SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 30
1ª AULA – PARTE B
O ESPIRITISMO E OUTRAS DOUTRINAS
ESPIRITUALISTAS
L.E. Introdução – itens 11 a 17
QUE ESPÍRITOS TROUXERAM AS
MENSAGENS?
(ENTRE OS ESPÍRITOS QUE SE MANIFESTAM
ESPONTANEAMENTE HÁ MAIOR NÚMERO DE DESCONHECIDOS
DO QUE DE ILUSTRES)
• BONS
• CONHECIDOS
• FAMOSOS
• ANÔNIMOS
• QUANTO AOS EVOCADOS É NATURAL QUE SEJAM
CONHECIDOS
IDENTIFICAÇÃO DOS ESPÍRITOS
ESPÍRITOS INFERIORES APRESENTAM-SE MUITAS VEZES COM NOMES
CONHECIDOS E RESPEITADOS...
QUEM PODE ASSEGURAR QUE OS QUE DIZEM TER SIDO SÓCRATES...
NAPOLEÃO... “SANTO” AGOSTINHO... FÉNELON... “SÃO” LUCAS... DE FATO
ERAM ELES??????
ACREDITA-SE NA INTERVENÇÃO E MANIFESTAÇÃO DOS ESPÍRITOS, MAS
PERGUNTA-SE QUE CONTROLE PODEMOS TER DA SUA IDENTIDADE
É BEM DIFÍCIL MAS PODEMOS FAZER PELA PRESUNÇÃO... ATRAVÉS DE
CERTOS INDÍCIOS...
QUANDO É ALGUÉM QUE CONHECEMOS PESSOALMENTE
A. SUA LINGUAGEM
B. FALA DE COISAS PARTICULARES
C. LEMBRA CASOS FAMILIARES
D. CALIGRAFIA (principalmente dos que faleceram pouco tempo)
IDENTIFICAÇÃO DOS ESPÍRITOS
QUANDO SÃO ESPÍRITOS DE PESSOAS FAMOSAS
A. SUA LINGUAGEM
B. CARÁTER
PORQUE O ESPÍRITO DE UM HOMEM DE BEM NUNCA FALARÁ COMO O DE UM
PERVERSO OU IMORAL
QUANDO EMBUSTEIRO LOGO SE TRAEM, CAEM EM CONTRADIÇÃO...
ERROS DE ORTOGRAFIA...
IDENTIFICAÇÃO DOS ESPÍRITOS
ESPÍRITOS DO MESMO GRAU EVOLUTIVO, DO MESMO CARÁTER E ANIMADOS
DOS MESMOS SENTIMENTOS REÚNEM-SE EM GRUPOS E EM FAMÍLIAS...
QUANDO EVOCADO UM ESPÍRITO DE ALTA ENVERGADURA, COMO FÉNELON
POR EXEMPLO, UM OUTRO ESPÍRITO (IDÊNTICO A ELE... EM CARÁTER E
GRAU EVOLUTIVO, AS VEZES INTEGRANTE DO MESMO GRUPO DE
TRABALHO) PODE VIR EM SEU LUGAR, AS VEZES UTILIZANDO O MESMO
NOME...
IDENTIFICAÇÃO DOS
ESPÍRITOS
François Fénelon, pseudônimo de François de Salignac de La Mothe-
Fénelon (6 de agosto de 1651 - 7 de janeiro de 1715), também conhecido
como ''o Cisne de Cambrai'', foi um teólogo católico, poeta e escritorfrancês,
cujas ideias liberais sobre política e educação, esbarravam contra o "statu
quo" da Igreja e do Estado dessa época. Pertenceu à Academia Francesa de
Letras.
DESDE QUE SÓ DIGA BOAS COISAS... E NÃO FALE SENÃO COMO FARIA O
PRÓPRIO FÉNELON, É UM BOM ESPÍRITO...
O NOME SOB O QUAL SE APRESENTE É INDIFERENTE... SERVE APENAS PARA
A FIXAÇÃO DAS NOSSAS IDEIAS.
É CERTO QUE ESTA SUBSTITUIÇÃO PODE CAUSAR INÚMEROS ENGANOS...
ESTA É UMA DAS DIFICULDADES DO ESPIRITISMO PRÁTICO... MAS JAMAIS
DISSEMOS QUE ESTA CIÊNCIA SEJA FÁCIL...
O ESPIRITISMO EXIGE ESTUDO CONSTANTE E PROLONGADO...
ALLAN KARDEC
IDENTIFICAÇÃO DOS
ESPÍRITOS
AS DIVERGÊNCIAS DE
LINGUAGEM
SENDO OS ESPÍRITOS MUITO DIFERENTES UNS DOS
OUTROS QUANTO AO CONHECIMENTO E A MORALIDADE, É
EVIDENTE QUE A MESMA QUESTÃO PODE SER RESOLVIDA
POR ELES DE MANEIRA CONTRADITÓRIA...
COMO
ACONTECERIA SE
FIZÉSSEMOS A UM
SÁBIO, UM
IGNORANTE OU UM
BRINCALHÃO DE
MAU GOSTO...
AS DIVERGÊNCIAS DE
LINGUAGEM
QUANTO AOS ESPÍRITOS SUPERIORES A IDEIA
FUNDAMENTAL É SEMPRE A MESMA, EMBORA POSSAM
EMPREGAR PALAVRAS DIFERENTES...
OS ESPÍRITOS
SUPERIORES NÃO
SE PREOCUPAM
ABSOLUTAMENTE
COM A FORMA, PARA
ELES A ESSÊNCIA
DO PENSAMENTO É
TUDO
DEFINIÇÃO DE ALMA
NÃO TENDO ESTA
PALAVRA UMA
DEFINIÇÃO ÚNICA... OS
ESPÍRITOS PODEM,
