SlideShare uma empresa Scribd logo
Compra de mídia online
O que é mídia online?
Mídia on não é só Google e Facebook.
O Brasileiro passa mais tempo online do
que em qualquer outra mídia
Navegar na
Internet
2,9
horas/dia
1,3
horas/dia
Ver TV
0,6
horas/dia
Escutar Rádio
0,4
horas/dia
Ler Imprensa
Se conectam a qualquer hora, em qualquer lugar
No Banheiro
18%
Ao Acordar
29%
No Trabalho
60%
Em Casa
78%
Fazendo Compras
34%
No Trânsito
60%
Ao Adormecer
45%
Restaurantes/Cafés
44%
As pessoas usam a internet pelo
mesmo motivo que ele assiste
TV, ouve rádio ou lê jornal e
revistas.
Na internet, estamos em busca
de informação, entretenimento e
diversão. Correto!?
Agora, alguém ai gosta de ser
interrompindo quando está
fazendo alguma dessas coisas?
Não! Ninguém mesmo!!! Afinal,
não ligamos a TV ou rádio, abre
um revista para ver propaganda.
Portanto, até mesmo na internet,
temos que ser relevantes ao
conteúdo.
É uma pena que nem todos anunciantes
são relevantes com sua comunicação.
Tipos de mídia
Mídia paga
Mídia contratada
pela marca
Mídia ganha
Repercussão
gratuita
Mídia
proprietária
Canais
proprietários
Paid media ou Mídia Paga
Nela a empresa paga pelo espaço para ter sua
mensagem veiculada aos consumidores, por
exemplo: TV, banner portal internet, ponta de
gôndola do supermercado, uniforme time de
futebol.
Owned media ou Mídia própria
São os canais de comunicação que a empresa
possui, como site da empresa, páginas nas
redes sociais, canal YouTube, jornais
internos, parede lojas, caminhões de
transporte, uniforme equipes, assinatura de e-
mails.
Earned media ou mídia ganha
São todas as manifestações de outras
pessoas sobre a marca. Positivas ou
negativas, as menções à marca feita por
terceiros são earned media.
A coca cola é um exemplo de mídia própria e
mídia ganha bem aproveitada. Ao utilizar a
embalagem para colocar nomes de pessoas, a
marca conseguiu imenso engajamento.
Por que investir em mídia
online?
•Aumento contínuo de consumidores online.
•Aproximar-se dos consumidores em todo ciclo
de decisão.
•Custo x benefício
•Rapidez e flexibilidade
•Alto poder de segmentação
•Mensuração precisa de resultados
Os número não mentem
• Fonte: IAB Brasil e comScore. Número de investimento em mídia online 2014-2015. Link .
A mídia online deve ser
questionada!
•Em mídia online de que vale levar um milhão de visitantes ao site
do cliente e não gerar conversões?
•Alguns quesitos como métricas e segmentação são oferecidos
no mundo online e podem e devem ser usados, porém com
moderação!
•Outro erro frequente é a questão de métricas, novamente, veja o
todo e não só o parcial.
•Mídia online não faz milagre – De quem é a responsabilidade do
resultado? Site? Mídia?
Qualquer ação de mídia online, requer basicamente duas palavras.
Cuidado! Pois, não existe receita
Depende Teste
Carência de profissionais de mídia
Fonte: http://www.publiminas.com/2014/01/o-apagao-de-profissionais-da-nada-sexy-midia/
O profissional de marketing Digital
desejado
Antes de começar um plano de
mídia, o que é importante ter em
mente?
Um objetivo de marketing é aquilo que você que alcançar por meio de
atividades de marketing, ao longo de um certo período de tempo.
Afinal, o objetivo final é a
conversão!
•Mas, o cliente quer...
•Aumentar a visibilidade e conhecimento da marca.
•Aumentar visitas no site.
•Aumentar a taxa de conversão do site.
•Aumentar as vendas.
•Reduzir o custo por visitante.
•Reduzir os custos por venda.
•Ter ROI (retorno de investimento de 10).
Assim é o dia a dia do profissional de mídia.
Atendimento
Rede Sociais
Webanalytics
CROCriação
Programação
Planejamento
Está tudo interligado
Para que serve um briefing?
Organizar e disponibilizar informações certas.
Direcionar e delimitar o trabalho.
Fundamentar e sustentar a ação publicitária.
Como fica o planejamento de
mídia?
Envolve essencialmente 3 atividades básicas
1. Entender o problema do anunciante e o seu ambiente mercadológico.
2. Transformar os objetivos mercadológicos em objetivos (prioridades) de
mídia.
3. Definir uma solução estratégica de mídia que atenda os objetivos
estabelecidos.
Um objetivo de marketing é aquilo que você que alcançar por meio de
atividades de marketing, ao longo de um certo período de tempo.
Afinal, o objetivo final é a
conversão!
Conhecer os hábitos do consumidor é fundamental para
uma abordagem relevante
Fontes secundárias
Algumas fontes de informações para auxiliar o planejamento de mídia.
• www.ibope.com.br/
• www.cenp.com.br/index.php
• iabbrasil.net/
• www.emarketer.com/
• www.ecommercenews.com.br
• www.e-commerce.org.br
• www.mundodomarketing.com.br
• www.mobilemarketingmagazine.co.uk/
• www.navegg.com/
É o mídia kit?
Mídia kit na integra
O Mídia Kit é uma apresentação com uma nomenclatura específica focado em
veiculação de mídia.
Os representantes dos veículos de comunicação os utilizam para fazer
apresentações para agências e clientes finais.
É neste documento que você vai demonstrar todas as suas qualidades e o seu
potencial como um negócio rentável.
Os mídia kits não possuem um formato específico, podem ser desenvolvidos
em forma de slides, pdf ou podem ser disponibilizados na própria página da
empresa.
Exemplo de mídia kit
Exemplo de mídia kit
Exemplo de mídia kit
Exemplo de mídia kit
Exemplo de mídia kit
Exemplo de mídia kit
Veja onde você deve ter muita atenção
Site Editoria Formato Unidade
Audiência no
período
Visibilidade
Sugerida
Impressões
Totais (Estimado)
%
Visibilidade
Custo
UnitárioTabela
Custo Total Tabela
%
Desconto
Valor Negociado
Total C.P.M
DHTML DIÁRIA 500.000 2 500.000 100% R$ 120.000,00 R$ 240.000,00 90% R$ 24.000,00
48,00R$
HALF PAGE AD DIÁRIA 1.000.000 2 500.000 50% R$ 90.000,00 R$ 180.000,00 90% R$ 18.000,00
18,00R$
ESPORTE, EMPREGO,
NOTÍCIAS
SUPERLIDERBORD IMPRESSÕES 30.000.000 3.000.000 3.000.000 10% R$ 90,00 R$ 270.000,00 90% R$ 27.000,00
0,90R$
Total 4.000.000 R$ 690.000,00 R$ 69.000,00
4.000.000
R$ 690.000,00
R$ 69.000,00
% desconto: 90%
R$ 17,25
Valor Negociado:
CPM Médio
Resumo da Proposta
Total de Impressões:
Valor Tabela:
SITE XYZ
Home
A sopa de letrinhas da mídia online
KPI é uma sigla para a expressão em inglês Key Performance Indicator,
que, em bom dialeto tupiniquim, quer dizer: “Isso está dando certo?”
KPI’s são dados diretamente ligados à performance de uma estratégia.
Métricas são dados que refletem comportamentos, ex: quantidade de
acessos no site, custo por clique, taxa de cliques.
Métricas x KPIs
KPI
São coisas distintas!
Muita gente costuma confundir KPI com
métrica.
Egométricas:
são “Métricas que dão
orgulho, mas não pagam
as contas”.
Conrado Adolpho.
Inventário ou audiência é o total de impressões de um
site, página ou canal. Ex: O portal uai, tem um inventário
de 1 milhão de page views por dia na home.
Visibilidade é o percentual do inventário a ser
comprado.
Inventário e visibilidade
Custo por...
por mil (C.P.M) é o valor que o anunciante paga a cada mil visualizações de
seu anúncio. A maioria dos veículos trabalha com este formato de pagamento,
ex: Globo; Terra; UAI; IG...
por clique (C.P.C) é o valor pago por um clique. Ex: comparadores de preço,
buscadores e até portais.
por dia (C.P.D) é uma taxa fixa por dia de anúncio. Ex: pop-up, DHTLM.
CTR – Taxa de cliques
(Click-Through Rate) é o número de cliques
recebidos por seu anúncio dividido pelo número de
vezes que ele é exibido (impressões).
Exemplo
Nº impressões anúncios CTR (%) Nº cliques
5.000.000 0,10% 5.000
5.000.000 0,30% 15.000
Qual banner teve a melhor taxa de cliques?
0,07%
Em 1 MM impressões =
70 cliques
0,67%
Em 1 MM impressões =
670 cliques
O que é uma taxa de
cliques boa?
Índice Display Buscas
Médio 0,01% a 0,05% 1,00% a 2,99%
Bom 0,06% a 0,20% 3,00% a 4,99%
Muito bom mais de 0,20% mais de 5,00%
Parâmetros de taxa de cliques - CTR
Taxa de conversão
É a maneira de medir ações importantes do usuário
no pós clique.
Taxa de Conversão = Número de Vendas / Total de Visitas
Tipos de Conversão (Olá cliente, obrigado por...)
• Fazer uma compra
• Fazer um cadastro
• Preencher um formulário
• Pedir um orçamento
• Fazer um download
• Visitar uma página importante
Se a taxa de conversão do seu site é de
1%, aumentando em mais 1 ponto essa
taxa, você dobra a sua receita sem
gastar NADA em publicidade.
Não erre na hora de contratar
a mídia online
Existem muitas formas de pagar o serviço de
mídia online
Pague um percentual sobre o valor investido (tradicional). De 10% a 20% sobre
o valor investido.
Fee mensal.ex: quanto custa a hora do seu funcionário + seu lucro.
Por performance (difícil), mas possível). Ex: 0,05% por produto vendido.
Obs* em todos os casos, é comum se cobrar o set up.
Evitem planos de mídiaAgora, quando vejo empresas e
pessoas cobrando pela
prestação de serviço de mídia
online por “planos” ou “pacotes”
engessados, sinto dor no meu
útero.
André Pierazoli
• Grande parte dos anúncios online são
adquiridos ‘programaticamente’, ou seja,
através de um software que encontra locais
em que o tráfego esteja de acordo com o
plano de mídia do cliente. Só que os ‘robôs’
que compram o tráfego não sabem identificar
os outros ‘robôs’ que visitam o site para gerar
visitas falsas.
• Ou seja, mais de um terço do valor investido
em campanhas online está basicamente
sendo jogado fora.
Relatórios – Como entregamos valor
Saiba para quem você irá apresentar o relatório. Ex: analista ou diretoria.
Relatórios – Como entregamos valor
Demonstre somente o necessário. Seja sucinto.
Relatórios – Como entregamos valor
Apresente o KPIs por canal e dê um panorama geral.
Relatórios – Como entregamos valor
Faça previsões dos resultados para o futuro.
Relatórios – Como entregamos valor
Qual o percentual de meta atingida. Quanto do orçamento foi utilizado?
Marketing de Busca
SEM – marketing de Pesquisa
PPC – Pay per click
Links patrocinados
• Relevância (Quality Score)
• Segmentação precisa
• Alto custo (campanha mal
segmentadas)
• Mercados inflacionados
• Altas concorrência em algumas
palavras.
• Resultado no curto prazo
SEO - Search Engine Optimization
Otimização Mecanismos de Busca
• Relevância (Page Rank)
• Credibilidade
• “Gratuito”
• Indexação do Google
• Tempo de Implementação
maior
• Resultados a médio e longo
prazo
Como funciona a busca paga no Google?
Índice de Qualidade
Como funciona a busca paga no Google?
Quanto maior o índice de qualidade, menor será o
lance necessário para um bom posicionamento no
Google.
Como funciona a busca paga no Google?
O principais
componentes do
Índice de
qualidade.
Como funciona a busca paga no Google?
Alta
Exposição
Muitos
Cliques
Alto CTR
Baixo CPC
Lance Alto
Relevância na prática
Share dos buscadores no Brasil
91%
4%
3%
O que são links patrocinados?
Anúncio em formato de texto.
O anunciante paga apenas quando um
usuário clica no anúncio. (CPC – custo por
clique)
Anunciante determina quanto quer investir
por dia.
Alterações no anúncio, segmentação e
investimento a qualquer momento.
Porque tantos players fazem links patrocinados?
Quem é esse tal de Google Adwords?
É hoje a principal ferramenta de publicidade online do mundo e
representa mais de 90% do faturamento do Google.
Lançado em 2005, o Google AdWords iniciou a operação apenas com a
possibilidade de criar campanhas na rede de pesquisa no Google, o que
chamamos hoje de Links Patrocinados.
Ao longo destes 10 anos, a ferramenta evoluiu bastante. Hoje, podemos
criar campanhas de marketing na Rede de Pesquisa do Google,
na Rede de Display, no YouTube e também traçar estratégias
de Remarketing.
Por que a maioria das empresas fracassam no
Adwords?
[Crença] Retorno imediato.
Muitas alterações o tempo todo.
[Crença] Já investi no Google e não deu
retorno.
Sem código de conversão instalado, ou seja, não mensura seus
resultados. “Quem não conhece seus números, não conhece a sua
própria empresa”
Tipos de segmentações
Geográfica (mundo, continente, país, estado, cidade, raio, latitude e longitude.
Idade, gênero, idioma
Dispositivos: mobile, tablets e desktops.
Pagamento da mídia na plataforma: C.P.C, C.P.M, C.P.A
Interesse
Contexto
Remarketing
Públicos personalizado (e-mail de clientes)
Defina dias e faixa de horários para veicular suas campanhas
Limite a frequência em que seus anúncios serão expostos.
Palavras-chave
As palavras-chave são o principal elemento do sistema de Links Patrocinados do
Google AdWords. São estas palavras que disparam os anúncios no mecanismo
de busca, e são sobre elas que os anunciantes determinam o valor de seus
lances.
Como criar a melhor lista de palavras-chave
1. Pense como um cliente ao criar sua lista.
2. Pense em palavras que descrevam sua empresa, produtos/serviços
e o mercado em que atua.
3. Avalie o seu próprio site o site de concorrentes ou de referências no
mercado.
4. Se você já usa alguma ferramenta que meça o tráfego do site, como
o Google Analytics, inclua as palavras que já te geram tráfego
orgânico.
5. Utilize as ferramentas de sugestão de palavras-chave.
6. Agrupe palavras-chave semelhantes em temas.
Mas, lembre-se que...
Uma boa lista de palavra-chave deve manter o equilíbrio entre...
Correspondências de palavra-chave
Comando Escrita Regra Pesquisa
Correspondência
Ampla
Marketing digital
Aciona em sinônimos, pesquisas
relacionadas e outras variações
relevantes.
Como fazer marketing
no meio digital
Correspondência
Ampla Modificada
+Marketing +Digital
Aciona variações aproximadas,
qualquer ordem, acentos/plurais
e termos antes e depois.
Graduação marketing
digital em BH
Correspondência Frase “Marketing Digital”
Acionada apenas em uma frase e
variações aproximadas dessa
frase.
Como fazer marketing
digital
Correspondência Exata [Marketing Digital]
Acionada apenas quando aquele
termo exato é pesquisado.
Marketing digital
Correspondência
Negativa
-Grátis
Não aciona quando contiver esse
termo
Curso marketing digital
grátis
Conceito de calda longa
Algumas ferramentas de pesquisa de palavra-
chave
Semrush
Google Suggest
UberSuggest
Keyword planner Google
Para que acha que faço palavras chave uma a
uma...
Mescle e faça variações de
palavras chave.
Coloque as correspondências de
palavra-chave.
Tudo em grande escala.
Google Adsense
O Google Adsense é uma ferramenta de monetização que funciona como
programa de afiliados com registro gratuito criado pelo Google e esse tipo
de programa permite que sites e blogs gerem receitas por meio da
exibição de anúncios.
Empresa
A empresa contratante paga
o Google para anunciar.
Intermediário
O Google recebe da empresa
e paga uma comissão aos
donos dos sites anunciantes.
Dono do site anunciante
Os anunciantes recebem do
Google suas comissões.
Rede de display Google
No Brasil
a Rede de Display
do Google já cobre
95% dos
usuários de
internet
Rede de display Google
propriedades do Google sites parceiros
Rede de display Google - Benefícios
• Alcance novos usuários: chame a atenção das pessoas em pontos
diferentes no ciclo de compra.
• Selecione onde seus anúncios serão exibidos: na Rede de Display,
você pode escolher de forma mais detalhada onde seus anúncios serão
exibidos.
• Envolva os usuários com formatos de anúncio atraentes: os
formatos de texto, imagem, vídeo ou rich media podem ser exibidos na
Rede de Display.
Rede de display Google – Ad de texto
Rede de display Google – Ad Gráfico
Rede de display Google – Ad Gráfico
Como identifico um anúncio Google?
Banner de link patrocinado Banner avulso
Segmentação por Contextual
Segmentação por Tópicos relacionados
Direciona os seus anúncios para consumidores baseados na categorização de milhares de
sites e páginas. Ou seja já existem diversas categorias criadas pelo próprio Google onde você
pode simplesmente escolher em quais dessas categorias seus anúncios serão exibidos.
Segmentação por canais manuais
Dúvida: Por onde começo minha pesquisa de sites
relacionados?
Ferramenta
Display
planner do
Google
Adwords te
ajuda!!
Como lidar com a cegueira dos anúncios?
10 dicas para criar anúncios
Um botão com um chamado à ação ou (call-to-action - CTA) encoraja os
usuários a clicarem no seu anúncio e os deixa claramente a par do que vem
a seguir.
1º Chamado à ação
10 dicas para criar anúncios
Inclua um chamado à ação ou uma mensagem chave em cada quadro de
seu anúncio - especialmente no quadro final.
2º Chamado à ação em todos os quadros
10 dicas para criar anúncios
Mantenha a marca de sua empresa ou produto em todos os quadros. Isso
