Microrganismos

14.557 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
14.557
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
97
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Microrganismos

  1. 1. I) IMPORTÂNCIA DOS MICRORGANISMOS DO SOLO SOLO: Sistema dinâmico Comunidade do solo: bactérias actinomicetos algas (cianobactérias) fungos fauna vírus No solo as atividades principais dos organismos são: decomposição da matéria orgânica, produção de húmus, ciclagem de nutrientes e energia, fixação de nitrogênio atmosférico, produção de compostos complexos que causam agregação do solo, decomposição de xenobióticos e controle biológico de pragas e doenças. 1. Bactérias: 3 Características Representam 20 a 30% da biomassa do solo Tamanho : O.5 - 1.00µmx1.00 - 2.00µm - solo: 250 espécies de bactérias distribuídas em 50 gêneros - procarióticas, unicelulares (em geral), microscópicas, morfologia: bastonetes ou esféricas. - DNA bacteriano (cromossomo bacteriano) - ocorreno interior da célula - fio contínuo que se adere a alguns pontos da membrana citoplasmática algumas têm plasmídeos (maior abundância e diversidadede espécies) - multiplicação: fissão binária e formamcolônias - maioria: heterotróficas - motilidade: imóveis ou móveis ⇒Flagelos: 1 ou mais na extremidade das células (polares) Destituídos ao redor das células (peritríquios) 2. Os fungos: Algumas características:
  2. 2. - São multicelulares (exceção: as leveduras); - São filamentosos: apresentamhifas. As hifas podem ser vegetativas (para obtenção de nutrientes) e reprodutivas (aquelas que sustentam os esporos). Ao conjunto de hifas dá-se o nome de micélio que é possível visualizar a olho nu. Qualquer fragmento de hifa dá origem a nova colônia do fungo. As leveduras não possuem hifas. Exemplos de leveduras: Saccharomyces cerivisiae (realiza a fermentação da cerveja e do pão). - São heterotróficos e aeróbios obrigatórios - Apresentam estruturas de resistência: para que sobrevivam em condições adversas. Como exemplos destas estruturas podem ser citados, os escleródios e clamidósporos, e como exemplo de fungos que produzem estas estruturas: Sclerotinia sclerotiorum (causa o mofo branco do feijão), Sclerotium rolfsii (causa o tombamento em diversas culturas na fase jovem).; - Representam 70 a 80% da biomassa microbiana do solo. Microrganismos . Os microorganismos, chamados ainda demicróbios, são qualquer organismos microscópicos, como bactérias, protozoários ou fungos. Caberessaltar que não há uma definição precisa para esses termos, mas de maneira geral referem a seres unicelulares quepodemcausar doenças ao homem ou aos animais ou plantas comimportância na sua vida. A maior parte das bactérias e protistas, e alguns fungi, são unicelulares, apesar de muitas vezes formarem colônias - no entanto, cada célula de uma colônia mantém a sua individualidade, a sua vida independente das restantes. A disciplina que estuda os micróbios é tradicionalmente chamada microbiologia O que é a compostagem? É a produção do composto (adubo) orgânico formado por matéria orgânica(Mo) humidificada, obtida a partir da transformação (decomposição biológica) de restos orgânicos (sobras deculturas, frutas, verduras, dejetos de animais, etc.) pela ação microbiana do solo. No final da decomposição, o composto apresenta estrutura fofa,
  3. 3. cheiro agradável, temperatura ambiente, pH próximo de 7, livre de agentes patogênicos e de sementes de ervas daninhas. Para que servesua aplicação •Serve para enriquecer solos pobres, melhorando a sua estrutura e permitindo uma boa fertilidade; •Aumenta a capacidadedas plantas na absorção de nutrientes (macro e micro),fornecendo substâncias queestimulam seu crescimento. Pode-secitar os macronutrientes - N, P, K,Ca e Mg e os micronutrientes - Bo, Cl, Cu, Co, Na; •Facilita a aeração do solo, retêm a água e reduz a erosão provocada pelas chuvas; •Funciona como inoculante para o solo, acumulando os macro e microorganismos (fungos, actinomicetos, bactérias, minhocas e protozoários) quesão formadores naturais do solo. Antibiótico é uma substância que tem capacidade de