Desenvolvimento de um aplicativo móvel utilizando o Ciclo de Engenharia de Usabilidade Mayhew

226 visualizações

Publicada em

Projeto de IHC - Mestrado Profissional IPT
Desenvolvimento de um aplicativo para mobilidade utilizando como abordagem o Ciclo de Engenharia de Usabilidade Mayhew (Deborah Mayhew)

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
226
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Desenvolvimento de um aplicativo móvel utilizando o Ciclo de Engenharia de Usabilidade Mayhew

  1. 1. 1 Projeto Interação Homem-Computador e Usabilidade Aplicativo de apoio ao deslocamento de cidadãos na tentativa de evitar trechos com alagamentos constatados ou com alto índice de atenção priorizando o aumento da segurança no trajeto. André Rocha Agostinho Mestrado Profissional em Engenharia de Software Disciplina de Interação Homem-Computador e Usabilidade Prof. Dr. Plinio Thomaz Aquino Junior – 2016
  2. 2. 2 1 Apresentação ................................................................................................................. 3 1.1 Resumo ..............................................................................................................................3 1.2 Objetivos ............................................................................................................................3 1.3 Identidade visual.................................................................................................................3 2 Aplicativos Concorrentes no Mercado............................................................................. 4 2.1 Aplicativo Alaga SP..............................................................................................................4 2.2 Aplicativo Aqui alaga? .........................................................................................................5 3 Ciclo da engenharia de usabilidade ................................................................................. 6 4 Perfil do usuário ............................................................................................................. 7 4.1 Perfis levantados inicialmente.............................................................................................7 4.2 Questionário.......................................................................................................................8 4.2.1 ASPECTOS ÉTICOS CONSIDERADOS NO PROCESSO DE APLICAÇÃO......................................8 4.2.2 TIPOS DE INSTRUMENTOS DE COLETA DE DADOS UTILIZADOS............................................9 4.2.3 TIPOS DE DADOS CONSIDERADOS NO INSTRUMENTO DE COLETA DE DADOS....................9 4.2.4 ENDEREÇO DO QUESTIONÁRIO.............................................................................................9 4.3 Análise Estatística.............................................................................................................10 4.4 Retrabalho de perfis..........................................................................................................12 4.5 Personas...........................................................................................................................13 5 Análise de contexto e tarefa ......................................................................................... 15 6 Análise de tarefas......................................................................................................... 16 6.1 Cenário de análise / problema...........................................................................................16 6.2 Técnicas de levantamento de requisitos.............................................................................17 6.3 HTA ............................................................................17 7 Capacidade e restrições da plataforma.......................................................................... 18 8 Princípios gerais de projeto........................................................................................... 18 9 Objetivos de usabilidade............................................................................................... 19 10 Design de IHC............................................................................................................ 20 10.1 Cenário de interação .........................................................................................................20 10.2 Diálogos (tópicos, subtópicos , falas e signos)....................................................................20 10.3 Mapa de objetivos ............................................................................................................21 10.4 Esquema conceitual de signos ...........................................................................................21 10.5 Molic ................................................................................................................................22 10.6 Protótipo de telas .............................................................................................................24
