Apresentaçã adubação do cultivo de banana

3.498 visualizações

Publicada em

Aborda um pouco sobre PRINCIPAIS NUTRIENTES EXIGIDOS, sintomas de deficiência, calagem, recomendação de adubação, adubação de plantio, adubação de cobertura e benefícios.

Publicada em: Ciências
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Olá, parabéns pelo artigo! Conteúdo muito bom e de fácil entendimento! Grande abraço! Ps. Se precisar, conte conosco para dicas e informações sobre tipos de grama nos links abaixo. Grama EsmeraldaGrama BatataisGrama São CarlosGrama BermudasGrama Santo AgostinhoGrama Coreana
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.498
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
195
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentaçã adubação do cultivo de banana

  1. 1. Discentes: Aline Barbosa Ana Valquíria Anderson dos Santos André Luiz Pereira Barbosa Antony Moura Docente: Kennya UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS
  2. 2. Introdução PRINCIPAIS NUTRIENTES EXIGIDOS SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA CALAGEM RECOMENDAÇÃO ADUBAÇÃO DE PLANTIO ADUBAÇÃO DE COBERTURA BENEFICIOS CONSIDERAÇÕES FINAIS
  3. 3. O cultivo da banana demanda grandes quantidades de nutrientes para manter um bom desenvolvimento e obtenção de altos rendimentos, pois produz bastante massa vegetativa e absorve e exporta elevada quantidade de nutrientes.
  4. 4. Em ordem decrescente a bananeira absorve os seguintes nutrientes: macronutrientes: K > N > Ca > Mg > S > P; micronutrientes: Cl > Mn > Fe > Zn > B > Cu. Quando um nutriente está em deficiência, a planta expressa este desequilíbrio por sintomas visuais que se manifestam, principalmente, por meio de alterações nas folhas e Frutos.
  5. 5. P: Clorose marginal, necrose nos bordos desenvolve-se descontinuadamente e de modo angular em direção à nervura central. N: Verde-claro uniforme, Pecíolos róseos, redução da distância entre folhas, dando à planta um aspecto de “roseta” formando um leque
  6. 6. B: Folhas deformadas (limbos incompletos) K: Clorose amarelo-alaranjada e necroses nos bordos, Limbo se dobra na ponta da folha, com aspecto encarquilhado e seco. Ca: Má formação do limbo foliar das folhas jovens.
  7. 7. N: Cachos raquíticos, menor número de pencas; P: Frutos com menor teor de açúcar; K: Cachos raquíticos, frutos pequenos e finos, maturação irregular, polpa pouco saborosa;
  8. 8. B: Deformações do cacho, poucos frutos e atrofiados. A sua falta pode levar ao empedramento da banana ‘Maçã’; Ca: Maturação irregular, frutos verdes junto com maduros, podridão dos frutos, pouco aroma e pouco açúcar. A sua falta pode ser uma das causas do empedramento da banana ‘Maçã’.
  9. 9.  NC (T/HA)= (70-V1)CTC PRNT Bananeira AZUL O pH da solução fertilizante deve ser mantido entre 5,0 e 6,5.
  10. 10. Recomenda-se que a adubação seja feita de acordo com a análise do solo. Caso não seja realizada, poderão ser utilizados por cova, 10 a 15kg de esterco ou 0,5 a 1,0kg de torta de mamona.
  11. 11. Na ausência de análise de solo recomenda-se utilizar anualmente por planta, 750g de sulfato de amônio, 500g de superfosfato simples e 300g de cloreto de potássio. Dividir a dose anual em três parcelas. 1ª aplicação : 30 a 45 dias pós-plantio (cobertura).
  12. 12. As coberturas devem ser aplicadas inicialmente a 40cm da planta-mãe e posteriormente a 40cm dos filhotes. Após aplicação deve os adubos devem ser incorporados.
  13. 13. As recomendações de calagem e adubação devem ser baseadas na análise química do solo, pois existe correlação entre os resultados analíticos e a resposta da cultura à calagem ou adubação, em condições de campo. A análise química do solo é uma ferramenta essencial na formulação de um bom programa de calagem e adubação

×