SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
Ano Letivo de 2013-2014

Economia C

Catástrofe Malthusiana

Elementos do grupo:

Docente:
Direção Regional de Educação do Centro
160945 - Agrupamento de Escolas de Esgueira
401456 – E.S.Dr. Jaime Magalhães Lima
Departamento de Ciências Sociais e Humanas

Teoria Malthusiana
Durante os séculos XVIII e XIX houve um acentuado crescimento demográfico devido à
consolidação do capitalismo e à Revolução Industrial que proporcionou a elevação da produção
de alimentos nos países em processo de industrialização diminuindo a taxa de mortalidade
(principalmente na Europa e nos EUA). Isto fez com que os índices de crescimento da população
subissem provocando discussões que culminariam em diversas teorias sobre o crescimento
populacional, destacando-se o malthusianismo.
A Teoria Populacional Malthusiana foi desenvolvida por Thomas Malthus, estudioso das Ciências
Sociais. Thomas Malthus no seu ensaio a 1798 considera duas vertentes, sendo a primeira que o
alimento é necessário à existência do homem, e a segunda que a paixão entre os sexos é
necessária e permanecerá. Supondo, então, podemos dizer que a capacidade de crescimento da
população é indefinidamente maior que a capacidade da terra de produzir meios de
subsistência para o homem.
O crescimento da população, os meios de subsistência e as causas da pobreza em plena
Revolução Industrial são os problemas centrais analisados pelo economista Thomas Malthus.
Segundo Malthus “o poder da população é tão superior ao poder do planeta de fornecer
subsistência ao homem que, de uma maneira ou de outra, a morte prematura acaba por visitar a
raça humana.”
Dessa forma, a partir de determinado momento, não existiriam alimentos para
todos os habitantes da Terra, produzindo-se, portanto, uma situação
catastrófica, em que a humanidade morreria de inanição.
Malthus alertou que o crescimento desordenado acarretaria na falta de
recursos alimentícios para a população gerando como consequência a fome. Thomas dizia que a
população crescia em progressão geométrica, enquanto a produção de alimentos crescia em
progressão aritmética. Com base nesses dados, Malthus concluiu que inevitavelmente a fome
seria uma realidade caso não houvesse um controle imediato da natalidade.
Analisando a tabela seguinte conseguimos compreender que houve uma evolução positiva no
crescimento populacional desde de 1850 até 1994, conseguindo-se obter um aumento de um
bilhão de pessoas cada vez em períodos menores, enquanto no último período analisado o
tempo decorrido para alcançar um aumento de um bilhão de habitantes o período decorrido já
Direção Regional de Educação do Centro
160945 - Agrupamento de Escolas de Esgueira
401456 – E.S.Dr. Jaime Magalhães Lima
Departamento de Ciências Sociais e Humanas

foi superior ao anterior, uma vez que no último período decorreram 17 anos, e no penúltimo 9
anos, o que assim mostra uma diminuição da natalidade. A tendência é que nas próximas
décadas a população comece a diminuir.
1 a 2 bilhões de pessoas entre 1850 a 1925
2 a 3 bilhões de pessoas entre 1925 a 1962
3 a 4 bilhões de pessoas entre 1962 a 1975
4 a 5 bilhões de pessoas entre 1975 a 1985
5 a 6 bilhões de pessoas entre 1985 a 1994
6 a 7 bilhões de pessoas entre 1994 a 2011