COMO NÓS, DIVERGIREM
NA DEFINIÇÃO:
PRINCÍPIO DA VIDA
CENTELHA ANÍMICA
QUE É INTERNA
QUE É
EXTERNA
E TODOS TERÃO RAZÃO SEGUNDO O SEU PONTO DE
O QUE KARDEC NOS DEIXA
CLARO...
COMO SE EXPLICA QUE OS ESPÍRITOS RECONHECIDOS COMO
SUPERIORES NÃO ESTEJAM SEMPRE DE ACORDO?
ESTA EXPLICAÇÃO OBTEREMOS ATRAVÉS DO ESTUDO
CONTÍNUO, OBSERVAÇÃO PROFUNDA, CONTINUIDADE E
PERSEVERANÇA...
O ESTUDO DO ESPIRITISMO É IMENSO; LIGA-SE A TODAS AS
QUESTÕES DA METAFÍSICA E DA ORDEM SOCIAL; É TODO UM
MUNDO QUE SE ABRE DIANTE DE NÓS...
A LOUCURA E SUAS CAUSAS
POR QUE KARDEC
ABORDOU ESTE TEMA
NA INTRODUÇÃO DO
LIVRO DOS
ESPÍRITOS?
A LOUCURA E SUAS CAUSAS
Distúrbio, alteração mental caracterizada pelo afastamento
mais ou menos prolongado do indivíduo de seus métodos
habituais de pensar, sentir ou agir.
Sentimento ou sensação
que foge ao controle da
razão...
A LOUCURA E SUAS CAUSAS
A LOUCURA TEM POR CAUSA PRIMÁRIA UMA
PREDISPOSIÇÃO ORGÂNICA DO CÉREBRO, QUE O
TORNA MAIS OU MENOS ACESSÍVEL A DETERMINADAS
IMPRESSÕES.
HAVENDO ESSA PREDISPOSIÇÃO À LOUCURA, ELA SE
MANIFESTARÁ COM O CARÁTER DA PREOCUPAÇÃO PRINCIPAL
DO INDIVÍDUO, QUE SE TORNARÁ UMA IDEIA FIXA.
ALLAN KARDEC
A LOUCURA E SUAS CAUSAS
Há criaturas que veem perigo por toda parte, em tudo aquilo
que não conhecem...
Todas as grandes
preocupações intelectuais
podem ocasionar a loucura:
as ciências, as artes e a
religião também...
A LOUCURA E SUAS CAUSAS
Acontece o mesmo com todas as preocupações intelectuais
quando o “cérebro é fraco”...
DECEPÇÕES
DESGRAÇAS
AFEIÇÕES
CONTRARIADAS
PAVOR
A LOUCURA E SUAS CAUSAS
Digo, portanto, que o Espiritismo não tem nenhum privilégio
neste assunto...
DIGO QUE O ESPIRITISMO BEM COMPREENDIDO
É UM PRESERVATIVO DA LOUCURA
ALLAN KARDEC
E vou mais longe:
A LOUCURA E SUAS CAUSAS
QUE OS INCRÉDULOS SE RIAM QUANTO
QUISEREM: EU LHES DESEJO AS
CONSOLAÇÕES QUE ELE (ESPIRITISMO)
PROPORCIONA A TODOS OS QUE SE DÃO
AO TRABALHO DE LHE SONDAR AS
MISTERIOSAS PROFUNDIDADES.
ALLAN KARDEC
A TEORIA MAGNÉTICA E A DO
MEIO AMBIENTE
EXAMINAREMOS DUAS OBJEÇÕES: AS ÚNICAS QUE
REALMENTE MERECEM ESSE NOME PORQUE SE
APOIAM EM TEORIAS RACIONAIS.
ALLAN KARDEC
AMBAS ADMITEM A REALIDADE DE TODOS OS
FENÔMENOS MATERIAIS E MORAIS, MAS EXCLUEM A
INTERVENÇÃO DOS ESPÍRITOS.
A TEORIA MAGNÉTICA
PARA ALGUNS ESTUDIOSOS CONTRÁRIOS À DOUTRINA
ESPÍRITA TODAS AS MANIFESTAÇÕES ATRIBUÍDAS AOS
ESPÍRITOS SERIAM APENAS EFEITOS MAGNÉTICOS
OS MÉDIUNS FICARIAM NUN ESTADO QUE SE PODERIA CHAMAR DE
SONAMBULISMO ACORDADO E NESTE ESTADO AS SUAS
FACULDADES INTELECTUAIS ADQUIREM UM DESENVOLVIMENTO
ANORMAL
“Não seremos nós quem contestaremos o poder do
sonambulismo, cujos prodígios presenciamos, estudando-lhes
todas as facetas durante mais de 35 anos” Allan Kardec
“Mas uma observação prolongada e atenta mostra uma multidão
de fatos em que a participação do médium, a não ser como
instrumento passivo, é materialmente impossível” Allan Kardec
A TEORIA MAGNÉTICA
“SE TODOS OS FENÔMENOS PROVÊM DO MÉDIUM, DEVIAM SER
IDÊNTICOS PARA UM MESMO INDIVÍDUO E NÃO SE VERIA A MESMA
PESSOA FALAR LINGUAGENS DIFERENTES, NEM EXPRIMIR
ALTERNADAMENTE AS COISAS MAIS CONTRADITÓRIAS.” Allan
Kardec
“Essa falta de unidade nas manifestações de um mesmo médium
