Combate a incêndio

1.339 visualizações

Publicada em

Aula para cursos de brigada de incêndio

0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.339
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
101
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Combate a incêndio

  1. 1. COMBATE A INCÊNDIO 1
  2. 2. CONHECIMENTO E QUÍMICA DO FOGO
  3. 3. Teoria Básica do Fogo FOGO é uma reação química rápida e consistente, liberando energia em forma de luz e calor, resultante da COMBUSTÃO de materiais combustíveis.
  4. 4. Tetraedro do Fogo Combustível: material consumido pelo fogo; Comburente (oxigênio): elemento que combina com o combustível para que o fogo ocorra; Calor: energia necessária para iniciar o fogo; Reação em cadeia: é o processo químico que permite a continuidade da combustão.
  5. 5. Tetraedro do Fogo Para que o fogo ocorra são necessários três elementos: calor, combustível e comburente. Eles devem estar em concentrações ideais para manter a reação em cadeia.
  6. 6. CLASSIFICAÇÃO DOS COMBUSTÍVEIS
  7. 7. PONTOS DE TEMPERATURA
  8. 8. Pontos de Temperatura • Ponto de fulgor; • Ponto de combustão; • Ponto de ignição.
  9. 9. Ponto de Fulgor PONTO DE FULGOR é a temperatura mínima na qual o combustível desprende vapores que se inflamam em contato com uma chama, porém sem continuidade.
  10. 10. Ponto de Combustão PONTO DE COMBUSTÃO é a temperatura mínima na qual o combustível desprende vapores que se inflamam em contato com uma chama, mantendo-se a combustão.
  11. 11. Ponto de Ignição PONTO DE IGNIÇÃO é a temperatura mínima para o combustível inflamar-se sem chama direta, bastando o calor e a presença de oxigênio.
  12. 12. FORMAS DE PROPAGAÇÃO DO FOGO
  13. 13. CONDUÇÃOCONDUÇÃO Transmissão de calor através de um corpo para outro em contato direto. Formas de Propagação do Fogo
  14. 14. Ondas caloríficas que atingem os objetos próximos, aquecendo-os. IRRADIAÇÃOIRRADIAÇÃO Formas de Propagação do Fogo
  15. 15. Movimentação de massas gasosas aquecidas, para cima e horizontalmente nos andares. CONVECÇÃOCONVECÇÃO Formas de Propagação do Fogo
  16. 16. Incêndios
  17. 17. Fases de Incêndio
  18. 18. Flash Over
  19. 19. Back Draft
  20. 20. CLASSES DE INCÊNDIO
  21. 21. Classes de Incêndio SÓLIDOS COMBUSTÍVEIS tais como: madeira, papel, borracha, plástico, dentre outros.
  22. 22. Classes de Incêndio LÍQUIDOS INFLAMÁVEIS tais como: álcool, gasolina, diesel, dentre outros.
  23. 23. EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS ENERGIZADOS tais como: televisores, rádios, microcomputadores, dentre outros. Classes de Incêndio
  24. 24. METAIS PIROFÓRICOS: Incêndio envolvendo queima de materiais pirofóricos, como: Magnésio, Titânio, etc. Classes de Incêndio
  25. 25. ÓLEOS E GORDURAS tais como: azeites e gorduras de cozinhas. Classes de Incêndio
  26. 26. MÉTODOS DE EXTINÇÃO DO FOGO
  27. 27. Métodos de Extinção do Fogo RESFRIAMENTO ocorre com a remoção do calor da reação, sendo a forma mais comum, através da absorção do calor pela água.
  28. 28. RETIRADA DO COMBUSTÍVEL ocorre com a simples remoção do material combustível, quase sempre da parte que não está queimando ainda. Métodos de Extinção do Fogo
  29. 29. ABAFAMENTO ocorre com o impedimento de que o combustível tenha contato com o comburente. Ao tampar uma panela em chamas, abafa-se o fogo, retirando o oxigênio. Métodos de Extinção do Fogo
  30. 30. ABANDONO EM EMERGÊNCIA
  31. 31. Saídas de Emergência (NBR 9077)
  32. 32. Saídas de Emergência (NBR 9077)
  33. 33. Plano de Fuga (NBR 15219)
  34. 34. Em caso de Bloqueio pelo Fogo
  35. 35. Hidrantes
  36. 36. Equipamentos do Hidrante
  37. 37. Abra o Abrigo Estique a Mangueira Hidrante – Manuseio e Operação
  38. 38. Engate as Conexões Aponte para o Fogo Hidrante – Manuseio e Operação
  39. 39. Abra o Registro Movimentos de Varredura Hidrante – Manuseio e Operação
  40. 40. AMPOLA DE VIDRO Temperaturas / Coloração 57º c Laranja 68º c Vermelho 79º c Amarelo 93º c Verde 141º c Azul 182º c Roxo 183º c Preto CORPO (rosca de fixação) DEFLETOR (distribuidor do jato) AMPOLA (elemento sensível) Sistemas Automáticos – Sprinklers
  41. 41. Botijões e Cilindros MERCAPTAN - Produto adicionado ao GLP para sua detecção. Gás Liquefeito de Petróleo - GLP
  42. 42. Acessórios GLP Gás Liquefeito de Petróleo - GLP
  43. 43. Detecção Vazamentos Válvula e Plugue-Fusivel Obs.: a cerca de +-70º C rompe-se o plugue-fusível evitando o rompimento do casco, (liga de estanho e bismuto). Utilize registros e mangueiras homologados pelo INMETRO e ABNT. Gás Liquefeito de Petróleo - GLP
  44. 44. Mangueira GLP – P13 Posição GLP – P13 Gás Liquefeito de Petróleo - GLP
  45. 45. Elemento mais comum encontrado, CC (carbono), que se combina com 2 átomos de OO (oxigênio), resultando assim: GÁS CARBÔNICO ( CC + OO22 = COCO22 ) • É uma combustão completa; • Misturado ao ar é picante; • Não é tóxico; • Não serve para respiração. MONÓXIDO DE CARBONO ( CC + 1/2 OO22 = COCO ) • Combustão incompleta (derivados de petróleo); • Incolor (sem cor); • Insípido (sem sabor); • Explosivo e altamente tóxico; • 22% mata em 1 hora; • 1010% mata instantaneamente. AR ATMOSFÉRICO 78% N2 21% O2 1% Outros Gases Resultantes da Combustão
  46. 46. DICAS DE PREVENÇÃO

×