vai destacá-lo, pode aumentar a credibilidade do anúncio e até mesmo o
seu CTR (taxa de cliques ou click-through rate).
3º Marca da empresa
10 dicas para criar anúncios
Quanto mais informação de preço um cliente em potencial obtém de seu
anúncio, melhor. Considere colocar preços promocionais ou ofertas
especiais como frete grátis ou boas condições de parcelamento. Se os
usuários não se interessarem pelo preço ou oferta, não clicarão em seu
anúncio.
4º Destaque preço e promoção
10 dicas para criar anúncios
Inclua uma mensagem clara para destacar os benefícios do seu produto ou
serviço. Os clientes em potencial devem se sentir como se estivessem
perdendo algo ao não clicar no anúncio.
5º Deixe claro o valor do produto
10 dicas para criar anúncios
Mostre para o usuário que a resposta para seu anúncio requer uma certa
urgência. Falar de prazos, quantidade ou disponibilidade podem persuadir
os clientes em potencial a considerarem melhor a mensagem do seu
anúncio.
6º Crie uma sensação de urgência
10 dicas para criar anúncios
Defina as cores de seu anúncio de forma que combine com a sua imagem
ou com a marca de sua empresa. Use cores agradáveis para leitura no
fundo e nas fontes. Cores muito brilhantes podem ser desagradáveis e
difíceis de ler.
7º Escolha com cuidado as cores e imagens
10 dicas para criar anúncios
No anúncio gráfico você tem a vantagem do uso de imagem e texto para
passar sua mensagem. Textos e imagens que tenham a ver um com o outro
podem ajudar os usuários a lembrarem de seu anúncio muito depois de tê-
lo visto.
8º Equilibre texto e imagens
10 dicas para criar anúncios
Leve os usuários para a página de destino mais relevante, aquela do
produto ou serviço descrito pelo anúncio. A mensagem na página de destino
deve ser a mesma de seu anúncio: o mesmo produto, a mesma oferta.
9º Use uma página de destino relevante
10 dicas para criar anúncios
Crie anúncio em todos os formatos para garantir que ele possa ser exibido
em todos os sites possíveis da Rede de Display Google. Alguns sites que
podem ser ideais para a sua oferta, oferecem apenas alguns formatos
específicos.
10º Tenha várias opções
Remarketing
ou
Retargeting???
O que é
Remarketing é uma forma de exibir anúncios a pessoas que
visitaram um site, mas não concluíram uma conversão. Mas...
Porque utilizar?
• 97% dos visitantes de um site não convertem na primeira visita.
• Alcance seus clientes quando eles estiverem mais propensos a
comprar: você tem a opção de alcançá-los depois de visitarem seu
site, quando estiverem pesquisando seu produto ou enquanto
visitarem outros websites.
• Aumento do retorno sobre o investimento (ROI).
Porque muitas vezes funciona?
Dinâmica do remarketing
Passo 1
O usuário visita
o seu site
Passo 2
O usuário recebe um
cookie e é colocado
em uma lista de
remarketing
Passo 3
Fazemos remarketing
para este usuário em
um site da Rede de
Display
Remarketing Dinâmico
O remarketing dinâmico vai um pouco mais além. Com ele, você exibe anúncios de
produtos e serviços para as pessoas que acessaram seu site e já os visualizaram
antes. Com mensagens personalizadas (produtos relacionados) para seu
público-alvo.
Utilize com moderação
1. Defina um limite para frequência dos banners de Remarketing. Ex: 3
impressões por semana/dia.
2. Faça várias listas de remarketing personalizadas. Para cada lista, defina uma
mensagem específica no seu anúncio.
3. Use e abuse de promoções, ofereça novas condições e vantagens como:
cupom de desconto, frete grátis.
4. Para e-commerce, use o remarketing dinâmico. Ofereça produtos semelhantes
ao visualizado pelo visitante anteriormente.
Remarketing
ou
Retargeting???
Porque anúnciar no YouTube
Segundo maior buscador do mundo.
Porque você só paga quando o usuário decidir assistir seu vídeo.
Porque o custo de visualização cobrado ainda é considerado baixo. Os custos por
visualizações geralmente são de R$ 0,15 a R$ 0,40.
Porque você pode segmentar os anúncios por idade, interesse, localização, sexo,
canais específicos ou pela busca de palavras-chave.
Anúncio de vídeo TrueView In-stream
Ele é reproduzido antes do vídeo que o usuário selecionou ser carregado. O internauta pode
optar em ignorar seu anúncio depois de cinco segundos ou continuar assistindo. Você só
pagará pelo anúncio se um espectador assistir a 30 segundos dele ou até o final do vídeo (o
que ocorrer antes).
Como vencer o Skip Ad?
Se por um lado, o grande trunfo da internet é justamente dar ao público a liberdade de poder
escolher o conteúdo que se quer consumir, por outro, esse comportamento gera um
enorme obstáculo para marcas e agências, que precisam quebrar a cabeça e utilizar muito
bem os primeiro cinco segundos do vídeo (quando o botão para pular o anúncio não está
disponível) para conseguir a atenção do público até o fim da mensagem.
Mais de 94% das pessoas pulam as
propagandas assim que o botão aparece.
Alguns cases
Uma pessoa aparece ao lado de um cachorro, controlando os cabos de uma bateria presas ao
animal. Evidentemente todos querem ver o desfecho do filme e saber se o cãozinho vai se
safar da suposta experiência. A ação aproveita para fazer doações para a instituição ASPCA
(Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade contra os Animais).
Taxa de
visualização de
26%
Anúncio de página TrueView em-display
Seu anúncio em vídeo em Display corresponde a uma imagem em miniatura e a um texto
exibido ao lado de vídeos semelhantes no YouTube. Só será necessário pagar quando um
usuário clicar e assistir a seu vídeo.
Anúncio TrueView em Display na pesquisa do YouTube
Seu anúncio em Display é exibido nos resultado de busca por vídeos, bem semelhante ao
procedimento do Google. Seu anúncio precisará ter conteúdo semelhante aos vídeos exibidos
nos resultados. Mais uma vez, só será necessário pagar pelo anúncio quando alguém clicar
para assisti-lo.
Anúncio de display no YouTube
Compra direta no YouTube
Home Page do Youtube
Formato: Vídeo Anúncio.
8 milhões de impressões por dia.
Vídeo de 15 segundos.
Todos os usuários verão o anúncio.
Investimento: R$140 a 200k
10 dicas para criar anúncios
“Uma boa segmentação sem um bom anúncio, não
vale de nada”
Fábio Prado
“Facebook é
só para
Branding!”
10 dicas para criar anúncios
Pinterest, Twitter, Instagram, e-mail e
Google + são alguns canais interessantes
para divulgar a sua loja. Porém, de todas
essas redes, o Facebook ainda se
destaca. Ele sozinho responde por 64%
da receita que vem das mídias sociais.
Fonte:http://www.businessinsider.com/social-commerce-2015-report-2015-
7?ref=techtout&utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+typepad%2Falleyinsider%2Fsilicon_alley_insider+%28Silicon+Alley+Insider%29
Até quando conseguimos não patrocinar ads no
facebook
Edge Rank - O algoritmo do Facebook
Cenário
Como os usuários possuem muitas conexões e excesso de informação, seria
muito difícil acompanhar o que todas as pessoas e páginas publicam. A
solução foi analisar as publicações e decidir o que vai ou não aparecer para
cada usuário através da criação desse algoritmo.
O algoritmo do Facebook leva em conta 3 grandes fatores: afinidade,
relevância e tempo.
Edge Rank - O algoritmo do Facebook
Afinidade
Já percebeu que as notícias de alguns amigos e páginas aparecem
muito mais do que outros? Isso acontece pela afinidade.
Através do quanto os dois lados interagem (visitando o perfil/página,
deixando mensagens no mural, visualizando fotos, curtindo,
comentando ou compartilhando), o Facebook determina um grau de
afinidade que tem grande peso nas publicações.
Edge Rank - O algoritmo do Facebook
Relevância
Assim que uma nova publicação é feita, apenas os que tem mais
afinidade visualizam. De acordo com a receptividade dessas pessoas
(o quanto clicam, curtem, comentam ou compartilham) a mensagem
vai sendo exibida para mais e mais pessoas.
Além disso, diferentes tipos de publicação possuem diferentes
relevâncias. De acordo com testes, as fotos e vídeos são mais
relevantes que textos e links, por exemplo.
Edge Rank - O algoritmo do Facebook
Tempo
Esse item não chega a ser uma surpresa. Mensagens mais novas
possuem prioridade e são exibidas à frente das mensagens mais
antigas.
Pontuação de relevância dos anúncios
Como funciona?
Depois que seu anúncio for visualizado mais
de 500 vezes, ele recebe uma nota. Essa
medida vai de 1 (pouco relevante) a 10 (muito
relevante).
A pontuação de relevância tem por base
comentários positivos ou negativos com
base no desempenho do anúncio. O cálculo é
feito de forma diferente pois depende do seu
objetivo.
Dica: Você pode ver a pontuação no gerenciador de
anúncios indo à campanhas e clicando em anúncios.
Pontuação de relevância dos anúncios
Um estudo com uma amostra de +
de 100.000 anúncios, mostrou que
quanto mais alto o índice de
relevância, mais barato o anúncio e
mais alto o CTR.
O índice tem sua importância, mas
não adianta de nada avaliar o
índice isoladamente. Leve em
consideração o resultado final de
acordo com o seu objetivo.
5 dicas: Pontuação de relevância dos anúncios
1.Seja específico no direcionamento: Se você direcionar a um público amplo, seu
anúncio poderá até ter um grande alcance, mas provavelmente não terá muita relevância. Tente
restringir o público por locais, idades, interesses e comportamentos específicos.
2.Use os Públicos Personalizados (remarketing, e-mails clientes,
Lookalike)
3.Leve em consideração a imagem e mensagem do seu anúncio: Pense
em como seu anúncio pode realmente impactar o seu público-alvo.
4.Atualize seu anúncio: Mesmo uma boa campanha tem seu período de veiculação com data
de validade. Com o passar do tempo o público que estava curtindo (dando likes) o seu anúncio pode
começar a achar ultrapassado e desinteressante. Obs*cegueira do banner.
5.Aprenda com testes
Qual é o seu objetivo de mídia - Segmentações
• Defina se objetivo
• Orçamento
• Local, idade, gênero, dados
demográficos, conexões
• Período de veiculação
• Interesses, comportamentos
• Dispositivos
• Posicionamento (feed notícias, barra da
direita)
• Otimização e definição de preços
• Tipo de veiculação (padrão, acelerada)
• Públicos Personalizados (remarketing,
base de clientes, Lookalike)
Qual é o seu objetivo de mídia - Segmentações
Like ads
Qual é o seu objetivo de mídia - Segmentações
Like ads (case)
O Burger King da Noruega queria mais
engajamento de seus fãs no Facebook.
A base formada por 38 mil likes foi
surpreendida com a ação criada pela Dist
Creative, de Oslo. Por meio da página no
Facebook, a rede de fast-food ofereceu um
sanduíche de graça deu seu principal
concorrente, o McDonald’s, para testar a
lealdade de seus fãs.
Qual é o seu objetivo de mídia - Segmentações
Like ads (case)
Quem optou por aceitar o voucher que
dava direito a um Big Mac foi banido da
página oficial do BK na Noruega. De 38
mil, a página passou para 8 mil fãs, que
segundo a empresa é mais valioso pois
são os verdadeiro fãs que trazem
engajamento e interatividade para a marca
de forma positiva.
Qual é o seu objetivo de mídia - Segmentações
Cliques no site (multi-produto)
Qual é o seu objetivo de mídia - Segmentações
Instalação de aplicativo
Qual é o seu objetivo de mídia - Segmentações
Visualização de vídeo
Qual é o seu objetivo de mídia - Segmentações
Captação de Lead
Antes de promover qualquer conteúdo no
Facebook. Lembre-se de que...
• Imagens não podem ter mais de 20% de texto.
• Ferramenta oficial para calcular porcentagem de texto:
https://www.facebook.com/ads/tools/text_overlay
Tamanho do público - Segmentado
Posicionamentos de anúncios
Diferentes CTRs, concorrências e preços
Anatomia do anúncio
Utilize a psicologia para destacar seus anúncios
Nós amamos olhar para rosto das pessoas. Porque reconhecimento facial e a
capacidade de ler emoções no rosto das pessoas são as ferramentas sociais finais.
– Exemplo: nosso desejo de encontrar rostos nas nuvens, em torradas, em Marte.
Faces são, portanto, uma ótima maneira de usar os processos naturais do cérebro
para captar a atenção de alguém.
1. Busque mostrar faces
Utilize a psicologia para destacar seus anúncios
Estamos sempre atraídos para as emoções de outras pessoas, especialmente em
seus rostos, então esta é uma ótima maneira de usar a técnica. As emoções
positivas são mais propensas para trabalhar nos anúncios do Facebook.
2. Utilize emoções
A força das palavras nos anúncios
Queremos respostas. Os seres humanos são
almas curiosas. Estamos constantemente
questionando por quê?
1. Porque
A força das palavras nos anúncios
Por que o “você” é tão poderoso? Porque faz você pensar em você. Nosso cérebro
é ativado especificamente ao ouvir ou pensar em nosso próprio nome. O "você" é o
mais próximo que chegamos de chamar a pessoa pelo nome.
2. Vôcê
Como seu cérebro é programado para processar a
cores
Ele pode significar perigo, ousadia e atração. Ele também simboliza sexo e amor,
ódio e raiva. Somos imediatamente atraídos para o vermelho, porque isso
normalmente significa algo muito bom ou muito ruim está prestes a acontecer.
1. Use vermelho para chamar a atenção
Como seu cérebro é programado para processar a
cores
Facebook usa azul, porque simboliza a confiança, integridade e eficiência.
Mas o azul é uma cor muito difícil de usar no Facebook, uma vez que não é fácil se
destacar. Fazer um anúncio totalmente azul significa que as pessoas podem se
confundir no feed.
2. Azul
Use e abuse dos relatórios
• O público feminino, obteve um custo por clique 9% maior que o masculino, um
custo por conversão 15% menor que o masculino e gerou 36 mais conversões
que o público masculino.
• Segmente seus anúncios em conjunto de anúncios diferentes para otimizar seus
resultados, separe por idade, sexo e por interesse.
• Faça o download dos dados e alimente sua planilha de gestão.
O que é Mídia Programática?
• Mídia Programática nada mais é que compra e venda de mídia através de uma
ferramenta automatizada. A única forma de compra é por CPM.
• Atua usando praticamente todas as redes de publicidade online, como a do
Google, Facebook, Microsoft, Yahoo, entre outras.
Cenário da Mídia Programática no Brasil
• Segundo o e-marketer, o gasto com mídia programática chegou a 9 milhões de
dólares em 2014, no Brasil. Para 2017, há a projeção de alcançar a casa dos 60
milhões.
• O uso de vídeos para a mídia programática deve ganhar mais espaço,
recebendo 40% do total de investimentos em vídeos digitais até 2016
A mídia programática irá me trazer resultados
parecidos com as minhas melhores mídias de
performance?
Não! Mas, Pode acontecer...
• Mídias de performance focam em usuários no final do funil, já a mídia
programática foca em usuários no início do funil. A comparação é injusta.
• A mídia programática precisa ser comparada com compra de mídia em redes de
display, negociações com portais, etc.
• As próprias métricas avaliadas são diferentes. De um lado se mede ROI e CPA e
de outro alcance, custo por engajamento e assistência a conversão.
Qual o benefício em negociar com essas
plataformas?
Para as agências: menos trabalho operacional e um aumento potencial da
cobertura em websites que condizem com o público-alvo. Otimização e gestão de
toda a campanha em um só lugar.
Para os publishers: monetizar o inventário não vendido pela equipe de vendas.
Qual a diferença básica entre anunciar no Google, Bing
e em mídia programática?
Qual o benefício em negociar com essas
plataformas?
Na realidade todos são mídia programática, ferramentas automatizadas, a diferença
de uma compra no Google AdWords Display e Display em programática é que no
segundo será comprado audiência ao invés de um espaço publicitário, isso ocorre
por conta do uso de dados na compra através de DMPs (Data Management
Plataforms), ou seja, empresas do mercado que entendem o comportamento do
consumidor e vendem esses dados, ex: Navegg, Tail Target.
Desafios da mídia programática
A frustração dos veículos com os preços de CPM e a
frustração dos anunciantes com visibilidade e falta de
inventário qualificado para veicular suas campanha.
“Ah! Esse negócio não funciona!”,
“Sem chance, não vou veicular em qualquer site.”
“Leiloar meu inventário? Só se for no rodapé.”
“Prefiro anunciar nos grandes portais. É mais seguro.”
“Não uso. Não quero desvalorizar meu inventário.”
Tchau amigos... Até a próxima!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