  3. 3. 3 1 APRESENTAÇÃO 1.1 RESUMO O Sem Alagar é um aplicativo para auxiliar pedestres, ciclistas e condutores de veículos automotores a se locomoverem por vias (calçadas, ruas, avenidas, estradas e rodovias) sem o risco de se deparar com pontos de alagamento. O aplicativo também deve auxiliar esses usuários a planejarem suas rotas com base em ocorrências passadas em pontos de alagamento e na previsão climática em tempo real, possibilitando assim recalcular a rota e evitar transtornos. 1.2 OBJETIVOS O aplicativo Sem Alagar visa os seguintes objetivos:  Objetivo principal: Ser uma ferramenta de apoio para o usuário programar o seu itinerário em dias chuvosos e evitar pontos constatados de alagamento.  Objetivo secundário A: Ser uma ferramenta de apoio para o usuário programar o seu itinerário em dias com alta probabilidade de chuvas e evitar com antecedência possíveis pontos de alagamento.  Objetivo secundário B: Ser uma ferramenta de apoio para o usuário evitar estar em lugares com riscos de alagamento O aplicativo Sem Alagar visa atingir as seguintes metas:  Melhorar a segurança ao se deslocar por vias em dias chuvosos o A segurança é a meta principal por tentar evitar perdas materiais e perdas irreparáveis (vidas).  Melhorar o planejamento dos itinerários dos usuários em dias chuvosos ou potencialmente chuvosos  Reduzir o consumo de tempo e recursos ao se deslocar em dias chuvosos 1.3 IDENTIDADE VISUAL Nome da app: Sem Alagar Logotipo:
  4. 4. 4 2 APLICATIVOS CONCORRENTES NO MERCADO Foram pesquisados ao menos dois aplicativos concorrentes: “Alaga SP” e o “Aqui Alaga?” 2.1 APLICATIVO ALAGA SP Links: https://itunes.apple.com/br/app/alaga-sp/id355652124?mt=8 https://play.google.com/store/apps/details?id=com.mobihouse.alagasp Plataforma: IOS/Android Descrição: Com o Alaga SP você fica sabendo quais vias, avenidas e ruas estão alagadas neste momento na cidade de São Paulo. São mais de 34 pontos monitorados e disponibilizados de forma fácil, rápida e objetiva Últimas novidades: O aplicativo foi reescrito está mais fácil de acessar os dados sobre alagamentos. Agora atualizamos a cada 5 minutos os alagamentos da cidade de São Paulo! Resumo das funcionalidades:  Listagem agregada de pontos de alagamento por região da cidade de São Paulo (Ex: Zona norte, Zona sul e etc) Screenshots: Figura 1- Interface do aplicativo Alaga SP Avaliações: Figura 2 - Página com avaliações de usuários sobre o aplicativo Alaga SP
  5. 5. 5 2.2 APLICATIVO AQUI ALAGA? Links: https://itunes.apple.com/br/app/aqui-alaga/id914649496?mt=8 https://itunes.apple.com/br/app/aqui-alaga/id914649496?mt=8 Plataforma: IOS/Android Descrição: O app manda alertas para o usuário que também pode conferir no mapa as regiões de interesse. O aplicativo tem apoio da CET e Prefeitura de São Paulo Últimas novidades: Melhoria na barra de status Resumo das funcionalidades:  Mapa com posicionamento GPS do usuário  Listagem de ocorrências oficiais (CET) e ocorrência de usuários (Social)  Status booleano (Sim/Não) de previsão de chuva  Listagem de pontos em alerta Screenshots: Figura 3 e 4 - Interfaces do aplicativo Aqui Alaga? Avaliações: Figura 5 - Página com avaliações de usuários sobre o aplicativo Aqui Alaga?
  6. 6. 6 3 CICLO DA ENGENHARIA DE USABILIDADE A abordagem para a engenharia de usabilidade privilegia o desempenho do usuário em sua tarefa, concebendo sistemas adaptados a suas características e seus objetivos. Essa abordagem se aplica ao desenvolvimento de sistemas que suportem transações nas quais os usuários tenham basicamente expectativas de eficácia e de eficiência. Para o desenvolvimento do projeto Sem Alagar foi escolhido a abordagem Ciclo de Engenharia de Usabilidade Mayhew (Dra. Deborah Mayhew) conforme lecionado pelo professor doutor Plínio Aquino durante todo o curso de IHC do mestrado profissional IPT-USP 2016. Figura 6 - Framework do Ciclo de Engenharia de Usabilidade Mayhew
  7. 7. 7 4 PERFIL DO USUÁRIO 4.1 PERFIS LEVANTADOS INICIALMENTE Público alvo Primário: Pessoas que necessitam se deslocar de um ponto a outro em qualquer dia e horário da semana. Secundário: Pessoas que querem evitar estar em lugares com riscos de alagamento Perfil do usuário Perfil 1 Pedestre Perfil 2 Ciclista Perfil 3 Condutor de veiculo motorizado (moto, carro, caminhão...) Análise do Perfil do usuário Atributos pessoais Perfil 1 Perfil 2 Perfil 3 Faixa etária 8-80+ anos 12-80 anos 18-80 anos Sexo Masc/Fem Masc/Fem Masc/Fem Limitações  A maioria das ferramentas é voltada para condutores e vias de circulação de veículos.  O pedestre hoje em muitos casos fica vendido ao estar em um região desconhecida e se deparar um temporal.  Não conhecer vias com histórico de alagamento por justamente a maior comunicação ser voltadas para condutores de veículos  A maioria das ferramentas é voltada para condutores e vias de circulação de veículos.  O ciclista (assim como o motociclista) é muito vulnerável à pistas alagadas: buracos nas pistas podem estar acobertados pela água o que representa um grande risco  O ciclista por possuir uma mobilidade flexível onde consegue em alguns casos carregar a própria bicicleta e se comportar como pedestre, também desconhece do histórico de vias de alagamento pois hoje essa comunicação é muito difundida para condutores de veículos.  