Empreendedorismo Criativo

403 visualizações

Publicada em

Empreendedorismo Criativo: como criar soluções de alto impacto na vida das pessoas? A palestra traz uma reflexão sobre a importância da criatividade na sociedade e no mercado, e de que forma as instituições e organizações estão buscando potencializar a própria criatividade.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
403
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Empreendedorismo Criativo

  1. 1. Empreendedorismo Criativo Como criar soluções inovadoras de alto impacto?
  2. 2. Quem sou eu?
  3. 3. SOMOS UMA CONSULTORIA INTERNACIONAL DE DESIGN DE SERVIÇOS. AJUDAMOS ORGANIZAÇÕES E EMPRESAS EM TODO O MUNDO A ENTENDER SEUS CLIENTES E ENTREGAR SERVIÇOS DE QUALIDADE.
  4. 4. No Brasil No mundo
  5. 5. Empreendedorismo Criativo?
  6. 6. IBM1500 CEOs Pesquisa da
  7. 7. Criatividade
  8. 8. Devemos deixar as ideias a cargo dos criativos?
  9. 9. Quantos de nós somos criativos?
  10. 10. Quem aqui se considera criativo?
  11. 11. criativos vs não-criativos
  12. 12. todos são criativos
  13. 13. Confiança Criativa
  14. 14. 3 a 5 anos Orbiting the Giant Hairball, Gordon Mackenzie, 1998.
  15. 15. 98%Orbiting the Giant Hairball, Gordon Mackenzie, 1998.
  16. 16. 10 anos Orbiting the Giant Hairball, Gordon Mackenzie, 1998.
  17. 17. 30%Orbiting the Giant Hairball, Gordon Mackenzie, 1998.
  18. 18. 15 anos Orbiting the Giant Hairball, Gordon Mackenzie, 1998.
  19. 19. 12%Orbiting the Giant Hairball, Gordon Mackenzie, 1998.
  20. 20. já na vida adulta... Orbiting the Giant Hairball, Gordon Mackenzie, 1998.
  21. 21. 2%Orbiting the Giant Hairball, Gordon Mackenzie, 1998.
  22. 22. Por quê a maioria das pessoas perde a confiança criativa?
  23. 23. Contruindo a sua Confiança Criativa...
  24. 24. Julgamento
  25. 25. Convergente Fazer Escolhas
  26. 26. Convergente Fazer Escolhas Divergente Criar Escolhas
  27. 27. Medo
  28. 28. Se eu tenho uma ótima ideia de negócio, será que eu tenho ótimo negócio?
  29. 29. Qual a taxa de sobrevivência das empresas com até dois anos na cidade de Manaus? Sobrevivência das Empresas no Brasil – 2013 – Sebrae
  30. 30. 54%Sobrevivência das Empresas no Brasil – 2013 – Sebrae
  31. 31. 46%Sobrevivência das Empresas no Brasil – 2013 – Sebrae
  32. 32. Qual a taxa de morte das Startups no Brasil até o 1º ano?
  33. 33. 25%Associação Brasileira de Startups
  34. 34. Qual a taxa de morte das Startups no Brasil até o 3º ano?
  35. 35. 50%Associação Brasileira de Startups
  36. 36. Qual a taxa de morte das Startups ao redor do mundo no 1º ano?
  37. 37. 90%Associação Brasileira de Startups
  38. 38. Por quê será que isso acontece?
  39. 39. Eureca!A Grande Ideia do Gênio Solitário.
  40. 40. “Eu não falhei. Apenas encontrei 10 mil caminhos diferentes que não funcionaram.”
  41. 41. 8
  42. 42. 400
  43. 43. “Tenho certeza que o meu negócio será um sucesso!”
  44. 44. Cultura de Certezas.
  45. 45. “Para eliminar pontos de vistas alternativos, nada é mais eficaz do que estar convencido de que você está certo.”
  46. 46. FRACASSO
  47. 47. Mudanças & Incertezas
  48. 48. Pequenos fracassos & Erros
  49. 49. Consequência necessár de fazer algo novo.
  50. 50. Empatia
  51. 51. Hipótese de Futuro
  52. 52. Prototipação
  53. 53. PILARES •Colaboração •Criatividade •Empatia •Prototipação •Errar & Aprender DO…
  54. 54. Design Thinking
  55. 55. ENTENDIMENTO EMPATIA DEFINIÇÃO IDEAÇÃO PROTOTIPAGEM TESTE ITERAÇÃO
  56. 56. MAS AFINAL, O QUE É DESIGN THINKING? “Design Thinking é uma abordagem para inovação centrada no ser humano. Combina o pensamento criativo ao de negócios, para gerar valor e prover soluções de longo prazo.” Arne van Oosterom, Fundador da DesignThinkers Group.