GMSC - Florianópolis - Aula introdução ao planejamento de mídia online
GMSC - Florianópolis - Aula introdução ao planejamento de mídia onlineGMSC - Florianópolis - Aula introdução ao planejamento de mídia online
GMSC - Florianópolis - Aula introdução ao planejamento de mídia online
grupodemidiasc
 
Workshop sobre Negócios Digitais
Workshop sobre Negócios DigitaisWorkshop sobre Negócios Digitais
Workshop sobre Negócios Digitais
Carol Merten
 
Bizcool O novo marketing
Bizcool   O novo marketingBizcool   O novo marketing
Bizcool O novo marketing
Bizcool | Escola Aceleradora
 
ESPM - Encontro 1
ESPM - Encontro 1ESPM - Encontro 1
ESPM - Encontro 1
Léo Brossa
 
Mídia Online - ESPM Marketing Digital - aula 9
Mídia Online - ESPM Marketing Digital - aula 9Mídia Online - ESPM Marketing Digital - aula 9
Mídia Online - ESPM Marketing Digital - aula 9
Luiz Felipe Barros
 
Marketing Digital - Aula 3
Marketing Digital - Aula 3Marketing Digital - Aula 3
Marketing Digital - Aula 3
GPA
 
Planejamento Estratégico Digital - Felipe Morais
Planejamento Estratégico Digital - Felipe MoraisPlanejamento Estratégico Digital - Felipe Morais
Planejamento Estratégico Digital - Felipe Morais
Integra Cursos
 
Proxxima Seletcions - Ebook Johnde tar
Proxxima Seletcions - Ebook Johnde tarProxxima Seletcions - Ebook Johnde tar
Proxxima Seletcions - Ebook Johnde tar
Lucas Modesto
 
Bizcool Facebook ads
Bizcool   Facebook adsBizcool   Facebook ads
Bizcool Facebook ads
Bizcool | Escola Aceleradora
 
Apresentação de Marketing Digital
Apresentação de Marketing DigitalApresentação de Marketing Digital
Apresentação de Marketing Digital
Jayme Ventricci Jr.
 