prova a diversidade das fontes. Se, pois, não podemos encontrá-
las todas no médium, é necessário procurá-las fora dele.” Allan
Kardec
A TEORIA DO MEIO
AMBIENTE
NESTA OUTRA TEORIA O MÉDIUM É A FONTE DE MANIFESTAÇÃO,
MAS EM VEZ DE TIRÁ-LAS DE SI MESMO, TIRA-AS DO MEIO
AMBIENTE
O MÉDIUM SERIA UMA ESPÉCIE DE ESPELHO REFLETINDO
TODAS AS IDEIAS, TODOS OS PENSAMENTOS E TODOS OS
CONHECIMENTOS DAS PESSOAS QUE O CERCAM, NADA DIRIA
QUE NÃO FOSSE CONHECIDO PELO MENOS DE ALGUMAS
DELAS.
ESTA IRRADIAÇÃO AMPLIA-SE MUITO ALÉM DO CÍRCULO DO
MÉDIUM, E ESTE SERIA REFLEXO DE TODA A HUMANINDADE...
TUDO ISSO PORQUE SÃO INCAPAZES DE ACEITAR A
A INTERVENÇÃO DOS ESPÍRITOS
PREENCHENDO OS VAZIOS DO
ESPAÇO
O CETICISMO NO TOCANTE À DOUTRINA ESPÍRITA,
QUANDO NÃO RESULTA DE UMA OPOSIÇÃO SISTEMÁTICA,
PROVÉM QUASE SEMPRE DE UM CONHECIMENTO
INCOMPLETO DOS FATOS, O QUE NÃO IMPEDE ALGUMAS
PESSOAS DE LIQUIDAREM A QUESTÃO COMO SE A
CONHECESSEM PERFEITAMENTE... Allan
Kardec
PODE-SE TER MUITO ESPÍRITO E ATÉ MESMO MUITA INSTRUÇÃO E NÃO SE TER BOM-SENSO...
O 1º INDÍCIO DA FALTA DE SENSO É ACREDITAR QUE VOCÊ É INFALÍVEL
PREENCHENDO OS VAZIOS DO
ESPAÇO
OS ASTRÔNOMOS, SONDANDO OS ESPAÇOS,
ENCONTRARAM NA DISTRIBUIÇÃO DOS CORPOS
CELESTES, LACUNAS INJUSTIFICÁVEIS E EM DESACORDO
COM A LEIS QUE CONHECIAM...
PREENCHENDO OS VAZIOS DO
ESPAÇO
DISSERAM: “ALI DEVE HAVER UM MUNDO, PORQUE ESSA
LACUNA NÃO PODE EXISTIR E ESSES EFEITOS DEVEM TER
UMA CAUSA”
JULGANDO ENTÃO DA CAUSA PELOS EFEITOS PUDERAM
CALCULAR OS ELEMENTOS E MAIS TARDE OS FATOS VIERAM
JUSTIFICAR AS SUAS PREVISÕES
APLIQUEMOS ESTE RACIOCÍNIO A OUTRA ORDEM DE IDEIAS...
PREENCHENDO OS VAZIOS DO
ESPAÇO
SE OBSERVARMOS A SÉRIE DOS SERES PERCEBEREMOS
QUE ELES FORMAM UMA CADEIA SEM SOLUÇÃO DE
CONTINUIDADE, DESDE A MATÉRIA BRUTA ATÉ O HOMEM
MAIS INTELIGENTE...
PREENCHENDO OS VAZIOS DO
ESPAÇO
E ENTRE O HOMEM E DEUS ????????????
UMA LACUNA IMENSA!!!!!
O ALFA E O ÔMEGA DE TODAS AS COISAS?
PODEMOS PENSAR QUE
SEJA O HOMEM O
ÚLTIMO ANEL DESSA
CADEIA?
A RAZÃO NOS DIZ QUE ENTRE O
HOMEM E DEUS DEVE HAVER
OUTROS ELOS...
PREENCHENDO OS VAZIOS DO
ESPAÇO
E ENTRE O HOMEM E DEUS ????????????
ESSA LACUNA É PREENCHIDA PELOS SERES DE TODAS
AS CATEGORIAS DO MUNDO INVISÍVEL... E ESSES
SERES NÃO SÃO MAIS QUE ESPÍRITOS DOS HOMENS
NOS DIFERENTES GRAUS QUE CONDUZEM À
PERFEIÇÃO...
E ASSIM TUDO SE LIGA... TUDO SE ENCADEIA... DO ALFA AO ÔMEGA...
PREENCHENDO OS VAZIOS DO
ESPAÇO
“A VERDADEIRA DOUTRINA ESPÍRITA ESTÁ NO ENSINAMENTO DADO
PELOS ESPÍRITOS, E OS CONHECIMENTOS QUE ESSE ENSINAMENTO
ENCERRA SÃO MUITO SÉRIOS PARA SEREM ADQUIRIDOS POR
OUTRO MODO QUE NÃO POR UM ESTUDO PROFUNDO E
CONTINUADO, FEITO NO SILÊNCIO E NO RECOLHIMENTO...
ESPERAMOS QUE ELA POSSA GUIAR OS HOMENS DESEJOSOS DE
SE ESCLARECEREM, MOSTRANDO-LHES NESTES ESTUDOS UM
OBJETIVO GRANDE E SUBLIME, O DO PROGRESSO INDIVIDUAL E
SOCIAL, E INDICANDO-LHES O CAMINHO A SEGUIR PARA A SUA
CONSECÇÃO.” Allan Kardec
MUITA PAZ A TODOS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Conflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
Conflitos Existenciais e Maturidade do EspíritoConflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
Conflitos Existenciais e Maturidade do Espíritoigmateus
 
