Curso Tecnológico de     Desporto
◦ Introdução ◦▫ Trata-se de um projecto que visa melhorar estética efuncionalmente o Estádio 2 Irmãos, que se encontra com...
◦ História ◦▫   Foi inaugurado em 1972, num C.D.Torralta vs Benfica,terminando o jogo em 0-9.▫ Anos mais tarde, por volta ...
◦ História ◦▫     Inicialmente, foram realizadas algumas alterações.O estádio estava praticamente em ruínas. As paredesame...
◦ Objectivos ◦  ▫    O projecto seria dividido em duas fases: Uma primeira fase  que exgiria menos esforço financeiro e um...
◦ Objectivos ◦  ►   1ª Fase ◄                   Intervenção A)         “Remoção de materiais abandonados             que s...
◦ Objectivos ◦  ►   1ª Fase ◄
◦ Objectivos ◦  ►   1ª Fase ◄                  Intervenção B )               “Limpeza da bancada.”            Como mostra...
◦ Objectivos ◦  ►   1ª Fase ◄                    Intervenção C)          “Pintura dos muros que separam o                 ...
◦ Objectivos ◦                         ►   2ª Fase ◄                                                   Intervenção A)     ...
◦ Objectivos ◦  ►   2ª Fase ◄                    Intervenção B)         “ Remõção de grandes quantidades de               ...
◦ Objectivos ◦                         ►   2ª Fase ◄                                                      Intervenção C)  ...
◦ Enquadramento/Justificação ◦▫    A escolha deste tema deve-se ao facto de ser atleta doPortimonense SC desde os 13 anos,...
◦ Problemas ◦▫    O principal problema desta intervenção no Estádio 2Irmãos, será a falta de apoios, nomeadamente, a falta...
◦ Limitações ◦▫    A grande limitação desta intervenção, será a nivelfinanceiro. Quer a Camâra Municipal quer o Portimonen...
Revisão de Literatura
◦ Revisão de Literatura ◦Decreto-Lei n.º 40799, de 15 de Outubro “Regulamento das Condições Técnicas e de         Seguranç...
◦ Revisão de Literatura ◦    Capitulo I                       “Os estádios são classificados de    (Disposições gerais)  ...
◦ Revisão de Literatura ◦        “ As condições de implantação        Capitulo II                                        ...
◦ Revisão de Literatura ◦Capitulo II            “Os locais para implantação dos estádios devem                       possu...
◦ Revisão de Literatura ◦        “ Para permitir a realização de                                               Capitulo I...
Acesso ao Terreno   DesportivoEntrada no Recinto                    5
◦ Revisão de Literatura ◦Capitulo II         “ As vias de acesso devem possibilitar o (Implatação e      estacionamento da...
Distância > 30   metros                 7
◦ Revisão de Literatura ◦                                                 Capitulo II        “ As vias de acesso, mesmo q...
◦ Revisão de Literatura ◦        “    Os     lugares     para      os     Capitulo III                                   ...
Distância < 180 metros                         12
◦ Revisão de Literatura ◦  Capitulo III                            “ Os locais destinados ao público para(Locais para Esp...
9
◦ Revisão de Literatura ◦  Capitulo III                            “ As zonas para os espectadores devem(Locais para Espe...
Altura ≈ 1,05 metros                       14
Distância > 2 metros                       15
◦ Revisão de Literatura ◦          “ Os estádios deverão estar dotados    Capitulo IV                                    ...
◦ Revisão de Literatura ◦  Capitulo IV                                “Os estádios deverão estar dotados de, pelo  (Locai...
◦ Revisão de Literatura ◦         “ Será previsto, pelo menos, um local para      Capitulo IV    apoio médico e prestação...
Distância ≈ 100 metros
◦ Revisão de Literatura ◦  Capitulo IV                             “ Nos estádios das classes A, B e C, em(Instalações de...
◦ Revisão de Literatura ◦                                                       Capitulo IV         “Nos estádios da clas...
22
◦ Revisão de Literatura ◦ Capitulo IV                               “Na     proximidade     dos    espaços    de (Locais ...
