Sistemas de informações para executivos sie

1.028 visualizações

Publicada em

Explica e mostra exemplo de sistemas de informação para executivos (SIE). Trabalho realizado por alunas do curso de biblioteconomia da UFMG.

Publicada em: Serviços
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.028
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistemas de informações para executivos sie

  1. 1. SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA EXECUTIVOS – SIE UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais ECI – Escola de Ciência da Informação Curso de Biblioteconomia Alunas: Ana Paula B. Faracini; Andréia Fonseca; Andrielle Pereira; Eliude Leal; Fernanda Mendes; Graciele Natalina; Nathália M. Americano; Ruth Mara Z. Cançado; Thayane de Oliveira Professor: Cláudio Paixão Anastácio de Paula
  2. 2. Sistemas de Informação - Conceito • "Uma rede de informações cujos fluxos alimentam o processo de tomada de decisões, não apenas da empresa como um todo, mas, também, de cada área de responsabilidade." (Mosimann, Alves e Fisch) • O Sistema de Informação está fundamentado em 4 componentes: • a) a informação; • b) os recursos humanos; • c) as tecnologias de informações; e • d) as práticas de trabalho.
  3. 3. Sistemas de Informação - Conceito Sistema de Processamento de Transações (SPT): • "Manipulação ou transformação de símbolos tais como números e letras para propósito de aumentar sua utilidade." (Mcleod) • "Suporte às atividades de pessoal não-gerencial e pelo níveis da administração operacional da organização." (Stair) Sistema de Informações Gerenciais: • "Um sistema baseado em computador que faz avaliações das informações para usuários com necessidade similares." (Mcleod) Principais Características: • a) foco na informação; • b) fluxo de informações estruturadas; • c) integração do sistema; e • d) geração de relatórios e consultas através de BD. (Furlan, Ivo e Amaral).
  4. 4. SIE – Definição • Segundo Pozzebon e Freitas (1996, p.29), o SIE “é uma solução em termos de informática que disponibiliza informações corporativas e estratégicas para os decisores de uma organização, de forma a otimizar sua habilidade para tomar decisões de negócios importantes.” • Mcleod (1993, p. 586) ressalta que “um sistema de informações executivas é um sistema que provê informações para o executivo do desempenho global da firma.” • De acordo com Alter (1992, p.136), é “um sistema altamente interativo provendo os dirigentes e executivos com acesso flexível à informação para monitorar resultados das operações e condições gerais do negócio.” • É um sistema que foi criado para possibilitar o acesso dos executivos ao desempenho e resultados da organização, possibilitando ao executivo tomar decisões importantes para o desenvolvimento dessa organização.
  5. 5. SIE – Definição • O sistema foi criado no fim da década de 1970, quando as organizações perceberam a necessidade de envolvimento dos executivos nas mudanças e no crescimento da empresa com base no desempenho geral da organização e por perceber a falta de acesso de seus executivos aos sistemas de informação. Foi uma ferramenta criada para proporcionar aos dirigentes tomar decisões e aproveitar oportunidades e tem passado por um processo de evolução desde a sua criação. • Na sua criação funções utilizadas continuam a fazer parte dos sistemas desenvolvidos atualmente: relatórios de exceção e de evolução de indicadores-chave, técnicas de drill down1 e integração com correio eletrônico.
  6. 6. SIE - Definição • No fim da década de 1980 foram incorporadas funções de comunicação, automação de escritório e análise às tradicionais funções de monitoramento e controle. • Na década de 1990 com a difusão dos microcomputadores e as redes locais a preocupação era em acessar as informações internas e externas da organização rapidamente, em qualquer lugar. • Atualmente a preocupação é sobre o direcionamento, a quem realmente se destinam o SIE? Essa questão se deve a larga utilização dos sistemas e por existir a dificuldade, contudo, de utilizá-lo em larga escala na empresa, tendo em vista os mais diversos grupos de usuários que necessitam de especificidades diferentes e que precisam estar embutidas em um mesmo sistema de informações.
  7. 7. Comparativos entre modelos de sistema de informações
  8. 8. • Mcleod (1993, p.596) ressalta que mais esforços têm sido feitos em aceitar o SIE em outras aplicações. É possível verificar novas classes de SIG e SAD desenvolvidos para administradores de níveis hierárquicos mais baixos, os quais contêm muitas características do SIE. Afirma, ainda, que “os SIG e SAD de amanhã parecerão como os SIE de hoje.” • A ocorrência dessa integração faz surgir a necessidade de uma adequação daquela pirâmide que ilustra a hierarquia dos sistemas de informação.
  9. 9. Foco • O foco está relacionado aos status indicadores de desempenho. Segundo Fischmann e Zilber (1999, p.173), “uma possível conceituação de desempenho no ambito das organizações é a capacidade da empresa atingir seus objetivos estratégicos através da implementação de estratégias adotadas dentro do seu processo de planejamento. A empresa, dessa forma, deve contar com um sistema de indicadores de desempenho que permita a verificação do efetivo sucesso de sua gestão estratégica.”