Existem diversas ferramentas no mercado para condutores, porém a maioria das ferramentas visa mostrar o status atual do tráfego (rotas). Uma possível limitação para o condutor hoje é fazer um caminho mais seguro (sem alagamentos) mesmo que precise pegar um congestionamento maior  Parece não existir um aplicativo voltado para segurança do condutor (integridade física e material) mas sim voltado para realização de um melhor caminho.  Não conhecer vias com histórico de alagamento, a maioria da comunicação hoje (apps,radio,tv) é voltado para a situação em tempo real Motivações  Poder planejar a saída de casa/trabalho ou qualquer outro lugar em dias chuva ou probabilidade de chuva  Poder realizar um percurso a pé em um dia com potencial de chuva, e ser informado sobre locais de riscos de alagamento  Estar em um local desconhecido em um dia de chuva e contar com uma ferramenta de apoio que irá auxilia-lo a não  Poder planejar a saída de casa/trabalho ou qualquer outro lugar em dias chuva ou probabilidade de chuva  Estar em um local desconhecido em um dia de chuva e contar com uma ferramenta de apoio que irá auxilia-lo a não cair em um ponto de alagamento  Fazer um rota desconhecida em dia de chuva e contar com uma ferramenta de apoio que irá auxilia-lo a não cair em um ponto de alagamento  Poder planejar a saída de casa/trabalho ou qualquer outro lugar em dias chuva ou probabilidade de chuva  Estar em um local desconhecido em um dia de chuva e contar com uma ferramenta de apoio que irá auxilia-lo a não cair em um ponto de alagamento  Poder participar do aplicativo inserindo ocorrências.  Fazer um rota desconhecida
  8. 8. 8 cair em um ponto de alagamento  Poder participar do aplicativo inserindo ocorrências uma vez que como pedestre pode em muitos os casos estar com as mãos livres para o manuseio do celular  Poder participar do aplicativo inserindo ocorrências. Assim como motociclistas, ciclistas são unidos e podem necessitar registrar ocorrências específicas que ajudarão de forma especializada este grupo de usuários, ex: (Ponto de alagamento Av. Nove de Julho com Rua Renato Paes de Barros – “Quem é ciclista, carregue a bike nos braços e vem pelo canteiro” em dia de chuva e contar com uma ferramenta de apoio que irá auxilia-lo a não cair em um ponto de alagamento Habilidades e Competências Na tarefa Por ter as mãos livres, poder participar mais inputandos dados sobre pontos de alagamento na cidade Por utilizar um transporte alternativo e alta periculosidade, pode ter mais segurança no uso do aplicativo e notificar pontos perigosos, as vezes mais específicos que atendam grupos de ciclistas Ter uma ferramenta adicional na busca de segurança e também interagir com outros condutores inserindo ocorrências de pontos de alagamento. Na organização Para a sociedade este perfil é o mais importante considerando que todos os outros perfis são derivados de pedestre (todos são pedestres). Ele representa a grande massa populacional. Para a sociedade este perfil vem crescendo e se destacando uma vez que as grandes metrópoles vem investindo cada vez mais no uso de transportes alternativos. Acredita- se que este perfil possa ter necessidades mais específicas e irão crescer de acordo com as políticas públicas de incentivos. Para a sociedade este perfil é totalmente crítico e tem um grande peso uma vez que veículos condutores ocupam a maior parte das vias públicas de uma cidade. O caos no tráfego de grandes cidades é um assunto do cotidiano o quais politicas e meios privados vem tentando criar melhorias no deslocamento. Com sistemas informatizados Pedestres possuem hoje um bom domínio em aparelhos celulares. Pedestres no papel de passageiros (trem,metro, ônibus, etc) utilizam todo ou quase todo o seu tempo disponível para manusear o aparelho. Ciclistas assim como pedestres possuem hoje um bom domínio no uso de celulares. O grande desafio para este perfil é o seu contexto de uso uma vez que um ciclista talvez só conseguirusar o aplicativo estando 100% para em algum local. Muitos condutores (requer pesquisa) já tem ou tiveram alguma experiência com aparelhos GPS ou aplicativos de rotas. O grande desafio hoje é criar aplicativos que atendam o contexto de uso durante a condução do veículo, ou seja, que tente não atrapalhar muito na condução. 4.2 QUESTIONÁRIO 4.2.1 ASPECTOS ÉTICOS CONSIDERADOS NO PROCESSO DE APLICAÇÃO  Clareza em informar o objetivo da pesquisa sem a necessidade de revelar o produto  Garantia de anonimato do participante  Opção “Não participar” no início processo da pesquisa  Opção “Não participar” como desistência durante o processo da pesquisa  Sigilo de todos os dados fornecidos  Autorização do usuário para gravar os dados no sistema  Consentimento na leitura do regulamento e participação do usuário  Aspectos estão alinhados aos princípios da resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde.