◦ Revisão de Literatura ◦                                                       Capitulo IV         “ Nos estádios da cla...
◦ Revisão de Literatura ◦    Capitulo V                                “ Em todas as classes de estádios devem ser   (Ins...
◦ Revisão de Literatura ◦    Capitulo V                        a) Portaria e recepção geral, com balcão de   (Instalações...
Instalações SanitáriasBilheteiras                                       22
◦ Revisão de Literatura ◦
◦ Conclusões ◦▫     Parte deste projecto (1ª fase), efectivamente, seria pararealizar. Com apoio Logistico da Camâra Munic...
FIM
Plano de Intervenção no Estádio 2 Irmãos - P.A.T
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Plano de Intervenção no Estádio 2 Irmãos - P.A.T

438 visualizações

Publicada em

Feito por André Pimenta no âmbito de avaliação final do curso tecnológico de Desporto.

Publicada em: Esportes
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
438
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plano de Intervenção no Estádio 2 Irmãos - P.A.T

  1. 1. Curso Tecnológico de Desporto
  2. 2. ◦ Introdução ◦▫ Trata-se de um projecto que visa melhorar estética efuncionalmente o Estádio 2 Irmãos, que se encontra comalgumas lacunas nesse capitulo, nomeadamento a nivelestético. ◦ Porquê este tema? ◦▫ Deve-se ao facto de usufruir das instalações há cincoanos, e saber que com o mínimo de esforço possivel, orecinto teria melhores condições.
  3. 3. ◦ História ◦▫ Foi inaugurado em 1972, num C.D.Torralta vs Benfica,terminando o jogo em 0-9.▫ Anos mais tarde, por volta da década de 80, o C.D. Torraltaviria a extinguir-se. Dado esse facto, o Estádio 2 Irmãos caiuem desuso.▫ Em 2007, o Estádio viria a ser recuperado sob a direcçãode Fernando Rocha, Presidente do Portimonense.
  4. 4. ◦ História ◦▫ Inicialmente, foram realizadas algumas alterações.O estádio estava praticamente em ruínas. As paredesameaçavam cair e no lugar do relvado existiam ervas detoda a espécie.
  5. 5. ◦ Objectivos ◦ ▫ O projecto seria dividido em duas fases: Uma primeira fase que exgiria menos esforço financeiro e uma segunda fase mais dispendiosa financeiramente. ● 1ª Fase ● ● 2 ª Fase ● A) Remoção de materiais  A) Pintar os muros abandonados que se principais delimitadores do encontram em diversos locais recinto. do recinto.  B) Remoção de grandes quantidades de terreno. B) Limpeza da bancada.  C) Alisamento do terreno C) Pintura dos muros que de acesso ao estádio. separam o relvado.
  6. 6. ◦ Objectivos ◦ ► 1ª Fase ◄ Intervenção A) “Remoção de materiais abandonados que se encontram em diversos locais do recinto.”  Os materiais existentes nestas zonas, na sua maioria, são provenientes do Estádio Municipal. Todo o material não necessário foi direccionado para os “2 irmãos.”
  7. 7. ◦ Objectivos ◦ ► 1ª Fase ◄
  8. 8. ◦ Objectivos ◦ ► 1ª Fase ◄ Intervenção B ) “Limpeza da bancada.”  Como mostram as imagens, a bancada do estádio, permanece igual aquando a sua recuperação, pelo que necessita de uma renovação estética.
  9. 9. ◦ Objectivos ◦ ► 1ª Fase ◄ Intervenção C) “Pintura dos muros que separam o relvado.”  Tal como a bancada, também os muros em torno do relvado, encontram-se algo gastos, pelo que necessitam de um renovação estética.
  10. 10. ◦ Objectivos ◦ ► 2ª Fase ◄ Intervenção A) “ Pintura dos muros em torno do recinto”  Exigiria maior esforço financeiro e humano. Os muros encontram-se com grafitis e afins, que dão um aspecto deainda abandonado.
