Sumário
1 – INTRODUÇÃO ......................................................................................................
1 – INTRODUÇÃO
O Plano de Contas é a estrutura sobre a qual se constrói e elabora a
escrituração financeira da empresa, co...
2 - CONTA: CAIXA
Classificação: Ativo Circulante – Disponibilidade
Natureza: Devedora
Funcionamento: Credita-se quando oco...
estabelecimento da empresa.
Base Contábil / Tributária: RIR/1999, art. 296
Controle Interno: O controle desta conta poderá...
Classificação: Ativo Não Circulante - Imobilizado
Natureza: Devedora
Funcionamento: Contas que registram os terrenos de pr...
lançada a crédito quando os valores forem pagos no mês seguinte ao qual forem
incorridos.
Base Contábil / Tributária: Lei ...
11 - CONTA: ADIANTAMENTO AO PESSOAL
Classificação: outros direitos realizáveis
Natureza: Devedora
Funcionamento Será lança...
12 – CONCLUSÃO
Compreende-se que o estudo dos planos de contas em uma empresa faz com
que o gestor / administrador tenha u...
13 – REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
http://blog.sigecloud.com.br/o-que-e-um-plano-de-contas/
- Acessado em 30/03/2015.
http://...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Plano de contas²

194 visualizações

Publicada em

definições de planos de contas

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
194
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plano de contas²