  9. 9. 9 4.2.2 TIPOS DE INSTRUMENTOS DE COLETA DE DADOS UTILIZADOS  O instrumento de coleta utilizado foi o questionário pelos seguintes motivos:  Atingir uma grande massa de usuários com rapidez  Agilidade na apuração dos resultados por meios computacionais  Baixo custo no desenvolvimento da pesquisa  Maior objetividade nas questões produzidas 4.2.3 TIPOS DE DADOS CONSIDERADOS NO INSTRUMENTO DE COLETA DE DADOS Âmbito pessoal:  Identificação do gênero: masculino, feminino e opção para não informar  Faixa etária: Abaixo de 18 anos, De 18 anos à 30 anos, De 31 anos à 40 anos, De 41 anos à 51 anos, De 51 à 60 anos e Acima de 60 anos  Grau de escolaridade: O mínimo necessário para identificar se o usuário é letrado e também para identificar os diversos perfis de escolaridade. Âmbito tecnológico:  Você possui um dispositivo móvel com acesso à internet? Se o pesquisado responder sim dá continuidade a pesquisa. Caso contrário, a pesquisa é enviada e finalizada.  Qual é a plataforma utilizada em seu dispositivo móvel? Pergunta essencial para se atingir a portabilidade do aplicativo. As informações serão correlacionadas as restrições e capacidades da plataforma.  Quais são as tecnologias utilizadas para acesso à internet? Pergunta essencial para identificar de forma superficial a qualidade de conexão do usuário. As informações serão correlacionadas as restrições e capacidades da plataforma.  Com qual frequência você baixa e utiliza aplicativos (Apps) em seu dispositivo móvel? Pergunta essencial para identificar o conhecimento que o usuário tem em manipular aplicativos no dispositivo móvel.  Quais desses aplicativos abaixo você já utilizou ou utiliza? A ideia é tentar comprovar o uso de aplicativos mais populares como Facebook e Whats app e estrategicamente colher informações de uso de aplicativos baseados em rota, como por exemplo Waze e Google Maps. 4.2.4 ENDEREÇO DO QUESTIONÁRIO https://drive.google.com/open?id=1U7Y8WvPuuML9e5luCj5X7FxUUi_U8LCRPfS4F0Bfhuc
  10. 10. 10 4.3 ANÁLISE ESTATÍSTICA 1/3 – Dados pessoais Figura 7 – Gráficos com estatísticas sobre informações pessoais dos entrevistados
  11. 11. 11 2/3 – Conhecimento tecnológico Figura 8 – Gráficos com estatísticas do conhecimento tecnológico do entrevistado
  12. 12. 12 3/3 – Mobilidade na cidade Figura 9 – Gráficos com estatísticas sobre a mobilidade urbana dos entrevistados 4.4 RETRABALHO DE PERFIS Com base nos dados obtidos no instrumento de coleta questionário, os requisitos de IHC do perfil do usuário foram refinados com o objetivo de possibilitar a construção de personas. Perfil do usuário Perfil 1 Usuário de transporte público (Versão anterior Pedestre) Perfil 2 Ciclista (Perfil descontinuado) Perfil 3 Condutor de veiculo motorizado (Moto e carro) Análise do Perfil do usuário
  13. 13. 13 Atributos pessoais Perfil 1 Perfil 2 Faixa etária 12-80+ anos 18-80 anos Sexo Masc/Fem Masc/Fem Limitações  O usuário do transporte público pedestre em muitos casos fica vendido ao estar em uma região desconhecida e se deparar com um temporal.  Não conhecer vias com histórico de alagamento por justamente a maior comunicação ser voltadas para condutores de veículos  Existem diversas ferramentas no mercado para condutores, porém a maioria das ferramentas visa mostrar o status atual do tráfego (rotas). Uma possível limitação para o condutor hoje é fazer um caminho mais seguro (sem alagamentos) mesmo que precise pegar um congestionamento maior  Parece não existir um aplicativo voltado para segurança do condutor (integridade física e material) mas sim voltado para realização de um melhor caminho.  Não conhecer vias com histórico de alagamento, a maioria da comunicação hoje (apps,radio,tv) é voltado para a situação em tempo real Motivações  Poder planejar a saída de casa/trabalho ou qualquer outro lugar em dias chuva ou probabilidade de chuva  Poder realizar um percurso a pé em um dia com potencial de chuva, e ser informado sobre locais de riscos de alagamento  Estar em um local desconhecido em um dia de chuva e contar com uma ferramenta de apoio que irá auxilia-lo a não cair em um ponto de alagamento  Poder participar do aplicativo inserindo ocorrências uma vez que como pedestre pode em muitos os casos estar com as mãos livres para o manuseio do celular  Poder planejar a saída de casa/trabalho ou qualquer outro lugar em dias chuva ou probabilidade de chuva  Estar em um local desconhecido em um dia de chuva e contar com uma ferramenta de apoio que irá auxilia-lo a não cair em um ponto de alagamento  Poder participar do aplicativo inserindo ocorrências.  Fazer um rota desconhecida em dia de chuva e contar com uma ferramenta de apoio que irá auxilia-lo a não cair em um ponto de alagamento Habilidades e Competências Na tarefa Por ter as mãos livres, poder participar mais inputandos dados sobre pontos de alagamento na cidade Ter uma ferramenta adicional na busca de segurança e também interagir com outros condutores inserindo ocorrências de pontos de alagamento. Na organização Para a sociedade este perfil é o mais importante considerando que todos os outros perfis são derivados de pedestre (todos são pedestres). Ele representa a grande massa populacional. Para a sociedade este perfil é totalmente crítico e tem um grande peso uma vez que veículos condutores ocupam a maior parte das vias públicas de uma cidade. O caos no tráfego de grandes cidades é um assunto do cotidiano o quais politicas e meios privados vem tentando criar melhorias no deslocamento. Com sistemas informatizados Usuários de transporte público pedestre possuem hoje um bom domínio em aparelhos celulares. Pedestres no papel de usuários de transporte público (trem,metro, ônibus, etc) utilizam todo ou quase todo o seu tempo disponível para manusear o aparelho. Muitos condutores (requer pesquisa) já tem ou tiveram alguma experiência com aparelhos GPS ou aplicativos de rotas. O grande desafio hoje é criar aplicativos que atendam o contexto de uso durante a condução do veículo, ou seja, que tente não atrapalhar muito na condução. 4.5 PERSONAS Com base no refinamento dos perfis, foram criados dois personas, um para cada perfil. As características de cada persona são fundamentadas pelas informações de perfis de usuários onde foi utilizado um método que buscou extrair as características nas extremidades cada perfil, possibilitando assim a criação de personas que possam englobar também demais tipos de usuários.