O que é inbound marketing?
O que é inbound marketing?O que é inbound marketing?
O que é inbound marketing?
Rodrigo Souto
 
Cases de SEO: SEO Camp 2009 / Willie Taminato
Cases de SEO: SEO Camp 2009 / Willie TaminatoCases de SEO: SEO Camp 2009 / Willie Taminato
Cases de SEO: SEO Camp 2009 / Willie Taminato
Willie Taminato
 
Formatos da Publicidade na Web
Formatos da Publicidade na WebFormatos da Publicidade na Web
Apresentação de inbound marketing - Ccube
Apresentação de inbound marketing - CcubeApresentação de inbound marketing - Ccube
Apresentação de inbound marketing - Ccube
Ccube - Agência Inteligente
 
Bizcool- Modelos de receita
Bizcool- Modelos de receitaBizcool- Modelos de receita
Bizcool- Modelos de receita
Bizcool | Escola Aceleradora
 
Marketing de conteúdo: cases de sucesso
Marketing de conteúdo: cases de sucessoMarketing de conteúdo: cases de sucesso
Marketing de conteúdo: cases de sucesso
Rock Content
 
Marketing Digital
Marketing DigitalMarketing Digital
Marketing Digital
Marcelo Negrini
 
O Marketing Mudou
O Marketing MudouO Marketing Mudou
O Marketing Mudou
flusao
 
Marketing Digital - UP Creative
Marketing Digital - UP CreativeMarketing Digital - UP Creative
Marketing Digital - UP Creative
UP Creative
 
Engajamento Online 2019
Engajamento Online 2019Engajamento Online 2019
Engajamento Online 2019
Isaac Trabuco
 

Mais procurados (20)

GMSC - Florianópolis - Aula introdução ao planejamento de mídia online
GMSC - Florianópolis - Aula introdução ao planejamento de mídia onlineGMSC - Florianópolis - Aula introdução ao planejamento de mídia online
GMSC - Florianópolis - Aula introdução ao planejamento de mídia online
 
Workshop sobre Negócios Digitais
Workshop sobre Negócios DigitaisWorkshop sobre Negócios Digitais
Workshop sobre Negócios Digitais
 
Bizcool O novo marketing
Bizcool   O novo marketingBizcool   O novo marketing
Bizcool O novo marketing
 
ESPM - Encontro 1
ESPM - Encontro 1ESPM - Encontro 1
ESPM - Encontro 1
 
Mídia Online - ESPM Marketing Digital - aula 9
Mídia Online - ESPM Marketing Digital - aula 9Mídia Online - ESPM Marketing Digital - aula 9
Mídia Online - ESPM Marketing Digital - aula 9
 
Marketing Digital - Aula 3
Marketing Digital - Aula 3Marketing Digital - Aula 3
Marketing Digital - Aula 3
 
Planejamento Estratégico Digital - Felipe Morais
Planejamento Estratégico Digital - Felipe MoraisPlanejamento Estratégico Digital - Felipe Morais
Planejamento Estratégico Digital - Felipe Morais
 
Proxxima Seletcions - Ebook Johnde tar
Proxxima Seletcions - Ebook Johnde tarProxxima Seletcions - Ebook Johnde tar
Proxxima Seletcions - Ebook Johnde tar
 
Bizcool Facebook ads
Bizcool   Facebook adsBizcool   Facebook ads
Bizcool Facebook ads
 
Apresentação de Marketing Digital
Apresentação de Marketing DigitalApresentação de Marketing Digital
Apresentação de Marketing Digital
 
O que é inbound marketing?
O que é inbound marketing?O que é inbound marketing?
O que é inbound marketing?
 
Cases de SEO: SEO Camp 2009 / Willie Taminato
Cases de SEO: SEO Camp 2009 / Willie TaminatoCases de SEO: SEO Camp 2009 / Willie Taminato
Cases de SEO: SEO Camp 2009 / Willie Taminato
 
Formatos da Publicidade na Web
Formatos da Publicidade na WebFormatos da Publicidade na Web
Formatos da Publicidade na Web
 
Apresentação de inbound marketing - Ccube
Apresentação de inbound marketing - CcubeApresentação de inbound marketing - Ccube
Apresentação de inbound marketing - Ccube
 
Bizcool- Modelos de receita
Bizcool- Modelos de receitaBizcool- Modelos de receita
Bizcool- Modelos de receita
 
Marketing de conteúdo: cases de sucesso
Marketing de conteúdo: cases de sucessoMarketing de conteúdo: cases de sucesso
Marketing de conteúdo: cases de sucesso
 
Marketing Digital
Marketing DigitalMarketing Digital
Marketing Digital
 
O Marketing Mudou
O Marketing MudouO Marketing Mudou
O Marketing Mudou
 
Marketing Digital - UP Creative
Marketing Digital - UP CreativeMarketing Digital - UP Creative
Marketing Digital - UP Creative
 
Engajamento Online 2019
Engajamento Online 2019Engajamento Online 2019
Engajamento Online 2019
 

Destaque

MíDia Aula 01
MíDia   Aula 01MíDia   Aula 01
MíDia Aula 01
Douglas Miquelof
 
Plano aula midia_digital_tv_escola_keilens
Plano aula midia_digital_tv_escola_keilensPlano aula midia_digital_tv_escola_keilens
Plano aula midia_digital_tv_escola_keilens
keilens
 
Workshop Briefing
Workshop BriefingWorkshop Briefing
Workshop Briefing
Rae MP
 
Aula 3 briefing midia
Aula 3  briefing midiaAula 3  briefing midia
Aula 3 briefing midia
famecos2013B
 
Boticário - Briefing Apresentação
Boticário - Briefing ApresentaçãoBoticário - Briefing Apresentação
Boticário - Briefing Apresentação
Lorraine Monteiro
 
MíDia Aula 03
MíDia   Aula 03MíDia   Aula 03
MíDia Aula 03
Douglas Miquelof
 
Briefing e roteiro de mídia
Briefing e roteiro de mídiaBriefing e roteiro de mídia
Briefing e roteiro de mídia
profjucavalcante
 
Planejamento de mídia
Planejamento de mídiaPlanejamento de mídia
Planejamento de mídia
Thiago D. Faria
 
MíDia Aula 08
MíDia   Aula 08MíDia   Aula 08
MíDia Aula 08
Douglas Miquelof
 
Mídia - Aula 05
Mídia - Aula 05Mídia - Aula 05
Mídia - Aula 05
Fernando Alves
 
MíDia Aula 10
MíDia   Aula 10MíDia   Aula 10
MíDia Aula 10
Douglas Miquelof
 
Mídia - Aula 04
Mídia - Aula 04Mídia - Aula 04
Mídia - Aula 04
Fernando Alves
 
Aula Mídia IELUSC - Mídias Extensivas
Aula Mídia IELUSC - Mídias ExtensivasAula Mídia IELUSC - Mídias Extensivas
Aula Mídia IELUSC - Mídias Extensivas
Lucas Pelaez
 
Exemplo planejamento midia on line
Exemplo  planejamento midia on lineExemplo  planejamento midia on line
Exemplo planejamento midia on line
famecos2014
 
Planejamento de Mídia - Mídias alternativas
Planejamento de Mídia - Mídias alternativasPlanejamento de Mídia - Mídias alternativas
Planejamento de Mídia - Mídias alternativas
Rafael Motafer
 
Mídia - Aula 06
Mídia - Aula 06Mídia - Aula 06
Mídia - Aula 06
Fernando Alves
 
GMSC - Joinville - Aula de Mídia Online
GMSC - Joinville - Aula de Mídia Online GMSC - Joinville - Aula de Mídia Online
GMSC - Joinville - Aula de Mídia Online
grupodemidiasc
 
Penalty 2008
Penalty 2008Penalty 2008
MíDia Aula 05
MíDia   Aula 05MíDia   Aula 05
MíDia Aula 05
Douglas Miquelof
 
Mídia - 5º - Aula 02
Mídia - 5º - Aula 02Mídia - 5º - Aula 02
Mídia - 5º - Aula 02
Fernando Alves
 

Destaque (20)

MíDia Aula 01
MíDia   Aula 01MíDia   Aula 01
MíDia Aula 01
 
Plano aula midia_digital_tv_escola_keilens
Plano aula midia_digital_tv_escola_keilensPlano aula midia_digital_tv_escola_keilens
Plano aula midia_digital_tv_escola_keilens
 
Workshop Briefing
Workshop BriefingWorkshop Briefing
Workshop Briefing
 
Aula 3 briefing midia
Aula 3  briefing midiaAula 3  briefing midia
Aula 3 briefing midia
 
Boticário - Briefing Apresentação
Boticário - Briefing ApresentaçãoBoticário - Briefing Apresentação
Boticário - Briefing Apresentação
 
MíDia Aula 03
MíDia   Aula 03MíDia   Aula 03
MíDia Aula 03
 
Briefing e roteiro de mídia
Briefing e roteiro de mídiaBriefing e roteiro de mídia
Briefing e roteiro de mídia
 
Planejamento de mídia
Planejamento de mídiaPlanejamento de mídia
Planejamento de mídia
 
MíDia Aula 08
MíDia   Aula 08MíDia   Aula 08
MíDia Aula 08
 
Mídia - Aula 05
Mídia - Aula 05Mídia - Aula 05
Mídia - Aula 05
 
MíDia Aula 10
MíDia   Aula 10MíDia   Aula 10
MíDia Aula 10
 
Mídia - Aula 04
Mídia - Aula 04Mídia - Aula 04
Mídia - Aula 04
 
Aula Mídia IELUSC - Mídias Extensivas
Aula Mídia IELUSC - Mídias ExtensivasAula Mídia IELUSC - Mídias Extensivas
Aula Mídia IELUSC - Mídias Extensivas
 
Exemplo planejamento midia on line
Exemplo  planejamento midia on lineExemplo  planejamento midia on line
Exemplo planejamento midia on line
 
Planejamento de Mídia - Mídias alternativas
Planejamento de Mídia - Mídias alternativasPlanejamento de Mídia - Mídias alternativas
Planejamento de Mídia - Mídias alternativas
 
Mídia - Aula 06
Mídia - Aula 06Mídia - Aula 06
Mídia - Aula 06
 
GMSC - Joinville - Aula de Mídia Online
GMSC - Joinville - Aula de Mídia Online GMSC - Joinville - Aula de Mídia Online
GMSC - Joinville - Aula de Mídia Online
 
Penalty 2008
Penalty 2008Penalty 2008
Penalty 2008
 
MíDia Aula 05
MíDia   Aula 05MíDia   Aula 05
MíDia Aula 05
 
Mídia - 5º - Aula 02
Mídia - 5º - Aula 02Mídia - 5º - Aula 02
Mídia - 5º - Aula 02
 

Semelhante a Inbox - Compra de mídia online

Fundamentos da mídia online professora bia
Fundamentos da mídia online   professora biaFundamentos da mídia online   professora bia
Fundamentos da mídia online professora bia
Barbara Beatriz Santos
 
Apresentação de estratégias de Marketing Digital.pptx
Apresentação de estratégias de Marketing Digital.pptxApresentação de estratégias de Marketing Digital.pptx
Apresentação de estratégias de Marketing Digital.pptx
SEDUC cursos técnicos
 
Espm midia online_lf_aula2
Espm midia online_lf_aula2Espm midia online_lf_aula2
Espm midia online_lf_aula2
Bruno Kaneoya
 