  11. 11. ◦ Objectivos ◦ ► 2ª Fase ◄ Intervenção B) “ Remõção de grandes quantidades de terreno”  Com o passar dos anos, foi-se acumulando grandes quantidades de terreno inutilizado nesta zona.
  12. 12. ◦ Objectivos ◦ ► 2ª Fase ◄ Intervenção C) “Alisamento do terreno de acesso ao estádio.” Ao entrar no recinto, os veiculos sentem algumas dificuldade em manobrar o veiculo, pela quantidade de buracos existentes.
  13. 13. ◦ Enquadramento/Justificação ◦▫ A escolha deste tema deve-se ao facto de ser atleta doPortimonense SC desde os 13 anos, e curiosamente,acompanhei todo este processo de evolução (ou não) doEstádio 2 Irmãos.▫ Um clube que acolhe centenas de jovens e onde severifcam dificuldades logisticas na organização dos treinos,justifica-se plenamente a recuperação deste espaçodesportivo.
  14. 14. ◦ Problemas ◦▫ O principal problema desta intervenção no Estádio 2Irmãos, será a falta de apoios, nomeadamente, a faltade empresas interessadas em associarem-se a estainiciativa.
  15. 15. ◦ Limitações ◦▫ A grande limitação desta intervenção, será a nivelfinanceiro. Quer a Camâra Municipal quer o PortimonenseSC não se encontram nas melhores condições financeiras,por isso, mesmo a conseguir-se um orçamento reduzido,poderá tornar-se dificil obter os valores necessários paraintervir.
  16. 16. Revisão de Literatura
  17. 17. ◦ Revisão de Literatura ◦Decreto-Lei n.º 40799, de 15 de Outubro “Regulamento das Condições Técnicas e de Segurança dos Estádios”
  18. 18. ◦ Revisão de Literatura ◦ Capitulo I  “Os estádios são classificados de (Disposições gerais) acordo com a lotação máxima N, que Artigo 4.º lhes for fixada, nas seguintes classes:“Classificação dos Estádios em função da Lotação”a) Classe A: N igual ou superior a 35000b) Classe B: N igual ou superior a 15000 e inferior a 35000c) Classe C: N igual ou superior a 5000 e inferior a 15000d) Classe D: N inferior a 5000 espectadores 1
  19. 19. ◦ Revisão de Literatura ◦ “ As condições de implantação Capitulo II (Implatação e dos estádios devem possibilitar fácil Acessibilidade) acesso às redes de transportes públicos Artigo 5.º e às vias públicas de serventia e Lei 2 “Condições Gerais de permitir realizar as ligações às infra- Implatação” estruturas públicas de saneamento, de energia e de comunicações. ” 2
  20. 20. ◦ Revisão de Literatura ◦Capitulo II “Os locais para implantação dos estádios devem possuir área suficiente para permitir a instalação (Implatação e Acessibilidade) dos recintos constituídos pelas estruturas anexas Artigo 5.º e funcionais de apoio às actividades e ao espectáculo, bem como a inserção do terreno Lei 4 desportivo com as dimensões requeridas para as“Condições Gerais de modalidades previstas, incluindo as respectivas Implatação” áreas para protecção, espaços para os bancos de suplentes e dos oficiais, zonas para fotógrafos e operadores de TV e área de circulação perimetral de serviço.” 3
  21. 21. ◦ Revisão de Literatura ◦ “ Para permitir a realização de Capitulo II acções de socorro e operações de (Implatação e Acessibilidade) manutenção, os estádios devem ser Artigo 6.º servidos por vias de acesso, integrando Lei 1 pelo menos um vão de penetração no “Vias de Acesso” recinto até ao terreno desportivo sendo recomendável a previsão de dois vãos, no mínimo, para os estádios das classes A e B” 4
  22. 22. Acesso ao Terreno DesportivoEntrada no Recinto 5
  23. 23. ◦ Revisão de Literatura ◦Capitulo II “ As vias de acesso devem possibilitar o (Implatação e estacionamento das viaturas de socorro a Acessibilidade) uma distância não superior a 30 m de Artigo 6.º Lei 4 qualquer saída do estádio que faça parte “Vias de Acesso” do sistema de percursos de evacuação, sem que, contudo, possam obstruir as saídas de evacuação ou dificultar a sua utilização. ” 6