  14. 14. 14 José Bastos (usuário primário) Condutor de veículo motorizado Homem - 35 anos Funcionário de uma grande empresa de tecnologia na zona sul da cidade de São Paulo. Pedro Henrique utiliza seu carro todos os dias para se locomover da zona norte para a zona sul. O trajeto leva em média 60 minutos devido a distância e congestionamentos, isso por que Pedro Henrique ainda consegue realizar o trajeto fora do horário de pico pois sua empresa o permite ter um horário flexível. Usuário frequente do Waze, sempre busca a melhor alternativa para uma rota e também gosta de ser informado de possíveis problemas no trajeto. Conhecimento tecnológico  Android  Wifi, 3g e 4g  Aplicativos mais utilizados: Apps sociais e aplicativos de rotas e mapas Objetivos Pessoal Ser informado e informar demais usuários sobre possíveis problemas com trechos alagados Prático Registrar ocorrência de alagamento, Consultar probabilidade de chuva, Consultar probabilidade de pontos de alagamento em dias de chuva, Receber notificações de áreas alagadas. Aline Bittencourt (usuária secundária) Usuária de transporte público Mulher - 18 anos Trabalha em um ONG destinada a cuidados de animais abandonados. A ONG possui unidades espalhadas por toda a Grande São Paulo e Aline necessita ao menos 1x por semana rotacionar o seu posto de trabalho com os demais colegas de outras unidades. Aline mora no extremo sul da cidade de São Paulo e chega a gastar diariamente mais de 2 horas para se deslocar de sua casa ao trabalho. Usuária assídua de aplicativos de transporte como 99Taxi e Uber, Aline encurta a sua jornada com corridas, geralmente pagas pela ONG onde trabalha. Como uma boa cuidadora de animais e com preocupação pela vida, Aline preza a segurança no transporte. Conhecimento tecnológico  IOS  Wifi, 3g e 4g  Aplicativos mais utilizados: Apps sociais e aplicativos de transportes Objetivos Pessoal Ser informado e informar demais usuários sobre possíveis problemas com trechos alagados Prático Registrar ocorrência de alagamento, Consultar probabilidade de chuva, Consultar probabilidade de pontos de alagamento em dias de chuva, Receber notificações de áreas alagadas. Figura 6 - Persona José Bastos Figura 7 - Persona Aline Bittencourt
  15. 15. 15 5 ANÁLISE DE CONTEXTO E TAREFA Contexto e Tarefas Tópico Nome da Tarefa Objetivos Resultados Esforço Tempo Dependência Região Listar ocorrências atuais na região Permitir o usuário listar as ocorrências de alagamentos atuais na região onde está (uso do GPS) Ocorrências listadas na região Clicar na aba “Listar ocorrências” 3s GPS estar habilitado Conexão internet estável Visualizar no mapa ocorrências atuais na região Permitir o usuário visualizar no mapa as ocorrências de alagamentos atuais na região onde está (uso do GPS) Ocorrências sinalizadas no mapa próximo a localização do usuário Abrir o aplicativo – Tela inicial 3s-5s GPS estar habilitado Conexão internet estável Listar histórico de ocorrências na região Permitir o usuário listar as ocorrências passadas (período data) de alagamentos na região onde está (uso do GPS) Ocorrências passadas listadas na região Clicar na aba “Listar ocorrências passadas” e escolher um período de data 3s GPS estar habilitado Conexão internet estável Visualizar probabilidade de ocorrências na região Permitir o usuário visualizar um índice de probabilidade de alagamento* na região onde está Probabilidade de (0- 100%) ocorrências listadas na região Clicar na aba “Probabilidades de ocorrências” 3s GPS estar habilitado Conexão internet estável Clima Visualizar probabilidade de chuva na cidade Permitir o usuário ver a previsão resumida da cidade Previsão (0-100%) de chuva na cidade Abrir o aplicativo – Tela inicial 3s GPS estar habilitado Conexão internet estável Ocorrência do usuário Visualizar detalhes de uma ocorrência Permitir o usuário saber mais detalhes sobre a ocorrência Dados da ocorrência Clicar na ocorrência listada ou na ocorrência apontada no mapa 3s Conexão internet estável Registrar uma ocorrência Permitir o usuário registrar uma ocorrência de alagamento Registro de ocorrência no app Clicar em “Registrar ocorrência” 30s Local a ser relatado Conexão internet estável Cadastro do usuário Ocorrência CET Visualizar detalhes