Rio Info 2015 - Mídia Programática – por onde começar - Bruno costa
Rio Info 2015 - Mídia Programática – por onde começar - Bruno costaRio Info 2015 - Mídia Programática – por onde começar - Bruno costa
Rio Info 2015 - Mídia Programática – por onde começar - Bruno costa
Rio Info
 
TRÁFEGO PAGO: APRENDA TODOS OS SEGREDOS PARA CONSEGUIR OS RESULTADOS DOS SEUS...
TRÁFEGO PAGO: APRENDA TODOS OS SEGREDOS PARA CONSEGUIR OS RESULTADOS DOS SEUS...TRÁFEGO PAGO: APRENDA TODOS OS SEGREDOS PARA CONSEGUIR OS RESULTADOS DOS SEUS...
TRÁFEGO PAGO: APRENDA TODOS OS SEGREDOS PARA CONSEGUIR OS RESULTADOS DOS SEUS...
Conveerto
 
Anuncios no Google
Anuncios no GoogleAnuncios no Google
Anuncios no Google
Lógica Digital
 
Financiamento Audiovisual/Financiamento Privado - Cris Orlandi - Jul 2014
Financiamento Audiovisual/Financiamento Privado - Cris Orlandi - Jul 2014 Financiamento Audiovisual/Financiamento Privado - Cris Orlandi - Jul 2014
Financiamento Audiovisual/Financiamento Privado - Cris Orlandi - Jul 2014
Cultura e Mercado
 
COMO GANHAR DINHEIRO NO TRAFEGO PAGO.pdf
COMO GANHAR DINHEIRO NO TRAFEGO PAGO.pdfCOMO GANHAR DINHEIRO NO TRAFEGO PAGO.pdf
COMO GANHAR DINHEIRO NO TRAFEGO PAGO.pdf
ViniciusMiranda70
 
3 razões para investir em marketing digital
3 razões para investir em marketing digital3 razões para investir em marketing digital
3 razões para investir em marketing digital
Senior Consultoria em Gestão e Marketing
 
Curso básico de midia
Curso básico de midiaCurso básico de midia
Curso básico de midia
Stanley Domeniquini
 
Workshop sobre Marketing Digital
Workshop sobre Marketing Digital Workshop sobre Marketing Digital
Workshop sobre Marketing Digital
Carol Merten
 
Workshop marketing digital
Workshop marketing digitalWorkshop marketing digital
Workshop marketing digital
Carol Merten
 
Não invista no Google Adwords antes de ver essa Apresentação.
Não invista no Google Adwords antes de ver essa Apresentação.Não invista no Google Adwords antes de ver essa Apresentação.
Não invista no Google Adwords antes de ver essa Apresentação.
Tiago Tessmann
 
Plano de mkt digital conceitos e exemplos
Plano de mkt digital conceitos e exemplosPlano de mkt digital conceitos e exemplos
Plano de mkt digital conceitos e exemplos
Phlávia Fernandes
 
[ESPM] Planejamento de Mídia Online
[ESPM] Planejamento de Mídia Online[ESPM] Planejamento de Mídia Online
[ESPM] Planejamento de Mídia Online
Leonardo Longo
 
Marketing Digital por Edm2
Marketing Digital por Edm2Marketing Digital por Edm2
Marketing Digital por Edm2
Edson Martins da Rosa Junior
 
Marketing e empreendedorismo digital
Marketing e empreendedorismo digitalMarketing e empreendedorismo digital
Marketing e empreendedorismo digital
Marcos Basilio
 
Marketing - Marketing Digital - Marketing
Marketing - Marketing Digital - MarketingMarketing - Marketing Digital - Marketing
Marketing - Marketing Digital - Marketing
SilvioAntnio1
 
Como Acelerar os Negócios via Marketing Digital
Como Acelerar os Negócios via Marketing DigitalComo Acelerar os Negócios via Marketing Digital
Como Acelerar os Negócios via Marketing Digital
Leonardo Neves
 
Cara a cara 2013 cris alessi
Cara a cara 2013   cris alessiCara a cara 2013   cris alessi
Cara a cara 2013 cris alessi
Cris Alessi
 

Semelhante a Inbox - Compra de mídia online (20)

Fundamentos da mídia online professora bia
Fundamentos da mídia online   professora biaFundamentos da mídia online   professora bia
Fundamentos da mídia online professora bia
 
Apresentação de estratégias de Marketing Digital.pptx
Apresentação de estratégias de Marketing Digital.pptxApresentação de estratégias de Marketing Digital.pptx
Apresentação de estratégias de Marketing Digital.pptx
 
Espm midia online_lf_aula2
Espm midia online_lf_aula2Espm midia online_lf_aula2
Espm midia online_lf_aula2
 
Rio Info 2015 - Mídia Programática – por onde começar - Bruno costa
Rio Info 2015 - Mídia Programática – por onde começar - Bruno costaRio Info 2015 - Mídia Programática – por onde começar - Bruno costa
Rio Info 2015 - Mídia Programática – por onde começar - Bruno costa
 
TRÁFEGO PAGO: APRENDA TODOS OS SEGREDOS PARA CONSEGUIR OS RESULTADOS DOS SEUS...
TRÁFEGO PAGO: APRENDA TODOS OS SEGREDOS PARA CONSEGUIR OS RESULTADOS DOS SEUS...TRÁFEGO PAGO: APRENDA TODOS OS SEGREDOS PARA CONSEGUIR OS RESULTADOS DOS SEUS...
TRÁFEGO PAGO: APRENDA TODOS OS SEGREDOS PARA CONSEGUIR OS RESULTADOS DOS SEUS...
 
Anuncios no Google
Anuncios no GoogleAnuncios no Google
Anuncios no Google
 
Financiamento Audiovisual/Financiamento Privado - Cris Orlandi - Jul 2014
Financiamento Audiovisual/Financiamento Privado - Cris Orlandi - Jul 2014 Financiamento Audiovisual/Financiamento Privado - Cris Orlandi - Jul 2014
Financiamento Audiovisual/Financiamento Privado - Cris Orlandi - Jul 2014
 
COMO GANHAR DINHEIRO NO TRAFEGO PAGO.pdf
COMO GANHAR DINHEIRO NO TRAFEGO PAGO.pdfCOMO GANHAR DINHEIRO NO TRAFEGO PAGO.pdf
COMO GANHAR DINHEIRO NO TRAFEGO PAGO.pdf
 
3 razões para investir em marketing digital
3 razões para investir em marketing digital3 razões para investir em marketing digital
3 razões para investir em marketing digital
 
Curso básico de midia
Curso básico de midiaCurso básico de midia
Curso básico de midia
 
Workshop sobre Marketing Digital
Workshop sobre Marketing Digital Workshop sobre Marketing Digital
Workshop sobre Marketing Digital
 
Workshop marketing digital
Workshop marketing digitalWorkshop marketing digital
Workshop marketing digital
 
Não invista no Google Adwords antes de ver essa Apresentação.
Não invista no Google Adwords antes de ver essa Apresentação.Não invista no Google Adwords antes de ver essa Apresentação.
Não invista no Google Adwords antes de ver essa Apresentação.
 
Plano de mkt digital conceitos e exemplos
Plano de mkt digital conceitos e exemplosPlano de mkt digital conceitos e exemplos
Plano de mkt digital conceitos e exemplos
 
[ESPM] Planejamento de Mídia Online
[ESPM] Planejamento de Mídia Online[ESPM] Planejamento de Mídia Online
[ESPM] Planejamento de Mídia Online
 
Marketing Digital por Edm2
Marketing Digital por Edm2Marketing Digital por Edm2
Marketing Digital por Edm2
 
Marketing e empreendedorismo digital
Marketing e empreendedorismo digitalMarketing e empreendedorismo digital
Marketing e empreendedorismo digital
 
Marketing - Marketing Digital - Marketing
Marketing - Marketing Digital - MarketingMarketing - Marketing Digital - Marketing
Marketing - Marketing Digital - Marketing
 
Como Acelerar os Negócios via Marketing Digital
Como Acelerar os Negócios via Marketing DigitalComo Acelerar os Negócios via Marketing Digital
Como Acelerar os Negócios via Marketing Digital
 
Cara a cara 2013 cris alessi
Cara a cara 2013   cris alessiCara a cara 2013   cris alessi
Cara a cara 2013 cris alessi
 

Último

AON Festa de Final de Ano | Projeto vencedor de concorrência
AON Festa de Final de Ano | Projeto vencedor de concorrênciaAON Festa de Final de Ano | Projeto vencedor de concorrência
AON Festa de Final de Ano | Projeto vencedor de concorrência
Jonas Jaeger
 
Allergan | Roadshow | Eventos em clínicas médicas
Allergan | Roadshow | Eventos em clínicas médicasAllergan | Roadshow | Eventos em clínicas médicas
Allergan | Roadshow | Eventos em clínicas médicas
Jonas Jaeger
 
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...
CalerieLife Brasil
 
Trabalho de Branding (etapa 1) - Havaianas
Trabalho de Branding (etapa 1) - HavaianasTrabalho de Branding (etapa 1) - Havaianas
Trabalho de Branding (etapa 1) - Havaianas
giovannamezavilla
 
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdf
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdfApresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdf
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdf
CalerieLife Brasil
 
Coleção Origens .
Coleção Origens                          .Coleção Origens                          .
Coleção Origens .
mktjan
 
Allergan | Convenção de Vendas | Projeto vencedor de concorrência
Allergan | Convenção de Vendas | Projeto vencedor de concorrênciaAllergan | Convenção de Vendas | Projeto vencedor de concorrência
Allergan | Convenção de Vendas | Projeto vencedor de concorrência
Jonas Jaeger
 
Checklist de Inspeção Predial - Enchentes no RS
Checklist de Inspeção Predial - Enchentes no RSChecklist de Inspeção Predial - Enchentes no RS
Checklist de Inspeção Predial - Enchentes no RS
sindiconet
 
Corteva | Plano de Incentivo | Projeto vencedor de concorrência
Corteva | Plano de Incentivo | Projeto vencedor de concorrênciaCorteva | Plano de Incentivo | Projeto vencedor de concorrência
Corteva | Plano de Incentivo | Projeto vencedor de concorrência
Jonas Jaeger
 
Nestlé | Brand Plan Nestronutri | Publicis
Nestlé | Brand Plan Nestronutri | PublicisNestlé | Brand Plan Nestronutri | Publicis
Nestlé | Brand Plan Nestronutri | Publicis
Jonas Jaeger
 
Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024
Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024
Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024
CalerieLife Brasil
 
MAPFRE | Evento Liderança | Projeto vencedor de concorrência
MAPFRE | Evento Liderança | Projeto vencedor de concorrênciaMAPFRE | Evento Liderança | Projeto vencedor de concorrência
MAPFRE | Evento Liderança | Projeto vencedor de concorrência
Jonas Jaeger
 

Último (12)

AON Festa de Final de Ano | Projeto vencedor de concorrência
AON Festa de Final de Ano | Projeto vencedor de concorrênciaAON Festa de Final de Ano | Projeto vencedor de concorrência
AON Festa de Final de Ano | Projeto vencedor de concorrência
 
Allergan | Roadshow | Eventos em clínicas médicas
Allergan | Roadshow | Eventos em clínicas médicasAllergan | Roadshow | Eventos em clínicas médicas
Allergan | Roadshow | Eventos em clínicas médicas
 
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...
 
Trabalho de Branding (etapa 1) - Havaianas
Trabalho de Branding (etapa 1) - HavaianasTrabalho de Branding (etapa 1) - Havaianas
Trabalho de Branding (etapa 1) - Havaianas
 
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdf
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdfApresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdf
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdf
 
Coleção Origens .
Coleção Origens                          .Coleção Origens                          .
Coleção Origens .
 