75 Anos
37 Anos
13 Anos
10 Anos
9 Anos
17 Anos

Estaria Malthus correto?
Após quase dois séculos a Teoria de Malthus continua a suscitar controvérsia e dúvida, contudo
ainda reúna alguns apoiantes. Passado este tempo, os cientistas apontam que a teoria carece de
fundamentação científica.
O primeiro ponto da crítica deve-se a que se o crescimento da população tivesse ocorrido de
acordo com as previsões do demógrafo, a população mundial seria, em 1990, de 155 bilhões de
pessoas, quando na realidade era de 5,2 bilhões. Isso mostra que Malthus desconhecia a
dinâmica social, e que a Europa e as demais áreas desenvolvidas do mundo mostraram que o
desenvolvimento económico, acompanhado por reformas que conduzem ao bem-estar, são
importantíssimos para travar o rápido crescimento populacional.
O segundo ponto deve-se à emancipação feminina, que implica uma participação cada vez mais
decisiva no controla da fertilidade, através do uso de medidas contracetivas. Por outro lado o
desenvolvimento científico e tecnológico alcançado pelo homem no campo da agropecuária e
da genética mostrou ser capaz de produzir alimentos suficientes para suprir toda a humanidade.
Obviamente as taxas de crescimento populacional demasiado elevadas, e que não são
acompanhadas por um correto desenvolvimento económico e de reformas socioeconómicas,
geram problemas, sobretudo aos PED. Ainda assim, não se pode atribuir a culpa do estado de
miséria e fome existente no mundo ao crescimento populacional, uma vez que estas se
prendem a causas de caráter político e económico. Diversos países, tais como Portugal, Albânia
e Uruguai, há muito tempo convivem com baixas taxas de crescimento populacional, mas nem
por isso a maioria de sua população desfruta de um elevado padrão de vida.
Direção Regional de Educação do Centro
160945 - Agrupamento de Escolas de Esgueira
401456 – E.S.Dr. Jaime Magalhães Lima
Departamento de Ciências Sociais e Humanas

Contudo, a catástrofe Malthusiana acabou por ocorrer na Irlanda com a fome provocada pela
escassez de batatas no Século XIX. E no Século XX, novas Catástrofes Malthusianas ocorreram
na Etiópia e Somália. Felizmente, as profecias de Malthus ainda estão longe de se concretizarem
nos países desenvolvidos, houve um aumento populacional, mas também houve aumento da
produção, devido aos avanços na tecnologia e na medicina nos últimos dois séculos.
Entretanto, o aspeto Malthusiano ainda amedronta os países subdesenvolvidos da África (são
2.250.000 mortos em guerras civis), da Ásia (71,4% da população vive abaixo da linha de
pobreza) e da América do Sul (estimou-se mais de 349 milhões de habitantes no ano 2000).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Teorias Demográficas
 www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia -  Teorias Demográficas www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia -  Teorias Demográficas
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Teorias DemográficasAulas De Geografia Apoio
 
Geografia henrique37 geo b aula 2
Geografia henrique37 geo b aula 2Geografia henrique37 geo b aula 2
Geografia henrique37 geo b aula 2Bruno-machado Bruno
 
Geografia teorias demograficas
Geografia   teorias demograficasGeografia   teorias demograficas
Geografia teorias demograficasGustavo Soares
 
Teorias demográficas resumão - 2° ano - em
Teorias demográficas   resumão - 2° ano - emTeorias demográficas   resumão - 2° ano - em
Teorias demográficas resumão - 2° ano - emPaes Viana
 
Populacao mundial e teorias demográficas
Populacao mundial e teorias demográficasPopulacao mundial e teorias demográficas
Populacao mundial e teorias demográficasdela28
 
Slides teoriasdemograficas-kesia-ativ3 - cópia
Slides teoriasdemograficas-kesia-ativ3 - cópiaSlides teoriasdemograficas-kesia-ativ3 - cópia
Slides teoriasdemograficas-kesia-ativ3 - cópiakesia duarte
 
Demografia 2 PROF BRUNO JOAQUIM
Demografia 2 PROF BRUNO JOAQUIM Demografia 2 PROF BRUNO JOAQUIM
Demografia 2 PROF BRUNO JOAQUIM raahsalemi
 
Teorias do crescimento demográfico
Teorias do crescimento demográficoTeorias do crescimento demográfico
Teorias do crescimento demográficoPedro Neves
 
Slides teoriasdemograficas-kesia-ativ3
Slides teoriasdemograficas-kesia-ativ3Slides teoriasdemograficas-kesia-ativ3
Slides teoriasdemograficas-kesia-ativ3kesia duarte
 
TEORIAS DEMOGRÁFICAS (DE MALTHUS A TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA)
TEORIAS DEMOGRÁFICAS (DE MALTHUS A TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA)TEORIAS DEMOGRÁFICAS (DE MALTHUS A TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA)
TEORIAS DEMOGRÁFICAS (DE MALTHUS A TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA)Guilherme Lemos
 
5 dinamica da-populacao_mundial
5 dinamica da-populacao_mundial5 dinamica da-populacao_mundial
5 dinamica da-populacao_mundialLucas Cechinel
 
Aula 1 frente 2 população parte 1
Aula 1 frente 2   população parte 1Aula 1 frente 2   população parte 1
Aula 1 frente 2 população parte 1CADUCOC2
 
