica e pressão dirigida sendo aplicadas durante
milhões de anos. As rochas são fortemente dobradas e falhadas, sofrem recristalização,
apresentando estrutura foliada. São exemplos: ardósias, xistos, gnaisses e anfibolitos.
Metamorfismo de contato ou termal – resultado apenas da ação da temperatura,
através do calor cedido por intrusão magmática que corta uma seqüência de rochas
sedimentares encaixantes, metamórficas ou magmáticas. Através destes cortes e do
constante contato entre as superfícies teremos como resultado o fenômeno
metamórfico. As rochas deste grupo são conhecidas por “hornfels”.
Metamorfismo dinâmico ou cataclástico – neste caso, o fator determinante e exclusivo é
o atrito. É desenvolvido através de longas faixas e estreita adjacência de falhas, onde
pressões de grande intensidade causam movimentações e rupturas na crosta.
Observe a imagem a seguir:
O tipo de rocha que se constitui a partir do processo acima visualizado é:
a) ígnea
b) sedimentar
c) metamórfica
d) magmática plutônica
e) magnética
Alternativa correta: letra A.
A imagem acima representa o fóssil de uma libélula. O fenômeno da fossilização só pode
ocorrer em rochas sedimentares, pois:
a) essas rochas não possuem densidade suficiente para destruir os fósseis.
b) são estruturas geologicamente antigas, quando os primeiros animais surgiram.
c) ocorre durante o processo de diagênese, com a formação das rochas sedimentares.
d) são as únicas rochas encontradas abaixo da superfície.
e) originam-se a partir do congelamento dos sedimentos, conservando a estrutura dos
restos fósseis.
Alternativa correta: letra C.
As rochas sedimentares são estruturas sólidas formadas a partir do processo de
transformações de outras rochas preexistentes. Essa transformação ocorre graças à
alteração das condições de ambiente, temperatura e pressão em relação ao ponto em
que essas rochas se originaram.
Com base nessas informações e em seus conhecimentos em Geografia Física, assinale
a alternativa que indica um local onde é mais provável a ocorrência do fenômeno citado.
a) Chapada Diamantina, Brasil.
b) Parque Nacional de Yellowstone, Estados Unidos.
c) Deserto do Saara, África.
d) Cordilheira dos Andes, América do Sul.
e) Golfo pérsico, Oriente Médio.
Alternativa correta: letra D.
Respostas
Resposta Questão 1
A imagem presente no enunciado da questão demonstra o processo de solidificação da
lava vulcânica, dando origem às rochas ígneas vulcânicas, também chamadas de rochas
magmáticas vulcânicas.
Alternativa correta: letra A.
Questão 2
O fenômeno da fossilização só pode ocorrer em rochas sedimentares porque é no
processo de união dos sedimentos sob uma determinada pressão (diagênese) que os
fósseis, de certa forma, são soterrados e, em alguns casos, preservados parcialmente.
Portanto, o próprio processo de origem das rochas sedimentares é o responsável pela
formação dos fósseis.
Alternativa correta: letra C.
Questão 3
O metamorfismo das rochas é um processo geologicamente lento, ocorrendo muito
em função da movimentação das placas tectônicas, que são responsáveis pela migração
de estruturas de relevo de um local para o outro, modificando as suas condições
originárias. Por isso, a formação das rochas metamórficas costuma ocorrer em zonas
próximas ao encontro entre essas duas placas, embora elas também sejam encontradas
em regiões continentais.
Dos locais apresentados no enunciado da questão, apenas a Cordilheira dos Andes
encontra-se na zona de contato entre duas placas.
Alternativa correta: letra D.
Fontes:
http://www.escolakids.com/rochas.htm
http://professoralexeinowatzki.webnode.com.br/geologia/rochas/igneas-magmaticas-/
http://professoralexeinowatzki.webnode.com.br/geologia/rochas/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

II - DERIVA CONTINENTAL
II - DERIVA CONTINENTALII - DERIVA CONTINENTAL
II - DERIVA CONTINENTAL
 
Fósseis
FósseisFósseis
Fósseis
 
I.2 O sistema solar
I.2 O sistema solarI.2 O sistema solar
I.2 O sistema solar
 
Atmosfera camadas
Atmosfera camadasAtmosfera camadas
Atmosfera camadas
 
Relevo
RelevoRelevo
Relevo
 
O planeta terra
O planeta terraO planeta terra
O planeta terra
 
Fósseis....
Fósseis....Fósseis....
Fósseis....
 