  1. 1. Sumário 1 – INTRODUÇÃO .......................................................................................................................... 2 2 - CONTA: CAIXA.......................................................................................................................... 3 3 – CONTA: DUPLICATAS DESCONTADAS......................................................................................... 3 4 - CONTA: PRODUTOS ACABADOS.................................................................................................3 5 - CONTA: SEGUROS A VENCER.....................................................................................................4 6 - CONTA: TERRENOS ................................................................................................................... 4 7 - CONTA: EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS.............................................................................. 5 8 - CONTA: SALÁRIOS A PAGAR.......................................................................................................5 9 - CONTA: COMISSÕES.................................................................................................................. 6 10 - CONTA: DESPESAS DE VIAGENS ............................................................................................... 6 11 - CONTA: ADIANTAMENTO AO PESSOAL..................................................................................... 7
  2. 2. 1 – INTRODUÇÃO O Plano de Contas é a estrutura sobre a qual se constrói e elabora a escrituração financeira da empresa, com a finalidade de mantê-la ordenada e assim obter, de maneira clara e objetiva, os dois instrumentos informativos mais importantes da contabilidade: O Balanço Patrimonial e a Demonstração do Resultado do Exercício. Em outras palavras, o plano de contas deve ser planejado com a mesma estrutura do Balanço Patrimonial e da Demonstração do Resultado do Exercício.
  3. 3. 2 - CONTA: CAIXA Classificação: Ativo Circulante – Disponibilidade Natureza: Devedora Funcionamento: Credita-se quando ocorre uma saída de dinheiro, seja para pagamento de fornecedores, para uma retirada, um adiantamento, etc. Debita-se quando ocorre entrada de dinheiro em espécie (papel-moeda) no caixa/tesouraria da empresa. Base Contábil / Tributária: Lei 6.404/76 (Lei das Sociedades por Ações) Controle Interno: Caixa Flutuante, onde transitam todos os recebimentos e pagamentos da empresa. Fundo Fixo de Caixa, onde periodicamente são prestadas as contas dos valores desembolsados. 3 – CONTA: DUPLICATAS DESCONTADAS Classificação: Passivo Circulante Natureza: Credora Funcionamento: Debita-se quando ocorre o pagamento da duplicada descontada pelo cliente. Credita-se quando ocorre o desconto da duplicata na instituição financeira. Base Contábil / Tributária: Lei 6.404/76 (Lei das Sociedades por Ações), Lei 11.638/07 (Reformulação da 6.404/76), CPC 38 – Instrumentos Financeiros Controle Interno: O controle desta conta poderá ser feito através do sistema próprio de cada empresa, no que trata de seus recebimentos; Poderão ser elaboradas planilhas para um melhor controle das duplicatas que foram a desconto, bem como das já recebidas, para que sejam baixadas no momento correto. 4 - CONTA: PRODUTOS ACABADOS Classificação: Ativo Circulante - Estoques Natureza: Devedora Funcionamento: Essa conta é debitada pela transferência da conta produtos em elaboração e creditada por ocasião das vendas ou transferências para outro
  4. 4. estabelecimento da empresa. Base Contábil / Tributária: RIR/1999, art. 296 Controle Interno: O controle desta conta poderá ser feito através do sistema próprio de cada empresa, assim como conciliações ou planilhas para controle dos produtos acabados. 5 - CONTA: SEGUROS A VENCER Classificação: Ativo Circulante – Despesas do Exercício Seguinte Natureza: Devedora Funcionamento: Quando a empresa faz um seguro, ela paga o valor da despesa antecipada. Esse pagamento é registrado em conta que represente despesas pagas antecipadamente. O seguro geralmente tem a validade de um ano, isto é, uma vez pago o Prêmio de Seguro, o patrimônio ficará coberto contra o rico durante um ano. Debita-se Prêmio de Seguros - uma conta de despesas deste exercício, que será transferida oportunamente para a conta Resultado do Exercício e credita-se Prêmios de Seguros a vencer - conta que registra o valor da despesa paga antecipadamente, cujo saldo corresponderá exatamente à despesa diferida que passa para o exercício seguinte. Base Contábil / Tributária: Artigo 179 da Lei nº 6.404/76 Controle Interno: Cálculos constantes nas planilhas de apropriação das despesas antecipadas, no sentido de validar os saldos em função do valor da contratação e do prazo de vigência da cobertura. As despesas do exercício seguinte serão apresentadas no balanço pelas importâncias aplicadas, diminuídas das apropriações efetuadas no período, de forma a obedecer ao regime de competência. A apropriação das despesas relacionadas neste grupo deve ser feita ao resultado do período a que corresponderem e não ao período em que foram pagas, mediante controles auxiliares, com as informações relativas aos valores pagos e às parcelas a serem apropriadas. 6 - CONTA: TERRENOS
  5. 5. Classificação: Ativo Não Circulante - Imobilizado Natureza: Devedora Funcionamento: Contas que registram os terrenos de propriedade da pessoa jurídica utilizados nas operações, ou seja, onde se localizam a fábrica, os depósitos, os escritórios, as filiais, as lojas, etc., inclusive os decorrentes de operações que transfiram à companhia os benefícios, riscos e controle desses bens O valor do terreno onde está em construção uma nova unidade que ainda não esteja em operação também deve ser informado nesta conta. Debita-se pela aquisição. Credita-se pelas vendas ou desinvestimento Base Contábil / Tributária: NPC 7 - Pronunciamento Instituto dos Auditores Independentes do Brasil - IBRACON nº 7 de 18/01/2001 Controle Interno: Deve se classificar o bem com um código e número de conta, demonstrando a sua forma de compra, endereço e nota fiscal com o custo de aquisição, a sua movimentação em reais do custo corrigido e no caso de venda deve-se dar a baixa pelo o valor de venda analisando se houve lucro ou prejuízo. 7 - CONTA: EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS Classificação: Passivo circulante Natureza: Credora Funcionamento: Debita-se sempre que ocorrer a amortização dos valores através das parcelas mensais. Credita-se quando a empresa receber os recursos, o que muitas vezes coincide com a data do contrato. Base Contábil /Tributária: Parecer Normativo nº 127/73 Controle Interno: O controle interno de empréstimos e financiamentos pode ser feita pela própria empresa, através de planilhas, conciliações, extratos. 8 - CONTA: SALÁRIOS A PAGAR Classificação: Passivo circulante – Obrigações sociais Natureza: Credora Funcionamento: Será lançada a débito pelo pagamento dos valores devidos em folha de pagamento e registrados contabilmente e será
  6. 6. lançada a crédito quando os valores forem pagos no mês seguinte ao qual forem incorridos. Base Contábil / Tributária: Lei nº 4.090, de 13 de julho de 1962 Controle Interno: O controle interno de salários é um item importante para contabilidade da folha de pagamento. 9 - CONTA: COMISSÕES Classificação: Conta de Resultado – Despesas – Despesas operacionais Natureza: Credora (quando estiver no Passivo) Devedora (Quando for para resultado) Funcionamento: Debita-se quando ocorre o pagamento da comissão devida ao vendedor. Credita-se quando ocorre a provisão de uma comissão a ser paga, geralmente será paga ao vendedor quando o cliente quitar sua dívida. Base Contábil /Tributária: Parecer Normativo CST 07/76 Controle Interno: O controle desta conta poderá ser feito através do sistemapróprio de cada empresa, no que trata de seus recebimentos. Poderão ser elaboradas planilhas para um melhor controle das duplicatas que foram a desconto, bem como das já recebidas, para que sejam baixadas no momento correto. 10 - CONTA: DESPESAS DE VIAGENS Classificação: DESPESAS ADMINISTRATIVAS Natureza: Devedora Funcionamento: Adiantamento “para Despesas de Viagens”, no Ativo Circulante, em contrapartida à conta de disponibilidade que sofreu o desembolso.. Base Contábil /Tributária: Art. 299 do RIR/99 Controle Interno: O controle desta conta poderá ser feito através do sistema próprio de cada empresa, através de relatório onde o funcionário deverá relatar as despesas oriundas de viagens, assim como valor e data a mesma deverá ser apresentado juntamente com as notas ficais, esse controle poderá também ser feito através de planilhas e controladas mensalmente.
  7. 7. 11 - CONTA: ADIANTAMENTO AO PESSOAL Classificação: outros direitos realizáveis Natureza: Devedora Funcionamento Será lançada a débito no momento em que o adiantamento ocorre e gera-se o direito a receber. Os créditos ocorrem no momento em que o valor ou direito a ser recebido, deixa de existir Base Contábil /Tributária: Decreto nº. 37.119/1997; Controle Interno: O controle desta conta poderá ser feito através do sistema próprio de cada empresa, seja com conciliações, planilhas onde demonstram data e valor do adiantamento e se já foi quitado, esse controle ajudará no caso de adiantamento sem contrapartida.
  8. 8. 12 – CONCLUSÃO Compreende-se que o estudo dos planos de contas em uma empresa faz com que o gestor / administrador tenha um controle absoluto sobre seus bens / direitos e saiba como usá-los de forma com que não tenha prejuízo (ausência de lucro), hoje em dia é primordial um controle dessa forma, estando onisciente sobre suas propriedades e valores monetários.
  9. 9. 13 – REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS http://blog.sigecloud.com.br/o-que-e-um-plano-de-contas/ - Acessado em 30/03/2015. http://www.portaldecontabilidade.com.br/guia/planodecontas.htm - Acessado em 31/03/15 http://www.portaldecontabilidade.com.br/guia/clientes/societaria/pcgeral.html - Acessado em 31/03/15

×