SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 51
NOME DA
ESCOLA
TRABALHO SOBRE
SEGUNDA GUERRA MUNDIAL
SEU NOME
SÉRIE
MATÉRIA: ---
PROFESSORA: ---
SUA CIDADE
MÊS/ANO
INTRODUÇÃO
A tão chamada guerra para acabar com todas as guerras, a Primeira Guerra Mundial,
não resolveu nenhum dos problemas que a causaram. Então, alguns anos mais tarde
começou outra guerra mundial.
A Segunda Grande Guerra foi o maior e mais violento conflito armado que opôs, de
1939 a 1945, os países Aliados de feição ideológica democrática à coligação do Eixo, de
cunho totalitário.
No início da guerra, o primeiro bloco consistia no Reino Unido (com o Império
Britânico), França (com o Império Francês) e Polónia. Mas, com a continuação da
guerra, mais países se juntaram a esse bloco, como os Estados Unidos da América,
China e a União Soviética. A guerra foi iniciada pela Alemanha, mas mais tarde
juntaram-se-lhe Itália, Japão, Hungria e Roménia, fazendo o bloco das Potências do
Eixo.
As principais causas do conflito estão relacionadas com os acordos feitos depois da
Primeira Guerra Mundial, com a política de apaziguamento, que foi dirigida pelo Reino
Unido e França depois da Primeira Guerra Mundial e com o expansionismo da
Alemanha e Japão.
Depois do Tratado de Versalhes, Hitler e os Nazis assumiram o controle da Alemanha
apelando ao esforço massivo heroico para restaurar a glória do passado aliado à situação
humilhante que o tratado tinha colocado a Alemanha e o seu povo. Depois da Primeira
Guerra Mundial, a economia alemã encontrava-se muito má devido às multas que foram
impostas pelas nações vencedoras e também devido à Grande Depressão.
Tal como referido, a política de apaziguamento foi uma das maiores causas da guerra.
Os políticos britânicos e franceses seguiram uma política que deu a Hitler as condições
de reforçar a sua posição no seio dos países europeus, mas também deu aos alemães
tempos para se rearmarem, sendo capazes de reocupar a Renânia e depois de lançar o
Blitzkrieg (Guerra Relâmpago) contra a maior parte da Europa.
Na Ásia, os esforços do Japão param se tornar numa potência mundial e a ascensão da
liderança militarista (nos anos 1930, o governo no Japão foi arruinado à medida que os
militares subiram ao poder e ganharam o controlo totalitário) levou a conflitos primeiro
com a China e mais tarde com os Estados Unidos da América. O Japão também
procurou assegurar recursos naturais adicionais, como o petróleo e minério, devido em
parte à falta de recursos naturais nas próprias ilhas do Japão.
Assim, podem listar-se as mais importantes causas da guerra:
• Tratado de Versalhes;
• Política de Apaziguamento;
• Grande Depressão;
• Anti-semitismo;
• Expansionismo;
• Militarismo.
As tropas alemãs que entram a Polónia depois de uma "blitzkrieg" (guerra relâmpago), que
invadiram a Polônia em 1º de setembro de 1939.
Irei mostrar como tudo (ou quase tudo) aconteceu, mas primeiro decidi contar a
fascinante história do “chefão” da Segunda Guerra Mundial, Aldof Hitler e também
coloquei algumas das batalhas e acordos que teve no meio da Guerra.
Adolf Hitler
Ditador Adolf Hitler nasceu em Braunau am Inn, na Áustria, em 20 de Abril de 1889, e
foi o quarto dos seis filhos de Alois Hitler e Klara Polzl. Quando Hitler tinha 3 anos, a
família mudou-se da Áustria para a Alemanha. Como uma criança, Hitler entrava em
confronto com frequência com seu pai.
Após a morte de seu irmão mais novo, Edmund, em 1900, tornou-se destacado e
introvertido. Por causa da morte de seu irmão, Hitler começou a ter interesse pela arte e
seu pai não aprovava seu interesse pela arte fina em vez de negócios. Além de arte,
Hitler mostrou um interesse precoce pela nacionalismo alemão, rejeitando a autoridade
da Áustria-Hungria. Esse nacionalismo se tornaria a força motivadora da vida de Hitler.
Alois morreu em 1903. Dois anos mais tarde, a mãe de Adolf permitiu o filho a
abandonar a escola. Ele mudou-se para Viena e trabalhou como operário casual e um
pintor de aquarela. Hitler aplicou para a Academia de Belas Artes duas vezes, e foi
rejeitado duas vezes. Sem dinheiro, ele se mudou para um abrigo, onde permaneceu por
vários anos. Hitler depois apontou para esses anos como o momento em que ele
primeiro cultivou seu anti-semitismo, embora haja algum debate sobre esta conta.
Com a eclosão da Primeira Guerra Mundial, Hitler escolheu servir no exército alemão.
Ele foi aceito em agosto de 1914, embora ele ainda era um cidadão austríaco. Embora
ele passou a maior parte de seu tempo longe das linhas de frente, Hitler estava presente
em uma série de batalhas significativas e foi ferido no Somme. Ele foi condecorado por
bravura, recebendo a Cruz de Ferro de Primeira Classe e o emblema preto.
Hitler ficou amargurado sobre o colapso do esforço de guerra. A experiência reforçou
sua paixão patriotismo alemã, e ele ficou chocado com a rendição da Alemanha em
1918. Como outros nacionalistas alemães, ele acreditava que o exército alemão tinha
sido traído pelos líderes civis e marxistas. Ele encontrou o Tratado de Versalhes
degradante, especialmente a desmilitarização da Renânia e a estipulação de que a
Alemanha aceita a responsabilidade pelo início da guerra.
Após a I Guerra Mundial, Hitler regressou a Munique e continuou a trabalhar para os
militares como oficial de inteligência. Enquanto monitora as atividades do Partido dos
Trabalhadores Alemães (PTA), Hitler adotou muitas das ideias antissemita,
nacionalistas e antimarxistas do fundador PTA Anton Drexler. Drexler convidou Hitler
para se juntar ao DAP, o que fez em 1919.
Para aumentar seu recurso, a PTA mudou seu nome para o Nationalsozialistische
Deutsche Arbeiterpartei (NSDAP). Hitler desenhou pessoalmente a bandeira do partido,
com uma suástica em um círculo branco em um fundo vermelho. Hitler logo ganhou
notoriedade por seus discursos virulentos contra o Tratado de Versalhes, políticos rivais,
os marxistas e judeus. Em 1921, Hitler substituiu Drexler como presidente do partido
NSDAP.
Virulentos discursos de Hitler começaram a atrair audiências regulares. Primeiros
seguidores, incluído capitão do exército Ernst Rohm, o chefe da organização paramilitar
nazista, o Sturmabteilung (SA), que protegia reuniões e frequentemente atacados
adversários políticos.
Em 8 de novembro de 1923, Hitler e o SA invadiram uma reunião pública de 3.000
pessoas em um grande salão de cerveja em Munique. Hitler anunciou que a revolução
nacional tinha começado e declarou a formação de um novo governo. Após uma breve
luta, incluindo 20 mortes, o golpe, conhecido como o "Putsch da Cervejaria", falhou.
Hitler foi preso três dias depois e julgado por alta traição. Ele serviu um ano de prisão,
durante os quais ele ditou a maior parte do primeiro volume de Mein Kampf ( "Minha
Luta") para seu vice, Rudolf Hess. O livro estabeleceu planos de Hitler para transformar
a sociedade alemã em uma base na raça.
Subir ao Poder
A Grande Depressão na Alemanha forneceu uma oportunidade política para Hitler. Os
alemães eram ambivalentes à república parlamentar e cada vez mais aberto a opções
extremistas. Em 1932, Hitler concorreu contra Paul von Hindenburg para a presidência.
Hitler ficou em segundo lugar nas duas voltas das eleições, conquistando mais de 35 por
cento dos votos na eleição final. A eleição estabelecida por Hitler como uma grande
força na política alemã, relutante Hindenburg decidiu nomear Hitler como chanceler, a
fim de promover o equilíbrio político.
Hitler usou sua posição como chanceler para formar uma ditadura legal de facto. O fogo
Decreto Reichstag, anunciou após um incêndio suspeito no Reichstag, suspendeu os
direitos básicos e permitiu a detenção sem julgamento. Hitler também projetou a
passagem da Lei Habilitante, que deu seu gabinete plenos poderes legislativos, por um
período de quatro anos e permitiu desvios da constituição.
Ter controle total alcançado ao longo dos poderes legislativo e executivo do governo,
Hitler e seus aliados políticos iniciaram uma repressão sistemática da oposição política
restante. Até o final de junho, os outros partidos tinham sido intimidados a dissolução.
Em 14 de Julho de 1933, do Partido Nazista de Hitler foi declarado o único partido
político legal na Alemanha.
As exigências da SA para mais poder político e militar levou à Noite das Facas Longas,
que teve lugar de 30 de junho a 2 de julho de 1934. Ernst Röhm e outros líderes da SA,
junto com um número de inimigos políticos de Hitler, foram caçados para cima e tiro.
No dia antes da morte de Hindenburg em agosto de 1934, o gabinete tinha promulgou
uma lei abolindo o cargo de presidente e combinando seus poderes com os do chanceler.
Hitler tornou-se, assim, o chefe de Estado, bem como chefe de governo, e foi
formalmente nomeado como líder e chanceler. Como chefe de Estado, Hitler tornou-se
comandante supremo das forças armadas. Ele começou a mobilizar para a guerra.
Alemanha retirou-se da Liga das Nações, e Hitler anunciou uma expansão maciça das
forças armadas da Alemanha.
O regime nazista também incluiu medidas de reforma social. Hitler promoveu
campanhas antitabagismo em todo o país. Estas campanhas resultou de restrições
dietéticas auto impostas de Hitler, que incluíram a abstinência de álcool e carne. Em
jantares, Hitler, por vezes, contava histórias gráficas sobre o abate de animais em um
esforço para confundir seus comensais. Ele encorajou todos os alemães para manter seu
corpo puro de qualquer substância intoxicante ou imundo.
Um conceito nazista principal era a noção de higiene racial. Novas leis proibiu o
casamento entre alemães não judeus e judeus, e privados “não arianos” dos benefícios
da cidadania alemã. Políticas eugênicas no inicio o alvo de Hitler era as crianças com
deficiências físicas e de desenvolvimento, e, posteriormente, autorizou um programa de
eutanásia para adultos deficientes.
O Holocausto foi também realizado sob os auspícios de higiene racial. Entre 1939 e
1945, nazistas e seus colaboradores foram responsáveis pela morte de 11 milhões a 14
milhões de pessoas, incluindo cerca de 6 milhões de judeus, que representam dois terços
da população judaica na Europa. Mortes ocorreram em campos de concentração e
extermínio e por meio de execuções em massa. Outros grupos perseguidos incluídos
poloneses, comunistas, homossexuais, testemunhas de Jeová e sindicalistas, entre
outros. Hitler provavelmente nunca visitou os campos de concentração e não falou
publicamente sobre os assassinatos.
Segunda Guerra Mundial
A Segunda Guerra Mundial foi sem dúvida o período mais significativo do século 20.
Ele trouxe grandes saltos na tecnologia e lançou as bases que permitiram mudanças
sociais pós-guerra, incluindo o fim do colonialismo europeu, o movimento dos direitos
civis nos Estados Unidos, e do movimento moderno dos direitos das mulheres, bem
como os programas para explorar o espaço exterior . Os combatentes primários foram as
nações do Eixo (Alemanha nazista, fascista Itália , Japão imperial e seus aliados mais
pequenos) e as nações aliadas, liderados pela Grã-Bretanha (e suas nações da
Commonwealth), a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas e os Estados Unidos da
América. Os aliados saíram vencedores. Duas superpotências, os EUA ea URSS,
emergiu da Segunda Guerra Mundial para começar uma guerra fria com o outro que
definem grande parte do resto do século.
Quando a Segunda Guerra Mundial começou?
Alguns dizem que ele era simplesmente uma continuação da Primeira Guerra Mundial
que tinha, teoricamente, terminou em 1918. Outros apontam para 1931, quando o Japão
aproveitou Manchúria da China. Invasão e derrota da Abissínia (Etiópia), em 1935, da
Itália, re-militarização de Adolf Hitler da Renânia da Alemanha em 1936, a Guerra
Civil Espanhola (1936-1939), e a ocupação da Alemanha da Checoslováquia em 1938
são por vezes citados. As duas datas mais frequentemente mencionadas como "o início
da Segunda Guerra Mundial" são 07 de julho de 1937, quando o "Marco Polo Incident
Bridge" levou a uma guerra prolongada entre o Japão e a China, e 1 de Setembro de
1939, quando a Alemanha invadiu a Polônia , o que levou a Grã-Bretanha e a França a
declarar guerra ao estado nazista de Hitler em retaliação. A partir da invasão da Polônia
até que a guerra terminou com a rendição do Japão em agosto de 1945, vários países
estavam em guerra uns com os outros, alguns combates para os Aliados acabaram por
sair vitoriosos, alguns para o Eixo.
Origens da Segunda Guerra Mundial
Nenhum evento histórico pode ser dito ter sido a origem da II Guerra Mundial. A
inesperada vitória do Japão sobre a Rússia czarista na Guerra Russo-Japonesa (1904-
1905) deixou aberta a porta para a expansão japonesa na Ásia e no Pacífico. A Marinha
dos EUA Estados Unidos desenvolveu pela primeira vez os planos de preparação para
uma guerra naval com o Japão em 1890. “War Plan Orange”, como era chamado, seria
atualizado continuamente como tecnologia avançada e muito auxiliado os EUA durante
a Segunda Guerra Mundial.
Os anos entre a primeira e segunda guerras mundiais foram uma época de instabilidade
em todo o mundo durante o Grande Depressão que começou por volta de 1930. Foi
também um momento em que alguns países, incluindo a Alemanha, Itália e Japão
desenvolveram intensos sentimentos nacionalistas que levaram a um desejo de
expandir: Alemanha, no Norte e no Leste europeu, Itália, na África e na Grécia, e do
Japão na Ásia e no Pacífico Sul. A Alemanha teve uma motivação suplementar de
capotamento (e, finalmente, vingando) os termos duros forçados sobre ele no final da
Primeira Guerra Mundial.
Ideologias concorrentes espalharam ainda mais as chamas da tensão internacional. A
Revolução Bolchevique na Rússia czarista durante a Primeira Guerra Mundial, seguido
pela Guerra Civil Russa, tinha estabelecido a União das Repúblicas Socialistas
Soviéticas (URSS), um estado comunista alastrando. Repúblicas ocidentais e
capitalistas temia a propagação do bolchevismo. Em alguns países, como Itália,
Alemanha e Roménia, grupos ultraconservadores subiram ao poder, em parte como uma
reação contra o comunismo.
Alemanha, Itália e Japão assinaram acordos de apoio mútuo, mas, ao contrário das
nações aliadas que enfrentariam, eles nunca desenvolveram um plano abrangente ou
coordenada de ação.
Movimentos iniciais da Segunda Guerra
Em 7 de Julho de 1937, um confronto perto da Ponte Marco Polo, perto de Pequim,
China, levou a uma guerra aberta entre o Japão e a China. Os militares chineses
ultrapassados negociaram espaço para o tempo, de forma constante retirar mais
profundo no grande país para estender as linhas de abastecimento de japoneses e com a
esperança de, eventualmente, obter apoio de outras nações. Durante o curso da guerra
mais de 1 milhão de soldados japoneses seria envolvido em uma tentativa mal sucedida
de subjugar China.
Os combates na Europa começou em 1 de Setembro de 1939, quando a Alemanha
invadiu a Polônia. Anteriormente, Alemanha, liderado pelo líder do partido nazista
Adolf Hitler, tinha anexado Checoslováquia e Áustria sem provocar uma resposta
militar da França ou da Grã-Bretanha. A Polónia foi um passo demasiado longe; ambas
as nações declararam guerra à Alemanha em apoio da Polónia, mas eles eram lentos a
tomar medidas eficazes. Os militares franceses e governo esperava Polónia iria aguentar
até a primavera, permitindo França tempo de mobilizar. Mas a Alemanha demonstrou a
eficácia do combate de armas combinadas, em que infantaria, blindados, artilharia e
aviões de trabalho em coordenação. Este tipo de guerra exigida a comunicação rápida;
em preparação, os alemães tinham desenvolvido rádios pequenos o suficiente para que
cada veículo pode ser equipado com um.
Este novo estilo de guerra ficou conhecida como blitzkrieg (guerra relâmpago dos
alemães realmente usou o blitzkrieg termo para se referir a uma guerra de curta duração,
mas ele veio para se referir a táticas de manobra rápida combinados de armas).
Alemanha rapidamente levou profundamente em Polônia. Duas semanas após o início
da guerra, a URSS invadiu a partir do leste; Joseph Stalin, líder da URSS, tinha
assinado anteriormente um pacto de não agressão mútua com Hitler e, secretamente,
eles concordaram em dividir a Polónia entre eles. Antes do final do mês, a Polônia tinha
capitulado. Nos próximos meses, Dinamarca, Noruega e os Estados Bálticos também
caiu sob o controle nazista.
Em maio de 1940, a Alemanha chocou o mundo ao invadir e derrotar a Holanda,
Bélgica, Luxemburgo, França e uma Força Expedicionária Britânica que estava
ajudando os franceses rapidamente. As operações começaram 10 de maio, com ataques
a Holanda e terminou 25 de junho, quando a França assinou um armistício que dividiu o
país em zonas ocupadas e desocupadas. Os alemães controlaram as zonas ocupadas, no
norte e noroeste, que constou de três quintos do país; um novo governo francês
estabelecido em Vichy administrou o sul de dois quintos. O líder da Itália, Benito
Mussolini, esperava para entrar em os despojos e declarou guerra à França 10 de junho.
As forças italianas atacaram o sul da França, em 21 de junho.
Em 10 de Julho, uma guerra aérea sobre a Inglaterra começou, que o primeiro-ministro
britânico Winston Churchill chamou a Batalha da Grã-Bretanha. O Luftwaffe era para
derrubar a Royal Air Force (RAF) em preparação para a Operação Leão Marinho, a
invasão naval proposta da Grã-Bretanha, ou forçar Churchill a buscar uma paz
negociada. Apesar de ter sido uma coisa quase-run, a defesa montada pelo RAF mal
levou Hitler a abandonar os planos para a invasão; a Batalha da Inglaterra findo em 30
de setembro.
Grã-Bretanha também estava se opondo as forças alemãs e italianas nos desertos do
Norte de África e nas águas do Atlântico. A Batalha do Atlântico foi travada
principalmente entre embarcações de superfície britânico e os submarinos alemães
(submarinos) que tentaram cortar as linhas de abastecimento do país ilha. Os Estados
Unidos, embora tecnicamente neutro, desde Grã-Bretanha com suprimentos necessários
depois de aprovar um acordo de empréstimos e arrendamentos em março de 1941.
Depois que os EUA entraram na guerra em dezembro de 1941, as suas forças marítimas
e aéreas tomou parte ativa na guerra naval do Atlântico . U-boats alemães patrulhavam
ao largo da costa leste dos Estados Unidos e no Caribe, afundar navios da American
Merchant Marine.
Hitler voltou sua atenção da Grã-Bretanha, um país que realmente queria lutar, para seu
objetivo mais importante: invadir e derrotar o seu antigo aliado, a União Soviética. Em
primeiro lugar, a Alemanha tinha para ajudar a Itália, que tinha esbarrado em sua
tentativa de invadir e conquistar a Grécia. (Anteriormente, a Itália tinha apreendido a
Abissínia, agora chamado Etiópia, na África.) Jugoslávia também caiu para a máquina
de guerra alemã. A Hungria e a Roménia já eram aliados alemães. Roménia tinha
planejado para lutar contra a Alemanha, mas a perda de seu principal aliado, a França, a
deixou com pouca escolha mas para se tornar um satélite da Alemanha nazista. Um
governo fascista derrubou monarca da Roménia, e do país balcânico serviria como o
terceiro maior militar do Eixo na Europa até que ele mudou de lado no outono de 1944,
tornando-se a quarta maior militar aliada.
Fundo – Europa
A Primeira Guerra Mundial tinha alterado radicalmente a política mapa europeu, com a
derrota das Potências Centrais (inclusive Áustria-Hungria , Alemanha e do Império
Otomano) e de 1917 bolchevique tomada do poder na Rússia , o que eventualmente
levou à fundação da União Soviética . Enquanto isso, os vitoriosos Aliados da Primeira
Guerra Mundial, como a França, Bélgica, Itália, Grécia e Roménia, ganhou território, e
os novos Estados-nação foram criados a partir do colapso do Império Austro-Húngaro e
Otomano e impérios russos.
Para evitar uma futura guerra mundial, a Liga das Nações foi criada durante a
Conferência de Paz de Paris de 1919 . Principais objetivos da organização eram para
evitar conflito armado através da segurança coletiva, militar e desarmamento naval , e
resolver disputas internacionais através de negociações pacíficas e arbitragem.
Apesar da forte pacifista sentimento após a I Guerra Mundial, as suas consequências
ainda causou irredentista e revanchista nacionalismo em vários Estados europeus. Esses
sentimentos foram especialmente marcados na Alemanha por causa das perdas
territoriais, coloniais, e financeiros significativos incorridos pelo Tratado de Versalhes .
Segundo o tratado, a Alemanha perdeu cerca de 13 por cento do seu território e todas as
suas colónias ultramarinas, enquanto a anexação alemã de outros estados era proibido,
as reparações foram impostas, e os limites foram colocados sobre o tamanho e a
capacidade do país Forças Armadas.
O Império Alemão foi dissolvido na revolução alemã de 1918-1919, e um governo
democrático, mais tarde conhecida como a República de Weimar, foi criado. O período
entre guerras viu a luta entre os partidários da nova república e opositores radicais, tanto
sobre o direito e esquerdo. Itália, como um aliado Entente, tinha feito alguns ganhos
territoriais do pós-guerra; no entanto, os nacionalistas italianos ficaram irritados que as
promessas feitas pela Grã-Bretanha e da França para garantir entrada italiana na guerra
não se cumpriram com o acordo de paz. De 1922 a 1925, o fascista movimento liderado
por Benito Mussolini tomou o poder na Itália com um nacionalista, totalitário, e
colaboração de classe agenda que aboliu a democracia representativa, reprimida forças
socialista, de esquerda e liberais, e perseguiu uma política externa expansionista
agressiva de tornando Itália uma potência mundial , prometendo a criação de um "Novo
Império romano".
Adolf Hitler, depois de uma tentativa fracassada de derrubar o governo alemão em
1923, eventualmente se tornou o Chanceler da Alemanha em 1933. Ele aboliu a
democracia, defendendo uma revisão radical, com motivação racista da ordem mundial,
e logo começou uma massiva campanha de rearmamento. Foi neste momento que os
cientistas políticos começaram a prever que uma segunda Grande Guerra pode ter lugar.
Enquanto isso, na França, para garantir a sua aliança, permitiu à Itália uma mão livre na
Etiópia, que a Itália desejada como um possessão colonial. A situação foi agravada no
início de 1935, quando o Território da Bacia do Sarre foi legalmente reunido com a
Alemanha e Hitler repudiou o Tratado de Versalhes, acelerou seu programa de
rearmamento, e introduziu o serviço militar obrigatório.
Na esperança de conter a Alemanha, o Reino Unido, França e Itália formaram a Frente
Stresa; No entanto, em junho de 1935, o Reino Unido fez um acordo naval
independente com a Alemanha, a flexibilização das restrições anteriores. A União
Soviética, preocupado com as metas da Alemanha de capturar vastas regiões da Europa
Oriental , redigiu um tratado de assistência mútua com a França. Antes de entrar em
vigor, porém, o pacto franco-soviético foi obrigado a passar pela burocracia da Liga das
Nações, que a tornava essencialmente desdentado. Os Estados Unidos, preocupados
com os acontecimentos na Europa e na Ásia, passou a Lei de Neutralidade em agosto do
mesmo ano.
Hitler desafiou as Versalhes e os tratados de Locarno por remilitarising da Renânia
março de 1936. Ele encontrou pouca oposição de outras potências europeias. Em
outubro de 1936, a Alemanha e a Itália formaram o Eixo Roma-Berlim . Um mês
depois, a Alemanha e o Japão assinou o Pacto Anti-Comintern, que a Itália iria
participar no ano seguinte.
Ásia
O Kuomintang partido (KMT) na China lançou uma campanha de unificação contra os
senhores da guerra regionais e nominalmente unificou a China em meados da década de
1920, mas logo foi envolvido em uma guerra civil contra seus ex- comunistas chineses
aliados. Em 1931, uma vez mais militarista japonês império , que tinha procurado por
muito tempo influência na China como o primeiro passo do que seu governo via como
do país direito de governar a Ásia , usou o Incidente de Mukden como pretexto para
lançar uma invasão da Manchúria e estabelecer o estado fantoche de Manchukuo.
Muito fraco para resistir Japão, a China apelou à Liga das Nações para a ajuda. Japão
retirou-se da Liga das Nações, após ter sido condenado por sua incursão em Manchuria.
As duas nações, em seguida, lutou várias batalhas, em Shanghai , Rehe e Hebei , até que
a trégua Tanggu foi assinado em 1933. Depois disso, forças voluntárias chinesas
continuaram a resistência à agressão japonesa na Manchúria , e Chahar e Suiyuan .
Depois de 1936 Xi 'um incidente , o Kuomintang e as forças comunistas concordaram
com um cessar-fogo para apresentar uma frente unida para se opor Japão.
A Invasão da Polônia
O líder alemão Adolf Hitler entendeu que sua conquista global da Europa contou com
neutralizando a Polônia no Oriente, ganhando uma garantia de não-agressão dos
soviéticos e se preparando para a batalha contra Grã-Bretanha e da França no Ocidente.
A partir daí, o empurrão final seria contra seu aliado na União Soviética dando para
Hitler toda a mão de obra escrava, recursos agrícolas e recursos naturais que necessário.
A nação da Polônia era um Estado soberano antes da Primeira Guerra Mundial (1914-
1918) e, finalmente, canibalizado pelo poder alemão, austríaco e russo durante os anos
1800. Foi só depois da guerra, e o desmantelamento dos impérios Alemão, Austro-
húngaro e otomano que a Polônia foi feita inteira mais de uma vez. Desta vez, foi dado
extensões de terra a partir dos impérios caídos (incluindo o da Rússia czarista, que
evoluiu [por meio da revolução interna] para se tornar a União Soviética na década de
1920. Uma das vias principais permitidos pela Polônia era o acesso ao Mar Báltico no
norte, embora este território agora dividido, a Alemanha adequada das suas
participações na Prússia Oriental, os alemães também perderam o porto da cidade de
Danzig, que estava sob o controle e a proteção da Liga das Nações como uma “cidade
livre”, sem verdadeiro dono nacional.
Para evitar outra guerra longa e custosa, Grã-Bretanha e França (os principais
intervenientes na política europeia da época) procurou a rota de negociação sobre a
guerra, em um esforço para conter os caprichos de Hitler, tendo já concedeu-lhe a
Checoslováquia. Para a Grã-Bretanha e a França, não se mostrou um entendimento de
que, se a Polônia foi atacada, ambas as nações se comprometeriam militarmente ao lado
dos poloneses.
- Os números
À beira da guerra, as forças alemãs de Hitler numerado em 60 divisões com 2.750
tanques, 2.315 aviões e 9.000 peças de artilharia contra uma força polonesa de 39
divisões que cobrem 880 tanques, 400 aviões e 4.300 sistemas de artilharia. Quando a
União Soviética comprometida com a ação, ele trouxe consigo 33 divisões numeração
4.736 tanques, 3.300 aviões e 5.000 armas de campo de todos os tipos. Mão de obra
total autorizado foi de 1,5 milhões de soldados alemães, 466,500 tropas do Exército
Vermelho e 51.300 soldados eslovacos contra uma ameaça polonesa menor.
The Who
Adolf Hitler, líder e Reichs Chanceler da Alemanha; władysław raczkiewicz,
Presidente da Polónia; Josef Stalin, líder da União Soviética
O Quando e onde
01 de setembro de 1939 a 06 de outubro de 1939. A ofensiva alemã no Ocidente
começou em 1º de setembro e mais tarde foi seguido pela ofensiva soviética no Leste
em 17 de setembro.
O Que
líder alemão Adolf Hitler entendeu que sua conquista global da Europa contou com
neutralizando a Polónia no Oriente, ganhando uma garantia de não-agressão dos
soviéticos e se preparando para a batalha contra a Grã-Bretanha e da França no
Ocidente. A partir daí, o empurrão final seria contra seu aliado one-time na União
Soviética dando Reich de Hitler toda a mão de obra escrava, recursos agrícolas e
recursos naturais que necessário.
A nação da Polônia era um Estado soberano antes de 1 Guerra Mundial (1914-1918) e,
finalmente, canibalizado pelo poder alemão, austríaco e russo durante os anos 1800. Foi
só depois da guerra, eo desmantelamento dos impérios Alemão, Austro-húngaro e
otomano que a Polónia foi feito inteiro mais uma vez. Desta vez, foi dado extensões de
terra a partir dos impérios caídos (incluindo o da Rússia czarista, que evoluiu - por meio
de uma revolução interna - para se tornar a União Soviética na década de 1920. Uma
das vias principais permitidos Polónia acesso ao Mar Báltico no. norte embora este
território agora dividida Alemanha adequada das suas participações na Prússia Oriental.
os alemães também perdeu o porto da cidade de Danzig, que agora estava sob o controle
ea proteção da Liga das Nações como uma "cidade livre", sem verdadeiro dono nacional
ser tido.
Para evitar outra guerra longa e custosa, Grã-Bretanha e França - os principais
intervenientes na política europeia da época - procurou a rota de negociação sobre a
guerra, em um esforço para conter os caprichos de Hitler, tendo já concedeu-lhe a
Checoslováquia. Para a Grã-Bretanha ea França, não se mostrou um entendimento de
que, se a Polônia foi atacada, ambas as nações se comprometeriam militarmente ao lado
dos poloneses.
Os números
à beira da guerra, as forças alemãs de Hitler numerados 60 divisões com 2.750 tanques,
2.315 aviões e 9.000 peças de artilharia contra uma força polonesa de 39 divisões que
cobrem 880 tanques, 400 aviões e 4.300 sistemas de artilharia. Quando a União
Soviética comprometida com a ação, ele trouxe consigo 33 divisões numeração 4.736
tanques, 3.300 aviões e 5.000 armas de campo de todos os tipos. Mão de obra total
autorizado foi de 1,5 milhões de soldados alemães, 466,500 tropas do Exército
Vermelho e 51.300 soldados eslovacos contra uma ameaça polonesa menor.
No final da luta, 66.000 defensores poloneses foram mortos com mais 133.700 a
200.000 feridos em ação. A isto foi adicionado à humilhação de 694.000 soldados
poloneses tomados como prisioneiros de guerra (POW) para ver a morte certa por
inanição, abuso ou execução nos vários campos de prisioneiros e marchas da morte
instituída após a invasão. Por sua vez, o Exército alemão conseguiu perdas de 16.300,
com 30.300 feridos nos combates, enquanto os soviéticos saíram-se melhor com 1.475 a
5.300 mortos e 2.380 feridos em menos semanas de combates. Forças eslovacas
perderam 37 com 114 feridos.
- O que aconteceu?
Adolf Hitler já tinha inventado seus planos para além da Grã-Bretanha e da participação
francesa e estes foram finalizados por seus comandantes em 26 de agosto de 1939. Um
pacto de não agressão já havia sido assinado com os soviéticos no mesmo mês e a
ordem final para invadir, foi dada em 31 de agosto de 1939. Em 01 de setembro de
1939, as forças alemãs cruzou o território polonês para começar oficialmente a 2 Guerra
Mundial.
A campanha de Hitler foi construída sobre a superioridade tecnológica e excelente
comando na primeira guerra moderna. Seus ofensivos foram executados sob a doutrina
"blitzkrieg", que envolve uso hábil das forças terrestres mecanizadas em conjunto com o
poder aéreo esmagadoras para garantir uma campanha curta. Bombardeiros da
Luftwaffe neutralizado infraestrutura polaca chave e combatentes rebateu combatentes
poloneses, por sua vez. Blindados alemães negociado estradas e pontos de
estrangulamento principais que conduzem aos estratégicos poloneses aldeias, vilas e
cidades na sua marcha para a capital de Varsóvia. Apesar das objeções da Grã-Bretanha
e da França, Hitler continuou seus ataques e o apoio militar prometido para os poloneses
nunca veio de seus aliados. Os poloneses conseguiram defesas valentes, sempre que
possível, embora movimentos táticos pelos alemães enredados massas de defensores
poloneses em movimentos radicais. Quaisquer que sejam os elementos não foram
apanhados no guarda-chuva alemão recuou para leste em direção à capital. Em 17 de
setembro, a situação para a Polônia cresceu sombria quando a União Soviética
desencadeou seu exército do leste.
Contra as barreiras insuperáveis, os últimos defensores poloneses se renderam em 06 de
outubro, terminando a campanha alemão-soviética contra a Polônia. O governo então só
existia no exílio.
A ofensiva alemã-soviética conjunta terminou com uma divisão vertical quase perfeita
da Polônia com o que coloca a reivindicação União Soviética para o leste e os alemães
reivindicando a metade ocidental. Prússia Oriental foi agora ligado ao território alemão
e do porto de Danzig estava sob controle alemão. A nação da Polônia deixou de existir,
uma vez mais e isso iria permanecer como tal até o fim da guerra em 1945. Após este
período, o país cairia sob o regime comunista soviética de influência antes de ver a sua
independência, mais uma vez, em 1989, em meio à queda de Império soviético.
Batalha do Rio da Prata
Para os alemães, o controle das rotas marítimas do Atlântico sempre foi parte da
neutralização (e, finalmente, contendo) do Império Britânico de envolver-se fortemente
na conquista alemã da Europa. Antes da guerra, a marinha alemã encomendou três