Allergan | Convenção de Vendas | Projeto vencedor de concorrência
Allergan | Convenção de Vendas | Projeto vencedor de concorrênciaAllergan | Convenção de Vendas | Projeto vencedor de concorrência
Allergan | Convenção de Vendas | Projeto vencedor de concorrência
 
Checklist de Inspeção Predial - Enchentes no RS
Checklist de Inspeção Predial - Enchentes no RSChecklist de Inspeção Predial - Enchentes no RS
Checklist de Inspeção Predial - Enchentes no RS
 
Corteva | Plano de Incentivo | Projeto vencedor de concorrência
Corteva | Plano de Incentivo | Projeto vencedor de concorrênciaCorteva | Plano de Incentivo | Projeto vencedor de concorrência
Corteva | Plano de Incentivo | Projeto vencedor de concorrência
 
Nestlé | Brand Plan Nestronutri | Publicis
Nestlé | Brand Plan Nestronutri | PublicisNestlé | Brand Plan Nestronutri | Publicis
Nestlé | Brand Plan Nestronutri | Publicis
 
Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024
Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024
Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024
 
MAPFRE | Evento Liderança | Projeto vencedor de concorrência
MAPFRE | Evento Liderança | Projeto vencedor de concorrênciaMAPFRE | Evento Liderança | Projeto vencedor de concorrência
MAPFRE | Evento Liderança | Projeto vencedor de concorrência
 