  24. 24. Distância > 30 metros 7
  25. 25. ◦ Revisão de Literatura ◦ Capitulo II “ As vias de acesso, mesmo que (Implatação e Acessibilidade) estabelecidas em domínio privado, devem Artigo 6.º Lei 5 ter ligação permanente à via pública e ser “Vias de Acesso” mantidas livres para a utilização por veículos de socorro. ” 10
  26. 26. ◦ Revisão de Literatura ◦ “ Os lugares para os Capitulo III (Locais para Espectadores) espectadores devem situar-se a Artigo 11.º Lei 2 distância não superior a 180 m dos “Disposições gerais nos locais para a permanência de limites opostos do terreno desportivo e espectadores” reunir condições de conforto e garantia de plena visibilidade sobre o mesmo.” 11
  27. 27. Distância < 180 metros 12
  28. 28. ◦ Revisão de Literatura ◦ Capitulo III  “ Os locais destinados ao público para(Locais para Espectadores) assistência dos eventos desportivos devem Artigo 11.º distribuir-se por camarotes, tribunas ou terraços Lei 3“Disposições gerais nos locais para peões, quando admissíveis, com os para a permanência de percursos sinalizados e os lugares identificados espectadores” e numerados, e estabelecidos de modo que o acesso aos lugares se faça, preferencialmente, a partir da cota mais alta do respectivo sector. “ 8
  29. 29. 9
  30. 30. ◦ Revisão de Literatura ◦ Capitulo III  “ As zonas para os espectadores devem(Locais para Espectadores) estar separadas do terreno desportivo por meio Artigo 11.º de guarda-corpos solidamente fixos e Lei 9“Disposições gerais nos locais resistentes a impactes, constituídos por para a permanência de materiais não combustíveis e concebidos de espectadores” modo que não perturbem a visibilidade: com altura de 0,9 m a 1,10 m, e à distância mínima de 2 m dos limites do terreno desportivo” 13
  31. 31. Altura ≈ 1,05 metros 14
  32. 32. Distância > 2 metros 15
  33. 33. ◦ Revisão de Literatura ◦ “ Os estádios deverão estar dotados Capitulo IV (Locais para os praticantes de vestiários/balneários, para ambos os desportivos, juízes e técnicos) sexos, destinados aos praticantes Artigo 15.º Lei 1 desportivos, em número não inferior a “Vestiários e balneários para duas unidades para os recintos da classe praticantes desportivos” D. ” 16
  34. 34. ◦ Revisão de Literatura ◦ Capitulo IV  “Os estádios deverão estar dotados de, pelo (Locais para os praticantes menos, um vestiário/balneário para cada sexo, desportivos, juízes e técnicos) destinado aos árbitros e juízes, dispondo, de um Artigo 16.º balneário integrado ou contíguo a cada vestiário, Lei 1 constituído por: a) Dois postos de duche em“Vestuários e balneários para cabinas individuais, equipados com rede de água árbitros e juízes” fria e quente com capacidade para disponibilizar um mínimo de 40 L por banho, de 38º C a 40º C; b) Um lavatório e uma cabina sanitária com retrete. 17
  35. 35. ◦ Revisão de Literatura ◦ “ Será previsto, pelo menos, um local para Capitulo IV apoio médico e prestação de primeiros socorros (Locais para os praticantes desportivos, juízes e técnicos) aos praticantes desportivos, árbitros e juízes, localizado na proximidade dos Artigo 18.º Lei 1 vestiários/balneários e de forma a permitir fácil “Instalações de apoio médico comunicação, quer com o terreno desportivo e primeiros socorros” quer com os percursos de saída para o exterior e os acessos para as ambulâncias.” 18
  36. 36. Distância ≈ 100 metros
  37. 37. ◦ Revisão de Literatura ◦ Capitulo IV  “ Nos estádios das classes A, B e C, em(Instalações de apoio médico e primeiros socorros) correspondência com os sectores destinados aos Artigo 18.º espectadores e na proporção mínima de uma Lei 5 instalação por cada 15 000 espectadores, devem“Instalações de apoio médico ser previstas salas de primeiros socorros de e primeiros socorros” apoio ao público, com localização em zonas opostas do estádio e de forma a permitir fácil comunicação, com os locais de permanência do público. ” 19