de uma ocorrência CET Permitir o usuário saber mais detalhes sobre a ocorrência CET Dados da ocorrência CET*** Clicar na ocorrência listada ou na ocorrência apontada no mapa 3s Conexão internet estável Cadastro do usuário Cadastrar conta de usuário Permitir o usuário se cadastrar na App Dados do cadastro de usuário realizado Clicar em “Criar conta” 30s Conexão internet estável Rota Traçar Rota ponto origem e destino Permitir o usuário traçar uma rota origem-destino no mapa Rota origem-destino no mapa Clicar em “Traçar Rota Origem Destino” 5s Conexão internet estável Visualizar ocorrências atuais nas proximidades da Rota Permitir o usuário visualizar ocorrências atuais em uma rota origem-destino no mapa Ocorrências na rota origem-destino no mapa Clicar mostrar “Ocorrências atuais próximas” na Rota traçada 5s Rota traçada Conexão internet estável Visualizar histórico de ocorrências nas proximidades da Rota Permitir o usuário visualizar ocorrências passadas em uma rota origem-destino no mapa Ocorrências passadas na rota origem- destino no mapa Clicar mostrar “Ocorrências passadas próximas” na Rota traçada 5s Rota traçada Conexão internet estável
  16. 16. 16 6 ANÁLISE DE TAREFAS 6.1 CENÁRIO DE ANÁLISE / PROBLEMA A elaboração dos cenários foram focados no usuário primário, ou seja com perfil Condutor de veículo. Ator: José bastos Objetivo principal: Visualizar ocorrências de alagamentos na rota Cenários levantados na orem: 1. Criar uma conta no aplicativo 2. Traçar uma rota origem e destino 3. Visualizar ocorrências atuais nas proximidades da Rota 1) Criar uma conta no aplicativo Atores: José bastos (usuário primário) José Bastos encerra mais um dia de expediente de trabalho e começa a arrumar suas coisas para poder ir embora. Como de costume em São Paulo nas tardes de verão, um temporal começa a se formar. José Bastos apreensivo, começa a arrumar suas coisas o mais rápido possível, porém o clima piora e relâmpagos começam a cair, alguns deles acertando os para-raios dos prédios mais altos. Neste momento, se recorda de um amigo que teve um sinistro com alagamento próximo a entrada do bairro onde mora e sente uma preocupação ainda maior. José toma uma decisão e com o seu celular começa a buscar por um aplicativo que possa ajuda-lo nesta situação: evitar pontos de alagamentos. Após algumas buscas, José encontra o aplicativo “Sem Alagar”, sem hesitar e aproveitando o bom sinal de Wi- fi de seu escritório, começa a baixar o aplicativo. Após a conclusão do download, abre o aplicativo e cria uma conta para utilizá-lo. 2) Traçar uma rota sem pontos de alagamento Atores: José bastos (usuário primário) José Bastos após a instalação do aplicativo “Sem Alagar”, dando continuidade ao contexto do cenário problema 1, busca uma opção no aplicativo que possa traçar uma rota com um ponto de origem (seu escritório na zona sul de São Paulo) e um ponto destino (sua casa na Zona Norte). José já familiarizado com aplicativos, localiza a navegação do aplicativo, um ícone de menu “hambúrguer”. Após clicar no ícone, José encontra facilmente um item chamado “Origem e Destino” e logo em cima clica para poder acessar a interface. Na interface de “Origem e Destino”, José é informado para habilitar/utilizar o recurso GPS de seu celular. Optando por “sim”, José percebe que a origem é logo preenchida por sua localização atual o que o isenta de preencher com a informação de seu local. Na sequência, José clica no campo “destino” e começa a preencher o endereço de sua casa. Com as informações de origem e destino preenchidas, José clica no botão “Pesquisar” e a interface mostra-lhe uma mensagem amigável “Por favor aguarde...”. Após o carregamento das informações, a interface apresenta os resultados da rota. José Bastos na interface de resultados da rota, visualiza no mapa o trajeto de seu trabalho até a sua casa. Na interface ele toca a tela e arrasta para cima e para os lados na tentativa de visualizar a rota que o leva as proximidades de sua casa. Para visualizar com mais detalhes, José percebe um botão de zoom ao lado direito do mapa, porém o ignora e com um gesto de “pinch-in” consegue aproximar o