A importância da palestra espirita
A importância da palestra espiritaA importância da palestra espirita
A importância da palestra espiritacarlos freire
 
De graça recebeste de graça dai
De graça recebeste de graça daiDe graça recebeste de graça dai
De graça recebeste de graça daiGraça Maciel
 
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.Denise Aguiar
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)Jorge Luiz dos Santos
 
Quarto Módulo - 2ª aula - Tipo de mediunidade
Quarto Módulo - 2ª  aula - Tipo de mediunidadeQuarto Módulo - 2ª  aula - Tipo de mediunidade
Quarto Módulo - 2ª aula - Tipo de mediunidadeCeiClarencio
 
Causas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshareCausas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshareAlmir Silva
 
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitadosEvangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitadosAntonino Silva
 
Os verdadeiros laços de familia
Os verdadeiros laços de familiaOs verdadeiros laços de familia
Os verdadeiros laços de familiaGraça Maciel
 
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdfFundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdfRosimeire Alves
 
Simpatia e antipatia
Simpatia e antipatiaSimpatia e antipatia
Simpatia e antipatiaGraça Maciel
 
Livro dos Espíritos - Introdução ao estudo do espiritismo
Livro dos Espíritos - Introdução ao estudo do espiritismoLivro dos Espíritos - Introdução ao estudo do espiritismo
Livro dos Espíritos - Introdução ao estudo do espiritismoAnderson Zilli
 

Mais procurados (20)

Conflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
Conflitos Existenciais e Maturidade do EspíritoConflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
Conflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
 
Elementos gerais do universo
Elementos gerais do universoElementos gerais do universo
Elementos gerais do universo
 
Roteiro 4 os reinos da natureza
Roteiro 4   os reinos da naturezaRoteiro 4   os reinos da natureza
Roteiro 4 os reinos da natureza
 
Família material e espiritual
Família material e espiritualFamília material e espiritual
Família material e espiritual
 
A importância da palestra espirita
A importância da palestra espiritaA importância da palestra espirita
A importância da palestra espirita
 
A eficácia da Prece
A eficácia da PreceA eficácia da Prece
A eficácia da Prece
 
De graça recebeste de graça dai
De graça recebeste de graça daiDe graça recebeste de graça dai
De graça recebeste de graça dai
 
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
 
Aborto
Aborto Aborto
Aborto
 
Quarto Módulo - 2ª aula - Tipo de mediunidade
Quarto Módulo - 2ª  aula - Tipo de mediunidadeQuarto Módulo - 2ª  aula - Tipo de mediunidade
Quarto Módulo - 2ª aula - Tipo de mediunidade
 
Causas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshareCausas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshare
 
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitadosEvangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
 
091028 conclusão de o livro dos espíritos
091028 conclusão de o livro dos espíritos091028 conclusão de o livro dos espíritos
091028 conclusão de o livro dos espíritos
 
Os verdadeiros laços de familia
Os verdadeiros laços de familiaOs verdadeiros laços de familia
Os verdadeiros laços de familia
 
A piedade
A piedadeA piedade
A piedade
 
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DORO CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
 
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdfFundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf
 
Simpatia e antipatia
Simpatia e antipatiaSimpatia e antipatia
Simpatia e antipatia
 
Livro dos Espíritos - Introdução ao estudo do espiritismo
Livro dos Espíritos - Introdução ao estudo do espiritismoLivro dos Espíritos - Introdução ao estudo do espiritismo
Livro dos Espíritos - Introdução ao estudo do espiritismo
 

Destaque

Destaque (14)

Obrasbasicas 130429103102-phpapp02
Obrasbasicas 130429103102-phpapp02Obrasbasicas 130429103102-phpapp02
Obrasbasicas 130429103102-phpapp02
 
Roteiro 2 espiritismo ou doutrina espirita
Roteiro 2   espiritismo ou doutrina espiritaRoteiro 2   espiritismo ou doutrina espirita
Roteiro 2 espiritismo ou doutrina espirita
 
Sarah
SarahSarah
Sarah
 
O Livro dos Espíritos
O Livro dos EspíritosO Livro dos Espíritos
O Livro dos Espíritos
 
Aula materialismo, espiritualismo e espiritismo
Aula materialismo, espiritualismo e espiritismoAula materialismo, espiritualismo e espiritismo
Aula materialismo, espiritualismo e espiritismo
 
principios basicos do espiritismo
principios basicos do espiritismoprincipios basicos do espiritismo
principios basicos do espiritismo
 
Primeiro Módulo - Aula 1 - Espiritismo - antecedentes da codificação
Primeiro Módulo - Aula 1 - Espiritismo - antecedentes da codificaçãoPrimeiro Módulo - Aula 1 - Espiritismo - antecedentes da codificação
Primeiro Módulo - Aula 1 - Espiritismo - antecedentes da codificação
 
O livro dos espíritos !
O  livro dos espíritos !O  livro dos espíritos !
O livro dos espíritos !
 
Resumo o livro dos espíritos - item 10 - 16
Resumo o livro dos espíritos - item 10 - 16Resumo o livro dos espíritos - item 10 - 16
Resumo o livro dos espíritos - item 10 - 16
 
Allan Kardec 150 Anos LIVRO DOS ESPÍRITOS
Allan Kardec 150 Anos LIVRO DOS ESPÍRITOSAllan Kardec 150 Anos LIVRO DOS ESPÍRITOS
Allan Kardec 150 Anos LIVRO DOS ESPÍRITOS
 
As mesas girantes e o espiritismo
As mesas girantes e o espiritismoAs mesas girantes e o espiritismo
As mesas girantes e o espiritismo
 
O Livro dos Espíritos
O Livro dos EspíritosO Livro dos Espíritos
O Livro dos Espíritos
 
Resumo dos Pontos Principais Doutrina Espírita
Resumo dos Pontos Principais Doutrina EspíritaResumo dos Pontos Principais Doutrina Espírita
Resumo dos Pontos Principais Doutrina Espírita
 
