O tabaco

403 visualizações

Publicada em

trabalho realizado no âmbito da disciplina de educação física

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
403
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O tabaco

  1. 1. Página| 1 Agrupamento das escolas de Santa Maria Da Feira Escola Secundaria de Santa Maria Da Feira Curso de Ciências e Tecnologias Ano Lectivo: 2014/2015 Trabalho teórico individual: O Tabaco Aluna: Ana Sofia Dias Gomes Número: 3 Ano: 10º Turma: A Professor: Óscar Joaquim Sá Ferreira Trabalho realizado no âmbito da disciplina de Educação Física
  2. 2. Página| 2 Tópicos fundamentais a apresentar: 1. Crítica genérica ao tabaco; 2. Aplicação da lei para fumadores; 3. Em termos orgânicos e fisiológicos que implicações têm o fumo na actividade física; 4. Recorrer a noções e conteúdos do aparelho respiratório e circulatório. 1. Críticagenéricaao tabaco  O tabacovemda planta NicotianaTabacume é uma substânciaestimulante.Pode ser encontradoemformade charuto,cigarro (comou semfiltro),cachimbo, e tabacode mascar. O tabaco é principalmentefumado,maspode tambémser inaladoou mastigado.  O tabaco causa envelhecimentoprecoce,doençascardiovasculares,malformaçõesem fetos,entre outros.  O primeirocigarro,normalmenteé devidoàpressãode umdeterminadogrupo, tentativade inclusão,apenasparaexperimentar,festasousaídas, dosexo,da educaçãorecebidatantoemcasa comona escola,por influênciadascelebridades, propaganda,publicidadeoumarketing.  Muitas vezes,é sinónimode maiorenvolvimentosocial e maiorpopularidade nas escolase outrosmeios.Noentanto,nosjovensque fumam, pornorma,estão envolvidosnoconsumode álcool,drogasilegaise lutase situaçõesde violência.  Para quemfuma,interroga-se continuamentese fumarafinal é umvícioou uma moda,poisrealmente fumaré umvíciodevidoà ingestãode 4720 substânciastóxicas (Nicotina,Benzopireno,SubstânciasRadioactivas,Agro-tóxicos,benzeno,Níquel e Arsénico) e acabapor se tornar numamoda,porque,nosjovens(idade que normalmente se começaafumar) elesnecessitamde se auto-afirmar,sendoque esta é a fase da sua vidaemque se constrói a personalidade de cadaum.Alémdisso,a publicidade manipulapsicologicamente levandodiferentesgrupos(adolescentes, mulheres,homens,etc.) que acreditamque otabagismoeramuitocomume socialmente aceiteatravésdasdemandassociaise dasfantasiasdoscomerciaisque usam mulheresbonitas,bemvestidas,homensfortes,bonitos,jovenscurtindoa naturezaou emfestasmuitobemacompanhadostodosestes indivíduos fazendouso do cigarro.
  3. 3. Página| 3 2. Aplicação da lei para fumadores  A regra geral determinaque nãose pode fumaremrecintosfechadosdestinadosa utilizaçãocolectiva. Épermitidofumaremáreasque asseguremseparaçãofísicaentre zona de fumoe o restodasinstalações ouemáreas que garantama ventilaçãodirecta para o exterior. Aodonodoestabelecimentocompetezelarpelaaplicaçãodalei, devendo,emcasode violação,alertarautoridadesadministrativasoupoliciais.  A aplicaçãoda lei dotabaco provocouuma reduçãode cinco porcento donúmerode fumadores,devidoao factode não se poderfumaremqualquerlado. Apósaentrada emvigorda legislaçãoque veio proibirofumona maioriadosespaçospúblicos fechados,asnotícias,para a Sociedade Portuguesade Pneumologia,sãoanimadoras: há menosfumadoresemPortugal. 3. Em termos orgânicos e fisiológicos que implicações têm o fumo na actividade física  Definitivamenteotabagismonãotrás nenhumbenefícioasaúde,muitopelocontrário.Já se sabe que a actividade físicaregular,melhoraA QUALIDADEDE VIDA,e não deveriaestar associadaao consumode cigarros e ou outrosparecidos.  O fumodificultaoprocessorespiratórioe essadificuldade é tantomaisintensaquanto maiscigarros por diae quantomaiora duração do vício.  