RELAÇÕESPRECOCES
A IMATURIDADE DO BEBÉ HUMANOPREDISPÕE-O PARA O DESENVOLVIMENTO DECOMPETÊNCIAS RELACIONAIS QUE SE INICIAMCOM QUEM CUIDA DEL...
RELAÇÃO PRECOCE RELAÇÃO RECÍPROCA QUE TEM POR BASE O CONJUNTO DE COMPORTAMENTOS (SORRIR, CHORAR, VOCALIZAR, AGARRAR,      ...
VINCULAÇÃO (Bowlby)NECESSIDADE BÁSICA (INDEPENDENTE DE OUTRAS NECESSIDADES COMO , POR EXEMPLO, A ALIMENTAÇÃO) DE LIGAÇÃO D...
CARACTERIZADA PELA NEOTENIAA CRIANÇA HUMANA NÃO PODE CORRER PARA A MÃEDESENVOLVE ESTRATÉGIAS PARA CAPTAR A SUA ATENÇÃO
AS COMPETÊNCIAS BÁSICAS DO BEBÉ                      O CHOROCOMPETÊNCIAS PARA    O SORRISO   COMUNICAR                    ...
COMPETÊNCIAS PARA   COMUNICAR    Comunicação entre bebé      e figuras parentaisCONJUNTO DE TROCAS DE SINAIS     QUE MENIF...
REGULAÇÃO MÚTUAProcesso através do qual o bebé e os  progenitores comunicam estados emocionais e respondem de modo        ...
AS COMPETÊNCIAS DA MÃE  Entre o nascimento e os 18 meses – 1º estádio de desenvolvimento psicossocialO BEBÉ MANTÉM UMA REL...
A DISPONIBILIDADEDA MÃE FACE ÀSNECESSIDADES DOBEBÉ                              PROPICIA NO BEBÉ UM                       ...
A IMPORTÂNCIA DA RELAÇÃO        MÃE ‐ FILHO                                  COMUNICAÇÃO QUE SE                           ...
A IMPORTÂNCIA DAS FANTASIAS DA MÃE FACE AO                    BEBÉ A RELAÇÃO MÃE-BEBÉ INICIA-SE MUITO       ANTES DO NASCI...
A VINCULAÇÃO  AS PRIMEIRAS FASES DA  VIDA SÃO  DECISIVAS PARA A VIDA DA CRIANÇAA VINCULAÇÃO È A NECESSIDADE DE  CRIAR E MA...
A INVESTIGAÇÃO DE BOWLBY             TEORIA DA            VINCULAÇÃOA PROXIMIDADE FÍSICA DO PROGENITOR É UMA      NECESSID...
VINCULAÇÃO E EQUILÍBRIO PSICOLÓGICO    O VÍNCULO MÃE-BEBÉ É IMPORTANTE NODESENVOLVIMENTO FISIOLÓGICO E PSICOLÓGICO DO     ...
VINCULAÇÃO SECURIZANTEFAVORECE A CONFIANÇA EM SI PRÓPRIO,  A CAPACIDADE DE ULTRAPASSAR OS   OBSTÁCULOS, EM SE SENTIR BEM  ...
HOSPITALISMO ‐ RENÉ SPITZ   EFEITOS DAS CARÊNCIAS AFECTIVAS NOS SERES                    HUMANOSPERTURBAÇÕES VIVIDAS POR C...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Relações precoces

5.435 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.435
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.810
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
64
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relações precoces