Surgimento do espiritismo
Surgimento do espiritismoSurgimento do espiritismo
Surgimento do espiritismo
 

Semelhante a Introdução do Livro dos Espíritos - itens de 11 a 17

Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01
Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01
Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01Alberto Barth
 
Roteiro 3 provas da existência e da sobrevivência do espírito
Roteiro  3   provas da existência e da sobrevivência do espíritoRoteiro  3   provas da existência e da sobrevivência do espírito
Roteiro 3 provas da existência e da sobrevivência do espíritoBruno Cechinel Filho
 
Aula- O que é Espiritismo?
Aula- O que é Espiritismo?Aula- O que é Espiritismo?
Aula- O que é Espiritismo?Harleyde Santos
 
Resumo bom filosofia
Resumo bom filosofiaResumo bom filosofia
Resumo bom filosofiapmarisa10
 
Apresentação doutrina espírita
Apresentação doutrina espíritaApresentação doutrina espírita
Apresentação doutrina espíritaIdéias Luz
 
filosofiamodernaa-190315175844.pptx
filosofiamodernaa-190315175844.pptxfilosofiamodernaa-190315175844.pptx
filosofiamodernaa-190315175844.pptxTobiasFim3
 
Comunicabilidade dos Espíritos
Comunicabilidade dos EspíritosComunicabilidade dos Espíritos
Comunicabilidade dos Espíritosigmateus
 
Os precursores do espiritismo
Os precursores do espiritismoOs precursores do espiritismo
Os precursores do espiritismoFatoze
 
Nos domínios da mediunidade - Prefacio
Nos domínios da mediunidade - PrefacioNos domínios da mediunidade - Prefacio
Nos domínios da mediunidade - PrefacioPatricia Farias
 
LIVRO DOS ESPIRITOS _ SALVADOR GENTILE.pdf
LIVRO DOS ESPIRITOS _ SALVADOR GENTILE.pdfLIVRO DOS ESPIRITOS _ SALVADOR GENTILE.pdf
LIVRO DOS ESPIRITOS _ SALVADOR GENTILE.pdfReginaldo Nobrega
 
Mundo de Sofia Resumo
Mundo de Sofia ResumoMundo de Sofia Resumo
Mundo de Sofia ResumoLuci Bonini
 
Revista espírita 1863
Revista espírita   1863Revista espírita   1863
Revista espírita 1863anaccc2013
 
Ataque e defesa astral marcelo ramos mota
Ataque e defesa astral   marcelo ramos motaAtaque e defesa astral   marcelo ramos mota
Ataque e defesa astral marcelo ramos motaPaulo Russel
 
A IMORTALIDADE DA ALMA
A IMORTALIDADE DA ALMAA IMORTALIDADE DA ALMA
A IMORTALIDADE DA ALMAVi Meirim
 
Estudando o espiritismo
Estudando o espiritismoEstudando o espiritismo
Estudando o espiritismoanaccc2013
 

Semelhante a Introdução do Livro dos Espíritos - itens de 11 a 17 (20)

Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01
Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01
Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01
 
Roteiro 3 provas da existência e da sobrevivência do espírito
Roteiro  3   provas da existência e da sobrevivência do espíritoRoteiro  3   provas da existência e da sobrevivência do espírito
Roteiro 3 provas da existência e da sobrevivência do espírito
 
Aula- O que é Espiritismo?
Aula- O que é Espiritismo?Aula- O que é Espiritismo?
Aula- O que é Espiritismo?
 
Resumo bom filosofia
Resumo bom filosofiaResumo bom filosofia
Resumo bom filosofia
 
Apresentação doutrina espírita
Apresentação doutrina espíritaApresentação doutrina espírita
Apresentação doutrina espírita
 
Animismo
AnimismoAnimismo
Animismo
 
Animismo
AnimismoAnimismo
Animismo
 
Revista1859
Revista1859Revista1859
Revista1859
 
filosofiamodernaa-190315175844.pptx
filosofiamodernaa-190315175844.pptxfilosofiamodernaa-190315175844.pptx
filosofiamodernaa-190315175844.pptx
 
Filosofia 05- Filosofia Moderna
Filosofia 05- Filosofia ModernaFilosofia 05- Filosofia Moderna
Filosofia 05- Filosofia Moderna
 
Comunicabilidade dos Espíritos
Comunicabilidade dos EspíritosComunicabilidade dos Espíritos
Comunicabilidade dos Espíritos
 
Os precursores do espiritismo
Os precursores do espiritismoOs precursores do espiritismo
Os precursores do espiritismo
 
Nos domínios da mediunidade - Prefacio
Nos domínios da mediunidade - PrefacioNos domínios da mediunidade - Prefacio
Nos domínios da mediunidade - Prefacio
 
LIVRO DOS ESPIRITOS _ SALVADOR GENTILE.pdf
LIVRO DOS ESPIRITOS _ SALVADOR GENTILE.pdfLIVRO DOS ESPIRITOS _ SALVADOR GENTILE.pdf
LIVRO DOS ESPIRITOS _ SALVADOR GENTILE.pdf
 
Mundo de Sofia Resumo
Mundo de Sofia ResumoMundo de Sofia Resumo
Mundo de Sofia Resumo
 
Revista espírita 1863
Revista espírita   1863Revista espírita   1863
Revista espírita 1863
 
Ataque e defesa astral marcelo ramos mota
Ataque e defesa astral   marcelo ramos motaAtaque e defesa astral   marcelo ramos mota
Ataque e defesa astral marcelo ramos mota
 
A IMORTALIDADE DA ALMA
A IMORTALIDADE DA ALMAA IMORTALIDADE DA ALMA
A IMORTALIDADE DA ALMA
 
Allan kardec
Allan kardecAllan kardec
Allan kardec
 
Estudando o espiritismo
Estudando o espiritismoEstudando o espiritismo
Estudando o espiritismo
 