Rochas e minerais 6o ano
Rochas e minerais 6o anoRochas e minerais 6o ano
Rochas e minerais 6o ano
 
6º ano - 1º bimestre - Solo
6º ano - 1º bimestre - Solo6º ano - 1º bimestre - Solo
6º ano - 1º bimestre - Solo
 
Tectonismo e Vulcanismo - 6º Ano (2018)
Tectonismo e Vulcanismo -  6º Ano (2018)Tectonismo e Vulcanismo -  6º Ano (2018)
Tectonismo e Vulcanismo - 6º Ano (2018)
 
A formação da terra
A formação da terraA formação da terra
A formação da terra
 
Estrutura geológica
Estrutura geológicaEstrutura geológica
Estrutura geológica
 
Tectonica Placas
Tectonica PlacasTectonica Placas
Tectonica Placas
 
O solo 6o ano
O solo 6o anoO solo 6o ano
O solo 6o ano
 
Formação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevoFormação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevo
 
I.1 A origem do universo
I.1 A origem do universoI.1 A origem do universo
I.1 A origem do universo
 
Ciclo das rochas
Ciclo das rochasCiclo das rochas
Ciclo das rochas
 
Tempo Geológico
Tempo GeológicoTempo Geológico
Tempo Geológico
 
Atmosfera
AtmosferaAtmosfera
Atmosfera
 
Litosfera
LitosferaLitosfera
Litosfera
 

Destaque (20)

Tipos de rochas rochas magmáticas
Tipos de rochas   rochas magmáticasTipos de rochas   rochas magmáticas
Tipos de rochas rochas magmáticas
 
Tipos de rochas
Tipos de rochasTipos de rochas
Tipos de rochas
 
Tipos de Rochas - Magmática, Sedimentares e Metamórficas
Tipos de Rochas  -  Magmática, Sedimentares e MetamórficasTipos de Rochas  -  Magmática, Sedimentares e Metamórficas
Tipos de Rochas - Magmática, Sedimentares e Metamórficas
 
Rochas magmáticas
Rochas magmáticasRochas magmáticas
Rochas magmáticas
 
Estrutura e rochas
Estrutura e rochasEstrutura e rochas
Estrutura e rochas
 
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
tipos de-rochas-e-paisagens-geologicas
tipos de-rochas-e-paisagens-geologicastipos de-rochas-e-paisagens-geologicas
tipos de-rochas-e-paisagens-geologicas
 
Veleiros
VeleirosVeleiros
Veleiros
 
Catalogo porto seguro 2013
Catalogo porto seguro 2013Catalogo porto seguro 2013
Catalogo porto seguro 2013
 
Ilusão de otica
Ilusão de oticaIlusão de otica
Ilusão de otica
 
Origami
OrigamiOrigami
Origami
 
Revista Perfil Náutico ed 32
Revista Perfil Náutico ed 32Revista Perfil Náutico ed 32
Revista Perfil Náutico ed 32
 
Pdf geografia
Pdf geografiaPdf geografia
Pdf geografia
 
Apresentação final
Apresentação finalApresentação final
Apresentação final
 
2
22
2
 
A Serenissima República
A Serenissima RepúblicaA Serenissima República
A Serenissima República
 
Tipos de solda e analises de tensao
Tipos de solda e analises de tensaoTipos de solda e analises de tensao
Tipos de solda e analises de tensao
 
Tipos de rochas
Tipos de rochasTipos de rochas
Tipos de rochas
 
Slide - Poló Naval de Manaus -ERIN
Slide - Poló Naval de Manaus -ERINSlide - Poló Naval de Manaus -ERIN
Slide - Poló Naval de Manaus -ERIN
 

Semelhante a Tipos Rochas Classificação

As rochas, arquivos da história da Terra
As rochas, arquivos da história da TerraAs rochas, arquivos da história da Terra
As rochas, arquivos da história da TerraMarta Espada
 
Unidade 5 cap 1 processos de fomação das rochas
Unidade 5 cap 1 processos de fomação das rochasUnidade 5 cap 1 processos de fomação das rochas
Unidade 5 cap 1 processos de fomação das rochasISJ
 