"bolso" navios de guerra a ser projetado em torno de velocidade, alcance, poder de fogo
e proteção. Sua principal missão seria a de atacar todos os tipos de comércio britânico
cruzar o oceano a partir das Américas e da África, em última análise, subjugando seu
potencial inimigo através do Canal Inglês. O KMS Graf Spee serviu a marinha alemã
sob a classificação "cruiser" e provou ser um adversário formidável para embarcações
menores.
O KMS Deutschland e KMS Graf Spee foi chamado para o Atlântico no final de agosto
de 1939, pouco antes da invasão alemã da Polônia em 1º de setembro para começar
oficialmente 2. Guerra Mundial do Deutschland seria acusada de contenção do Atlântico
Norte com o Graf Spee controlar o Atlântico Sul.
A "Batalha do Rio da Prata", como o Graf Spee engajamento veio a ser conhecido,
tornou-se a primeira batalha naval da 2 Guerra Mundial e a única batalha da guerra a ter
lugar na América do Sul.
Os números
O KMS Admiral Graf Spee foi um dos três navios de guerra bolso previstos, juntando-
se a KMS Deutschland (mais tarde renomeado para KMS Lutzow) e o KMS Almirante
Scheer. Graf Spee viu sua quilha forjada em 1932, foi lançado em 1934 e comissionado
em 1936. Ela foi tripulado por mais de 1.000 homens e armados principalmente através
de sua impressionante de seis 11 "bateria de arma principal e oito 6" armas de apoio
com oito 21 "tubos de torpedos. armadura totalizou 5,5 "ao longo das torres e 3" no
cinto. para a batalha de River Plate, ela navegou sozinho, sem escolta. no entanto, ela
também foi apenas um dos dois navios de guerra da frota alemã a ser equipado com
radar e isso ajudou-o.
Após um mês de vela, o Graf Spee já tinha feito o suficiente dano consideráveis que não
menos de oito conjuntos partes franco-britânicos foram formados para caçá-la. Isto
continuou até início de dezembro, quando uns pares de navios britânicos conseguiram
transmitir a posição do o Graf Spee antes de ser afundado. Este golpe de sorte permitiu
a informação vital da Marinha Real como a curso de vela de o Graf Spee que defini-lo
em direção a águas brasileiras. A Marinha Real estimado ainda mais o navio estava
dirigindo para a região do Rio da Prata - ao sul do Rio de Janeiro - e se preparou três
cruzadores próximas para o engajamento vital, o HMS Exeter, o HMS Ajax e HMS
Achilles.
O que aconteceu?
Esperando seu inimigo, a Marinha Real preparado. No entanto, Langsdorff surpreendeu
as posições britânicas por chegar a partir do Noroeste em 13 de dezembro, o Graf Spee
já ter resolvido-se em uma posição vantajosa para envolver um comboio de saída
suspeita na área. O Graf Spee já tinha avistado o HMS Ajax quando a aurora surgiu a
partir do leste e mudou-se para atacar - supondo que ela fazia parte do comboio em
questão.
O Graf Spee realizada a vantagem de armadura e poder de fogo contra os três navios
britânicos que poderia combater com rapidez e agilidade. O HMS Exeter plotados um
curso para atender o Graf Spee de uma posição sul, enquanto HMS Ajax e HMS
Achilles arredondado campo de batalha para se aproximar do Oriente. Esta abordagem
de "dividir" forçaria o Spee Graf para cometer suas armas, quer para um único vaso ou
alvo todos os três de uma só vez através do fogo diluída.
Uma vez no intervalo, os Graf Spee envolvidos com a maior ameaça percebida primeiro
- o HMS Exeter. O Exeter levou um golpe letal para sua ponte e perdeu suas duas torres
frontais. Listagem para estibordo, Exeter só poderia montar um ataque com sua torre de
popa e torpedos e conseguiu dois ataques diretos contra o Graf Spee, por sua vez.
HMS Ajax e Achilles HMS entrou na briga e conseguiu atacar o navio alemão sobre
uma dúzia de vezes que obrigou o navio alemão para tomar uma ação evasiva. O HMS
Exeter evitou a batalha e correu para as Ilhas Falkland para reparação. A própria
danificado, Graf Spee quebrou engajamento e partiu para o Uruguai neutro e na cidade
portuária de Montevidéu com os dois restantes cruzadores britânicos em perseguição.
Graf Spee chegou em 14 de dezembro.
A neutralidade do Uruguai na guerra permitiu a entrada Graf Spee na porta sob a
consideração que ela sair dentro de 24 horas para que ela não ser confiscado. Os
alemães foram concedidos uma estadia prolongada para promulgar reparações e tratar a
sua ferida. Durante este período de calmaria, a Marinha Real reforçou o seu poder de
fogo e trabalharam seus canais de decepção para permitir Langsdorff pensar uma força
maior o aguardava do lado de fora da segurança do porto.
Em 17 de dezembro, o Graf Spee foi preparado e navegou ao encontro de seu destino
esperado. Langsdorff alterou os planos britânicos quando o navio alemão foi
abandonado e corriam para impedi-la a tornar-se um prêmio de guerra ou pior. Com a
perda do navio e a humilhação da derrota, o Capitão Langsdorff cometeu suicídio em 20
de dezembro, encerrando o reinado do KMS Admiral Graf Spee. A perda do KMS Graf
Spee foi ganha os Aliados uma vitória início muito necessária na guerra.
Batalha do Atlântico
A Batalha do Atlântico é um dos campos de batalha mais negligenciados de 2 Guerra
Mundial, mas provou não menos importante para o controle das rotas marítimas vitais
entre América do Norte e Europe.The alemão U-boat flagelo era um dos componentes
mais mortais do Alemão máquina de guerra, um componente utilizado na Primeira
guerra Mundial 1 também. O U-boat se tornou a maior ameaça para navios mercantes
percorrendo as longas e calçadas abertas do Oceano Atlântico durante a maior parte da
guerra.
Alemanha compreendeu a importância de reabastecimento para a ilha da Grã-Bretanha.
Se a Grã-Bretanha estavam a perder a sua importação, ela faria sob intensa pressão e
incapaz de manter frescas as suas forças de combate através de alimentos, roupas,
materiais, munições e peças automotivas. Igualmente, primeiro-ministro britânico
Winston Churchill compreendeu a natureza vital das pistas entre o Reino Unido e seus
aliados norte-americanos para o Novo Mundo - ao que parece - que desempenham um
papel importante na manutenção do Velho Mundo à tona.
Da mesma forma, a União Soviética viria a depender das rotas marítimas do Atlântico
para os suprimentos vitais e vários implementos de tomada de guerra como caças e
tanques de entrada de América - isso, claro, após a decisão de Hitler de invadir a União
Soviética através de "Operação Barbarossa" em junho de 1941.
Tal como se apresentava Alemão almirante Karl Dönitz assumiu o comando da frota do
U-boat em 1935. Ele tomou totalmente a sério o valor do controle Atlântico e forjou sua
frota em uma dobrada força de combate coesa em aniquilar a estrutura de apoio que
reabastecido Europa. Suas diretrizes incluiu a tática conhecida como "Lobo Packs", na
qual vários submarinos alemães iria envolver um navio inimigo ou do comboio, em
conjunto, fazendo com que todos os tipos de estragos calculados e - em última análise -
vitória. Além disso, os navios mercantes da época estavam desarmados, tornando-os
alvos em vez suculentos a esses submarinos à espreita.
No entanto, erros alemães prevaleceram no desenvolvimento de uma força submarina
substancial para Donitz até setembro de 1939. Autoridades colocadas ênfase na
construção de navios de superfície em vez disso, obrigando a frota de U-boat para
numerar apenas 56 navios concluídos em vez dos 300 ou assim imaginados por desta
vez. Além disso, apenas cerca de 22 destes submarinos foram construídos para a vida
aproximada do mergulho profundo do oceano e de combate - o restante sendo nada mais
do que navios de patrulha costeira com capacidade limitada.
O forro britânico Athenia tornou-se a primeira baixa U-boat, em rota de Glasgow para
Montreal, e resultou na perda de 112 almas em 3 de setembro de 1939. Dois dias depois,
a Bósnia se tornou o primeiro navio mercante a cair para o U- barcos. O "sistema de
comboio" foi então elaborado pelos Aliados e colocar em vigor no dia seguinte. Navios
mercantes também estavam agora armados para a tarefa e dado ordens para a RAM
navios de guerra alemães se o cenário se apresentou. Estas decisões, aos olhos de
Dönitz, permitiu uma política de "agressão aberta" em qualquer navio mercante Allied
operando no Atlântico.
Embora ainda em funcionamento em número limitado, os submarinos fizeram sentir sua
presença. Alvos de oportunidade tornaram-se inicialmente navios individuais e, em
seguida, formou a comboios desprotegidos. Como o saque cresceu, o mesmo aconteceu
com área de operações a oeste da Irlanda do alemão.
1940 e da queda da França acrescentou todos os novos portos de originação para o
Kriegsmarine alemão. Agora U-boats poderia operar a partir destes locais mais perto do
Teatro Atlântico. Além disso, a Luftwaffe alemã foi atualizada com aviões de
reconhecimento marítimo de longo variou que não só poderia marcar alvos para os
submarinos, mas também lidar com eles através de suas próprias medidas anti-navio. U-
boats agora tinha acesso sem precedentes ao longo das pistas vastos oceano, forçando os
Aliados para reestruturar seus planos de viagem e colocar navios de guerra antigos em
serviço, para protecção provisória. A assinatura do Lend-Lease Act dos Estados Unidos
permitiu a assistência militar para a Grã-Bretanha ea União Soviética, ajudando
assuntos pouco. Apesar disso, U-boat "ases" foram nascendo e milhares de toneladas de
produtos foram perdidos para o oceano.
Os aliados virou-se para a engenhosidade e desenvolveu vários sistemas de nota.
holofotes poderosos, aviões de patrulha anti-navio em suportes de escolta e
interceptores de transmissão de rádio tudo começou a trabalhar contra a frota de
submarinos. Enquanto 1941 viu quase 500 navios aliados e mais de 2,4 milhões de
toneladas de bens perdidos de 1942 foi ainda pior, com mais de 1.000 navios e cerca de
5,5 milhões de toneladas de bens perdidos.
No entanto, em março de 1943, a idade de ouro do submarino alemão - e qualquer
vantagem que realizou - foi desfeita. Aliadas táticas melhorada graças à tecnologia,
experiência e execução. U-boats eram cada vez mais apontado como eram as suas bases
de todo-importantes de originação. A RAF conseguiu interromper tais operações ao
longo da costa da França e do bem-sucedido em junho de 1944 invasões do dia D
removido estas bases marinha alemã de contenção completamente. A taxa de comissão-
to-perda da frota de U-boat tornou-se insuportável - com 98 novos barcos colocados on-
line para tentar substituir o 123 ou tão perdido.
Apesar da frota de numeração cerca de 400-forte, o flagelo U-boat foi tudo, mas acabou.
Como as forças aliadas fizeram progressos em toda a África, Itália e França, a maré
tinha virado sobre os alemães em mais maneiras do que uma. A capacidade de U-boat
foi um tal acidente para os alemães e uma vitória importante (crítico, bem como) para a
causa aliada.
Indiscutivelmente a frente de batalha mais importante da 2 Guerra Mundial, foi agora
contido em favor dos aliados.
A Invasão da Noruega
A invasão alemã da Noruega marcou a primeira vez que o Eixo e dos Aliados forças
terrestres se reuniu em combate face-a-face. A força de invasão alemã considerável foi
enviado para o norte para reivindicar o país escandinavo - dando-lhe um corredor de
terra para o minério sueco valioso. A invasão começou no dia 09 de abril de 1940 e
passou a escrever mais um capítulo na crescente história da 2 Guerra Mundial.
Juntamente com a Noruega, o outro objetivo territorial do dia foi a Dinamarca - que foi
tomada com pouca dificuldade no dia 9. Os desembarques em toda a Noruega, em
seguida, seguido por mar e ar. navios de guerra aliados encontrado algum sucesso
inicial na Primeira Batalha de Narvik, mas Oslo ficou sob pressão e forçou seus líderes
de alto perfil para desocupar a cidade e finalmente mandar para um exílio a bordo de um
navio britânico. Várias outras grandes cidades norueguesas se tornaram alvos da
agressão alemã - de novo por terra, mar e ar. Os aliados responderam com várias
ofensivas para ajudar a conter o inimigo avança, mas a comunicação provou pobres e
suas tropas estavam mal equipados para o combate ao tempo frio.
Apesar da resistência aliada - que não apareceu para a Polónia e Finlândia - a campanha
norueguesa foi um fracasso para os defensores. A rendição da Noruega estava completa
em 10 de junho de 1940.
A Invasão da França
Antes da invasão da União Soviética, Hitler e seus generais planejados a conquista da
França e dos Países Baixos (Bélgica, Holanda e Luxemburgo). Os alemães previsto um
plano de cuidado em que as forças de diversão iriam entrar na Bélgica e elaborar
unidades britânicas e francesas de suas posições preparadas. Uma segunda força poderia
navegar na Floresta de Ardennes e ignorar a Linha Maginot, a sua unidade destina-se a
severas as forças aliadas do norte do sul. Além das fortificações de concreto e armas
pesadas da Linha Maginot, os franceses estavam contando com o obstáculo natural que
foi a Floresta de Ardennes, considerada intransponível por parte das autoridades
francesas. O objetivo alemão era simples - tomar Holanda e Luxemburgo antes de
conquistar a Bélgica e França - para fazer o Canal Inglês, esmagando qualquer
resistência aliada ao longo do caminho e capturar Paris. A partir deste, a uma curta
travessia do Canal Inglês era tudo o que foi exigido das forças armadas alemãs para
tomar Grã-Bretanha. Sucesso alemão com o "Blitzkrieg" (General Guderian ser um
defensor chave da doutrina) contra a Polônia simplificou o processo de invasão e
ofereceu a experiência de valor inestimável para as unidades.
A invasão da Europa Ocidental começou às 02h30min em 10 de maio, envolvendo
cruzamento de infantaria na Holanda e na Bélgica e unidas por pára-quedistas alemães,
tendo o forte belga em Eben-Emael e sua 2,000-forte guarnição com a perda de apenas
seis pára-quedistas alemães. Outros paradrops chave renderam pontes estratégicas e
aldeias que iria permitir a passagem de blindados alemães. Pára-quedistas também
desembarcou em Roterdão e Haia sob surpresa completa.
do general von Bock Exército Grupo B se mudou para a Holanda e Bélgica, com 30
divisões de infantaria para configurar o ardil. Ele foi acompanhado pelos 44 divisões
(incluindo as forças de tanques Panzer) de do general von Rundstedt Exército Grupo A,
no sul. Exército Grupo C caiu ao General Leeb e foi posicionado na Linha Maginot,
com 17 divisões destinadas a prender a atenção Francês lá.
defesas aliadas foram elaboradas a esperar a massa das forças alemãs que vêm através
da Bélgica, como haviam feito décadas antes na Primeira Guerra Mundial 1. Pelos
números, as forças aliadas foram bastante comparável com os invasores e, de certa
forma, mais forte e mais quantitativa . O "Plano de Dyle" foi desenvolvido para criar
uma frente defensiva criado pela barreira natural que era o rio Dyle, a frente de norte
para Wavre e em Holland no rio Maas. Os preparativos foram preenchidos por 14 de
maio.
Voltar na tarde de 12 de maio, três divisões do alemão Geral Guderian tinha feito com
sucesso uma pegada no Rio Meuse perto Sedan e, ao cair da noite, as forças inimigas
estavam no controle da margem direita do rio para o norte até Dinant em preparação
para a travessia. Os franceses acreditavam que os cruzamentos exigiria até quatro dias,
que iria comprar os aliados. No entanto, proeza de engenharia alemã, mesmo debaixo de
fogo, conseguiu a travessia em apenas 24 horas. Isto permitiu pontes alemães completos
para ser criada a Dinant, Montherme e Sedan até o final de 14 de maio para fornecer o
trampolim para a França adequada.
Em 15 de maio, os alemães promulgada seu impulso final para a França, movendo-se
todo o tipo de homem e máquina para fora das cabeças de ponte e em direção a Paris ea
costa Channel - a Linha Maginot apontado provou irrelevante para a defesa francesa
neste momento e superioridade aérea foi em nas mãos dos alemães. resposta lenta e
ações descoordenadas soletrado desgraça para os defensores em cada turno.
Os números
Os alemães foram capazes de cometer 141 divisões totais dos combates, composta de
2.445 tanques, 7.378 de artilharia e 5.638 aviões complementando sua 3,35 milhão de
forte força de infantaria. Comparativamente, os aliados reuniram 144 divisões com
14.000 artilharias, 3.383 tanques e 3.000 aviões para ir junto com seu contingente de 3,3
milhão de soldados. O BEF foi composta por 10 divisões sob comando francês.
Apesar das tentativas valentes pelos Aliados para os cargos, os alemães prevaleceram ao
custo de 157,600 até 1.345 tanques da aeronave e 800 mortos e perdeu. Os aliados se
saíram muito pior com 360.000 mortos / feridos, 2.233 aviões perdidos e cerca de 1,9
milhão de soldados feitos prisioneiros.
Para a alegria de Hitler, sua ofensiva para tomar Paris durou apenas 1 mês e 12 dias que
antecederam a rendição francesa.
O que aconteceu?
Por ignorando a Linha Maginot, os alemães completaram a passagem impensável da
Floresta de Ardennes. Forças aliadas comprometida com o norte e caiu na armadilha
alemã que contou com excelentes ataques coordenados a partir de armadura, artilharia e
mergulho bombardeiros cobertos por caças de escolta, que oprime a mal coordenadas e
dispostas forças aliadas. Apesar de alguns contra-ataques bem sucedidos, incluindo a
ação pelo coronel de Gaulle em Montcornet, os aliados poderiam reivindicar pouco e
sua situação piorou com fluxos de refugiados começando a sufocar estradas principais.
Em comparação com os movimentos alemães fluidos, os aliados defendem
encontraram-se em uma posição fraca e não saber o objetivo alemão final - o controle
dos portos do Canal da tomada da própria Paris.
Partirão em ofensiva rápida do alemão por meio dos Países Baixos, finalmente, marcou
Holanda, Luxemburgo e Bélgica, como as forças inimigas atingiu o Canal em 19 de
maio. Os holandeses já haviam se rendido em 15 de maio, um dia depois de Rotterdam
foi bombardeada por bombardeiros alemães resultantes na morte de 1.000 cidadãos e a
destruição de cerca de 78.000 casas. Nos dias 17 e 18 de Maio, a cidade capital de
Bruxelas foi tomada e seguiu pela cidade de porto chave de Antuérpia - o que levou os
aliados que ainda estão presos no norte a recuar para a costa para as suas vidas. Um
contra-ataque dos Aliados em 24 de maio encontrou sucesso limitado, mas foi repelido
por sua vez. Com Brussels ter caído, o rei Leopoldo III realocados seu governo para
Paris e se rendeu seu exército para os alemães em 28 de maio.
Ao chegar à costa, unidades alemãs no norte foram interrompidas para permitir que
suprimentos para recuperar o atraso e preparar o exército para a conquista da França. Os
BEF e as forças francesas restantes escondidas ao longo de um perímetro defensivo
cada vez menor em Dunquerque, da esquerda para a Luftwaffe alardeada de Hermann
Goering para destruir, em última instância.
Com isso, o Exército alemão no norte voltou sua atenção para o sul e entrou na fronteira
francesa. Uma frente defensiva foi estabelecido nos rios Somme e Aisne mas sua
provou fútil. Para que as estruturas históricas de Paris ser perdido para bombas e
tanques alemães, a capital foi entregue sem luta aos alemães que chegaram em 14 de
junho. O armistício foi assinado em 22 de junho de 1940, que termina oficialmente a
campanha alemã contra os Países Baixos e França. Para adicionar insulto à injúria da
França, Adolf Hitler ordenou a rendição francesa a ser assinado no mesmo vagão de
trem que a rendição alemã humilhante para a França foi assinado no meio da Guerra.
A conquista da Europa Ocidental foi concluída. Toda a ofensiva alemã marcou quatro
países em apenas seis semanas.
Campanha de Bombardeio da RAF
Grã-Bretanha passou à ofensiva maio de 1940, o envio de cerca de 100 bombardeiros da
RAF sobre o Ruhr - o coração industrial do Terceiro Reich - em seu primeiro assalto a
noite contra o território alemão de capital aberto. Apenas uma aeronave foi perdida na
ação que se seguiu. acções subsequentes em 1941 e 1942 iria revelar algumas verdades
feias sobre a campanha de bombardeio, no entanto, por exemplo, como apenas um em
cada três bombardeiros foram realmente bater sua marca dentro de 5 milhas de seu alvo.
Além disso, através da "Diretiva bombardeio de área" deliberada e controverso, áreas
civis alemães de capital aberto foram agora aberto a ataques de bombardeiros britânicos
(provocada em retaliação pelas mortes de civis incorridos pela Inglaterra através
bombardeiro alemão invade a si mesmos). Lubeck agora se juntou Colónia, Dusseldorf
e Hamburgo, em tais ações. Mas talvez o ataque mais divulgado fosse ao nivelamento
de Dresden pelo fogo-bombardeio, resultando na morte de 130.000 dos seus cidadãos, e,
finalmente, tornar-se uma ação muito controversa tanto na própria Inglaterra e em todo
o mundo.
Em 1943, a Operação Torch - a invasão aliada do Norte de África - mudou tudo,
envolvendo poderio industrial americano e números à mistura. Como os americanos
USAAF bombardeiros pesados e médios levaram a luta para a Alemanha através de
uma campanha de bombardeio diurno implacável e de bronze, os britânicos usaram seus
conhecimentos em acções de radar e noite para manter a luta vai durante as horas
críticas nocturnas. A capital da Alemanha, Berlim era um alvo revisitado por
bombardeiros britânicos equipados para saídas noturnas, tornando heróis de tais
montagens como o lendário Avro Lancaster. Apesar de à prova de bala e alemães
interceptores baseados em terra pesados e precisos desenvolvidos especificamente para
o papel de combate da noite, os britânicos alcançaram o sucesso nos céus nocturnos.
Este foi, no entanto, não sem perdas excessivas para suas próprias fileiras - para a
Alemanha defensiva de espírito era tão letais como uma ofensiva de espírito.
Como a campanha rolou, táticas e tecnologia evoluiu. Sistemas de radar progrediram e
ajudas à navegação recém-desenvolvida foram instituídas. Tiras de folha foram lançadas
por aviões britânicos para embaralhar os sinais de radar alemães. Em movimento rápido
britânicos DH.98 Mosquitos foram utilizados no papel "Pathfinder" para ajudar alvos
marca à frente das formações de bombardeiros através do uso de engenhos incendiários
ou flares marcação. Milhares de surtidas por tripulações da RAF bravos finalmente
começou a tomar seu pedágio na infra-estrutura industrial do poderoso Reich.
Até o final de tudo isso, a Luftwaffe - reis dos céus, nos primeiros anos da guerra - era
mais ou menos fundamentada, devido à falta de combustível, peças de reposição e,
talvez mais importante, o óleo - a força vital do exército moderno.
Escapar de Dunkirk
Por este período na guerra, o esforço heroico por parte dos aliados na defesa contra a
maré da invasão armadura Axis, mas tudo foi gasto. Polónia e Holanda já tinham caído
para os alemães e na Bélgica foi logo a seguir. Forças francesas e britânicas começaram
reunindo na cidade portuária francesa de Dunkirk com solo britânico sentado algumas
maneiras através do canal. Sentindo aniquilação total das forças, o primeiro-ministro
britânico Winston Churchill ordenou uma flotilha de navios civis para ajudar as tropas
de transporte para aguardar transporte a partir do porto. O esforço se tornaria um de
proporções épicas como milhares de pessoas foram salvas na operação de resgate de
bronze.
A defesa Bélgica já tinha caído, embora os Aliados beneficiado alguns dos recursos
militares alemães parcialmente ligados a este esforço. A janela de oportunidade permitiu
que mais forças aliadas para chegar a Dunquerque e a relativa segurança que é
oferecida. A operação veio em seguida, em andamento e mais de 338.000 tropas aliadas
foram resgatados da morte certa ou prisão no que ficou conhecido como o "Milagre em
Dunkirk" . Apesar deste esforço, uma geração de britânicos e crianças francesas que
crescem sem pais como foi o custo.
Um último exercito Francês fica em Dunquerque onde rendeu aos alemães cerca de
40.000 soldados franceses como prisioneiros de guerra, enquanto milhares de veículos e
armas de pequeno porte foram capturados. O alemão, em seguida, acabaria por tomar a
cidade portuária sob seu controle e acabar com o suporte.
A Batalha da Grã-Bretanha
Após a queda da Polónia, Países Baixos (Luxemburgo, Bélgica e Holanda), Dinamarca,
Noruega e norte da França, através da coordenação de especialistas e velocidade das
forças aéreas e terrestres (guerra Blitzkrieg), a máquina militar alemã mudou sua
atenção para a Grã-Bretanha , o coração do Império britânico. Em preparação para uma
invasão terrestre da ilha (Operação Leão Marinho marcada para começar em 15 de
agosto, 1940), warplanners alemão reconheceu que a superioridade aérea teria que ser
conquistada e isso significou a destruição da Royal Air Force (RAF). Menos de três
semanas depois da queda da França, a Luftwaffe alemã passou a trabalhar contra esse
grupo andares de aviadores. Incursões iniciais por bombardeiros alemães foram
destinadas a portos ao longo da costa, bem como rotas de navegação para privar a nação
ilha de material crítico, ajudando a atrair caças da RAF que foram contrariados por
caças de escolta da Luftwaffe. Antes da Batalha da Inglaterra, a máquina militar alemão
sabia pouco da derrota graças às suas fortes recentemente apresentações em toda a
Europa.
Os números
Contra 3.358 aeronaves (incluindo 1.223 combatentes, 1.482 bombardeiros e 327
bombardeiros de mergulho) em campo pelos alemães, os britânicos conseguiu apenas
1.963 total de aeronaves - principalmente 903 dos quais eram de dois de assento único
tipos de caça - 560 bombardeiros e 500 costeira de espírito aeronave. O Hawker
Hurricane e Supermarine Spitfire tornaram-se estrelas da causa britânica durante a
batalha, enfrentando o igualmente estelar alemão Messerschmitt Bf 109.
O que aconteceu?
Auxiliado por sua rede de inteligência e crescente proficiência com radar que detectou
ondas de entrada de aviões alemães sobre o canal, os britânicos conseguiram manter
estável apesar dos ataques diários, que finalmente se transformou em ataques terroristas
contra civis (dezenas de milhares morreriam no Alemão campanha de bombardeio).
Caça alemãs escoltas sofria de alcance limitado, enquanto caças britânicos foram
autorizados a operar em território amigo, pilotos da RAF são capaz de realizar várias
missões em um único dia. Depois de várias mudanças de estratégia por parte da
Luftwaffe em meio a perdas de montagem (incluindo a mudança de 7 de setembro a
atacar Londres diretamente) e uma falta de vontade por parte dos britânicos a capitular,
Hitler adiou a Operação Leão Marinho indefinidamente e mudou o seu plano mestre
verdadeiro - a invasão da União Soviética - a sensação de que a Grã-Bretanha poderia,
pelo menos, ser contida e não fazem nenhum dano grave para o Reich de sua posição
agora-enfraquecida - no entanto, um dos grandes erros de Hitler seria a criação de duas
frentes distintas na guerra . A Luftwaffe perdeu 1.887 aeronaves para o inimigo de 1547
(incluindo 56 só em 15 de setembro), com 2.698 mortos tripulação contra os ingleses
544.
Operação Compass
Em setembro de 1940, as forças italianas colocou um ponto de apoio na Líbia e
repassados ao Egito, para ocupar várias posições-chave. Lá, eles organizaram para
campos de defensivos para a reconstrução da casa Awai resposta Allied constituído por
tropas britânicas, indianas e da Nova Zelândia de apenas 36.000-forte. Operação
Compass, em seguida, seguiu em 9 de dezembro, após vários dias de bombardeamentos
offshore a partir de forças da Marinha Real. Os Aliados mudaram-se com relativa
facilidade e contratou os italianos na batalha diretamente. O exército italiano - cuja
qualidade de formação sempre foi posta em causa - seja entregue, retirou-se ou
morreram onde estava. Os Aliados, em seguida, fizeram progressos substanciais ao
longo da campanha e, eventualmente, assegurou a cidade-chave porto de Tobruk,
garantindo todas as futuras operações do Norte de África poderia ser totalmente
fornecido pelo navio enquanto danificar linhas de abastecimento inimigas, por sua vez.
No final, os melhores treinados são de 36.000 força de coalizão tomou 115.000
prisioneiros de guerra, tratando uma derrota embaraçosa para a psique italiana ao
entregar uma espantosa tiro no braço para os Aliados quando mais precisava. Além
disso, os italianos perderam um estoque de 400 tanques e cerca de 1.300 peças de
artilharia, bem como cerca de 1.250 aeronaves. A operação marcou a primeira operação
Allied militar major da Campanha do Deserto no anúncio Oeste provou uma vitória
decisiva.
Operação de Julgamento
Dentro do salto da bota da Itália estava o porto naval italiano importante de Taranto
com acesso claro para o Mar Mediterrâneo. Na noite de 11-12 de novembro de 1940,
aviões de guerra da Marinha Real foram desencadeados em navios italianos atracados lá
para começar Operação Julgamento - a Batalha de Taranto. O movimento provocou a
primeira surtida de ataque naval notável na guerra e terminou como uma vitória
britânica decisiva, removendo muito do poder naval italiano na região para a duração da
guerra.
Por este ponto no conflito, Grã-Bretanha e sua Commonwealth ficou sozinho na sua luta
contra o Eixo para a queda da França, significou que a frota francesa foi em tomada em
grande medida, fora de ação nas águas do Mediterrâneo, dando reinado quase livre para
os italianos, que, por sua vez, agora em perigo de passar comboios britânicos de e para o
Norte de África, o Oriente Médio e partes em outros lugares. A Marinha Real teria um
papel tão crítico como o Exército e a Força Aérea Real, utilizando não apenas a
superfície, como navios de guerra e submarinos de ataque em sua marcha sobre Roma e
Berlim, mas também aviões de ataque e de combate à base de transportadora para levar
a luta ao inimigo onde quer ele estavam deitados.
Após um período de voos de reconhecimento de Taranto porto, os planos da Marinha
Real estavam sendo finalizados para o ataque. A força naval italiana no porto foi,
entretanto, a construção em número e protecção FlaK era forte enquanto está a ser
ajudado por balões de barragem a ser mantida no alto. Ao invés de esperar a resposta
italiana definitiva para a presença naval britânica nas proximidades, a Marinha Real
arranjado para suas obsoletas Fairey Swordfish bombardeiros biplano torpedo de
decolar e siga para Taranto em um ataque surpresa - um precursor das sortes para o
ataque surpresa japonês a Pearl porto marcada para dezembro de 1941. foram lançadas
duas ondas em 11 de novembro em número de doze aeronaves e nove aeronaves,
respectivamente, e, além de suas cargas torpedo, jogar bombas convencionais e flares
marcação também foram realizadas.
Felizmente para os aviadores britânicos, grande parte dos balões barragem da defesa
italiana tinha sido neutralizada por tempestades que passam pela noite. Os italianos
também decidiram contra a implantação de redes anti-torpedo para manter seus navios
de guerra prontos. O navio de guerra italiano Littorio foi o primeiro navio inimigo a ser
alvejado e afundado onde ela atracado e danos rapidamente seguiu o Conte di Cavour e
o Caio Duilio, bem como vários outros navios de guerra menores.
No momento em que a rede defensiva italiana tinha formulado uma resposta concertada
e começou a descer alguns dos aviões de guerra britânicos, o dano, mas tudo foi feito -
força frota italiana concentrada em Taranto foi reduzida em até 50%, colocando um
golpe decisivo no futuro ações italiano no Mediterrâneo.
O ataque em Taranto foi um ponto de viragem para os italianos na 2 Guerra Mundial -
em particular a serviço da marinha. Ele nunca se recuperou das perdas lá e raramente
procurou confronto direto com os britânicos Royal Navy aguerrido novamente,
warplanners italianos agora mais interessados em proteger seus poucos navios restante
capital como resultado. Isto significava que o braço navio de guerra italiano de suas
forças armadas, uma vez elogiadas foi efetivamente neutralizado e comprei o tempo
britânico e seus aliados para se adaptarem à mudança de tática e força alocação dos
alemães. A rota através do Canal de Suez crítica foi feita relativamente segura para o
momento.
A Invasão Balcãs
Itália utilizou dezenas de soldados em uma tentativa de tomar a Grécia, um movimento
que se mostrou inicialmente bem sucedida, mas vacilou contra um movimento de
resistência dedicado juntamente com apoio aéreo fornecido pela Royal Air Force. Este
enviou 200.000 embalagens ao Exercito Italiano, da Jugoslávia onde príncipe Paul
assinou um acordo com o Eixo, mas foi derrubado do poder por seu próprio povo vários
dias depois. Hitler promulgou um plano “Operação Marita” para invadir a Grécia e
lugoslávia simultaneamente em resposta aos acontecimentos.
A invasão foi tratada de modo alemã como “guerra clássica”, utilizando elementos de
bordo coordenados com contingente em movimento rápido, bombardeios constantes do
custo da capital Jugoslávia incontável vidas de civis. As defesas gregas começaram a
vacilar e os Aliados (uma força combinada de britânicos, australianos e tropas da Nova