  17. 17. 17 zoom e ver mais detalhes da região onde mora e então começa a procurar por ocorrências de pontos de alagamento, ícones claramente apontados na interface como um “pinpoint”* . Ao visualizar que sua rota está segura, José bastos se sente aliviado, porém ainda preocupado decide clicar no botão “monitorar rota”, que através de um feedback na interface, mostra claramente que José será alertado caso existam ocorrências de alagamento. 6.2 TÉCNICAS DE LEVANTAMENTO DE REQUISITOS Grupo Focal – cenário de análise/problema 6.3 HTA Traçar uma rota sem pontos de alagamento Figura 10 - Diagrama HTA para rota origem e destino
  18. 18. 18 7 CAPACIDADE E RESTRIÇÕES DA PLATAFORMA Capacidades e Restrições de Plataforma Equipamentos Sistemas operacionais Recursos de Rede Restrições Celular Android/IOS 3g/4g/Wifi  Lentidão na conexão 3g/4g principalmente em dias de chuva  Versões antigas do Android  Diversos tamanhos de telas dos dispositivos  Desempenho entre os diversos tipos de hardware  Ausência de GPS Tablet Android/IOS 3g/4g/Wifi  Lentidão na conexão 3g/4g principalmente em dias de chuva  Versões antigas do Android  Diversos tamanhos de telas dos dispositivos  Desempenho entre os diversos tipos de hardware  Ausência de GPS 8 PRINCÍPIOS GERAIS DE PROJETO Análise de princípios gerais Princípio Motivação ISO 9241-11 Seguir ISO 9241-11 considerando eficácia, eficiência e satisfação Lei Hick-Hyman Aferir o tempo de resposta na iteração do usuário com o aplicativo em diversos contextos de uso (Dentro de um veiculo, andando na rua, em repouso e etc) Guia de estilo Android http://developer.android.com/design/index.html Guia de estilo Apple https://developer.apple.com/library/ios/documentation/UserExperience/Conceptual/MobileHIG/ API Google Directions Buscar informações atuais e histórias sobre trajeto https://developers.google.com/maps/documentation/directions Webservices INPE Buscar situações meteorológicas em XML http://servicos.cptec.inpe.br/XML Werbservices CET Buscar informações de incidentes e trâfego atual http://www.cetsp.com.br/ (Não foi encontrado o serviço)
  19. 19. 19 9 OBJETIVOS DE USABILIDADE Exigências qualitativas Usuário Tarefa Exigências Perfil 3 Cadastrar conta de usuário Permitir um cadastro mais otimizado partindo da premissa que este perfil é um condutor de veiculo e não pode ficar investindo muito tempo em cadastro. Perfil 2 e 3 Traçar Rota ponto origem e destino Visualizar ocorrências atuais nas proximidades da Rota Visualizar histórico de ocorrências nas proximidades da Rota Tarefas baseadas em rotas atendem prioritariamente os perfis de ciclistas e condutores. Deve-se estudar uma interface considerando contextos de uso variados desses usuários. Perfil 1,2 e 3 Tópico Região e Clima (todas as tarefas) Devem ter seu desempenho priorizado uma vez que esses módulos são os principais do aplicativo e devem fornecer um feedback instantâneo à todos os usuários Exigências quantitativas (ISO 9241-11) Tarefa Eficácia Eficiência Satisfação do usuário Listar ocorrências atuais na região 70% 15% 15% Visualizar no mapa ocorrências atuais na região 70% 15% 15% Listar histórico de ocorrências na região 70% 15% 15% Visualizar probabilidade de ocorrências na região 70% 15% 15% Visualizar probabilidade de chuva na cidade 80% 10% 10% Visualizar detalhes de uma ocorrência 70% 15% 15% Registrar uma ocorrência 20% 50% 30% Visualizar detalhes de uma ocorrência CET 70% 15% 15% Traçar Rota ponto origem e destino 20% 50% 30% Visualizar ocorrências atuais nas proximidades da Rota 70% 15% 15% Visualizar histórico de ocorrências nas proximidades da Rota 70% 15% 15%
  20. 20. 20 10 DESIGN DE IHC 10.1 CENÁRIO DE INTERAÇÃO Traça uma rota sem pontos de alagamento Atores: José bastos (usuário primário) José Bastos após a instalação do aplicativo “Sem Alagar”, busca uma opção no aplicativo que possa traçar uma rota com um ponto de origem (seu escritório na zona sul de São Paulo) e um ponto destino (sua casa na Zona Norte). José já familiarizado com aplicativos, localiza a navegação do aplicativo, um ícone de menu “hambúrguer”. Após clicar no ícone, José encontra facilmente um item chamado “Origem e Destino” e logo em cima clica para poder acessar a interface. Na interface de “Origem e Destino”, José é informado para habilitar/utilizar o recurso GPS de seu celular. Optando por “sim”, José percebe que a origem é logo preenchida por sua localização atual o que o isenta de preencher com a informação de seu local. Na sequência, José clica no campo “destino” e começa a preencher o endereço de sua casa. Com as informações de origem e destino preenchidas, José confere as informações preenchidas e clica no botão “Pesquisar”. A interface mostra-lhe uma mensagem amigável “Por favor aguarde...”