Inbox - Compra de mídia online

  • 1.
  • 3. O que é mídia online?
  • 4. Mídia on não é só Google e Facebook.
  • 5. O Brasileiro passa mais tempo online do que em qualquer outra mídia Navegar na Internet 2,9 horas/dia 1,3 horas/dia Ver TV 0,6 horas/dia Escutar Rádio 0,4 horas/dia Ler Imprensa
  • 6. Se conectam a qualquer hora, em qualquer lugar No Banheiro 18% Ao Acordar 29% No Trabalho 60% Em Casa 78% Fazendo Compras 34% No Trânsito 60% Ao Adormecer 45% Restaurantes/Cafés 44%
  • 7. As pessoas usam a internet pelo mesmo motivo que ele assiste TV, ouve rádio ou lê jornal e revistas.
  • 8. Na internet, estamos em busca de informação, entretenimento e diversão. Correto!?
  • 9. Agora, alguém ai gosta de ser interrompindo quando está fazendo alguma dessas coisas?
  • 10. Não! Ninguém mesmo!!! Afinal, não ligamos a TV ou rádio, abre um revista para ver propaganda.
  • 11. Portanto, até mesmo na internet, temos que ser relevantes ao conteúdo.
  • 12. É uma pena que nem todos anunciantes são relevantes com sua comunicação.
  • 13. Tipos de mídia Mídia paga Mídia contratada pela marca Mídia ganha Repercussão gratuita Mídia proprietária Canais proprietários
  • 14. Paid media ou Mídia Paga Nela a empresa paga pelo espaço para ter sua mensagem veiculada aos consumidores, por exemplo: TV, banner portal internet, ponta de gôndola do supermercado, uniforme time de futebol.
  • 15. Owned media ou Mídia própria São os canais de comunicação que a empresa possui, como site da empresa, páginas nas redes sociais, canal YouTube, jornais internos, parede lojas, caminhões de transporte, uniforme equipes, assinatura de e- mails.
  • 16. Earned media ou mídia ganha São todas as manifestações de outras pessoas sobre a marca. Positivas ou negativas, as menções à marca feita por terceiros são earned media.
  • 17. A coca cola é um exemplo de mídia própria e mídia ganha bem aproveitada. Ao utilizar a embalagem para colocar nomes de pessoas, a marca conseguiu imenso engajamento.
  • 18. Por que investir em mídia online?
  • 19. •Aumento contínuo de consumidores online. •Aproximar-se dos consumidores em todo ciclo de decisão. •Custo x benefício •Rapidez e flexibilidade •Alto poder de segmentação •Mensuração precisa de resultados
  • 20. Os número não mentem • Fonte: IAB Brasil e comScore. Número de investimento em mídia online 2014-2015. Link .
  • 21. A mídia online deve ser questionada!
  • 22. •Em mídia online de que vale levar um milhão de visitantes ao site do cliente e não gerar conversões? •Alguns quesitos como métricas e segmentação são oferecidos no mundo online e podem e devem ser usados, porém com moderação! •Outro erro frequente é a questão de métricas, novamente, veja o todo e não só o parcial. •Mídia online não faz milagre – De quem é a responsabilidade do resultado? Site? Mídia?
  • 23. Qualquer ação de mídia online, requer basicamente duas palavras. Cuidado! Pois, não existe receita Depende Teste
  • 24. Carência de profissionais de mídia Fonte: http://www.publiminas.com/2014/01/o-apagao-de-profissionais-da-nada-sexy-midia/
  • 25. O profissional de marketing Digital desejado
  • 26. Antes de começar um plano de mídia, o que é importante ter em mente?
  • 27.
  • 28. Um objetivo de marketing é aquilo que você que alcançar por meio de atividades de marketing, ao longo de um certo período de tempo. Afinal, o objetivo final é a conversão!
  • 29. •Mas, o cliente quer... •Aumentar a visibilidade e conhecimento da marca. •Aumentar visitas no site. •Aumentar a taxa de conversão do site. •Aumentar as vendas. •Reduzir o custo por visitante. •Reduzir os custos por venda. •Ter ROI (retorno de investimento de 10).
  • 30. Assim é o dia a dia do profissional de mídia.
  • 32. Para que serve um briefing? Organizar e disponibilizar informações certas. Direcionar e delimitar o trabalho. Fundamentar e sustentar a ação publicitária.
  • 33. Como fica o planejamento de mídia? Envolve essencialmente 3 atividades básicas 1. Entender o problema do anunciante e o seu ambiente mercadológico. 2. Transformar os objetivos mercadológicos em objetivos (prioridades) de mídia. 3. Definir uma solução estratégica de mídia que atenda os objetivos estabelecidos.
  • 34. Um objetivo de marketing é aquilo que você que alcançar por meio de atividades de marketing, ao longo de um certo período de tempo. Afinal, o objetivo final é a conversão!
  • 35. Conhecer os hábitos do consumidor é fundamental para uma abordagem relevante
  • 36. Fontes secundárias Algumas fontes de informações para auxiliar o planejamento de mídia. • www.ibope.com.br/ • www.cenp.com.br/index.php • iabbrasil.net/ • www.emarketer.com/ • www.ecommercenews.com.br • www.e-commerce.org.br • www.mundodomarketing.com.br • www.mobilemarketingmagazine.co.uk/ • www.navegg.com/
  • 37. É o mídia kit?
  • 38. Mídia kit na integra O Mídia Kit é uma apresentação com uma nomenclatura específica focado em veiculação de mídia. Os representantes dos veículos de comunicação os utilizam para fazer apresentações para agências e clientes finais. É neste documento que você vai demonstrar todas as suas qualidades e o seu potencial como um negócio rentável. Os mídia kits não possuem um formato específico, podem ser desenvolvidos em forma de slides, pdf ou podem ser disponibilizados na própria página da empresa.
  • 45. Veja onde você deve ter muita atenção Site Editoria Formato Unidade Audiência no período Visibilidade Sugerida Impressões Totais (Estimado) % Visibilidade Custo UnitárioTabela Custo Total Tabela % Desconto Valor Negociado Total C.P.M DHTML DIÁRIA 500.000 2 500.000 100% R$ 120.000,00 R$ 240.000,00 90% R$ 24.000,00 48,00R$ HALF PAGE AD DIÁRIA 1.000.000 2 500.000 50% R$ 90.000,00 R$ 180.000,00 90% R$ 18.000,00 18,00R$ ESPORTE, EMPREGO, NOTÍCIAS SUPERLIDERBORD IMPRESSÕES 30.000.000 3.000.000 3.000.000 10% R$ 90,00 R$ 270.000,00 90% R$ 27.000,00 0,90R$ Total 4.000.000 R$ 690.000,00 R$ 69.000,00 4.000.000 R$ 690.000,00 R$ 69.000,00 % desconto: 90% R$ 17,25 Valor Negociado: CPM Médio Resumo da Proposta Total de Impressões: Valor Tabela: SITE XYZ Home
  • 46. A sopa de letrinhas da mídia online
  • 47. KPI é uma sigla para a expressão em inglês Key Performance Indicator, que, em bom dialeto tupiniquim, quer dizer: “Isso está dando certo?” KPI’s são dados diretamente ligados à performance de uma estratégia. Métricas são dados que refletem comportamentos, ex: quantidade de acessos no site, custo por clique, taxa de cliques. Métricas x KPIs KPI
  • 48. São coisas distintas! Muita gente costuma confundir KPI com métrica.
  • 49. Egométricas: são “Métricas que dão orgulho, mas não pagam as contas”. Conrado Adolpho.
  • 50. Inventário ou audiência é o total de impressões de um site, página ou canal. Ex: O portal uai, tem um inventário de 1 milhão de page views por dia na home. Visibilidade é o percentual do inventário a ser comprado. Inventário e visibilidade
  • 51. Custo por... por mil (C.P.M) é o valor que o anunciante paga a cada mil visualizações de seu anúncio. A maioria dos veículos trabalha com este formato de pagamento, ex: Globo; Terra; UAI; IG... por clique (C.P.C) é o valor pago por um clique. Ex: comparadores de preço, buscadores e até portais. por dia (C.P.D) é uma taxa fixa por dia de anúncio. Ex: pop-up, DHTLM.
  • 52. CTR – Taxa de cliques (Click-Through Rate) é o número de cliques recebidos por seu anúncio dividido pelo número de vezes que ele é exibido (impressões). Exemplo Nº impressões anúncios CTR (%) Nº cliques 5.000.000 0,10% 5.000 5.000.000 0,30% 15.000
  • 53. Qual banner teve a melhor taxa de cliques? 0,07% Em 1 MM impressões = 70 cliques 0,67% Em 1 MM impressões = 670 cliques
  • 54. O que é uma taxa de cliques boa? Índice Display Buscas Médio 0,01% a 0,05% 1,00% a 2,99% Bom 0,06% a 0,20% 3,00% a 4,99% Muito bom mais de 0,20% mais de 5,00% Parâmetros de taxa de cliques - CTR
  • 55.
  • 56. Taxa de conversão É a maneira de medir ações importantes do usuário no pós clique. Taxa de Conversão = Número de Vendas / Total de Visitas Tipos de Conversão (Olá cliente, obrigado por...) • Fazer uma compra • Fazer um cadastro • Preencher um formulário • Pedir um orçamento • Fazer um download • Visitar uma página importante Se a taxa de conversão do seu site é de 1%, aumentando em mais 1 ponto essa taxa, você dobra a sua receita sem gastar NADA em publicidade.
  • 57. Não erre na hora de contratar a mídia online
  • 58. Existem muitas formas de pagar o serviço de mídia online Pague um percentual sobre o valor investido (tradicional). De 10% a 20% sobre o valor investido. Fee mensal.ex: quanto custa a hora do seu funcionário + seu lucro. Por performance (difícil), mas possível). Ex: 0,05% por produto vendido. Obs* em todos os casos, é comum se cobrar o set up.
  • 59. Evitem planos de mídiaAgora, quando vejo empresas e pessoas cobrando pela prestação de serviço de mídia online por “planos” ou “pacotes” engessados, sinto dor no meu útero. André Pierazoli
  • 60.
  • 61.
  • 62.
  • 63. • Grande parte dos anúncios online são adquiridos ‘programaticamente’, ou seja, através de um software que encontra locais em que o tráfego esteja de acordo com o plano de mídia do cliente. Só que os ‘robôs’ que compram o tráfego não sabem identificar os outros ‘robôs’ que visitam o site para gerar visitas falsas. • Ou seja, mais de um terço do valor investido em campanhas online está basicamente sendo jogado fora.
  • 64. Relatórios – Como entregamos valor Saiba para quem você irá apresentar o relatório. Ex: analista ou diretoria.
  • 65. Relatórios – Como entregamos valor Demonstre somente o necessário. Seja sucinto.
  • 66. Relatórios – Como entregamos valor Apresente o KPIs por canal e dê um panorama geral.
  • 67. Relatórios – Como entregamos valor Faça previsões dos resultados para o futuro.
  • 68. Relatórios – Como entregamos valor Qual o percentual de meta atingida. Quanto do orçamento foi utilizado?
  • 70. SEM – marketing de Pesquisa PPC – Pay per click Links patrocinados • Relevância (Quality Score) • Segmentação precisa • Alto custo (campanha mal segmentadas) • Mercados inflacionados • Altas concorrência em algumas palavras. • Resultado no curto prazo SEO - Search Engine Optimization Otimização Mecanismos de Busca • Relevância (Page Rank) • Credibilidade • “Gratuito” • Indexação do Google • Tempo de Implementação maior • Resultados a médio e longo prazo
  • 71. Como funciona a busca paga no Google? Índice de Qualidade
  • 72. Como funciona a busca paga no Google? Quanto maior o índice de qualidade, menor será o lance necessário para um bom posicionamento no Google.
  • 73. Como funciona a busca paga no Google? O principais componentes do Índice de qualidade.
  • 74. Como funciona a busca paga no Google? Alta Exposição Muitos Cliques Alto CTR Baixo CPC Lance Alto
  • 76. Share dos buscadores no Brasil 91% 4% 3%
  • 77. O que são links patrocinados? Anúncio em formato de texto. O anunciante paga apenas quando um usuário clica no anúncio. (CPC – custo por clique) Anunciante determina quanto quer investir por dia. Alterações no anúncio, segmentação e investimento a qualquer momento.
  • 78. Porque tantos players fazem links patrocinados?
  • 79. Quem é esse tal de Google Adwords? É hoje a principal ferramenta de publicidade online do mundo e representa mais de 90% do faturamento do Google. Lançado em 2005, o Google AdWords iniciou a operação apenas com a possibilidade de criar campanhas na rede de pesquisa no Google, o que chamamos hoje de Links Patrocinados. Ao longo destes 10 anos, a ferramenta evoluiu bastante. Hoje, podemos criar campanhas de marketing na Rede de Pesquisa do Google, na Rede de Display, no YouTube e também traçar estratégias de Remarketing.
  • 80. Por que a maioria das empresas fracassam no Adwords? [Crença] Retorno imediato. Muitas alterações o tempo todo. [Crença] Já investi no Google e não deu retorno. Sem código de conversão instalado, ou seja, não mensura seus resultados. “Quem não conhece seus números, não conhece a sua própria empresa”
  • 81. Tipos de segmentações Geográfica (mundo, continente, país, estado, cidade, raio, latitude e longitude. Idade, gênero, idioma Dispositivos: mobile, tablets e desktops. Pagamento da mídia na plataforma: C.P.C, C.P.M, C.P.A Interesse Contexto Remarketing Públicos personalizado (e-mail de clientes) Defina dias e faixa de horários para veicular suas campanhas Limite a frequência em que seus anúncios serão expostos.
  • 82. Palavras-chave As palavras-chave são o principal elemento do sistema de Links Patrocinados do Google AdWords. São estas palavras que disparam os anúncios no mecanismo de busca, e são sobre elas que os anunciantes determinam o valor de seus lances.
  • 83. Como criar a melhor lista de palavras-chave 1. Pense como um cliente ao criar sua lista. 2. Pense em palavras que descrevam sua empresa, produtos/serviços e o mercado em que atua. 3. Avalie o seu próprio site o site de concorrentes ou de referências no mercado. 4. Se você já usa alguma ferramenta que meça o tráfego do site, como o Google Analytics, inclua as palavras que já te geram tráfego orgânico. 5. Utilize as ferramentas de sugestão de palavras-chave. 6. Agrupe palavras-chave semelhantes em temas.
  • 84. Mas, lembre-se que... Uma boa lista de palavra-chave deve manter o equilíbrio entre...
  • 85. Correspondências de palavra-chave Comando Escrita Regra Pesquisa Correspondência Ampla Marketing digital Aciona em sinônimos, pesquisas relacionadas e outras variações relevantes. Como fazer marketing no meio digital Correspondência Ampla Modificada +Marketing +Digital Aciona variações aproximadas, qualquer ordem, acentos/plurais e termos antes e depois. Graduação marketing digital em BH Correspondência Frase “Marketing Digital” Acionada apenas em uma frase e variações aproximadas dessa frase. Como fazer marketing digital Correspondência Exata [Marketing Digital] Acionada apenas quando aquele termo exato é pesquisado. Marketing digital Correspondência Negativa -Grátis Não aciona quando contiver esse termo Curso marketing digital grátis
  • 87. Algumas ferramentas de pesquisa de palavra- chave Semrush Google Suggest UberSuggest Keyword planner Google
  • 88. Para que acha que faço palavras chave uma a uma... Mescle e faça variações de palavras chave. Coloque as correspondências de palavra-chave. Tudo em grande escala.
  • 89. Google Adsense O Google Adsense é uma ferramenta de monetização que funciona como programa de afiliados com registro gratuito criado pelo Google e esse tipo de programa permite que sites e blogs gerem receitas por meio da exibição de anúncios. Empresa A empresa contratante paga o Google para anunciar. Intermediário O Google recebe da empresa e paga uma comissão aos donos dos sites anunciantes. Dono do site anunciante Os anunciantes recebem do Google suas comissões.
  • 90. Rede de display Google No Brasil a Rede de Display do Google já cobre 95% dos usuários de internet
  • 91. Rede de display Google propriedades do Google sites parceiros
  • 92. Rede de display Google - Benefícios • Alcance novos usuários: chame a atenção das pessoas em pontos diferentes no ciclo de compra. • Selecione onde seus anúncios serão exibidos: na Rede de Display, você pode escolher de forma mais detalhada onde seus anúncios serão exibidos. • Envolva os usuários com formatos de anúncio atraentes: os formatos de texto, imagem, vídeo ou rich media podem ser exibidos na Rede de Display.
  • 93. Rede de display Google – Ad de texto
  • 94. Rede de display Google – Ad Gráfico
  • 95. Rede de display Google – Ad Gráfico
  • 96. Como identifico um anúncio Google? Banner de link patrocinado Banner avulso
  • 98. Segmentação por Tópicos relacionados Direciona os seus anúncios para consumidores baseados na categorização de milhares de sites e páginas. Ou seja já existem diversas categorias criadas pelo próprio Google onde você pode simplesmente escolher em quais dessas categorias seus anúncios serão exibidos.
  • 100. Dúvida: Por onde começo minha pesquisa de sites relacionados? Ferramenta Display planner do Google Adwords te ajuda!!
  • 101. Como lidar com a cegueira dos anúncios?
  • 102. 10 dicas para criar anúncios Um botão com um chamado à ação ou (call-to-action - CTA) encoraja os usuários a clicarem no seu anúncio e os deixa claramente a par do que vem a seguir. 1º Chamado à ação
  • 103. 10 dicas para criar anúncios Inclua um chamado à ação ou uma mensagem chave em cada quadro de seu anúncio - especialmente no quadro final. 2º Chamado à ação em todos os quadros
  • 104. 10 dicas para criar anúncios Mantenha a marca de sua empresa ou produto em todos os quadros. Isso vai destacá-lo, pode aumentar a credibilidade do anúncio e até mesmo o seu CTR (taxa de cliques ou click-through rate). 3º Marca da empresa
  • 105. 10 dicas para criar anúncios Quanto mais informação de preço um cliente em potencial obtém de seu anúncio, melhor. Considere colocar preços promocionais ou ofertas especiais como frete grátis ou boas condições de parcelamento. Se os usuários não se interessarem pelo preço ou oferta, não clicarão em seu anúncio. 4º Destaque preço e promoção