  38. 38. ◦ Revisão de Literatura ◦ Capitulo IV “Nos estádios da classe D, em que não (Instalações de apoio médico e primeiros socorros) estejam previstas as instalações referidas no Artigo 18.º número anterior, deve haver condições para o Lei 6 acesso e utilização, em caso de necessidade, “Instalações de apoio médico e primeiros socorros” das instalações de primeiros socorros destinadas aos praticantes desportivos.” 21
  39. 39. 22
  40. 40. ◦ Revisão de Literatura ◦ Capitulo IV  “Na proximidade dos espaços de (Locais para os praticantesdesportivos, juízes e técnicos) vestiários/balneários dos praticantes desportivos, Artigo 19.º nos estádios das classes A, B e C, deverá prever-se Lei 1 um local para serviços de controlo antidopagem,“Instalações e serviços de constituído por sala de espera, gabinete de controlo antidopagem” observações, sala de recolha de análises com instalação sanitária, dimensionado e equipado de acordo com o nível e importância das instalações, nos termos definidos pela lei e requeridos pelas autoridades competentes.” 23
  41. 41. ◦ Revisão de Literatura ◦ Capitulo IV “ Nos estádios da classe D, a instalação (Locais para os praticantes desportivos, juízes e técnicos) de controlo antidopagem, definida no número Artigo 19.º anterior, poderá estar integrada no espaço Lei 2 destinado ao gabinete de apoio médico e de “Instalações de apoio médico e primeiros socorros” primeiros socorros destinado aos praticantes desportivos. “ 24
  42. 42. ◦ Revisão de Literatura ◦ Capitulo V  “ Em todas as classes de estádios devem ser (Instalações para os serviços contemplados espaços destinados aos serviços de complementares) administração geral e de apoio à condução das Artigo 23.º actividades desenvolvidas no recinto, equipados e Lei 1 apetrechados de acordo com as respectivas“ Instalações para administração e funções e organizados em condições de serviços auxiliares ” articulação funcional com a entrada principal e entradas de serviço. comportando, designadamente, os seguintes locais e instalações, a ajustar em função da importância e natureza de serviços praticados no recinto: 25
  43. 43. ◦ Revisão de Literatura ◦ Capitulo V  a) Portaria e recepção geral, com balcão de (Instalações para os serviços informações e área de recepção de público; complementares)  b) Secretaria e gabinetes de administração e uma Artigo 23.º eventual sala de reuniões anexa; Lei 1  c) Salas para uso dos serviços de segurança policial e“ Instalações para administração e dos bombeiros; serviços auxiliares ”  d) Cabinas de bilheteira, em número, dimensão e distribuição a estudar em cada caso;  e) Dois blocos de instalações sanitárias, distintos por sexo, equipados com lavatórios e cabinas com retrete. ” 26
  44. 44. Instalações SanitáriasBilheteiras 22
  45. 45. ◦ Revisão de Literatura ◦
  46. 46. ◦ Conclusões ◦▫ Parte deste projecto (1ª fase), efectivamente, seria pararealizar. Com apoio Logistico da Camâra Municipal de Portimão(cedência de transporte, meios materiais/humanos, etc), doPortimonense SC, do angariamento de alguns patrocionadores(tintas) e voluntariedade de sócios/simpatizantes do PortimonenseSC,.▫ Conjugando todos estes meios, a 1ª fase seria possivel derealizar, com custos praticamente nulos.▫ Na 2ª fase, os valores/custo teriam que ser mais avultados,pelo que teriam que se realizar estudos mais aprofundados(orçamentos, concursos públicos para adjudicação da obra, etc.)
  47. 47. FIM

×