Último

O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfO Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfSUELLENBALTARDELEU
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).natzarimdonorte
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxCelso Napoleon
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxSebastioFerreira34
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...silvana30986
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .natzarimdonorte
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoRicardo Azevedo
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EMicheleRosa39
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José OperárioNilson Almeida
 
Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadofreivalentimpesente
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaWillemarSousa1
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequeseanamdp2004
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfnatzarimdonorte
 

Último (14)

Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfO Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário
 
Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significado
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
 

Introdução do Livro dos Espíritos - itens de 11 a 17

  • 1. 1ª AULA – PARTE B O ESPIRITISMO E OUTRAS DOUTRINAS ESPIRITUALISTAS L.E. Introdução – itens 11 a 17
  • 2. QUE ESPÍRITOS TROUXERAM AS MENSAGENS? (ENTRE OS ESPÍRITOS QUE SE MANIFESTAM ESPONTANEAMENTE HÁ MAIOR NÚMERO DE DESCONHECIDOS DO QUE DE ILUSTRES) • BONS • CONHECIDOS • FAMOSOS • ANÔNIMOS • QUANTO AOS EVOCADOS É NATURAL QUE SEJAM CONHECIDOS
  • 3. IDENTIFICAÇÃO DOS ESPÍRITOS ESPÍRITOS INFERIORES APRESENTAM-SE MUITAS VEZES COM NOMES CONHECIDOS E RESPEITADOS... QUEM PODE ASSEGURAR QUE OS QUE DIZEM TER SIDO SÓCRATES... NAPOLEÃO... “SANTO” AGOSTINHO... FÉNELON... “SÃO” LUCAS... DE FATO ERAM ELES?????? ACREDITA-SE NA INTERVENÇÃO E MANIFESTAÇÃO DOS ESPÍRITOS, MAS PERGUNTA-SE QUE CONTROLE PODEMOS TER DA SUA IDENTIDADE
  • 4. É BEM DIFÍCIL MAS PODEMOS FAZER PELA PRESUNÇÃO... ATRAVÉS DE CERTOS INDÍCIOS... QUANDO É ALGUÉM QUE CONHECEMOS PESSOALMENTE A. SUA LINGUAGEM B. FALA DE COISAS PARTICULARES C. LEMBRA CASOS FAMILIARES D. CALIGRAFIA (principalmente dos que faleceram pouco tempo) IDENTIFICAÇÃO DOS ESPÍRITOS
  • 5. QUANDO SÃO ESPÍRITOS DE PESSOAS FAMOSAS A. SUA LINGUAGEM B. CARÁTER PORQUE O ESPÍRITO DE UM HOMEM DE BEM NUNCA FALARÁ COMO O DE UM PERVERSO OU IMORAL QUANDO EMBUSTEIRO LOGO SE TRAEM, CAEM EM CONTRADIÇÃO... ERROS DE ORTOGRAFIA... IDENTIFICAÇÃO DOS ESPÍRITOS
  • 6. ESPÍRITOS DO MESMO GRAU EVOLUTIVO, DO MESMO CARÁTER E ANIMADOS DOS MESMOS SENTIMENTOS REÚNEM-SE EM GRUPOS E EM FAMÍLIAS... QUANDO EVOCADO UM ESPÍRITO DE ALTA ENVERGADURA, COMO FÉNELON POR EXEMPLO, UM OUTRO ESPÍRITO (IDÊNTICO A ELE... EM CARÁTER E GRAU EVOLUTIVO, AS VEZES INTEGRANTE DO MESMO GRUPO DE TRABALHO) PODE VIR EM SEU LUGAR, AS VEZES UTILIZANDO O MESMO NOME... IDENTIFICAÇÃO DOS ESPÍRITOS François Fénelon, pseudônimo de François de Salignac de La Mothe- Fénelon (6 de agosto de 1651 - 7 de janeiro de 1715), também conhecido como ''o Cisne de Cambrai'', foi um teólogo católico, poeta e escritorfrancês, cujas ideias liberais sobre política e educação, esbarravam contra o "statu quo" da Igreja e do Estado dessa época. Pertenceu à Academia Francesa de Letras.