Rochas/Possíveis assuntos para prova do Enem!
Rochas/Possíveis assuntos para prova do Enem!Rochas/Possíveis assuntos para prova do Enem!
Rochas/Possíveis assuntos para prova do Enem!Joemille Leal
 
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da TerraRochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da TerraAna Castro
 
Exploração das imagens
Exploração das imagensExploração das imagens
Exploração das imagensSandra Marques
 
A dinâmica da terra a formação do relevo e suas formas
A dinâmica da terra   a formação do relevo e suas formasA dinâmica da terra   a formação do relevo e suas formas
A dinâmica da terra a formação do relevo e suas formasWesley Torres
 
Resumo 11º ano - rochas magmáticas
Resumo   11º ano - rochas magmáticasResumo   11º ano - rochas magmáticas
Resumo 11º ano - rochas magmáticasHugo Martins
 
Noções de Geologia - Formação do planeta terra
Noções de Geologia - Formação do planeta terraNoções de Geologia - Formação do planeta terra
Noções de Geologia - Formação do planeta terraAndreaGama16
 
A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2017)
A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2017)A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2017)
A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2017)Nefer19
 
Metamorfimo e rochas metamorficas (1)
Metamorfimo e rochas metamorficas (1)Metamorfimo e rochas metamorficas (1)
Metamorfimo e rochas metamorficas (1)UFRJ
 
Resumo 10º ano - ciclo das rochas
Resumo   10º ano - ciclo das rochasResumo   10º ano - ciclo das rochas
Resumo 10º ano - ciclo das rochasHugo Martins
 

Semelhante a Tipos Rochas Classificação (20)

As rochas, arquivos da história da Terra
As rochas, arquivos da história da TerraAs rochas, arquivos da história da Terra
As rochas, arquivos da história da Terra
 
Rochas e sua importância
Rochas e sua importânciaRochas e sua importância
Rochas e sua importância
 
Unidade 5 cap 1 processos de fomação das rochas
Unidade 5 cap 1 processos de fomação das rochasUnidade 5 cap 1 processos de fomação das rochas
Unidade 5 cap 1 processos de fomação das rochas
 
Rochas/Possíveis assuntos para prova do Enem!
Rochas/Possíveis assuntos para prova do Enem!Rochas/Possíveis assuntos para prova do Enem!
Rochas/Possíveis assuntos para prova do Enem!
 
Guião apresentação
Guião   apresentaçãoGuião   apresentação
Guião apresentação
 
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da TerraRochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
Pesquisa Mineral
Pesquisa MineralPesquisa Mineral
Pesquisa Mineral
 
Exploração das imagens
Exploração das imagensExploração das imagens
Exploração das imagens
 
A dinâmica da terra a formação do relevo e suas formas
A dinâmica da terra   a formação do relevo e suas formasA dinâmica da terra   a formação do relevo e suas formas
A dinâmica da terra a formação do relevo e suas formas
 
Resumo 11º ano - rochas magmáticas
Resumo   11º ano - rochas magmáticasResumo   11º ano - rochas magmáticas
Resumo 11º ano - rochas magmáticas
 
Geologia
GeologiaGeologia
Geologia
 
Universo
UniversoUniverso
Universo
 
Apostila geologia
Apostila geologiaApostila geologia
Apostila geologia
 
Noções de Geologia - Formação do planeta terra
Noções de Geologia - Formação do planeta terraNoções de Geologia - Formação do planeta terra
Noções de Geologia - Formação do planeta terra
 
A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2017)
A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2017)A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2017)
A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2017)
 
Metamorfimo e rochas metamorficas (1)
Metamorfimo e rochas metamorficas (1)Metamorfimo e rochas metamorficas (1)
Metamorfimo e rochas metamorficas (1)
 
Resumo 10º ano - ciclo das rochas
Resumo   10º ano - ciclo das rochasResumo   10º ano - ciclo das rochas
Resumo 10º ano - ciclo das rochas
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 

Mais de Andrea Lemos

Poríferos e Cnidários
Poríferos e CnidáriosPoríferos e Cnidários
Poríferos e CnidáriosAndrea Lemos
 
INDEPENDÊNCIA DO BRASIL
INDEPENDÊNCIA DO BRASILINDEPENDÊNCIA DO BRASIL
INDEPENDÊNCIA DO BRASILAndrea Lemos
 
Folclore e sua cultura
Folclore e sua culturaFolclore e sua cultura
Folclore e sua culturaAndrea Lemos
 