O sistemarespiratóriohumanoé constituídoporumpar de pulmõese porváriosórgãos que conduzemoar para dentroe para foradas cavidadespulmonares.Essesórgãossãoas fossasnasais,a faringe,alaringe,atraqueia,osbrônquios,osbronquíolose osalvéolos pulmonares,ostrêsúltimoslocalizadosnospulmões.  A inspiração,que promove aentradade ar nos pulmões,dá-se pelacontracçãoda musculaturadodiafragmae dosmúsculosintercostais.Odiafragmaabaixae ascostelas elevam-se,promovendooaumentodacaixatorácica, com consequentereduçãoda pressãointerna(emrelaçãoàexterna),forçandooar a entrar nospulmões.  A expiração,que promove asaídade ar dos pulmões,dá-se pelorelaxamentoda musculaturadodiafragmae dosmúsculosintercostais.Odiafragmaeleva-se e ascostelas abaixam,oque diminui ovolume dacaixatorácica,com consequente aumentodapressão interna,forçandoo ar a sair dospulmões.
  4. 4. Página| 4  O prejuízodofumona performance doindivíduonaactividade físicaestáassociado:  A uma respiraçãomaisdifícil porcausa da irritaçãodosbrônquiosdospulmões;  A um custoenergéticoadicional aoexercícioprovocadopelomaiorTRABALHOdasvias aérease dos músculosrespiratórios;  Mesmoaumentadoo trabalhopulmonar,haverádiminuiçãonaabsorçãodooxigénioe issoprovocará umareduçãoda quantidade de oxigénionosmúsculos(istoocorre por que a hemoglobinadosangue carregatantoo oxigéniocomoomonóxidode carbono, mas elatemmaisafinidade pelomonóxidodoque peloO2.Comouma das consequênciasdotabagismoé aproduçãode monóxidode carbono,que vai diminuir entãoa quantidade de oxigénio,carregadopelahemoglobina.Essadiminuiçãoé da ordemde 5% a 10%);  A nicotinatambémdestrói parte davitaminaCque é de grande importânciaparao nossoorganismo.
  5. 5. Página| 5 4. 4. Recorrer anoções e conteúdos do aparelho respiratório e circulatório  Aparelho respiratório:  O fumodo tabaco produzuma acção irritante sobre asviasrespiratórias desencadeandoumamaiorproduçãode muco e dificuldade nasuaeliminação.A irritaçãocontínua dá lugarà inflamaçãodosbrônquios,bronquitescrónicas.As secreçõesdificultamapassagemdoar o que originaobstruçãocrónica do pulmãoe sériascomplicações,comooenfisemapulmonar.  Diminuiçãodacapacidade pulmonar:osfumadoresvêemreduzidaaresistênciaao exercíciofísico.  Por outrolado,é certa a relaçãocausa/efeitoentre otabacoe o cancro dopulmão. Existe umaforte relaçãoentre o riscode desenvolverestadoençae a quantidade de tabaco consumido,idade de iníciodoconsumo,númerode inspiraçõesque se fazem por cada cigarro fumadoe o costume que se tem de mantero cigarro na boca entre uma e outra inspiração.  Aparelho circulatório:  A primeiraalteraçãocorresponde aoaumentodaquantidade de sangue bombeado pelocoração para o aparelhovascular.Emrepouso,a quantidade de sangue impulsionadaporminutopelocoração,oudébitocardíaco, rondaos 5 1, enquanto durante um exercíciofísicopode atingiros10 ou20,1.  O débitocardíaco é originadopelovolume sistólico,ouseja,aquantidade de sangue expulsapeloventrículoesquerdodurante cadacontracção,e pelafrequênciacardíaca, ou seja,a quantidade de batimentoscardíacosporminuto.Dadoque o coração das pessoasde forte constituiçãofísicacostumasermaisvolumosoe forte,oaumentodo débitocardíaco realiza-se basicamente atravésdoaumentodovolume sistólico.Por outro lado,entre aspessoasmenosfortesfisicamente,esteprocessoé fundamentalmente provocadoporumaumentodafrequênciacardíaca,que nestes casos pode chegaraos 160 ou200 batimentosporminuto,enquantoemrepouso situa-se entre os70 e os 80 batimentos.  O tabaco é umfactor de risco importante noque se refere adoençascardiovasculares, como a aterosclerose que porsuavezestána base de enfartes,AVCportrombose ou hemorrágicos.

×