CRIAÇÃO DE UMA REVISTA
CIENTÍFICA EM CIÊNCIA DA
INFORMAÇÃO
Planear a construção de uma revista científica na área
da Ciênc...
Sumário
• Introdução
• Conhecimento Científico
• Revistas Científicas
• Movimento de Acesso Aberto
• Indicadores de qualid...
Introdução
28-03-2014 3
Tarefas Atividades
Elementos do
grupo
Datas
2ª Apresentação
intercalar
Identificação dos
indicador...
Conhecimento Científico
• É fático: parte dos factos.
• É do tipo contingente, pois as suas preposições ou
hipóteses têm a...
Revistas Científicas
• É um conjunto de documentos, atas e “memórias de
reuniões” que em vez de serem documentos
independe...
Movimento de Acesso Aberto
• Tem como principal benefício ampliar a visibilidade das
pesquisas e o acesso a um maior númer...
Movimento de Acesso Aberto
• É possível ler, fazer download, copiar, distribuir, imprimir,
pesquisar, indexar ou fazer lin...
Acesso Aberto à literatura científica em
Portugal: o passado, o presente e o futuro
28-03-2014 8
Em Portugal, tal como em
...
Acesso Aberto à literatura científica em
Portugal: o passado, o presente e o futuro
• o uso ainda incipiente dos repositór...
Indicadores de qualidade
• Indicadores e fatores que testam a potencialidade, o rigor,
a seriedade e a honestidade de toda...
Indicadores de qualidade (cont.)
• Eis os indicadores internacionais mais utilizados que
comprovam a qualidade dos trabalh...
Análise comparativa de software
28-03-2014 12
• Uma revista é algo mais do que publicar artigos numa
página. Existem softw...
Análise comparativa de software (cont.)
• Surgiram vários software:
• Várias opções de software foram encontradas mas é
pr...
Análise comparativa de software (cont.)
• Foi determinada uma série de funcionalidades que o
software a implementar deveri...
Análise comparativa de software (cont.)
Criterios OJS Campsite
Workflow  
Comentar artigos  
Recomendar artigos  
El...
Estudo do OJS
• O OJS é um sistema de gestão e publicação de jornais
desenvolvido pelo Public Knowledge Project - Universi...
Estudo do OJS (cont.)
• Mediante um estudo aprofundado do OJS foram-lhe
reconhecidas as seguintes características:
• É ins...
Próxima etapa
Tarefas Atividades
Elementos do
grupo
Datas
3ª Apresentação
intercalar
Instalação do
software
selecionado
An...
Referências bibliográficas
• BUNGE, M. – O conhecimento científico: Um outro olhar
sobre o mundo [Em linha]. [Consult. 5 M...
Referências bibliográficas (cont.)
• MEIRELLES, Rodrigo França - Gestão Do Processo Editorial
Eletrônico, Baseado No Model...
Referências bibliográficas (cont.)
• RIBEIRO, Fernanda; PINTO, Maria Manuela Gomes de Azevedo -
Páginas a&b : arquivos e b...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

PB - 2º apresentação intercalar

272 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
272
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
70
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PB - 2º apresentação intercalar

  1. 1. CRIAÇÃO DE UMA REVISTA CIENTÍFICA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO Planear a construção de uma revista científica na área da Ciência da Informação Licenciatura em Ciências e Tecnologias da Documentação e Informação | 3ºAno | 2º Semestre Projeto de Biblioteca André Afonso e Hugo Moreira Docente: Engª Cândida Silva e Doutora Manuela Cardoso Vila do Conde, 28-03-2014
  2. 2. Sumário • Introdução • Conhecimento Científico • Revistas Científicas • Movimento de Acesso Aberto • Indicadores de qualidade • Análise comparativa de software • Estudo do OJS • Próxima etapa • Referências bibliográficas 28-03-2014 2
  3. 3. Introdução 28-03-2014 3 Tarefas Atividades Elementos do grupo Datas 2ª Apresentação intercalar Identificação dos indicadores de qualidade em revistas científicas André e Hugo 14/03/2014 – 25/03/2014 Análise comparativa de software para construção e gestão de revistas científicas André e Hugo 14/03/2014 – 24/03/2014 Apresentação dos resultados obtidos André e Hugo 27/03/2014
  4. 4. Conhecimento Científico • É fático: parte dos factos. • É do tipo contingente, pois as suas preposições ou hipóteses têm a sua veracidade ou falsidade conhecida através da experimentação e não apenas pela razão, tal como acontece com o conhecimento filosófico. • Possui uma postura científica que consiste em não dogmatizar os resultados das pesquisas, mas sim encará-los como eternas hipóteses que necessitam de constante investigação e revisão critica. 28-03-2014 4