  1. 1. RELAÇÕESPRECOCES
  2. 2. A IMATURIDADE DO BEBÉ HUMANOPREDISPÕE-O PARA O DESENVOLVIMENTO DECOMPETÊNCIAS RELACIONAIS QUE SE INICIAMCOM QUEM CUIDA DELE SOB A FORMA DE VINCULAÇÃO
  3. 3. RELAÇÃO PRECOCE RELAÇÃO RECÍPROCA QUE TEM POR BASE O CONJUNTO DE COMPORTAMENTOS (SORRIR, CHORAR, VOCALIZAR, AGARRAR,  GATINHAR)  QUE NOS PRIMEIROS TEMPOS DE VIDA ESTABELACEM A LIGAÇÃO AFECTIVA ENTRE A CRIANÇA E QUEM  CUIDA DELA:
  4. 4. VINCULAÇÃO (Bowlby)NECESSIDADE BÁSICA (INDEPENDENTE DE OUTRAS NECESSIDADES COMO , POR EXEMPLO, A ALIMENTAÇÃO) DE LIGAÇÃO DO BEBÉ À MÃE E DESTA AO BEBÉEXPRESSA‐SE POR UM CONJUNTO DE COMPORTAMENTOS PRÓPRIOS DA ESPÉCIE HOJE O CONCEITO DE VINCULAÇÃO  FOI ALARGADO E ABRANGE  QUALQUER COMPORTAMENTO QUE PERMITA À PESSOA, CRIANÇA OU  ADULTO, MANTER PROXIMIDADE DAS SUAS FIGURAS PREFERENCIAIS
  5. 5. CARACTERIZADA PELA NEOTENIAA CRIANÇA HUMANA NÃO PODE CORRER PARA A MÃEDESENVOLVE ESTRATÉGIAS PARA CAPTAR A SUA ATENÇÃO
  6. 6. AS COMPETÊNCIAS BÁSICAS DO BEBÉ O CHOROCOMPETÊNCIAS PARA O SORRISO COMUNICAR AS ESPRESSÕES FACIAIS
  7. 7. COMPETÊNCIAS PARA COMUNICAR Comunicação entre bebé e figuras parentaisCONJUNTO DE TROCAS DE SINAIS QUE MENIFESTAM ASNECESSIDADES DO BEBÉ E O SEU ESTADO EMOCIONAL
  8. 8. REGULAÇÃO MÚTUAProcesso através do qual o bebé e os progenitores comunicam estados emocionais e respondem de modo adequado O BEBÉ É UM SUJEITO ACTIVO
  9. 9. AS COMPETÊNCIAS DA MÃE Entre o nascimento e os 18 meses – 1º estádio de desenvolvimento psicossocialO BEBÉ MANTÉM UMA RELAÇÃO PRIVILEGIADA COM A MÃE QUE OSCILA ENTRE A CONFIANÇA E A DESCONFIANÇA SE A MÃE CUIDA DO BEBÉ, SE RESPONDE ÀS SUAS SOLICITAÇÕES DESENVOLVE UM SENTIMENTO DE SEGURANÇA FAZENDO-O SENTIR-SE SEGURO
  10. 10. A DISPONIBILIDADEDA MÃE FACE ÀSNECESSIDADES DOBEBÉ PROPICIA NO BEBÉ UM SENTIMENTO INTERNO DE SEGURANÇA GERADOR DE UMA CONFIANÇA BÁSICA  QUE LHE PERMITE ENCARAR O MUNDO DE UMA  FORMA POSITIVA
  11. 11. A IMPORTÂNCIA DA RELAÇÃO  MÃE ‐ FILHO COMUNICAÇÃO QUE SE  ESTABELECE ENTRE A MÃE E O  BEBÉ BION CONTINENTE-CONTEÚDO O BEBÉ VIVENCIA MEDOS, ANGÚSTIAS CONTEÚDO A MÃE CONTINENTE REAGE ÀS ANSIEDADES DO BEBÉ DANDO  ACOLHIMENTO À ANGÚSTIA E À ANSIEDADE, SEM AS DEVOLVER COM  COMPORTAMENTOS ANSISOS E ANGUSTIADOS
  12. 12. A IMPORTÂNCIA DAS FANTASIAS DA MÃE FACE AO  BEBÉ A RELAÇÃO MÃE-BEBÉ INICIA-SE MUITO ANTES DO NASCIMENTO (Winnicott) Esta relação é construída pelas Fantasias da Mãe face ao Bebé
  13. 13. A VINCULAÇÃO AS PRIMEIRAS FASES DA  VIDA SÃO  DECISIVAS PARA A VIDA DA CRIANÇAA VINCULAÇÃO È A NECESSIDADE DE CRIAR E MANTER RELAÇÕES DE PROXIMIDADE E AFECTIVIDADE, DE ASSEGURAR PROTECÇÃO E SEGURANÇA BOWLBY  chama vinculação aos laços que se vão construindo entre a mãe e o  bebé
  14. 14. A INVESTIGAÇÃO DE BOWLBY TEORIA DA VINCULAÇÃOA PROXIMIDADE FÍSICA DO PROGENITOR É UMA NECESSIDADE INATA, PRIMÁRIAESSENCIAL AO DESENVOLVIMENTO MENTAL DO SER HUMANO E AO DESENVOLVIMENTO DA SOCIABILIDADE
  15. 15. VINCULAÇÃO E EQUILÍBRIO PSICOLÓGICO O VÍNCULO MÃE-BEBÉ É IMPORTANTE NODESENVOLVIMENTO FISIOLÓGICO E PSICOLÓGICO DO BEBÉ ESTA RELAÇÃO PROJECTA-SE NO FUTURO As REPRESENTAÇÕES RELACIONAIS QUE SE CONSTRÓEM DURANTA A 1ª INFÂNCIA CONTRIBUEM PARA A ESTRUTURAÇÃO DA SEXUALIDADE CONSTRUÇÃO DA AFECTIVIDADE
  16. 16. VINCULAÇÃO SECURIZANTEFAVORECE A CONFIANÇA EM SI PRÓPRIO, A CAPACIDADE DE ULTRAPASSAR OS OBSTÁCULOS, EM SE SENTIR BEM CONSIGO MESMO E COM OS OUTROS A CONFIANÇA QUE SE ESTABELECE NOS PRIMEIROS VÍNCULOS GERASEGURANÇA, CAPACIDADE PARA LIDAR COM AS CONTRARIEDADES, A CONFIANÇA EM SI PRÓPRIO, A AUTO-ESTIMA
  17. 17. HOSPITALISMO ‐ RENÉ SPITZ EFEITOS DAS CARÊNCIAS AFECTIVAS NOS SERES  HUMANOSPERTURBAÇÕES VIVIDAS POR CRIANÇAS A QUEM FALTA UMA RELAÇÃO EFECTIVA PRIVILEGIADA COM O ADULTOSITUAÇÕES  DE PRIVAÇÃO DE CONTACTO (QUANDO A CRIANÇA ESTÁ EM INSTITUIÇÕES)MANIFESTA‐SE POR ATRASOS  NO DESENVOLVIMENTO FÍSICO E PSICOLÓGICO

×