O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Blazor #SnetTalks3

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
A Evolução do Front end
A Evolução do Front end
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 13 Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (20)

Semelhante a Blazor #SnetTalks3 (20)

Anúncio

Mais de André Agostinho (20)

Mais recentes (20)

Anúncio

Blazor #SnetTalks3

  1. 1. Conceitos Básicos de Blazor e WebAssembly
  2. 2. O que é o framework Blazor Blazor é um framework FrontEnd feito para ser desenvolvido utilizando C# e HTML, é uma alternativa para programadores que dominam a linguagem C# frente as tecnologias web mais comuns do mercado como Javascript e Typescript.
  3. 3. Blazor veio para necessariamente substituir javascript? Não, o Blazor tem integração com javascript, não é necessário substituir todo javascript de uma aplicação Também veio como uma alternativa para trazer mais performance e o uso de bibliotecas de .net
  4. 4. Linha do tempo do Blazor
  5. 5. Blazor Client-side vs Blazor Server-side
  6. 6. Client-side Blazor ● A aplicação está rodando como um app WebAssembly diretamente no browser ● O Código é compilado no servidor e baixado no cliente e executado localmente
  7. 7. Benefícios ● Roda em todos os browser modernos ● Não necessita de ter o .net instalado no servidor, ter o app compilado no servidor ja é o suficiente ● Experiência do SPA(single page application) Desvantagens ● App pode não rodar em broswer mais antigos como versões mais antigas do IE ● O carregamento inicial do app pode levar um pouco mais de tempo ● Suporte ao Debug pode ter uma experiência limitada
  8. 8. Server-side Blazor ● Aplicação é rodada no servidor e é apenas servido páginas HTML para o client ● Comunicação entre client e server utilizando SignalR (Tecnologia da microsoft que fornece uma comunicação real time permitindo o servidor trazer atualização da aplicação para o client)
  9. 9. Benefícios ● O download inicial da aplicação é menor que comparado ao client-side ● Funciona com qualquer aplicação Web API ● Suporte ao debug com experiência melhor que no server side ● Ao contrário do client side, o browser não precisa ter suporte ao webassembly Desvantagens ● Não existe nenhuma lógica no client, qualquer problema momentâneo no servidor pode atrapalhar a experiência do usuário ● Pode existir lentidão na aplicação por algum delay de rede ● Problemas com escalabilidade, um número alto de usuários pode onerar muitos recursos do servidor
  10. 10. E o WebAssembly nessa história?
  11. 11. Quando ele entra em ação? O WebAssembly será utilizado em projetos Client-side, quando o programa compilado passa a ser executado no Browser. Isso porque a maioria dos navegadores tem suporte ao WebAssembly. Nesse Caso o código em blazor é compilado em WebAssembly e o navegador ira executar as DLLs geradas no padrão .NET
  12. 12. Fluxo de Execução ● O Browser recebe o index.html ● index.html executa o blazor.webassembly.js que baixa o Mono DotNet runtime (DotNet.wasm) e os DLLs ● blazor.webassembly.js faz a interoperatividade do DOM, JavaScript e as DLLs do app e elementos de UI ● E por fim, inicia o Runtime para começar a execução do app(executa os DLLs)
  13. 13. Importância do blazor.webassembly.js Como deu para perceber, este arquivo é muito importante para orquestrar toda a execução do app trazendo tudo que é necessário para que o browser consiga ler o webassembly do Blazor, como WebAssembly não tem acesso ao DOM, ele é o responsável por se comunicar entre o Runtime e a interação com o DOM

×