  5. 5. Revistas Científicas • É um conjunto de documentos, atas e “memórias de reuniões” que em vez de serem documentos independentes, estão todos reunidos num só, sendo ele uma revista. • Relativamente às tecnologias utilizadas no seu processo de produção é possível referir que com o passar do tempo este foi modificado. Enquanto que antes eram criadas fisicamente, e posteriormente digitalizadas e colocadas na WEB (processo dispendioso), atualmente são colocadas diretamente e exclusivamente online. 28-03-2014 5
  6. 6. Movimento de Acesso Aberto • Tem como principal benefício ampliar a visibilidade das pesquisas e o acesso a um maior número possível de interessados a essa produção. • É baseado no Movimento de Acesso livre à Informação Científica fundamentado numa série de manifestos e conferências • Acesso livre, gratuito, sem barreiras e de forma permanente a textos completos de artigos científicos, por qualquer pessoa conectada à internet. 28-03-2014 6
  7. 7. Movimento de Acesso Aberto • É possível ler, fazer download, copiar, distribuir, imprimir, pesquisar, indexar ou fazer links, respeitando os direitos de autor • Apresenta-se como uma consequência estruturada da evolução da ciência e do desenvolvimento tecnológico, que se foram ajustando de acordo com as necessidades da comunidade científica. • “Os benefícios do ALi com certeza ajudarão a disseminar a mentalidade de o autor repassar, para outros tipos de conteúdos, gratuitamente também, os seus direitos autorais” (HARNAD, 2007). 28-03-2014 7
  8. 8. Acesso Aberto à literatura científica em Portugal: o passado, o presente e o futuro 28-03-2014 8 Em Portugal, tal como em muitos outros países, as primeiras utilizações do Acesso Aberto são recentes (desde 2003), no entanto só a partir de 2006 é que este modelo conseguiu obter uma atenção mais ampla.
  9. 9. Acesso Aberto à literatura científica em Portugal: o passado, o presente e o futuro • o uso ainda incipiente dos repositórios; • a falta de um corpo docente/investigador estável; • a ainda escassa produção científica na área; • a possível falta de sensibilização de autores e editores para as vantagens e importância da disponibilização da sua produção em acesso aberto, apesar do reconhecimento da existência de obstáculos como a questão da propriedade intelectual; • um possível desconhecimento da possibilidade de participação voluntária em projetos. 28-03-2014 9
  10. 10. Indicadores de qualidade • Indicadores e fatores que testam a potencialidade, o rigor, a seriedade e a honestidade de todas as publicações periódicas, originando numa informação original, relevante, significativa e acima de tudo com qualidade metodológica comprovada, o que irá permitir a todos os leitores e investigadores resultados pertinentes e reconhecidos cientificamente nas suas pesquisas. 28-03-2014 10
  11. 11. Indicadores de qualidade (cont.) • Eis os indicadores internacionais mais utilizados que comprovam a qualidade dos trabalhos dos autores: • Contagem de citações • Fator de impacto - Impact Factor (IF) • Eigenfactor • SCImago Journal Rank (SJR) indicator • H-index • SNIP - Source Normalized Impact per Paper 28-03-2014 11
  12. 12. Análise comparativa de software 28-03-2014 12 • Uma revista é algo mais do que publicar artigos numa página. Existem software dedicados a esse fim, que permitem um conjunto de funcionalidades e ferramentas otimizadas para tirar o maior partido da publicação. • Foi elaborada uma pesquisa na categoria de “software” tendo como subcategoria: “free-software” “open source” “developer documentation” “information software” “communication” “open publishing”
  13. 13. Análise comparativa de software (cont.) • Surgiram vários software: • Várias opções de software foram encontradas mas é pretendido um software totalmente direcionado para a configuração de uma revista digital, pelo que à partida vários software foram desconsiderados após uma avaliação superficial. • Desta pesquisa, os únicos que foram considerados adequados, numa avaliação superficial, foram: o OJS e o Campsite devido ao facto de serem software open source. 28-03-2014 13 eZ Publish Content Management System (CMS) Open Journal System (OJS) Roller Weblogger SPIP The Campware Initiative