Aula 5 População_Parte_1_cursinho_az
Aula 5 População_Parte_1_cursinho_azAula 5 População_Parte_1_cursinho_az
Aula 5 População_Parte_1_cursinho_azCADUCOC1
 
Aula1populaolog 140306142905-phpapp01 (2)
Aula1populaolog 140306142905-phpapp01 (2)Aula1populaolog 140306142905-phpapp01 (2)
Aula1populaolog 140306142905-phpapp01 (2)ivinhapi
 
Demografia 2012
Demografia 2012Demografia 2012
Demografia 2012aroudus
 

Mais procurados (20)

www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Teorias Demográficas
 www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia -  Teorias Demográficas www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia -  Teorias Demográficas
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Teorias Demográficas
 
Geografia henrique37 geo b aula 2
Geografia henrique37 geo b aula 2Geografia henrique37 geo b aula 2
Geografia henrique37 geo b aula 2
 
2º Va Grupo 8
2º Va   Grupo 82º Va   Grupo 8
2º Va Grupo 8
 
Geografia teorias demograficas
Geografia   teorias demograficasGeografia   teorias demograficas
Geografia teorias demograficas
 
Teoria malthusiana
Teoria malthusianaTeoria malthusiana
Teoria malthusiana
 
Teorias demográficas resumão - 2° ano - em
Teorias demográficas   resumão - 2° ano - emTeorias demográficas   resumão - 2° ano - em
Teorias demográficas resumão - 2° ano - em
 
Populacao mundial e teorias demográficas
Populacao mundial e teorias demográficasPopulacao mundial e teorias demográficas
Populacao mundial e teorias demográficas
 
Slides teoriasdemograficas-kesia-ativ3 - cópia
Slides teoriasdemograficas-kesia-ativ3 - cópiaSlides teoriasdemograficas-kesia-ativ3 - cópia
Slides teoriasdemograficas-kesia-ativ3 - cópia
 
Demografia 2 PROF BRUNO JOAQUIM
Demografia 2 PROF BRUNO JOAQUIM Demografia 2 PROF BRUNO JOAQUIM
Demografia 2 PROF BRUNO JOAQUIM
 
41018 demografia
41018 demografia41018 demografia
41018 demografia
 
Teorias do crescimento demográfico
Teorias do crescimento demográficoTeorias do crescimento demográfico
Teorias do crescimento demográfico
 
Ppt teoria de malthus
Ppt teoria de malthusPpt teoria de malthus
Ppt teoria de malthus
 
Slides teoriasdemograficas-kesia-ativ3
Slides teoriasdemograficas-kesia-ativ3Slides teoriasdemograficas-kesia-ativ3
Slides teoriasdemograficas-kesia-ativ3
 
TEORIAS DEMOGRÁFICAS (DE MALTHUS A TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA)
TEORIAS DEMOGRÁFICAS (DE MALTHUS A TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA)TEORIAS DEMOGRÁFICAS (DE MALTHUS A TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA)
TEORIAS DEMOGRÁFICAS (DE MALTHUS A TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA)
 
5 dinamica da-populacao_mundial
5 dinamica da-populacao_mundial5 dinamica da-populacao_mundial
5 dinamica da-populacao_mundial
 
2º Md Grupo 08
2º Md   Grupo 082º Md   Grupo 08
2º Md Grupo 08
 
Aula 1 frente 2 população parte 1
Aula 1 frente 2   população parte 1Aula 1 frente 2   população parte 1
Aula 1 frente 2 população parte 1
 
Aula 5 População_Parte_1_cursinho_az
Aula 5 População_Parte_1_cursinho_azAula 5 População_Parte_1_cursinho_az
Aula 5 População_Parte_1_cursinho_az
 
Aula1populaolog 140306142905-phpapp01 (2)
Aula1populaolog 140306142905-phpapp01 (2)Aula1populaolog 140306142905-phpapp01 (2)
Aula1populaolog 140306142905-phpapp01 (2)
 
Demografia 2012
Demografia 2012Demografia 2012
Demografia 2012
 

Destaque

www.AulasParticularesApoio.Com - Teorias Demográficas
www.AulasParticularesApoio.Com - Teorias Demográficaswww.AulasParticularesApoio.Com - Teorias Demográficas
www.AulasParticularesApoio.Com - Teorias DemográficasApoioAulas ParticularesCom
 