Zelândia) estavam em retirada. Depois que o governo Jugoslávia e seu exército se
rendeu oficialmente aos alemães, nada entre a Alemanha e a conquista da Grécia. Os
aliados foram finalmente forçados a evacuar através de uma passagem no sul da Grécia,
enquanto as forças italianas e alemãs tornou Atenas adequada.
A invasão do Eixo dos Balcãs foi agora concluída.
Naufrágio do Bismarck
A Alemanha tinha procurado por muito tempo o controle sobre as rotas marítimas do
Atlântico no seu caminho para a vitória total na Europa. Talvez o mais conhecido dos
navios de guerra alemães foi KMS Bismarck que, junto com KMS Prinz Eugen e outros
navios de guerra alemães, foram acusados com a destruição da Allied marinha mercante
através do Atlântico. Um jogo de gato-e-rato, eventualmente, se seguiu entre elementos
da Marinha Real Britânica e os alemães, que culminaram com a morte do poderoso
Bismarck. A Marinha Real respondeu a agressão alemã, liberando uma força-tarefa
hunter-killer destina a envolver e eliminar a ameaça que o navio de guerra massiva. O
que se seguiu foi talvez um dos mais famosos combates navais da guerra com biplanos
torpedo-laden, maciços bombardeios de artilharia naval e grande utilização de táticas de
guerra para derrubar um dos navios de guerra mais conhecidas da guerra.
Forças da Marinha Real desembarcou dois torpedos para o Bismarck, o segundo a
desativação do leme e forçando-a em uma volta. De lá, os navios de guerra da Marinha
Real fechou-se para libertar a sua justiça sobre o navio de guerra que foi agora, mais ou
menos, uma fortaleza flutuante. O resultado final seria ver milhares de marinheiros
britânicos e alemães vive elenco sobre como milhares de conchas foram arremessou
frente e para trás até que o Bismarck, finalmente, ficou em silêncio. No final de tudo
isso, apenas 115 marinheiros Bismarck foram recuperados, enquanto o próprio navio
afundou ao fundo do oceano ao largo da costa francesa.
O engajamento provou uma vitória estratégica e moral para os britânicos no início dos
anos indo embora à custa do navio de guerra HMS Hood e seus 1.413 almas e outros
navios de guerra da Marinha Real danificado. Os alemães, no entanto, foram tratados
que se tornou o primeiro de muitos golpes irrecuperáveis que levaram a uma forte
dependência da frota de U-boat submarino para conter ventures navios aliados no
Atlântico.
A Operação Barbarossa
Em conformidade com grande visão de Hitler, a União Soviética e seus variados povos
deviam ser subjugados se um novo "império alemão" era para ser realizado. As terras
capturadas serviria para alimentar os avanços do Exército e trabalho escravo iria
fornecer Alemanha, com a mão de obra necessária para a vitória e uma existência longa
data após a guerra. Em 22 de junho de 1941, a Operação Barbarossa foi lançado para
começar a Frente Oriental - a invasão alemã da União Soviética.
Os planos de invasão foram otimistas: pensava-se que as forças do Eixo - através de
surpresa, força e otimizações da "blitzkrieg" - poderia alcançar e capturar a capital
soviética de Moscou, em pouco mais de oito semanas. A maciça campanha de terra e ar
foi elaborado que envolvia tudo, desde tanques, carros, aviões, artilharia, caminhões de
abastecimento, e alguns 600,000+ cavalos. Pessoal foram retirados de todas as fileiras
das potências do Eixo - Alemanha, Roménia, Itália, Hungria, Eslováquia e Finlândia,
com mão de obra numeração 3,8 milhões contra a força soviética de 2,9 milhões de
homens e mulheres de combate.
Três grupos de exército do Eixo foram empurrados para o ataque - "Grupo Norte Army"
(Marechal de Campo Leeb), "Grupo Central do Exército" (Marechal de Campo Bock), e
"Grupo Sul do Exército" (General Rundstedt). Grupo de Exércitos Norte foi acusado de
controle do mar Báltico e atenda a cidade de Leningrado, Exército Grupo Center foi
dirigir na cidade de Smolensk e, em última análise, Moscou e Grupo de Exércitos Sul
foi dirigido à Ucrânia e no Cáucaso.
Com o elemento de surpresa, momentum, e o tempo do seu lado, o exército alemão fez
enormes ganhos. Na sua esteira ou eram inimigos mortos ou inimigos sitiados embora
vários bolsos resistindo surgiram para causar algum alarme. A operação vão desde
junho de 1941 e 05 de dezembro de 1941 e, ao final de tudo isso, os invasores não foi
mais longe, em seguida, Smolensk com a estagnação ofensiva nos arredores de
Moscovo. A trégua na luta provocada pelo mau tempo do inverno e sublinhou as linhas
de abastecimento para os atacantes permitidos os soviéticos para recuperar e rearmar,
começando sobre a Batalha de Moscou (Outubro de 1941 - janeiro 1942). A unidade
completa em Moscou, algo incentivado fortemente pelos comandantes alemães, foi
interrompido por Hitler, que agora pareciam controlar as capacidades industriais
importantes da União Soviética - satisfeito para derrotar seu inimigo através
estrangulamento econômico ao ser deixado desencorajado pelas massas de tropas
soviéticas que escapam seus movimentos de pinça no campo de batalha. Retornos
precoces na operação maciça foram promissores para a Alemanha, se saindo
relativamente bem aos regimes invasões iniciais. No entanto, Adolph Hitler tinha
inevitavelmente subestimado desafio Soviética com esta afirmação:
"Você só tem que chutar a porta e toda a estrutura podre vai desabar."
A Invasão de Creta
Com a maioria de Europa Ocidental e Oriental até que o controle Axis, a máquina de
guerra alemão/italiano, mais uma vez entrou em ação - literalmente - como uma força
combinada de paraquedistas alemães e italianos participaram de desembarques na
importância estratégica ilha de Creta. Defesas aéreas aliadas provou mortal em primeiro
lugar, onde cerca de 50% dos transportes do Eixo foram destruídos enquanto ainda no ar
que qualquer vitória aliada presumida foi de curta duração como a força inimiga
rapidamente envolvida pontos estratégicos. Os alemães comprometidos 14.000
paraquedistas e foram ainda apoiados por tropas 15.000 montanha, bem como o apoio
aéreo através de bombardeiros, bombardeiros de mergulho, e combatentes. Por seu lado,
os italianos utilizados 2.700 homens. Tudo isso era contra uma força aliada composta de
15.000 britânicos, 11.451 grega, 7.100 australianos e 6.700 neozelandeses na defesa da
ilha. A invasão começou no dia 20 de maio de 1941.
As tropas aliadas valentes lutaram com sucesso modesto até eventualmente ser forçado
a correr. Até o final de maio, os Aliados foram forçados a evacuar e abandonar o
controle da ilha para os invasores. Além disso, vários navios da Marinha Real
importantes também foram perdidas na luta. Os mortos de guerra incluiu 4.123 pessoas
aliadas com 2.750 feridos e 17.090 capturado. O inimigo perdeu 370 aviões nos
combates - que terminou em 01 de junho de 1941 - apenas 11 dias após a onda inicial
assalto.
A invasão de Creta marcou o primeiro uso em larga escala de pára-quedistas, em uma
tentativa de ultrapassar um território controlado pelos inimigos. tropas
aerotransportadas alemãs fez a maior parte da força de combate do solo o que obrigou
os aliados para dar uma olhada mais de perto no desenvolvimento de seus respectivos
elementos de bordo. A batalha também marcou a primeira aplicação útil de inteligência
obtida a partir de máquinas de código Enigma alemãs. Apesar do sucesso da força no ar
alemão, as perdas foram de tal forma que Adolf Hitler limitado a sua utilização em larga
escala nas operações daqui para frente.
Os Comboios do Ártico
Independentemente do que o líder soviético Stalin acreditava (ou admitido após a
guerra), a União Soviética tinha, de fato, receber grandes quantidades de suprimentos e
armamentos das forças aliadas. A invasão alemã da União Soviética através da
Operação Barbarossa em junho de 1941, obrigou os soviéticos em uma posição precária
porque estavam mal preparados para absorver o impacto do exército Axis liderada pela
Alemanha. Como tal, o abastecimento da América e Grã-Bretanha inundada em para
ajudar a sustentar o país até as suas próprias instalações poderia produzir o suficiente
armamento e treinamento poderia ajudar a reabastecer suprimentos diminuiu de tropas
para decretar uma série inesquecível de ofensivas na marcha soviético a Berlim.
As rotas de navegação no Ártico, da Islândia à beira soviética, desde a promessa de
esperança, mas não foi isento de perigos. Não foram só os elementos naturais de um
fator implacável nesta parte do mundo - temperaturas consistentemente abaixo de zero,
meses da luz do dia pura com meses de pouca luz e escuridão -, mas a posição alemã,
tanto na Noruega e na Finlândia desde que a Kriegsmarine e Luftwaffe com muitos- a-
base para operar.
Os britânicos tomaram suas chances, porém, como nem mesmo eles poderiam ficar para
ver os soviéticos cair para os alemães. A abertura de uma segunda frente no Oriente foi
uma dádiva para os Aliados e um erro terrível por Adolph Hitler. Convoy em cima
comboio começou sua jornada do Ocidente sob a proteção da Marinha Real - uma força
já se espalhou fina e comprometida ao longo de outras frentes - se chegar finalmente a
docas russas. Apesar da Royal Navy presença, ar e ataques baseados mar do inimigo
tornou-se prática comum, como navios de guerra alemães, destróieres, e outros navios
de superfície, juntamente com temidos submarinos de ataque U-Boat e torpedeiros da
Luftwaffe todas orientadas estes comboios vulneráveis.
Melhores táticas, melhor protecção da Marinha Real, e uma defesa alemã vacilante na
Europa, em última análise permitiu que esses comboios para sobreviver e, mais
importante, permitiu que os soviéticos a continuar a salvar seu país de dentro graças ao
muito necessário reabastecimento. Na ação, herói many-an-unsung surgiu nesta parte
muito esquecido da Primeira Guerra Mundial. Os alemães perderam o encouraçado
insubstituível KMS Scharnhorst na ação. Os comboios aliados fornecidos a União
Soviética durante os anos de guerra com o último comboio que chega apenas alguns
dias após a rendição oficial alemã em maio de 1945.
Cerco de Leningrado
Desde o início da invasão alemã da União Soviética (Operação Barbarossa), Hitler
queria tomar a cidade portuária mais importante de Leningrado - o coração
revolucionário da própria nação soviética. Ofensivas soviéticas ao longo outras frentes
força um atraso no avanço alemão tanto que a cidade e seus cidadãos poderiam
promulgar linhas de defesa.
Os aliados alemães na Finlândia assumiu o controle do istmo careliano para garantir a
norte foi coberto. O exército alemão chegou no sul e o estrangulamento estava no local.
Vólei de controle ao longo de várias grandes frentes em torno da cidade viu rotas de
abastecimento fechado e reaberto e depois fechada novamente. Durante este tempo, as
rações apropriadas para os cidadãos de Leningrado tinha tudo, mas correr para fora,
forçando eficazmente a fome em massa de civis.
A superfície congelada do Lago Ladoga era uma rota principal para as forças soviéticas
e provou vital no fornecimento a cidade morrer. Os brutalmente frios invernos norte
aqui fez o lago razoável há algum tempo. O cerco de Leningrado durou até a primavera
de 1943 aos quais milhares de cidadãos de Leningrado morreram.
Apesar das dificuldades, a cidade ainda estava batendo com um coração determinado.
Como uma cidade industrial, de Leningrado continuou a produzir tanques e armas
automáticas que foram rapidamente enviados para a linha de frente para uso contra os
alemães. Os alemães mantiveram firme por um tempo, ordenando barragens de
artilharia e bombardeios aéreos da cidade em uma tentativa de quebrar a vontade do
povo e totalmente queimar Leningrado para o chão.
A grande ofensiva soviética finalmente ligada a cidade ao resto da União Soviética. O
exército alemão, cansado de combate constante e os invernos brutais, estavam
finalmente em retirada. Como outras grandes campanhas soviéticas na guerra, o sucesso
era, em última análise deles, no entanto, isto vem a um custo extremamente elevado em
vidas
Batalha de Sevastopol
Alemanha agora olhou para a posição estratégica na península de Crimea ainda sob o
controle soviético. E, embora se verifiquem progressos, a cidade de Sevastopol foi
capaz de reforçar e de abastecimento, resultando em cerca de 180.000 soldados do
Exército Vermelho a inundação da cidade. Junto com uma contagem impressionante, a
cidade ostentava um forte e fortificações defensivas, incluindo três anéis foram
construídos. Parece que esse alvo específico teria de ser pago em sangue alemão e suor.
Alemão Generaloberst Erich von Manstein foi carregado com a tarefa. Através de um
assalto inicial, a defesa russa mantém-se. Um segundo ataque através Operação Bustar d
é lançado, esta utilizando 33 enormes peças de artilharia-rebentando fortificações
entregas ao exército alemão entre abril e maio em 1942. O assalto redes cerca de
170.000 prisioneiros russos e isola Sevastopol. Portanto, Manstein decreta Operação
Sturgeon e convida a artilharia barrage 5-dia da cidade. Esta situação é agravada pelo
bombardeio do ar através de bombardeiros da Luftwaffe.
o progresso alemão é interrompida pela defesa Soviética valente. Um novo ataque sob
as ordens de Manstein produz melhores resultados, com posições morro Soviética chave
e fortificações defensivas que caem sob controle alemão. O dano é tal que os soviéticos
começam a sua evacuação de Sevastopol.
Alemanha finalmente toma Sevastopol e outras 90.000 prisioneiros do Exército
soviético - e junto com isso - o controle completo da península de Criméia e do porto de
Sevastopol.
A Batalha para a Rússia
"Você só tem que chutar a porta e toda a estrutura podre vai desabar."
Essas palavras foram franca opinião do líder alemão Adolf Hitler de atacar a União
Soviética em toda a guerra fora. Sempre que, ao mesmo tempo, estas duas nações
assinaram um pacto de não agressão para evitar a guerra direta um com o outro, Hitler
passou a fazer talvez o seu maior erro estratégico induzido pelo ego da guerra através de
sua invasão da União Soviética sob a Operação Barbarossa em junho de 1941.
O progresso inicial para os alemães foi excelente, completamente pegando os soviéticos
de surpresa. As forças alemãs empurradas até Smolensk, mas a ordem questionável para
realocar os recursos deste incontrolável exército para combater os elementos soviéticos
perto de Kiev contornado a chance crítico para os alemães a marchar diretamente sobre
Moscow em um momento mais crítico. O movimento permitido para as forças
soviéticas a se reagrupar em outras partes do país e atrasou a entrega a tempo para o
Exército Vermelho para acelerar o ritmo para a longa guerra pela frente.
A ofensiva soviética maciça no inverno de 1941 seria forçar os alemães a recuar ao
longo de muitas frentes de suas investidas iniciais. A única coisa que iria parar os
soviéticos, ao que parece, era a sua própria fadiga de ter estado em luta constante
durante semanas a fio. Problemas de abastecimento, em seguida, começaram a cobrar
seu preço e, finalmente, adiada avanços ainda mais. Até ao final de Abril de 1942, mais
de 1 milhão de soldados alemães estavam mortos.
Ataque a Pearl Harbor
O Japão tinha prendido por muito tempo uma postura de incorporar grande parte do anel
do Pacífico em uma esfera de influência para o seu futuro. O continente foi curto sobre
os recursos naturais, mas não no desejo. Conquistando territórios nesta esfera poderia
fornecer o império em expansão com uma vantagem diplomática no futuro próximo e
ajudar a desenvolver a ilha em um grande jogador mundial - tudo isso para ser realizado
bem antes de qualquer nação poderia mobilizar suas capacidades de tomada de guerra.
Dominação colonial na área foi enfraquecendo - assim como suas respectivas marinhas
regionais - a cada década que passa desde o fim da Primeira Guerra Mundial e o
momento de oportunidade foi o aqui e agora. A única ameaça real seria América e sua
Frota do Pacífico centralizado nas ilhas havaianas, em particular, Pearl Harbor.
Ocupação de parte da Indochina francesa do Japão foi recebida com um embargo de
petróleo pelos norte-americanos, britânicos e Países Baixos. Independentemente disso, o
império japonês continuou a sua compulsão conquista e começaram campanhas
expedientes mais inimigas menores e o palco era mais ou menos definida para um
confronto final.
Antes do ataque a Pearl, os japoneses tinham trabalhado duro no desenvolvimento de
ferramentas para a Marinha Imperial Japonesa para começar o trabalho feito. Tratados
mundo ser condenado por isso a Marinha era dotada navios construídos com as
especificações para além das impostas nas marinhas do mundo após a Primeira Guerra
Mundial. As aeronaves estavam ligadas a navios transportadoras flutuantes e fez tão
letal quanto suas contrapartes terrestres. Armamento foi tecnologicamente avançado
para o dia - a partir de novos sistemas de torpedos para jogar bombas mortais - o
homem sempre teve uma propensão para encontrar novas maneiras de se matar.
Uma grande frota japonesa, com seis operadoras de carregar cerca de 450 aeronaves,
partiu do Japão em direção Hawaii. Aviões de reconhecimento foram enviados à frente
e relatou nada de nota com a ressalva de que a Frota do Pacífico estava no porto indo
sobre o negócio como de costume. Diplomatas japoneses foram enviados para
Washington com uma declaração formal de guerra, este para ser entregue a uma hora
específica do dia.
Os norte-americanos, agora a certeza de que um ataque era iminente, tentou
desesperadamente para comunicar a descoberta aos seus associados, no Havaí.
Infelizmente, a notícia chegou tarde demais. Embora detectado no radar, a grande
formação aérea japonesa - tendo lançado a partir de seus portadores - foi desconsiderada
pelo Exército pessoal no continente havaiano como um voo de entrada de amigáveis B-
17s a partir dos Estados. Os japoneses atingiu surpresa total e completa sobre a calma,
bonita manhã de 7 de dezembro de 1941. "Tora, Tora, Tora", foi o grito de guerra
japonês do momento.
Em vez de o plano de ataque calculado treinados para pelos aviadores japoneses, aos
olhos do Porto, em toda sua glória manhã, foi demais ea pomba aeronave na in - antes
do previsto e tudo em um. A primeira onda atacou às 07h55min AM, concentrando-fogo
em "Battleship Row", tendo marinheiros e civis americanos de surpresa completa, ao
mesmo tempo colocando os seis campos de pouso fora da comissão. Bombas, torpedos,
metralhadoras e tiros de canhão irromperam de todos os ângulos e cheio de fumaça
preta sufocou o ar. Óleo derramado fez o seu trabalho ao longo das águas do porto.
Muitos morreram antes que eles soubessem o que havia acontecido.
O USS West Virginia foi o primeiro a ir com sete torpedos no seu lado. USS Arizona
foi o próximo, uma bomba 1,760lb perfurando seus baralhos e inflamando uma revista.
Cinco torpedos atingiu o USS Oklahoma , enquanto dois atingiu o USS Califórnia . Um
único torpedo atingiu o USS Nevada , que conseguiu se mover até que atingido pela
segunda onda de atacantes japoneses. O USS Maryland eo USS Tennessee foram os
dois únicos para escapar do tiro ao alvo, enquanto o USS Shaw iluminada em uma
exibição devastadoramente fantástica.
A segunda onda mergulhou em pelo 09h00min, enfrentando mais de uma resistência
que a primeira onda, mas o estrago estava feito. A única coisa que terminou o ataque foi
uma falta de alvos visíveis e o medo de que os warplanners japoneses tiveram de quão
perto as transportadoras americanas poderiam ser.
No final, oito navios de guerra totais foram colocados fora de serviço, seja
bombardeado ou torpedeado - algumas várias vezes - e metralhado pela metralhadora e
tiros de canhão para uma boa medida. Aeródromos do Havaí estava em ruínas e, com
eles, a cerca de 200 aviões americanos foram destruídas ou danificadas - apenas dois
conseguiram decolar na luta. 2.403 vidas foram perdidas, destes 2.335 eram recrutas e
mulheres e 1.104 deles desceu com o USS Arizona. 1.178 pessoas foram relatadas
feridos e 68 civis foram mortos. Por tudo isso, os japoneses perderam apenas 29
aeronaves e vários mini submarinos.
Apesar das grandes perdas no lado americano, vários itens de nota transpareceram em
seu favor - talvez não imediatamente considerado, mas importante para o longo prazo:
Os tanques de petróleo nas ilhas havaianas foram deixados intactos e suas instalações
Dockyard estavam praticamente intactas, enquanto sua base de submarinos,
surpreendentemente, não foi alvo. Adicione a isso o fato de que a frota transportadora
muito importante - com seu alcance móvel e lutadores de bordo e bombardeiros - não
estava no porto no momento do ataque. A USS Enterprise e USS Lexington estavam
fora no mar em corridas de abastecimento da Marinha dos Estados Unidos, enquanto o
USS Saratoga foi seguramente longe à porta em San Diego.
Talvez o maior destes nota residia na vontade incomensurável (e vingança de olhos
vermelhos) erupção de todos os americanos - patrioticamente fila para servir a sua terra
ferida da senhora Liberdade. O ataque resultou na declaração de guerra contra o Império
do Japão pelos Estados Unidos e Grã-Bretanha no dia seguinte, à qual a Alemanha ea
Itália declarou guerra aos dias Estados Unidos mais tarde. A grande ironia do dia foi na
declaração formal de guerra entregue por diplomatas japoneses para Washington - que
vem depois do ataque a Pearl Harbor tinha tudo, mas terminou.
Um dos maiores discursos americanos nasceu das cinzas da Pérola, como era um de
seus maiores monumentos - Presidente Roosevelt de "Dia da Infâmia" discurso eo
memorial intocada do USS Arizona, ainda sentado no chão do porto de hoje, os homens
que têm pagou o preço terrível.
Vingança seria rápida e terrível, resultando o lançamento das bombas atômicas sobre
Hiroshima e Nagasaki alguns anos mais tarde e, posteriormente, o desmantelamento
final do Império japonês em conjunto.
Expansão Japonesa no Pacífico
O Império do Japão sabia que tinham que agir rápido e em número para completar a
esfera de influência suas autoridades imaginou todo o Pacífico e no Sudeste Asiático.
Isto significava uma força militar rápida e móvel com o cálculo e os objetivos de
recursos de espírito que ajudaria a manter o ar, a terra, e as forças de mar cantarolando
como uma máquina bem oleada.
Guerra transportadora havia nada de novo para o mundo na época da Segunda Guerra
Mundial, embora táticas e tecnologia relativa à sua utilização operacional evoluiu muito
desde os dias da Grande Guerra. Porta-aviões se tornaria o novo rei do mar até o final de
tudo, suplantando o poderoso navio de guerra no topo da hierarquia. O ataque de
surpresa pela Marinha japonesa contra a frota americana em Pearl Harbor colheu alguns
iniciais, ainda que limitada, resultados como US atividade Naval fora do Hawaii foi
temporariamente interrompido. A maior falha no ataque japonês era as companhias
americanas de estar fora no mar, salvando essas peças no campo de batalha muito
importantes para uso futuro.
Em uma nota similar, a Marinha Real Britânica - agora acusado de policiamento das
águas que formam o Oceano Índico e as regiões vizinhas - estavam à mercê do braço de
ar poderoso da Marinha Imperial Japonesa. Com um conjunto limitado de navios de
guerra no teatro, a Marinha Real fez o que podia contra os assaltos calculados do
Império apenas para ser entregue a si mesmas derrotas subsequentes.
Com a Marinha dos Estados Unidos golpeado ainda reagrupamento e da Marinha Real
Britânica esticado dobar, forças japonesas agora se mudou nas ilhas que compunham as
antigas colónias europeias através assaltos anfíbios forçando os Aliados a bater em
retirada, rendição ou destruição. De qualquer forma, a guerra transportadora tinha
provado seu valor como ambos os lados começaram a mostrar suas ilhas flutuantes ao
longo das muitas campanhas de Teatro do Pacífico.
O alcance japonês no Pacífico e Ásia estava no seu ápice no final de 1942 como os
Aliados finalmente mobilizados para tomar a ofensiva através de uma estratégia de ilha
em ilha. Expansão japonesa tinha engolido minúscula Ilha Wake, Filipinas, Malásia,
Birmânia, as Índias Orientais Holandesas, partes da Nova Guiné, as Ilhas Carolinas,
Ilhas Gilbert, Ilhas Marshall, Ilhas Marianas, e alguns da cadeia de Solomon Island.
Se os aliados iriam agir, ele teria que ser mais cedo ou mais tarde.
Batalha de Kharkov
Tal como se apresentava, a cidade soviética de Kharkov foi a quarta maior cidade em
toda a URSS. A tomada de uma cidade seria certamente uma pena no chapéu de Hitler e
um golpe contra Stalin. Winter estava em pleno andamento e o relvado duro do campo
soviético estava maduro para a batalha. A ofensiva soviética maciça foi lançado para
recuperar o terreno perdido para os alemães no ano anterior. Através de três principais
frentes, os exércitos soviéticos se movimentavam em 08 de fevereiro de 1942, os russos
entrar e retomar a cidade de Kharkov de seus ocupantes alemães através de combates de
rua corpo-a-mão sangrenta e íntimo -. Não desde novembro de 1941,.
A ofensiva russa provou um sucesso inicial como invasores alemães foram expulsas de
cidades soviéticas e pontes. Enquanto alguns da retirada alemã foram por necessidade,
outros retiros foram movimentos estratégicos destinados a comprar o exército alemão
mais algum tempo e permitir que o Exército Vermelho para usar as suas energias,
recursos e suprimentos. Marechal alemão Erich von Manstein convencido de Adolph
Hitler de seu plano de retirada e os russos estavam caindo na armadilha. Após a perda
de seus homens em Stalingrado, Hitler estava aberta a recuar.
A Soviética avançado provou caro para os seus elementos avançados foram esticados
finos e baixos em número - especialmente em tanques, mas também na infantaria.
Tempo era essencial para ambos os lados, todavia, para a primavera russa estava à mão,
num momento em que turf congelado em breve se transformar em pesadelos lamacentos
intransitáveis.
“Enquanto o Exército Soviético empurrado contra os retirados” alemães, Manstein
lançou seu contra-ataque quando todas as suas peças estavam no local. Por dias, a
infantaria russa infeliz e seus poucos tanques foram shellacked no esquecimento com
todos os tipos de ações aleatórias e retiros descoordenados seguintes. Artilharia alemã
abriu os russos Eastward-bound e bateu-los enquanto infantaria, ataques aéreos e
ataques de armadura fizeram a sua parte.
Em março de 14, o 4º Exército Panzer completa o seu circundante de Kharkov até que a
cidade é recapturada oficialmente em 15 de março com o controle completo chegando
em 18 de março. Primavera agora se aproximou e os dois lados enterrados em e ao redor
da cidade à espera de seus próximos pedidos para vir para dentro do cano. A retomada
do território e da captura de Kharkov provou brilho do alemão na era da guerra
mecanizada - e também se mostrou quanto mais os russos tiveram que aprender sobre
tais ações.
Operação Azul: Race for Oil
Um ano já se passaram desde a invasão alemã da União Soviética em junho de 1941. A
destruição soltou sobre a nação soviética não ir tão bem como destinado a Hitler e seus
generais, parados pela logística e tempo fora do alcance de Moscovo. Linhas de
abastecimento que ser fortalecidos e os recursos estavam sendo usados em um ritmo
mais rápido do que eles poderiam ser repostos. Para garantir a sobrevivência do exército
alemão, os campos ricos em petróleo da região do Cáucaso Soviética, foram alvos de
captura e, assim, Hitler concebeu "Blue operação" para a ação. A operação começou no
dia 08 de maio de 1942.
O progresso foi inicialmente bom, como foi o caso com a maioria das ofensivas alemãs
no sentido início da guerra. Os soviéticos perderam 250.000 homens em Kharkov
depois que os alemães tinham completado um cerco da cidade. Vários ataques alemães
envolvendo elementos experientes tanque Panzer contra cidades estratégicas foram
lançados e produziu resultados promissores. Um longo cerco contra Sevastopol
soviética realizada trouxe outra conquista alemã notável como fez a queda de Rostov ea
outra 83.000 prisioneiros de guerra do Exército soviético.
Hitler então começou a olho a importante cidade soviética de Estalinegrado como uma
jóia da coroa para a campanha de grande alcance e começou sua obsessão para capturá-
lo. Isto resultou em desvio de poder de fogo e material para cumprir o seu objectivo.
Isto resultou em um excesso de extensão de forças e suprimentos criando ainda outra
situação precária de seus comandantes terrestres alemãs. Em novembro, o avanço
alemão foi esbarrado mais uma vez como grupo A do exército chegou Mt Elbus
enquanto 6º Exército foi preso tentando tomar Stalingrado. Hitler não se moveu de seu
objetivo e reafirmou a seus comandantes que Stalingrado deve cair a qualquer custo.
Batalha do Mar de Coral
A batalha de Mar de Coral foi a primeira batalha já carrier-versus-transportadora na
história do mundo e iria para provar a importância de tais navios para as próximas
décadas. Japão foi criado em uma invasão terrestre da Austrália e precisava dos postos
de armazenamento temporário necessários para fazer a invasão um sucesso.
Um dos primeiros passos no processo foi a grave os laços de comunicação entre a
Austrália e os Estados Unidos. Isso implicaria a captura de Port Moresby, na Nova
Guiné. Em abril de 1942, os japoneses colocar Operação MO em ação e conseguiu
forças anfíbias em Tulagi na cadeia de ilhas Salomão. A cabeça de ponte permitida para
materiais e mão de obra para estabelecer uma posição segura e forneceu uma base de
operações para hidroaviões de reconhecimento japoneses.
A força de invasão principal foi criada para levar-se Port Moresby. Isto daria origem a
partir de Rabaul, em New Britain e trazer com ele cobrir a partir de dois grandes porta-
aviões - o IJN Shokaku eo IJN Zuikaku. Ficou entendido que a principal força de
invasão iria reunir grande parte da atenção dos observadores aliados no céu, então a
idéia básica era para os portadores de dupla volta e assalto quaisquer ações de navios
aliados da parte traseira.
No entanto, os decifradores de códigos aliadas foram duros no trabalho decifrar as
comunicações japonesas interceptadas. Apesar de não ser uma ciência perfeita, a
informação obtida normalmente permitiu que os norte-americanos para fazer um bom
palpite sobre as ações japonesas esperados do dia. Task Force 17 foi enviada em ação e,
com ele, as companhias americanas USS Lexington e USS Yorktown.
Mau tempo em todo 05 de maio e 06 de maio permitido nem força de ataque para
detectar um ao outro. Após pesquisas retomadas no dia 7, desinformação levou a alguns
compromissos limitados para ambos os lados, identificando erroneamente porta-aviões
que eram, na verdade, outras classes de navios. A operadora japonesa menor IJN Shoho
- capaz de campo apenas 21 aeronaves - foi vítima de os norte-americanos por meio de
treze batidas bomba diretos, vários torpedos e uma SBD Dauntless bater (com a perda
de sua tripulação de dois homens). Por sua vez, o americano lubrificador Neosho foi
perdida por meio de um ataque japonês em ações antes.
No dia 8 de maio, os dois grupos de porta-opostas visto um ao outro na íntegra, cada
lançamento como muitos aviões, pois conseguiu reunir. Shokaku foi pregado duas vezes
por bombardeiros de mergulho americanos do USS Yorktown e completamente limitou
sua capacidade de aeronaves de lançamento para a duração da batalha. Yorktown foi
descoberto por um 69-forte força aérea japonesa e bateu com uma bomba, danificando-
a, mas não levá-la fora da luta.
USS Lexington teve menos sorte. Torpedeiros japoneses zerado com ela e bateu duas
vezes. Bombardeiros de mergulho mergulharam e adicionados mais dois impactos
diretos sobre a sua estrutura, tocando seus elevadores na posição elevada. No entanto,
ela flightdeck não tinha sofrido qualquer dano e ela - maior ou menor - manteve-se
operacionalmente potente. Os impactos diretos causaram vazamentos de gás internas
que eventualmente inflamados, incêndios geradoras que provaram além do controle para
as tripulações de danos. Para todos os efeitos, o USS Lexington foi uma perda. Grande
parte da sua tripulação foi resgatada e se mudou para esperando navios USN da Força-
Tarefa e sua aeronave não encontraram novos lares na danificado - mas ainda funcional
- USS Yorktown. Lexington foi abandonado, afundou e, eventualmente, afundado por
torpedo.
A batalha de Mar de Coral, embora tecnicamente uma vitória para o Japão, foi, no
entanto um grande revés para os seus planos de domínio completo do Pacífico. A
Segunda Guerra Mundial - Trabalho
Segunda Guerra Mundial - Trabalho
Segunda Guerra Mundial - Trabalho
Segunda Guerra Mundial - Trabalho
Segunda Guerra Mundial - Trabalho
Segunda Guerra Mundial - Trabalho
Segunda Guerra Mundial - Trabalho
Segunda Guerra Mundial - Trabalho
Segunda Guerra Mundial - Trabalho
Segunda Guerra Mundial - Trabalho
Segunda Guerra Mundial - Trabalho
Segunda Guerra Mundial - Trabalho
Segunda Guerra Mundial - Trabalho
Segunda Guerra Mundial - Trabalho
Segunda Guerra Mundial - Trabalho