  • 7. DESDE QUE SÓ DIGA BOAS COISAS... E NÃO FALE SENÃO COMO FARIA O PRÓPRIO FÉNELON, É UM BOM ESPÍRITO... O NOME SOB O QUAL SE APRESENTE É INDIFERENTE... SERVE APENAS PARA A FIXAÇÃO DAS NOSSAS IDEIAS. É CERTO QUE ESTA SUBSTITUIÇÃO PODE CAUSAR INÚMEROS ENGANOS... ESTA É UMA DAS DIFICULDADES DO ESPIRITISMO PRÁTICO... MAS JAMAIS DISSEMOS QUE ESTA CIÊNCIA SEJA FÁCIL... O ESPIRITISMO EXIGE ESTUDO CONSTANTE E PROLONGADO... ALLAN KARDEC IDENTIFICAÇÃO DOS ESPÍRITOS
  • 8. AS DIVERGÊNCIAS DE LINGUAGEM SENDO OS ESPÍRITOS MUITO DIFERENTES UNS DOS OUTROS QUANTO AO CONHECIMENTO E A MORALIDADE, É EVIDENTE QUE A MESMA QUESTÃO PODE SER RESOLVIDA POR ELES DE MANEIRA CONTRADITÓRIA... COMO ACONTECERIA SE FIZÉSSEMOS A UM SÁBIO, UM IGNORANTE OU UM BRINCALHÃO DE MAU GOSTO...
  • 9. AS DIVERGÊNCIAS DE LINGUAGEM QUANTO AOS ESPÍRITOS SUPERIORES A IDEIA FUNDAMENTAL É SEMPRE A MESMA, EMBORA POSSAM EMPREGAR PALAVRAS DIFERENTES... OS ESPÍRITOS SUPERIORES NÃO SE PREOCUPAM ABSOLUTAMENTE COM A FORMA, PARA ELES A ESSÊNCIA DO PENSAMENTO É TUDO
  • 10. DEFINIÇÃO DE ALMA NÃO TENDO ESTA PALAVRA UMA DEFINIÇÃO ÚNICA... OS ESPÍRITOS PODEM, COMO NÓS, DIVERGIREM NA DEFINIÇÃO: PRINCÍPIO DA VIDA CENTELHA ANÍMICA QUE É INTERNA QUE É EXTERNA E TODOS TERÃO RAZÃO SEGUNDO O SEU PONTO DE
  • 11. O QUE KARDEC NOS DEIXA CLARO... COMO SE EXPLICA QUE OS ESPÍRITOS RECONHECIDOS COMO SUPERIORES NÃO ESTEJAM SEMPRE DE ACORDO? ESTA EXPLICAÇÃO OBTEREMOS ATRAVÉS DO ESTUDO CONTÍNUO, OBSERVAÇÃO PROFUNDA, CONTINUIDADE E PERSEVERANÇA... O ESTUDO DO ESPIRITISMO É IMENSO; LIGA-SE A TODAS AS QUESTÕES DA METAFÍSICA E DA ORDEM SOCIAL; É TODO UM MUNDO QUE SE ABRE DIANTE DE NÓS...
  • 12. A LOUCURA E SUAS CAUSAS POR QUE KARDEC ABORDOU ESTE TEMA NA INTRODUÇÃO DO LIVRO DOS ESPÍRITOS?
  • 13. A LOUCURA E SUAS CAUSAS Distúrbio, alteração mental caracterizada pelo afastamento mais ou menos prolongado do indivíduo de seus métodos habituais de pensar, sentir ou agir. Sentimento ou sensação que foge ao controle da razão...
  • 14. A LOUCURA E SUAS CAUSAS A LOUCURA TEM POR CAUSA PRIMÁRIA UMA PREDISPOSIÇÃO ORGÂNICA DO CÉREBRO, QUE O TORNA MAIS OU MENOS ACESSÍVEL A DETERMINADAS IMPRESSÕES. HAVENDO ESSA PREDISPOSIÇÃO À LOUCURA, ELA SE MANIFESTARÁ COM O CARÁTER DA PREOCUPAÇÃO PRINCIPAL DO INDIVÍDUO, QUE SE TORNARÁ UMA IDEIA FIXA. ALLAN KARDEC
  • 15. A LOUCURA E SUAS CAUSAS Há criaturas que veem perigo por toda parte, em tudo aquilo que não conhecem... Todas as grandes preocupações intelectuais podem ocasionar a loucura: as ciências, as artes e a religião também...
  • 16. A LOUCURA E SUAS CAUSAS Acontece o mesmo com todas as preocupações intelectuais quando o “cérebro é fraco”... DECEPÇÕES DESGRAÇAS AFEIÇÕES CONTRARIADAS PAVOR
  • 17. A LOUCURA E SUAS CAUSAS Digo, portanto, que o Espiritismo não tem nenhum privilégio neste assunto... DIGO QUE O ESPIRITISMO BEM COMPREENDIDO É UM PRESERVATIVO DA LOUCURA ALLAN KARDEC E vou mais longe:
  • 18. A LOUCURA E SUAS CAUSAS QUE OS INCRÉDULOS SE RIAM QUANTO QUISEREM: EU LHES DESEJO AS CONSOLAÇÕES QUE ELE (ESPIRITISMO) PROPORCIONA A TODOS OS QUE SE DÃO AO TRABALHO DE LHE SONDAR AS MISTERIOSAS PROFUNDIDADES. ALLAN KARDEC
  • 19. A TEORIA MAGNÉTICA E A DO MEIO AMBIENTE EXAMINAREMOS DUAS OBJEÇÕES: AS ÚNICAS QUE REALMENTE MERECEM ESSE NOME PORQUE SE APOIAM EM TEORIAS RACIONAIS. ALLAN KARDEC AMBAS ADMITEM A REALIDADE DE TODOS OS FENÔMENOS MATERIAIS E MORAIS, MAS EXCLUEM A INTERVENÇÃO DOS ESPÍRITOS.
  • 20. A TEORIA MAGNÉTICA PARA ALGUNS ESTUDIOSOS CONTRÁRIOS À DOUTRINA ESPÍRITA TODAS AS MANIFESTAÇÕES ATRIBUÍDAS AOS ESPÍRITOS SERIAM APENAS EFEITOS MAGNÉTICOS OS MÉDIUNS FICARIAM NUN ESTADO QUE SE PODERIA CHAMAR DE SONAMBULISMO ACORDADO E NESTE ESTADO AS SUAS FACULDADES INTELECTUAIS ADQUIREM UM DESENVOLVIMENTO ANORMAL “Não seremos nós quem contestaremos o poder do sonambulismo, cujos prodígios presenciamos, estudando-lhes todas as facetas durante mais de 35 anos” Allan Kardec “Mas uma observação prolongada e atenta mostra uma multidão de fatos em que a participação do médium, a não ser como instrumento passivo, é materialmente impossível” Allan Kardec