interagir com micro-organismos unicelulares ou pluricelulares que causam infecções no organismo. Os antibióticos interferem com estes micro-organismos, matando-os ou inibindo seu metabolismo e/ou sua reprodução, permitindo ao sistema imunológico combatê-los com maior eficácia. O termo antibiótic tem sido utilizado de modo mais restrito para indicar substâncias que atingem bactérias, embora possa ser utilizado em sentido mais amplo (contra fungos, por exemplo). Ele pode ser bactericida, quando tem efeito letal sobre a bactéria ou bacteriostático, se interrompe a sua reprodução. As primeiras substâncias descobertas eram produzidas por fungos e bactérias, atualmente são sintetizadas ou alterados em laboratórios farmacêuticos e têm a capacidade de impedir ou dificultar a manutenção de um certo grupo de células vivas Micro-organismos são os micróbios que possuem organelas funcionais no interior de suas cápsulas ou células como bactérias, protozoários, fungos unicelulares e algas unicelulares. Os micro-organismos são seres unicelulares fundamentais para a existência da vida no mais amplo sentido de importância tanto a nível orgânico no interior dos organismos como a nível ecológico agindo intensamente no meio ambiente. Por exemplo, as bactérias simbiontes que vivem nos estômagos dos herbívoros ruminantes proporcionando-lhes a produção da enzima celulase capaz de digerir a celulose dos vegetais comidos por esses herbívoros; outro exemplo, em nosso organismo destacam- se os benefícios proporcionados pelas bactérias lactobacilos vivos que produzem a enzima beta galactosidade que facilita a digestão da lactose aumentando a digestibilidade da lactose do leite que ingerimos; as bactérias do gênero Rhizobium que
  4. 4. são fixadoras de nitrogênio quando associadas às plantas da família das leguminosas como o feijão e a soja, estas bactérias vivem em simbiose com as leguminosas, formam nódulos nas suas raízes, onde absorvem o nitrogênio do ar e com este sintetizam substâncias nitrogenadas que são utilizadas pela planta hospedeira que também colabora com as bactérias fornecendo açúcares e outros compostos orgânicos a essas bactérias em seus nódulos. Os micro-organismos atuam também ao nível ecológico onde podem ser encontrados espalhados por todos os ecossistemas desempenhando funções vitais para todos os seres vivos nos mais diversificados aspectos em relações ecológicas que mantém com os outros seres vivos. Os micro-organismos decompositores da matéria orgânica morta têm fundamental importância na decomposição dos restos orgânicos que sobraram de seres que morreram, fazem também a decomposição das fezes dos animais enfim são de suma importância para a produção do húmus que fertiliza o solo e dessa forma fazem também a limpeza em geral no meio ambiente mantendo o meio ambiente saudável, fértil e limpo. Por outro lado existem também os micro-organismos patogênicos que são os micróbios que causam doenças ao homem, aos outros animais e às plantas. ciclo do azoto O azoto encontra-se em todas as proteínas e ácidos nucleicos, sendo um elemento essencial da matéria viva. Cerca de quatro quintos da atmosfera é constituída por azoto livre, mas este não pode ser utilizado directamente pelos seres vivos. As plantas necessitam de sais solúveis a partir dos quais possam originar proteínas e ácidos nucleicos. Quando os aminoácidos são decompostos nos organismos animais ou quando os animais morrem, os produtos azotados resultantes não são, geralmente, utilizados pelas plantas fotossíntéticas. São os decompositores que convertem esses produtos em substâncias que as plantas podem utilizar para sintetizar as suas proteínas. Os decompositores têm uma importância primordial no ciclo do azoto. O ciclo do azoto pode ser dividido em etapas. Na primeira, quando os animais e plantas morrem, quando as folhas caem das árvores ou quando um animal excreta produtos tóxicos, os componentes azotados passam para o solo e para a água. Em seguida, as bactérias, no solo ou na água, começam a decompor estes compostos azotados, transformando-os, em grande parte, em amónia. Na água doce e nos