Teorias de poblacion
Teorias de poblacionTeorias de poblacion
Teorias de poblacionMali Rojas
 
Teorias demográficas e estrutura da população
Teorias demográficas e estrutura da populaçãoTeorias demográficas e estrutura da população
Teorias demográficas e estrutura da populaçãorobertobraz
 
Os 10 mais vendidos
Os 10 mais vendidosOs 10 mais vendidos
Os 10 mais vendidoserasmohinode
 
Tratamentos pele com acne adolescentes e adultos
Tratamentos pele com acne adolescentes e adultosTratamentos pele com acne adolescentes e adultos
Tratamentos pele com acne adolescentes e adultosMazé Inácio
 
População Mundial
População MundialPopulação Mundial
População Mundialolatdbm
 
Fluxos Migratórios Na Atualidade
Fluxos Migratórios Na Atualidade Fluxos Migratórios Na Atualidade
Fluxos Migratórios Na Atualidade Rogerio Silveira
 
Slides população (1)
Slides população (1)Slides população (1)
Slides população (1)terceirob
 
Geografia da População
Geografia da PopulaçãoGeografia da População
Geografia da PopulaçãoEduardo Mendes
 
Teorias demograficas
Teorias demograficasTeorias demograficas
Teorias demograficasYESENIA QUERO
 

Destaque (16)

2º Mc Grupo 08
2º Mc   Grupo 082º Mc   Grupo 08
2º Mc Grupo 08
 
Dinâmica populacional (2)
Dinâmica populacional (2)Dinâmica populacional (2)
Dinâmica populacional (2)
 
www.AulasParticularesApoio.Com - Teorias Demográficas
www.AulasParticularesApoio.Com - Teorias Demográficaswww.AulasParticularesApoio.Com - Teorias Demográficas
www.AulasParticularesApoio.Com - Teorias Demográficas
 
Fluxos migratórios
Fluxos migratóriosFluxos migratórios
Fluxos migratórios
 
Teorias de poblacion
Teorias de poblacionTeorias de poblacion
Teorias de poblacion
 
Dinamica populacional
Dinamica populacionalDinamica populacional
Dinamica populacional
 
Teorias demográficas e estrutura da população
Teorias demográficas e estrutura da populaçãoTeorias demográficas e estrutura da população
Teorias demográficas e estrutura da população
 
Os 10 mais vendidos
Os 10 mais vendidosOs 10 mais vendidos
Os 10 mais vendidos
 
Tratamentos pele com acne adolescentes e adultos
Tratamentos pele com acne adolescentes e adultosTratamentos pele com acne adolescentes e adultos
Tratamentos pele com acne adolescentes e adultos
 
Geografia brasil população
Geografia   brasil populaçãoGeografia   brasil população
Geografia brasil população
 
População Mundial
População MundialPopulação Mundial
População Mundial
 
Fluxos Migratórios Na Atualidade
Fluxos Migratórios Na Atualidade Fluxos Migratórios Na Atualidade
Fluxos Migratórios Na Atualidade
 
Slides população (1)
Slides população (1)Slides população (1)
Slides população (1)
 
Geografia da População
Geografia da PopulaçãoGeografia da População
Geografia da População
 
Teorias demograficas
Teorias demograficasTeorias demograficas
Teorias demograficas
 
Tutotial - Linha Liz
Tutotial - Linha LizTutotial - Linha Liz
Tutotial - Linha Liz
 

Semelhante a Teoria Malthusiana e crescimento populacional

Semelhante a Teoria Malthusiana e crescimento populacional (20)

Demografia geral
Demografia geralDemografia geral
Demografia geral
 
TEORIAS POPULACIONAIS.pdf
TEORIAS POPULACIONAIS.pdfTEORIAS POPULACIONAIS.pdf
TEORIAS POPULACIONAIS.pdf
 
Espaço, sociedade e economia
Espaço, sociedade e economiaEspaço, sociedade e economia
Espaço, sociedade e economia
 
2º Mb Grupo 08
2º Mb   Grupo 082º Mb   Grupo 08
2º Mb Grupo 08
 
3077573.ppt
3077573.ppt3077573.ppt
3077573.ppt
 
Geografia Humana - 6. DAMIANI, Amélia. População e Geografia. Resumo do livro
Geografia Humana - 6. DAMIANI, Amélia. População e Geografia.  Resumo do livroGeografia Humana - 6. DAMIANI, Amélia. População e Geografia.  Resumo do livro
Geografia Humana - 6. DAMIANI, Amélia. População e Geografia. Resumo do livro
 