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

9º ano - Segunda guerra mundial
9º ano - Segunda guerra mundial9º ano - Segunda guerra mundial
9º ano - Segunda guerra mundial
 
2ª guerra mundial
2ª guerra mundial2ª guerra mundial
2ª guerra mundial
 
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
 
Primeira guerra mundial.ppt
Primeira guerra mundial.pptPrimeira guerra mundial.ppt
Primeira guerra mundial.ppt
 
Segunda guerra mundial história
Segunda guerra mundial históriaSegunda guerra mundial história
Segunda guerra mundial história
 
O Nazismo
O NazismoO Nazismo
O Nazismo
 
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 19183ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
 
SEGUNDA GUERRA MUNDIAL
SEGUNDA GUERRA MUNDIALSEGUNDA GUERRA MUNDIAL
SEGUNDA GUERRA MUNDIAL
 
A primeira guerra mundial
A primeira guerra mundialA primeira guerra mundial
A primeira guerra mundial
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
A 2ª Guerra Mundial
A 2ª Guerra MundialA 2ª Guerra Mundial
A 2ª Guerra Mundial
 
História Geral: crise de 1929 e totalitarismo
História Geral: crise de 1929 e totalitarismoHistória Geral: crise de 1929 e totalitarismo
História Geral: crise de 1929 e totalitarismo
 
A II Guerra Mundial
A II Guerra MundialA II Guerra Mundial
A II Guerra Mundial
 
Primeira Guerra Mundial (1914 1918)
Primeira Guerra Mundial (1914 1918)Primeira Guerra Mundial (1914 1918)
Primeira Guerra Mundial (1914 1918)
 
Ascensão do fascismo e nazismo
Ascensão do fascismo e nazismoAscensão do fascismo e nazismo
Ascensão do fascismo e nazismo
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
 
2° guerra mundial
2° guerra mundial  2° guerra mundial
2° guerra mundial
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
 

Destaque

A segunda guerra mundial - trabalho de alunos.
A segunda guerra mundial - trabalho de alunos. A segunda guerra mundial - trabalho de alunos.
A segunda guerra mundial - trabalho de alunos.
Robert Plant
 
Bergson, henri. matéria e memória
Bergson, henri. matéria e memóriaBergson, henri. matéria e memória
Bergson, henri. matéria e memória
Marcio da Mota Silva
 
Crise do racionalismo e do positivismo
Crise do racionalismo e do positivismoCrise do racionalismo e do positivismo
Crise do racionalismo e do positivismo
Ana Vilardouro
 

Destaque (20)

HISTORIA DO PARAQUEDISMO MILITAR
HISTORIA DO PARAQUEDISMO MILITARHISTORIA DO PARAQUEDISMO MILITAR
HISTORIA DO PARAQUEDISMO MILITAR
 
A 2ª Guerra Mundial
A 2ª Guerra MundialA 2ª Guerra Mundial
A 2ª Guerra Mundial
 
Fases Da 2ª Guerra Mundial
Fases Da 2ª Guerra MundialFases Da 2ª Guerra Mundial
Fases Da 2ª Guerra Mundial
 
II Guerra Mundial
II Guerra MundialII Guerra Mundial
II Guerra Mundial
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
 
A segunda guerra mundial - trabalho de alunos.
A segunda guerra mundial - trabalho de alunos. A segunda guerra mundial - trabalho de alunos.
A segunda guerra mundial - trabalho de alunos.
 