Alimentação saudável.
Alimentação saudável.Alimentação saudável.
Alimentação saudável.Andrea Lemos
 
Sistema Respiratorio
Sistema RespiratorioSistema Respiratorio
Sistema RespiratorioAndrea Lemos
 
Polinização dos Vegetais
Polinização dos Vegetais  Polinização dos Vegetais
Polinização dos Vegetais Andrea Lemos
 
Reprodução das plantas
Reprodução das plantasReprodução das plantas
Reprodução das plantasAndrea Lemos
 
Folclore brasileiro
Folclore brasileiroFolclore brasileiro
Folclore brasileiroAndrea Lemos
 
Descobrimento do brasil andréa lemos
Descobrimento do brasil    andréa lemosDescobrimento do brasil    andréa lemos
Descobrimento do brasil andréa lemosAndrea Lemos
 
Aula sobre a pascoa
Aula  sobre a pascoaAula  sobre a pascoa
Aula sobre a pascoaAndrea Lemos
 
Andréa lemos ciclo da água ii
Andréa lemos  ciclo da água iiAndréa lemos  ciclo da água ii
Andréa lemos ciclo da água iiAndrea Lemos
 

Mais de Andrea Lemos (20)

Poríferos e Cnidários
Poríferos e CnidáriosPoríferos e Cnidários
Poríferos e Cnidários
 
INDEPENDÊNCIA DO BRASIL
INDEPENDÊNCIA DO BRASILINDEPENDÊNCIA DO BRASIL
INDEPENDÊNCIA DO BRASIL
 
Folclore e sua cultura
Folclore e sua culturaFolclore e sua cultura
Folclore e sua cultura
 
Alimentação saudável.
Alimentação saudável.Alimentação saudável.
Alimentação saudável.
 
Sistema Respiratorio
Sistema RespiratorioSistema Respiratorio
Sistema Respiratorio
 
Sistema Urinario
Sistema UrinarioSistema Urinario
Sistema Urinario
 
Polinização dos Vegetais
Polinização dos Vegetais  Polinização dos Vegetais
Polinização dos Vegetais
 
Consumismo
ConsumismoConsumismo
Consumismo
 
Reprodução das plantas
Reprodução das plantasReprodução das plantas
Reprodução das plantas
 
Sistema locomotor
Sistema locomotorSistema locomotor
Sistema locomotor
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Dia da Árvore
Dia da ÁrvoreDia da Árvore
Dia da Árvore
 
Folclore brasileiro
Folclore brasileiroFolclore brasileiro
Folclore brasileiro
 
Descobrimento do brasil andréa lemos
Descobrimento do brasil    andréa lemosDescobrimento do brasil    andréa lemos
Descobrimento do brasil andréa lemos
 
Tiradentes
TiradentesTiradentes
Tiradentes
 
Aula sobre a pascoa
Aula  sobre a pascoaAula  sobre a pascoa
Aula sobre a pascoa
 
India história
India históriaIndia história
India história
 
Recife pernambuco
Recife   pernambucoRecife   pernambuco
Recife pernambuco
 
Dia do indio
Dia do indioDia do indio
Dia do indio
 
Andréa lemos ciclo da água ii
Andréa lemos  ciclo da água iiAndréa lemos  ciclo da água ii
Andréa lemos ciclo da água ii
 

Último

Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonRosiniaGonalves
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfSandra Pratas
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxLuisCarlosAlves10
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfAula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfaulasgege
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfRafaela Vieira
 
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do BrasilMary Alvarenga
 

Último (20)

Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfAula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
 
