Apresentaçã adubação do cultivo de banana

2.954 visualizações

Publicada em

Aborda um pouco sobre PRINCIPAIS NUTRIENTES EXIGIDOS, sintomas de deficiência, calagem, recomendação de adubação, adubação de plantio, adubação de cobertura e benefícios.

Publicada em: Ciências
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.954
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
184
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentaçã adubação do cultivo de banana

  1. 1. Discentes: Aline Barbosa Ana Valquíria Anderson dos Santos André Luiz Pereira Barbosa Antony Moura Docente: Kennya UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS
  2. 2. Introdução PRINCIPAIS NUTRIENTES EXIGIDOS SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA CALAGEM RECOMENDAÇÃO ADUBAÇÃO DE PLANTIO ADUBAÇÃO DE COBERTURA BENEFICIOS CONSIDERAÇÕES FINAIS
  3. 3. O cultivo da banana demanda grandes quantidades de nutrientes para manter um bom desenvolvimento e obtenção de altos rendimentos, pois produz bastante massa vegetativa e absorve e exporta elevada quantidade de nutrientes.
  4. 4. Em ordem decrescente a bananeira absorve os seguintes nutrientes: macronutrientes: K > N > Ca > Mg > S > P; micronutrientes: Cl > Mn > Fe > Zn > B > Cu. Quando um nutriente está em deficiência, a planta expressa este desequilíbrio por sintomas visuais que se manifestam, principalmente, por meio de alterações nas folhas e Frutos.
  5. 5. P: Clorose marginal, necrose nos bordos desenvolve-se descontinuadamente e de modo angular em direção à nervura central. N: Verde-claro uniforme, Pecíolos róseos, redução da distância entre folhas, dando à planta um aspecto de “roseta” formando um leque
  6. 6. B: Folhas deformadas (limbos incompletos) K: Clorose amarelo-alaranjada e necroses nos bordos, Limbo se dobra na ponta da folha, com aspecto encarquilhado e seco. Ca: Má formação do limbo foliar das folhas jovens.
  7. 7. N: Cachos raquíticos, menor número de pencas; P: Frutos com menor teor de açúcar; K: Cachos raquíticos, frutos pequenos e finos, maturação irregular, polpa pouco saborosa;
  8. 8. B: Deformações do cacho, poucos frutos e atrofiados. A sua falta pode levar ao empedramento da banana ‘Maçã’; Ca: Maturação irregular, frutos verdes junto com maduros, podridão dos frutos, pouco aroma e pouco açúcar. A sua falta pode ser uma das causas do empedramento da banana ‘Maçã’.
  9. 9.  NC (T/HA)= (70-V1)CTC PRNT Bananeira AZUL O pH da solução fertilizante deve ser mantido entre 5,0 e 6,5.
  10. 10. Recomenda-se que a adubação seja feita de acordo com a análise do solo. Caso não seja realizada, poderão ser utilizados por cova, 10 a 15kg de esterco ou 0,5 a 1,0kg de torta de mamona.
  11. 11. Na ausência de análise de solo recomenda-se utilizar anualmente por planta, 750g de sulfato de amônio, 500g de superfosfato simples e 300g de cloreto de potássio. Dividir a dose anual em três parcelas. 1ª aplicação : 30 a 45 dias pós-plantio (cobertura).
  12. 12. As coberturas devem ser aplicadas inicialmente a 40cm da planta-mãe e posteriormente a 40cm dos filhotes. Após aplicação deve os adubos devem ser incorporados.
  13. 13. As recomendações de calagem e adubação devem ser baseadas na análise química do solo, pois existe correlação entre os resultados analíticos e a resposta da cultura à calagem ou adubação, em condições de campo. A análise química do solo é uma ferramenta essencial na formulação de um bom programa de calagem e adubação

×