Fortalezas maritimas
Fortalezas maritimasFortalezas maritimas
Fortalezas maritimas
 
2ª Guerra Mundial
2ª Guerra Mundial2ª Guerra Mundial
2ª Guerra Mundial
 
A batalha da inglaterra
A batalha da inglaterraA batalha da inglaterra
A batalha da inglaterra
 
A 2ªGuerra Mundial
A 2ªGuerra MundialA 2ªGuerra Mundial
A 2ªGuerra Mundial
 
Bergson, henri. matéria e memória
Bergson, henri. matéria e memóriaBergson, henri. matéria e memória
Bergson, henri. matéria e memória
 
Trabalho 2ª Guerra Mundial
Trabalho 2ª Guerra MundialTrabalho 2ª Guerra Mundial
Trabalho 2ª Guerra Mundial
 
Crise do racionalismo e do positivismo
Crise do racionalismo e do positivismoCrise do racionalismo e do positivismo
Crise do racionalismo e do positivismo
 
Bergson, henri. memória e vida
Bergson, henri. memória e vidaBergson, henri. memória e vida
Bergson, henri. memória e vida
 
48 - totalitarismos e holocausto 2
48 -  totalitarismos e holocausto 248 -  totalitarismos e holocausto 2
48 - totalitarismos e holocausto 2
 
Gulag
GulagGulag
Gulag
 
3 A revolução russa de 1917 e a implantação do marxismo-leninismo
3 A revolução russa de 1917 e a implantação do marxismo-leninismo3 A revolução russa de 1917 e a implantação do marxismo-leninismo
3 A revolução russa de 1917 e a implantação do marxismo-leninismo
 
Guerra fria - Trabalho escolar
Guerra fria - Trabalho escolarGuerra fria - Trabalho escolar
Guerra fria - Trabalho escolar
 
Implantação do Marxismo-Leninismo na Rússia
Implantação do Marxismo-Leninismo na RússiaImplantação do Marxismo-Leninismo na Rússia
Implantação do Marxismo-Leninismo na Rússia
 
2ª. guerra mundial
2ª. guerra mundial2ª. guerra mundial
2ª. guerra mundial
 

Semelhante a Segunda Guerra Mundial - Trabalho

Semelhante a Segunda Guerra Mundial - Trabalho (20)

Nazismo - 2.docx
Nazismo - 2.docxNazismo - 2.docx
Nazismo - 2.docx
 
Segunda Guerra Mundial - Prof.Altair Aguilar.
Segunda Guerra Mundial - Prof.Altair Aguilar.Segunda Guerra Mundial - Prof.Altair Aguilar.
Segunda Guerra Mundial - Prof.Altair Aguilar.
 
Adolf Hitler
Adolf HitlerAdolf Hitler
Adolf Hitler
 
.
..
.
 
.
..
.
 
Totalitarismo europeu.
Totalitarismo europeu.Totalitarismo europeu.
Totalitarismo europeu.
 
Totalitarismo europeu.
Totalitarismo europeu.Totalitarismo europeu.
Totalitarismo europeu.
 
Europa Sec.XX
Europa Sec.XXEuropa Sec.XX
Europa Sec.XX
 
Hitler - Prof. Altair Aguilar
Hitler - Prof. Altair AguilarHitler - Prof. Altair Aguilar
Hitler - Prof. Altair Aguilar
 
Livro - Minha Luta - Mein Kampf - Adolf Hitler
Livro - Minha Luta - Mein Kampf - Adolf HitlerLivro - Minha Luta - Mein Kampf - Adolf Hitler
Livro - Minha Luta - Mein Kampf - Adolf Hitler
 
.
..
.
 
Totalitarismo na Europa
Totalitarismo na EuropaTotalitarismo na Europa
Totalitarismo na Europa
 
Hitler
HitlerHitler
Hitler
 
Nazifascismo
NazifascismoNazifascismo
Nazifascismo
 
O nazismo 2014
O nazismo   2014O nazismo   2014
O nazismo 2014
 
O nazismo 2015
O nazismo   2015O nazismo   2015
O nazismo 2015
 
História
HistóriaHistória
História
 
Projeto atrás dos fatos - Direitos Humanos, Cidadania e Democracia
Projeto atrás dos fatos - Direitos Humanos, Cidadania e DemocraciaProjeto atrás dos fatos - Direitos Humanos, Cidadania e Democracia
Projeto atrás dos fatos - Direitos Humanos, Cidadania e Democracia
 
O nazismo 2012
O nazismo   2012O nazismo   2012
O nazismo 2012
 
O nazismo 2012
O nazismo   2012O nazismo   2012
O nazismo 2012
 

Último

Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 

Último (20)

Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 

Segunda Guerra Mundial - Trabalho

  • 1. NOME DA ESCOLA TRABALHO SOBRE SEGUNDA GUERRA MUNDIAL SEU NOME SÉRIE MATÉRIA: --- PROFESSORA: --- SUA CIDADE MÊS/ANO
  • 2. INTRODUÇÃO A tão chamada guerra para acabar com todas as guerras, a Primeira Guerra Mundial, não resolveu nenhum dos problemas que a causaram. Então, alguns anos mais tarde começou outra guerra mundial. A Segunda Grande Guerra foi o maior e mais violento conflito armado que opôs, de 1939 a 1945, os países Aliados de feição ideológica democrática à coligação do Eixo, de cunho totalitário. No início da guerra, o primeiro bloco consistia no Reino Unido (com o Império Britânico), França (com o Império Francês) e Polónia. Mas, com a continuação da guerra, mais países se juntaram a esse bloco, como os Estados Unidos da América, China e a União Soviética. A guerra foi iniciada pela Alemanha, mas mais tarde juntaram-se-lhe Itália, Japão, Hungria e Roménia, fazendo o bloco das Potências do Eixo. As principais causas do conflito estão relacionadas com os acordos feitos depois da Primeira Guerra Mundial, com a política de apaziguamento, que foi dirigida pelo Reino Unido e França depois da Primeira Guerra Mundial e com o expansionismo da Alemanha e Japão. Depois do Tratado de Versalhes, Hitler e os Nazis assumiram o controle da Alemanha apelando ao esforço massivo heroico para restaurar a glória do passado aliado à situação humilhante que o tratado tinha colocado a Alemanha e o seu povo. Depois da Primeira Guerra Mundial, a economia alemã encontrava-se muito má devido às multas que foram impostas pelas nações vencedoras e também devido à Grande Depressão. Tal como referido, a política de apaziguamento foi uma das maiores causas da guerra. Os políticos britânicos e franceses seguiram uma política que deu a Hitler as condições de reforçar a sua posição no seio dos países europeus, mas também deu aos alemães tempos para se rearmarem, sendo capazes de reocupar a Renânia e depois de lançar o Blitzkrieg (Guerra Relâmpago) contra a maior parte da Europa. Na Ásia, os esforços do Japão param se tornar numa potência mundial e a ascensão da liderança militarista (nos anos 1930, o governo no Japão foi arruinado à medida que os militares subiram ao poder e ganharam o controlo totalitário) levou a conflitos primeiro com a China e mais tarde com os Estados Unidos da América. O Japão também procurou assegurar recursos naturais adicionais, como o petróleo e minério, devido em parte à falta de recursos naturais nas próprias ilhas do Japão. Assim, podem listar-se as mais importantes causas da guerra: • Tratado de Versalhes; • Política de Apaziguamento; • Grande Depressão; • Anti-semitismo;
  • 3. • Expansionismo; • Militarismo. As tropas alemãs que entram a Polónia depois de uma "blitzkrieg" (guerra relâmpago), que invadiram a Polônia em 1º de setembro de 1939. Irei mostrar como tudo (ou quase tudo) aconteceu, mas primeiro decidi contar a fascinante história do “chefão” da Segunda Guerra Mundial, Aldof Hitler e também coloquei algumas das batalhas e acordos que teve no meio da Guerra.
  • 4. Adolf Hitler Ditador Adolf Hitler nasceu em Braunau am Inn, na Áustria, em 20 de Abril de 1889, e foi o quarto dos seis filhos de Alois Hitler e Klara Polzl. Quando Hitler tinha 3 anos, a família mudou-se da Áustria para a Alemanha. Como uma criança, Hitler entrava em confronto com frequência com seu pai. Após a morte de seu irmão mais novo, Edmund, em 1900, tornou-se destacado e introvertido. Por causa da morte de seu irmão, Hitler começou a ter interesse pela arte e seu pai não aprovava seu interesse pela arte fina em vez de negócios. Além de arte, Hitler mostrou um interesse precoce pela nacionalismo alemão, rejeitando a autoridade da Áustria-Hungria. Esse nacionalismo se tornaria a força motivadora da vida de Hitler. Alois morreu em 1903. Dois anos mais tarde, a mãe de Adolf permitiu o filho a abandonar a escola. Ele mudou-se para Viena e trabalhou como operário casual e um pintor de aquarela. Hitler aplicou para a Academia de Belas Artes duas vezes, e foi rejeitado duas vezes. Sem dinheiro, ele se mudou para um abrigo, onde permaneceu por vários anos. Hitler depois apontou para esses anos como o momento em que ele primeiro cultivou seu anti-semitismo, embora haja algum debate sobre esta conta. Com a eclosão da Primeira Guerra Mundial, Hitler escolheu servir no exército alemão. Ele foi aceito em agosto de 1914, embora ele ainda era um cidadão austríaco. Embora ele passou a maior parte de seu tempo longe das linhas de frente, Hitler estava presente em uma série de batalhas significativas e foi ferido no Somme. Ele foi condecorado por bravura, recebendo a Cruz de Ferro de Primeira Classe e o emblema preto. Hitler ficou amargurado sobre o colapso do esforço de guerra. A experiência reforçou sua paixão patriotismo alemã, e ele ficou chocado com a rendição da Alemanha em 1918. Como outros nacionalistas alemães, ele acreditava que o exército alemão tinha sido traído pelos líderes civis e marxistas. Ele encontrou o Tratado de Versalhes degradante, especialmente a desmilitarização da Renânia e a estipulação de que a Alemanha aceita a responsabilidade pelo início da guerra. Após a I Guerra Mundial, Hitler regressou a Munique e continuou a trabalhar para os militares como oficial de inteligência. Enquanto monitora as atividades do Partido dos Trabalhadores Alemães (PTA), Hitler adotou muitas das ideias antissemita, nacionalistas e antimarxistas do fundador PTA Anton Drexler. Drexler convidou Hitler para se juntar ao DAP, o que fez em 1919. Para aumentar seu recurso, a PTA mudou seu nome para o Nationalsozialistische Deutsche Arbeiterpartei (NSDAP). Hitler desenhou pessoalmente a bandeira do partido, com uma suástica em um círculo branco em um fundo vermelho. Hitler logo ganhou notoriedade por seus discursos virulentos contra o Tratado de Versalhes, políticos rivais, os marxistas e judeus. Em 1921, Hitler substituiu Drexler como presidente do partido NSDAP.
  • 5. Virulentos discursos de Hitler começaram a atrair audiências regulares. Primeiros seguidores, incluído capitão do exército Ernst Rohm, o chefe da organização paramilitar nazista, o Sturmabteilung (SA), que protegia reuniões e frequentemente atacados adversários políticos. Em 8 de novembro de 1923, Hitler e o SA invadiram uma reunião pública de 3.000 pessoas em um grande salão de cerveja em Munique. Hitler anunciou que a revolução nacional tinha começado e declarou a formação de um novo governo. Após uma breve luta, incluindo 20 mortes, o golpe, conhecido como o "Putsch da Cervejaria", falhou. Hitler foi preso três dias depois e julgado por alta traição. Ele serviu um ano de prisão, durante os quais ele ditou a maior parte do primeiro volume de Mein Kampf ( "Minha Luta") para seu vice, Rudolf Hess. O livro estabeleceu planos de Hitler para transformar a sociedade alemã em uma base na raça. Subir ao Poder A Grande Depressão na Alemanha forneceu uma oportunidade política para Hitler. Os alemães eram ambivalentes à república parlamentar e cada vez mais aberto a opções extremistas. Em 1932, Hitler concorreu contra Paul von Hindenburg para a presidência. Hitler ficou em segundo lugar nas duas voltas das eleições, conquistando mais de 35 por cento dos votos na eleição final. A eleição estabelecida por Hitler como uma grande força na política alemã, relutante Hindenburg decidiu nomear Hitler como chanceler, a fim de promover o equilíbrio político. Hitler usou sua posição como chanceler para formar uma ditadura legal de facto. O fogo Decreto Reichstag, anunciou após um incêndio suspeito no Reichstag, suspendeu os direitos básicos e permitiu a detenção sem julgamento. Hitler também projetou a passagem da Lei Habilitante, que deu seu gabinete plenos poderes legislativos, por um período de quatro anos e permitiu desvios da constituição. Ter controle total alcançado ao longo dos poderes legislativo e executivo do governo, Hitler e seus aliados políticos iniciaram uma repressão sistemática da oposição política restante. Até o final de junho, os outros partidos tinham sido intimidados a dissolução. Em 14 de Julho de 1933, do Partido Nazista de Hitler foi declarado o único partido político legal na Alemanha. As exigências da SA para mais poder político e militar levou à Noite das Facas Longas, que teve lugar de 30 de junho a 2 de julho de 1934. Ernst Röhm e outros líderes da SA, junto com um número de inimigos políticos de Hitler, foram caçados para cima e tiro. No dia antes da morte de Hindenburg em agosto de 1934, o gabinete tinha promulgou uma lei abolindo o cargo de presidente e combinando seus poderes com os do chanceler. Hitler tornou-se, assim, o chefe de Estado, bem como chefe de governo, e foi formalmente nomeado como líder e chanceler. Como chefe de Estado, Hitler tornou-se
  • 6. comandante supremo das forças armadas. Ele começou a mobilizar para a guerra. Alemanha retirou-se da Liga das Nações, e Hitler anunciou uma expansão maciça das forças armadas da Alemanha. O regime nazista também incluiu medidas de reforma social. Hitler promoveu campanhas antitabagismo em todo o país. Estas campanhas resultou de restrições dietéticas auto impostas de Hitler, que incluíram a abstinência de álcool e carne. Em jantares, Hitler, por vezes, contava histórias gráficas sobre o abate de animais em um esforço para confundir seus comensais. Ele encorajou todos os alemães para manter seu corpo puro de qualquer substância intoxicante ou imundo. Um conceito nazista principal era a noção de higiene racial. Novas leis proibiu o casamento entre alemães não judeus e judeus, e privados “não arianos” dos benefícios da cidadania alemã. Políticas eugênicas no inicio o alvo de Hitler era as crianças com deficiências físicas e de desenvolvimento, e, posteriormente, autorizou um programa de eutanásia para adultos deficientes. O Holocausto foi também realizado sob os auspícios de higiene racial. Entre 1939 e 1945, nazistas e seus colaboradores foram responsáveis pela morte de 11 milhões a 14 milhões de pessoas, incluindo cerca de 6 milhões de judeus, que representam dois terços da população judaica na Europa. Mortes ocorreram em campos de concentração e extermínio e por meio de execuções em massa. Outros grupos perseguidos incluídos poloneses, comunistas, homossexuais, testemunhas de Jeová e sindicalistas, entre outros. Hitler provavelmente nunca visitou os campos de concentração e não falou publicamente sobre os assassinatos.
  • 7. Segunda Guerra Mundial A Segunda Guerra Mundial foi sem dúvida o período mais significativo do século 20. Ele trouxe grandes saltos na tecnologia e lançou as bases que permitiram mudanças sociais pós-guerra, incluindo o fim do colonialismo europeu, o movimento dos direitos civis nos Estados Unidos, e do movimento moderno dos direitos das mulheres, bem como os programas para explorar o espaço exterior . Os combatentes primários foram as nações do Eixo (Alemanha nazista, fascista Itália , Japão imperial e seus aliados mais pequenos) e as nações aliadas, liderados pela Grã-Bretanha (e suas nações da Commonwealth), a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas e os Estados Unidos da América. Os aliados saíram vencedores. Duas superpotências, os EUA ea URSS, emergiu da Segunda Guerra Mundial para começar uma guerra fria com o outro que definem grande parte do resto do século. Quando a Segunda Guerra Mundial começou? Alguns dizem que ele era simplesmente uma continuação da Primeira Guerra Mundial que tinha, teoricamente, terminou em 1918. Outros apontam para 1931, quando o Japão aproveitou Manchúria da China. Invasão e derrota da Abissínia (Etiópia), em 1935, da Itália, re-militarização de Adolf Hitler da Renânia da Alemanha em 1936, a Guerra Civil Espanhola (1936-1939), e a ocupação da Alemanha da Checoslováquia em 1938 são por vezes citados. As duas datas mais frequentemente mencionadas como "o início da Segunda Guerra Mundial" são 07 de julho de 1937, quando o "Marco Polo Incident Bridge" levou a uma guerra prolongada entre o Japão e a China, e 1 de Setembro de 1939, quando a Alemanha invadiu a Polônia , o que levou a Grã-Bretanha e a França a declarar guerra ao estado nazista de Hitler em retaliação. A partir da invasão da Polônia até que a guerra terminou com a rendição do Japão em agosto de 1945, vários países estavam em guerra uns com os outros, alguns combates para os Aliados acabaram por sair vitoriosos, alguns para o Eixo. Origens da Segunda Guerra Mundial Nenhum evento histórico pode ser dito ter sido a origem da II Guerra Mundial. A inesperada vitória do Japão sobre a Rússia czarista na Guerra Russo-Japonesa (1904- 1905) deixou aberta a porta para a expansão japonesa na Ásia e no Pacífico. A Marinha dos EUA Estados Unidos desenvolveu pela primeira vez os planos de preparação para uma guerra naval com o Japão em 1890. “War Plan Orange”, como era chamado, seria atualizado continuamente como tecnologia avançada e muito auxiliado os EUA durante a Segunda Guerra Mundial. Os anos entre a primeira e segunda guerras mundiais foram uma época de instabilidade em todo o mundo durante o Grande Depressão que começou por volta de 1930. Foi também um momento em que alguns países, incluindo a Alemanha, Itália e Japão desenvolveram intensos sentimentos nacionalistas que levaram a um desejo de expandir: Alemanha, no Norte e no Leste europeu, Itália, na África e na Grécia, e do Japão na Ásia e no Pacífico Sul. A Alemanha teve uma motivação suplementar de
  • 8. capotamento (e, finalmente, vingando) os termos duros forçados sobre ele no final da Primeira Guerra Mundial. Ideologias concorrentes espalharam ainda mais as chamas da tensão internacional. A Revolução Bolchevique na Rússia czarista durante a Primeira Guerra Mundial, seguido pela Guerra Civil Russa, tinha estabelecido a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), um estado comunista alastrando. Repúblicas ocidentais e capitalistas temia a propagação do bolchevismo. Em alguns países, como Itália, Alemanha e Roménia, grupos ultraconservadores subiram ao poder, em parte como uma reação contra o comunismo. Alemanha, Itália e Japão assinaram acordos de apoio mútuo, mas, ao contrário das nações aliadas que enfrentariam, eles nunca desenvolveram um plano abrangente ou coordenada de ação. Movimentos iniciais da Segunda Guerra Em 7 de Julho de 1937, um confronto perto da Ponte Marco Polo, perto de Pequim, China, levou a uma guerra aberta entre o Japão e a China. Os militares chineses ultrapassados negociaram espaço para o tempo, de forma constante retirar mais profundo no grande país para estender as linhas de abastecimento de japoneses e com a esperança de, eventualmente, obter apoio de outras nações. Durante o curso da guerra mais de 1 milhão de soldados japoneses seria envolvido em uma tentativa mal sucedida de subjugar China. Os combates na Europa começou em 1 de Setembro de 1939, quando a Alemanha invadiu a Polônia. Anteriormente, Alemanha, liderado pelo líder do partido nazista Adolf Hitler, tinha anexado Checoslováquia e Áustria sem provocar uma resposta militar da França ou da Grã-Bretanha. A Polónia foi um passo demasiado longe; ambas as nações declararam guerra à Alemanha em apoio da Polónia, mas eles eram lentos a tomar medidas eficazes. Os militares franceses e governo esperava Polónia iria aguentar até a primavera, permitindo França tempo de mobilizar. Mas a Alemanha demonstrou a eficácia do combate de armas combinadas, em que infantaria, blindados, artilharia e aviões de trabalho em coordenação. Este tipo de guerra exigida a comunicação rápida; em preparação, os alemães tinham desenvolvido rádios pequenos o suficiente para que cada veículo pode ser equipado com um. Este novo estilo de guerra ficou conhecida como blitzkrieg (guerra relâmpago dos alemães realmente usou o blitzkrieg termo para se referir a uma guerra de curta duração, mas ele veio para se referir a táticas de manobra rápida combinados de armas). Alemanha rapidamente levou profundamente em Polônia. Duas semanas após o início da guerra, a URSS invadiu a partir do leste; Joseph Stalin, líder da URSS, tinha assinado anteriormente um pacto de não agressão mútua com Hitler e, secretamente, eles concordaram em dividir a Polónia entre eles. Antes do final do mês, a Polônia tinha capitulado. Nos próximos meses, Dinamarca, Noruega e os Estados Bálticos também caiu sob o controle nazista.
  • 9. Em maio de 1940, a Alemanha chocou o mundo ao invadir e derrotar a Holanda, Bélgica, Luxemburgo, França e uma Força Expedicionária Britânica que estava ajudando os franceses rapidamente. As operações começaram 10 de maio, com ataques a Holanda e terminou 25 de junho, quando a França assinou um armistício que dividiu o país em zonas ocupadas e desocupadas. Os alemães controlaram as zonas ocupadas, no norte e noroeste, que constou de três quintos do país; um novo governo francês estabelecido em Vichy administrou o sul de dois quintos. O líder da Itália, Benito Mussolini, esperava para entrar em os despojos e declarou guerra à França 10 de junho. As forças italianas atacaram o sul da França, em 21 de junho. Em 10 de Julho, uma guerra aérea sobre a Inglaterra começou, que o primeiro-ministro britânico Winston Churchill chamou a Batalha da Grã-Bretanha. O Luftwaffe era para derrubar a Royal Air Force (RAF) em preparação para a Operação Leão Marinho, a invasão naval proposta da Grã-Bretanha, ou forçar Churchill a buscar uma paz negociada. Apesar de ter sido uma coisa quase-run, a defesa montada pelo RAF mal levou Hitler a abandonar os planos para a invasão; a Batalha da Inglaterra findo em 30 de setembro. Grã-Bretanha também estava se opondo as forças alemãs e italianas nos desertos do Norte de África e nas águas do Atlântico. A Batalha do Atlântico foi travada principalmente entre embarcações de superfície britânico e os submarinos alemães (submarinos) que tentaram cortar as linhas de abastecimento do país ilha. Os Estados Unidos, embora tecnicamente neutro, desde Grã-Bretanha com suprimentos necessários depois de aprovar um acordo de empréstimos e arrendamentos em março de 1941. Depois que os EUA entraram na guerra em dezembro de 1941, as suas forças marítimas e aéreas tomou parte ativa na guerra naval do Atlântico . U-boats alemães patrulhavam ao largo da costa leste dos Estados Unidos e no Caribe, afundar navios da American Merchant Marine. Hitler voltou sua atenção da Grã-Bretanha, um país que realmente queria lutar, para seu objetivo mais importante: invadir e derrotar o seu antigo aliado, a União Soviética. Em primeiro lugar, a Alemanha tinha para ajudar a Itália, que tinha esbarrado em sua tentativa de invadir e conquistar a Grécia. (Anteriormente, a Itália tinha apreendido a Abissínia, agora chamado Etiópia, na África.) Jugoslávia também caiu para a máquina de guerra alemã. A Hungria e a Roménia já eram aliados alemães. Roménia tinha planejado para lutar contra a Alemanha, mas a perda de seu principal aliado, a França, a deixou com pouca escolha mas para se tornar um satélite da Alemanha nazista. Um governo fascista derrubou monarca da Roménia, e do país balcânico serviria como o terceiro maior militar do Eixo na Europa até que ele mudou de lado no outono de 1944, tornando-se a quarta maior militar aliada. Fundo – Europa A Primeira Guerra Mundial tinha alterado radicalmente a política mapa europeu, com a derrota das Potências Centrais (inclusive Áustria-Hungria , Alemanha e do Império Otomano) e de 1917 bolchevique tomada do poder na Rússia , o que eventualmente
  • 10. levou à fundação da União Soviética . Enquanto isso, os vitoriosos Aliados da Primeira Guerra Mundial, como a França, Bélgica, Itália, Grécia e Roménia, ganhou território, e os novos Estados-nação foram criados a partir do colapso do Império Austro-Húngaro e Otomano e impérios russos. Para evitar uma futura guerra mundial, a Liga das Nações foi criada durante a Conferência de Paz de Paris de 1919 . Principais objetivos da organização eram para evitar conflito armado através da segurança coletiva, militar e desarmamento naval , e resolver disputas internacionais através de negociações pacíficas e arbitragem. Apesar da forte pacifista sentimento após a I Guerra Mundial, as suas consequências ainda causou irredentista e revanchista nacionalismo em vários Estados europeus. Esses sentimentos foram especialmente marcados na Alemanha por causa das perdas territoriais, coloniais, e financeiros significativos incorridos pelo Tratado de Versalhes . Segundo o tratado, a Alemanha perdeu cerca de 13 por cento do seu território e todas as suas colónias ultramarinas, enquanto a anexação alemã de outros estados era proibido, as reparações foram impostas, e os limites foram colocados sobre o tamanho e a capacidade do país Forças Armadas. O Império Alemão foi dissolvido na revolução alemã de 1918-1919, e um governo democrático, mais tarde conhecida como a República de Weimar, foi criado. O período entre guerras viu a luta entre os partidários da nova república e opositores radicais, tanto sobre o direito e esquerdo. Itália, como um aliado Entente, tinha feito alguns ganhos territoriais do pós-guerra; no entanto, os nacionalistas italianos ficaram irritados que as promessas feitas pela Grã-Bretanha e da França para garantir entrada italiana na guerra não se cumpriram com o acordo de paz. De 1922 a 1925, o fascista movimento liderado por Benito Mussolini tomou o poder na Itália com um nacionalista, totalitário, e colaboração de classe agenda que aboliu a democracia representativa, reprimida forças socialista, de esquerda e liberais, e perseguiu uma política externa expansionista agressiva de tornando Itália uma potência mundial , prometendo a criação de um "Novo Império romano". Adolf Hitler, depois de uma tentativa fracassada de derrubar o governo alemão em 1923, eventualmente se tornou o Chanceler da Alemanha em 1933. Ele aboliu a democracia, defendendo uma revisão radical, com motivação racista da ordem mundial, e logo começou uma massiva campanha de rearmamento. Foi neste momento que os cientistas políticos começaram a prever que uma segunda Grande Guerra pode ter lugar. Enquanto isso, na França, para garantir a sua aliança, permitiu à Itália uma mão livre na Etiópia, que a Itália desejada como um possessão colonial. A situação foi agravada no início de 1935, quando o Território da Bacia do Sarre foi legalmente reunido com a Alemanha e Hitler repudiou o Tratado de Versalhes, acelerou seu programa de rearmamento, e introduziu o serviço militar obrigatório. Na esperança de conter a Alemanha, o Reino Unido, França e Itália formaram a Frente Stresa; No entanto, em junho de 1935, o Reino Unido fez um acordo naval independente com a Alemanha, a flexibilização das restrições anteriores. A União
  • 11. Soviética, preocupado com as metas da Alemanha de capturar vastas regiões da Europa Oriental , redigiu um tratado de assistência mútua com a França. Antes de entrar em vigor, porém, o pacto franco-soviético foi obrigado a passar pela burocracia da Liga das Nações, que a tornava essencialmente desdentado. Os Estados Unidos, preocupados com os acontecimentos na Europa e na Ásia, passou a Lei de Neutralidade em agosto do mesmo ano. Hitler desafiou as Versalhes e os tratados de Locarno por remilitarising da Renânia março de 1936. Ele encontrou pouca oposição de outras potências europeias. Em outubro de 1936, a Alemanha e a Itália formaram o Eixo Roma-Berlim . Um mês depois, a Alemanha e o Japão assinou o Pacto Anti-Comintern, que a Itália iria participar no ano seguinte. Ásia O Kuomintang partido (KMT) na China lançou uma campanha de unificação contra os senhores da guerra regionais e nominalmente unificou a China em meados da década de 1920, mas logo foi envolvido em uma guerra civil contra seus ex- comunistas chineses aliados. Em 1931, uma vez mais militarista japonês império , que tinha procurado por muito tempo influência na China como o primeiro passo do que seu governo via como do país direito de governar a Ásia , usou o Incidente de Mukden como pretexto para lançar uma invasão da Manchúria e estabelecer o estado fantoche de Manchukuo. Muito fraco para resistir Japão, a China apelou à Liga das Nações para a ajuda. Japão retirou-se da Liga das Nações, após ter sido condenado por sua incursão em Manchuria. As duas nações, em seguida, lutou várias batalhas, em Shanghai , Rehe e Hebei , até que a trégua Tanggu foi assinado em 1933. Depois disso, forças voluntárias chinesas continuaram a resistência à agressão japonesa na Manchúria , e Chahar e Suiyuan . Depois de 1936 Xi 'um incidente , o Kuomintang e as forças comunistas concordaram com um cessar-fogo para apresentar uma frente unida para se opor Japão. A Invasão da Polônia O líder alemão Adolf Hitler entendeu que sua conquista global da Europa contou com neutralizando a Polônia no Oriente, ganhando uma garantia de não-agressão dos soviéticos e se preparando para a batalha contra Grã-Bretanha e da França no Ocidente. A partir daí, o empurrão final seria contra seu aliado na União Soviética dando para Hitler toda a mão de obra escrava, recursos agrícolas e recursos naturais que necessário. A nação da Polônia era um Estado soberano antes da Primeira Guerra Mundial (1914- 1918) e, finalmente, canibalizado pelo poder alemão, austríaco e russo durante os anos 1800. Foi só depois da guerra, e o desmantelamento dos impérios Alemão, Austro- húngaro e otomano que a Polônia foi feita inteira mais de uma vez. Desta vez, foi dado extensões de terra a partir dos impérios caídos (incluindo o da Rússia czarista, que evoluiu [por meio da revolução interna] para se tornar a União Soviética na década de 1920. Uma das vias principais permitidos pela Polônia era o acesso ao Mar Báltico no
  • 12. norte, embora este território agora dividido, a Alemanha adequada das suas participações na Prússia Oriental, os alemães também perderam o porto da cidade de Danzig, que estava sob o controle e a proteção da Liga das Nações como uma “cidade livre”, sem verdadeiro dono nacional. Para evitar outra guerra longa e custosa, Grã-Bretanha e França (os principais intervenientes na política europeia da época) procurou a rota de negociação sobre a guerra, em um esforço para conter os caprichos de Hitler, tendo já concedeu-lhe a Checoslováquia. Para a Grã-Bretanha e a França, não se mostrou um entendimento de que, se a Polônia foi atacada, ambas as nações se comprometeriam militarmente ao lado dos poloneses. - Os números À beira da guerra, as forças alemãs de Hitler numerado em 60 divisões com 2.750 tanques, 2.315 aviões e 9.000 peças de artilharia contra uma força polonesa de 39 divisões que cobrem 880 tanques, 400 aviões e 4.300 sistemas de artilharia. Quando a União Soviética comprometida com a ação, ele trouxe consigo 33 divisões numeração 4.736 tanques, 3.300 aviões e 5.000 armas de campo de todos os tipos. Mão de obra total autorizado foi de 1,5 milhões de soldados alemães, 466,500 tropas do Exército Vermelho e 51.300 soldados eslovacos contra uma ameaça polonesa menor. The Who Adolf Hitler, líder e Reichs Chanceler da Alemanha; władysław raczkiewicz, Presidente da Polónia; Josef Stalin, líder da União Soviética O Quando e onde 01 de setembro de 1939 a 06 de outubro de 1939. A ofensiva alemã no Ocidente começou em 1º de setembro e mais tarde foi seguido pela ofensiva soviética no Leste em 17 de setembro. O Que líder alemão Adolf Hitler entendeu que sua conquista global da Europa contou com neutralizando a Polónia no Oriente, ganhando uma garantia de não-agressão dos soviéticos e se preparando para a batalha contra a Grã-Bretanha e da França no Ocidente. A partir daí, o empurrão final seria contra seu aliado one-time na União
  • 13. Soviética dando Reich de Hitler toda a mão de obra escrava, recursos agrícolas e recursos naturais que necessário. A nação da Polônia era um Estado soberano antes de 1 Guerra Mundial (1914-1918) e, finalmente, canibalizado pelo poder alemão, austríaco e russo durante os anos 1800. Foi só depois da guerra, eo desmantelamento dos impérios Alemão, Austro-húngaro e otomano que a Polónia foi feito inteiro mais uma vez. Desta vez, foi dado extensões de terra a partir dos impérios caídos (incluindo o da Rússia czarista, que evoluiu - por meio de uma revolução interna - para se tornar a União Soviética na década de 1920. Uma das vias principais permitidos Polónia acesso ao Mar Báltico no. norte embora este território agora dividida Alemanha adequada das suas participações na Prússia Oriental. os alemães também perdeu o porto da cidade de Danzig, que agora estava sob o controle ea proteção da Liga das Nações como uma "cidade livre", sem verdadeiro dono nacional ser tido. Para evitar outra guerra longa e custosa, Grã-Bretanha e França - os principais intervenientes na política europeia da época - procurou a rota de negociação sobre a guerra, em um esforço para conter os caprichos de Hitler, tendo já concedeu-lhe a Checoslováquia. Para a Grã-Bretanha ea França, não se mostrou um entendimento de que, se a Polônia foi atacada, ambas as nações se comprometeriam militarmente ao lado dos poloneses. Os números à beira da guerra, as forças alemãs de Hitler numerados 60 divisões com 2.750 tanques, 2.315 aviões e 9.000 peças de artilharia contra uma força polonesa de 39 divisões que cobrem 880 tanques, 400 aviões e 4.300 sistemas de artilharia. Quando a União Soviética comprometida com a ação, ele trouxe consigo 33 divisões numeração 4.736 tanques, 3.300 aviões e 5.000 armas de campo de todos os tipos. Mão de obra total autorizado foi de 1,5 milhões de soldados alemães, 466,500 tropas do Exército Vermelho e 51.300 soldados eslovacos contra uma ameaça polonesa menor. No final da luta, 66.000 defensores poloneses foram mortos com mais 133.700 a 200.000 feridos em ação. A isto foi adicionado à humilhação de 694.000 soldados poloneses tomados como prisioneiros de guerra (POW) para ver a morte certa por inanição, abuso ou execução nos vários campos de prisioneiros e marchas da morte
  • 14. instituída após a invasão. Por sua vez, o Exército alemão conseguiu perdas de 16.300, com 30.300 feridos nos combates, enquanto os soviéticos saíram-se melhor com 1.475 a 5.300 mortos e 2.380 feridos em menos semanas de combates. Forças eslovacas perderam 37 com 114 feridos. - O que aconteceu? Adolf Hitler já tinha inventado seus planos para além da Grã-Bretanha e da participação francesa e estes foram finalizados por seus comandantes em 26 de agosto de 1939. Um pacto de não agressão já havia sido assinado com os soviéticos no mesmo mês e a ordem final para invadir, foi dada em 31 de agosto de 1939. Em 01 de setembro de 1939, as forças alemãs cruzou o território polonês para começar oficialmente a 2 Guerra Mundial. A campanha de Hitler foi construída sobre a superioridade tecnológica e excelente comando na primeira guerra moderna. Seus ofensivos foram executados sob a doutrina "blitzkrieg", que envolve uso hábil das forças terrestres mecanizadas em conjunto com o poder aéreo esmagadoras para garantir uma campanha curta. Bombardeiros da Luftwaffe neutralizado infraestrutura polaca chave e combatentes rebateu combatentes poloneses, por sua vez. Blindados alemães negociado estradas e pontos de estrangulamento principais que conduzem aos estratégicos poloneses aldeias, vilas e cidades na sua marcha para a capital de Varsóvia. Apesar das objeções da Grã-Bretanha e da França, Hitler continuou seus ataques e o apoio militar prometido para os poloneses nunca veio de seus aliados. Os poloneses conseguiram defesas valentes, sempre que possível, embora movimentos táticos pelos alemães enredados massas de defensores poloneses em movimentos radicais. Quaisquer que sejam os elementos não foram apanhados no guarda-chuva alemão recuou para leste em direção à capital. Em 17 de setembro, a situação para a Polônia cresceu sombria quando a União Soviética desencadeou seu exército do leste. Contra as barreiras insuperáveis, os últimos defensores poloneses se renderam em 06 de outubro, terminando a campanha alemão-soviética contra a Polônia. O governo então só existia no exílio. A ofensiva alemã-soviética conjunta terminou com uma divisão vertical quase perfeita da Polônia com o que coloca a reivindicação União Soviética para o leste e os alemães reivindicando a metade ocidental. Prússia Oriental foi agora ligado ao território alemão e do porto de Danzig estava sob controle alemão. A nação da Polônia deixou de existir, uma vez mais e isso iria permanecer como tal até o fim da guerra em 1945. Após este período, o país cairia sob o regime comunista soviética de influência antes de ver a sua independência, mais uma vez, em 1989, em meio à queda de Império soviético. Batalha do Rio da Prata Para os alemães, o controle das rotas marítimas do Atlântico sempre foi parte da neutralização (e, finalmente, contendo) do Império Britânico de envolver-se fortemente