. Após o carregamento das informações, a interface apresenta os resultados da rota. José Bastos na interface de resultados da rota, visualiza no mapa o trajeto de seu trabalho até a sua casa. Na interface ele toca a tela e arrasta para cima e para os lados na tentativa de visualizar a rota que o leva as proximidades de sua casa. Para visualizar com mais detalhes, José percebe um botão de zoom ao lado direito do mapa, porém o ignora e com um gesto de “pinch-in” consegue aproximar o zoom e ver mais detalhes da região onde mora e então começa a procurar por ocorrências de pontos de alagamento, ícones claramente apontados na interface como um “pinpoint”* . Ao visualizar que sua rota está segura, José bastos se sente aliviado, porém ainda preocupado decide clicar no botão “monitorar rota”, que através de um feedback na interface, mostra claramente que José será alertado caso existam ocorrências de alagamento. 10.2 DIÁLOGOS (TÓPICOS, SUBTÓPICOS , FALAS E SIGNOS) Traçar uma rota sem pontos de alagamento Atores: José bastos (usuário primário) Tópico > subtópico (diálogo) Falas e signos Buscar uma rota segura livre de alagamentos U: Preciso traçar uma rota sem ocorrências de alagamento para chegar com segurança até em casa > informar origem D: Qual é a Localização de origem? D: Deseja utilizar sua localização atual? U: Sim/Não > informar destino D: Qual é o destino desejado? Conferir informações entradas > traçar rota origem e destino sem pontos de D: Conferiu as informações? Posso traçar a rota? U: Sim/Não
  21. 21. 21 alagamentos D: Calculando rotas e consultando serviços... > verificar uma rota segura (sem alagamentos) e calcular tempo estimado de chegada D: Estou exibindo uma rota segura , ela está livre de pontos de alagamentos . Deseja recalcular esta rota e desconsider pontos de alagamentos? U: Sim/Não D: Calculando rotas e consultando serviços... > verificar a uma rota e calcular tempo estimado de chegada D: Esta é uma rota desconsiderando pontos de alagamentos, ou seja você optou por fazer uma rota menos segura. Esta rota é mais útil para você? U: Sim/Não > selecionar uma rota D: Qual rota deseja selecionar U: Desejo selecionar a rota (...) D: Exibindo rota solicitada U: Cheguei em meu destino! D: Que bom que você chegou! Os cálculos de tempo, rota e ocorrências de alagamento estão de acordo ? U: Sim/Não 10.3 MAPA DE OBJETIVOS Figura 11 - Mapa de objetivos do usuário com o aplicaitvo Sem Alagar 10.4 ESQUEMA CONCEITUAL DE SIGNOS Signo Origem Observações Tempo Domínio Tempo até o momento da chegada no destino Medido em horas e minutos Rota(s) Aplicação Trajeto calculado com base nos serviços disponíveis. Localização de origem Domínio Endereço do local de onde o usuáro deve partir com valor
  22. 22. 22 padrão de localização atual (Geolocalização) Destino Domínio Endereço do local para onde o usuáro deve se deslocar Tempo Estimado de Chegada Aplicação Tempo de deslocamento entre a localização de origem e o destino. Serviços(s) Domínio Ex: Google Maps, Waze, CET… 10.5 MOLIC Para modelagem de interação foi escolhido o modelo de interação MOLIC por além de ser uma técnica popular e de fácil execução, possibilitou uma boa criação dos protótipos. Figura 12 - Modelo MOLIC representando a interação do usuário ao buscar uma rota origem e destino
  23. 23. 23 Figura 13 - Modelo MOLIC representando a interação do usuário ao selecionar uma toa
  24. 24. 24 10.6 PROTÓTIPO DE TELAS Os protótipos desenvolvidos foram construídos utilizando o guia de estilos do Windows Phone. Com um total de treze protótipos é possível mostrar com clareza a interação entre o usuário e o aplicativo. Figura 14 - Conjuntos de protótipos de busca de rota origem-destino e resultados
  25. 25. 25 Figura 15 - Conjunto de protótipos de seleção da rota e acompanhamento do percurso

×