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
 

Tipos Rochas Classificação

  • 2. As rochas são formadas por um conjunto de minerais. Nelas podemos encontrar vidro, sal, dentre outros.
  • 3. Para classificarmos as rochas, podemos dividi-las em três diferentes grupos: Magmáticas, Sedimentares, Metamórficas.
  • 4. As rochas simples são formadas por um único tipo de mineral, como o mármore. As rochas compostas possuem mais de um mineral, como o granito.
  • 5. As Rochas ígneas, rochas magmáticas ou rochas eruptivas (derivado do latim ignis, que significa fogo) são um dos três principais tipos de rocha. A formação das rochas ígneas vem do resultado da consolidação devida ao resfriamento do magma derretido ou parcialmente derretido oriundo de regiões profundas da Terra. O magma pode ser obtido ainda a partir do derretimento parcial de rochas pré-existentes no manto ou na crosta terrestre. São divididas em Intrusivas e Extrusivas. Ígneas (Magmáticas)
  • 6. No interior da Terra encontramos uma camada chamada magma, que é uma rocha muito quente, derretida em razão da alta temperatura lá existente. Esse magma são as lavas que podemos ver saindo dos vulcões. Quando o magma chega à superfície terrestre em forma de lava, acontece seu resfriamento, formando assim as rochas magmáticas. O granito e o basalto são tipos de rochas magmáticas.
  • 7. As rochas sedimentares são formadas a partir da pressão exercida sobre as partículas de sedimentos carregados e depositados pela ação do ar (vento), gelo ou água acumulados em áreas deprimidas. Conforme os sedimentos se acumulam, eles vão sofrendo cada vez mais pressão, se consolidando, num processo conhecido como litificação (formação rochosa sedimentar) e os fluidos originais acabam sendo "expulsos". Rochas sedimentares contêm informações importantes sobre a história da Terra, como por exemplo, os fósseis, os restos preservados de antigas plantas e animais. A composição dos sedimentos nos fornecem pistas sobre a rocha original. As diferenças entre as sucessivas camadas indicam mudanças de ambiente que ocorreram ao longo do tempo. Rochas sedimentares podem conter fósseis porque, ao contrário da maioria das rochas ígneas e metamórficas, elas se formam a temperaturas e pressões que não destroem os restos fósseis.
  • 8. Esses fragmentos de outras pedras, pequenos pedacinhos, caem nas águas dos rios e dos mares, se alojam e o acúmulo dos mesmos forma as rochas sedimentares.
  • 9. Os fósseis são restos de animais ou plantas que ficaram presos nas rochas e que não foram destruídos devido à proteção das mesmas. Dessa forma, as bactérias decompositoras não conseguem atingir os mesmos para se alimentarem e destruí-los, o que mantém a preservação dos mesmos nas rochas como se tivessem sido esculpidos ou desenhados.
  • 10. INTRUSIVAS (OU PLUTÔNICAS) As rochas ígneas intrusivas (conhecidas também como plutônicas) são formadas a partir do resfriamento do magma no interior da crosta, nas partes profundas da litosfera, sem contato com a superfície. Elas só apareceram à superfície depois de removido o material (rocha/solo) que a recobria. Em geral, o resfriamento é lento e ocorre a cristalização de todos os seus minerais, apresentando então uma textura na qual os minerais podem ser observados a olho nu. Normalmente as rochas ígneas intrusivas apresentam uma estrutura maciça. A sua estrutura mais corrente é granular, isto é, os minerais apresentam-se equidimensionais ligados entre si. Um exemplo desse tipo de rocha é o Granito.
  • 11.
  • 12. EXTRUSIVAS (OU VULCÂNICAS) As rochas ígneas extrusivas (conhecidas também como vulcânicas ou efusivas) são formadas a partir do resfriamento do material expelido pelas erupções vulcânicas atuais ou antigas. A consolidação do magma, então, acontece na superfície da crosta ou próximo a ela. O resfriamento é rápido, o que faz a que estas rochas, por vezes, apresentem uma textura na qual não é possível identificar os minerais a olho nu. Como exemplo de rocha extrusiva temos o Basalto.
  • 13. As rochas metamórficas são formadas por outros tipos de rocha (magmáticas e sedimentares), que se modificam com o tempo. Essa modificação acontece quando elas entram nas camadas profundas da Terra e, devido ao calor existente, sofrem alterações ou ainda, porque estavam embaixo de outras rochas mais pesadas que ajudaram na sua modificação.
  • 14. Dessa maneira, origina-se uma nova rocha, com novas propriedades e outra composição mineral. Fonte: http://www.infoescola.com/geologia/rochas-metamorficas/