  14. 14. Análise comparativa de software (cont.) • Foi determinada uma série de funcionalidades que o software a implementar deveria compreender. Dessa forma, os principais critérios que foram considerados para a avaliação comparativa dos software foram: • Workflow de submissão de artigos; • Permitir o comentário dos artigos; • Permitir a recomendação de artigos a potenciais utilizadores; • Permitir a elaboração automática das referências bibliográficas; • Permitir, a médio ou longo prazo, a possibilidade de criar várias revistas digitais dentro da mesma plataforma, de forma a abranger a publicação de conteúdos de outros temas; • Citação de artigos. 28-03-2014 14
  15. 15. Análise comparativa de software (cont.) Criterios OJS Campsite Workflow   Comentar artigos   Recomendar artigos   Elaboração de referências bibliográficas   Criação de várias revistas numa só plataforma   Citação de artigos   28-03-2014 15
  16. 16. Estudo do OJS • O OJS é um sistema de gestão e publicação de jornais desenvolvido pelo Public Knowledge Project - University of British Columbia - tendo como objetivo expandir e melhorar o acesso à pesquisa. • O OJS é uma solução open source para a gestão e publicação de revistas online. É um software flexível que pode ser descarregado e instalado livremente no servidor web local. • Este software auxilia todas as fases do processo de publicação, desde as submissões até à indexação dos conteúdos e publicação online. 28-03-2014 16
  17. 17. Estudo do OJS (cont.) • Mediante um estudo aprofundado do OJS foram-lhe reconhecidas as seguintes características: • É instalado e controlado localmente; • Os editores configuram exigências, secções, processo de revisão, entre outros; • Permite a submissão em linha e a gestão de todo o conhecimento (edições e arquivos); • Módulo de subscrição open access; • Workflow de submissão de artigos; • Processo de peer review; • Indexação abrangente do conteúdo; • Contempla ajuda online conforme o local onde o utilizador se situa; • Pesquisa por: pdf; palavra-chave, autor, título, texto completo, documentos suplementares, data, termos de indexação e por revista; • Suporta várias revistas com base na mesma plataforma. 28-03-2014 17
  18. 18. Próxima etapa Tarefas Atividades Elementos do grupo Datas 3ª Apresentação intercalar Instalação do software selecionado André e Hugo 28/03/2014 – 28/04/2014 Parametrização do software instalado André e Hugo 28/03/2014 – 28/04/2014 Apresentação dos resultados obtidos André e Hugo 29/04/2014 28-03-2014 18 Nota: sujeito a alterações
  19. 19. Referências bibliográficas • BUNGE, M. – O conhecimento científico: Um outro olhar sobre o mundo [Em linha]. [Consult. 5 Mar. 2014]. Disponível em WWW: URL: <http://ocanto.no.sapo.pt/apoio/ciencia1.htm>. • LEITE, Maria Piedade Fernandes Ribeiro - O que é uma revista científica de qualidade? [Em linha]. Vol. 36, Nº 12 (2008). [Consult. 27 Fev. 2014]. Disponível em WWW: URL: <http://www.febrasgo.org.br/site/wp- content/uploads/2013/05/Femina_dezembro2008- 727.pdf>. 28-03-2014 19
  20. 20. Referências bibliográficas (cont.) • MEIRELLES, Rodrigo França - Gestão Do Processo Editorial Eletrônico, Baseado No Modelo Acesso Aberto: Estudo Em Periódicos Científicos Da Universidade Federal Da Bahia - UFBA. Bahia: Instituto de Ciência da Informação da Universidade Federal da Bahia, 2009. Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação. • SARAIVA, Ricardo; RODRIGUES, Eloy [et.al]. – Acesso Aberto à literatura científica em Portugal: o passado, o presente e o futuro [Em linha]. [Consult. 8 Mar. 2014]. Disponível em WWW: URL: <http://www.bad.pt/publicacoes/index.php/congressosbad/article/view /476>. • STUMPF, Ida Regina Chitto - Passado e futuro das revistas científicas* [Em linha]. Vol. 25, Nº 3 (1996). [Consult. 27 Fev. 2014]. Disponível em WWW: URL: <http://revista.ibict.br/ciinf/index.php/ciinf/article/viewFile/463/422>. 28-03-2014 20
  21. 21. Referências bibliográficas (cont.) • RIBEIRO, Fernanda; PINTO, Maria Manuela Gomes de Azevedo - Páginas a&b : arquivos e bibliotecas [Em linha]. Nº4 (2009). [Consult. 14 Mar. 2014]. Disponível em WWW: URL: <http://sigarra.up.pt/flup/pt/PUBLS_PESQUISA.FORMVIEW?P_ID=9 741>. • Bibliotecas da Universidade de Aveiro - Prestígio de revistas científicas: indicadores internacionais mais usados [Em linha]. (2012). [Consult. 18 Mar. 2014]. Disponível em WWW: URL: <http://www.slideshare.net/bibliotecasUA/prestgio-de-revistas- cientficas-indicadores#>. • JOB, Ivone; MATTOS, Ana Maria; FERREIRA, Ana Gabriela Clipes - Análise do acesso aos artigos de uma revista eletrônica através dos logs [Em linha). Vol. 35, Nº2 p. 359-371 (2013). [Consult. 18 Mar. 2014]. Disponível em WWW: URL: <http://www.readcube.com/articles/10.1590/S0101- 32892013000200008?locale=en>. 28-03-2014 21

×