  • 21. A TEORIA MAGNÉTICA “SE TODOS OS FENÔMENOS PROVÊM DO MÉDIUM, DEVIAM SER IDÊNTICOS PARA UM MESMO INDIVÍDUO E NÃO SE VERIA A MESMA PESSOA FALAR LINGUAGENS DIFERENTES, NEM EXPRIMIR ALTERNADAMENTE AS COISAS MAIS CONTRADITÓRIAS.” Allan Kardec “Essa falta de unidade nas manifestações de um mesmo médium prova a diversidade das fontes. Se, pois, não podemos encontrá- las todas no médium, é necessário procurá-las fora dele.” Allan Kardec
  • 22. A TEORIA DO MEIO AMBIENTE NESTA OUTRA TEORIA O MÉDIUM É A FONTE DE MANIFESTAÇÃO, MAS EM VEZ DE TIRÁ-LAS DE SI MESMO, TIRA-AS DO MEIO AMBIENTE O MÉDIUM SERIA UMA ESPÉCIE DE ESPELHO REFLETINDO TODAS AS IDEIAS, TODOS OS PENSAMENTOS E TODOS OS CONHECIMENTOS DAS PESSOAS QUE O CERCAM, NADA DIRIA QUE NÃO FOSSE CONHECIDO PELO MENOS DE ALGUMAS DELAS. ESTA IRRADIAÇÃO AMPLIA-SE MUITO ALÉM DO CÍRCULO DO MÉDIUM, E ESTE SERIA REFLEXO DE TODA A HUMANINDADE... TUDO ISSO PORQUE SÃO INCAPAZES DE ACEITAR A A INTERVENÇÃO DOS ESPÍRITOS
  • 23. PREENCHENDO OS VAZIOS DO ESPAÇO O CETICISMO NO TOCANTE À DOUTRINA ESPÍRITA, QUANDO NÃO RESULTA DE UMA OPOSIÇÃO SISTEMÁTICA, PROVÉM QUASE SEMPRE DE UM CONHECIMENTO INCOMPLETO DOS FATOS, O QUE NÃO IMPEDE ALGUMAS PESSOAS DE LIQUIDAREM A QUESTÃO COMO SE A CONHECESSEM PERFEITAMENTE... Allan Kardec PODE-SE TER MUITO ESPÍRITO E ATÉ MESMO MUITA INSTRUÇÃO E NÃO SE TER BOM-SENSO... O 1º INDÍCIO DA FALTA DE SENSO É ACREDITAR QUE VOCÊ É INFALÍVEL
  • 24. PREENCHENDO OS VAZIOS DO ESPAÇO OS ASTRÔNOMOS, SONDANDO OS ESPAÇOS, ENCONTRARAM NA DISTRIBUIÇÃO DOS CORPOS CELESTES, LACUNAS INJUSTIFICÁVEIS E EM DESACORDO COM A LEIS QUE CONHECIAM...
  • 25. PREENCHENDO OS VAZIOS DO ESPAÇO DISSERAM: “ALI DEVE HAVER UM MUNDO, PORQUE ESSA LACUNA NÃO PODE EXISTIR E ESSES EFEITOS DEVEM TER UMA CAUSA” JULGANDO ENTÃO DA CAUSA PELOS EFEITOS PUDERAM CALCULAR OS ELEMENTOS E MAIS TARDE OS FATOS VIERAM JUSTIFICAR AS SUAS PREVISÕES APLIQUEMOS ESTE RACIOCÍNIO A OUTRA ORDEM DE IDEIAS...
  • 26. PREENCHENDO OS VAZIOS DO ESPAÇO SE OBSERVARMOS A SÉRIE DOS SERES PERCEBEREMOS QUE ELES FORMAM UMA CADEIA SEM SOLUÇÃO DE CONTINUIDADE, DESDE A MATÉRIA BRUTA ATÉ O HOMEM MAIS INTELIGENTE...
  • 27. PREENCHENDO OS VAZIOS DO ESPAÇO E ENTRE O HOMEM E DEUS ???????????? UMA LACUNA IMENSA!!!!! O ALFA E O ÔMEGA DE TODAS AS COISAS? PODEMOS PENSAR QUE SEJA O HOMEM O ÚLTIMO ANEL DESSA CADEIA? A RAZÃO NOS DIZ QUE ENTRE O HOMEM E DEUS DEVE HAVER OUTROS ELOS...
  • 28. PREENCHENDO OS VAZIOS DO ESPAÇO E ENTRE O HOMEM E DEUS ???????????? ESSA LACUNA É PREENCHIDA PELOS SERES DE TODAS AS CATEGORIAS DO MUNDO INVISÍVEL... E ESSES SERES NÃO SÃO MAIS QUE ESPÍRITOS DOS HOMENS NOS DIFERENTES GRAUS QUE CONDUZEM À PERFEIÇÃO... E ASSIM TUDO SE LIGA... TUDO SE ENCADEIA... DO ALFA AO ÔMEGA...
  • 29. PREENCHENDO OS VAZIOS DO ESPAÇO “A VERDADEIRA DOUTRINA ESPÍRITA ESTÁ NO ENSINAMENTO DADO PELOS ESPÍRITOS, E OS CONHECIMENTOS QUE ESSE ENSINAMENTO ENCERRA SÃO MUITO SÉRIOS PARA SEREM ADQUIRIDOS POR OUTRO MODO QUE NÃO POR UM ESTUDO PROFUNDO E CONTINUADO, FEITO NO SILÊNCIO E NO RECOLHIMENTO... ESPERAMOS QUE ELA POSSA GUIAR OS HOMENS DESEJOSOS DE SE ESCLARECEREM, MOSTRANDO-LHES NESTES ESTUDOS UM OBJETIVO GRANDE E SUBLIME, O DO PROGRESSO INDIVIDUAL E SOCIAL, E INDICANDO-LHES O CAMINHO A SEGUIR PARA A SUA CONSECÇÃO.” Allan Kardec
  • 30. MUITA PAZ A TODOS