  • 15. Na maioria dos casos as rochas metamórficas formam-se a partir de outras rochas, que são submetidas a pressões intensas ou elevadas temperaturas. Tal processo ocorre naturalmente devido ao movimento intenso e constante do núcleo terrestre, provocando o movimento periódico da crosta do planeta. O movimento da crosta, por sua vez, dá início a um rearranjo nas rochas localizadas na parte superior, sendo, que quando as rochas magmáticas e as sedimentares são empurradas a níveis inferiores, dando origem assim ao processo de formação da rocha metamórfica. O metamorfismo, nome dado ao fenômeno descrito acima, é passível de desenvolvimento em diversos ambientes da crosta, variando na extensão, profundidade e o grau de modificação das rochas. Os fatores determinantes para a ocorrência do metamorfismo são:
  • 16.
  • 17. São três os cenários de ocorrência do fenômeno metamórfico: Metamorfismo regional ou dinamotermal – ocorre em grande extensões bem como em grandes profundidades na crosta. Suas transformações estão relacionadas à ação combinada da temperatura, pressão litosférica e pressão dirigida sendo aplicadas durante milhões de anos. As rochas são fortemente dobradas e falhadas, sofrem recristalização, apresentando estrutura foliada. São exemplos: ardósias, xistos, gnaisses e anfibolitos. Metamorfismo de contato ou termal – resultado apenas da ação da temperatura, através do calor cedido por intrusão magmática que corta uma seqüência de rochas sedimentares encaixantes, metamórficas ou magmáticas. Através destes cortes e do constante contato entre as superfícies teremos como resultado o fenômeno metamórfico. As rochas deste grupo são conhecidas por “hornfels”. Metamorfismo dinâmico ou cataclástico – neste caso, o fator determinante e exclusivo é o atrito. É desenvolvido através de longas faixas e estreita adjacência de falhas, onde pressões de grande intensidade causam movimentações e rupturas na crosta.
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21. Observe a imagem a seguir: O tipo de rocha que se constitui a partir do processo acima visualizado é: a) ígnea b) sedimentar c) metamórfica d) magmática plutônica e) magnética Alternativa correta: letra A.
  • 22. A imagem acima representa o fóssil de uma libélula. O fenômeno da fossilização só pode ocorrer em rochas sedimentares, pois: a) essas rochas não possuem densidade suficiente para destruir os fósseis. b) são estruturas geologicamente antigas, quando os primeiros animais surgiram. c) ocorre durante o processo de diagênese, com a formação das rochas sedimentares. d) são as únicas rochas encontradas abaixo da superfície. e) originam-se a partir do congelamento dos sedimentos, conservando a estrutura dos restos fósseis. Alternativa correta: letra C.
  • 23. As rochas sedimentares são estruturas sólidas formadas a partir do processo de transformações de outras rochas preexistentes. Essa transformação ocorre graças à alteração das condições de ambiente, temperatura e pressão em relação ao ponto em que essas rochas se originaram. Com base nessas informações e em seus conhecimentos em Geografia Física, assinale a alternativa que indica um local onde é mais provável a ocorrência do fenômeno citado. a) Chapada Diamantina, Brasil. b) Parque Nacional de Yellowstone, Estados Unidos. c) Deserto do Saara, África. d) Cordilheira dos Andes, América do Sul. e) Golfo pérsico, Oriente Médio. Alternativa correta: letra D.
  • 24. Respostas Resposta Questão 1 A imagem presente no enunciado da questão demonstra o processo de solidificação da lava vulcânica, dando origem às rochas ígneas vulcânicas, também chamadas de rochas magmáticas vulcânicas. Alternativa correta: letra A. Questão 2 O fenômeno da fossilização só pode ocorrer em rochas sedimentares porque é no processo de união dos sedimentos sob uma determinada pressão (diagênese) que os fósseis, de certa forma, são soterrados e, em alguns casos, preservados parcialmente. Portanto, o próprio processo de origem das rochas sedimentares é o responsável pela formação dos fósseis. Alternativa correta: letra C.
  • 25. Questão 3 O metamorfismo das rochas é um processo geologicamente lento, ocorrendo muito em função da movimentação das placas tectônicas, que são responsáveis pela migração de estruturas de relevo de um local para o outro, modificando as suas condições originárias. Por isso, a formação das rochas metamórficas costuma ocorrer em zonas próximas ao encontro entre essas duas placas, embora elas também sejam encontradas em regiões continentais. Dos locais apresentados no enunciado da questão, apenas a Cordilheira dos Andes encontra-se na zona de contato entre duas placas. Alternativa correta: letra D.