oceanos, muitas outras formas de vida, além das bactérias, produzem amónia como produto final do seu mertabolismo. Na terceira etapa ocorrem reacções que transformam a amónia em sais solúveis. Os sais ionizam-se produzindo, entre outros, iões amónio. Algumas plantas verdes podem absorver os iões amónio directamente pela raízes. A etapa seguinte desenrola-se no solo por acção das bactérias nitrificantes: umas transformam os iões amónio em água e nitritos; outras transformam os nitritos em nitratos, que são muito solúveis. Os nitratos, dissolvidos na água do solo, são absorvidos pelas raízes das plantas. O azoto é então utilizado na formação de moléculas de proteínas, aminoácidos, ácidos nucleicos, bases azotadas, etc. Os animais obtêm o azoto a partir das plantas, alimentando-se delas e passando-o ao longo
  5. 5. da cadeia alimentar. Finalmente, quando os animais e plantas morrem, são decompostos. As bactérias desnitrificantes libertam o azoto da amónia para a atmosfera na forma de az oto livre, fechando o ciclo. Ads by Google Natural Refrigerant Gases Including R744, R717 & Hydrocarbons available in 35+ countries www.lindegas.com/refrigerants Azoto Liquido Matosinhos Procura Gás Medicinal? Contacte-nos para mais informações! pai.pt/praxairPortugalGasesSa EDP - Factura Electrónica Contamos consigo para ajudar a preservar o ambiente. Adira já! www.edpsu.pt U-Tract Forte Melhora o conforto urinário. Alivia desconfortos e irritações. www.Super-Smart.eu STC – Sociedade, Tecnologia e Ciência Ruralidade e Urbanidade Formadora: Patrícia Espadinha Formanda: Alice Martins Ciclo do azoto Questões: 1. Qual a importância do azoto para os organismos vivos? O ciclo do azoto é um dos ciclos mais importantes nos ecossistemas terrestres, porque é usado pelos seres vivos para a produção de moléculas conjuntas e que são necessárias ao seu desenvolvimento, tais como aminoácidos, proteínas e ácidos nucleicos. 2. Faça um resumo da circulação deste elemento químico na natureza. O ciclo do nitrogénio ou ciclo do azoto é o processo pelo qual o nitrogénio ou azoto circula através das plantas e do solo pela acção de organismos vivos. O ciclo do azoto é um dos ciclos mais importantes nos ecossistemas terrestres. O azoto é usado pelos seres vivos para a produção de moléculas que são necessárias ao seu desenvolvimento tais como aminoácidos, proteínas e ácidos nucleicos. O principal depósito de azoto é a atmosfera (78% desta é composta por azoto) onde se encontra sob a forma de gás (N2). Apesar de extremamente abundante na atmosfera o azoto é frequentemente o nutriente limitante do crescimento das plantas. Isto acontece porque as plantas apenas conseguem usar o azoto sob duas formas sólidas: ião de amónio (NH4+) e ião de nitrato.
  6. 6. Estes compostos são obtidos através de vários processos tais como a fixação e nitrificação. Os decompositores e as bactérias nitrificantes do solo desempenham os papéis mais importantes no ciclo do azoto. 3. Qual a função das bactérias nas raízes das leguminosas e dos solos no ciclo do azoto. As bactérias ajudam a formar certos compostos, enquanto as outras não, ou seja, têm a capacidade de capturar moléculas de azoto e transformá-las em componentes úteis para os restantes seres vivos, mas também existem bactérias que acabam por ter uma relação de simbiose com algumas espécies de plantas (como é o caso das leguminosas) e bactérias que vivem livres no solo. 4. Refira de que modo o homem pode interferir no ciclo natural do azoto. A interferência humana no ciclo natural do azoto tem a ver com o resultado da utilização intensiva de fertilizantes e da poluição resultante dos veículos e centrais energéticas. Assim, o homem aumentou significativamente a taxa de produção de azoto utilizável biologicamente. Esta alteração leva a alterações da concentração deste nutriente, nomeadamente em depósitos de água (através da eutrofização), e ao excessivo crescimento de determinadas espécies danificando assim o ambiente que as rodeia. Portanto, podemos assim concluir que com a poluição do ar, a composição da atmosfera vai assim ficar bastante afectada

×