  • 15. na conquista alemã da Europa. Antes da guerra, a marinha alemã encomendou três "bolso" navios de guerra a ser projetado em torno de velocidade, alcance, poder de fogo e proteção. Sua principal missão seria a de atacar todos os tipos de comércio britânico cruzar o oceano a partir das Américas e da África, em última análise, subjugando seu potencial inimigo através do Canal Inglês. O KMS Graf Spee serviu a marinha alemã sob a classificação "cruiser" e provou ser um adversário formidável para embarcações menores. O KMS Deutschland e KMS Graf Spee foi chamado para o Atlântico no final de agosto de 1939, pouco antes da invasão alemã da Polônia em 1º de setembro para começar oficialmente 2. Guerra Mundial do Deutschland seria acusada de contenção do Atlântico Norte com o Graf Spee controlar o Atlântico Sul. A "Batalha do Rio da Prata", como o Graf Spee engajamento veio a ser conhecido, tornou-se a primeira batalha naval da 2 Guerra Mundial e a única batalha da guerra a ter lugar na América do Sul. Os números O KMS Admiral Graf Spee foi um dos três navios de guerra bolso previstos, juntando- se a KMS Deutschland (mais tarde renomeado para KMS Lutzow) e o KMS Almirante Scheer. Graf Spee viu sua quilha forjada em 1932, foi lançado em 1934 e comissionado em 1936. Ela foi tripulado por mais de 1.000 homens e armados principalmente através de sua impressionante de seis 11 "bateria de arma principal e oito 6" armas de apoio com oito 21 "tubos de torpedos. armadura totalizou 5,5 "ao longo das torres e 3" no cinto. para a batalha de River Plate, ela navegou sozinho, sem escolta. no entanto, ela também foi apenas um dos dois navios de guerra da frota alemã a ser equipado com radar e isso ajudou-o. Após um mês de vela, o Graf Spee já tinha feito o suficiente dano consideráveis que não menos de oito conjuntos partes franco-britânicos foram formados para caçá-la. Isto continuou até início de dezembro, quando uns pares de navios britânicos conseguiram transmitir a posição do o Graf Spee antes de ser afundado. Este golpe de sorte permitiu a informação vital da Marinha Real como a curso de vela de o Graf Spee que defini-lo em direção a águas brasileiras. A Marinha Real estimado ainda mais o navio estava dirigindo para a região do Rio da Prata - ao sul do Rio de Janeiro - e se preparou três cruzadores próximas para o engajamento vital, o HMS Exeter, o HMS Ajax e HMS Achilles. O que aconteceu? Esperando seu inimigo, a Marinha Real preparado. No entanto, Langsdorff surpreendeu as posições britânicas por chegar a partir do Noroeste em 13 de dezembro, o Graf Spee já ter resolvido-se em uma posição vantajosa para envolver um comboio de saída suspeita na área. O Graf Spee já tinha avistado o HMS Ajax quando a aurora surgiu a
  • 16. partir do leste e mudou-se para atacar - supondo que ela fazia parte do comboio em questão. O Graf Spee realizada a vantagem de armadura e poder de fogo contra os três navios britânicos que poderia combater com rapidez e agilidade. O HMS Exeter plotados um curso para atender o Graf Spee de uma posição sul, enquanto HMS Ajax e HMS Achilles arredondado campo de batalha para se aproximar do Oriente. Esta abordagem de "dividir" forçaria o Spee Graf para cometer suas armas, quer para um único vaso ou alvo todos os três de uma só vez através do fogo diluída. Uma vez no intervalo, os Graf Spee envolvidos com a maior ameaça percebida primeiro - o HMS Exeter. O Exeter levou um golpe letal para sua ponte e perdeu suas duas torres frontais. Listagem para estibordo, Exeter só poderia montar um ataque com sua torre de popa e torpedos e conseguiu dois ataques diretos contra o Graf Spee, por sua vez. HMS Ajax e Achilles HMS entrou na briga e conseguiu atacar o navio alemão sobre uma dúzia de vezes que obrigou o navio alemão para tomar uma ação evasiva. O HMS Exeter evitou a batalha e correu para as Ilhas Falkland para reparação. A própria danificado, Graf Spee quebrou engajamento e partiu para o Uruguai neutro e na cidade portuária de Montevidéu com os dois restantes cruzadores britânicos em perseguição. Graf Spee chegou em 14 de dezembro. A neutralidade do Uruguai na guerra permitiu a entrada Graf Spee na porta sob a consideração que ela sair dentro de 24 horas para que ela não ser confiscado. Os alemães foram concedidos uma estadia prolongada para promulgar reparações e tratar a sua ferida. Durante este período de calmaria, a Marinha Real reforçou o seu poder de fogo e trabalharam seus canais de decepção para permitir Langsdorff pensar uma força maior o aguardava do lado de fora da segurança do porto. Em 17 de dezembro, o Graf Spee foi preparado e navegou ao encontro de seu destino esperado. Langsdorff alterou os planos britânicos quando o navio alemão foi abandonado e corriam para impedi-la a tornar-se um prêmio de guerra ou pior. Com a perda do navio e a humilhação da derrota, o Capitão Langsdorff cometeu suicídio em 20 de dezembro, encerrando o reinado do KMS Admiral Graf Spee. A perda do KMS Graf Spee foi ganha os Aliados uma vitória início muito necessária na guerra. Batalha do Atlântico A Batalha do Atlântico é um dos campos de batalha mais negligenciados de 2 Guerra Mundial, mas provou não menos importante para o controle das rotas marítimas vitais entre América do Norte e Europe.The alemão U-boat flagelo era um dos componentes mais mortais do Alemão máquina de guerra, um componente utilizado na Primeira guerra Mundial 1 também. O U-boat se tornou a maior ameaça para navios mercantes percorrendo as longas e calçadas abertas do Oceano Atlântico durante a maior parte da guerra.
  • 17. Alemanha compreendeu a importância de reabastecimento para a ilha da Grã-Bretanha. Se a Grã-Bretanha estavam a perder a sua importação, ela faria sob intensa pressão e incapaz de manter frescas as suas forças de combate através de alimentos, roupas, materiais, munições e peças automotivas. Igualmente, primeiro-ministro britânico Winston Churchill compreendeu a natureza vital das pistas entre o Reino Unido e seus aliados norte-americanos para o Novo Mundo - ao que parece - que desempenham um papel importante na manutenção do Velho Mundo à tona. Da mesma forma, a União Soviética viria a depender das rotas marítimas do Atlântico para os suprimentos vitais e vários implementos de tomada de guerra como caças e tanques de entrada de América - isso, claro, após a decisão de Hitler de invadir a União Soviética através de "Operação Barbarossa" em junho de 1941. Tal como se apresentava Alemão almirante Karl Dönitz assumiu o comando da frota do U-boat em 1935. Ele tomou totalmente a sério o valor do controle Atlântico e forjou sua frota em uma dobrada força de combate coesa em aniquilar a estrutura de apoio que reabastecido Europa. Suas diretrizes incluiu a tática conhecida como "Lobo Packs", na qual vários submarinos alemães iria envolver um navio inimigo ou do comboio, em conjunto, fazendo com que todos os tipos de estragos calculados e - em última análise - vitória. Além disso, os navios mercantes da época estavam desarmados, tornando-os alvos em vez suculentos a esses submarinos à espreita. No entanto, erros alemães prevaleceram no desenvolvimento de uma força submarina substancial para Donitz até setembro de 1939. Autoridades colocadas ênfase na construção de navios de superfície em vez disso, obrigando a frota de U-boat para numerar apenas 56 navios concluídos em vez dos 300 ou assim imaginados por desta vez. Além disso, apenas cerca de 22 destes submarinos foram construídos para a vida aproximada do mergulho profundo do oceano e de combate - o restante sendo nada mais do que navios de patrulha costeira com capacidade limitada. O forro britânico Athenia tornou-se a primeira baixa U-boat, em rota de Glasgow para Montreal, e resultou na perda de 112 almas em 3 de setembro de 1939. Dois dias depois, a Bósnia se tornou o primeiro navio mercante a cair para o U- barcos. O "sistema de comboio" foi então elaborado pelos Aliados e colocar em vigor no dia seguinte. Navios mercantes também estavam agora armados para a tarefa e dado ordens para a RAM navios de guerra alemães se o cenário se apresentou. Estas decisões, aos olhos de Dönitz, permitiu uma política de "agressão aberta" em qualquer navio mercante Allied operando no Atlântico. Embora ainda em funcionamento em número limitado, os submarinos fizeram sentir sua presença. Alvos de oportunidade tornaram-se inicialmente navios individuais e, em seguida, formou a comboios desprotegidos. Como o saque cresceu, o mesmo aconteceu com área de operações a oeste da Irlanda do alemão. 1940 e da queda da França acrescentou todos os novos portos de originação para o Kriegsmarine alemão. Agora U-boats poderia operar a partir destes locais mais perto do
  • 18. Teatro Atlântico. Além disso, a Luftwaffe alemã foi atualizada com aviões de reconhecimento marítimo de longo variou que não só poderia marcar alvos para os submarinos, mas também lidar com eles através de suas próprias medidas anti-navio. U- boats agora tinha acesso sem precedentes ao longo das pistas vastos oceano, forçando os Aliados para reestruturar seus planos de viagem e colocar navios de guerra antigos em serviço, para protecção provisória. A assinatura do Lend-Lease Act dos Estados Unidos permitiu a assistência militar para a Grã-Bretanha ea União Soviética, ajudando assuntos pouco. Apesar disso, U-boat "ases" foram nascendo e milhares de toneladas de produtos foram perdidos para o oceano. Os aliados virou-se para a engenhosidade e desenvolveu vários sistemas de nota. holofotes poderosos, aviões de patrulha anti-navio em suportes de escolta e interceptores de transmissão de rádio tudo começou a trabalhar contra a frota de submarinos. Enquanto 1941 viu quase 500 navios aliados e mais de 2,4 milhões de toneladas de bens perdidos de 1942 foi ainda pior, com mais de 1.000 navios e cerca de 5,5 milhões de toneladas de bens perdidos. No entanto, em março de 1943, a idade de ouro do submarino alemão - e qualquer vantagem que realizou - foi desfeita. Aliadas táticas melhorada graças à tecnologia, experiência e execução. U-boats eram cada vez mais apontado como eram as suas bases de todo-importantes de originação. A RAF conseguiu interromper tais operações ao longo da costa da França e do bem-sucedido em junho de 1944 invasões do dia D removido estas bases marinha alemã de contenção completamente. A taxa de comissão- to-perda da frota de U-boat tornou-se insuportável - com 98 novos barcos colocados on- line para tentar substituir o 123 ou tão perdido. Apesar da frota de numeração cerca de 400-forte, o flagelo U-boat foi tudo, mas acabou. Como as forças aliadas fizeram progressos em toda a África, Itália e França, a maré tinha virado sobre os alemães em mais maneiras do que uma. A capacidade de U-boat foi um tal acidente para os alemães e uma vitória importante (crítico, bem como) para a causa aliada. Indiscutivelmente a frente de batalha mais importante da 2 Guerra Mundial, foi agora contido em favor dos aliados. A Invasão da Noruega A invasão alemã da Noruega marcou a primeira vez que o Eixo e dos Aliados forças terrestres se reuniu em combate face-a-face. A força de invasão alemã considerável foi enviado para o norte para reivindicar o país escandinavo - dando-lhe um corredor de terra para o minério sueco valioso. A invasão começou no dia 09 de abril de 1940 e passou a escrever mais um capítulo na crescente história da 2 Guerra Mundial. Juntamente com a Noruega, o outro objetivo territorial do dia foi a Dinamarca - que foi tomada com pouca dificuldade no dia 9. Os desembarques em toda a Noruega, em seguida, seguido por mar e ar. navios de guerra aliados encontrado algum sucesso
  • 19. inicial na Primeira Batalha de Narvik, mas Oslo ficou sob pressão e forçou seus líderes de alto perfil para desocupar a cidade e finalmente mandar para um exílio a bordo de um navio britânico. Várias outras grandes cidades norueguesas se tornaram alvos da agressão alemã - de novo por terra, mar e ar. Os aliados responderam com várias ofensivas para ajudar a conter o inimigo avança, mas a comunicação provou pobres e suas tropas estavam mal equipados para o combate ao tempo frio. Apesar da resistência aliada - que não apareceu para a Polónia e Finlândia - a campanha norueguesa foi um fracasso para os defensores. A rendição da Noruega estava completa em 10 de junho de 1940. A Invasão da França Antes da invasão da União Soviética, Hitler e seus generais planejados a conquista da França e dos Países Baixos (Bélgica, Holanda e Luxemburgo). Os alemães previsto um plano de cuidado em que as forças de diversão iriam entrar na Bélgica e elaborar unidades britânicas e francesas de suas posições preparadas. Uma segunda força poderia navegar na Floresta de Ardennes e ignorar a Linha Maginot, a sua unidade destina-se a severas as forças aliadas do norte do sul. Além das fortificações de concreto e armas pesadas da Linha Maginot, os franceses estavam contando com o obstáculo natural que foi a Floresta de Ardennes, considerada intransponível por parte das autoridades francesas. O objetivo alemão era simples - tomar Holanda e Luxemburgo antes de conquistar a Bélgica e França - para fazer o Canal Inglês, esmagando qualquer resistência aliada ao longo do caminho e capturar Paris. A partir deste, a uma curta travessia do Canal Inglês era tudo o que foi exigido das forças armadas alemãs para tomar Grã-Bretanha. Sucesso alemão com o "Blitzkrieg" (General Guderian ser um defensor chave da doutrina) contra a Polônia simplificou o processo de invasão e ofereceu a experiência de valor inestimável para as unidades. A invasão da Europa Ocidental começou às 02h30min em 10 de maio, envolvendo cruzamento de infantaria na Holanda e na Bélgica e unidas por pára-quedistas alemães, tendo o forte belga em Eben-Emael e sua 2,000-forte guarnição com a perda de apenas seis pára-quedistas alemães. Outros paradrops chave renderam pontes estratégicas e aldeias que iria permitir a passagem de blindados alemães. Pára-quedistas também desembarcou em Roterdão e Haia sob surpresa completa. do general von Bock Exército Grupo B se mudou para a Holanda e Bélgica, com 30 divisões de infantaria para configurar o ardil. Ele foi acompanhado pelos 44 divisões (incluindo as forças de tanques Panzer) de do general von Rundstedt Exército Grupo A, no sul. Exército Grupo C caiu ao General Leeb e foi posicionado na Linha Maginot, com 17 divisões destinadas a prender a atenção Francês lá. defesas aliadas foram elaboradas a esperar a massa das forças alemãs que vêm através da Bélgica, como haviam feito décadas antes na Primeira Guerra Mundial 1. Pelos números, as forças aliadas foram bastante comparável com os invasores e, de certa forma, mais forte e mais quantitativa . O "Plano de Dyle" foi desenvolvido para criar
  • 20. uma frente defensiva criado pela barreira natural que era o rio Dyle, a frente de norte para Wavre e em Holland no rio Maas. Os preparativos foram preenchidos por 14 de maio. Voltar na tarde de 12 de maio, três divisões do alemão Geral Guderian tinha feito com sucesso uma pegada no Rio Meuse perto Sedan e, ao cair da noite, as forças inimigas estavam no controle da margem direita do rio para o norte até Dinant em preparação para a travessia. Os franceses acreditavam que os cruzamentos exigiria até quatro dias, que iria comprar os aliados. No entanto, proeza de engenharia alemã, mesmo debaixo de fogo, conseguiu a travessia em apenas 24 horas. Isto permitiu pontes alemães completos para ser criada a Dinant, Montherme e Sedan até o final de 14 de maio para fornecer o trampolim para a França adequada. Em 15 de maio, os alemães promulgada seu impulso final para a França, movendo-se todo o tipo de homem e máquina para fora das cabeças de ponte e em direção a Paris ea costa Channel - a Linha Maginot apontado provou irrelevante para a defesa francesa neste momento e superioridade aérea foi em nas mãos dos alemães. resposta lenta e ações descoordenadas soletrado desgraça para os defensores em cada turno. Os números Os alemães foram capazes de cometer 141 divisões totais dos combates, composta de 2.445 tanques, 7.378 de artilharia e 5.638 aviões complementando sua 3,35 milhão de forte força de infantaria. Comparativamente, os aliados reuniram 144 divisões com 14.000 artilharias, 3.383 tanques e 3.000 aviões para ir junto com seu contingente de 3,3 milhão de soldados. O BEF foi composta por 10 divisões sob comando francês. Apesar das tentativas valentes pelos Aliados para os cargos, os alemães prevaleceram ao custo de 157,600 até 1.345 tanques da aeronave e 800 mortos e perdeu. Os aliados se saíram muito pior com 360.000 mortos / feridos, 2.233 aviões perdidos e cerca de 1,9 milhão de soldados feitos prisioneiros. Para a alegria de Hitler, sua ofensiva para tomar Paris durou apenas 1 mês e 12 dias que antecederam a rendição francesa. O que aconteceu? Por ignorando a Linha Maginot, os alemães completaram a passagem impensável da Floresta de Ardennes. Forças aliadas comprometida com o norte e caiu na armadilha alemã que contou com excelentes ataques coordenados a partir de armadura, artilharia e mergulho bombardeiros cobertos por caças de escolta, que oprime a mal coordenadas e dispostas forças aliadas. Apesar de alguns contra-ataques bem sucedidos, incluindo a ação pelo coronel de Gaulle em Montcornet, os aliados poderiam reivindicar pouco e sua situação piorou com fluxos de refugiados começando a sufocar estradas principais. Em comparação com os movimentos alemães fluidos, os aliados defendem encontraram-se em uma posição fraca e não saber o objetivo alemão final - o controle dos portos do Canal da tomada da própria Paris.
  • 21. Partirão em ofensiva rápida do alemão por meio dos Países Baixos, finalmente, marcou Holanda, Luxemburgo e Bélgica, como as forças inimigas atingiu o Canal em 19 de maio. Os holandeses já haviam se rendido em 15 de maio, um dia depois de Rotterdam foi bombardeada por bombardeiros alemães resultantes na morte de 1.000 cidadãos e a destruição de cerca de 78.000 casas. Nos dias 17 e 18 de Maio, a cidade capital de Bruxelas foi tomada e seguiu pela cidade de porto chave de Antuérpia - o que levou os aliados que ainda estão presos no norte a recuar para a costa para as suas vidas. Um contra-ataque dos Aliados em 24 de maio encontrou sucesso limitado, mas foi repelido por sua vez. Com Brussels ter caído, o rei Leopoldo III realocados seu governo para Paris e se rendeu seu exército para os alemães em 28 de maio. Ao chegar à costa, unidades alemãs no norte foram interrompidas para permitir que suprimentos para recuperar o atraso e preparar o exército para a conquista da França. Os BEF e as forças francesas restantes escondidas ao longo de um perímetro defensivo cada vez menor em Dunquerque, da esquerda para a Luftwaffe alardeada de Hermann Goering para destruir, em última instância. Com isso, o Exército alemão no norte voltou sua atenção para o sul e entrou na fronteira francesa. Uma frente defensiva foi estabelecido nos rios Somme e Aisne mas sua provou fútil. Para que as estruturas históricas de Paris ser perdido para bombas e tanques alemães, a capital foi entregue sem luta aos alemães que chegaram em 14 de junho. O armistício foi assinado em 22 de junho de 1940, que termina oficialmente a campanha alemã contra os Países Baixos e França. Para adicionar insulto à injúria da França, Adolf Hitler ordenou a rendição francesa a ser assinado no mesmo vagão de trem que a rendição alemã humilhante para a França foi assinado no meio da Guerra. A conquista da Europa Ocidental foi concluída. Toda a ofensiva alemã marcou quatro países em apenas seis semanas. Campanha de Bombardeio da RAF Grã-Bretanha passou à ofensiva maio de 1940, o envio de cerca de 100 bombardeiros da RAF sobre o Ruhr - o coração industrial do Terceiro Reich - em seu primeiro assalto a noite contra o território alemão de capital aberto. Apenas uma aeronave foi perdida na ação que se seguiu. acções subsequentes em 1941 e 1942 iria revelar algumas verdades feias sobre a campanha de bombardeio, no entanto, por exemplo, como apenas um em cada três bombardeiros foram realmente bater sua marca dentro de 5 milhas de seu alvo. Além disso, através da "Diretiva bombardeio de área" deliberada e controverso, áreas civis alemães de capital aberto foram agora aberto a ataques de bombardeiros britânicos (provocada em retaliação pelas mortes de civis incorridos pela Inglaterra através bombardeiro alemão invade a si mesmos). Lubeck agora se juntou Colónia, Dusseldorf e Hamburgo, em tais ações. Mas talvez o ataque mais divulgado fosse ao nivelamento
  • 22. de Dresden pelo fogo-bombardeio, resultando na morte de 130.000 dos seus cidadãos, e, finalmente, tornar-se uma ação muito controversa tanto na própria Inglaterra e em todo o mundo. Em 1943, a Operação Torch - a invasão aliada do Norte de África - mudou tudo, envolvendo poderio industrial americano e números à mistura. Como os americanos USAAF bombardeiros pesados e médios levaram a luta para a Alemanha através de uma campanha de bombardeio diurno implacável e de bronze, os britânicos usaram seus conhecimentos em acções de radar e noite para manter a luta vai durante as horas críticas nocturnas. A capital da Alemanha, Berlim era um alvo revisitado por bombardeiros britânicos equipados para saídas noturnas, tornando heróis de tais montagens como o lendário Avro Lancaster. Apesar de à prova de bala e alemães interceptores baseados em terra pesados e precisos desenvolvidos especificamente para o papel de combate da noite, os britânicos alcançaram o sucesso nos céus nocturnos. Este foi, no entanto, não sem perdas excessivas para suas próprias fileiras - para a Alemanha defensiva de espírito era tão letais como uma ofensiva de espírito. Como a campanha rolou, táticas e tecnologia evoluiu. Sistemas de radar progrediram e ajudas à navegação recém-desenvolvida foram instituídas. Tiras de folha foram lançadas por aviões britânicos para embaralhar os sinais de radar alemães. Em movimento rápido britânicos DH.98 Mosquitos foram utilizados no papel "Pathfinder" para ajudar alvos marca à frente das formações de bombardeiros através do uso de engenhos incendiários ou flares marcação. Milhares de surtidas por tripulações da RAF bravos finalmente começou a tomar seu pedágio na infra-estrutura industrial do poderoso Reich. Até o final de tudo isso, a Luftwaffe - reis dos céus, nos primeiros anos da guerra - era mais ou menos fundamentada, devido à falta de combustível, peças de reposição e, talvez mais importante, o óleo - a força vital do exército moderno. Escapar de Dunkirk Por este período na guerra, o esforço heroico por parte dos aliados na defesa contra a maré da invasão armadura Axis, mas tudo foi gasto. Polónia e Holanda já tinham caído para os alemães e na Bélgica foi logo a seguir. Forças francesas e britânicas começaram reunindo na cidade portuária francesa de Dunkirk com solo britânico sentado algumas maneiras através do canal. Sentindo aniquilação total das forças, o primeiro-ministro britânico Winston Churchill ordenou uma flotilha de navios civis para ajudar as tropas de transporte para aguardar transporte a partir do porto. O esforço se tornaria um de proporções épicas como milhares de pessoas foram salvas na operação de resgate de bronze. A defesa Bélgica já tinha caído, embora os Aliados beneficiado alguns dos recursos militares alemães parcialmente ligados a este esforço. A janela de oportunidade permitiu que mais forças aliadas para chegar a Dunquerque e a relativa segurança que é oferecida. A operação veio em seguida, em andamento e mais de 338.000 tropas aliadas foram resgatados da morte certa ou prisão no que ficou conhecido como o "Milagre em
  • 23. Dunkirk" . Apesar deste esforço, uma geração de britânicos e crianças francesas que crescem sem pais como foi o custo. Um último exercito Francês fica em Dunquerque onde rendeu aos alemães cerca de 40.000 soldados franceses como prisioneiros de guerra, enquanto milhares de veículos e armas de pequeno porte foram capturados. O alemão, em seguida, acabaria por tomar a cidade portuária sob seu controle e acabar com o suporte. A Batalha da Grã-Bretanha Após a queda da Polónia, Países Baixos (Luxemburgo, Bélgica e Holanda), Dinamarca, Noruega e norte da França, através da coordenação de especialistas e velocidade das forças aéreas e terrestres (guerra Blitzkrieg), a máquina militar alemã mudou sua atenção para a Grã-Bretanha , o coração do Império britânico. Em preparação para uma invasão terrestre da ilha (Operação Leão Marinho marcada para começar em 15 de agosto, 1940), warplanners alemão reconheceu que a superioridade aérea teria que ser conquistada e isso significou a destruição da Royal Air Force (RAF). Menos de três semanas depois da queda da França, a Luftwaffe alemã passou a trabalhar contra esse grupo andares de aviadores. Incursões iniciais por bombardeiros alemães foram destinadas a portos ao longo da costa, bem como rotas de navegação para privar a nação ilha de material crítico, ajudando a atrair caças da RAF que foram contrariados por caças de escolta da Luftwaffe. Antes da Batalha da Inglaterra, a máquina militar alemão sabia pouco da derrota graças às suas fortes recentemente apresentações em toda a Europa. Os números Contra 3.358 aeronaves (incluindo 1.223 combatentes, 1.482 bombardeiros e 327 bombardeiros de mergulho) em campo pelos alemães, os britânicos conseguiu apenas 1.963 total de aeronaves - principalmente 903 dos quais eram de dois de assento único tipos de caça - 560 bombardeiros e 500 costeira de espírito aeronave. O Hawker Hurricane e Supermarine Spitfire tornaram-se estrelas da causa britânica durante a batalha, enfrentando o igualmente estelar alemão Messerschmitt Bf 109. O que aconteceu? Auxiliado por sua rede de inteligência e crescente proficiência com radar que detectou ondas de entrada de aviões alemães sobre o canal, os britânicos conseguiram manter estável apesar dos ataques diários, que finalmente se transformou em ataques terroristas contra civis (dezenas de milhares morreriam no Alemão campanha de bombardeio). Caça alemãs escoltas sofria de alcance limitado, enquanto caças britânicos foram autorizados a operar em território amigo, pilotos da RAF são capaz de realizar várias missões em um único dia. Depois de várias mudanças de estratégia por parte da Luftwaffe em meio a perdas de montagem (incluindo a mudança de 7 de setembro a atacar Londres diretamente) e uma falta de vontade por parte dos britânicos a capitular, Hitler adiou a Operação Leão Marinho indefinidamente e mudou o seu plano mestre
  • 24. verdadeiro - a invasão da União Soviética - a sensação de que a Grã-Bretanha poderia, pelo menos, ser contida e não fazem nenhum dano grave para o Reich de sua posição agora-enfraquecida - no entanto, um dos grandes erros de Hitler seria a criação de duas frentes distintas na guerra . A Luftwaffe perdeu 1.887 aeronaves para o inimigo de 1547 (incluindo 56 só em 15 de setembro), com 2.698 mortos tripulação contra os ingleses 544. Operação Compass Em setembro de 1940, as forças italianas colocou um ponto de apoio na Líbia e repassados ao Egito, para ocupar várias posições-chave. Lá, eles organizaram para campos de defensivos para a reconstrução da casa Awai resposta Allied constituído por tropas britânicas, indianas e da Nova Zelândia de apenas 36.000-forte. Operação Compass, em seguida, seguiu em 9 de dezembro, após vários dias de bombardeamentos offshore a partir de forças da Marinha Real. Os Aliados mudaram-se com relativa facilidade e contratou os italianos na batalha diretamente. O exército italiano - cuja qualidade de formação sempre foi posta em causa - seja entregue, retirou-se ou morreram onde estava. Os Aliados, em seguida, fizeram progressos substanciais ao longo da campanha e, eventualmente, assegurou a cidade-chave porto de Tobruk, garantindo todas as futuras operações do Norte de África poderia ser totalmente fornecido pelo navio enquanto danificar linhas de abastecimento inimigas, por sua vez. No final, os melhores treinados são de 36.000 força de coalizão tomou 115.000 prisioneiros de guerra, tratando uma derrota embaraçosa para a psique italiana ao entregar uma espantosa tiro no braço para os Aliados quando mais precisava. Além disso, os italianos perderam um estoque de 400 tanques e cerca de 1.300 peças de artilharia, bem como cerca de 1.250 aeronaves. A operação marcou a primeira operação Allied militar major da Campanha do Deserto no anúncio Oeste provou uma vitória decisiva. Operação de Julgamento Dentro do salto da bota da Itália estava o porto naval italiano importante de Taranto com acesso claro para o Mar Mediterrâneo. Na noite de 11-12 de novembro de 1940, aviões de guerra da Marinha Real foram desencadeados em navios italianos atracados lá para começar Operação Julgamento - a Batalha de Taranto. O movimento provocou a primeira surtida de ataque naval notável na guerra e terminou como uma vitória britânica decisiva, removendo muito do poder naval italiano na região para a duração da guerra. Por este ponto no conflito, Grã-Bretanha e sua Commonwealth ficou sozinho na sua luta contra o Eixo para a queda da França, significou que a frota francesa foi em tomada em grande medida, fora de ação nas águas do Mediterrâneo, dando reinado quase livre para os italianos, que, por sua vez, agora em perigo de passar comboios britânicos de e para o Norte de África, o Oriente Médio e partes em outros lugares. A Marinha Real teria um papel tão crítico como o Exército e a Força Aérea Real, utilizando não apenas a
  • 25. superfície, como navios de guerra e submarinos de ataque em sua marcha sobre Roma e Berlim, mas também aviões de ataque e de combate à base de transportadora para levar a luta ao inimigo onde quer ele estavam deitados. Após um período de voos de reconhecimento de Taranto porto, os planos da Marinha Real estavam sendo finalizados para o ataque. A força naval italiana no porto foi, entretanto, a construção em número e protecção FlaK era forte enquanto está a ser ajudado por balões de barragem a ser mantida no alto. Ao invés de esperar a resposta italiana definitiva para a presença naval britânica nas proximidades, a Marinha Real arranjado para suas obsoletas Fairey Swordfish bombardeiros biplano torpedo de decolar e siga para Taranto em um ataque surpresa - um precursor das sortes para o ataque surpresa japonês a Pearl porto marcada para dezembro de 1941. foram lançadas duas ondas em 11 de novembro em número de doze aeronaves e nove aeronaves, respectivamente, e, além de suas cargas torpedo, jogar bombas convencionais e flares marcação também foram realizadas. Felizmente para os aviadores britânicos, grande parte dos balões barragem da defesa italiana tinha sido neutralizada por tempestades que passam pela noite. Os italianos também decidiram contra a implantação de redes anti-torpedo para manter seus navios de guerra prontos. O navio de guerra italiano Littorio foi o primeiro navio inimigo a ser alvejado e afundado onde ela atracado e danos rapidamente seguiu o Conte di Cavour e o Caio Duilio, bem como vários outros navios de guerra menores. No momento em que a rede defensiva italiana tinha formulado uma resposta concertada e começou a descer alguns dos aviões de guerra britânicos, o dano, mas tudo foi feito - força frota italiana concentrada em Taranto foi reduzida em até 50%, colocando um golpe decisivo no futuro ações italiano no Mediterrâneo. O ataque em Taranto foi um ponto de viragem para os italianos na 2 Guerra Mundial - em particular a serviço da marinha. Ele nunca se recuperou das perdas lá e raramente procurou confronto direto com os britânicos Royal Navy aguerrido novamente, warplanners italianos agora mais interessados em proteger seus poucos navios restante capital como resultado. Isto significava que o braço navio de guerra italiano de suas forças armadas, uma vez elogiadas foi efetivamente neutralizado e comprei o tempo britânico e seus aliados para se adaptarem à mudança de tática e força alocação dos alemães. A rota através do Canal de Suez crítica foi feita relativamente segura para o momento. A Invasão Balcãs Itália utilizou dezenas de soldados em uma tentativa de tomar a Grécia, um movimento que se mostrou inicialmente bem sucedida, mas vacilou contra um movimento de resistência dedicado juntamente com apoio aéreo fornecido pela Royal Air Force. Este enviou 200.000 embalagens ao Exercito Italiano, da Jugoslávia onde príncipe Paul assinou um acordo com o Eixo, mas foi derrubado do poder por seu próprio povo vários