  10. 10. Objetivos • Martin apud Lima (1998, p.39) afirma que os SIE “são especialmente projetados para ajudar o executivo a obter insights ( percepção) e rastrear os fatores críticos de sucesso. O objetivo de um sistema de informação executiva é ajudar o decisor na assimilação rápida de informações e na identificação de problemas e oportunidades, não é uma ajuda na análise de problemas ou na sua resolução.”
  11. 11. Aplicação • Para realizar o desenvolvimento de um sistema de informações executivas, deve-se optar por uma metodologia que possibilite atingir os objetivos propostos pela organização. Para tal escolheu-se combinar princípios da Engenharia da Informação e o Método de Análise dos fatores Críticos de Sucesso. Metodologia da Engenharia da Informação • De acordo com Martin apud Lima (1998, p.01), a engenharia da informação pode ser definida como “a aplicação de um conjunto interligado de técnicas formais de planejamento, análise, projeto e construção de sistemas de informações sobre uma organização como um todo ou em um dos seus principais setores.” Método de Análise dos Fatores Críticos de Sucesso • Segundo Furlan, Ivo e Amaral (1994, p.92). Entende que “o ponto central de uma metodologia EIS deve ser o processo de análise dos fatores críticos de sucesso, para determinar os indicadores de desempenho que propiciam o alcance dos objetivos propostos e para garantir o sucesso na realização da missão empresarial.”
  12. 12. Características • Divide-se em: 1) Qualidade da informação • Ser flexível • Produz informação correta • Produz informação oportunamente (no momento em que se necessita) • Produz informação relevante • Produz informação completa • Produz informação validada
  13. 13. 2) Interface com o usuário • Contém interface gráfica sofisticada para o usuário • Contém uma interface amigável • Permite acesso seguro e confidencial às informações • Tem um pequeno tempo de resposta • É acessível de muitos lugares • Contém um procedimento de acesso seguro • Minimiza o uso do teclado; alternativamente usa controles infra- vermelhos, mouse, touch pad e touch-screen • Provê uma recuperação rápida da informação desejada • É adaptado individualmente ao estilo administrativo do executivo • Contém menu de ajuda
  14. 14. 3) Capacidade técnica • Acesso a informações agregadas, globais • Extensivo uso de dados externos • Interpretação escrita (informal) • Salienta indicadores de problemas • Hipertexto e Hipermídia • Análise ad hoc • Informações apresentadas em forma hierárquica • Incorpora gráfico e texto na mesma tela • Permite administrar por relatórios de exceção • Mostra tendências, taxas e desvios • Provê acesso a dados históricos e aos mais recentes • Organizado considerando os fatores críticos de sucesso • Capacidade de previsão, planejamento e projeção • Produz informação em vários níveis de detalhe (“drill down”) • Filtra, condensa e percorre dados críticos
  15. 15. Problemas encontrados em um SIE • ACKOFF (1981, p.78) adverte que um dos problemas encontrados em um sistema de informações é “o excesso de informações irrelevantes geradas, ocasionando uma quantidade de informações incapaz de ser absorvida pelo administrador.”
  16. 16. Fases/subfases da metodologia de planejamento estratégico de SIE
  17. 17. Fases do método de análise dos fatores críticos de sucesso • Rockart (1979, p.85) afirma que os fatores críticos de sucesso devem ser baseados nos objetivos organizacionais ligados a eles. No caso da indústria automobilística, explica que os maiores fatores críticos de sucesso refletem-se no estilo do carro, numa eficiente de distribuição, na economia de combustível e um forte controle do custo de manufatura. • Cruz (1998, p.137) entende que os fatores críticos de sucesso “são pontos fundamentais, que devem ser perseguidos para que a atividade tenha sucesso”. • Furlan (1997, p.15) os fatores críticos de sucesso apresentam “uma visão estratégica que considera não apenas o momento atual, mas, principalmente, aspectos mais permanentes e abrangentes do negócio.
  18. 18. Quadro de fases
  19. 19. Exemplo de SIE (Cloud)
  20. 20. • Módulos disponíveis:
  21. 21. Entrevistas
  22. 22. Referências • BEUREN, Ilse Maria; MARTINS, Luciano Waltrick. Sistema de Infomações Executivas: Suas Características e Reflexões sobre sua Aplicação no Processo de Gestão. Revista Contabilidade e Finanças FIPECAF – FEA – USP, São Paulo, v.15, n. 26, p. 6 - 24, maio/agosto 2001 • CLOUD. Disponível em < http://www.betalabs.com.br/site/44-ERP_Cloud_- _Sistema_integrado_de_gestao_online >. Acesso em 15 out. 2013. • COMPOLT, Geandro Luis. Sistemas de informação executiva baseado em um Data Mining utilizando a técnica de árvores de decisão. 1999. 62 f. Trabalho de conclusão de Curso (Bacharelado em Ciências da Computação) – Universidade Regional de Blumenau, Blumenau. • MAURO, Celso Alves; SCHAFFER, Samuel. Sistema de apoio a decisão EIS – Executive Information System. São Leopoldo: Universidade do vale do Rio dos Sinos, 2006. Disponível em < http://www.datawarehouse.inf.br/Academicos/eis.pdf >. Acesso em 12 out. 2013. • PEROTTONI, Rodrigo; OLIVEIRA, Mírian; LUCIANO, Edimara M.; FREITAS, Henrique. Sistemas de informações: Um estudo comparativo das características tradicionais às atuais. Porto Alegre/RS: ReAd, PPGA/EA/UFRGS, v.7,n.3, 2001.

×