  • 106. 10 dicas para criar anúncios Inclua uma mensagem clara para destacar os benefícios do seu produto ou serviço. Os clientes em potencial devem se sentir como se estivessem perdendo algo ao não clicar no anúncio. 5º Deixe claro o valor do produto
  • 107. 10 dicas para criar anúncios Mostre para o usuário que a resposta para seu anúncio requer uma certa urgência. Falar de prazos, quantidade ou disponibilidade podem persuadir os clientes em potencial a considerarem melhor a mensagem do seu anúncio. 6º Crie uma sensação de urgência
  • 108. 10 dicas para criar anúncios Defina as cores de seu anúncio de forma que combine com a sua imagem ou com a marca de sua empresa. Use cores agradáveis para leitura no fundo e nas fontes. Cores muito brilhantes podem ser desagradáveis e difíceis de ler. 7º Escolha com cuidado as cores e imagens
  • 109. 10 dicas para criar anúncios No anúncio gráfico você tem a vantagem do uso de imagem e texto para passar sua mensagem. Textos e imagens que tenham a ver um com o outro podem ajudar os usuários a lembrarem de seu anúncio muito depois de tê- lo visto. 8º Equilibre texto e imagens
  • 110. 10 dicas para criar anúncios Leve os usuários para a página de destino mais relevante, aquela do produto ou serviço descrito pelo anúncio. A mensagem na página de destino deve ser a mesma de seu anúncio: o mesmo produto, a mesma oferta. 9º Use uma página de destino relevante
  • 111. 10 dicas para criar anúncios Crie anúncio em todos os formatos para garantir que ele possa ser exibido em todos os sites possíveis da Rede de Display Google. Alguns sites que podem ser ideais para a sua oferta, oferecem apenas alguns formatos específicos. 10º Tenha várias opções
  • 113. O que é Remarketing é uma forma de exibir anúncios a pessoas que visitaram um site, mas não concluíram uma conversão. Mas...
  • 114. Porque utilizar? • 97% dos visitantes de um site não convertem na primeira visita. • Alcance seus clientes quando eles estiverem mais propensos a comprar: você tem a opção de alcançá-los depois de visitarem seu site, quando estiverem pesquisando seu produto ou enquanto visitarem outros websites. • Aumento do retorno sobre o investimento (ROI).
  • 115. Porque muitas vezes funciona?
  • 116. Dinâmica do remarketing Passo 1 O usuário visita o seu site Passo 2 O usuário recebe um cookie e é colocado em uma lista de remarketing Passo 3 Fazemos remarketing para este usuário em um site da Rede de Display
  • 117. Remarketing Dinâmico O remarketing dinâmico vai um pouco mais além. Com ele, você exibe anúncios de produtos e serviços para as pessoas que acessaram seu site e já os visualizaram antes. Com mensagens personalizadas (produtos relacionados) para seu público-alvo.
  • 118. Utilize com moderação 1. Defina um limite para frequência dos banners de Remarketing. Ex: 3 impressões por semana/dia. 2. Faça várias listas de remarketing personalizadas. Para cada lista, defina uma mensagem específica no seu anúncio. 3. Use e abuse de promoções, ofereça novas condições e vantagens como: cupom de desconto, frete grátis. 4. Para e-commerce, use o remarketing dinâmico. Ofereça produtos semelhantes ao visualizado pelo visitante anteriormente.
  • 120. Porque anúnciar no YouTube Segundo maior buscador do mundo. Porque você só paga quando o usuário decidir assistir seu vídeo. Porque o custo de visualização cobrado ainda é considerado baixo. Os custos por visualizações geralmente são de R$ 0,15 a R$ 0,40. Porque você pode segmentar os anúncios por idade, interesse, localização, sexo, canais específicos ou pela busca de palavras-chave.
  • 121. Anúncio de vídeo TrueView In-stream Ele é reproduzido antes do vídeo que o usuário selecionou ser carregado. O internauta pode optar em ignorar seu anúncio depois de cinco segundos ou continuar assistindo. Você só pagará pelo anúncio se um espectador assistir a 30 segundos dele ou até o final do vídeo (o que ocorrer antes).
  • 122. Como vencer o Skip Ad? Se por um lado, o grande trunfo da internet é justamente dar ao público a liberdade de poder escolher o conteúdo que se quer consumir, por outro, esse comportamento gera um enorme obstáculo para marcas e agências, que precisam quebrar a cabeça e utilizar muito bem os primeiro cinco segundos do vídeo (quando o botão para pular o anúncio não está disponível) para conseguir a atenção do público até o fim da mensagem. Mais de 94% das pessoas pulam as propagandas assim que o botão aparece.
  • 123. Alguns cases Uma pessoa aparece ao lado de um cachorro, controlando os cabos de uma bateria presas ao animal. Evidentemente todos querem ver o desfecho do filme e saber se o cãozinho vai se safar da suposta experiência. A ação aproveita para fazer doações para a instituição ASPCA (Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade contra os Animais). Taxa de visualização de 26%
  • 124. Anúncio de página TrueView em-display Seu anúncio em vídeo em Display corresponde a uma imagem em miniatura e a um texto exibido ao lado de vídeos semelhantes no YouTube. Só será necessário pagar quando um usuário clicar e assistir a seu vídeo.
  • 125. Anúncio TrueView em Display na pesquisa do YouTube Seu anúncio em Display é exibido nos resultado de busca por vídeos, bem semelhante ao procedimento do Google. Seu anúncio precisará ter conteúdo semelhante aos vídeos exibidos nos resultados. Mais uma vez, só será necessário pagar pelo anúncio quando alguém clicar para assisti-lo.
  • 126. Anúncio de display no YouTube
  • 127. Compra direta no YouTube Home Page do Youtube Formato: Vídeo Anúncio. 8 milhões de impressões por dia. Vídeo de 15 segundos. Todos os usuários verão o anúncio. Investimento: R$140 a 200k
  • 128.
  • 129. 10 dicas para criar anúncios “Uma boa segmentação sem um bom anúncio, não vale de nada” Fábio Prado
  • 131. 10 dicas para criar anúncios Pinterest, Twitter, Instagram, e-mail e Google + são alguns canais interessantes para divulgar a sua loja. Porém, de todas essas redes, o Facebook ainda se destaca. Ele sozinho responde por 64% da receita que vem das mídias sociais. Fonte:http://www.businessinsider.com/social-commerce-2015-report-2015- 7?ref=techtout&utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+typepad%2Falleyinsider%2Fsilicon_alley_insider+%28Silicon+Alley+Insider%29
  • 132. Até quando conseguimos não patrocinar ads no facebook
  • 133. Edge Rank - O algoritmo do Facebook Cenário Como os usuários possuem muitas conexões e excesso de informação, seria muito difícil acompanhar o que todas as pessoas e páginas publicam. A solução foi analisar as publicações e decidir o que vai ou não aparecer para cada usuário através da criação desse algoritmo. O algoritmo do Facebook leva em conta 3 grandes fatores: afinidade, relevância e tempo.
  • 134. Edge Rank - O algoritmo do Facebook Afinidade Já percebeu que as notícias de alguns amigos e páginas aparecem muito mais do que outros? Isso acontece pela afinidade. Através do quanto os dois lados interagem (visitando o perfil/página, deixando mensagens no mural, visualizando fotos, curtindo, comentando ou compartilhando), o Facebook determina um grau de afinidade que tem grande peso nas publicações.
  • 135. Edge Rank - O algoritmo do Facebook Relevância Assim que uma nova publicação é feita, apenas os que tem mais afinidade visualizam. De acordo com a receptividade dessas pessoas (o quanto clicam, curtem, comentam ou compartilham) a mensagem vai sendo exibida para mais e mais pessoas. Além disso, diferentes tipos de publicação possuem diferentes relevâncias. De acordo com testes, as fotos e vídeos são mais relevantes que textos e links, por exemplo.
  • 136. Edge Rank - O algoritmo do Facebook Tempo Esse item não chega a ser uma surpresa. Mensagens mais novas possuem prioridade e são exibidas à frente das mensagens mais antigas.
  • 137. Pontuação de relevância dos anúncios Como funciona? Depois que seu anúncio for visualizado mais de 500 vezes, ele recebe uma nota. Essa medida vai de 1 (pouco relevante) a 10 (muito relevante). A pontuação de relevância tem por base comentários positivos ou negativos com base no desempenho do anúncio. O cálculo é feito de forma diferente pois depende do seu objetivo. Dica: Você pode ver a pontuação no gerenciador de anúncios indo à campanhas e clicando em anúncios.
  • 138. Pontuação de relevância dos anúncios Um estudo com uma amostra de + de 100.000 anúncios, mostrou que quanto mais alto o índice de relevância, mais barato o anúncio e mais alto o CTR. O índice tem sua importância, mas não adianta de nada avaliar o índice isoladamente. Leve em consideração o resultado final de acordo com o seu objetivo.
  • 139. 5 dicas: Pontuação de relevância dos anúncios 1.Seja específico no direcionamento: Se você direcionar a um público amplo, seu anúncio poderá até ter um grande alcance, mas provavelmente não terá muita relevância. Tente restringir o público por locais, idades, interesses e comportamentos específicos. 2.Use os Públicos Personalizados (remarketing, e-mails clientes, Lookalike) 3.Leve em consideração a imagem e mensagem do seu anúncio: Pense em como seu anúncio pode realmente impactar o seu público-alvo. 4.Atualize seu anúncio: Mesmo uma boa campanha tem seu período de veiculação com data de validade. Com o passar do tempo o público que estava curtindo (dando likes) o seu anúncio pode começar a achar ultrapassado e desinteressante. Obs*cegueira do banner. 5.Aprenda com testes
  • 140. Qual é o seu objetivo de mídia - Segmentações • Defina se objetivo • Orçamento • Local, idade, gênero, dados demográficos, conexões • Período de veiculação • Interesses, comportamentos • Dispositivos • Posicionamento (feed notícias, barra da direita) • Otimização e definição de preços • Tipo de veiculação (padrão, acelerada) • Públicos Personalizados (remarketing, base de clientes, Lookalike)
  • 141. Qual é o seu objetivo de mídia - Segmentações Like ads
  • 142. Qual é o seu objetivo de mídia - Segmentações Like ads (case) O Burger King da Noruega queria mais engajamento de seus fãs no Facebook. A base formada por 38 mil likes foi surpreendida com a ação criada pela Dist Creative, de Oslo. Por meio da página no Facebook, a rede de fast-food ofereceu um sanduíche de graça deu seu principal concorrente, o McDonald’s, para testar a lealdade de seus fãs.
  • 143. Qual é o seu objetivo de mídia - Segmentações Like ads (case) Quem optou por aceitar o voucher que dava direito a um Big Mac foi banido da página oficial do BK na Noruega. De 38 mil, a página passou para 8 mil fãs, que segundo a empresa é mais valioso pois são os verdadeiro fãs que trazem engajamento e interatividade para a marca de forma positiva.
  • 144. Qual é o seu objetivo de mídia - Segmentações Cliques no site (multi-produto)
  • 145. Qual é o seu objetivo de mídia - Segmentações Instalação de aplicativo
  • 146. Qual é o seu objetivo de mídia - Segmentações Visualização de vídeo
  • 147. Qual é o seu objetivo de mídia - Segmentações Captação de Lead
  • 148. Antes de promover qualquer conteúdo no Facebook. Lembre-se de que... • Imagens não podem ter mais de 20% de texto. • Ferramenta oficial para calcular porcentagem de texto: https://www.facebook.com/ads/tools/text_overlay
  • 149. Tamanho do público - Segmentado
  • 150. Posicionamentos de anúncios Diferentes CTRs, concorrências e preços
  • 152. Utilize a psicologia para destacar seus anúncios Nós amamos olhar para rosto das pessoas. Porque reconhecimento facial e a capacidade de ler emoções no rosto das pessoas são as ferramentas sociais finais. – Exemplo: nosso desejo de encontrar rostos nas nuvens, em torradas, em Marte. Faces são, portanto, uma ótima maneira de usar os processos naturais do cérebro para captar a atenção de alguém. 1. Busque mostrar faces
  • 153. Utilize a psicologia para destacar seus anúncios Estamos sempre atraídos para as emoções de outras pessoas, especialmente em seus rostos, então esta é uma ótima maneira de usar a técnica. As emoções positivas são mais propensas para trabalhar nos anúncios do Facebook. 2. Utilize emoções
  • 154. A força das palavras nos anúncios Queremos respostas. Os seres humanos são almas curiosas. Estamos constantemente questionando por quê? 1. Porque
  • 155. A força das palavras nos anúncios Por que o “você” é tão poderoso? Porque faz você pensar em você. Nosso cérebro é ativado especificamente ao ouvir ou pensar em nosso próprio nome. O "você" é o mais próximo que chegamos de chamar a pessoa pelo nome. 2. Vôcê
  • 156. Como seu cérebro é programado para processar a cores Ele pode significar perigo, ousadia e atração. Ele também simboliza sexo e amor, ódio e raiva. Somos imediatamente atraídos para o vermelho, porque isso normalmente significa algo muito bom ou muito ruim está prestes a acontecer. 1. Use vermelho para chamar a atenção
  • 157. Como seu cérebro é programado para processar a cores Facebook usa azul, porque simboliza a confiança, integridade e eficiência. Mas o azul é uma cor muito difícil de usar no Facebook, uma vez que não é fácil se destacar. Fazer um anúncio totalmente azul significa que as pessoas podem se confundir no feed. 2. Azul
  • 158. Use e abuse dos relatórios • O público feminino, obteve um custo por clique 9% maior que o masculino, um custo por conversão 15% menor que o masculino e gerou 36 mais conversões que o público masculino. • Segmente seus anúncios em conjunto de anúncios diferentes para otimizar seus resultados, separe por idade, sexo e por interesse. • Faça o download dos dados e alimente sua planilha de gestão.
  • 159. O que é Mídia Programática? • Mídia Programática nada mais é que compra e venda de mídia através de uma ferramenta automatizada. A única forma de compra é por CPM. • Atua usando praticamente todas as redes de publicidade online, como a do Google, Facebook, Microsoft, Yahoo, entre outras.
  • 160. Cenário da Mídia Programática no Brasil • Segundo o e-marketer, o gasto com mídia programática chegou a 9 milhões de dólares em 2014, no Brasil. Para 2017, há a projeção de alcançar a casa dos 60 milhões. • O uso de vídeos para a mídia programática deve ganhar mais espaço, recebendo 40% do total de investimentos em vídeos digitais até 2016
  • 161. A mídia programática irá me trazer resultados parecidos com as minhas melhores mídias de performance?
  • 162. Não! Mas, Pode acontecer... • Mídias de performance focam em usuários no final do funil, já a mídia programática foca em usuários no início do funil. A comparação é injusta. • A mídia programática precisa ser comparada com compra de mídia em redes de display, negociações com portais, etc. • As próprias métricas avaliadas são diferentes. De um lado se mede ROI e CPA e de outro alcance, custo por engajamento e assistência a conversão.
  • 163. Qual o benefício em negociar com essas plataformas? Para as agências: menos trabalho operacional e um aumento potencial da cobertura em websites que condizem com o público-alvo. Otimização e gestão de toda a campanha em um só lugar. Para os publishers: monetizar o inventário não vendido pela equipe de vendas.
  • 164. Qual a diferença básica entre anunciar no Google, Bing e em mídia programática?
  • 165. Qual o benefício em negociar com essas plataformas? Na realidade todos são mídia programática, ferramentas automatizadas, a diferença de uma compra no Google AdWords Display e Display em programática é que no segundo será comprado audiência ao invés de um espaço publicitário, isso ocorre por conta do uso de dados na compra através de DMPs (Data Management Plataforms), ou seja, empresas do mercado que entendem o comportamento do consumidor e vendem esses dados, ex: Navegg, Tail Target.
  • 166. Desafios da mídia programática A frustração dos veículos com os preços de CPM e a frustração dos anunciantes com visibilidade e falta de inventário qualificado para veicular suas campanha. “Ah! Esse negócio não funciona!”, “Sem chance, não vou veicular em qualquer site.” “Leiloar meu inventário? Só se for no rodapé.” “Prefiro anunciar nos grandes portais. É mais seguro.” “Não uso. Não quero desvalorizar meu inventário.”
  • 167. Tchau amigos... Até a próxima!!!

Notas do Editor

  1. Deve conter: Informações do produto/serviço: benefícios, diferenciais, performance vendas. Público-alvo: perfil, hábitos Posicionamento da marca: diferenciação em relação à concorrência. Geografia Sazonalidade Atividades promocionais Disponibilidade de verba
  2. A adição de cor a seus anúncios do Facebook é uma das maneiras mais fáceis de agarrar a atenção do leitor e levá-los com foco em seu anúncio.
  3. A adição de cor a seus anúncios do Facebook é uma das maneiras mais fáceis de agarrar a atenção do leitor e levá-los com foco em seu anúncio. A cor é uma questão complicada. O que os homens acham atraente, as mulheres não. O que funciona em uma parte do mundo não vai funcionar em outro. Portanto, faça testes!!!