Aula dia 11 02-11 demografia.....sem fig
Aula dia 11 02-11 demografia.....sem figAula dia 11 02-11 demografia.....sem fig
Aula dia 11 02-11 demografia.....sem fig
 
Aula dia 11 02-11 demografia........97-2003
Aula dia 11 02-11 demografia........97-2003Aula dia 11 02-11 demografia........97-2003
Aula dia 11 02-11 demografia........97-2003
 
Aula dia 11 02-11 demografia........97-2003
Aula dia 11 02-11 demografia........97-2003Aula dia 11 02-11 demografia........97-2003
Aula dia 11 02-11 demografia........97-2003
 
Populacao sartre
Populacao sartrePopulacao sartre
Populacao sartre
 
TEORIAS DEMOGRÁFICAS
TEORIAS DEMOGRÁFICASTEORIAS DEMOGRÁFICAS
TEORIAS DEMOGRÁFICAS
 
ASPECTOS DEMOGRÁFICOS
ASPECTOS DEMOGRÁFICOSASPECTOS DEMOGRÁFICOS
ASPECTOS DEMOGRÁFICOS
 
Geo1.pdf
Geo1.pdfGeo1.pdf
Geo1.pdf
 
Geo populaçao
Geo populaçaoGeo populaçao
Geo populaçao
 
GEOGRAFIA POPULAÇÃO.pptx
GEOGRAFIA POPULAÇÃO.pptxGEOGRAFIA POPULAÇÃO.pptx
GEOGRAFIA POPULAÇÃO.pptx
 
Artigo
Artigo Artigo
Artigo
 
4 01 a_populacao_europa_xvii_xviii
4 01 a_populacao_europa_xvii_xviii4 01 a_populacao_europa_xvii_xviii
4 01 a_populacao_europa_xvii_xviii
 
Populacao teorias
Populacao teoriasPopulacao teorias
Populacao teorias
 
Gab aval 2ª_1ºtri
Gab aval 2ª_1ºtriGab aval 2ª_1ºtri
Gab aval 2ª_1ºtri
 
Geografia modulo iii
Geografia modulo iiiGeografia modulo iii
Geografia modulo iii
 

Último

A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadoA população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadodanieligomes4
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimJunto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimWashingtonSampaio5
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 

Último (20)

A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadoA população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimJunto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 