  57. 57. Será que eu conheço algum case que foi uma solução que veio do Design Thinking?   
  58. 58. Será realmente que o Design Thinking se aplica a qualquer área de negócio?  
  59. 59. 80%
  60. 60. 1 ano
  61. 61. 2 casos
  62. 62. 7000Relatório de 1999: “To Err is Human: Bulding a Safer Health System” mortes por ano com erros de medicamentos
  63. 63. 1.5miRelatório de 1999: “To Err is Human: Bulding a Safer Health System” de pessoas por ano sofrem as consequências dos erros de administração de medicamentos
  64. 64. 3.5biRelatório de 1999: “To Err is Human: Bulding a Safer Health System” de dólares são gastos por ano tratando pacientes que sofreram as consequências da má administração dos medicamento
  65. 65. Como poderíamos reduzir os erros na administração dos medicamentos?
  66. 66. ENTENDIMENTO EMPATIA DEFINIÇÃO IDEAÇÃO PROTOTIPAGEM TESTE ITERAÇÃO
  67. 67. Novo Processo
  68. 68. Qual o impacto?
  69. 69. 4unidades
  70. 70. 50%os erros na administração de medicamentos
  71. 71. 15%a velocidade de administração dos medicamentos
  72. 72. 78% 33% a confiança dos pacientes na administração dos medicamentos
  73. 73. Como poderíamos melhorar a hospitalidade e reduzir o stress dentro do hospital?
  74. 74. sentindosentindo dores nodores no corpocorpo aguardaraguardar atendimentatendiment oo fazer afazer a triagemtriagem aguardaraguardar atendimentatendiment oo atendidoatendido pelopelo mé dicomé dico pesquisapesquisa no googleno google voltarvoltar parapara casacasa ANTESANTES DURANTEDURANTE DEPOISDEPOIS a caminhoa caminho dodo hospitalhospital recebidorecebido nana recepç ãorecepç ão comentarcomentar comcom amigosamigos
  75. 75. Como poderíamos melhorar a experiência em um restaurante para atender melhor os clientes?
  76. 76. Como poderíamos criar uma nova experiência para a contratação de funcionários?
  77. 77. Satisfação do Cliente Expectativa vs. Experiências
  78. 78. PRÉ -SERVIÇOPRÉ -SERVIÇO SERVIÇOSERVIÇO PÓS-SERVIÇOPÓS-SERVIÇO 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 Satisfação do Cliente Expectativas Experiências Satisfação
  79. 79. PRÉ -SERVIÇOPRÉ -SERVIÇO SERVIÇOSERVIÇO PÓS-SERVIÇOPÓS-SERVIÇO 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 Satisfação do Cliente Expectativas Experiências Satisfação
  80. 80. PRÉ -SERVIÇOPRÉ -SERVIÇO SERVIÇOSERVIÇO PÓS-SERVIÇOPÓS-SERVIÇO 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 Satisfação do Cliente Expectativas Experiências Satisfação
  81. 81. PRÉ -SERVIÇOPRÉ -SERVIÇO SERVIÇOSERVIÇO PÓS-SERVIÇOPÓS-SERVIÇO 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 Satisfação do Cliente Expectativas Experiências Satisfação
  82. 82. Como poderíamos ter uma nova experiência de ler de notícias diárias?
  83. 83. US$ 90mi
  84. 84. Como poderíamos fazer uma grande corporação vencer uma crise?
  85. 85. US$55 US$ 116
  86. 86. 51ª 20ª
  87. 87. Eficiência vs. Inovação
  88. 88. 35 líderes
  89. 89. DesignWorks
  90. 90. 4 anos
  91. 91. 150
  92. 92. O que era verdade? vs O que poderia ser verdade?
  93. 93. 15%
  94. 94. Connect + Develop
  95. 95. 50%
  96. 96. 65%
  97. 97. US$ 57 bi
  98. 98. US$ 200 bi
  99. 99. 51ª 20ª
  100. 100. 10ª 51ª
  101. 101. Será realmente que o Design Thinking se aplica a qualquer área de negócio?  
  102. 102. ENTENDIMENTO EMPATIA DEFINIÇÃO IDEAÇÃO PROTOTIPAGEM TESTE ITERAÇÃO
  103. 103. O DESIGNTHINKING PERMITE •Entender as pessoas  envolvidas no processo. •Entender a troca de valores  entre os envolvidos e o que os  motiva. •Dar um passo atrás, para ter  a visão do todo.
  104. 104. PILARES •Colaboração •Co­criação •Criatividade •Empatia •Prototipação •Iteração DO DESIGNTHINKING
  105. 105. “Educação não transforma o mundo. Educação muda as pessoas. Pessoas mudam o mundo.”
  106. 106. OBRIGADO!

×