  • 26. dias depois. Hitler promulgou um plano “Operação Marita” para invadir a Grécia e lugoslávia simultaneamente em resposta aos acontecimentos. A invasão foi tratada de modo alemã como “guerra clássica”, utilizando elementos de bordo coordenados com contingente em movimento rápido, bombardeios constantes do custo da capital Jugoslávia incontável vidas de civis. As defesas gregas começaram a vacilar e os Aliados (uma força combinada de britânicos, australianos e tropas da Nova Zelândia) estavam em retirada. Depois que o governo Jugoslávia e seu exército se rendeu oficialmente aos alemães, nada entre a Alemanha e a conquista da Grécia. Os aliados foram finalmente forçados a evacuar através de uma passagem no sul da Grécia, enquanto as forças italianas e alemãs tornou Atenas adequada. A invasão do Eixo dos Balcãs foi agora concluída. Naufrágio do Bismarck A Alemanha tinha procurado por muito tempo o controle sobre as rotas marítimas do Atlântico no seu caminho para a vitória total na Europa. Talvez o mais conhecido dos navios de guerra alemães foi KMS Bismarck que, junto com KMS Prinz Eugen e outros navios de guerra alemães, foram acusados com a destruição da Allied marinha mercante através do Atlântico. Um jogo de gato-e-rato, eventualmente, se seguiu entre elementos da Marinha Real Britânica e os alemães, que culminaram com a morte do poderoso Bismarck. A Marinha Real respondeu a agressão alemã, liberando uma força-tarefa hunter-killer destina a envolver e eliminar a ameaça que o navio de guerra massiva. O que se seguiu foi talvez um dos mais famosos combates navais da guerra com biplanos torpedo-laden, maciços bombardeios de artilharia naval e grande utilização de táticas de guerra para derrubar um dos navios de guerra mais conhecidas da guerra. Forças da Marinha Real desembarcou dois torpedos para o Bismarck, o segundo a desativação do leme e forçando-a em uma volta. De lá, os navios de guerra da Marinha Real fechou-se para libertar a sua justiça sobre o navio de guerra que foi agora, mais ou menos, uma fortaleza flutuante. O resultado final seria ver milhares de marinheiros britânicos e alemães vive elenco sobre como milhares de conchas foram arremessou frente e para trás até que o Bismarck, finalmente, ficou em silêncio. No final de tudo isso, apenas 115 marinheiros Bismarck foram recuperados, enquanto o próprio navio afundou ao fundo do oceano ao largo da costa francesa. O engajamento provou uma vitória estratégica e moral para os britânicos no início dos anos indo embora à custa do navio de guerra HMS Hood e seus 1.413 almas e outros navios de guerra da Marinha Real danificado. Os alemães, no entanto, foram tratados que se tornou o primeiro de muitos golpes irrecuperáveis que levaram a uma forte dependência da frota de U-boat submarino para conter ventures navios aliados no Atlântico. A Operação Barbarossa
  • 27. Em conformidade com grande visão de Hitler, a União Soviética e seus variados povos deviam ser subjugados se um novo "império alemão" era para ser realizado. As terras capturadas serviria para alimentar os avanços do Exército e trabalho escravo iria fornecer Alemanha, com a mão de obra necessária para a vitória e uma existência longa data após a guerra. Em 22 de junho de 1941, a Operação Barbarossa foi lançado para começar a Frente Oriental - a invasão alemã da União Soviética. Os planos de invasão foram otimistas: pensava-se que as forças do Eixo - através de surpresa, força e otimizações da "blitzkrieg" - poderia alcançar e capturar a capital soviética de Moscou, em pouco mais de oito semanas. A maciça campanha de terra e ar foi elaborado que envolvia tudo, desde tanques, carros, aviões, artilharia, caminhões de abastecimento, e alguns 600,000+ cavalos. Pessoal foram retirados de todas as fileiras das potências do Eixo - Alemanha, Roménia, Itália, Hungria, Eslováquia e Finlândia, com mão de obra numeração 3,8 milhões contra a força soviética de 2,9 milhões de homens e mulheres de combate. Três grupos de exército do Eixo foram empurrados para o ataque - "Grupo Norte Army" (Marechal de Campo Leeb), "Grupo Central do Exército" (Marechal de Campo Bock), e "Grupo Sul do Exército" (General Rundstedt). Grupo de Exércitos Norte foi acusado de controle do mar Báltico e atenda a cidade de Leningrado, Exército Grupo Center foi dirigir na cidade de Smolensk e, em última análise, Moscou e Grupo de Exércitos Sul foi dirigido à Ucrânia e no Cáucaso. Com o elemento de surpresa, momentum, e o tempo do seu lado, o exército alemão fez enormes ganhos. Na sua esteira ou eram inimigos mortos ou inimigos sitiados embora vários bolsos resistindo surgiram para causar algum alarme. A operação vão desde junho de 1941 e 05 de dezembro de 1941 e, ao final de tudo isso, os invasores não foi mais longe, em seguida, Smolensk com a estagnação ofensiva nos arredores de Moscovo. A trégua na luta provocada pelo mau tempo do inverno e sublinhou as linhas de abastecimento para os atacantes permitidos os soviéticos para recuperar e rearmar, começando sobre a Batalha de Moscou (Outubro de 1941 - janeiro 1942). A unidade completa em Moscou, algo incentivado fortemente pelos comandantes alemães, foi interrompido por Hitler, que agora pareciam controlar as capacidades industriais importantes da União Soviética - satisfeito para derrotar seu inimigo através estrangulamento econômico ao ser deixado desencorajado pelas massas de tropas soviéticas que escapam seus movimentos de pinça no campo de batalha. Retornos precoces na operação maciça foram promissores para a Alemanha, se saindo relativamente bem aos regimes invasões iniciais. No entanto, Adolph Hitler tinha inevitavelmente subestimado desafio Soviética com esta afirmação: "Você só tem que chutar a porta e toda a estrutura podre vai desabar." A Invasão de Creta Com a maioria de Europa Ocidental e Oriental até que o controle Axis, a máquina de guerra alemão/italiano, mais uma vez entrou em ação - literalmente - como uma força
  • 28. combinada de paraquedistas alemães e italianos participaram de desembarques na importância estratégica ilha de Creta. Defesas aéreas aliadas provou mortal em primeiro lugar, onde cerca de 50% dos transportes do Eixo foram destruídos enquanto ainda no ar que qualquer vitória aliada presumida foi de curta duração como a força inimiga rapidamente envolvida pontos estratégicos. Os alemães comprometidos 14.000 paraquedistas e foram ainda apoiados por tropas 15.000 montanha, bem como o apoio aéreo através de bombardeiros, bombardeiros de mergulho, e combatentes. Por seu lado, os italianos utilizados 2.700 homens. Tudo isso era contra uma força aliada composta de 15.000 britânicos, 11.451 grega, 7.100 australianos e 6.700 neozelandeses na defesa da ilha. A invasão começou no dia 20 de maio de 1941. As tropas aliadas valentes lutaram com sucesso modesto até eventualmente ser forçado a correr. Até o final de maio, os Aliados foram forçados a evacuar e abandonar o controle da ilha para os invasores. Além disso, vários navios da Marinha Real importantes também foram perdidas na luta. Os mortos de guerra incluiu 4.123 pessoas aliadas com 2.750 feridos e 17.090 capturado. O inimigo perdeu 370 aviões nos combates - que terminou em 01 de junho de 1941 - apenas 11 dias após a onda inicial assalto. A invasão de Creta marcou o primeiro uso em larga escala de pára-quedistas, em uma tentativa de ultrapassar um território controlado pelos inimigos. tropas aerotransportadas alemãs fez a maior parte da força de combate do solo o que obrigou os aliados para dar uma olhada mais de perto no desenvolvimento de seus respectivos elementos de bordo. A batalha também marcou a primeira aplicação útil de inteligência obtida a partir de máquinas de código Enigma alemãs. Apesar do sucesso da força no ar alemão, as perdas foram de tal forma que Adolf Hitler limitado a sua utilização em larga escala nas operações daqui para frente. Os Comboios do Ártico Independentemente do que o líder soviético Stalin acreditava (ou admitido após a guerra), a União Soviética tinha, de fato, receber grandes quantidades de suprimentos e armamentos das forças aliadas. A invasão alemã da União Soviética através da Operação Barbarossa em junho de 1941, obrigou os soviéticos em uma posição precária porque estavam mal preparados para absorver o impacto do exército Axis liderada pela Alemanha. Como tal, o abastecimento da América e Grã-Bretanha inundada em para ajudar a sustentar o país até as suas próprias instalações poderia produzir o suficiente armamento e treinamento poderia ajudar a reabastecer suprimentos diminuiu de tropas para decretar uma série inesquecível de ofensivas na marcha soviético a Berlim. As rotas de navegação no Ártico, da Islândia à beira soviética, desde a promessa de esperança, mas não foi isento de perigos. Não foram só os elementos naturais de um fator implacável nesta parte do mundo - temperaturas consistentemente abaixo de zero, meses da luz do dia pura com meses de pouca luz e escuridão -, mas a posição alemã, tanto na Noruega e na Finlândia desde que a Kriegsmarine e Luftwaffe com muitos- a- base para operar.
  • 29. Os britânicos tomaram suas chances, porém, como nem mesmo eles poderiam ficar para ver os soviéticos cair para os alemães. A abertura de uma segunda frente no Oriente foi uma dádiva para os Aliados e um erro terrível por Adolph Hitler. Convoy em cima comboio começou sua jornada do Ocidente sob a proteção da Marinha Real - uma força já se espalhou fina e comprometida ao longo de outras frentes - se chegar finalmente a docas russas. Apesar da Royal Navy presença, ar e ataques baseados mar do inimigo tornou-se prática comum, como navios de guerra alemães, destróieres, e outros navios de superfície, juntamente com temidos submarinos de ataque U-Boat e torpedeiros da Luftwaffe todas orientadas estes comboios vulneráveis. Melhores táticas, melhor protecção da Marinha Real, e uma defesa alemã vacilante na Europa, em última análise permitiu que esses comboios para sobreviver e, mais importante, permitiu que os soviéticos a continuar a salvar seu país de dentro graças ao muito necessário reabastecimento. Na ação, herói many-an-unsung surgiu nesta parte muito esquecido da Primeira Guerra Mundial. Os alemães perderam o encouraçado insubstituível KMS Scharnhorst na ação. Os comboios aliados fornecidos a União Soviética durante os anos de guerra com o último comboio que chega apenas alguns dias após a rendição oficial alemã em maio de 1945. Cerco de Leningrado Desde o início da invasão alemã da União Soviética (Operação Barbarossa), Hitler queria tomar a cidade portuária mais importante de Leningrado - o coração revolucionário da própria nação soviética. Ofensivas soviéticas ao longo outras frentes força um atraso no avanço alemão tanto que a cidade e seus cidadãos poderiam promulgar linhas de defesa. Os aliados alemães na Finlândia assumiu o controle do istmo careliano para garantir a norte foi coberto. O exército alemão chegou no sul e o estrangulamento estava no local. Vólei de controle ao longo de várias grandes frentes em torno da cidade viu rotas de abastecimento fechado e reaberto e depois fechada novamente. Durante este tempo, as rações apropriadas para os cidadãos de Leningrado tinha tudo, mas correr para fora, forçando eficazmente a fome em massa de civis. A superfície congelada do Lago Ladoga era uma rota principal para as forças soviéticas e provou vital no fornecimento a cidade morrer. Os brutalmente frios invernos norte aqui fez o lago razoável há algum tempo. O cerco de Leningrado durou até a primavera de 1943 aos quais milhares de cidadãos de Leningrado morreram. Apesar das dificuldades, a cidade ainda estava batendo com um coração determinado. Como uma cidade industrial, de Leningrado continuou a produzir tanques e armas automáticas que foram rapidamente enviados para a linha de frente para uso contra os alemães. Os alemães mantiveram firme por um tempo, ordenando barragens de artilharia e bombardeios aéreos da cidade em uma tentativa de quebrar a vontade do povo e totalmente queimar Leningrado para o chão.
  • 30. A grande ofensiva soviética finalmente ligada a cidade ao resto da União Soviética. O exército alemão, cansado de combate constante e os invernos brutais, estavam finalmente em retirada. Como outras grandes campanhas soviéticas na guerra, o sucesso era, em última análise deles, no entanto, isto vem a um custo extremamente elevado em vidas Batalha de Sevastopol Alemanha agora olhou para a posição estratégica na península de Crimea ainda sob o controle soviético. E, embora se verifiquem progressos, a cidade de Sevastopol foi capaz de reforçar e de abastecimento, resultando em cerca de 180.000 soldados do Exército Vermelho a inundação da cidade. Junto com uma contagem impressionante, a cidade ostentava um forte e fortificações defensivas, incluindo três anéis foram construídos. Parece que esse alvo específico teria de ser pago em sangue alemão e suor. Alemão Generaloberst Erich von Manstein foi carregado com a tarefa. Através de um assalto inicial, a defesa russa mantém-se. Um segundo ataque através Operação Bustar d é lançado, esta utilizando 33 enormes peças de artilharia-rebentando fortificações entregas ao exército alemão entre abril e maio em 1942. O assalto redes cerca de 170.000 prisioneiros russos e isola Sevastopol. Portanto, Manstein decreta Operação Sturgeon e convida a artilharia barrage 5-dia da cidade. Esta situação é agravada pelo bombardeio do ar através de bombardeiros da Luftwaffe. o progresso alemão é interrompida pela defesa Soviética valente. Um novo ataque sob as ordens de Manstein produz melhores resultados, com posições morro Soviética chave e fortificações defensivas que caem sob controle alemão. O dano é tal que os soviéticos começam a sua evacuação de Sevastopol. Alemanha finalmente toma Sevastopol e outras 90.000 prisioneiros do Exército soviético - e junto com isso - o controle completo da península de Criméia e do porto de Sevastopol. A Batalha para a Rússia "Você só tem que chutar a porta e toda a estrutura podre vai desabar." Essas palavras foram franca opinião do líder alemão Adolf Hitler de atacar a União Soviética em toda a guerra fora. Sempre que, ao mesmo tempo, estas duas nações assinaram um pacto de não agressão para evitar a guerra direta um com o outro, Hitler passou a fazer talvez o seu maior erro estratégico induzido pelo ego da guerra através de sua invasão da União Soviética sob a Operação Barbarossa em junho de 1941. O progresso inicial para os alemães foi excelente, completamente pegando os soviéticos de surpresa. As forças alemãs empurradas até Smolensk, mas a ordem questionável para realocar os recursos deste incontrolável exército para combater os elementos soviéticos perto de Kiev contornado a chance crítico para os alemães a marchar diretamente sobre Moscow em um momento mais crítico. O movimento permitido para as forças
  • 31. soviéticas a se reagrupar em outras partes do país e atrasou a entrega a tempo para o Exército Vermelho para acelerar o ritmo para a longa guerra pela frente. A ofensiva soviética maciça no inverno de 1941 seria forçar os alemães a recuar ao longo de muitas frentes de suas investidas iniciais. A única coisa que iria parar os soviéticos, ao que parece, era a sua própria fadiga de ter estado em luta constante durante semanas a fio. Problemas de abastecimento, em seguida, começaram a cobrar seu preço e, finalmente, adiada avanços ainda mais. Até ao final de Abril de 1942, mais de 1 milhão de soldados alemães estavam mortos. Ataque a Pearl Harbor O Japão tinha prendido por muito tempo uma postura de incorporar grande parte do anel do Pacífico em uma esfera de influência para o seu futuro. O continente foi curto sobre os recursos naturais, mas não no desejo. Conquistando territórios nesta esfera poderia fornecer o império em expansão com uma vantagem diplomática no futuro próximo e ajudar a desenvolver a ilha em um grande jogador mundial - tudo isso para ser realizado bem antes de qualquer nação poderia mobilizar suas capacidades de tomada de guerra. Dominação colonial na área foi enfraquecendo - assim como suas respectivas marinhas regionais - a cada década que passa desde o fim da Primeira Guerra Mundial e o momento de oportunidade foi o aqui e agora. A única ameaça real seria América e sua Frota do Pacífico centralizado nas ilhas havaianas, em particular, Pearl Harbor. Ocupação de parte da Indochina francesa do Japão foi recebida com um embargo de petróleo pelos norte-americanos, britânicos e Países Baixos. Independentemente disso, o império japonês continuou a sua compulsão conquista e começaram campanhas expedientes mais inimigas menores e o palco era mais ou menos definida para um confronto final. Antes do ataque a Pearl, os japoneses tinham trabalhado duro no desenvolvimento de ferramentas para a Marinha Imperial Japonesa para começar o trabalho feito. Tratados mundo ser condenado por isso a Marinha era dotada navios construídos com as especificações para além das impostas nas marinhas do mundo após a Primeira Guerra Mundial. As aeronaves estavam ligadas a navios transportadoras flutuantes e fez tão letal quanto suas contrapartes terrestres. Armamento foi tecnologicamente avançado para o dia - a partir de novos sistemas de torpedos para jogar bombas mortais - o homem sempre teve uma propensão para encontrar novas maneiras de se matar. Uma grande frota japonesa, com seis operadoras de carregar cerca de 450 aeronaves, partiu do Japão em direção Hawaii. Aviões de reconhecimento foram enviados à frente e relatou nada de nota com a ressalva de que a Frota do Pacífico estava no porto indo sobre o negócio como de costume. Diplomatas japoneses foram enviados para Washington com uma declaração formal de guerra, este para ser entregue a uma hora específica do dia.
  • 32. Os norte-americanos, agora a certeza de que um ataque era iminente, tentou desesperadamente para comunicar a descoberta aos seus associados, no Havaí. Infelizmente, a notícia chegou tarde demais. Embora detectado no radar, a grande formação aérea japonesa - tendo lançado a partir de seus portadores - foi desconsiderada pelo Exército pessoal no continente havaiano como um voo de entrada de amigáveis B- 17s a partir dos Estados. Os japoneses atingiu surpresa total e completa sobre a calma, bonita manhã de 7 de dezembro de 1941. "Tora, Tora, Tora", foi o grito de guerra japonês do momento. Em vez de o plano de ataque calculado treinados para pelos aviadores japoneses, aos olhos do Porto, em toda sua glória manhã, foi demais ea pomba aeronave na in - antes do previsto e tudo em um. A primeira onda atacou às 07h55min AM, concentrando-fogo em "Battleship Row", tendo marinheiros e civis americanos de surpresa completa, ao mesmo tempo colocando os seis campos de pouso fora da comissão. Bombas, torpedos, metralhadoras e tiros de canhão irromperam de todos os ângulos e cheio de fumaça preta sufocou o ar. Óleo derramado fez o seu trabalho ao longo das águas do porto. Muitos morreram antes que eles soubessem o que havia acontecido. O USS West Virginia foi o primeiro a ir com sete torpedos no seu lado. USS Arizona foi o próximo, uma bomba 1,760lb perfurando seus baralhos e inflamando uma revista. Cinco torpedos atingiu o USS Oklahoma , enquanto dois atingiu o USS Califórnia . Um único torpedo atingiu o USS Nevada , que conseguiu se mover até que atingido pela segunda onda de atacantes japoneses. O USS Maryland eo USS Tennessee foram os dois únicos para escapar do tiro ao alvo, enquanto o USS Shaw iluminada em uma exibição devastadoramente fantástica. A segunda onda mergulhou em pelo 09h00min, enfrentando mais de uma resistência que a primeira onda, mas o estrago estava feito. A única coisa que terminou o ataque foi uma falta de alvos visíveis e o medo de que os warplanners japoneses tiveram de quão perto as transportadoras americanas poderiam ser. No final, oito navios de guerra totais foram colocados fora de serviço, seja bombardeado ou torpedeado - algumas várias vezes - e metralhado pela metralhadora e tiros de canhão para uma boa medida. Aeródromos do Havaí estava em ruínas e, com eles, a cerca de 200 aviões americanos foram destruídas ou danificadas - apenas dois conseguiram decolar na luta. 2.403 vidas foram perdidas, destes 2.335 eram recrutas e mulheres e 1.104 deles desceu com o USS Arizona. 1.178 pessoas foram relatadas feridos e 68 civis foram mortos. Por tudo isso, os japoneses perderam apenas 29 aeronaves e vários mini submarinos. Apesar das grandes perdas no lado americano, vários itens de nota transpareceram em seu favor - talvez não imediatamente considerado, mas importante para o longo prazo: Os tanques de petróleo nas ilhas havaianas foram deixados intactos e suas instalações Dockyard estavam praticamente intactas, enquanto sua base de submarinos, surpreendentemente, não foi alvo. Adicione a isso o fato de que a frota transportadora muito importante - com seu alcance móvel e lutadores de bordo e bombardeiros - não
  • 33. estava no porto no momento do ataque. A USS Enterprise e USS Lexington estavam fora no mar em corridas de abastecimento da Marinha dos Estados Unidos, enquanto o USS Saratoga foi seguramente longe à porta em San Diego. Talvez o maior destes nota residia na vontade incomensurável (e vingança de olhos vermelhos) erupção de todos os americanos - patrioticamente fila para servir a sua terra ferida da senhora Liberdade. O ataque resultou na declaração de guerra contra o Império do Japão pelos Estados Unidos e Grã-Bretanha no dia seguinte, à qual a Alemanha ea Itália declarou guerra aos dias Estados Unidos mais tarde. A grande ironia do dia foi na declaração formal de guerra entregue por diplomatas japoneses para Washington - que vem depois do ataque a Pearl Harbor tinha tudo, mas terminou. Um dos maiores discursos americanos nasceu das cinzas da Pérola, como era um de seus maiores monumentos - Presidente Roosevelt de "Dia da Infâmia" discurso eo memorial intocada do USS Arizona, ainda sentado no chão do porto de hoje, os homens que têm pagou o preço terrível. Vingança seria rápida e terrível, resultando o lançamento das bombas atômicas sobre Hiroshima e Nagasaki alguns anos mais tarde e, posteriormente, o desmantelamento final do Império japonês em conjunto. Expansão Japonesa no Pacífico O Império do Japão sabia que tinham que agir rápido e em número para completar a esfera de influência suas autoridades imaginou todo o Pacífico e no Sudeste Asiático. Isto significava uma força militar rápida e móvel com o cálculo e os objetivos de recursos de espírito que ajudaria a manter o ar, a terra, e as forças de mar cantarolando como uma máquina bem oleada. Guerra transportadora havia nada de novo para o mundo na época da Segunda Guerra Mundial, embora táticas e tecnologia relativa à sua utilização operacional evoluiu muito desde os dias da Grande Guerra. Porta-aviões se tornaria o novo rei do mar até o final de tudo, suplantando o poderoso navio de guerra no topo da hierarquia. O ataque de surpresa pela Marinha japonesa contra a frota americana em Pearl Harbor colheu alguns iniciais, ainda que limitada, resultados como US atividade Naval fora do Hawaii foi temporariamente interrompido. A maior falha no ataque japonês era as companhias americanas de estar fora no mar, salvando essas peças no campo de batalha muito importantes para uso futuro. Em uma nota similar, a Marinha Real Britânica - agora acusado de policiamento das águas que formam o Oceano Índico e as regiões vizinhas - estavam à mercê do braço de ar poderoso da Marinha Imperial Japonesa. Com um conjunto limitado de navios de guerra no teatro, a Marinha Real fez o que podia contra os assaltos calculados do Império apenas para ser entregue a si mesmas derrotas subsequentes. Com a Marinha dos Estados Unidos golpeado ainda reagrupamento e da Marinha Real Britânica esticado dobar, forças japonesas agora se mudou nas ilhas que compunham as
  • 34. antigas colónias europeias através assaltos anfíbios forçando os Aliados a bater em retirada, rendição ou destruição. De qualquer forma, a guerra transportadora tinha provado seu valor como ambos os lados começaram a mostrar suas ilhas flutuantes ao longo das muitas campanhas de Teatro do Pacífico. O alcance japonês no Pacífico e Ásia estava no seu ápice no final de 1942 como os Aliados finalmente mobilizados para tomar a ofensiva através de uma estratégia de ilha em ilha. Expansão japonesa tinha engolido minúscula Ilha Wake, Filipinas, Malásia, Birmânia, as Índias Orientais Holandesas, partes da Nova Guiné, as Ilhas Carolinas, Ilhas Gilbert, Ilhas Marshall, Ilhas Marianas, e alguns da cadeia de Solomon Island. Se os aliados iriam agir, ele teria que ser mais cedo ou mais tarde. Batalha de Kharkov Tal como se apresentava, a cidade soviética de Kharkov foi a quarta maior cidade em toda a URSS. A tomada de uma cidade seria certamente uma pena no chapéu de Hitler e um golpe contra Stalin. Winter estava em pleno andamento e o relvado duro do campo soviético estava maduro para a batalha. A ofensiva soviética maciça foi lançado para recuperar o terreno perdido para os alemães no ano anterior. Através de três principais frentes, os exércitos soviéticos se movimentavam em 08 de fevereiro de 1942, os russos entrar e retomar a cidade de Kharkov de seus ocupantes alemães através de combates de rua corpo-a-mão sangrenta e íntimo -. Não desde novembro de 1941,. A ofensiva russa provou um sucesso inicial como invasores alemães foram expulsas de cidades soviéticas e pontes. Enquanto alguns da retirada alemã foram por necessidade, outros retiros foram movimentos estratégicos destinados a comprar o exército alemão mais algum tempo e permitir que o Exército Vermelho para usar as suas energias, recursos e suprimentos. Marechal alemão Erich von Manstein convencido de Adolph Hitler de seu plano de retirada e os russos estavam caindo na armadilha. Após a perda de seus homens em Stalingrado, Hitler estava aberta a recuar. A Soviética avançado provou caro para os seus elementos avançados foram esticados finos e baixos em número - especialmente em tanques, mas também na infantaria. Tempo era essencial para ambos os lados, todavia, para a primavera russa estava à mão, num momento em que turf congelado em breve se transformar em pesadelos lamacentos intransitáveis. “Enquanto o Exército Soviético empurrado contra os retirados” alemães, Manstein lançou seu contra-ataque quando todas as suas peças estavam no local. Por dias, a infantaria russa infeliz e seus poucos tanques foram shellacked no esquecimento com todos os tipos de ações aleatórias e retiros descoordenados seguintes. Artilharia alemã abriu os russos Eastward-bound e bateu-los enquanto infantaria, ataques aéreos e ataques de armadura fizeram a sua parte. Em março de 14, o 4º Exército Panzer completa o seu circundante de Kharkov até que a cidade é recapturada oficialmente em 15 de março com o controle completo chegando
  • 35. em 18 de março. Primavera agora se aproximou e os dois lados enterrados em e ao redor da cidade à espera de seus próximos pedidos para vir para dentro do cano. A retomada do território e da captura de Kharkov provou brilho do alemão na era da guerra mecanizada - e também se mostrou quanto mais os russos tiveram que aprender sobre tais ações. Operação Azul: Race for Oil Um ano já se passaram desde a invasão alemã da União Soviética em junho de 1941. A destruição soltou sobre a nação soviética não ir tão bem como destinado a Hitler e seus generais, parados pela logística e tempo fora do alcance de Moscovo. Linhas de abastecimento que ser fortalecidos e os recursos estavam sendo usados em um ritmo mais rápido do que eles poderiam ser repostos. Para garantir a sobrevivência do exército alemão, os campos ricos em petróleo da região do Cáucaso Soviética, foram alvos de captura e, assim, Hitler concebeu "Blue operação" para a ação. A operação começou no dia 08 de maio de 1942. O progresso foi inicialmente bom, como foi o caso com a maioria das ofensivas alemãs no sentido início da guerra. Os soviéticos perderam 250.000 homens em Kharkov depois que os alemães tinham completado um cerco da cidade. Vários ataques alemães envolvendo elementos experientes tanque Panzer contra cidades estratégicas foram lançados e produziu resultados promissores. Um longo cerco contra Sevastopol soviética realizada trouxe outra conquista alemã notável como fez a queda de Rostov ea outra 83.000 prisioneiros de guerra do Exército soviético. Hitler então começou a olho a importante cidade soviética de Estalinegrado como uma jóia da coroa para a campanha de grande alcance e começou sua obsessão para capturá- lo. Isto resultou em desvio de poder de fogo e material para cumprir o seu objectivo. Isto resultou em um excesso de extensão de forças e suprimentos criando ainda outra situação precária de seus comandantes terrestres alemãs. Em novembro, o avanço alemão foi esbarrado mais uma vez como grupo A do exército chegou Mt Elbus enquanto 6º Exército foi preso tentando tomar Stalingrado. Hitler não se moveu de seu objetivo e reafirmou a seus comandantes que Stalingrado deve cair a qualquer custo. Batalha do Mar de Coral A batalha de Mar de Coral foi a primeira batalha já carrier-versus-transportadora na história do mundo e iria para provar a importância de tais navios para as próximas décadas. Japão foi criado em uma invasão terrestre da Austrália e precisava dos postos de armazenamento temporário necessários para fazer a invasão um sucesso. Um dos primeiros passos no processo foi a grave os laços de comunicação entre a Austrália e os Estados Unidos. Isso implicaria a captura de Port Moresby, na Nova Guiné. Em abril de 1942, os japoneses colocar Operação MO em ação e conseguiu forças anfíbias em Tulagi na cadeia de ilhas Salomão. A cabeça de ponte permitida para
  • 36. materiais e mão de obra para estabelecer uma posição segura e forneceu uma base de operações para hidroaviões de reconhecimento japoneses. A força de invasão principal foi criada para levar-se Port Moresby. Isto daria origem a partir de Rabaul, em New Britain e trazer com ele cobrir a partir de dois grandes porta- aviões - o IJN Shokaku eo IJN Zuikaku. Ficou entendido que a principal força de invasão iria reunir grande parte da atenção dos observadores aliados no céu, então a idéia básica era para os portadores de dupla volta e assalto quaisquer ações de navios aliados da parte traseira. No entanto, os decifradores de códigos aliadas foram duros no trabalho decifrar as comunicações japonesas interceptadas. Apesar de não ser uma ciência perfeita, a informação obtida normalmente permitiu que os norte-americanos para fazer um bom palpite sobre as ações japonesas esperados do dia. Task Force 17 foi enviada em ação e, com ele, as companhias americanas USS Lexington e USS Yorktown. Mau tempo em todo 05 de maio e 06 de maio permitido nem força de ataque para detectar um ao outro. Após pesquisas retomadas no dia 7, desinformação levou a alguns compromissos limitados para ambos os lados, identificando erroneamente porta-aviões que eram, na verdade, outras classes de navios. A operadora japonesa menor IJN Shoho - capaz de campo apenas 21 aeronaves - foi vítima de os norte-americanos por meio de treze batidas bomba diretos, vários torpedos e uma SBD Dauntless bater (com a perda de sua tripulação de dois homens). Por sua vez, o americano lubrificador Neosho foi perdida por meio de um ataque japonês em ações antes. No dia 8 de maio, os dois grupos de porta-opostas visto um ao outro na íntegra, cada lançamento como muitos aviões, pois conseguiu reunir. Shokaku foi pregado duas vezes por bombardeiros de mergulho americanos do USS Yorktown e completamente limitou sua capacidade de aeronaves de lançamento para a duração da batalha. Yorktown foi descoberto por um 69-forte força aérea japonesa e bateu com uma bomba, danificando- a, mas não levá-la fora da luta. USS Lexington teve menos sorte. Torpedeiros japoneses zerado com ela e bateu duas vezes. Bombardeiros de mergulho mergulharam e adicionados mais dois impactos diretos sobre a sua estrutura, tocando seus elevadores na posição elevada. No entanto, ela flightdeck não tinha sofrido qualquer dano e ela - maior ou menor - manteve-se operacionalmente potente. Os impactos diretos causaram vazamentos de gás internas que eventualmente inflamados, incêndios geradoras que provaram além do controle para as tripulações de danos. Para todos os efeitos, o USS Lexington foi uma perda. Grande parte da sua tripulação foi resgatada e se mudou para esperando navios USN da Força- Tarefa e sua aeronave não encontraram novos lares na danificado - mas ainda funcional - USS Yorktown. Lexington foi abandonado, afundou e, eventualmente, afundado por torpedo. A batalha de Mar de Coral, embora tecnicamente uma vitória para o Japão, foi, no entanto um grande revés para os seus planos de domínio completo do Pacífico. A