Teoria Malthusiana e crescimento populacional

  • 1. Ano Letivo de 2013-2014 Economia C Catástrofe Malthusiana Elementos do grupo: Docente:
  • 2. Direção Regional de Educação do Centro 160945 - Agrupamento de Escolas de Esgueira 401456 – E.S.Dr. Jaime Magalhães Lima Departamento de Ciências Sociais e Humanas Teoria Malthusiana Durante os séculos XVIII e XIX houve um acentuado crescimento demográfico devido à consolidação do capitalismo e à Revolução Industrial que proporcionou a elevação da produção de alimentos nos países em processo de industrialização diminuindo a taxa de mortalidade (principalmente na Europa e nos EUA). Isto fez com que os índices de crescimento da população subissem provocando discussões que culminariam em diversas teorias sobre o crescimento populacional, destacando-se o malthusianismo. A Teoria Populacional Malthusiana foi desenvolvida por Thomas Malthus, estudioso das Ciências Sociais. Thomas Malthus no seu ensaio a 1798 considera duas vertentes, sendo a primeira que o alimento é necessário à existência do homem, e a segunda que a paixão entre os sexos é necessária e permanecerá. Supondo, então, podemos dizer que a capacidade de crescimento da população é indefinidamente maior que a capacidade da terra de produzir meios de subsistência para o homem. O crescimento da população, os meios de subsistência e as causas da pobreza em plena Revolução Industrial são os problemas centrais analisados pelo economista Thomas Malthus. Segundo Malthus “o poder da população é tão superior ao poder do planeta de fornecer subsistência ao homem que, de uma maneira ou de outra, a morte prematura acaba por visitar a raça humana.” Dessa forma, a partir de determinado momento, não existiriam alimentos para todos os habitantes da Terra, produzindo-se, portanto, uma situação catastrófica, em que a humanidade morreria de inanição. Malthus alertou que o crescimento desordenado acarretaria na falta de recursos alimentícios para a população gerando como consequência a fome. Thomas dizia que a população crescia em progressão geométrica, enquanto a produção de alimentos crescia em progressão aritmética. Com base nesses dados, Malthus concluiu que inevitavelmente a fome seria uma realidade caso não houvesse um controle imediato da natalidade. Analisando a tabela seguinte conseguimos compreender que houve uma evolução positiva no crescimento populacional desde de 1850 até 1994, conseguindo-se obter um aumento de um bilhão de pessoas cada vez em períodos menores, enquanto no último período analisado o tempo decorrido para alcançar um aumento de um bilhão de habitantes o período decorrido já
  • 3. Direção Regional de Educação do Centro 160945 - Agrupamento de Escolas de Esgueira 401456 – E.S.Dr. Jaime Magalhães Lima Departamento de Ciências Sociais e Humanas foi superior ao anterior, uma vez que no último período decorreram 17 anos, e no penúltimo 9 anos, o que assim mostra uma diminuição da natalidade. A tendência é que nas próximas décadas a população comece a diminuir. 1 a 2 bilhões de pessoas entre 1850 a 1925 2 a 3 bilhões de pessoas entre 1925 a 1962 3 a 4 bilhões de pessoas entre 1962 a 1975 4 a 5 bilhões de pessoas entre 1975 a 1985 5 a 6 bilhões de pessoas entre 1985 a 1994 6 a 7 bilhões de pessoas entre 1994 a 2011 75 Anos 37 Anos 13 Anos 10 Anos 9 Anos 17 Anos Estaria Malthus correto? Após quase dois séculos a Teoria de Malthus continua a suscitar controvérsia e dúvida, contudo ainda reúna alguns apoiantes. Passado este tempo, os cientistas apontam que a teoria carece de fundamentação científica. O primeiro ponto da crítica deve-se a que se o crescimento da população tivesse ocorrido de acordo com as previsões do demógrafo, a população mundial seria, em 1990, de 155 bilhões de pessoas, quando na realidade era de 5,2 bilhões. Isso mostra que Malthus desconhecia a dinâmica social, e que a Europa e as demais áreas desenvolvidas do mundo mostraram que o desenvolvimento económico, acompanhado por reformas que conduzem ao bem-estar, são importantíssimos para travar o rápido crescimento populacional. O segundo ponto deve-se à emancipação feminina, que implica uma participação cada vez mais decisiva no controla da fertilidade, através do uso de medidas contracetivas. Por outro lado o desenvolvimento científico e tecnológico alcançado pelo homem no campo da agropecuária e da genética mostrou ser capaz de produzir alimentos suficientes para suprir toda a humanidade. Obviamente as taxas de crescimento populacional demasiado elevadas, e que não são acompanhadas por um correto desenvolvimento económico e de reformas socioeconómicas, geram problemas, sobretudo aos PED. Ainda assim, não se pode atribuir a culpa do estado de miséria e fome existente no mundo ao crescimento populacional, uma vez que estas se prendem a causas de caráter político e económico. Diversos países, tais como Portugal, Albânia e Uruguai, há muito tempo convivem com baixas taxas de crescimento populacional, mas nem por isso a maioria de sua população desfruta de um elevado padrão de vida.
  • 4. Direção Regional de Educação do Centro 160945 - Agrupamento de Escolas de Esgueira 401456 – E.S.Dr. Jaime Magalhães Lima Departamento de Ciências Sociais e Humanas Contudo, a catástrofe Malthusiana acabou por ocorrer na Irlanda com a fome provocada pela escassez de batatas no Século XIX. E no Século XX, novas Catástrofes Malthusianas ocorreram na Etiópia e Somália. Felizmente, as profecias de Malthus ainda estão longe de se concretizarem nos países desenvolvidos, houve um aumento populacional, mas também houve aumento da produção, devido aos avanços na tecnologia e na medicina nos últimos dois séculos. Entretanto, o aspeto Malthusiano ainda amedronta os países subdesenvolvidos da África (são 2.250.000 mortos em guerras civis), da Ásia (71,4% da população vive abaixo da linha de pobreza) e da América do Sul (estimou-se mais de 349 milhões de habitantes no ano 2000).